Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Vice em Itapipoca agora disputa a Prefeitura

eleições 2016 itapipoca convenção pdt

O advogado e professor Geraldinho Azevedo foi homologado candidato do PDT à Prefeitura de Itapipoca, no Norte Cearense, a 130 quilômetros de Fortaleza, em evento que contou com as presenças do deputado federal André Figueiredo – presidente estadual do partido – e do secretário Josbertini Clementino, da Ação Social do Estado. O vice na coligação o vice na coligação PDT/Rede/PPS é o coronel reformado da PM Edivar Azevedo Rocha.

Apesar da condição de vice do atual prefeito Dagmauro Moreira (PT), Geraldinho é o político que denunciou o que classifica como “desmandos políticos” na atual gestão, como o caso da carne e do leite estragados na merenda escolar.

(Foto: Divulgação)

A cabeça do eleitor

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (31):

Em um contexto político repleto de variáveis, poucos se arvoram a fazer projeções acerca dos resultados eleitorais. Em Fortaleza, por exemplo, o quadro da disputa só permite uma aposta com grandes chances de ser certeira: a eleição será decidida em dois turnos. Quatro candidaturas são as francas favoritas para alcançar as duas vagas da segunda etapa da disputa: Roberto Cláudio (PDT), Luizianne Lins (PT), Heitor Férrer (PSB) e Capitão Wagner (PR).

Às vésperas da campanha, não há pesquisas disponíveis para o distinto público. O quadro político do País – que adiou ao limite o debate eleitoral – e a crise econômica provocaram uma retração no mercado de pesquisas de opinião. No entanto, os partidos encomendaram suas próprias consultas. Pouco se sabe delas, mas todas apontam uma disputa dificílima.

A campanha municipal vai ocorrer ainda sob os efeitos da hecatombe política que provocou o processo de impeachment de Dilma Rousseff. Durante meses a fio a Lava Jato e seus desdobramentos foram as pautas preponderantes na política nacional. Entre suas consequências, a aprovação de uma minirreforma eleitoral que diminuiu o período da campanha, cortou o tempo de exposição dos candidatos na TV e proibiu a doação de dinheiro por parte das empresas.

Não foi à toa que o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, disse que essa minirreforma, principalmente o fim do financiamento privado para as campanhas, sem que houvesse mudanças nos sistema eleitoral, foi um “salto no escuro”. Para Mendes, a eleição municipal deste ano será um “experimento institucional”.

Após meses seguidos de bombardeio de fatos, notícias e informações nada alentadoras para políticos e partidos, não se sabe ao certo o que se passa na cabeça dos eleitores. Se os partidos e os políticos já eram vistos com muita desconfiança pela maioria, os acontecimentos empurraram a avaliação negativa desses atores para o fundo do poço. É esse o público, ressabiado e desconfiado, que será agora bombardeado com pedidos de voto nesse “experimento institucional”.

Por essas e por outras que uma das metas prioritárias das estratégias eleitorais será diminuir a rejeição dos candidatos ou não deixar que esta se agregue às suas trajetórias. Sabe-se que este é principal problema de pelo menos dois concorrentes. No caso, a ex-prefeita Luizianne Lins e o prefeito Roberto Cláudio. É um problema menos grave para o Capitão e, até aqui, não é um problema para Heitor Férrer.

Numa campanha de tiro curto, tudo fica mais complicado. O tempo é estreito para candidatos que precisam conquistar a simpatia do eleitorado e para os que precisam diminuir suas arestas com o mesmo. Mais ainda se as circunstâncias políticas do País aumentaram a rejeição à política, aos políticos e aos partidos.

Os candidatos irão se mover em um território pouco amigável, movediço, com um eleitor frio, envolvido por uma crise econômica sem parâmetro recente, preocupado em manter seu emprego ou arranjar um. Agosto chegou. É o mês do efetivo início das campanhas.

Em Redenção, filho do secretário da Fazenda é candidato a prefeito

eleições 2016 redenção 0731

O PHS homologou neste domingo (31) a candidatura de Davi Benevides à Prefeitura de Redenção (Zona Norte). Ele é filho do secretário da Fazenda (Sefaz), Mauro Benevides Filho, e tem o apoio do ex-governador Cid Gomes, ambos do PDT.

