Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Cuba anuncia redução do preço de produtos básicos

“O governo cubano vai reduzir, a partir de hoje (22), em cerca de 20% os preços de um grupo de produtos básicos, sobretudo alimentos, informou nessa quinta-feira o Ministério das Finanças e Preços. A medida, a ser aplicada em lojas que vendem produtos em pesos cubanos convertíveis (CUC) e em pesos cubanos (CUP, moeda nacional), tem como objetivo aumentar gradualmente a capacidade de compra de CUP em curto prazo, segundo nota oficial divulgada ontem.

A queda dos preços inclui produtos como o arroz e o chícharo (legume muito consumido na ilha) que são vendidos livremente, à margem do cartão de racionamento vigente no país, que dispensa produtos subvencionados.

Em Cuba circulam duas moedas: o peso cubano (CUP) e o peso convertível (CUC, equivalente ao dólar). A maior parte da população – que se queixa de salários baixos e preços elevados – recebe os salários em CUP, que equivalem, em média, atualmente a cerca de 584 pesos cubanos mensais (US$ 23,3).

A nota oficial diz que a redução de preços está relacionada a uma referência feita no relatório central do 7º Congresso do Partido Comunista, realizado recentemente.O texto diz que os “salários e pensões continuam a ser insuficientes para satisfazer as necessidades básicas da família cubana”. Nesse sentido, considerou-se que a solução “definitiva para essa complexa realidade” será alcançada com o “aumento da produtividade e da eficiência” da economia nacional.”

(Agência Brasil)

Castanhão, com 11% de reservas, responde hoje por 70% do abastecimento de Fortaleza

castanhao

Setenta por cento da água que abastece hoje a Região Metropolitana de Fortaleza vem da barragem do Castanhão (Vale do Jaguaribe), que só está com 11% de sua capacidade, segundo a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Estado (Cogerh).

Por essa situação, especialistas na área dizem que o Governo precisa iniciar logo o racionamento d’água. Só aumentar a conta – com novo reajuste (11,96%) em vigor a partir desta sexta-feira, é pouco.

Programa Mais Médicos – O prazo de inscrição se encerra nesta sexta-feira

“Hoje (22) é o último dia para profissionais com registro nos conselhos regionais de Medicina brasileiros concorrerem a cerca de 1.400 vagas no mais recente edital de reposição do Mais Médicos. As inscrições devem ser feitas pelo sistema do programa na internet.

Segundo o Ministério da Saúde, os candidatos poderão saber o resultado no dia 26 de abril. Nos dias 27 e 28 de abril, os médicos poderão escolher quatro opções de município onde desejam trabalhar. A previsão é de que eles comecem a atuar no dia 16 de maio.

No momento da seleção, os candidatos deverão escolher entre o direito de concorrer à pontuação adicional de 10% nas provas de residência ou permanecer no município por até três anos. Os profissionais disputam somente com aqueles que optarem pelas mesmas cidades.

De acordo com o ministério, o número exato de vagas para reposição só será definido após a renovação da adesão dos municípios com vagas ociosas e a confirmação dessas vagas pelas prefeituras. A lista completa de vagas disponíveis será divulgada no dia 26 de abril.”

(Com Agências)

No PP do Ceará, tem Carneiro dando o maior bode

adailll

Da Coluna Vertical, do O POVO desta sexta-feira:

Na próxima segunda-feira, os seis deputados estaduais do PP terão reunião para avaliar o partido, que pode ir para o controle do deputado federal Adail Carneiro. Adail votou pelo  impeachment de Dilma e ganhou o comando estadual da sigla por determinação da direção nacional. A informação é do deputado estadual Walter Cavalcante adiantando que a hora é de saber como ficará a sigla, já que o clima é de insatisfação.

O ex-deputado federal Padre Zé Linhares foi afastado da presidência, o que desagradou a maioria dos filiados. A rebeldia é tanta que tem gente no PP que, nos bastidores, trata Adail como “traidor”.

O PP, bom que se diga, tem o DNA dos Ferreira Gomes. Além de Padre Zé na sua presidência estadual, contava com o prefeito de Massapê, Antônio Albuquerque, filho do cidista e presidente da Assembleia, Zezinho Albuquerque, na vice-presidência.

*Nessa história, pelo visto, tem carneiro dando o maior bode.

