Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

PMs acusados da chacina do Curió pedem revogação da prisão preventiva

Dezesseis policiais militares acusados de envolvimento na Chacina do Curió pediram revogação da prisão preventiva na 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). O crime aconteceu na madrugada do dia 12 de novembro de 2015, no bairro Curió, na Grande Messejana, quando 11 pessoas foram assassinadas. A prisão de 44 policiais militares acusados de participação nas mortes aconteceu no dia 31 de agosto deste ano.

“Realizei o pedido porque não existe fundamentação para que se mantenha a prisão”, informa o advogado da Associação dos Profissionais de Segurança, Victor Torres. Segundo ele, as evidências que justifiquem a prisão preventiva não se adequem ao caso dos policiais presos.

“O acusado é preso preventivamente quando faz ameaça à ordem pública, se continuar delinquindo, se tem violência doméstica ou façam ameaças. Outro caso é quando há dúvidas da identidade civil dos acusados. Nenhum deles tem nenhum desses elementos”, confirma o advogado.

Victor Torres afirmou ainda que até o fim da próxima semana, o pedido da revogação da prisão preventiva deve se estender para todos os 44 policiais militares presos com a acusação de envolvimento no crime.

Na madrugada do dia 12 de novembro de 2015, 11 pessoas foram mortas e sete ficaram feridas no bairro Curió, na Grande Messejana, em Fortaleza.

(O POVO Online)

João Alfredo defende revitalização de chafarizes na periferia

eleicoes-2016-fortaleza-psol-0910-joao

“Não é justo que os mais pobres tenham que diminuir ainda mais o uso de água”. A indignação é do candidato do Psol à Prefeitura de Fortaleza, João Alfredo, neste sábado (10), no bairro Vila Velha, ao defender que a Prefeitura deveria priorizar a garantia de água para a população, com captação, armazenamento e distribuição de água da chuva em domicílios populares e prédios públicos, além da revitalização de chafarizes nas periferias.

“Vamos questionar o desconto de 50% na conta de água para a termelétrica do Pecém e também e racionamento que vem sendo adotado em Fortaleza, pois ele privilegia empresas e habitantes que consomem mais e, portanto, deveriam poupar mais”, comentou o candidato do Psol, durante caminhada no Vila Velha. Os moradores do bairro reclamam do aviso da Cagece sobre o racionamento de água.

“Musical Mamonas” faz última apresentação em Fortaleza neste fim de semana

foto-teatro-mamonas

A irreverência do grupo musical Mamonas Assassinas poderá ser vista neste fim de semana em Fortaleza, por meio do espetáculo “Musical Mamonas”, no Cineteatro São Luiz, no Centro, em sessões neste sábado (10), a partir das 20 horas, e neste domingo (11), em apresentação às 19 horas.

Com direção de José Possi Neto, o musical traz os atores Ruy Brissac, Adriano Tunes, Yudi Tamashiro, Elcio Bonazzi e Arthur Ienzura. O ingresso custa a partir de R$ 50 (inteira), mas há promoções em sites de eventos.

(Foto: Divulgação)

Roberto Cláudio tem primeira grande carreata neste domingo

eleicoes-2016-fortaleza-rc-0910-mapa

A coligação “Fortaleza só tem a ganhar”, que tem à frente a candidatura Roberto Cláudio (PDT), promove neste domingo (11), a partir das 9 horas, a primeira grande carreata da campanha à reeleição. A concentração será na avenida Alberto Craveiro, em frente ao Centro de Formação Olímpica (Castelão), com chegada na Praia do Futuro, nas proximidades da Praça da Paz (antiga 31 de Março).

eleicoes-2016-fortaleza-rc-0910

Neste sábado (10), no bairro Carlito Pamplona, Roberto Cláudio inaugurou o comitê de Valéria Moreira, candidata à Câmara Municipal de Fortaleza, irmã do deputado Augustinho Moreira e da vereadora Leda Moreira, que decidiu não disputar a reeleição.

Roberto Cláudio afirmou querer “continuar o trabalho que começou e que está ajudando a construir uma cidade melhor para os fortalezenses”.

“Tenho certeza que o povo de Fortaleza está reconhecendo o grande trabalho que ele está fazendo”, avaliou Augustinho Moreira.

