Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

O Brasil e a Lei de Murphy

Editorial do O POVO desta quarta-feira (20), avalia a situação da economia brasileira. Confira:

Cunhada originalmente na área de engenharia elétrica, a Lei de Murphy é uma expressão comumente usada por analistas econômicos e consultores. Há variáveis da expressão, porém a mais conhecida afirma que “se alguma coisa pode dar errado, dará. E mais: dará errado da pior maneira, no pior momento e de modo que cause o maior dano possível”. Parece ser esse o caso do Brasil no momento.

Ontem, o FMI revisou suas previsões sobre a economia global e fez um prognóstico ainda mais pessimista para o Brasil. Segundo o relatório da instituição, a economia brasileira deve encolher 3,5% em 2016, uma queda no PIB bem maior que o 1% previsto pelo relatório de outubro. Para piorar, o prognóstico anterior apontava que 2017 reservava para o Brasil um crescimento de 2,3%. O índice foi revisado e o FMI agora aponta que, da forma como a economia caminha, 2017 será ano de estagnação econômica. Não cresce e nem cai.

Ou seja, as coisas estão dando errado no pior momento e vão causar o maior dano possível. Tanto que o relatório do fundo já aponta que o Brasil, País na linha das economias emergentes, já se tornou um fator de contaminação da economia mundial, ao lado da desacelerada China e da violenta baixa nos preços das commodities.

A torcida é que a previsão do FMI também se enquadre na expressão citada acima e seja furada. Porém, a realidade conspira contra a torcida. Caso o prognóstico do FMI para 2016 se confirme, será drástica para o Brasil uma recessão de 3,5% na sequência da recessão de 2015 que alcançou esse mesmo índice. Como os economistas bem sabem, será então uma recessão construída em cima de uma economia já deprimida.

Para completar o quadro, não há respostas efetivas do Governo Federal para mudar o rumo dos acontecimentos. Não se vislumbra um plano que configure um conjunto de medidas na área econômica. Junte-se a esse fator a baixa credibilidade do Governo, que dedica a maior parte de suas forças e energias para se manter no poder. Na realidade, nem se pode esperar muito de um Governo que, em boa parte, foi o responsável pela crise que agora precisa superar.

Idas, vindas e marquetagem

foto heitor ferrer deputado

Da Coluna Política, no O POVO desta quarta-feira (20), pelo jornalista Érico Firmo:

Em entrevista nessa terça-feira (19), ao O POVO no Rádio, na Rádio O POVO/CBN, o deputado estadual Heitor Férrer (PSB) admitiu que a ideia do IJF 2 não foi apresentada com a devida profundidade e amadurecimento.

Ora, imagine se Heitor tivesse sido eleito (à Prefeitura de Fortaleza em 2012). Mesmo que chegasse à mesma conclusão, ele teria vencido com essa ideia. E, no governo, seria cobrado a executá-la. Provavelmente, acabaria levando adiante uma proposta que julga equivocada.

É um problema da forma como os candidatos propõem iniciativas que podem atender os anseios do eleitor, funcionar como estratégia de marketing. Mas, estão longe de ser soluções reais.

As lorotas de campanha, de um jeito ou de outro, podem acabar virando políticas públicas.

Arrogância – Lula se diz mais honesto que você ou qualquer outro no Brasil; Você concorda?

392 1

foto lula 2016

“Se tem uma coisa que eu me orgulho, neste país, é que não tem uma viva alma mais honesta do que eu. Nem dentro da Polícia Federal, nem dentro do Ministério Público, nem dentro da igreja católica, nem dentro da igreja evangélica. Pode ter igual, mas eu duvido”.

Acredite, a declaração é do ex-presidente Lula, nesta quarta-feira (20), durante encontro com blogueiros, no Instituto Lula.

Segundo Lula, “o governo criou mecanismos para que nada fosse jogado embaixo do tapete nesse País” e a presidente Dilma Rousseff um dia será enaltecida.

“As pessoas deveriam me agradecer. O papel de qualquer presidente é vender os serviços do seu País. Essa é a coisa mais normal em um país”, disse.

(com agências)

Bolsas europeias caem influenciadas por preço do petróleo

As bolsas europeias voltaram a cair nesta quarta-feira (20), influenciadas pelo valor do petróleo, negociado a US$ 28, e os investidores receosos com a instabilidade das bolsas asiáticas.

Por volta de 8h30 em Lisboa, o Eurostoxx 50, o índice que representa as principais empresas da zona euro, caia 3,17%, com 2.989,52 pontos. O índice PSI 20 seguia igualmente negativo, com desvalorização de 2,42%.

As principais praças europeias apresentavam perdas: 1,96% em Londres e 3,27% em Paris.

