Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Simples Nacional é aprovado com emenda de Pimentel

foto josé pimentel senador

O Senado aprovou, em turno suplementar, a nova atualização do Simples Nacional (PLC 125/2015). A relatora da proposta, senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), acolheu emenda do senador José Pimentel (PT) que eleva o faturamento anual do microempreendedor individual (MEI) para R$ 81 mil. O texto do primeiro turno previa faturamento de R$ 72 mil para o MEI. Como a proposta sofreu várias alterações, segue para nova votação na Câmara.

Pimentel queria elevar o faturamento para R$ 90 mil, mas um acordo com todos os líderes e a relatora, permitiu a aprovação de R$ 81 mil, por unanimidade. “Esta é uma das políticas de inclusão social e previdenciária mais importantes da nossa economia. Exatamente por isso, ao fixar em R$ 81 mil a receita bruta anual do microempreendedor individual, a relatora faz justiça”, afirmou.

O senador informou que, com o aumento do teto de enquadramento do MEI, o limite de faturamento bruto mensal desses profissionais será de R$ 6.750,00. Pimentel ressaltou que o lucro líquido mensal do MEI é de 20% do faturamento bruto, ou seja, de R$ 1.350,00. Portanto, afirmou, “a renda do MEI e de seu único empregado será menor que um salário mínimo, mesmo com a reposição da inflação acumulada de 2012 a 2015”.

Pimentel apresentou uma série de dados que apontam para o crescimento do setor. Segundo o senador, atualmente o país tem 6,1 milhões de microempreendedores, enquanto em 2009, quando a categoria foi criada no Simples, não havia registro de nenhum MEI no Brasil.

(Com Agências)

“Tráfico de pessoas” é tema de concurso da DPU

O tráfico de pessoas é o tema do II Concurso de Redação da Defensoria Pública da União (DPU). A ideia é promover a reflexão e o debate sobre o assunto nos ambientes educacionais e possibilitar aos alunos que revelem suas experiências, visando a inserir a educação em direitos e cidadania nas escolas públicas do país. O edital que regula o concurso foi divulgado, na quinta-feira (23), no Diário Oficial da União (DOU).

O concurso de redação é aberto aos alunos do ensino fundamental e médio, incluindo Educação de Jovens e Adultos (EJA) e está dividido em cinco categorias: Redação I – para alunos do 6° ao 9° ano do ensino fundamental; Redação II – alunos do 1° ao 3° ano do ensino médio; Redação III – alunos do EJA do 6° ao 9° ano do ensino fundamental; Redação IV – alunos do EJA do 1° ao 3° ano do ensino médio; Categoria Escola – para estabelecimentos de ensino da Rede Pública que desenvolverem atividades de sensibilização e mobilização sobre o tema.

O aluno e o professor vencedores em primeiro lugar de cada estado receberão um tablet, além de certificado de premiação. Cada uma das três escolas vencedoras da Categoria Escola receberá o certificado de premiação e reconhecimento da DPU e o valor de R$ 10 mil, a ser aplicado em equipamentos em proveito dos alunos.

O resultado final do certame será divulgado até o dia 9 de novembro. A entrega dos prêmios ocorre no dia 9 de dezembro, em cerimônia na sede da DPU em Brasília e nas demais unidades nos estados.

SERVIÇO

*As escolas interessadas em participar do concurso devem acessar o endereço eletrônico (www.dpu.gov.br/concursoderedacao), onde estão disponíveis o material de divulgação, o regulamento do concurso, o formulário de participação, o formulário de redação e a publicação Guia do Professor.

*Para maiores informações, acesse o Edital 80/2016 aqui.

PHS do Ceará fará seminário sobre eleições

tingomo

O PHS vai realizar no próximo sábado, a partir das 8 horas, no auditório da Sala das Comissões Técnicas da Assembleia Legislativa, o seminário “Eleições 2016”.

Seguindo o presidente regional do partido, deputado estadual Tin Gomes, o objetivo é discutir as mudanças das legislação eleitoral, prestações de contas dos candidatos e os desdobramentos na campanha eleitoral.