O ato contou com a presença também do deputado federal Mauro Benevides, avô do candidato. Em Redenção, o PHS é apoiado por 11 partidos.

O impeachment no banco dos réus

53 1

Em artigo no O POVO deste domingo (31), a professora de Filosofia da Unifor e integrante do Instituto Latino Americano de Estudos em Direito, Política e Democracia (ILAEDPD), Sandra Helena de Souza, relata fatos do Tribunal Internacional pela Democracia, ocorrido no Rio de Janeiro. Confira:

Em almoço com Miguel do Rosário, do blog O Cafezinho, confessei minha melancolia enquanto aguardávamos a sentença do julgamento do “impeachment” da presidente Dilma Rousseff no Tribunal Internacional pela Democracia, ocorrido em 19 e 20 últimos no Teatro Oi CasaGrande, no Rio de Janeiro.

A grande mídia ignorou solenemente o evento, mas a blogosfera e a atuação do midiativismo permitem uma ampla visão do acontecimento: pode-se assistir a ele na íntegra no Youtube e ler online a sentença condenatória proferida magistralmente por Juarez Tavares, o juiz do Tribunal. Tudo ao alcance de um clique.

Inspirado nos Tribunais Russel I/II, idealizados pelos filósofos Bertrand Russel e Jean-Paul Sartre nas décadas de 1960/70 que julgaram respectivamente os crimes praticados pelos EUA na Guerra do Vietnã e as ditaduras latino-americanas, constitui-se como Tribunal de Opinião, provocado pela sociedade civil, sem caráter institucional, sempre que se considere que a violação de direitos básicos por parte do Estado tem efeitos dramáticos para a sociedade e para a própria democracia.

A originalidade ficou por conta de dar-se este Tribunal no local e curso do processo, aclarando o debate público sobre o papel que cabe ao STF: julgou-se a matéria jurídica mesma do impeachment – a existência de crime de responsabilidade ou de qualquer conduta dolosa que implicasse atentado à Constituição da República e aos fundamentos do Estado brasileiro por parte da presidenta eleita – sem, é claro, descuidar-se de seus incontornáveis aspectos políticos.

Um júri de notáveis de França, Espanha, Estados Unidos, Colômbia, México, Itália, Argentina e Costa Rica ouviu as alegações de defesa e acusação do impeachment, que estiveram a cargo de Margarida Lacombe e Geraldo Prado, cada um tendo arrolado quatro testemunhas que desfilaram o que há de melhor em termos de argumentação jurídico-política referente ao caso.

Nem preciso dizer de minha maior curiosidade: justamente as alegações da legalidade do impeachment. Meu mister exige essa disposição em compreender o mais desapaixonadamente possível os argumentos adversários. A banca esmiuçou a denúncia e as alegações finais escritas por Hélio Bicudo, Janaína Paschoal e Miguel Reale Jr, além do relatório do senador Antonio Anastasia. Que peças, meus caros, que peças.

Impossível não sentir tristeza depois dos votos implacáveis do corpo internacional do júri: é golpe. As palavras de José Carlos Moreira, testemunha e vice-presidente da Comissão de Anistia, me representam inteiramente, entretanto: “Participar do Tribunal Internacional pela Democracia no Brasil foi uma experiência que me deu ainda mais forças e ganas de resistir e lutar sempre pela democracia e um projeto popular para o Brasil. Temos que resistir sempre, continuar lutando pelo retorno da democracia. Não importa quanto tempo leve. Guardem bem as pessoas que hoje resistem, mas ainda mais aos que se omitiram e aos que estão patrocinando esse golpe. Não surpreendem os autoritários de sempre, mas não nos enganemos novamente com esses golpistas que imaginávamos serem democratas. A história não esquecerá o papel ao qual cada um se prestou”. Não mesmo.

Temer reitera que não será candidato à reeleição

alx_dilma-temer-20151124-0005_original

O presidente em exercício Michel Temer reiterou neste domingo (31), em nota oficial, que não pretende disputar a reeleição em 2018, após declaração do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de que Temer será “candidato natural” ao pleito.

“Fico honrado com a lembrança de meu nome como possível candidato em 2018. Mas reitero, uma vez mais, que apenas me cabe cumprir o dever constitucional de completar o mandato presidencial, se o Senado Federal assim o decidir. Não cogito disputar a reeleição”, disse Temer no comunicado divulgado no fim da manhã.