Ceará tem representante na Liga Nacional de Futebol Americano

futebol-americano

O Roma Gladiadores, único representante do Ceará na Liga Nacional de Futebol Americano, enfrente na tarde deste sábado (10), a partir das 16 horas, no estádio Presidente Vargas, o Caruaru Walves, de Pernambuco.

A direção do time cearense tenta a liberação das arquibancadas para a torcida local, mas o Corpo de Bombeiros vetou a presença de torcida.

No intervalo da partida, o Roma Gladiadores fará o lançamento do mascote da equipe, entre outras atrações.

Pesquisa Datafolha será divulgada pelo O POVO neste domingo

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (10), pelo jornalista Érico Firmo:

A próxima pesquisa Datafolha sobre a eleição em Fortaleza será divulgada na edição deste domingo do O POVO. Fique atento ao portal O POVO Online e às redes sociais do O POVO que você confere os números da pesquisa e as análises exclusivas. A três semanas da eleição, a pesquisa apontará como o eleitor tem percebido a atuação dos candidatos até aqui e definirá como se desenrolará a reta final do primeiro turno.

Pesquisas divulgadas na noite de ontem pelo Datafolha mostram encaminhamentos diferentes nas eleições das duas maiores cidades brasileiras. No Rio de Janeiro, há estabilidade. Já em São Paulo, houve mudanças drásticas. O líder Celso Russomanno (PRB) caiu cinco pontos e tem 26%. Marta Suplicy (PMDB) subiu os mesmos cinco. Foi a 21% e está tecnicamente empatada com o candidato do PRB. João Dória (PSDB) subiu 11 pontos e tem 16%. Impossível não lembrar de 2012, quando Russomanno liderou a campanha interna e, no fim, foi ultrapassado e acabou em terceiro. Serão Marta e Dória capazes de ultrapassá-lo para fazer o segundo turno?

Já no Rio de Janeiro, quase nada mudou. Marcelo Crivella (PRB) lidera folgado, enquanto estão embolados na busca do segundo turno Marcelo Freixo (Psol), Jandira Feghali (PCdoB), Pedro Paulo (PMDB), Indio da Costa (PSD) e Flávio Bolsonaro (PSC).

Ex-AGU diz que Governo Temer quer abafar a Lava Jato

fabio-osorio-medina-05

Da Revista Veja

Demitido por telefone pelo presidente Michel Temer na sexta-feira passada, o advogado-geral da União, Fábio Medina Osório, resolveu quebrar o protocolo. Em vez de anunciar a saída com elogios a quem fica e sumir do mapa, ele decidiu pôr a boca no trombone. Em entrevista a VEJA no mesmo dia da demissão, Medina disse que sai do posto porque o governo não quer fazer avançar as investigações da Lava-Jato que envolvam aliados. Diz: “O governo quer abafar a Lava-­Jato”. Medina entrou em rota de colisão com seu padrinho, o poderoso ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. Gaúchos, os dois se conhecem do Rio Grande do Sul, onde Medina foi promotor de Justiça, especializado em leis de combate à corrupção, e Padilha fez sua carreira política.

Medina conta que a divergência começou há cerca de três meses, quando pediu às empreiteiras do petrolão que ressarcissem o Erário pelo dinheiro desviado da Petrobras. Depois disso, Medina solicitou acesso aos inquéritos que fisgaram aliados graúdos do governo. Seu objetivo era mover ações de improbidade administrativa contra eles. A Polícia Federal enviou-lhe uma lista com o nome de catorze congressistas e ex-congressistas. São oito do PP (Arthur Lira, Benedito Lira, Dudu da Fonte, João Alberto Piz­zolatti Junior, José Otávio Germano, Luiz Fernando Faria, Nelson Meurer e Roberto Teixeira), três do PT (Gleisi Hoff­mann, Vander Loubet e Cândido Vaccarezza) e três do PMDB (Renan Calheiros, presidente do Congresso, Valdir Raupp e Aníbal Gomes). Com a lista em mãos, Medina pediu ao Supremo Tribunal Federal para conhecer os inquéritos.