Tin Gomes é também o pré-candidato do PHS à Prefeitura de Fortaleza e deverá aproveitar o encontro para definir o nome do seu vice.

Bolsa Família terá reajuste de 12,5% a partir de julho

“O presidente em exercício, Michel Temer, vai anunciar nesta quarta-feira, 29, em cerimônia no Palácio do Planalto, um reajuste de 12,5% para o Bolsa Família, a partir de julho, informou o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDS).

O aumento é de 3,5 pontos porcentuais a mais do que havia anunciado a presidente Dilma Rousseff em maio. O evento para o anúncio do reajuste foi incluído nesta manhã na agenda do presidente em exercício e acontecerá junto com o anúncio de liberação de recursos para educação básica.

Segundo a pasta, ao longo do mês foi feita uma avaliação do Orçamento do ministério e verificou-se a possibilidade do aumento.

Recentemente, Dilma havia dito nas redes sociais que “a primeira coisa” que faria caso retornasse ao poder seria pagar o reajuste do Bolsa Família e que o “governo provisório tem obsessão por cortar as políticas sociais”.

Dilma afirmou que “só um grande preconceito” com o programa pode explicar por que o aumento de 9% no benefício médio, que ela anunciou no Dia do Trabalho, não tinha sido concedido.

Na ocasião, o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, acusou a presidente afastada de fazer um “ataque especulativo” ao dizer que o governo do presidente em exercício quer acabar com os programas sociais e garantiu que o aumento seria dado. “Estamos tentando organizar para pensar um reajuste. Vai ser dado. Quando e o valor nós ainda não temos essas respostas”, afirmou.

A presidente afastada disse que tomou providências para que o benefício fosse reajustado em junho conforme ela havia prometido antes de seu afastamento. “Colocamos no Orçamento de 2015 a previsão para o reajuste de 9% no benefício médio, garantimos recursos financeiros com o aumento do IOF, enfim nada impedia que em junho os beneficiários estivessem recebendo o reajuste. Faltou a vontade política do governo interino de pagá-lo. Essa não é a prioridade do governo interino e provisório”, disse a petista.”

(ESTADÃO/Conteúdo)

Cassação de Cunha – Relator de recurso na CCJ pede mais tempo para entregar parecer

cunha3

“Com prazo apertado, o deputado Ronaldo Fonseca (Pros-DF), relator do recurso apresentado pelo presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), deve pedir hoje (29) mais tempo para entregar seu parecer. Regimentalmente, Fonseca teria até sexta-feira (1º), quando vence o prazo de cinco dias úteis desde que o pedido foi entregue, no último dia 23, numerado pela Mesa Diretora e devolvido à comissão no dia seguinte.

A extensão desse prazo seria negociada com o próprio presidente da comissão, deputado Osmar Serraglio (PMDB-RJ), com quem Fonseca tenta se reunir desde ontem. O peemedebista ainda não confirmou o encontro hoje. Enquanto essa conversa não ocorre, Fonseca tenta correr contra o tempo e busca a colaboração de técnicos parlamentares. O relator já se reuniu com especialistas do partido e ouvirá assessores da Casa ainda na manhã de hoje.

Nesses encontros, Fonseca tem pedido análises sobre a aplicação do direito do representado, fazendo comparativos quadro a quadro de todas as decisões do Conselho de Ética. Um dos principais pontos tratam da garantia da ampla defesa, que foi um dos argumentos elencados pelos advogados de Cunha que questionam a tramitação de seu processo no colegiado, que aprovou, no último dia 14, a cassação de seu mandato por 11 votos a nove.

Interlocutores de Fonseca disseram que ele tem participado de outras reuniões com a preocupação de apresentar um parecer exclusivamente jurídico, apesar de todos os aspectos políticos que permeiam a decisão.

