Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Temer planeja viagens internacionais caso o impeachment seja aprovado

O presidente em exercício Michel Temer aguarda o final do julgamento do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff para dar início a uma série de agendas internacionais para atrair investimentos externos no país e promover exportações de produtos brasileiros.

Desde que assumiu o exercício da Presidência, em maio, Temer não viajou para o exterior, e tem dito que só irá à China, para a Cúpula de Líderes do G-20, caso os senadores concluam e aprovem o afastamento em definitivo de Dilma. Outros compromissos fora do país estão no radar do Palácio do Planalto, como os Estados Unidos, a Índia, o Japão, a Colômbia, a Argentina e o Paraguai.

O principal foco dos encontros bilaterais e com empresários estrangeiros dos quais Temer pretende participar é sinalizar ao mundo financeiro que o Brasil está no caminho de retomar a sua atividade econômica e que, por isso, será um lugar mais seguro para receber investimentos.

A equipe econômica tem preparado uma lista com os projetos que serão concedidos nos próximos meses à iniciativa privada como rodovias, ferrovias, portos e aeroportos, para que sejam apresentados aos empresários. Parcerias do poder público com a iniciativa privada e acordos comerciais também serão estimulados visando ampliar exportações e criar empregos.

(Agência Brasil)

Lewandowski diz que Dilma não poderá ser ofendida pelos senadores durante seu depoimento

foto lewandowisk senado

O presidente do processo de impeachment, ministro Ricardo Lewandowski, informou aos senadores que não vai tolerar ofensas à presidente afastada, durante seu depoimento na sessão desta segunda-feira (29). O relator do processo de impeachment, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), acredita que os senadores agirão com civilidade.

“Nem depoente, nem testemunha, nenhuma parte pode ser ofendida. E nós temos que velar sempre esse clima de civilidade, de harmonia, de elegância no trato com as pessoas. Eu tenho certeza que os senadores que vão submeter as suas indagações à senhora presidente vão se comportar dessa maneira”, afirmou Anastasia.

A senadora Kátia Abreu (PMDB-TO), ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento durante o segundo governo de Dilma Rousseff, será a primeira a abordar a presidente afastada. Apesar de integrar o partido do presidente em exercício Michel Temer e do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, que acatou as denúncias contra Dilma, a senadora peemedebista afirmou que a presidente afastada deverá mais uma vez reiterar a sua inocência.

(com a Rádio Senado)

No amor e no crime – Policial reage a assalto e mata garupeira em Cascavel

Um soldado da Força Tática de Apoio (FTA) reagiu a um assalto na noite desse sábado (27), em Cascavel, na Região Metropolitana de Fortaleza, e atirou contra um casal que conduzia uma moto. O condutor ficou ferido e a garupeira morreu no local da abordagem.

De acordo com o depoimento do soldado, na Delegacia do Eusébio, também na Região metropolitana de Fortaleza, o casal já era conhecido no município pela prática de assaltos. O soldado contou que, mesmo ferido, o condutor da moto conseguiu fugir. A Polícia procura identificar o suspeito, por meio do atendimento em hospitais da região.

Ainda nesse sábado, um sargento teve a pistola roubada, após ser abordado por um casal em uma moto, cor preta, no bairro José Walter. A Polícia ainda não tem pistas dos assaltantes.

Colunista avalia primeiro debate entre candidatos e prevê crescimento de Luizianne sobre Capitão

60 5

Da Coluna Alan Neto, no O POVO deste domingo (28):

Luizianne já demarcou território. Vai chutar o quanto puder a canela de RC. Irá provocá-lo até que venha pra rinha. RC não escutará a estridente zoada da mutuca

Postura do Capitão Wagner, se for aquela de discurso light, perderá espaços pra Loura. Capitão terá que elevar voz, enfim, não está em sala de aula.

Debate com oito candidatos torna-se chato, mais ainda enfadonho, com réplicas e tréplicas.

Heitor precisará mudar o tom do discurso da campanha anterior, se lhe serviu de lição.