Recebida a autorização, a Advocacia-­Geral da União precisava copiar os inquéritos em um HD. Passou um tempo, e nada. Medina conta que Padilha estava evitando que os inquéritos chegassem à AGU, e a secretária encarregada da cópia, Grace Fernandes Mendonça, justificou a demora dizendo que não conseguia encontrar um HD externo, aparelho que custa em média 200 reais. “Me parece que o ministro Padilha fez uma intervenção junto a Grace Mendonça, que, de algum modo, compactuou com essa manobra de impedir o acesso ao material da Lava-Jato”, conta Medina. O ex-advogado-geral diz que teve uma discussão com o ministro Padilha na quinta-feira, na qual foi avisado da demissão. No dia seguinte, recebeu um telefonema protocolar do presidente Temer. Grace Mendonça, assessora do HD, vai suceder a ele.

O ministro Padilha, que se limitou a divulgar um tuíte agradecendo o trabalho de Medina, manteve distância da polêmica e não deu entrevistas. Exibindo mensagens em seu celular trocadas com o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava-Jato, e com o juiz Sergio Moro, Medina afirma que a sua demissão tem significado maior — o de que o combate à corrupção não está nas prioridades do governo Temer. “Se não houver compromisso com o combate à corrupção, esse governo vai derreter”, afirma ele. Ainda assim, Medina faz questão de dizer que nada conhece que desabone a conduta do presidente.

Se der quórum, deputados votam perda de mandato de Eduardo Cunha na segunda-feira

cunha3

A votação do pedido de perda de mandato do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) é o destaque do Plenário na segunda-feira (12), em sessão extraordinária marcada para as 19 horas. Os deputados deverão votar o parecer do deputado Marcos Rogério (DEM-RO), aprovado pelo Conselho de Ética e Decoro Parlamentar no dia 4 de junho.

O relator concluiu que Cunha mentiu em depoimento espontâneo à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, em maio de 2015, quando disse não possuir contas no exterior. Ele nega que tenha mentido à CPI, argumentando que as contas estão no nome de um trust familiar contratado por ele para administrar seus recursos no exterior.

Cunha está afastado das funções de deputado federal desde maio deste ano e esteve afastado também da presidência da Casa até 7 de julho, quando então renunciou ao cargo na Mesa Diretora.

Como confirmado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a votação do parecer seguirá o mesmo rito das votações anteriores de perda de mandato. Entretanto, alertou que qualquer tentativa de dividir a votação e analisar separadamente a manutenção ou não dos direitos políticos do processado dependerá de decisão soberana do Plenário.

Maia lembrou ainda que a votação começará somente com quórum alto, de cerca de 420 deputados. Para a perda do mandato, são necessários os votos da maioria absoluta dos membros da Câmara (257).

Segundo a Secretaria-Geral da Mesa, na fase de discussão, o primeiro a falar será o relator do parecer, por 25 minutos. Em seguida, os advogados de Cunha terão outros 25 minutos para usar a palavra, e o próprio deputado afastado poderá usar mais 25 minutos para se defender pessoalmente.

Deputados inscritos no início da sessão poderão falar, então, por cinco minutos cada um. Depois que mais de quatro se manifestarem, o Plenário pode decidir pelo encerramento da discussão. A votação será realizada a seguir de forma nominal e aberta, pelo painel eletrônico.

O processo que pede a cassação de Cunha é o mais longo da história da Câmara. Ele começou em 13 de outubro de 2015 com representação do Psol e da Rede.

(Agência Câmara Notícias)

Eleições em Juazeiro do Norte – Chapa Arnon/Giovani é deferida pela Justiça Eleitoral

minha-casa-crato-camilo-bruno-araujo-029

Giovani, o vice, comemora com Arnon.

A candidatura da chapa Arnon Bezerra/Giovanni Sampaio foi deferida nesta sexta-feira (9) pelo juiz eleitoral da 119º zona, Luís Sávio Bringel.

Com a decisão, Arnon e Giovanni estão aptos a disputar a eleição para prefeito de Juazeiro do Norte no próximo dia 2 de outubro. Na manhã de ontem, o mesmo juiz já havia aceito a candidatura da coligação proporcional (vereadores) e determinado a inclusão do Partido Progressista na coligação “Juazeiro Precisa, Juazeiro Merece”.

Até a segunda-feira, dia 12, último dia do prazo concedido pela Justiça Eleitoral para o registro das candidaturas, o juiz Luís Sávio Bringel ainda vai julgar o registro da chapa Gilmar Bender/Dr. Santana.