Segundo o presidente em exercício, os esforços de seu governo “estão voltados exclusivamente para garantir que o Brasil retome a rota do crescimento e seja pacificado”.

A declaração de Maia foi feita em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo, publicada neste domingo. Para o presidente da Câmara, “se o Michel [Temer] for confirmado presidente, e o governo chegar a 50% de ótimo e bom, ele será o candidato do nosso campo, quer queira, quer não”.

(Agência Brasil)

Roberto Cláudio ganha apoio de mais três partidos; Toinha também declara apoio

eleições 2016 fortaleza RC apoios 0731

PTN, PSL e PPL decidiram neste domingo (31), durante suas convenções partidárias, oficializar apoio à reeleição do prefeito Roberto Cláudio, pré-candidato pelo PDT. O próprio pré-candidato participou como convidado das convenções e disse estar “somando com aqueles que acreditam no progresso e no avanço das mudanças em nossa cidade. Temos convicção de que aglutinamos pessoas de bem, que querem o melhor para a nossa Fortaleza”.

Na convenção do PPL, no bairro Jacarecanga, a vereadora Toinha Rocha, do partido Rede – possui o vice na chapa de Heitor Férrer – declarou apoio a Roberto Cláudio.

“O meu mandato não é de partido, é do povo de Fortaleza. E por isso eu estou apoiando o prefeito Roberto Cláudio”, comentou a vereadora, que não disputará a reeleição à Câmara Municipal.

Empreiteira entrega provas que incriminam Sérgio Cabral

sergiocabral

“O “esquecido” Sérgio Cabral voltou a ser notícia neste domingo (31). É que, segundo a coluna do jornalista Lauro Jardim, em O Globo, a Carioca Engenharia entregou ao Ministério Público Federal provas que incriminam o ex-governador do Rio de Janeiro.

As provas foram passadas ao MPF pelos controladores da empreiteira. Além do peemedebista, os documentos apontam como recebedor de propinas o ex-secretário de Governo de Cabral, Wilson Carlos.

Entretanto, a investigação que envolve Cabral só vai andar com velocidade quando terminarem os Jogos Olímpicos, no dia 21 de agosto.”

Grupo ataca posto da PM e explode caixa eletrônico do Banco do Brasil de Pedra Branca

“Uma quadrilha de pelo menos 10 pessoas invadiu uma agência do Banco do Brasil no município de Pedra Branca, a 261,6 km de Fortaleza. Conforme o Pelotão da Polícia Militar da região, o grupo provocou explosões nos caixas automáticos para levar dinheiro. O crime ocorreu por volta de 00h15min deste domingo, 31.
A quadrilha chegou em um Toyota Corolla, roubado dois dias antes na região de Cruzeta e em motocicletas. O grupo fez vários vigilantes de rua e pessoas que passavam nas proximidades de reféns e tomou de assalto as motos dos guardas. Após a ação, levaram também um Jeep Renegade. Os reféns foram liberados na saída da cidade, sentido Cruzeta.
A Polícia Militar foi acionada para ocorrência. Ao constatar que se tratava de um roubo a banco, pediu reforço à polícia de Senador Pompeu, Milhã, Irapuã Pinheiro e ao Comando Tático Rural (Cotar).
A Polícia continua em diligência. Ninguém foi preso.”
(O POVO Online)
 

Psol homologa candidatura de João Alfredo

jaoaodd

O candidato do PSOL à Prefeitura de Fortaleza, vereador João Alfredo, ao lado de sua vice, Raquel Dias (PCB), foi homologado durante convenção nas sede do partido, nesta manhã de domingo.

Ele apregoou um novo jeito de fazer política e prometeu apontar as contradições da gestão atual. Usará o mote “A Fortaleza que resiste”.

O deputado federal Chico Alencar conferiu o ato em nome da direção nacional do partido.. Em discurso, ele disse que “a política está sequestrada pelo poder econômico”. Segundo Alencar, “precisamos resgatar a política”.

Vários grupos representantes de movimentos sociais prestigiaram a convenção.