Com Serraglio, caso a reunião se confirme, Fonseca vai argumentar que o tempo é curto diante das centenas de páginas do recurso de Cunha e da polêmica em torno da questão. Segundo assessores, ele recebeu o documento na noite de segunda-feira (27) e só ontem começou a analisá-lo.

Além da tarefa de estudar ponto a ponto, o relator ainda precisou usar parte do que seria o primeiro dia de trabalho para se defender de acusações de colegas que levantaram suspeição sobre a escolha de seu nome para a função.

Os deputados Júlio Delgado (PSB-MG), Alessandro Molon (Rede-RJ), Pauderney Avelino (DEM-AM) e o presidente do Conselho de Ética, José Carlos Araújo (PR-BA), encamparam as acusações. Individualmente, em diferentes ambientes da Câmara durante os trabalhos de ontem, cada um destes parlamentares acusou o líder do Pros de ser aliado de Cunha e ter interesse em favorecê-lo.

Delgado chegou a lembrar da postura de Fonseca em um discurso no plenário da Câmara, quando criticou o relator do processo de Cunha no Conselho de Ética, Marcos Rogério (DEM-RO), o que motivou Araújo a pedir as notas taquigráficas do dia para encaminhar a Serraglio para uma possível reavaliação da escolha.”

(Agência Brasil)

Cadê o aumento salarial dos PMs e bombeiros, governador?

Com o título “Cadê o aumento salarial para PMs e bombeiros?”, eis artigo do presidente da Associação de Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (Assof), Homero Catunda. Para ele, promoções e ascensões de carreira não devem ser interpretadas como aumento. Confira:

Recentemente, o secretário da Fazenda do Ceará, Mauro Filho, tem se manifestado na imprensa cearense declarando que lhe causa estranheza o descontentamento dos servidores públicos, porquanto as demandas da maioria já teriam sido atendidas pela gestão do governador Camilo Santana.

No que tange aos policiais militares e bombeiros militares, o secretário da Fazenda destaca que tal categoria teve ascensão, assim como a Polícia Civil.

Da forma como se expressa o mencionado secretário, passa a errônea impressão de que os militares estaduais foram agraciados por uma benesse remuneratória rejeitada a grande maioria dos demais servidores estaduais do Ceará, o que não corresponde à verdade!

Promoção ou ascensão na carreira não é a mesma coisa que aumento salarial para a categoria nem tampouco corresponde à reposição das perdas inflacionárias devidas ao funcionalismo público
em geral.

Promoção diz respeito à ascensão na escala hierárquica, devida aos membros de determinada classe funcional na carreira por eles escolhida, obedecendo a critérios objetivados em lei específica, sendo algo individualizado, em síntese: reposição salarial é para todos, enquanto que promoção é somente para aqueles que preenchem requisitos legais.
Portanto, nem todos os militares estaduais foram promovidos em dezembro de 2015, mas apenas uma parcela da tropa, promoções essas devidas para muitos há mais de 20 anos (2/3 da carreira) e ainda assim, para a grande maioria dos promovidos, a diferença salarial obtida por conta da promoção não cobre sequer as perdas inflacionárias de 2015!
Exemplo disso é a diferença salarial de soldado para cabo, que gira em torno de R$ 70 (setenta reais), e muito mais acentuada é a diferença salarial de cabo para terceiro sargento, que corresponde ao assombroso e magnífico aumento de R$ 4,65 (quatro reais e sessenta e cinco centavos), isso em valores brutos, posto que em cima dessa exorbitante diferença remuneratória ainda incidirão a Previdência e o Imposto de Renda.

Os policiais militares e os bombeiros militares do Ceará não são exceção neste momento de arrocho salarial. Os oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará são detentores do pior salário dentre as demais Corporações Militares Estaduais do País.

Nós não fomos sequer contemplados com a reposição das perdas inflacionárias e não obtivemos nenhum aumento salarial neste ano de 2016!

*Homero Catunda

majhomerohc@gmail.com
Tenente-coronel, presidente da Associação de Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (Assof).