Governador na mira da expulsão no PT por infidelidade?

foto camilo governo ceará

“O Partido dos Trabalhadores, através de nota oficial do presidente estadual da sigla — De Assis Diniz —, reafirmou o apoio à candidatura da chapa Gilmar Bender (PDT) e Manoel Santana (PT), em Juazeiro, e orientou a militância e seus dirigentes a fazer campanha para o candidato do PDT.

No município, tanto os irmãos Cid e Ciro Gomes quanto o governador Camilo Santana (PT) apoiam o nome de Arnon Bezerra (PTB) para a sucessão do prefeito Raimundão (PMDB). O PT quer o engajamento de Camilo na campanha do PDT.

 

foto Di Assis Diniz

“Qualquer desobediência de dirigentes do partido a esta orientação receberá, por parte do Diretório, as providências regimentais cabíveis”, diz a nota. Em entrevista ao O POVO, De Assis afirmou que possíveis procedimentos na Comissão de Ética do partido “também valem para o governador” que é filiado ao PT.

“Em Fortaleza há uma excepcionalidade porque a Luizianne (Lins) não tinha votado nele na eleição de 2014. Então nós entendemos”, disse De Assis justificando a liberação do governador para apoiar informalmente o prefeito Roberto Cláudio (PDT).

O presidente estadual da legenda afirmou ainda que o recado vai para todos os municípios do Estado. “Em qualquer outro município em que o PT apresente candidato ou apoie uma chapa, a orientação é sempre do engajamento total de todos”.

A assessoria de Camilo Santana afirmou que o governador não iria se pronunciar sobre o assunto.”

(O POVO)

Dilma fala amanhã – Professor diz que não pode haver impeachment sem materialidade e dolo

O professor de Direito Tributário da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), Ricardo Lodi, prestou o último depoimento na etapa da sessão de testemunhas da defesa e da acusação do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, no fim da noite desse sábado (27). Na condição de informante e não como testemunha, o professor disse que não pode haver impeachment sem crime de responsabilidade, materialidade e dolo da presidente.

Lodi também ressaltou que, no ano passado, o Tribunal de Contas da União (TCU) mudou o entendimento sobre as operações entre os bancos públicos e a União. Para ele, não houve crédito, que seria vedado, mas apenas uma obrigação legal.

O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) negou-se a questionar Lodi, pelo fato do professor ter sido advogado de Dilma junto ao Tribunal de Contas da União.

O senador Cristóvam Buarque (PPS-DF) perguntou se Lodi percebeu se houve, em algum momento do processo, cerceamento ao direito de defesa da presidente. O professor respondeu que, aparentemente, não, mas ele acredita que, desde que o processo estava na Câmara, há mais uma avaliação geral do governo de Dilma Rousseff e do que uma investigação da culpabilidade da presidente pelos crimes de que é acusada.

Ao término dos trabalhos, o Lewandoswski convocou a continuidade da sessão de julgamento do processo de impeachment para esta segunda-feira (29), quando a presidente afastada Dilma Rousseff fará sua defesa pessoalmente no plenário do Senado, a partir das 9 horas. Dilma terá um tempo de 30 minutos, que poderá ser prorrogado por mais 30 minutos, e cada senador poderá fazer questionamentos por até cinco minutos, os quais Dilma poderá responder, ou não, e utilizar para isso o tempo que julgar necessário.

Até o momento já se inscreveram para questionar Dilma 47 dos 81 senadores. A presidente afastada estará acompanhada de cerca de 30 pessoas, entre ex-ministros, presidentes de partidos aliados, assessores e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

(Agência Brasil)

Gilberto Gil passa mal e show é cancelado

naom_5772817b3aa53

O show de Gilberto Gil e Caetano Veloso, programado para este sábado (27) à noite, no Metropolitan, no Rio de Janeiro, foi adiado. Este seria o último show no Rio da turnê ‘Dois amigos, um século de música’.

Segundo a assessoria de imprensa da casa de espetáculos, a razão foi um mal-estar sentido por Gil, que estaria com enjoo. O cantor e compositor baiano, de 74 anos, enfrenta problemas de saúde há meses.

