Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Série C – Ferrão abre 2 a 0, permite reação do Confiança e é eliminado

Após abrir 2 a 0 no placar, o Ferroviário acabou permitindo o empate do Confiança, na tarde deste sábado (24), no estádio Presidente Vargas, e acabou eliminado da Série C do Campeonato Brasileiro deste ano.

Janeudo abriu o placar, aos 32 minutos do primeiro tempo. Mazinho ampliou aos 2 minutos da segunda etapa. Moura diminuiu aos 11 minutos. E Altemar empatou aos 21 minutos.

Nos outros jogos do grupo A: Náutico 3×1 Santa Cruz; Sampaio Corrêa 0x1 Imperatriz; Treze 2×2 Botafogo/PB e Globo 0x2 ABC.

Náutico, Sampaio Corrêa, Imperatriz e Confiança seguem para o mata-mata contra equipes do grupo B, que será definido neste domingo (25). ABC e Globo foram rebaixados à Série D do próximo ano.

(Foto: Reprodução)

MEC libera R$ 60 milhões para internet nas escolas rurais

O ministro da Educação (MEC), Abraham Weintraub, anunciou a liberação de R$ 60 milhões para o programa Inovação Educação Conectada que leva internet banda larga para escolas da zona rural do país. A expectativa é que até o final do ano, cerca de três milhões de estudantes sejam beneficiados com o programa.

Os recursos serão repassados para o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), responsável por realizar as conexões de internet. De acordo com o MEC, os recursos representam a segunda parcela do programa. A primeira, ainda em 2017, foi no mesmo valor. No total, serão seis repasses, um por ano, até 2023.

De acordo com a pasta, de janeiro até o momento já foram atendidas 5.662 instituições de ensino em 1758 municípios, com cerca de dois milhões de alunos beneficiados. A maior parte das escolas está localizada na Região Nordeste, 3.596. Depois vem a Região Norte, com 1.022 cidades. O Centro-Oeste aparece em seguida, com 653 municípios atendidos pelo programa.

Segundo o MEC, também houve uma aumento na meta de escolas que serão conectadas até o final de 2019; agora serão oito mil escolas rurais. Antes, o governo trabalhava com a meta de 6.500 escolas.

As conexões são feitas por meio de satélite, com velocidade de 10 megabytes por segundo (Mbs), realizada em parceria com a Telebras, vinculada ao MCTIC, ao custo mensal médio de R$ 750 por escola conectada.

Além do acesso, o MEC também tem um programa para os professores voltado para o uso pedagógico da internet, com conteúdos didáticos exclusivos que serão disponibilizados somente na plataforma própria do programa.

Ao entregar o cheque simbólico, Weintraub disse que a prioridade do governo é investir na universalização da banda larga e no ensino básico. “Esse cheque que o MEC está entregando é muito simbólico pela prioridade. A educação, a educação básica. A educação é um dos pilares para você ser livre”, disse. “A internet é uma coisa recente para toda a humanidade, mas ela é tão importante quanto o livro, saber ler e escrever. Ela dá a possibilidade de se ter acesso a todo conhecimento humano produzido até esse momento”, acrescentou.

Ao receber o cheque simbólico do segundo repasse, o ministro Marcos Pontes disse que o ministério tem tocado várias ações para levar a banda larga para regiões remotas do país. “Uma das nossas prioridades no ministério é conectar esses país”, disse Pontes.

(Agência Brasil)

Ferrão vai confirmando classificação para mata-mata da Série C

49 1

Com o término do primeiro tempo dos cinco jogos do grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro, o Ferroviário vai confirmando classificação no mata-mata da Série C do Campeonato Brasileiro, na vitória parcial sobre o Confiança, no estádio Presidente Vargas, por 1 a 0, gol de Janeudo, aos 32 minutos.

No momento, o Ferrão ocupa a terceira posição na tabela de classificação. O Náutico, que vai vencendo o Santa Cruz, por 2 a 0, está na liderança. O segundo colocado é o Sampaio Corrêa, que vai empatando sem gols com o Imperatriz, esse último na quarta colocação.

Nos outros dois jogos: Treze 2 a 1 Botafogo/PB e Globo 0 a 0 ABC.

(Foto: Reprodução)

Comissão inicia terça-feira debate sobre MP que cria programa substituto do Mais Médicos

A MP 890/2019, que cria o programa Médicos pelo Brasil para substituir o Mais Médicos, será tema de debate em audiências públicas, marcadas para a próxima semana, na comissão mista que analisa a medida provisória.