Chove em alguns pontos do Ceará

78 1

Após semanas sem chuvas, o Ceará amanheceu, nesta sexta-feira (22), com chuvas. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a previsão é de nebulosidade com chuvas durante todo o dia.

Em Fortaleza, chove desde a noite dessa quinta-feira (21), mas o calor deve chegar aos 32 °C no período da tarde. Apesar da chuva, o fortalezense enfrentou calor também durante a madrugada, com mínima de 26 °C.

Neste momento, trânsito lento e vários pontos de alagamentos sendo registrados em algumas vias da cidade.

Confira as 10 maiores chuvas até as 7 horas:

São Gonçalo Do Amarante (Posto: Siupe) : 78.6 mm

Fortaleza (Posto: Messejana) : 38.0 mm

São Gonçalo Do Amarante (Posto: Sede) : 33.4 mm

Trairi (Posto: Fazenda Lages) : 25.0 mm

São Gonçalo Do Amarante (Posto: Cagado) : 17.0 mm

Itapipoca (Posto: Arapari) : 17.0 mm

Acaraú (Posto: Lagoa Do Carneiro) : 13.0 mm

Amontada (Posto: Aracatiara) : 13.0 mm

Bela Cruz (Posto: Prata) : 11.0 mm

Itapipoca (Posto: Itapipoca) : 10.0 mm

Em 2014 – Ciro diz que Temer é ‘má companhia’ e que Dilma não chega ao final do mandato

foto ciro entrevista com kézya

Em entrevista ao programa “Hora K”, em novembro de 2014, apresentado pela jornalista Kézya Diniz, na TVC, o então secretário da Saúde do Ceará, Ciro Gomes, fez uma previsão: a presidente Dilma Rousseff (PT) não cumpriria o seu segundo mandato, diante da insistência de erros que desequilibraram as contas públicas e impulsionaram a inflação.

Para piorar a situação da presidente recentemente reeleita, Ciro Gomes apontava o vice Michel Temer (PMDB) como “má companhia” em um governo que começaria “terrível”.

*Veja vídeo, em tom profético, aqui.

VAMOS NÓS – Ciro, por certo, não é nenhum “adivinhão”, mas alguém que possui boa leitura política.

STF pede explicações ao Planalto sobre lei que autoriza pílula do câncer

77 1

O Supremo Tribunal Federal (STF) pediu explicações à presidente Dilma Rousseff sobre a Lei 13.269 que aprova o uso da fosfoetanolamina no país. O uso da substância, conhecida como pílula do câncer, foi autorizado por lei sancionada há uma semana pela presidenta. Médicos e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) são contra o dispositivo legal.

A decisão, proferida pelo ministro Marco Aurélio Mello, do STF, foi uma resposta à Ação Direta de Inconstitucionalidade da Associação Médica Brasileira (AMB),  alegando que a lei libera o uso de uma substância que não passou pelos testes clínicos necessários para comprovar segurança e eficácia.

“A nossa preocupação é que essa lei, na maneira que está colocada, permite que uma substância que a gente não conhece de maneira técnica, embasada em testes de segurança e eficácia, seja liberada para os pacientes sem registro no Ministério da Saúde ou na Anvisa. É uma grande violação da legislação que hoje regula o uso de medicamentos”, detalhou o diretor da AMB, José Bonamigo.

(Agência Brasil)

Conjunto José Walter – Delegacia é atcada a tiros na noite dessa quinta-feira

O 8º Distrito Policial (Bairro José Walter) foi atacado a tiros, na noite dessa quinta-feira (21), em Fortaleza. Quatro homens efetuaram disparos contra o prédio e fugiram em um Fiat Vivace, conforme informações da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops).

Segundo informações do subtenente Robson, o ataque foi registrado às 22h40min. Ninguém ficou ferido e, no momento da abordagem, apenas um policial estava no local com os presos.

O número de disparos e o calibre das armas não foram informados. O POVO Online tentou entrar em contato com o comandante da Área Integrada de Segurança 5 (AIS 5), da qual o 8º DP faz parte, mas as ligações ainda não foram atendidas.