De acordo com o Extra, a assessoria de imprensa do artista, o mal-estar de Gilberto Gil foi uma reação a uma medicação que ele está tomando para o tratamento insuficiência renal. Apesar da náusea, o cantor passa bem e está em casa, onde, na noite deste sábado, comemorou o aniversário de seu filho caçula, José, de 25 anos.

Os ingressos obtidos para a apresentação vão valer para a nova data, e os clientes que não puderem comparecer, serão reembolsados.

(Extra)

 

Impeachment – Após oito horas, Barbosa encerra depoimento

Terminou na noite deste sábado (27) o depoimento do ex-ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, no terceiro dia do julgamento do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. Arrolado como testemunha de defesa de Dilma, Barbosa falou por mais de oito horas aos senadores.

Barbosa disse que Dilma não cometeu crime de responsabilidade ao editar os decretos em avaliação no processo de impeachment. “Ela seguiu estritamente o que está na lei”, garantiu. O ex-ministro afirmou ainda que não há base para crime de responsabilidade da presidente afastada “nem na questão do pagamento de passivos junto aos bancos públicos, nem na edição de decretos”.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que conduz o julgamento final do processo de impeachment, perguntou aos advogados José Eduardo Cardozo, de defesa, e Janaína Paschoal, da acusação, se concordavam com a liberação das testemunhas convocadas para o processo, que estão incomunicáveis há três dias, mesmo depois de ter sido ouvidas. Cardozo e Janaína concordaram com a liberação das testemunhas.

Com o atraso nos trabalhos deste sábado (27), foi cancelada a reunião que Lewandowski teria, às 20 horas, com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e líderes partidários, para definir os procedimentos para a próxima etapa do processo e para o depoimento de Dilma Rousseff, previsto para segunda-feira (29), a partir das 9 horas. A reunião deverá ser realizada neste domingo (28).

(Agência Brasil)

Tasso afirma que Governo realizou “farsa gigantesca em ano eleitoral”

foto tasso 160827

O Senado Federal retomou a oitiva das testemunhas do julgamento de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, na tarde deste sábado (27). Durante a sessão, ao tratar das pedaladas fiscais, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) disse não ter a menor dúvida se haveria tido empréstimo ou não por parte do Governo Federal. Para o Senador, “isso é bastante claro. Quando uma entidade, um banco neste caso, de propriedade do Governo Federal, financia ou aceita um atraso tão grande por tanto tempo, significa que o governo está usando seu poder de controlador para constranger ou obrigar que o atraso seja aceito com tanta regularidade e, assim, portanto, financiando o governo”.

Após as indagações ao ex-ministro Nelson Barbosa, Tasso afirmou, ainda, a existência de uma farsa gigantesca elaborada pelo governo da presidente em ano eleitoral.

“Vossa Senhoria me fez uma confissão aqui. Praticamente confessou que houve uma farsa gigantesca no ano eleitoral. Vossa Senhoria explicitou várias vezes que tratou de corrigir isso no ano seguinte. Toda fantasia que foi feita no ano eleitoral, enganando 100 milhões de eleitores e a população brasileira inteira, vocês tentaram corrigir. E o senhor fez um esforço gigantesco, para tentar corrigir, apesar de que isso tenha se prolongado por uma parte de 2015. A clareza como Vossa Senhoria diz isso me espanta. Para mim esse é um crime até maior. Enganar a população durante uma eleição (2014), o que é uma fraude eleitoral, usando números que não existiam”.

Roberto Cláudio diz que militância reflete a alegria da campanha

208 1

eleições 2016 fortaleza rc 0827 comitê

“Vamos espalhar alegria pela cidade. Quem vai ganhar essa eleição são vocês. É o povo nas ruas que dá ânimo e vida para a nossa campanha”.

A declaração é do candidato do PDT à Prefeitura de Fortaleza, Roberto Cláudio, na tarde deste sábado (27), durante reunião com a militância da campanha, no comitê central, no bairro Cocó. Ao pedir que os militantes, com muita humildade, apresentem em cada residência de Fortaleza os avanços da gestão e as propostas para os próximos quatros anos, Roberto Cláudio destacou o trabalho dos colaboradores, quando “já se percebe a militância nas ruas com sorriso e alegria por toda a cidade”.