Vereador petista quer incentivar uso de serviço criado na gestão de Roberto Cláudio

Deodato-Ramalho-pt-840x420

Com objetivo de debater e estimular o uso dos Ecopontos que a Prefeitura de Fortaleza vem implantando, o vereador Deodato Ramalho (PT) vai puxar uma audiência pública, a partir das 14 horas desta quinta-feira, na Câmara Municipal. Ele quer a participação principalmente dos condomínios residenciais e comerciais, que não vêm utilizando esse serviço.

“Os Ecopontos ainda não entraram na vida de muita gente. Queremos alertar para isso”, diz o vereador, observando que o serviço, para funcionar corretamente, tem que ter “não só a participação da sociedade mas, fundamentalmente, a destinação ambientalmente correta dos resíduos, para não correr o risco de ser apenas uma ação demagógica”, acentua o petista.

O vereador Deodato diz que tem denunciado, reiteradas vezes o despejo de resíduos coletados pela própria prefeitura em aterros clandestinos e até mananciais.

Taxa de desemprego no País chega a 11,2% no trimestre

“A taxa de desemprego no Brasil, medida pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, ficou em 11,2% no trimestre encerrado em maio deste ano. Ela é superior aos 10,2% de fevereiro e aos 8,1% do trimestre encerrado em maio de 2015, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado é o mais alto da série histórica iniciada em março de 2012 e o mesmo do trimestre encerrado em abril deste ano

A população desempregada é de 11,4 milhões de pessoas, 10,3% (ou 1,1 milhão de pessoas) a mais do que o trimestre encerrado em fevereiro e 40,3% (ou 3,3 milhões de pessoas) a mais do que no trimestre encerrado em maio de 2015.

A população ocupada (90,8 milhões de pessoas) manteve-se estável em relação a fevereiro de 2016. Já em relação a maio de 2015, houve um recuo de 1,4%, ou seja, menos 1,2 milhão de pessoas. Já os empregos com carteira assinada no setor privado apresentaram quedas de 1,2% em relação a fevereiro e de 4,2% na comparação com maio do ano passado.

Analisando-se a população ocupada nos grupamentos de atividades, na comparação com fevereiro, houve queda nos postos de trabalho na construção (-2,9%) e da agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (-1,7%). Segundo a pesquisa do IBGE, houve crescimento de pessoas ocupadas na administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (1,8%). Os outros sete se mantiveram estáveis.

Na comparação com maio de 2015, houve recuo nos contingentes de trabalhadores da indústria geral (-10,7%) e informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas (-8,6%).

Mas o estudo detectou aumento dos postos de trabalho nos serviços domésticos (6,5%), transporte, armazenagem e correio (5,5%), comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas (5,5%), e administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (2,5%).”

(Agência Brasil)

Coelce pagará indenização por assédio moral

A Companhia Energética do Ceará (Coelce) terá que pagar indenização, até o próximo mês, por cometer assédio moral contra um grupo de trabalhadores. A empresa também terá de cumprir uma série de determinações de combate ao assédio moral, estando passível a novas multas com o não cumprimento.

A decisão é resultado de ação do Sindicato dos Eletricitários do Ceará (Sindeletro) e do Ministério Público do Trabalho (MPT) da 7ª Região, que colheram denúncias dos trabalhadores. Ficou acordado o pagamento de indenização no valor de R$ 200 mil, que será destinada ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Foram relatados pelos trabalhadores problemas de assédio moral, abuso do poder, perseguição a funcionários, dentre outros problemas. Os empregados, segundo o Sindeletro,  tentaram resolver a situação internamente, realizando denúncia junto à Ouvidoria da empresa. Com a falta de solução, e após esgotadas todas as possibilidades, oficializaram no dia 7 de agosto de 2013, denúncia junto ao MPT.

No último dia 20 de junho, foi firmado acordo entre o Sindeletro, o MPT e a Coelce, determinando a realização de uma série de ações por parte da companhia, que terá o prazo de 45 dias, sob o risco de pagar uma multa de R$ 10 mil a cada dia de descumprimento.