A medida tem como objetivo suprir a demanda de médicos no país, além de formar especialistas em medicina de família e comunidade. Ao todo, serão oferecidas 18 mil vagas, sendo 13 mil em municípios de difícil acesso. 55% das oportunidades serão em municípios do Norte e Nordeste, em áreas mais pobres. O edital com as primeiras vagas deve ser publicado em outubro.

O programa será aberto a médicos brasileiros e estrangeiros formados fora do Brasil, desde que façam o exame que permite um diploma obtido no exterior ser reconhecido no país, o Revalida. Quem entrar para o novo programa vai substituir gradativamente quem está hoje no Mais Médicos e será contratado pelas regras da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT – Decreto-lei 5.452, de 1943). Para concorrer, o candidato deverá ter registro válido um Conselho Regional de Medicina (CRM).

Na terça-feira (27), o debate contará com a presença do vice-presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Mauro Luiz de Britto Ribeiro, e da secretária especial de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, Silvia Nobre Waiãpi, além de representantes do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e do Ministério da Saúde.

Para a reunião de quarta-feira (28) foram convidados o professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), Raul Cutait, e representantes do Conselho Nacional de Saúde (CNS), da Comissão Nacional de Residência Médica (CNMR), da Associação Brasileira de Educação Médica (Abem) e da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade.

O novo programa vai mudar a forma de seleção de profissionais. Antes, bastava fazer a inscrição pela internet. Agora, o candidato vai ter que fazer uma prova escrita e, quem for aprovado, já vai poder trabalhar. Porém, o candidato selecionado deverá passar por um curso de especialização em medicina da família nos primeiros dois anos. O governo espera que a medida ajude a atrair profissionais em áreas de baixa cobertura de saúde pública.

(Agência Senado)

Artesãos e pequenos empreendedores participam de feira ma Câmara Municipal de Fortaleza

A IV Feira do Empreendedor reuniu esta semana artesãos e micro e pequenos empreendedores, na Câmara Municipal de Fortaleza. O evento foi organizado pela Central da Cidadania da Casa e atendeu a 22 profissionais.

“A Feira do Empreendedor abre muitas portas, quando proporciona conhecimento e divulgação do trabalho desses profissionais”, afirmou a coordenadora da Central da Cidadania, Edna Lima.

(Fotos: Divulgação)

Pequenos negócios criaram 95% das vagas em julho, diz Sebrae

As micro e pequenas empresas criaram 41,5 mil empregos com carteira assinada no mês de julho. Os dados foram compilados pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Segundo o levantamento, os pequenos negócios foram responsáveis por 95% dos empregos gerados em todo o país.

Com os números das grandes empresas e da administração pública, foram criados 43,8 mil empregos formais. De janeiro a julho deste ano, as micro e pequenas empresas abriram 437,6 mil vagas, 2,4% acima do registrado no mesmo período do ano passado.

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, disse que esses empreendedores são a alavanca para a economia e vitais para a geração de emprego e renda no país. Segundo Melles, é mais um motivo para que o país invista em melhoria do ambiente de negócios do setor, diminuição da burocracia e incentivo à competitividade.

Os pequenos negócios do setor de serviços foram os que mais criaram vagas (20 mil). Os destaques foram o ramo imobiliário, com 15,2 mil empregos, e o setor da construção civil, com 14 mil postos.

São Paulo liderou a geração de empregos em julho, com mais 12,8 mil vagas, seguido por Minas Gerais, com 7,5 mil. A Região Sudeste teve o maior volume de novos postos (20 mil), seguido pelo Centro-Oeste, com 6,7 mil vagas.

(Agência Brasil)

Ferrão aposta na rivalidade para avançar na Série C

Sem vencer o Imperatriz desde maio de 2016 (duas derrotas e cinco empates), o Sampaio Corrêa precisa quebrar o tabu para assegurar o primeiro lugar no Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro, na tarde deste sábado (24), a partir das 17 horas, em São Luís, para não depender de um mau resultado do Náutico diante do Santa Cruz, em Recife, no mesmo horário.

É o que espera o Ferroviário para avançar na Série C, desde que antes vença o Confiança, no estádio Presidente vargas, na última rodada da primeira fase da competição.

Apesar de 41% de chances de vitória contra a equipe sergipana (37.3% de empate e 21.6% de chances de vitória do Confiança), segundo sites de apostas online, o Ferroviário possui apenas 30% de avançar à próxima fase, de acordo com levantamento do Blog.