Nas últimas semanas, foram registrados ataques contra bases policiais, ameaças de bombas em prédios públicos e incêndios de antenas de telefonia e ônibus na Capital e no Interior. Uma das motivações apuradas pela Polícia Civil seria a reação ao projeto de bloqueio de celulares nos presídios, apresentado pelo governador Camilo Santana (PT) e aprovado pela Assembleia no dia 11 de março. Com a lei, as operadoras são chamadas a assumir a responsabilidade pelo bloqueio do sinal.

(O POVO Online)

Deputados se mobilizam contra resolução da Anatel sobre limite de internet

O presidente da Frente Parlamentar Pela Internet Livre e Sem Limites, deputado JHC (PSB-AL), entrou com representação na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) pedindo a apuração de infrações das operadoras de telefonia.

O parlamentar alega que, além de não terem cumprido as metas de qualidade, as teles estão querendo fixar limite de consumo para o uso da internet.

A partir da resolução da Anatel, as empresas podem acabar com o pacote ilimitado de internet e passar a cobrar pelo sistema de franquia, como é no celular. Ou seja, o consumidor contrata um volume de dados e a velocidade de conexão e quando acabam os megabytes do pacote, a operadora suspende o serviço ou diminui a velocidade de conexão.

Na representação, o deputado acusa as teles de infração à ordem econômica pelo aumento arbitrário de seus lucros e exercício abusivo da posição dominante, na má prestação de serviços de telefonia e internet.

JHC critica ainda a suspensão do fornecimento do serviço de internet, quando esgotado o uso do pacote fornecido pela empresa.

Os deputados Raul Jungmann (PPS-PE) e Rubens Bueno (PPS-PR) ingressaram, na Vara Federal da Seção Judiciária Distrito Federal, nesta quarta-feira (20), com ação popular, com pedido de liminar, para que seja suspensa decisão tomada nesta semana pela Anatel, que prejudica os consumidores da telefonia de banda larga do País.

O deputado Caio Nárcio (PSDB-MG) e as deputadas Sheridan (PSDB-RR) e Mariana Carvalho (PSDB-RO) também entraram com representação na própria Anatel sobre a mesma questão

(Agência Câmara Notícias)

Salmito propõe Título de Utilidade Pública à Faculdade CDL e à Associação Comercial do Ceará

foto salmito cmfor 160420

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), propõe Título de Utilidade Pública à Faculdade CDL e à Associação Comercial do Ceará.

Segundo Salmito, a Faculdade CDL atua sem fins lucrativos e se destaca por atuações como o Banco de Empregos, Serviços do Instituto CDL de Cultura e Responsabilidade Social, CDL Móvel, circuitos culturais pela valorização e divulgação do Centro, além de projetos como o Talento Jovem, quando os melhores alunos da escola pública recebem cursos e são indicados para empresas associadas à CDL.

De acordo ainda com o presidente do Legislativo de Fortaleza, a Associação Comercial do Ceará promove o desenvolvimento das atividades empresariais e do empreendedorismo, dentro de uma ordem econômica fundamentada em padrões éticos comerciais, além de órgão técnico de consulta dos Poderes Públicos.

Sancionada lei que proíbe revista íntima em funcionárias e clientes do sexo feminino

Empresas privadas e órgãos públicos estão proibidos de adotar qualquer prática de revista íntima de suas funcionárias e de clientes do sexo feminino. A proibição está prevista na Lei 13.271/16, publicada no último dia 18 de abril. Quem descumprir ficará sujeito à multa de R$ 20 mil. O valor será revertido aos órgãos de proteção dos direitos da mulher. Em caso de reincidência, o valor da multa será dobrado.

A lei tem origem no projeto de lei (PL 583/07) apresentado pela deputada Alice Portugal (PCdoB-BA). Segundo ela, a revista íntima tem sido uma prática degradante para a trabalhadora por ferir seu direito à intimidade. De fato, não são raros fatos divulgados na imprensa em que o empregador revista bolsas, armários individuais e chegam até a apalpar empregados na busca de possíveis objetos furtados.

Segundo a deputada, outros meios como equipamentos de raios-X podem suprir perfeitamente medidas de segurança.

(Agência Câmara Notícias)

Sefin comunica mudanças no atendimento ao contribuinte

A Secretaria de Finanças de Fortaleza manda nota para o Blog, pedindo espaço para uma utilidade pública. Confira:

Caro Eliomar de lima,

Em virtude do início da reforma do primeiro andar do prédio sede da SEFIN, o funcionamento da Coordenadoria de Administração Tributária (CATRI) está passando por mudanças.

