Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Semáforos para pedestres da Paulista mostram bonecos homoafetivos

Em apoio à diversidade e em respeito ao público LGBTI lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais ou transgêneros e intersexuais), que será realizada neste domingo (23), os semáforos para pedestres instalados em seis cruzamentos ao longo da Avenida Paulista terão imagens de bonecos de casais homoafetivos, no lugar do símbolo do transeunte caminhando ou parado.

A iniciativa é da prefeitura de São Paulo e marca a 23ª edição da Parada do Orgulho LGBTI da cidade, que ocorrerá das 12h às 18h.

Os seis locais onde será possível encontrar a sinalização são os cruzamentos da Paulista com a Rua Augusta; com a Alameda Joaquim Eugênio de Lima; com a Rua Peixoto Gomide; com a Brigadeiro Luís Antônio; com a Alameda Campinas; e com a Rua Pamplona.

Haverá um plano operacional de trânsito na Avenida Paulista, na Rua da Consolação e em outras áreas da região central da capital. A interdição da Paulista, em ambos os sentidos, está prevista pela prefeitura para as 10h. No entanto, as transposições pela Avenida Brigadeiro Luís Antônio e pelas ruas Teixeira da Silva e Carlos Sampaio/Maria Figueiredo permanecerão liberadas.

(Agência Brasil)

Características do autismo são perceptíveis nos primeiros anos de vida

Atraso na fala, dificuldade de comunicação, falta de interação social e de contato visual são características comuns do transtorno do espectro do autismo perceptíveis já nos primeiros anos de vida.

O diagnóstico do autismo é essencialmente clínico, feito por meio da observação do comportamento e com a participação de psicólogos, psiquiatras e neurologistas. Há três características principais a serem observadas no comportamento que podem indicar o autismo, explica a professora aposentada do Departamento de Psicologia Clínica da Universidade de Brasília, Izabel Raso Tafuri.

Uma das características é o atraso significativo da fala e da capacidade de comunicação da criança, ou seja, de se fazer entender e transmitir uma mensagem com frases. Há também dificuldade de interação, o que leva a criança a se isolar, não conseguir brincar com as outras e se sentir excluída na sociedade. Outro traço são comportamento repetitivos, ritmados e obsessivos ou ritualísticos.

“Bebês com risco de desenvolver autismo geralmente não apresentam modulações na voz, não olham para as mães quando estão sendo amamentados e muitos não se aconchegam nos colos das mães”, explicou Izabel.

Os sintomas característicos dos transtornos do espectro do autismo estão presentes antes dos 3 anos de idade. Segundo a presidente do Movimento Orgulho Autista Brasil, Viviane Guimarães, o diagnóstico é possível por volta dos 18 meses. Quanto mais cedo o transtorno for diagnosticado, mais chances o autista tem de desenvolver autonomia e se tornar um adulto mais independente, afirma Viviane.

“Quanto mais cedo a gente conseguir diagnosticar, menos atrasos a criança vai ter. Nosso cérebro fecha alguns canais de aprendizagem com determinada idade. O ideal é iniciar uma intervenção antes dos 3 anos. Conseguindo fazer isso, a criança vai ter mais autonomia. Nós, do Movimento Orgulho Autista, trabalhamos em uma lei que fala da importância de ser diagnosticado antes dos 18 meses”, acrescenta Viviane.

Segundo Viviane, após a confirmação do autismo, é importante fazer avaliação com psicólogo, neuropsicólogo, para verificar o ponto que precisa ser mais trabalhado naquela criança. Ela aconselha as mães também procurarem informação.
“Não acredite em tudo que você ouve, nem em qualquer tratamento. Procure o que tem comprovação científica, estude porque você é o principal apoio que seu filho vai ter durante toda a vida.”

(Agência Brasil)

Parquelândia – Arraiá das Cumadi será no dia 6 de julho

178 1

O tradicional Arraiá das Cumadi tem data confirmada para o dia 6 de julho, na rua Amadeu Furtado, entre as ruas Dom Manuel de Medeiros e Crateús, no bairro Parquelândia, nas proximidades do Bar Besouro Verde.

Este ano será a 11ª edição da festa, que contará com comidas típicas, quadrilha improvisada e muito forró danado de bom para dançar bem coladinho.