As chapas encabeçadas por Flávia Soares Francisco Fabiano, Helaine Mendonça e Demontier Fernandes já haviam sido deferidas, Já Normando e Raimundão estão registradas subjudice. A decisão final sairá até a segunda.

(Blog do Flavio Pinto News)

Tasso Jereissati e Domingos Neto estão unidos em torno da reeleição de Átila Câmara

316 2

atilla

O deputado federal e presidente estadual do PSD, Domingos Neto, participou do comício do candidato a prefeito de Maranguape, Átila Câmara (PSD) que concorre à reeleição. Com ele, o senador Tasso Jereissati (PSDB).

Domingos ressaltou a “capacidade administrativa” de Átila: “Nesse segundo mandato, acredito que ele fará ainda mais por esta cidade porque, além de ter mais experiência, ele tem o apoio político necessário para trazer mais desenvolvimento para Maranguape”, disse.

Já o senador Tasso Jereissati disse que Átila representa “a força jovem e a decência na política”. Átila, em seu discurso, fez um balanço de sua gestão e pediu apoio para sua reeleição.

DETALHE – Tasso estará neste sábado na Região do Cariri. Campanhas em Barbalha e no Crato.

(Foto – Divulgação)

Capitão Wagner diz que periferia está abandonada

capitaon

O candidato a prefeito de Fortaleza pelo PR, deputado estadual Capitão Wagner fez campanha, nessa noite de sexta-feira, pelas ruas dos bairros Demócrito Rocha e Álvaro Weyne. Nos dois lugares, ouviu a reclamação: a periferia foi esquecida.

Além de problemas de saneamento básico, ouviu apelos sobre a violência, que aumenta a cada dia nessa banda da cidade.

No Demócrito Rocha, a população reclama do descuido da prefeitura de Fortaleza com a praça Marupiara.

Neste sábado, Capitão Wagner visita a Maraponga, o Siqueira e o Mondubim.

(Foto – Divulgação)

Multas de trânsito terão valores reajustados

como-recorrer-multas-de-transito-02

As multas por infrações de trânsito terão os valores reajustados a partir de 1º de novembro de 2016. Uma resolução, que autoriza a ação, foi publicada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) no Diário Oficial da União (DOU) de quinta-feira, 8 de setembro.

Os ajustes serão realizados com base em alteração no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), por meio da Lei Federal 13.281, sancionada em 4 de maio deste ano.

De acordo com o Contran, o valor a ser pago por infrações classificadas como gravíssimas passará de R$ 191,54 para R$ 293,47. Já as multas consideradas graves serão ajustadas para R$ 195,23. Anteriormente, o valor desta penalidade era de R$ 127,69.

Para infração média, o valor passa de R$ 85,13 para R$ 130,16. As infrações leves, que custavam R$ 53,20, passam a totalizar R$ 88,38. Desde quando o CTB entrou em vigor, as multas não eram reajustadas.

Além disso, o órgão de trânsito arrecadador é obrigado a repassar 5% do valor ao Fundo Nacional de Segurança e Educação de Trânsito (Funset). A ação está de acordo com os termos do parágrafo único do artigo 320 do Código de Trânsito Brasileiro.

(Agência CNM, com informações do Ministério das Cidades)

Shopping Benfica realiza campanha de conscientização e arrecadação de garrafas PET

foto-shopping-benfica-160910-campanha

“Acorde para um mundo melhor” é a promoção que o Shopping Benfica realiza até 30 de setembro e que irá contemplar o cliente que doar o maior número de garrafas PET com um conjunto box ABSOLUT  Spring da Ortobom.

A ação visa a conscientizar sobre a importância do descarte adequado e da reciclagem do produto. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria do PET (Abipet) são reciclados, anualmente, cerca de 50% do produto. O descarte inadequado acarreta malefícios para a natureza e faz do pet o principal poluente encontrado nos oceanos. O plástico demora mais de 100 anos para se decompor e pode causar a perda de biodiversidade e a morte de animais.

Para participar, o interessado deve ir ao stand da promoção, fazer o cadastro e doar muitas garrafas pet transparentes de 2 litros (inteiras com tampa, sem líquido, limpas e sem rótulo). Uma vez cadastrado, o cliente poderá continuar a doar garrafas pet até as 20h do dia 30 de setembro de 2016.