Para minimizar possíveis incômodos aos cidadãos durante a reforma, todo o atendimento especializado (IPTU, ITBI e Dívida Ativa), inclusive o das equipes do Plantão Fiscal e da Célula de Consultoria e Normas, passou a ser realizado na SEFIN II, que fica na rua General Bezerril, 730 (Centro).

Esta mudança foi necessária para oferecer um melhor espaço de atendimento ao cidadão e de trabalho para nossos colaboradores a ser inaugurado nos próximos meses.

Sem mais,

*Secretaria de Finanças de Fortaleza.

Sessão de votação do impeachment ou ópera bufa?

Com o título “Golpe e resistência”, eis artigo de Roberto Amaral, ex-presidente nacional do PSB. Ele comenta a cena de um domingo em que a votação do processo de impeachment, considerada por ele golpe, se transformou numa ópera bufa. Confira:

Na sua inexcedível capacidade de superar a fantasia, a política rasteira nos transportou, no domingo 17/04, para o imaginário de Macondo, promovendo o encontro do realismo fantástico com o espírito de Macunaíma, no que ele tem de moralmente lássido e grotesco. A sociedade, preocupada com os destinos de seu país, postou-se diante da TV para saber como votavam seus representantes chamados a decidir o destino do mandato da presidente da República. Mas, no lugar de um espetáculo cívico, presenciou uma ópera bufa. Por horas, assistiu incrédula e – certamente constrangida – ao desfilar tragicômico de personagens ridículos que se sucediam diante as câmeras. Assim, o Brasil conheceu a Câmara e seus deputados. Aplausos para as exceções.

Não se ouviu dos adeptos do SIM um só conceito político ou jurídico, um só desenvolvimento de raciocínio adulto, lógico, mas, tão-só, um desalentador desfilar de sandices e pieguices: referências domésticas, familiares, expressões de uma religiosidade primitiva…. Absoluta ausência de senso e decoro. Ao fundo, a algaravia de mercado persa, incompatível com uma Casa de leis. Mestre de cerimônia do espetáculo burlesco, reinou impávida essa figura abjeta representada pelo ainda presidente da Câmara, deputado-réu, materialização de Frank Underwood, que salta da série estadunidense e dos esgotos do Capitólio para conviver conosco.

O espetáculo grotesco oferecido pela Câmara Federal expõe à saciedade quão imperiosa é a reforma, profunda, do sistema eleitoral que a produziu. Mas como esperar que nossos parlamentares livrem a legislação das mazelas e vícios que garantem a reprodução de seus mandatos? Pois essa é a Câmara que abriu o processo de impeachment. Uma Casa de maioria hegemonizada por um agrupamento de acusados, presidida por um parlamentar consabidamente desonesto, comandando um processo de cassação de uma presidente consabidamente honesta. E se esse processo tiver curso no Senado Federal, há risco de vermos uma presidente legitimamente eleita por 54,5 milhões de votos ser substituída por um vice perjuro, sem um só voto!

A crise da democracia representativa brasileira está exposta à luz do sol e pode atingir o paroxismo, que certamente tomará as vestes de crise institucional, no iminente encontro da desmoralização parlamentar com o exercício da presidência por um vice sem legitimidade. Longe de promover o encontro da Nação com seu destino, de liderar a distensão política a caminho da união nacional, o hipotético governo será instrumento de desagregação, agravando a até há pouco escamoteada luta de classes, que será aprofundada, independentemente do que fizerem os movimentos sociais, em função das características da crise e do remédio prometido pelo receituário neoliberal e exigido pelos financiadores da caríssima campanha pró-impeachment: menos investimentos, mais superávit primário e menos compensações sociais, flexibilização do trabalho e reforma da previdência (contra os aposentados), mais privatização, mais recessão, mais desemprego. E, como cereja do bolo, a entrega do Pré-Sal às multinacionais do petróleo. Ao fim e ao cabo, mais crise social.

