Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Um festival para desconectar do mundo

humma

Homa e Mukto estão entre conferencistas.

Desconectar-se do mundo e buscar um entrelaço consigo e com o próximo durante 21 dias. Você conseguiria?

Na quinta edição do Osheanic International Festival, que acontecerá entre a próxima segunda-feira (19) e o dia 9 de outubro, na Prainha, em Aquiraz, um convite a esse desafio, com direito a meditação e autoconhecimento, está feito.

O Osheanic Internacional Festival é um evento que vai trazer nomes renomados da música, meditação, relaxamento e terapia, com programação começando às 7 horas.

“É um festival de autoconhecimento, meditação e elevação. É uma forma profunda de ter contato com a meditação e ir para fora das dimensões mais superficiais”, conta o paulista Avinash, um dos organizadores do evento. São esperadas mais de cem pessoas nos 21 dias de programação, muitas delas de outros países, como Itália, Portugal e Rússia.

Nesta edição, o tema principal é a conexão corpo e mente. As palestras de Homa e Mukto, amigos com percepção de vida completamente distintas, devem trazer os temas relacionamento, terapia, meditação e sexualidade à tona.

SERVIÇO

*Programação e inscrições: http://bit.ly/2cRYsE6

*Mais Informações: (85) 3113 1821 ou 9 9901 0003.

Espetáculo com jeito de saudade de Amy Winehouse

brunagoia

Nesta sexta e sábado, é hora dos fãs da cantora britânica Amy Winehouse matarem a saudade de muitos dos seus sucessos. No Teatro RioMar, em cartaz o show Tributo “BACK TO AMY”, às 21 horas.

O espetáculo é com a talentosa cantora Bruna Góes, de Santa Catarina e que foi destaque no The Voice 2013.

SERVIÇO

*Teatro RioMar (Rua Lauro Nogueira, 1500 loja 3001 – L3 – Papicu)

*Duração: 90min

*Classificação indicativa: 12 anos

*Ingressos: Plateia Alta: R$ 80,00 (Inteira) e R$ 40,00 (Meia)
Plateia Baixa B: R$ 100,00 (Inteira) e R$ 50,00 (Meia)
Plateia Alta A: R$ 100,00 (Inteira) e R$ 50,00 (Meia)

*Bilheteria Teatro RioMar – (85) 3244-2688.

Liminar assegura intérprete de Libras na propaganda dos candidatos a prefeito

“A juíza da 117ª Zona Eleitoral, Vilma Freira Belmino, acatou representação do Ministério Público Eleitoral, subscrita pelo promotor eleitoral Francisco Romério Pinheiro, e concedeu liminar determinando que todos os candidatos à Prefeitura de Fortaleza incluam em suas propagandas eleitorais televisivas, uma janela com intérprete de Libras, independentemente da subtitulação por meio de legenda.

A ação do MP Eleitoral atende a reivindicação dos movimentos em defesa das pessoas com deficiência e assegura maior acessibilidade à propaganda eleitoral a todos os cidadãos.

Segundo o promotor eleitoral, a escolha de apresentar programas eleitorais veiculados na televisão com legenda ou com interprete de Libras não é mais permitida desde a vigência da Lei Nº 13146/2015 (Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência), ou seja, a utilização de janela com intérprete de Libras, legenda e audiodescrição são obrigatórias nos termos dos Art. 67 e 76 da referida Lei.

A decisão liminar, concedida na última quarta-feira (14), determina que os candidatos/partidos/coligações não veiculem propagandas na televisão sem janela com intérprete de libras. “Do exame detalhado da mídia acostada aos presentes autos, percebo a lesividade da propaganda ora em debate uma vez que a mesma afronta o parágrafo 4º do artigo 36 da Resolução TSE nº 23.457/2015”, reiterou a juíza. E estabeleceu ainda que os representados sejam notificados para apresentar defesa no prazo legal.”