Copa América – Brasil confirma primeiro lugar do Grupo A e poderá pegar a Argentina

O Brasil confirmou na tarde deste sábado (22), na Arena Corinthians, em São Paulo, o primeiro lugar do Grupo A da Copa América, ao golear o Peru, por 5 a 0, com gols de Casemiro, Firmino, Éverton, todos no primeiro tempo, além de Dani Alves e William, na segunda etapa. Nos acréscimos, Gabriel Jesus desperdiçou o sexto gol em cobrança de pênalti.

O Brasil volta a campo na quinta-feira (27), em Porto Alegre, provavelmente contra o vencedor de Japão e Equador, que jogam na noite da segunda-feira (24), ou, em uma situação mais remota, diante do vencedor de Argentina e Catar, caso o Paraguai surpreenda a Colômbia, em jogos que ocorrem na tarde deste domingo (23).

(Foto: Reprodução)

Senado avalia inclusão, no currículo escolar, da prevenção à violência contra as mulheres

Um projeto que inclui conteúdo relacionado à prevenção da violência contra a mulher nos currículos da educação básica é um dos 16 itens na pauta da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) na terça-feira (25).

Dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) apontam que só em 2018 foram registrados mais de 4,4 mil casos de feminicídio no Brasil.

Autor do projeto (PL 598/2019), o senador Plínio Valério (PSDB-AM) defende que a ideia é reforçar, desde cedo, questões como respeito e igualdade.

— Para que o aluno aprenda que tem que respeitar a mulher, que mulher não é mercadoria, é uma pessoa igual ao homem. Que as diferenças que existem são biológicas e quando a mulher diz não, é não — explicou.

A matéria tem voto favorável da relatora, Daniella Ribeiro (PP-PB), para quem atuar na formação de crianças e adolescentes nas escolas de educação básica é uma estratégia importante para a promoção de mudanças culturais mais profundas. Para a senadora, a iniciativa também pode incentivar o empoderamento das meninas.

— Educar as meninas para saberem sobre os seus direitos, sobre a possibilidade de não permitir que recebam agressões achando que isso é natural ou normal — defendeu.

Violência

Daniella baseia seu relatório em dados da pesquisa do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) e do Datafolha, com base em registros de 2018.

“Segundo o levantamento, 536 mulheres foram vítimas de agressão física a cada hora no ano passado. Nove mulheres foram vítimas de algum tipo de agressão de natureza sexual a cada minuto. Já 12,5 milhões foram vítimas de ofensa verbal, como insulto, humilhação ou xingamento, enquanto 1,6 milhão sofreram espancamento ou tentativa de estrangulamento; 3,9 milhões foram assediadas fisicamente em transporte público e 6 milhões sofreram algum tipo de assédio sexual no ambiente de trabalho”, enumera o relatório.

A pesquisa apurou ainda que 76,4% das mulheres que sofreram violência relataram que o agressor era alguém conhecido — em 23,8% dos casos, o agressor era o cônjuge, namorado ou companheiro. E 42% delas indicaram a própria casa em que vivem como o local da agressão.

A comissão terá a decisão final sobre a matéria, a menos que haja recurso para apreciação no Plenário do Senado.

(Agência Senado)

3 a 0, por enquanto – Brasil vai assegurando o primeiro lugar do Grupo A da Copa América

Com gols de Casemiro, Firmino e Éverton, o Brasil vai vencendo fácil o Peru, na tarde deste sábado (22), na Arena Corinthians, e garantindo o primeiro lugar do Grupo A da Copa América, com 7 pontos. A Venezuela vai derrotando a Bolívia, por 1 a 0, e assegurando a segunda colocação.

O primeiro gol surgiu logo aos 12 minutos, após Casemiro aproveitar bate-rebate na área e cabecear entre a zaga. Aos 19 minutos, Firmino aproveitou confusão do goleiro e marcou. Aos 32 minutos, Éverton chutou forte, da entrada da área, no canto direito.

(Foto: Reprodução)

Tasso diz que gravações com Sérgio Moro têm que ser tratadas com mais seriedade e menos paixão

230 9

Para o senador cearense Tasso Jereissati (PSDB), as gravações envolvendo o ministro Sérgio Kor precisam ser tratadas com mais seriedade e menos paixão.