Aliás, deve-se à direita o desmanche das ilusões de conciliação de classe que por tanto tempo encantaram lideranças petistas, imobilizando-as diante da luta ideológica, a que renunciaram, como renunciaram seus governos às reformas que poderiam, sem ferir o sistema, alterar a estrutura do Estado e promover uma correlação de forças favorável às massas. Renunciaram a uma reforma tributária progressiva, renunciaram à reforma política (daí a Câmara de hoje, que será sucedida por outra ainda pior), à democratização do meios de comunicação de massas, à reforma do Poder Judiciário, à reforma agrária, à reforma do ensino militar, para citar as mais ingentes. Um governo de origem popular, recém-saído de uma refrega eleitoral para cujo desfecho a esquerda foi decisiva, opta pelos entendimentos de cúpula que cevaram as forças que o trairiam na primeira oportunidade. Para agradar o ‘mercado’ opta por um reajuste fiscal recessivo, afasta-se de suas bases e não conquista a classe dominante, para quem acenava. Essa continuou no comando do golpe, do qual o 17 de abril não é nem o ponto de partida nem o ponto de chegada.

O processo histórico, porém, é contumaz em pregar peças, e assim ficamos a dever à direita brasileira a reaglutinação das esquerdas e do movimento social, e a virtual unidade, na ação, do movimento sindical. Foi a ameaça captura do Estado, sem voto, para alterar a agenda de prioridades, projeto da classe dominante brasileira, que reconciliou o governo com as massas, quando essas descobriram que o golpe era mesmo contra elas, isto é, contra os direitos dos trabalhadores, agora em 2016 como em 1954 e em 1964. A iminência do golpe de Estado – operado a partir das entranhas do Estado, por setores do Ministério Público Federal, da Polícia Federal e do Judiciário, mas articulado de fora pelas forças de sempre (o monopólio ideológico dos meios de comunicação liderados pelos sistema Globo) ensejou às esquerdas, como mecanismo de defesa que logo se transformou em instrumento de luta, a unidade na ação, de que resultou a Frente Brasil Popular, e, com ela, a unificação dos movimentos populares e as grandes mobilizações.

A consigna ‘Não vai ter golpe, vai ter luta‘, que em outras palavras significa a retomada, pela esquerda, da questão democrática, e a decisão pelo enfrentamento, tanto funcionou como discurso aglutinador quanto orientou a ação. Nas ruas as massas redescobriram sua força, e não pretendem refluir. O movimento social, assim, está na fronteira de um salto de qualidade, que lhe permitirá caminhar da defesa da legalidade e da democracia para o pleito e construção de um novo tipo de sociedade. Golpeadas pela farsa do impeachment, as esquerdas se preparam para unir a luta parlamentar à luta nas ruas.
As emoções desses dias parecem enunciar embates de duração, intensidade e profundidade impossíveis de prever.

*Roberto Amaral

Escritor, ex-ministro de Ciência e Tecnologia (Governo Lula) e ex-presidente nacional.do PSB.

Cantora Simone fará show em Fortaleza a R$ 1,00

simone

A cantora Simone (66) fará show, a partir das 20 horas desta quinta-feira, no Teatro RioMar. Ela comemora seus 40 de carreira democratizando o acesso. É que o ingresso foi tabelado em R$ 1,00, com direito a meia.

Simone realiza pelo País a turnê “É Melhor Ser”, que também comemora os 40 anos da participação dela na trilha do filme “Dona Flor e Seus Dois Maridos”, onde gravou “O que será”.

SERVIÇO

*Teatro RioMar – Avenida Desembargador Lauro Nogueira, 1500 – Papicu.

*Ingresso à venda no local.

Mais Informações – 3066 2000.

* Sobre o show de Simone, leia matéria do repórter Marcos Sampaio aqui.

Assembleia de Deus promoverá o “Projeto Sopão”

A Igreja Assembleia de Deus Gileade Unção e Restauração realizará, dia 30 próximo, uma nova edição do “Projeto Sopão”, que leva a palavra de fé e alimento para centenas de moradores de rua de Caucaia e Fortaleza.

O projeto tenta resgatar os moradores de rua e drogados por meio da palavra de fé através da Bíblia. Durante o percurso é dado quentinha para quem tem fome, água para quem tem sede e roupas para quem tem pouco, dizem os organizadores.

SERVIÇO

*Para mais informações e doação de roupas, água mineral e ingredientes para o sopão, através do contato WhatsApp (85) 9935‑0745.