(Site do TRE/CE)

Bolsa Família – Cadastrados do programa ganharão CPF

bolsa família boato

“Nos próximos dias o governo vai editar um decreto para tentar conter parte da farra do bolsa família. Segundo o ministro Osmar Terra, o decreto vai viabilizar o cruzamento de dados daqueles que querem se inscrever no programa com informações de órgãos como a receita e ministério do Trabalho, evitando que pessoas que possuem patrimônio ou que não se enquadrem nas regras do bolsa-família recebam o benefício.

Além disso, após a edição do decreto a Caixa Econômica Federal iniciará uma parceria com o ministério do Desenvolvimento no campo de cadastro de pessoas físicas.

Todos aqueles que forem se inscrever no bolsa-família e que ainda não possuem CPF, receberão um. Ou seja, quando um pai ou uma mãe disser que possui, por exemplo, cinco filhos sem documentos, cada um deles receberá um CPF.

A medida, além de facilitar a retirada de documentos para a população, evitará uma das fraudes ao programa, que é a contabilização da mesma criança em várias famílias para ampliar o tamanho do benefício oferecido.”

(Veja Online)

Deus deve estar de saco cheio

Em artigo enviado ao Blog, o jornalista e sociólogo Demétrio Andrade avalia o emprego do nome de Deus no dia a dia das pessoas, diante de uma “cumplicidade” para o bem ou para o mal. Confira:

Sinceramente, acho que existem milhões de problemas de grande monta neste mundo: fome, guerra, doenças, miséria, catástrofes. Além disso, há também nossos intermináveis dilemas pessoais: perdas, ansiedades, inseguranças, tristezas, solidão. Não sei se por conta da profusão de informações das redes sociais, a sensação que tenho é que, a cada dia, isso vira um caldo interminável e denso de queixas.

Claro que, se os problemas persistem, as soluções também começam a pulular, de todo tipo e tamanho, se adequando a cada modelito. E se tem algo comum e fácil de estabelecer laços solidários – por mais frágeis que sejam – entre as pessoas é a religião, qualquer uma que apareça. Desta forma, o nome de Deus, entidade comum nas diversas crenças, é citado de tudo quanto é jeito: pra arrumar emprego, ajudar na vitória do time, resolver a crise econômica, acabar com a corrupção, abrir sessão legislativa, ganhar voto, alimentar os famintos, parar o conflito no Oriente Médio, resolver crise criativa, pra curar dor nos rins, espinhela caída e disfunção erétil.

Como católico, me vem imediatamente à lembrança o segundo mandamento: “não usar o nome de Deus em vão”. Numa interpretação mais conservadora, eu diria que este uso desregrado põe abaixo questões como o temor e a reverência ao divino, trazendo para o mundo secular – eivado das mais variadas interpretações – usos da palavra Deus (ou da “palavra de Deus”) de forma a se adequar a qualquer situação. Mal comparando, é tal qual a grita de Adorno em relação à perda da aura da obra de arte por conta de sua reprodução em larga escala: aqui e lá, o sagrado se perde, o respeito se dilui em nome de todo tipo de mesquinharia.

Vai além da intimidade espiritual do indivíduo: o cidadão começa a tratar Deus como seu cúmplice, para o bem e para o mal, e a ler a Bíblia de acordo com suas convicções e interesses. Só assim é possível compreender, por exemplo, a quantidade de igrejas que fazem do bem material um objeto de adoração. Somente deste jeito se pode assimilar o aparecimento de tantos criminosos – inclusive na esfera política – tentando usar Deus como testemunha de sua inocência.

Não à toa a Bíblia contém passagens nas quais a paciência divina é aviltada, resultando em ações de extermínio em massa, como o dilúvio, só pra citar a mais conhecida. Sem dúvida, uma humanidade como a nossa cansa o juízo. São absurdos que se acumulam todos os dias. O nome de Deus serve pra justificar tudo: de parar em fila dupla ou em local proibido pra assistir à missa – atrapalhando o tráfego de milhares de pessoas – até agredir ou matar milhões de semelhantes simplesmente porque eles não estariam adequados aos preceitos de uma determinada visão religiosa.