O candidato a vice, Moroni Torgan, apontou que “Fortaleza já tem um prefeito excepcional e, para defender o povo dessa cidade, eu aceitei fazer parte desse projeto, que é o melhor para Fortaleza. Por onde passa se vê obras da gestão Roberto Cláudio”.

O ex-governador do Ceará e ex-ministro Ciro Gomes, presente ao encontro, afirmou que a militância “é a cara da campanha”.

(Foto: Divulgação)

Pré-selecionados no Fies têm até amanhã para se inscrever em vagas remanescentes

As inscrições para as vagas remanescentes da edição deste segundo semestre do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) termina neste domingo (28). O prazo vale para estudantes graduados e não-graduados que tenham sido pré–selecionados no processo regular e não tenham firmado o contrato de financiamento pelo Fies.

Os prazos de inscrição vão até 2 dezembro e variam de acordo com a condição do estudante. Confira abaixo:

>De 22 a 28 de agosto — Estudante não graduado, pré–selecionado no processo seletivo regular do Fies 2º/2016 e que não tenha firmado contrato de financiamento;

>De 26 a 28 de agosto — Estudante graduado, pré–selecionado no processo seletivo regular do Fies 2º/2016 e que não tenha firmado o contrato de financiamento;

>De 29 de agosto a 5 de setembro — Estudante não graduado e que ainda não está matriculado;

>De 2 a 5 de setembro — Estudante graduado e que ainda não está matriculado;

>De 29 de agosto a 2 de dezembro — Estudante não graduado e que já está matriculado;

>De 2 de setembro a 2 de dezembro — Estudante graduado e que já está matriculado.

Segundo o Ministério da Educação, a iniciativa de oferecer as vagas remanescentes é inédita e visa a preencher 28 mil vagas que não foram ocupadas no processo regular.

A inscrição é gratuita e feita exclusivamente pela internet, na página do FiesSeleção. Em seguida, o estudante deve acessar o Sistema Informatizado do Fies e concluir sua inscrição em dois dias úteis subsequentes.

Podem concorrer às vagas remanescentes os estudantes que tenham feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média geral mínima de 450 pontos e nota na redação que não seja zero. É necessário comprovar ainda renda familiar mensal bruta de até três salários mínimos.

O Fies é o programa do Ministério da Educação que financia cursos superiores em instituições privadas com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). No total, nesta edição, foram ofertadas 75 mil vagas.

O programa oferece financiamento a uma taxa efetiva de juros de 6,5% ao ano. O percentual do custeio é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante.

(Agência Brasil)

Discussão, empurrões e até uso de spray de pimenta marca o sábado de campanha eleitoral em Juazeiro do Norte

Discussão, bate-boca, empurrões e até uso de spray de pimenta, marcaram neste sábado (27), o primeiro conflito envolvendo ativistas nesta campanha eleitoral em Juazeiro do Norte, na Região do Cariri. Ativistas das candidaturas Arnon Bezerra (PTB) e Gilmar Bender (PDT) se envolveram em conflito na disputa de local para adesivagem e panfletagem nas proximidades do Cariri Gardem Shopping, onde também ficam localizados os comitês de campanha dos dois candidatos.

De acordo com coordenadores da campanha de Arnon Bezerra, o comitê tinha autorização da Justiça Eleitoral para fazer a panfletagem e adesivagem no local, a partir das 9 horas, mas o espaço teria sido ocupado por ativista do Gilmar Bender, que já estavam no local, mas não tinha permissão para ultrapassar às 9 horas.

Na confusão, algumas ativistas do comitê de Arnon Bezerra foram atingidos com spray de pimenta no rosto. Duas ambulâncias do Samu foram acionadas e socorristas fizeram o atendimento àqueles que passaram mal. Cinco deles, com problemas respiratórios foram encaminhados para o UPA, no bairro Limoeiro.  Não há registro de feridos em meio à discussão.