As bolsas asiáticas terminaram a sessão de hoje com novas perdas, com destaque para o Japão. O Nikkei, principal índice da bolsa de Tóquio, fechou hoje a sessão com queda de 3,71%. O segundo indicador, o Topix, retrocedeu 51,44 pontos (3,70%), até aos 1338,97 pontos

O preço do barril de petróleo Brent, para entrega em março, abriu em baixa no mercado de futuros de Londres, valendo US$ 28,19, queda 1,9%.

(Agência Brasil)

Dilma e Temer se reúnem pela primeira vez no ano no Palácio do Planalto

A presidente Dilma Rousseff e o vice-presidente Michel Temer estão reunidos neste momento, no Palácio do Planalto, no primeiro encontro entre ambos este ano. O ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, também participa da reunião.

Desde o dia 9 de dezembro, Dilma não se encontra com Temer. O vice-presidente disse, na ocasião, após se encontrar com Dilma, que terá uma relação com a presidente “institucional” e que ela seja “a mais fértil possível”.

Por ocasião do Natal, a presidente telefonou ao vice e, no réveillon, ele retribuiu o gesto. O assunto da conversa não foi divulgado pelas assessorias da Presidência da República, nem da Vice-Presidência.

O encontro entre os dois, no Palácio do Planalto, será o terceiro desde que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acatou o pedido de abertura do processo de impeachment contra Dilma, no início de dezembro. Poucos dias depois, os dois se encontraram rapidamente e, em seguida, Temer enviou uma carta em que reclamava do tratamento recebido e dizia ter passado os primeiros quatro anos de governo como “vice decorativo”. Posteriormente, ambos se reuniram e disseram que pretendiam manter uma relação profícua, fértil e institucional.

Ao voltar para Brasília em janeiro, o vice-presidente defendeu a harmonia interna no PMDB, partido do qual é presidente, e em sua relação com Dilma. Na semana passada, durante café da manhã com jornalistas, a presidente disse que o governo tem “toda consideração” por Temer e que é importante uma relação “fraterna e de proximidade” entre os dois.

(Agência Brasil)

Procon AL fará pesquisa de preços do material escolar na próxima semana

O Procon Assembleia realizada e divulgada, a partir da próxima semana, duas pesquisas de preço em Fortaleza. “São pesquisas informativas para a população no tocante aos valores cobrados nas barracas de praia e nas lojas de material escolar, uma demanda que tende a aumentar nos períodos de férias”, comentou o coordenador em exercício do Procon AL, Francisco Nóbrega, ao informar que será traçado um comparativo entre os resultados dessas pesquisas e o obtido pelo mesmo estudo realizado em julho de 2015.

O trabalho do levantamento de preços atende a um acordo com o Ministério Público Estadual (MPE) e contribuiu, ano passado, para esclarecer os consumidores sobre valores cobrados por produtos em supermercados, pet shops, lojas de brinquedos e barracas de praia.

O coordenador lembra que o Procon AL está com preparado para atender a um possível aumento da demanda. “Estamos prevendo um aumento de 20% da demanda e pretendemos implantar mais núcleos no Interior, em parceria com câmaras municipais ou universidades”, ressaltou.

Neste período de férias, o órgão recebeu 823 reclamações de consumidores – 453 em dezembro e 370 em janeiro (parcial). Também promoveu 1.580 audiências de conciliação, das quais 797 foram realizadas em dezembro e 783 em janeiro. Já o balcão SPC/Serasa registrou 392 atendimentos no período.

O Procon AL funciona no Edifício José Euclides Ferreira Gomes (anexo II), localizado na esquina da rua Barbosa de Freitas com avenida Pontes Vieira. Em Fortaleza, há, ainda, um núcleo de atendimento localizado na Universidade de Fortaleza (Unifor).

(Procon AL)

Contramão da crise – Safra de café em 2016 deve ser a segunda maior da história, estima Conab

A produção brasileira de café da safra 2016 deverá ficar entre 49,13 e 51,94 milhões de sacas do produto beneficiado. Se considerada a média de produção (50,5 milhões), esta pode ser a segunda maior safra da história, ficando atrás apenas da safra de 2002 (50,8 milhões). A previsão indica acréscimo de 13,6% a 20,1% em relação à produção de 43,24 milhões de sacas obtidas em 2015. Cada saca tem 60 quilos. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (20) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Segundo a Conab, este é um ano de alta bienalidade para o café. A característica dessa cultura faz com que a planta obtenha melhores rendimentos em anos alternados, especialmente o café arábica, independe de tratamento do solo ou de outras ações tecnológicas.

Assim, esta primeira estimativa mostra crescimento de 17,8% a 24,4% na produção de arábica, que abrange 76,5% do total de café produzido no país. A Conab estima que sejam colhidas entre 37,74 e 39,87 milhões de sacas. O resultado deve-se principalmente ao aumento de 67,6 mil hectares da área em produção, à incorporação de áreas que se encontravam em formação e renovação e às condições climáticas mais favoráveis.