Tasso defende no momento a permanência de Moro à frente do Ministério da Justiça, diante da importância do trabalho que o ex-juiz vem desenvolvendo.

“Não existe nenhum constatação que essas frases ouvidas sejam verdadeiras ou legítimas”, apontou o senador.

Bolsonaro diz que Legislativo quer deixá-lo como rainha da Inglaterra

152 1

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (22) que o Poder Legislativo tem cada vez mais “superpoderes” e que quer transformá-lo em “rainha da Inglaterra”, que reina mas não governa.

“Querem me deixar como rainha da Inglaterra? Este é o caminho certo?”, questionou. Bolsonaro conversou com a imprensa na manhã de hoje no Palácio do Planalto, em Brasília, onde fez exames de rotina em um posto médico, antes de viagem para o Japão na próxima semana.

O presidente fez o comentário ao dizer que foi informado que a Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que torna a indicação de integrantes de agências reguladoras privativa do Parlamento. “Se isso aí se transformar em lei, todas as agências serão indicadas por parlamentares. Imagina qual o critério que vão adotar. Acho que eu não preciso complementar”, afirmou.

Sobre a viagem para o Japão, onde ocorrerá a reunião do G20, Bolsonaro disse que estarão presentes “vários líderes mundiais”, que querem fazer reuniões bilaterais. Ele disse que, junto com o presidente da Argentina, Mauricio Macri, tentará um encontro com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. No último dia 19, Bolsonaro adiantou que terá reunião privada com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

Reforma da Previdência

Sobre a reforma da Previdência, Bolsonaro disse que os investidores esperam pela aprovação para a volta da confiança. “[Em] todas as minhas andanças pelo mundo, parece que a palavra mágica passou a ser reforma da Previdência. Muita gente quer investir aqui. Gente de dentro do Brasil também.”

“Se a [reforma da] Previdência sair, nós voltamos a ter confiança, e os investimentos virão. E aí, atrás disso, vem emprego. O pessoal cobra de mim, [mas] quem emprega não sou eu. Eu emprego em cargo de comissão e quando faço concurso. E [o ministro da Economia] Paulo Guedes decidiu basicamente que poucas áreas terão concurso por que não tem como pagar mais”, afirmou.

Reeleição

Bolsonaro disse ainda que, se for feita uma “boa reforma política”, aceitaria acabar com a reeleição para presidente. Mas, sem essa reforma, Bolsonaro admitiu que pode concorrer à reeleição. “Se, em 2022, eu estiver razoavelmente bem, eu venho. Caso contrário, estou fora. Não existe bom governo com má economia. O Paulo Guedes está confiando que, ao entregar essa nova Previdência, a gente vai deslanchar na economia”, afirmou.

Após sair do Palácio do Planalto, Bolsonaro foi a um supermercado em Brasília, que costumava frequentar antes de ser eleito. Lá comprou xampus e cumprimentou clientes. Depois visitou clubes ligados às Forças Armadas. De volta ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro cumprimentou eleitores.

Nesta tarde, no Palácio do Planalto, Bolsonaro irá assistir ao jogo entre Brasil e Peru pela Copa América.

(Agência Brasil)

3 a 0 – Alemanha é a primeira classificada às quartas de final do Mundial Feminino

A Alemanha não encontrou dificuldades para golear a Nigéria, por 3 a 0, na tarde deste sábado (22), pelo Mundial Feminino da França, e se classificar para as quartas de final da competição, quando aguarda por Suécia ou Canadá.

Já no primeiro tempo, as alemãs já venciam por 2 a 0, após abrir o placar aos 20 minutos com Popp. Sete minutos depois, Debrirtz, de pênalti, ampliou. Na segunda etapa, aos 37 minutos, Schuller definiu a vitória.

Neste domingo (23), a partir das 16 horas, o Brasil enfrenta a França.

(Foto: Reprodução)

Incêndio é registrado em apartamento no Meireles neste sábado

204 2

Um incêndio em um prédio no bairro Meireles, em Fortaleza, foi registrado na tarde deste sábado, 22. Chamas e fumaça saíram de um apartamento no cruzamento das ruas Osvaldo Cruz com Silva Jatahy. Informações iniciais dão conta que não há feridos.