O posto de coleta funcionará de segunda a sábado, das 12 às 20h e aos domingos, das 15 às 21h, no piso térreo, em frente à C&A.

Todo o produto arrecadado será reaproveitado no projeto de responsabilidade ambiental do Shopping Benfica, Fábrica do Bem. Há mais de 10 anos, o projeto ensina a comunidade a fazer artesanato com material reciclado. A reciclagem traz grandes benefícios ao meio ambiente. O pet é 100% reciclável e de baixo custo de produção. Na Fábrica do Bem, as garrafas que iam parar nos rios, agravando a poluição da água e o problema das enchentes, são transformadas em adornos e material multiuso.

O resultado da campanha será divulgado no dia 5 de outubro de 2016, por meio do site www.shoppingbenfica.com.br e cartazes expostos no mall do Shopping Benfica. A solenidade de entrega da premiação aos ganhadores será realizada no dia 7 de outubro de 2016, às 12h, no Shopping Benfica.

(Shopping Benfica)

Deputado Adail Carneiro nega ser dono de R$ 6 milhões apreendidos

243 1

adailll

Cerca de R$ 6 milhões foram apreendidos nesta sexta-feira, 9, após busca e apreensão realizada em três endereços ligados ao deputado federal cearense Adail Carneiro (PP). A quantia estaria dividida em pacotes com cédulas de 100 reais e foi encontrado num cofre da empresa Locadora de Autos Ceará (Lauce), na avenida desembargador Moreira, na Aldeota.

A operação, executada pela Polícia Federal e acompanhada por cinco procuradores federais, foi batizada de Km Livre, em referência ao segmento da empresa. Os mandados foram autorizados pela ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília. Por telefone, de Brasília, onde estava ontem, Adail Carneiro disse ao O POVO que não é sócio da Lauce há cerca de seis anos e que ela pertence a um irmão seu. “Não sei se o valor (apreendido) foi exatamente esse. Mas é um dinheiro absolutamente lícito, oriundo de contratos de locação de veículos com a Prefeitura de Fortaleza”, afirmou o parlamentar. A empresa existe há aproximadamente dez anos. O POVO não obteve contato do irmão do deputado.

Adail disse que a Lauce mantém cerca de 40 contratos de locação com a Prefeitura da Capital, com um faturamento mensal de R$ 3,2 milhões. “Inclusive a Prefeitura está com bastante atraso. Esse dinheiro é de um pagamento recente feito por ordem bancária pela Sefin (Secretaria de Finanças). É dinheiro legal, é contabilizado e é caixa da empresa”, pontuou o parlamentar. Os contratos seriam vigentes desde 2014, segundo ele. Abrangendo 840 veículos, mais salários de motoristas, combustível, encargos e benefícios.

Outro local visitado pelos agentes federais foi um escritório de contabilidade no bairro Papicu, onde foram apreendidos computadores e documentos. O terceiro endereço só foi vistoriado no período da tarde – O POVO não conseguiu confirmar onde seria. Outros dois endereços, no Centro e na Sapiranga, teriam constado na lista, mas acabaram não sendo vistoriados. Um dos procuradores contatados informou que a investigação partiu do Ministério Público Federal, em Brasília, e que o MPF local apenas deu apoio à operação.

“Aproveito o ensejo para desafiar qualquer órgão competente a provar se eu tiver recebido qualquer recurso ilícito na minha vida empresarial ou política”, declarou Adail Carneiro. Ontem à tarde, representantes da empresa Lauce foram ouvidos na sede da Polícia Federal, no Ceará.

À noite, através da Assessoria de Imprensa, a Prefeitura de Fortaleza repassou informações divergentes das que foram declaradas pelo deputado. A Prefeitura informou que o contrato atual de locação de veículos não é com a locadora Lauce, mas com a empresa LA Brasil (Locadora de Autos Brasil). A LA Brasil, segundo a Prefeitura, é a mesma empresa que mantinha contrato na gestão anterior e, em 2014, venceu a licitação da gestão atual. O POVO não teve acesso aos termos contratuais descritos. Tanto as informações da Prefeitura como as do deputado Adail Carneiro foram repassadas apenas por telefone. Não foi possível contato da empresa LA Brasil.