Tasso diz que Capitão Wagner é uma “nova maneira de fazer política”

79 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=awZFOoSxbKg[/youtube]

Para o senador Tasso Jereissati, Fortaleza poderá estabelecer uma nova forma de fazer política, que deverá avançar pelo Ceará e pelo Brasil.

O senador, em entrevista ao Blog, antes da convenção, definiu o candidato do PR à Prefeitura de Fortaleza como “uma nova liderança, uma nova maneira de fazer política”.

Capitão Wagner diz que irá trabalhar para as pessoas

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=bmsmMHJKmDs[/youtube]

O candidato do PR à Prefeitura de Fortaleza, Capitão Wagner, anunicou, neste domingo, em clima de convenção no ginásio do Colégio Farias Brito, que vai trabalhar para a pessoas.

Antes de entrar no ginásio, ele conversou com o Blog.

Capitão Wagner está sendo homologado candidato a prefeito tendo Gaudêncio Lucena, atual vice de Roberto Cláudio (PDT).

O PR fechou coligação com o PMDB, SD e o PSDB do senador Tasso Jereissati. Essas lideranças participam da convenção.

Heitor Férrer: “O gestor é empregado, não patrão!”

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=bStpvIsWdzU[/youtube]

Para o candidato do PSB à Prefeitura de Fortaleza, Heitor Férrer, o político é o empregado e a população o patrão. Ele ainda disse ter a honra de nunca ter comprado um eleitor.

Com esse discurso, na manhã deste domingo (31), no ginásio da Faculdade Ari de Sá, no Centro, Heitor foi homologado.

Ele prometeu ouvir a população, caso seja eleito.

Marina diz que política virou meio de vida, diante da corrupção

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=SyNsZYeqoYs[/youtube]

Ao lembrar que Fortaleza lhe deu a segunda maior votação na última eleição que disputou ao Palácio do Planalto, a ex-ministra e ex-senadora Marina Silva destacou, na manhã deste domingo (31), no ginásio da faculdade Ari de Sá, o perfil sério do candidato Heitor Férrer.

Para Marina, a política virou meio de vida para muitos políticos, diante do quadro de corrupção pelo país.

Ela veio participar da convenção e deverá deixar a Capital cearense ainda nesta tarde de domingo com destino ao Sudeste.

“Pode acreditar!” – Com slogan ideológico, Heitor promete resolver problemas na saúde e da violência

eleições 2016 fortaleza psb 0731 heitor 2

Em discurso na homologação da candidatura de Heitor Férrer à Prefeitura de Fortaleza, neste domingo (31), no ginásio da faculdade Ari de Sá, no Centro, o presidente estadual do PSB, deputado federal Danilo Forte, adiantou o campo de atuação da campanha: saúde e violência contra a juventude.

Danilo disse que não adianta posto de saúde, “se não há médico nem medicamento”. Diante do apoio do governador Camilo Santana ao prefeito Roberto Cláudio (PDT), o dirigente também atacou a segurança pública, “quando milhares de jovens estão expostos à marginalidade”, enquanto o governo constrói centro de formação com gasto de R$ 300 milhões.

(Fotos – Paulo MOska)

Bom público já começa a chegar à convenção de Heitor

eleições 2016 fortaleza psb 0731 heitor 1

Um bom número de pessoas começa a chegar para a convenção do PSB, que homologará a candidatura de Heitor Férrer à Prefeitura de Fortaleza, neste domingo (31), na quadra da faculdade Ari de Sá, no Centro.

Na foto principal, Heitor optou por valorizar a coligação com a Rede, mas por meio de seu vice Dimas Oliveira. Uma foto de Marina Silva, porta-voz nacional do partido, está mais discreta dentre tantas outras.

(Foto: Paulo MOska)

Pelé é o grande favorito para acender a pira olímpica

 

pelé 1

“O grande mistério da Olimpíada é saber quem será o atleta brasileiro escolhido para acender a pira, apogeu da festa de abertura. O comitê só deve anunciar o eleito na última hora.

Entre os nomes cogitados estão o de Gustavo Kuerten, Robert Scheidt, Torben Grael e Pelé. Esse último, embora nunca tenha disputado a competição, é o candidato mais provável.

Na semana passada, um alto membro do comitê foi a Santos visitar o rei e fez o convite. A esta altura, ele só não será se não quiser – ou puder. Pelé está com um incômodo na bacia.

(Veja Online)