O POVO Online apurou que uma mulher estava no apartamento com duas cachorras, mas saiu em segurança do local. A mesma fonte informou que o prédio teria sido entregue recentemente.

A assessoria do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE) afirmou que guarnições de combate a incêndio, salvamento e resgate se encontram na ocorrência.

(O POVO Online / Foto: Epifânio Almeida)

Fifa pressiona Irã para permitir mulheres em estádios de futebol

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, aumentou a pressão para que o Irã permita que mulheres compareçam a estádios de futebol para assistir aos jogos da seleção iraniana pelas eliminatórias da Copa do Mundo na República Islâmica neste ano.

Em uma carta à Federação Iraniana de Futebol (FFIRI) vista pela Reuters, Infantino pediu que se entregue à Fifa um cronograma que resulte na permissão para que as mulheres comprem ingressos para as partidas, que começam em 5 de setembro.

“Embora estejamos cientes dos desafios e das sensibilidades culturais, simplesmente temos que continuar progredindo, não somente porque o devemos às mulheres de todo o mundo, mas também porque temos a responsabilidade de fazê-lo, conforme os princípios mais básicos estabelecidos nos Estatutos da Fifa”, escreveu Infantino ao presidente da FFIRI, Mehdi Taj.

“Eu ficaria muito grato se você pudesse informar a Fifa, o mais cedo que lhe for conveniente, mas não depois de 15 de julho de 2019, sobre os passos concretos que tanto a FFIRI quanto as autoridades públicas iranianas tomarão a partir de agora para fazer com que todas as mulheres iranianas e estrangeiras que queiram fazê-lo consigam comprar ingressos e assistir às partidas”.

A FFIRI não respondeu de imediato a um pedido de comentário sobre o assunto.

Embora estrangeiras tenham tido acesso limitado aos jogos, as iranianas não podem ir aos estádios quando times masculinos estão jogando desde a Revolução Islâmica de 1979.

Surgiram sinais de que a situação está mudando quando um grupo de mulheres teve permissão para assistir à final da Liga dos Campeões da AFC em Teerã, em novembro.

Infantino estava presente no Estádio Azadi quando o Persépolis enfrentou o japonês Kashima Antlers diante de mais de 1 mil torcedoras em uma “seção familiar”.

A medida veio depois de esforços combinados de grupos de pressão de dentro e de fora do Irã apoiados por jogadores veteranos e pelo ex-técnico da seleção Carlos Queiroz.

Esperava-se que o avanço, que veio depois que Infantino debateu o tema com o presidente iraniano, Hassan Rouhani, levasse a novas concessões na nação islâmica conservadora, mas as torcedoras não tiveram acesso a partidas desde então.

(Agência Brasil)

Uruguai vai vender águia nazista de navio alemão da Segunda Guerra

O governo do Uruguai deverá vender uma imensa águia nazista de bronze, resgatada de um navio de guerra da época da Segunda Guerra Mundial. A decisão foi tomada por um tribunal uruguaio nesta sexta-feira, em Montevidéu.

A águia de quase 350 quilos com uma suástica sob suas garras era parte da popa do encouraçado de batalha alemão Almirante Graf Spee, afundado na costa uruguaia no começo da Segunda Guerra Mundial.

Por anos, o símbolo do Terceiro Reich tem sido objeto de controvérsias em torno de reivindicações alemãs de propriedade e objeções contra a peça ser exibida em público ou vendida.

A corte do Uruguai decidiu que a águia, que está armazenada em caixa de madeira num depósito naval, deve ser leiloada dentro de 90 dias e os lucros divididos entre os investidores do projeto que recuperaram a relíquia do fundo do rio da Prata.

Segundo o jornal uruguaio El País, no passado, houve ofertas entre 9 milhões e 59 milhões de euros (39 milhões a 256 milhões de reais) pelo objeto histórico.

Anteriormente, a Alemanha já havia dito ser contra a comercialização de quaisquer símbolos do regime nazista, mas apoiaria a apresentação da águia dentro de um contexto histórico apropriado, como num museu.