Dentre as ações, estão: realização de campanhas internas de prevenção ao assédio moral; emissão de norma interna, com prova de recebimento por todos os empregados; realização de reunião, na presença do MPT, num prazo de 30 dias, com os empregados do setor onde se originou a denúncia para esclarecer os termos do acordo; divulgação, a todos os setores da empresa, sobre o teor do acordo, entregando uma via do documento para todos os empregados.

Além disso, a empresa se obriga a não tolerar, permitir ou submeter seus empregados a situações que evidenciem assédio, sob pena de multa de R$ 20 mil por trabalhador prejudicado, a cada constatação. Caso o valor já determinado de R$ 200 mil não seja pago até o dia 20 de julho, a multa será 100% desse valor.

(Site do Sindeletro/CE)

Tasso diz que Dona Yolanda e Seu Ivens eram referências no Ceará e no Nordeste

136 1

foto tasso 151104 discurso

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) apresentou voto de pesar em virtude do falecimento dos empresários cearenses Yolanda Queiroz e Ivens Dias Branco.

Yolanda Queiroz presidia o Grupo Edson Queiroz e foi fundadora da Unifor, a maior universidade do Nordeste e uma das maiores do Brasil, e proprietária e fundadora do Sistema Verdes Mares de Comunicação. Ivens Dias Branco, era proprietário da M. Dias Branco, maior empresa de massas alimentícias do país.

Tasso destacou que ambos deixaram uma vacância enorme na sociedade cearense, porque, “sem dúvida nenhuma, eram referências na vida do nosso Estado e na vida de todo o Nordeste”.

Servidores da Saúde aguardam nesta 4ª feira resposta sobre reivindicações

Uma comissão de servidores de nível médio da Secretaria da Saúde do Estado foi recebida, nessa terça-feira, pelo titular da pasta, Henrique Javi. No encontro, na sede da SESA, a categoria, apoiada pelo Sindsaúde, colocou à mesa suas reivindicações: o retorno de quatro gratificações(Risco de Vida, Adicional Noturno, Especial do São José e de Desempenho).

Na reunião, o secretário assegurou que vai normalizar o auxílio-alimentação dos servidores do Hospital São José, suspenso desde o início do mês.

Henrique Javi também se comprometeu a levar a proposta de três gratificações pedidas pela categoria para o crivo do Governo. Prometeu dar dar resposta aos servidores nesta quarta-feira,

 

Delator revela caminho da propina para operador de Renan e do PMDB

Renan-Calheiros1

Da Revista Veja:

O lobista Milton Lyra é conhecido em Brasília por três apelidos: “Miltinho”, “senador” e “operador do Renan“. Boa praça, negociador arguto, sempre vestindo blazers bem cortados, amante de charutos e com bom trânsito entre os parlamentares, o empresário ganhou projeção no meio político ao se aproximar do presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), no fim de 2007. Naquela época, o senador tinha acabado de cair da presidência do Senado após VEJA revelar que um empreiteiro bancava as despesas da jornalista Mônica Veloso, mãe de uma filha do parlamentar. Milton Lyra morava próximo a Renan, no Lago Sul, região nobre da capital federal, e começou a visitar o senador à noite, ao menos duas vezes por semana.

A amizade se estreitou de tal forma que uma das primeiras aparições do senador num evento social, depois de ser alvo de um escândalo, foi no casamento do cunhado do lobista, no mesmo período em que Mônica Veloso lançou uma autobiografia. Daquele momento em diante, os dois se tornaram companheiros e eram vistos jantando com frequência em Brasília. À medida que Renan Calheiros voltava a ascender no cenário político, tornando-se líder do PMDB no Senado em 2009 e presidente do Congresso em 2013, “Miltinho” subia a reboque, ficando cada vez mais popular e influente entre os parlamentares. Essa relação começou a ruir em meados de 2015, quando o lobista foi citado por um delator na operação Lava Jato como o operador de Renan no fundo de pensão Postalis. A partir daí, outras suspeitas de negócios espúrios em torno da relação dos dois amigos começaram a pipocar na imprensa. Mas, até então, nunca houve uma prova de que qualquer negócio ilícito que ligasse um ao outro.