Não quero parecer atrevido, mas acho que Deus deve estar de saco cheio. O livre-arbítrio nos foi dado, afinal, para que tentássemos resolver boa parte de nossos problemas na base da convivência fraterna, usando o “amai-vos uns aos outros”. Acredito ser Deus uma entidade superior. Da forma que está hoje, com milhões a tratá-lo como um mero contínuo, eu não queria estar na pele dele, definitivamente.

Deodato Ramalho: Capitão Wagner é o candidato do “golpista Michel Temer”

236 12

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=Xif9AAWE0Oc[/embedyt]

O PT está mudando de tática nestas eleições. É hora de dar um tempo nas críticas e farpas contra o prefeito Roberto Cláudio (PDG) e mandar brasa contra o Capitão Wagner (PR).

Pelo menos é o que se pode interpretar da postura de alguns petistas como o vereador Deodato Ramalho, postulante à reeleição, que, em entrevista ao Blog nesta sexta-feira, definiu o Capitão como candidato da direita e apoiado pelo “golpista Renan Calheiros”.

Deodato Ramalho aproveita para cobrar os padrinhos políticos do candidato Capitão Wagner.

Roberto Cláudio fez caminhada no Dias Macedo

rcb

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), em campanha pró-reeleição, fez caminhada, nesta manhã de sexta-feira, pelas ruas do bairro Dias Macedo.

Com ele, cerca de 15 candidatos a vereador e os vereadores Marcus Teixeira e Joaquim Rocha.

Em conversa com moradores, Roberto Cláudio falou das obras que realizou no bairro e ouviu sugestões e críticas dos moradores.

(Foto – Divulgação)

Farmacêuticos lançam campanha contra Aedes aegypti

dengued

Em alusão ao Dia Internacional do Farmacêutico – 25 de setembro, uma grande ação integrada entre diversos países da América Latina – para unir esforços contra a dengue, a chikungunya e a zika, chega a Fortaleza na próxima terça-feira.

É a campanha “Farmacêuticos em Ação – Todos contra o Aedes aegypti”, que será ocorrerá das 8 às 12 horas, na praça da Vila União.

No ato haverá a prestação de serviços gratuitos também incluindo orientação quanto ao uso correto e seguro de medicamentos, sobretudo antibióticos e antimicrobianos, além de informações acerca dos problemas causados pela automedicação. A população ainda poderá aferir a pressão arterial e realizar teste de glicemia.

A campanha vai se estender, com orientações gratuitas à população, nas farmácias e drogarias.

SERVIÇO

*Praça do Vila União – Rua Almirante Rufino, esquina com a Rua Alberto Montezuma – Bairro Vila União.

Deus deve estar de saco cheio

Com o título “Deus deve estar de saco cheio”, eis artigo de Demétrio Andrade, jornalista e sociólogo. Ele comenta o fato de muitos usarem Deus para justificar suas falhas ou vícios. Confira:

Sinceramente, acho que existem milhões de problemas de grande monta neste mundo: fome, guerra, doenças, miséria, catástrofes. Além disso, há também nossos intermináveis dilemas pessoais: perdas, ansiedades, inseguranças, tristezas, solidão. Não sei se por conta da profusão de informações das redes sociais, a sensação que tenho é que, a cada dia, isso vira um caldo interminável e denso de queixas.

Claro que, se os problemas persistem, as soluções também começam a pulular, de todo tipo e tamanho, se adequando a cada modelito. E se tem algo comum e fácil de estabelecer laços solidários – por mais frágeis que sejam – entre as pessoas é a religião, qualquer uma que apareça. Desta forma, o nome de Deus, entidade comum nas diversas crenças, é citado de tudo quanto é jeito: pra arrumar emprego, ajudar na vitória do time, resolver a crise econômica, acabar com a corrupção, abrir sessão legislativa, ganhar voto, alimentar os famintos, parar o conflito no Oriente Médio, resolver crise criativa, pra curar dor nos rins, espinhela caída e disfunção erétil.