Investidores privados com o apoio do governo do Uruguai realizaram trabalhos de resgate em 2004 para remover o pesado cruzador do Rio da Prata, já que o naufrágio representava perigo para as rotas de navegação.

Águia ganhou restauração

Em 2006, mergulhadores contratados pela família Etchegaray, que está por trás do projeto, descobriram a águia. Ela foi exposta em Montevidéu após ser restaurada.
Posteriormente, foi levada ao depósito depois que a Alemanha protestou contra a exibição de “parafernália nazista”.

O Graf Spee afundou vários navios mercantes aliados no Atlântico Sul antes que dois cruzadores britânicos e um da Nova Zelândia o interceptassem e o danificassem durante a Batalha do Rio da Prata, que começou em 13 de dezembro de 1939.

Em seguida, o capitão alemão Hans Langsdorff manobrou o navio para o porto de Montevidéu, onde foram lhe concedidos três dias para remover marinheiros feridos e mortos. Ele então ordenou que o navio fosse afundado no estuário ao largo da costa para impedir que os aliados tivessem acesso à sua tecnologia.

Os destroços foram comprados em 1940 do governo alemão por espiões britânicos usando uma empresa de fachada uruguaia, para avaliar a tecnologia e o design de última geração do navio.

Em 1973, o Uruguai emitiu um decreto reivindicando a propriedade de todos os naufrágios em suas águas.

(Agência Brasil)

O que significa o colapso da “Vaza Jato”?

245 7

Em artigo sobre o vazamento das conversas entre o ministro Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, o sociólogo e escritor Jessé de Souza, ex-presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), aponta que “a joia da coroa do moralismo postiço brasileiro, foi para o brejo”. Confira:

Glenn Greenwald, com sua coragem, mudou a vida da sociedade brasileira contemporânea. Aquilo que só iríamos descobrir quando nada mais importasse, como na ação americana no golpe de 1964, sabemos agora, quando os patifes e eles são muitos ainda estão em plena ação. Muito ainda está por vir, mas todos já sabemos o principal: a Lava Jato, a joia da coroa do moralismo postiço brasileiro, foi para o brejo. Houve “armação política” de servidores públicos, procuradores e juízes, que, por dever de função, deveriam manter-se imparciais. Em resumo: traíram seu país e sua função enquanto servidores públicos para enganar a justiça e a sociedade. São, portanto, objetivamente, criminosos e corruptos. A verdadeira “organização criminosa” estava no Ministério Público (MP) e no âmago do Poder Judiciário. Simples assim. FHC e outros cretinos da mesma laia vão tentar tapar o sol com a peneira. Mas não vai colar. Perdeu, playboy!

Isso vale não apenas para Moro e Dallagnol que já morreram em vida, embora ainda não saibam, mas também para boa parte do aparelho judicial-policial brasileiro envolvido na “Vaza Jato”. Para o juiz e o jurista “a ficha ainda não caiu”, mas em breve serão tratados como quem possui uma doença incurável e transmissível. Se não se livrar de Dallagnol, o MP irá ao esgoto com ele. Se não se afastar de Moro, o Judiciário perderá o pouco de legitimidade que ainda lhe resta. Segue pelo mesmo caminho esse pessoal do judicial-policial que quis aproveitar a “boquinha” de ocasião, fazendo o “serviço sujo” para a elite e sua mídia venal de afastar o PT por meios não eleitorais e se apropriando, sem peias, do Estado, das riquezas públicas e do orçamento público. Na outra ponta do “acordo”, os operadores jurídicos ficavam com as sobras do banquete. Tramoias bilionárias, como o fundo da Petrobras, para Dallagnol e sua quadrilha, e cargos políticos, como a vaga no STF, para o “trombadinha da elite do atraso” Sérgio Moro.

Alguns irão dizer que é precipitado afirmar isso, visto que eles ainda são poderosos, têm os interesses dos bancos e a Rede Globo ao lado deles, envolvida até o pescoço no esquema criminoso. Bolsonaro ainda é presidente e ele faz parte dessa armação podre, e a elite quer colher os milhões do esquema, este sim, verdadeiramente criminoso. É verdade, não tenho “bola de cristal” e confesso que não sei quanto tempo a farsa ainda vai durar. O que eu sei, no entanto, é que toda ação humana precisa ser justificada moralmente. Pode-se provocar mudanças na realidade exterior, mas sem legitimação moral essas mudanças têm vida curta. Toda a história humana nos ensina isso.