Uma delação sigilosa, obtida por VEJA, revela pela primeira vez uma pista do caminho percorrido pela propina que seria destinada a Renan — e a outros parlamentares da alta cúpula do PMDB. O mapa da mina é apresentado, de forma detalhada e com notas fiscais, num acordo de colaboração assinado entre o Ministério Público Federal e o economista Nelson José de Mello, ex-diretor da fabricante de produtos de saúde e bem-estar Hypermarcas. O ex-executivo narra como foram repassados ao menos 26,35 milhões de reais para alguns políticos ligados a Lyra por meio de contratos fictícios assinados entre a companhia varejista e uma rede de empresas, sendo algumas delas fantasmas, e escritórios de advocacia e de auditoria.

Além do presidente do Senado, foram citados pelo delator: o líder do PMDB Eunício Oliveira (PMDB-CE) e os senadores Renan Jucá (PMDB-RR) e Eduardo Braga (PMDB-AM). Nelson Mello também menciona o presidente afastado da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o seu operador Lúcio Funaro. Na manhã desta terça-feira, o jornal O Estado de São Paulo revelou que a delação do ex-executivo citava propinas de 30 milhões de reais para peemedebistas.

  • Leia matéria na íntegra aqui.

 

Eleições no Crato – Tucano Samuel Araripe terá apoio do PMDB

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=2B8HgVzw43Q[/youtube]

O PSDB e o PMDB vão marchar juntos na disputa pela Prefeitura do Crato (Região do Cariri). Informou, nesta quarta-feira, o ex-prefeito desse município Samuel Araripe.

O tucano já está como pré-candidato a prefeito e seguiu para Brasília onde terá reunião com os senadores Tasso Jereissati (PSDB) e Eunício Oliveira (PMDB) para acertar detalhes de uma composição política formada por 12 partidos.

Samuel Araripe informou que o seu candidato a vice deve sair na próxima semana e avisou que a convenção na qual seu nome será homologado como postulante ocorrerá no dai 29 de julho próximo.

Bom lembrar que o prefeito do Crato, Ronaldo Matos, foi eleito pelo PMDB, mas acabou brigando com o senador Eunício Oliveira. Sem espaços na legenda, disputará a reeleição pelo PSC.

“Carregador de mala” de Sérgio Machado circula em festa vip de Guaramiranga

72 1

“Felipe Parente, apresentado por Sérgio Machado em sua delação premiada como o entregador da propina em espécie a políticos, circulou bem à vontade numa super festa em Guaramiranga, cidade serrana no Maciço de Baturité, no Ceará.

Nos depoimentos, tanto o ex-presidente da Transpetro quanto seus filhos, também delatores, disseram que Felipe era o carregador de malas de dinheiro para políticos.

“Instruía Felipe Parente sobre o valor a recolher em cada empresa e o valor a entregar a cada político”, afirmou Machado aos procuradores da República.
Na festa, cheia de socialites e empresários, Parente circulou bem à vontade.

Os convidados, maledicentes, comentavam o fato de ele ostentar bem à mostra uma pulseirinha vip — e se perguntavam se, por baixo da roupa, haveria também uma tornozeleira eletrônica…”

(Coluna  Radar, da Veja Online)

Camilo comandará a formatura de cerca de 200 oficiais

foto camilo governo ceará

O governador Camilo Santana (PT) comandará nesta quinta-feira, às 9 horas, no Centro de Eventos, o ato de formatura de cerca de 200 oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. A medida chega como mais um reforço na tropa do Estado.

Nesta semana, o governador divulgou, em suma página no Facebook, o calendário de nomeação dos aprovados no último concurso para a Polícia Civil. De acordo com Governo do Estado, o reforço representa aumento de 30% no efetivo e possibilitará instalação de novas delegacias 24 horas.