A coordenação de comunicação do candidato Gilmar Bender afirmou, por meio de nota, que “o encontro entre ativistas e simpatizantes de ambas as coligações aconteceu ocasionalmente e que a coligação Juazeiro Bem Melhor protocolou no Cartório Eleitoral a atividade que foi realizada. Sobre o lamentável episódio, a coligação Juazeiro Bem Melhor, ratifica o desejo de manter a ordem, a paz e o respeito durante todo o período de campanha eleitoral, não coadunando, portanto, com quaisquer que sejam os atos de violência ou vandalismo”.

(flaviopintonews)

Depoimentos deixam claro que Dilma não cometeu crime, diz senador Pimentel

75 2

foto pimentel senador

O senador José Pimentel (PT-CE) afirmou neste sábado (27) que os depoimentos das testemunhas estão deixando cada vez mais claro que a presidente afastada Dilma Rousseff não cometeu crime de responsabilidade.

“Está ficando claro, cada vez mais, que a senhora presidente não cometeu nenhum crime. O principal deles era a tese das pedaladas, que é a subversão da safra agrícola 2015, que permitiu ao Brasil nestes 13 anos duplicar a sua produção de grãos”, ressaltou o senador.

“O laudo da peça criminal, do Ministério Público Federal, declara que não se trata de operação de crédito, mas, sim, do pagamento da diferença da taxa de juros. Como também os auditores do Senado Federal, que fizeram a sua perícia, declaram que não tem qualquer ato da senhora presidente vinculado à equalização da taxa de juros, por isso, não tendo ato, não tendo crime, não há porque ser cassada”, completou.

“Não há porque tirar o mandato de uma presidente honesta e trabalhadora, que foi eleita por 54 milhões de votos”, disse Pimentel.

(com a Rádio Senado)

João Alfredo faz caminhada no Montese e na Parangaba

eleições 2016 fortaleza psol 0827 joão alfredo

O candidato do Psol à Prefeitura de Fortaleza, João Alfredo, realizou caminhada neste sábado (27), nos bairros Montese e Parangaba.

João optou por uma campanha corpo a corpo, quando aborda o eleitorado para falar de seus projetos de governo, principalmente voltado para ações humanizadas.

Ainda nesta tarde, João Alfredo participará do lançamento da candidatura Adelita Monteiro à Câmara Municipal de Fortaleza.

(Foto: Divulgação)

De que “partido” falam?

Em artigo no O POVO deste sábado (27), o Doutorando em Sociologia (UFC) e  professor de Sociologia (Ufersa) Emanuel Freitas destaca que “a família não forma cidadãos, mas apenas filhos e pessoas; o cidadão é formado na vida pública”. Confira:

Muitas são as objeções que se podem fazer ao famigerado projeto “Escola sem partido”, que tramita no Senado. Não é possível compreendê-lo sem inseri-lo no conjunto de transformações sociais que tomaram corpo no Brasil durante os últimos governos, pois este é apresentado como uma reação às ações dos últimos 13 anos. Ou seja, a “escola sem partido” é, na verdade, “uma escola sem PT”, ou sem aquilo que o partido implantou nas escolas.

O “sem partido” remete logo ao PT, uma vez que vem à arena justamente no momento de maior desgaste deste. História da África, discussões sobre classes sociais, sobre as desigualdades sociais entre os gêneros, dentre outras questões. É isso o ser “sem partido”.

O pior do PL é o seguinte: a obrigação de professores, de escola pública, não irem de encontro a crenças e valores dos pais. Diz o texto: “o professor respeitará o direito dos pais a que seus filhos recebam a educação moral que esteja de acordo com suas próprias convicções”. Uma conquista da modernidade, enquanto ‘era histórica’, é a contraposição da esfera pública à esfera privada. A família não forma cidadãos, mas apenas filhos e pessoas; o cidadão é formado na vida pública, que sob muitos aspectos deve contrapor-se aos valores da casa.