Desde 1930 a elite brasileira desenvolveu, com seus intelectuais orgânicos que pautavam a direita e a esquerda, uma concepção de moralidade – da qual eu trato em detalhes no meu livro A elite do atraso: Da escravidão a Bolsonaro – que amesquinha a própria moralidade, ao ponto de abarcar apenas a suposta “corrupção política”. Para os brasileiros, moral deixa de significar, por exemplo, tratar todos com dignidade e ajudar os necessitados, como em todos os países europeus que transformaram a herança cristã em social-democracia, para se resumir ao suposto “escândalo com o dinheiro público”, desde que aplicado seletivamente aos inimigos da elite. A elite de proprietários pode roubar à vontade. Seu roubo “legalizado” passa a ser, inclusive, uma virtude, uma esperteza de negociante.

Como a mesma elite possui como aliada a imprensa venal, e, por meio dela, manipula a opinião pública, a “escandalização”, sempre seletiva, é usada como arma de classe apenas contra os candidatos identificados com interesses populares. Assim, a função real dessa pseudomoralidade amesquinhada passa a ser, ao fim e ao cabo, criminalizar a própria soberania popular e tornar palatáveis golpes de Estado sempre que necessários. O esquema pseudomoralista foi utilizado contra Vargas, Jango, Lula e Dilma, ou seja, todos que não entregaram o orçamento do Estado unicamente para o saque da elite via juros extorsivos, isenções fiscais criminosas, perdão de impostos, livre sonegação de impostos, “dívida pública” e outros mecanismos de corrupção ilegal ou legalizada.

Só a sonegação de impostos da elite em paraísos fiscais, uma corrupção abertamente ilegal, chega a mais de 500 bilhões de dólares, segundo os especialistas de universidades britânicas que compõem o Tax Justice Network. Isso é centenas de vezes maior que o dinheiro recuperado pela “Vaza Jato”, mas a imprensa venal da elite nunca divulga essas informações. É como se não existisse, até porque é crime compartilhado pelos barões da mídia. Lógico que a corrupção política dos Palocci e dos Cunha é recriminável e tem de ser punida. No entanto, não é ela quem deixa o país mais pobre nem quem rouba nosso futuro. Mas a estratégia da elite é “desviar” o foco do seu assalto sobre todo o restante da população e criminalizar a política e o Estado, que são, precisamente, quem pode diminuir o crime de uma elite da rapina, que domina o mercado e o Banco Central, sobre uma população indefesa. Indefesa posto que lhes foram retirados os mecanismos para compreender quem provoca sua ruína e sua pobreza.

A “Vaza Jato” é a forma moderna desse esquema criminoso e faz o mesmo que Lacerda fez com Getúlio Vargas em 1954. Com o apoio da mesma Rede Globo, dos mesmos jornais e da mesma mídia. Também não ficara provado que Getúlio tivesse roubado um centavo, assim como não ficou provado que Lula tivesse cometido qualquer ilegalidade. Mas a “Vaza Jato” fez mais que Lacerda. Uma turma de deslumbrados medíocres meteu os pés pelas mãos e comprometeu a dignidade do MP e da Justiça ao fazer justiça com as próprias mãos. Processos sabidamente falsos e manipulados mudaram a vida política brasileira e empresas criadas com o esforço e a luta de várias gerações de brasileiros foram entregues de bandeja aos americanos e seus aliados. A elite nacional fica com as sobras desse roubo. Tudo graças ao “trombadinha da elite do atraso”, Sérgio “Malandro” Moro, e à sua quadrilha no MP.

Mas o pior componente dessa história é o fator que explica a colaboração maciça da classe média branca ao seu herói: o racismo covarde contra os mais frágeis, os negros e os pobres. Se a elite quer roubar à vontade, a classe média branca, majoritariamente italiana em São Paulo e no Sul como o próprio Moro e portuguesa no Rio de Janeiro e no Nordeste, quer humilhar, explorar e impedir qualquer ascensão social dos negros e pobres. Nossa classe média branca, importada da Europa, foi criada para servir de bolsão racista entre elite e povo negro e mestiço. Se retirarmos a capa superficial de “moralidade”, mero enfeite para Moro e sua quadrilha, o que sobra unindo e cimentando a solidariedade de toda essa corja é o racismo cruel e covarde contra a população negra e mais humilde, o foco do lulismo.