Caso a vitória do Ferrão fosse uma certeza, as chances de classificação subiriam para 88.8%. Somente em uma combinação de resultados o Ferroviário se classificaria com um empate no Presidente Vargas. e o Náutico vencesse o Santa Cruz, o Sampaio Corrêa goleasse o Imperatriz e o Botafogo da Paraíba não derrotasse o Treze.

(Foto: Arquivo)

Quatro estados pedem ajuda das Forças Armadas para combate a incêndios

O governo confirmou hoje (24) que os estados de Roraima, Rondônia, Tocantins e Pará pediram ajuda do Executivo federal para combater incêndios florestais. Segundo o Ministério da Defesa, cerca 44 mil militares das Forças Armadas estão continuamente na Região Amazônica e poderão ser empregados nas operações.

A confirmação foi feita pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, durante entrevista à imprensa. Salles participou de uma reunião na manhã deste sábado com o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva.

Ontem (23), o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que autoriza o emprego das Forças Armadas para ajudar no combate aos incêndios na Floresta Amazônica. O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) vale para áreas de fronteira, terras indígenas, unidades federais de conservação ambiental e outras áreas da Amazônia Legal.

Segundo o ministro da Defesa, a adesão dos governos locais é importante para que o trabalho de combate a crimes ambientais e a incêndios não se limitem às áreas federais.

“É importante a adesão dos governos senão nós vamos ficar limitados às áreas federais, que são as unidades de conservação e as terras indígenas. Já é alguma coisa, mas não é o suficiente. Tem que ser uma união de todos. Todo mundo ajudando é melhor”, disse o ministro.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse que os estados terão apoio do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgãos que pertencem à pasta, para o combate aos incêndios.

“Não é possível desenvolver atividades de fiscalização sem o apoio estadual. Com a GLO Ambiental tenho certeza que, com envolvimento do Ministério da Defesa, das Forças Armadas, teremos muita efetividade naquilo que já vínhamos tentando fazer com muita força desde o início do ano”, afirmou.

Segundo o Estado-Maior das Forças Armadas, que coordena as operações, as primeiras medidas foram tomadas neste sábado. Um helicóptero do Ibama e dois aviões de combate a incêndios serão enviados para Porto Velho.

(Agência Brasil)

“Crise ambiental” é tentativa de “recolonizar” o Brasil, diz ministro

61 2

Em comentário nas redes sociais sobre a situação da Amazônia, o ministro das Relações Exteriores e diplomata Ernesto Henrique Fraga Araújo avalia que “crise ambiental” é fabricada em uma tentativa de desestabilizar o governo Bolsonaro. Confira:

Por que o Brasil está sendo alvo de uma campanha internacional tão feroz e injusta no tema ambiental? Simples. Porque o governo do presidente Bolsonaro está reerguendo o Brasil. A “crise ambiental” parece ser a última arma que resta no arsenal de mentiras da esquerda para abafar esse fato.

Incapaz de convencer aos brasileiros do contrário, a esquerda foro-de-são-paulina recorre a seus aliados na mídia internacional e à caixa de ressonância dos ambientalistas radicais (manipulados por décadas de propaganda) para atacar o seu próprio país e questionar sua soberania.

O governo Bolsonaro está abrindo a economia, reformando radicalmente o Estado, expulsando a corrupção, combatendo o crime, libertando as energias da nação, concluindo acordos e formando novas parcerias e alianças com países-chave ao redor do mundo.

Está fazendo o Brasil atuar como país grande, colocando seu peso em favor da liberdade e dignidade humana, contra a ideologia de gênero e outros mecanismos de controle psicossocial, defendendo integração aberta e democracia na América do Sul, tirando o Foro de S. Paulo da toca.

Está introduzindo racionalidade nos debates sobre o meio ambiente e sobre o clima, protegendo o ambiente com soberania e sem histeria. Está governando o Brasil para os brasileiros, sem pedir permissão às ONGs ou aos controladores do discurso politicamente correto.

Esses avanços incomodam gente que quer o Brasil de volta ao seu curral, que tem saudade do Brasil fechado no círculo vicioso do clientelismo e estagnação, do Brasil insignificante no mundo. Sim, muitas forças nacionais e internacionais querem recolonizar o Brasil. Não conseguirão.