Como católico, me vem imediatamente à lembrança o segundo mandamento: “não usar o nome de Deus em vão”. Numa interpretação mais conservadora, eu diria que este uso desregrado põe abaixo questões como o temor e a reverência ao divino, trazendo para o mundo secular – eivado das mais variadas interpretações – usos da palavra Deus (ou da “palavra de Deus”) de forma a se adequar a qualquer situação. Mal comparando, é tal qual a grita de Adorno em relação à perda da aura da obra de arte por conta de sua reprodução em larga escala: aqui e lá, o sagrado se perde, o respeito se dilui em nome de todo tipo de mesquinharia.

Vai além da intimidade espiritual do indivíduo: o cidadão começa a tratar Deus como seu cúmplice, para o bem e para o mal, e a ler a Bíblia de acordo com suas convicções e interesses. Só assim é possível compreender, por exemplo, a quantidade de igrejas que fazem do bem material um objeto de adoração. Somente deste jeito se pode assimilar o aparecimento de tantos criminosos – inclusive na esfera política – tentando usar Deus como testemunha de sua inocência.

Não à toa a Bíblia contém passagens nas quais a paciência divina é aviltada, resultando em ações de extermínio em massa, como o dilúvio, só pra citar a mais conhecida. Sem dúvida, uma humanidade como a nossa cansa o juízo. São absurdos que se acumulam todos os dias. O nome de Deus serve pra justificar tudo: de parar em fila dupla ou em local proibido pra assistir à missa – atrapalhando o tráfego de milhares de pessoas – até agredir ou matar milhões de semelhantes simplesmente porque eles não estariam adequados aos preceitos de uma determinada visão religiosa.

Não quero parecer atrevido, mas acho que Deus deve estar de saco cheio. O livre-arbítrio nos foi dado, afinal, para que tentássemos resolver boa parte de nossos problemas na base da convivência fraterna, usando o “amai-vos uns aos outros”. Acredito ser Deus uma entidade superior. Da forma que está hoje, com milhões a tratá-lo como um mero contínuo, eu não queria estar na pele dele, definitivamente.

*Demétrio Andrade,

Jornalista e sociólogo.

Porque és o avesso do avesso do avesso do avesso

148 6

Em artigo enviado ao Blog, o jornalista Hélio Rocha Lima avalia o que considera “contraditório” o discurso do candidato Capitão Wagner (PR), durante a propaganda eleitoral no rádio e na tevê. Confira:

Capitão, deputado estadual, candidato, liderança de classe, professor, político, não político, ex-vereador, militar, civil, ex-vendedor de dindin, revolucionário, cidadão, cumpridor de missões, opositor, fazedor de promessas, crítico de fazedores de promessas, pai do Felipe e da Rayane.

Tantos títulos confundem a identidade do candidato do Partido da República à Prefeitura de Fortaleza, Capitão Wagner… Professor Wagner… Wagner Sousa… sei lá! assim como é contraditório o seu discurso. Ora temos um militar que deseja ter como comandante o eleitor, quando o próprio eleitorado se submete a um processo de votação para se ver representado. Ora temos o candidato que não faz promessas, mas, sim, ações, quando não há ações políticas para mostrar em mandatos na Câmara Municipal de Fortaleza e na Assembleia Legislativa.

É na falta da vocação política em que o candidato apresenta maior contradição, ao ponto de Wagner, vestido de deputado estadual, se negar como político, ao afirmar em sua propaganda eleitoral que “os políticos” engavetaram seus projetos.

Wagner, agora vestido de candidato a prefeito, aposta na desinformação do eleitor despolitizado para pregar que “trabalhou duro”, ao apresentar na Assembleia Legislativa projetos de lei como Recompensa Cidadã, a criação da Delegacia do Idoso, criação do Programa de Proteção à Testemunha e a criação da Internet Popular.