Em virtude disso, o ódio a Lula é a mera “personalização” do ódio ao negro e ao pobre. Como o racismo entre nós não pode ser explicitado, nem por psicopatas como Bolsonaro e Witzel, devido à nossa tradição de “racismo cordial”, a “corrupção seletiva” sempre apenas dos líderes populares foi criada para ser uma capa de “moralidade” para o racismo real. Assim, todos os canalhas racistas que elegeram Bolsonaro e se identificam com Moro podem, ainda, dormir com a boa consciência de que representam a “fina flor da moralidade”. É com essa canalhice brasileira que a revolução de Glenn Greenwald está ajudando a acabar.

Jessé José Freire de Souza é um sociólogo, professor universitário e pesquisador potiguar que atua nas áreas de Teoria Social, pensamento social brasileiro e estudos teórico/empíricos sobre desigualdade e classes sociais no Brasil contemporâneo. Também é autor de livros como A Ralé Brasileira, A Radiografia do Golpe, A Elite do Atraso e A Classe Média no Espelho

Atacante do Vasco morre em acidente de moto

Morreu na manhã deste sábado (22), no município carioca de São Gonçalo, o atacante vascaíno Thales Lima de Conceição Penha, 24, que jogava por empréstimo na Série B do Campeonato Brasileiro pela Ponte Preta.

Thales era um dos condutores de duas motos que se chocaram em um cruzamento de avenidas. Ele estaria sem capacete e voltava de uma festa. Outras duas pessoas também morreram no acidente.

Em nota, o Vasco da Gama lamentou a morte do atacante, que chegou a São Januário aos 11 anos de idade.

(Foto: Redes Sociais)

Deputados debatem impacto de cortes no orçamento do Censo 2020

O corte no orçamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para a realização do Censo 2020 e o impacto dessa medida no setor cultural será tema de audiência pública na Câmara dos deputados, na quarta-feira (26). O debate atende pedido da deputada Benedita da Silva (PT-RJ), presidente da Comissão de Cultura.

A parlamentar lembrou que o processo de construção de estatísticas do setor cultural foi impulsionado em 2003, pela gestão do hoje extinto Ministério da Cultura. Segundo ela, na ocasião foram celebradas duas parcerias fundamentais, sendo uma com o IBGE e a outra com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), para desenvolver uma base de dados consistente e contínua de informações relacionados a cadeia produtiva do setor cultural.

Essa parceria, disse a deputada, foi importante para a “construção de indicadores culturais de modo a fomentar estudos, pesquisas e publicações, fornecendo aos órgãos governamentais e privados subsídios para o planejamento estratégico do setor, além de informações para análises setoriais mais aprofundadas com a finalidade de integrar os cadastros culturais e indicadores coletados nos municípios, estados e governo federal, gerando estatísticas da realidade cultural do país”.

(Agência Câmara Notícias)

UFC, Museu da Fotografia e Instituto dos Cegos realizam curso de fotografia para deficientes visuais

Um projeto de extensão da Universidade Federal do Ceará, em parceria com o Instituto dos Cegos e com o Museu da Fotografia, está permitindo que pessoas com deficiência visual possam ter a experiência de contemplar fotografias, compreender suas técnicas de produção e ainda criar as próprias fotos. A primeira turma que passou por esse processo concluiu o curso na quinta-feira (19), em cerimônia na qual foi inaugurado um novo sistema de rastreamento de toque em fotografia tátil, também concebido na UFC. A próxima turma já tem início em agosto.

O projeto “Fotografia tátil como meio de expressão artística e inclusão”, que já existe desde 2014 no Curso de Design da UFC, iniciou este ano a parceria com as duas instituições. Oito pessoas cegas, atendidas pelo Instituto dos Cegos, concluíram o curso no qual aprenderam as regras de composição fotográfica e produzirem retratos de pessoas e fotografias de objetos. “Eles conheceram obras de fotógrafos e começaram a entender o que é uma boa foto. Então, fizeram formação e começaram a fotografar”, explica o professor Roberto Vieira, coordenador do projeto.