Ernesto Araújo

Diplomata e ministro das Relações Exteriores

Movimento na Praça Portugal cobra neste sábado conscientização ambiental na Amazônia

73 1

Uma passeata com início na Praça Portugal, na Aldeota, e encerramento na Beira Mar marca neste sábado (24), a partir das 15 horas, o movimento Fortaleza em Defesa da Amazônia. Antes da passeata, haverá uma oficina de cartazes e entrega de material informativo sobre a situação da Floresta Amazônica, diante de queimadas e desmatamento.

Segundo os organizadores da manifestação, o evento ainda abordará a luta pelos direitos dos povos indígenas e quilombolas, medidas efetivas contra o aquecimento global, defesa dos direitos dos servidores públicos e medidas contra o novo aterro na Avenida Beira Mar, contra o agronegócio e protestos sobre o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

De acordo ainda com os organizadores da manifestação, a maior parte dos incêndios na Amazônia ocorrem em áreas de Unidades de Conservação ou terras indígenas cujas demarcações ainda não foram definidas, quando lideranças estariam sendo ameaçadas pela violência e genocídio.

(Foto: Arquivo)

Câmara Federal pode votar projeto que amplia permissão para porte de armas

O Plenário da Câmara dos Deputados pode votar, a partir da terça-feira (27), o projeto de lei que aumenta os casos permitidos de porte de armas e disciplina o registro de atiradores esportivos e caçadores (PL 3723/19, do Poder Executivo).

O substitutivo do deputado Alexandre Leite (DEM-SP) também permite a regularização da posse de armas de fogo sem comprovação de capacidade técnica, laudo psicológico ou negativa de antecedentes criminais.

Essa regularização do registro da arma poderá ser feita em dois anos a partir da publicação da futura lei. O interessado deverá apenas apresentar documento de identidade, comprovante de residência fixa e prova de origem lícita da arma, dispensados ainda o pagamento de taxas, comprovante de ocupação lícita e ausência de inquérito policial ou processo criminal contra si.

O texto também diminui de 25 para 21 anos a idade mínima para a compra de armas; permite o porte de armas para os maiores de 25 anos que comprovem estar sob ameaça; e aumenta as penas para alguns crimes com armas.

(Agência Câmara Notícias)

Governo quer lançar universidades digitais

187 1

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou nessa sexta-feira (23) que a intenção do governo é lançar um programa de universidades e institutos federais de educação digitais. De acordo com o ministro, a ideia é que boa parte da formação nessas instituições seja realizada por meio de educação à distância. A ideia ainda está em estudos no Ministério da Educação (MEC).

“O nosso projeto é sim EaD [Ensino à Distância] e a gente está preparando uma universidade federal digital e um instituto federal digital. É pra lá que a gente vai caminhar”, disse o ministro durante cerimônia para anunciar repasse para o programa Inovação Educação Conectada, voltado para levar internet banda larga a escolas das zonas rurais do país.

O ministro não deu mais detalhes de como funcionariam as instituições, mas disse que a intenção é levar o debate ao Congresso Nacional. A ideia é alterar partes do Plano Nacional de Educação (PNE). “O Congresso é soberano e hoje eu tenho o PNE e no PNE você tem métricas e metas que preveem isso, a construção de mais campi universitários. Vou fazer o convite para aos parlamentares para a gente rediscutir o PNE. Em vez de colocar metas que não representem o bem estar para toda a sociedade, talvez a gente poderia colocar uma meta de universalizar a internet para todas as escolas do país”, disse o ministro.

De acordo com Weintraub, a ideia é que os estudantes façam módulos de ensino e que escolham durante esse percurso a área de formação. “Isso cai muito o custo com refeitórios, e outras coisas”, disse. “O aluno pode ir eventualmente a simpósios, seminários, aí junta todo mundo para períodos mais curtos e isso barateia o custo”, acrescentou.

(Agência Brasil)

Evangelizar aguarda meio milhão de fiéis em Fortaleza

Cerca de 500 mil fiéis deverão participar do XII Evangelizar Fortaleza, com o padre Reginaldo Manzotti, que este ano será realizado no dia 26 de outubro, no Aterro da Praia de Iracema, segundo anunciou nessa sexta-feira (23) os organizadores do evento.

O tema do XII Evangelizar Fortaleza é “Reveste-me da armadura de Deus” e o lema é “O Senhor é o meu socorro e nada tenho que temer” (Hebreus 13:6).

Diante da data definida, caravanas de todo o interior do Estado já podem se organizar. As camisetas estarão prontas a partir do início de setembro e serão vendidas em todas as filiais de Casa Pio de Fortaleza e Região Metropolitana.