Vestido agora como militar, não capitão, mas “coroné”, Wagner atropela a Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa, que “engavetou” seus projetos por erros de atribuições e equívocos em seus textos. Na verdade, Wagner, o deputado estadual, não pode elaborar projeto de lei que onere o Estado, ainda mais quando não aponta a fonte dos recursos para a implantação e manutenção de uma delegacia, de uma recompensa financeira, de uma internet gratuita e de um programa de proteção de testemunha. Aliás, esse último já existente.

Na prática, Wagner diz para o eleitor que desconhece as atribuições de um parlamentar, mas responsabiliza “os políticos” por não transgredirem a lei.

Na mesma linha contraditória, Wagner, mais uma vez vestido de candidato, mas com as botas de capitão (no parágrafo acima ele estava nu), tenta convencer a dona Telma, em um outro programa eleitoral, que as grades em seu comércio é porque não há o Raio Municipal, a ser implantado por ele, caso seja eleito (sim, isso é uma promessa!).

Wagner, vestido de fazedor de promessa, não atenta que o Raio Municipal não irá tirar as grades do comércio de dona Telma. Mas, sim, em médio prazo, investimentos em educação, políticas sociais e ocupação do espaço público por parte da população.

Wagner, agora como professor – na aula que nunca deu -, também não atenta que lideranças que chegam ao poder por meio do terror praticam governos tiranos.

Colégio do Corpo de Bombeiros fará seleção 2017

346 2

O Colégio Militar do Corpo de Bombeiros Escritora Rachel de Queiroz (CMCB) divulgou edital de seleção para novos alunos para o ano letivo de 2017.

De acordo com o edital, serão ofertadas 170 vagas.

As inscrições deverão ser feitas no período de 10 a 20 de outubro próximo, na sede do colégio.

SERVIÇO

*Mais Informações – cb.ce.gov.br.

MP divulgará relatório sobre o que apurou das rebeliões nos presídios

predixsoso

A Comissão Especial do Ministério Público do Estado do Ceará, que investigou as causas das rebeliões nos presídios da Região Metropolitana de Fortaleza, registrados em maio deste ano, vai divulgar o relatório final.

Será às 9 horas da próxima segunda-feira, durante entrevista coletiva na sede da Procuradoria Geral de Justiça. Os promotores de justiça apresentarão o quadro, mas também as medidas a serem adotadas pela Instituição.

Setor de serviços cresceu 0,7% entre junho e julho

“O volume do setor de serviços cresceu 0,7% em julho deste ano, na comparação com o mês anterior, depois de recuar 0,2% em junho. Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a receita nominal cresceu 1,2% entre junho e julho deste ano.

Nos outros tipos de comparação, o volume registrou quedas: em relação a julho de 2015 (-4,5%), no acumulado ao ano (-4,8%) e no acumulado de 12 meses (-4,9%). A receita teve altas de 0,3% na comparação com julho do ano passado, 0,2% no acumulado do ano e 0,1% no acumulado de 12 meses.

A alta de 0,7% entre junho e julho deste ano foi motivada por crescimentos nos segmentos de serviços prestados às famílias (3,2%), outros serviços (1,9%), atividades turísticas (0,7%) e serviços profissionais, administrativos e complementares (0,3%).

Os serviços de informação e comunicação mantiveram-se estáveis, enquanto os transportes, serviços auxiliares de transporte e correio tiveram queda de 0,3%.”

(Agência Brasil)

Virgílio Araripe é reeleito para o cargo de reitor do IFCE

virgilioararipe-e1455475295718

Com 100% dos votos apurados, o professor Virgílio Araripe foi reeleito para o cargo de reitor da Instituto Federal do Ceará (IFCE) para mais quatro anos. Ele obteve 44,70% dos votos de alunos, técnicos-administrativos e de professores que foram às urnas.

Já o professor João Tavares, que também disputou o cargo, obteve 14 votos, ou seja, 21% dos votos totalizados. A apuração foi concluída nessa quinta-feira (15) com a inclusão dos votos de todas as 25 unidades, onde houve votação.