Segundo o professor, ao final das atividades da turma de agosto serão selecionadas fotografias para lançar, no fim do ano, uma exposição no Museu da Fotografia com as produções dos alunos. As fotos poderão ser apreciadas não somente por eles como por outras pessoas cegas por meio da técnica da fotografia tátil, na qual as fotos são reproduzidas em uma espécie de maquete de madeira com tecnologia de fabricação digital, tendo como base os padrões gerados na programação das imagens.

Fotografias táteis

Na cerimônia de conclusão do curso, realizada no Museu da Fotografia, os presentes puderam conhecer o primeiro protótipo do sistema de rastreamento de toque para fotografias táteis, produzido pelo Curso de Design. Por meio dele, a pessoa usa um adesivo reflexivo no dedo e vai percorrendo com a mão a superfície da peça. Uma câmera, então, vai rastreando o movimento e o sistema vai apresentando descrições em áudio das áreas mapeadas pelas quais o dedo passa. “Essa é a primeira versão apresentável, que ainda vai passar por ajustes e aprimoramentos. A ideia é que a exposição conte com dispositivos do tipo espalhados e o cego venha, sente-se sozinho numa cadeira e tenha a experiência de forma mais autônoma”, explica Vieira.

Leila Soares, que é cega, foi a primeira a ter essa experiência. “Eu achei incrível. É mais uma ferramenta que, se der certo, vai ser muito útil para nós, nos permitindo uma maior inclusão”, comenta ela, que também participou do curso e se surpreendeu ao perceber que poderia produzir suas próprias fotos. “Os nossos limites somos nós que definimos e ninguém pode nos dizer o que não podemos fazer”, analisa.

A coordenadora do Núcleo Educativo do Museu da Fotografia, Keli Pereira, conta que o museu já atendia pessoas cegas por meio de visitas guiadas às galerias, mas que este projeto amplia a forma de atuação daquele espaço. “A gente considera que esse projeto do Profº Roberto Vieira tinha tudo a ver com o museu. Então, as três instituições se uniram para realizar esse projeto conjuntamente”, destaca.

O reitor Henry Campos, que esteve presente da cerimônia de conclusão do curso, comemorou a iniciativa. “É um processo muito interessante e muito bem concebido e traz uma oportunidade a mais à vida dessas pessoas, para que elas possam apreciar a arte, neste caso, a fotografia. Isso reforça a importância que a Universidade tem na sua atuação com compromisso social, produzindo coisas aplicáveis e úteis para a sociedade. É um momento muito feliz e muito marcante, porque é o começo de um processo que vai certamente enriquecer muito a vida dessas pessoas”, celebra.

(UFC)

Pesca e mel – Audic Mota quer estimular economia em 25 municípios cearenses

Com a finalidade de estimular a economia em 25 municípios do Ceará e proporcionar a geração de emprego e renda, o deputado estadual Audic Mota solicitou às secretarias de Desenvolvimento Agrário (SDA) e de Agricultura, Pesca e Aquicultura do Estado (Seapa) o peixamento de açudes e o envio de caixas de colmeia para criação de abelhas italianas.

Os requerimentos foram aprovados esta semana, no plenário da Assembleia Legislativa do Ceará, que entendeu que as atividades de pesca e apicultura ajudam a propiciar mais emprego e renda em pequenas comunidades, contribuindo para as economias locais.

A distribuição de alevinos das espécies Tambaqui, Carpa e Tilápia, entre outras disponíveis, e caixas para criação de abelhas italianas devem beneficiar os municípios de Paramoti, Catarina, Arneiroz, Saboeiro, Limoeiro do Norte, Crateús, Independência, Aquiraz, Caridade, Beberibe, Trairi, Ocara, Boa Viagem, Baturité, Mauriti, Pacoti, Tejuçuoca, Milagres, Aiuaba, Ibicuitinga, Morada Nova, Icó, Quiterianópolis, Tauá e Parambu.

(Foto: Arquivo)