Serão nomeados, a partir de agosto próximo, 158 delegados, 221 inspetores e 274 escrivães que já concluíram o curso na nossa Academia de Polícia.

CPMF – Proposta pode voltar à tona após desfecho do impeachment

cpmf1_b57d8657

A proposta de ressuscitar a CPMF não está enterrada. A informação é destaque na Coluna Esplanada. A equipe econômica do Governo Michel Temer aguarda o desfecho do impeachment e, se Temer ficar, vai chamar os líderes aliados para traçar estratégia de votação-relâmpago do imposto.

Com a palavra, a Fiesp, apoiadora incondicional de Temer e contra aumento de impostos.

As cúpulas dos partidos aliados da presidente afastada Dilma Rousseff – PDT, PCdoB e parte do PT – estudam lançar um manifesto em defesa da antecipação das eleições.

Falcão acompanha empate entre Ceará e Bragantino na Parquelândia

415 3

eliomar e Falcão 160628 besouro

O humorista Falcão assistiu ao jogo entre Ceará e Bragantino, na noite dessa terça-feira (28), no Bar Besouro Verde, no bairro Parquelândia, em Fortaleza, ao lado deste repórter do Blog. As duas equipes empataram em 1 a 1, em partida disputada no estádio Nabizão, pela 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time cearense se manteve no G4, agora na terceira colocação.

Apesar de dividido entre as agendas no Ceará e em São Paulo, Falcão não negou o coração alvinegro e vibrou com o Vozão. A confusão era saber quem era o Ceará e quem era o Bragantino, em meio a dois times alvinegros. Piorou quando o Bragantino fez um gol e a torcida no Besouro Verde vibrou. Ah, gol contra… era o empate do Vozão.

Falcão estará conosco nesta noite de quarta-feira no júri do 7ª Festival Benjunino de Músicas Juninas no Shopping Benfica. É uma das figuras do nosso querer.

(Foto – Paulo MOska)

Ministro do TCU diz que ‘pedaladas’ não são importantes no processo de impeachment

117 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=P6PPdccxw1s[/youtube]

O ex-presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Augusto Nardes, disse, na madrugada desta quarta-feira (29), no Aeroporto Internacional Pinto Martins, que a questão das “pedaladas” não são importantes no processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, mas sim a abertura de créditos sem a aprovação do Congresso Nacional.

Segundo o ministro, que foi o relator das contas do governo Dilma Rousseff relativas a 2014, com a desaprovação do uso de R$ 106 bilhões, a presidente afastada, inclusive, usou o dinheiro do trabalhador (FGTS) sem o consentimento do Congresso.

Nardes evitou falar se Dilma teria condições de voltar ao Poder, preferindo observar que essa decisão só cabe ao Congresso e que ao TCU cabe apenas avaliação técnica de gestão.

Sobre o governo Temer, o ministro Augusto Nardes afirmou estar proporcionando uma “nova confiança para o país”.

Preço do gás natural vai baixar 6,3%

Entrevista com advogado Na foto: Hélio Winston - Presidente da associação dos advogados do Ceará Foto: Kleber A. Gonçalves, em 05/05/2011

Da Coluna Vertical, do O POVO desta quarta-feira:

A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Ceará (Arce) deliberou sobre a redução de aproximadamente 6,3% no valor da tarifa média praticada no serviço de distribuição de gás canalizado distribuído pela Companhia de Gás do Ceará (Cegás).

A redução, que entra em vigor ainda esta semana, deve-se ao novo preço de venda do gás natural comercializado pela Petrobras, relativo aos segmentos não termelétricos (autoprodução, industrial, comercial, residencial e automotivo).

O voto pela aprovação da revisão extraordinária da tarifa média de distribuição de gás partiu do conselheiro Hélio Winston. Ele explica que levou em conta os estudos feitos pelas áreas técnica e jurídica.

Num momento de crise como o atual, baixar preço de alguma coisa é sinônimo para festa. Com todo gás.