A escola nunca proibiu que filhos recebessem, em suas casas, a educação moral de acordo com as convicções de seus pais. Mas isso é do mundo da casa, não da escola. A escola é o mundo – “vais conhecer o mundo, disse meu pai à porta do Ateneu”, como nos lembra Raul Pompéia – e no mundo os valores “dos pais” são apenas “mais um”. Durkheim nos lembra que a escola é o espaço da “socialização secundária”, aquela em que a criança apreende valores distintos dos da família, preparando-se, agora, sim, para a vida social.

A escola não é promotora do mundo da casa. Sergio Buarque, em Raízes do Brasil lembra-nos ser função da pedagogia moderna o rompimento com o mundo privado, e não promovê-lo, como querem os apologistas do PL, na boa e velha tradição brasileira de impor os interesses da “casa” aos da “rua”.

Heitor diz que impeachment é “página virada”

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=Uqf_MZi7T3M[/embedyt]

O deputado estadual e candidato a prefeito de Fortaleza, Heitor Férrer (PSB), disse que o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) é “página virada”. Heitor, no entanto, afirmou que não daria apoio ao governo em exercício de Michel Temer, se fosse parlamentar em Brasília.

Estratégias começam a se revelar

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (27), pelo jornalista Érico Firmo:

Candidatos com mais tempo no horário eleitoral e maiores percentuais de intenção de voto, Roberto Cláudio (PDT) e Capitão Wagner (PR) foram por caminhos bem diferentes nos primeiros programas exibidos ontem no rádio e na televisão. Roberto Cláudio seguiu a receita vitoriosa nas campanhas de Cid Gomes (2006 e 2010), Camilo Santana (2014) e na do próprio prefeito (2012). Balanço de muitas ações da Prefeitura, com ênfase em saúde, reconhecendo necessidade de melhora. Falou também do Bilhete Único. O programa da tarde na TV foi quase igual ao do rádio no meio dia. Os marqueteiros sempre acham que o rádio precisa ser mais popular. Então, o do prefeito diz a certa altura que ele “contratou uma ruma de médico”.

Wagner ousou mais. Desde o primeiro instante, ao retomar sua participação na greve dos policiais de 2012. Foi o ponto mais controverso de sua trajetória. Começar por aquele momento demonstra que Wagner provavelmente sabe que não vencerá a eleição se a maior parte dos eleitores não estiver convencida de que os PMs tinham razão em fazer paralisação que deixou a Cidade praticamente parada. No formato, Wagner procurou ser criativo dentro do batido modelo de contar a história do candidato. Recorreu muito à família. Enfatizou o lado professor, além do policial. Os filhos foram destaque. E deram graça ao programa, pois não foram demasiadamente ensaiados. Os erros de pronúncia e os lapsos, conhecidos de quem conversa com crianças, conferiram espontaneidade. No rádio, o programa de Wagner explorou ainda mais os filhos. Foi inteiro dedicado a entrevista feita por eles com o pai.

À noite, Roberto Cláudio reprisou o programa da tarde. Wagner apresentou nova peça. De tom ainda mais emocional. O Capitão chega a chorar em dado momento. Tudo indica que os marqueteiros tentarão atenuar a dureza do capitão de Polícia com muita família e muita emoção.

O programa de Luizianne Lins (PT) não foi ao ar à tarde. A campanha teve problema no envio. Foi veiculado nas redes sociais e, na TV, à noite. Ela disse estar preparada e afirmou ter propostas inovadoras, ainda por apresentar. E dedicou o espaço final para protestar contra o impeachment de Dilma Rousseff (PT), que classifica de golpe. Na rádio, o tempo inteiro foi todo tomado por música, que diz que ela já fez e faz diferente. O jingle fala ainda de “trazer de volta quem sabe cuidar”.

Heitor Férrer (PDT) usou o tempo para ressaltar sua história e compromisso. O programa lembrou episódios nos quais Heitor se destacou e que já datam de mais de uma década, como sua luta contra a taxa do lixo, contra a pensão para ex-governadores e a CPI da Merenda Escolar. Depoimentos enfatizam que ele não está ao lado dos “caciques da velha política”.