(O POVO)

Manifestação – “Fora Temer” espera Polícia com o espírito do Ceará Pacífico

foto-manifestacao-temer-praia-iracema

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (10):

A Frente Povo Sem Medo fará neste domingo (11), a partir das 15 horas, o segundo ato “Fora Temer”. Uma caminhada, com saída da Praça Cristo Redentor, em frente ao Centro Dragão do Mar, em direção à avenida Beira-Mar, está sendo organizada com apoio de partidos de esquerda e movimentos sociais, além de setores de pastorais.

A ordem é cobrar eleições gerais e protestar contra um governo que, segundo organizadores, virá com um pacote de maldades contra a classe trabalhadora.

Espera-se que a Polícia Militar que, com certeza, acompanhará a manifestação, ali apareça pelo menos com o espírito desarmado. Aliás, que estejam todos com espíritos tranquilos. Afinal, todos querem um Ceará Pacífico.

Servidores do Detran podem paralisar atividades na próxima semana

144 1

foto-detran-sindicalismo

Servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/CE) decidiram em Assembleia Geral paralisar as atividades na próxima semana, caso a redução da gratificação de produtividade dos servidores do órgão seja mantida. A categoria cobra o restabelecimento do percentual da gratificação de produtividade em 165% de forma linear.

“Não podemos aguardar muito tempo. Existem muitos aposentados que pediram empréstimo para pagar as contas. Não vamos aceitar o segundo mês de corte”, disse Eliene Uchoa, presidente do Sindetran/CE.

Ceará volta ao G4, se vencer o Goiás no Serra Dourada neste sábado

Com a pior campanha entre os 20 times que disputam a Série B do Campeonato Brasileiro deste ano, nas últimas seis rodadas, o Ceará volta ao G4, na noite deste sábado (10), a partir das 18h30min, no Serra Dourada, caso vença o Goiás, no complemento da 24ª rodada. O empate entre Paysandu e Brasil de Pelotas, em 1 a 1, na noite dessa sexta-feira (9), em Belém, impediu que a equipe gaúcha se distanciasse do Vozão.

Apesar de estar na zona de rebaixamento, o Goiás é o favorito nas bolsas de apostas com 41,7% de chances de vitória, contra 36,2% de empate e 22% de vitória para o Ceará.

Ministério nega que jornada diária de oito horas de trabalho aumentará

O Ministério do Trabalhou informou na noite dessa sexta-feira (9), por meio de nota, que não haverá aumento da jornada diária de oito horas de trabalho. A jornada de trabalho de 44 horas semanais também não será alterada. As informações foram divulgadas depois de polêmica envolvendo o ministro da pasta, Ronaldo Nogueira, após reunião com sindicalistas na quinta-feira (8). Nogueira disse que a reforma trabalhista deve ser encaminhada ao Congresso Nacional até o fim deste ano e, entre as medidas em pauta, está a proposta que formalizará jornadas diárias de até 12 horas.

De acordo com o ministério, o que está em estudo é a possibilidade de permitir que convenções coletivas ajustem a forma de cumprimento da jornada de 44 horas semanais da maneira que seja mais vantajosa ao trabalhador. O objetivo da medida é dar segurança jurídica às jornadas que ainda não são reconhecidas formalmente. Como exemplo, a nota cita a escala de 12 horas de trabalho por 36 horas de descanso e o cumprimento da jornada semanal de 44 horas semanais em cinco dias da semana.

“De fato, a atualização da legislação trabalhista deve ser realizada em benefício do trabalhador brasileiro, consagrando por força de lei institutos já há muito tempo amplamente utilizados por diversas categorias profissionais, mas que hoje carecem da devida segurança jurídica, sendo objeto das mais diversas interpretações judiciais”, diz a nota.

A proposta de reforma trabalhista em estudo pelo governo deve contemplar também a criação de dois novos modelos de contrato. Avalia-se considerar o tipo que inclui horas trabalhadas e produtividade, além do modelo que já vigora atualmente, baseado na jornada de trabalho. O objetivo das medidas é aumentar a segurança jurídica de contratos que não estão estipulados pela legislação trabalhista, a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Segundo Nogueira, a reforma pode reduzir o desemprego e a informalidade.

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) rejeitou a explicação do ministro, o que considerou como “manobra” do governo Temer. A entidade sindical convocou protestos para este domingo (11), em São Paulo, contra o que considerou jornada de “trabalho escravo” proposta pelo governo.

(Agência Brasil)