Eventuais recursos, fundamentados, devem ser protocolados nesta sexta-feira.

Professora da UFC é indicada para Diploma Mulher Cidadã

222 1

professoraufc

A professora Gema Galgani, do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Ceará, está entre as indicadas ao Diploma Mulher-Cidadã Carlota Pereira de Queirós – Edição 2016, da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher (CMulher), da Câmara dos Deputados.

De todo o Brasil, foram indicadas 29 mulheres que contribuem ou contribuíram para o pleno exercício da cidadania, na defesa dos direitos da mulher e questões de gênero. Até 31 de outubro, serão divulgados os nomes das cinco agraciadas.

O nome de Gema Galgani foi sugerido à Comissão por entidades ligadas à questão da mulher. Ela é referência nacional e internacional na temática que engloba gênero, poder e feminismo, além de movimentos sociais rurais.

Gema fundou o Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Gênero, Idade e Família (NEGIF), da UFC, e por duas gestões foi coordenadora da Rede Feminista Norte e Nordeste de Estudos e Pesquisas sobre a Mulher e Relações de Gênero (REDOR). Integrou a Rede Gênero e Globalização, com sede na Bélgica, e participa da Rede de Gênero, Cuidados e Sustentabilidade, sediada na França.

É autora e organizadora de livros sobre os temas mencionados e tem artigos publicados no Brasil e exterior. Entre as obras de sua autoria estão Ceará no feminismo: as condições de vida da mulher na zona rural e O feminino na sombra: relações de poder na CUT. Organizou ainda Feminismo: memória e histórias.

(Com Site da UFC)

Cunha é hostilizado e tietado no aeroporto de Brasília

cunhhaaadf

O ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) foi o centro das atenções no saguão do aeroporto Presidente Juscelino Kubitschek, em Brasília, na tarde desta quinta-feira.

Segundo o jornal Extra, ele foi tanto hostilizado, quanto tietado.

Cunha teve o mandato cassado na última segunda-feira acusado de ter mentido na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigava crimes contra a Petrobrás.

*Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/brasil/ex-deputado-eduardo-cunha-hostilizado-tietado-em-aeroporto-de-brasilia-veja-video-20121505.html#ixzz4KPzeohOK

Camilo e Domingos Neto reforçam campanha de Cirilo Pimenta em Quixeramobim

camilquie

amilo e Domingos Neto juntos em comício de Cirilo em Quixeramobim

O governador Camilo Santana (PT) e o deputado federal Domingos Neto (PSD) participaram, nessa de quinta-feira, de comício em Quixeramobim (Sertão Central) em favor da reeleição do prefeito Cirilo Pimenta (PDT).

Durante o comício, as lideranças ressaltaram a “capacidade administrativa” de Cirilo, que já foi prefeito de Quixeramobim por duas vezes.

“A cidade conhece o talento de gestão de Cirilo Pimenta. Além disso, ele tem o nosso apoio em Brasília e no Governo do Estado para fazermos parcerias e trazer o desenvolvimento que Quixeramobim merece”, disse Domingos Neto, também presidente estadual do PSD.

(Foto – Leitor do Blog em Quixeramobim)

Capitão Wagner visita Serviluz e Vicente Pinzon

capitaao

Nesta manhã de sexta, ele já iniciou caminhada pela Parangaba.

O candidato a prefeito de Fortaleza pelo PR, Capitão Wagner, fez caminhada pelas ruas do Serviluz nesta noite de quinta-feira. Com ele, o seu postulante a vice, o empresário Gaudêncio Lucena (PMDB).

Capitão Wagner aproveitou para, em contato com populares, difundir suas propostas. Em alguns momentos, bateu na gestão municipal.

“Ter de conviver com o mal cheiro, sem saneamento básico, muito lixo nas ruas por falta de coleta regular e ruas sem nenhuma pavimentação esta longe da Fortaleza que vemos na TV apresentada pela atual gestão. Todos nesta cidade merecem o melhor”, disse o candidato.

(Foto – Divulgação)