(Foto: Arquivo)

Mega-Sena e Quina pagam prêmios milionários neste sábado

Pelo 11º concurso seguido, nenhum apostador acertou os cinco números da Quina, sorteados na noite dessa sexta-feira (23), em São Paulo. Segundo estimativa da Caixa Econômica Federal, o prêmio deste sábado (24) é de R$ 13,6 milhões. As apostas podem ser feitas até as 19 horas, em qualquer agência lotérica, ao preço mínimo de R$ 1,50.

Os números sorteados ontem foram: 05 – 29 – 44 – 74 e 77. As apostas com quatro acertos receberão a quantia de R$ 3,7 mil, cada.

Já a Mega-Sena, acumulada há quatro concursos, pagará um prêmio de R$ 35 milhões, de acordo ainda com a estimativa da Caixa. A aposta mínima custa R$ R$ 3,50.

Meio Ambiente – Walter Cavalcante debate consumo consciente do plástico

Ações para diminuir o uso de materiais plásticos por meio de programas educacionais de consumo consciente e sustentável. Esse foi o tema da reunião entre o deputado estadual Walter Cavalcante (MDB), esta semana, com o presidente do Sindiverde, Marcos Augusto Nogueira; com o diretor de Inovação do Sindiquímica, Alexandre Pinheiro Mota e com o deputado Marcos Sobreira, além de representantes da Fiec.

A reunião discutiu o desenvolvimento de novas tecnologias que possam impactar, de forma positiva, nos sistemas de coleta, triagem, reciclagem e recuperação de produtos plásticos.

Dirigentes do Sindiverde e do Sindiquímica apresentaram um panorama da reciclagem no Ceará e no Brasil. De acordo com os dados apresentados, são produzidas 78,4 milhões de toneladas de lixo por ano no país, das quais 6,9 milhões possuem destinação imprópria. Segundo dados do CEMPRE, apenas 13% dos resíduos sólidos urbanos do país vão para reciclagem.

Já no Ceará, são coletados 3,8 milhões de toneladas de lixo por ano, representando 18,6% do total gerado no Nordeste. Atualmente, existem 195 empresas de reciclagem no Estado, sendo 74,9 microempresas, responsáveis por 5.231 empregos formais em 2018. Dos 184 municípios cearenses, apenas 102 apresentam algum serviço de coleta de resíduo sólido urbano.

(Foto: Divulgação)

Encceja: candidatos com dificuldade de acesso podem ligar para 0800; Prova é amanhã

O Ministério da Educação (MEC) informa que os candidatos inscritos no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) que tiveram problemas em acessar a página para consultar os locais de prova devem ligar para o número 0800 616161. A edição de 2019 ocorre neste domingo (25) em todo o país.

Candidatos têm relatado problemas para acessar a página do participante, onde é possível imprimir o comprovante de inscrição e também saber o local da prova. A assessoria do ministério disse estar ciente de eventuais instabilidade nos portais da pasta e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame.

Segundo a assessoria, o ministério tem trabalhado para reforçar a estabilidade dos portais. Caso o candidato ainda tenha dificuldade de acessar a páginas, o MEC recomenda ligar para o 0800.

No dia 8, o ministro Abraham Weintraub disse que os portais do ministério e do Inep podem estar sendo vítimas de “sabotagem” e que tais episódios estariam prejudicando alguns serviços. O ministro disse que enviou à Polícia Federal (PF) as informações e pediu a abertura de uma investigação.

Na quinta-feira (22), três peritos da PF visitaram a sede da pasta, em Brasília, onde verificaram a estrutura de informática. Eles checaram a sala cofre, onde estão servidores e outros equipamentos dos sistemas informáticos da pasta e levaram informações para avaliação de modo a tentar identificar se os ataques ocorreram e, na hipótese positiva, as causas.

A página do ministério é o principal canal de acesso a diversos produtos da pasta por estudantes. É o caso do Programa Universidade para Todos (Prouni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) . É por meio dela que os candidatos podem se inscrever e obter informações sobre prazos e seleção, por exemplo.

As provas do Encceja serão aplicadas no turno da manhã, das 9h às 13h, e, no turno da tarde, das 15h30 às 20h30. Os participantes com atendimento especializado terão 60 minutos a mais para terminar o exame em cada turno. Os portões são abertos com uma hora de antecedência e fechados 15 minutos antes do início da aplicação.

(Agência Brasil)