A produção do café conilon, que representa 23,2% do total, é estimada entre 11,39 e 12,08 milhões de sacas, com crescimento entre 1,8 e 8% em relação à safra 2015. Esse resultado se deve, sobretudo, à recuperação da produtividade nos estados do Espírito Santo, Bahia e em Rondônia, bem como ao maior uso de tecnologias.

(Agência Brasil)

Auditores-Fiscais da Receita paralisam atividades hoje e amanhã

O Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil – Delegacia Sindical no Ceará (Sindifisco Nacional – DS/CE) informa que os Auditores-Fiscais paralisarão totalmente suas atividades nesta quarta-feira (20) e nesta quinta-feira (21). Esse será o quarto grande movimento nesses moldes que ocorre nacionalmente em menos de dois meses.

O motivo da ação são os significativos cortes orçamentários enfrentados pela Receita Federal do Brasil – RFB, na ordem de 600 milhões de reais, com perspectivas de graves prejuízos à missão institucional da instituição. Está prevista, para esta quinta-feira, uma reunião com o Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para tratar das reivindicações.

Estarão prejudicadas atividades como o Plantão Fiscal, a Malha Fiscal, o desembaraço de mercadorias – referente à entrada e saída de produtos, o Trânsito Aduaneiro – benefício concedido a importadores e exportadores, que permite o transporte de suas mercadorias de um recinto alfandegado a outro para o desembaraço da carga, o combate ao contrabando e ao descaminho e o julgamento de processos.

(Sindifisco)

Grupo extremista Estado Islâmico confirma morte do ‘carrasco dos vídeos’

foto estado islâmico carrasco

O grupo extremista Estado Islâmico confirmou nessa terça-feira (19) a morte do jihadista britânico conhecido por Jihadi John, dizendo que ele morreu durante um ataque cometido por um drone no reduto da organização extremista em Raqqa, na Síria, em novembro.

Nascido Mohammed Emwazi, Jihadi John era tido como o carrasco do grupo jihadista, surgindo com uma máscara em diversos vídeos em que eram mostradas decapitações de reféns ocidentais.

Na sua revista digital Dabiq, o grupo diz que Emwazi morreu no dia 12 de novembro passado, “quando o carro em que seguia foi alvo do ataque de um drone [aparelho aéreo não tripulado] na cidade de Raqqa, o que destruiu o automóvel e o matou instantaneamente”.

À data, os militares norte-americanos disseram ser “razoavelmente certo” que Mohammed Emwazi tinha sido morto no ataque.

(Agência Brasil)

Camilo divulga prognóstico de chuva para os próximos três meses

foto funceme 160120

O governador Camilo Santana divulga na manhã desta quarta-feira (20), a partir das 9 horas, no Palácio da Abolição, o prognóstico de chuva no Estado para os meses de fevereiro, março e abril. O governador falará ainda dos ainda baixos níveis nos açudes, nesses quatro anos consecutivos de seca.

Um novo prognóstico da quadra chuvosa de 2016 no Estado será divulgado na segunda quinzena de fevereiro, este apontando para os meses de março, abril e maio. Neste ano, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos · Governo do Estado do Ceará (Funceme) já contabiliza registros significativos que trouxeram alguma recarga para o sistema hídrico, mas o órgão adverte que essas chuvas não têm relação com a quadra chuvosa.

Para esta quarta-feira, a Funceme prevê para Fortaleza uma tarde sem chuvas.

O adeus a Tânia Gurjão, irmã do guerrilheiro Bergson Gurjão

Da Coluna Vertical, no O POVO desta quarta-feira (20), pelo jornalista Demitri Túlio, nas férias do titular:

Alguns personagens foram importantes nos bastidores contra a Ditadura Militar (1964-1985) no Brasil. Muitos nunca viraram manchetes, caso de Tânia Gurjão. Falecida no último sábado, aos 69 anos, Tânia era mais do que a irmã mais velha do guerrilheiro Bergson Gurjão. Mesmo sem ser de organização política, ziguezagueava Fortaleza a bordo de uma Kombi levando e trazendo procurados políticos.

Em entrevista a mim e ao repórter Cláudio Ribeiro, em 2009, ela contou de sua vida simples tragada pela opção política de Bergson e, depois, pelo desaparecimento do irmão no Araguaia. Em 2009, depois de 37 anos de uma busca quase sem fim, os restos mortais de Bergson chegaram para um enterro no Ceará. Estava encerrada ali, a maior parte da vida dela e da mãe – dona Luiza.

A mãe se foi quatro meses após receber as relíquias do filho e, agora, Tânia é tirada de cena por causa de uma infecção. Fica aqui, a saudade de sua presença discreta e importante para a história que conta sobre esse período.

Oceanos em 2050 vão ter mais plástico do que peixes, alerta Fórum de Davos

90 1

O aumento da utilização de plásticos é de tal forma significativo que, em 2050, os oceanos terão mais detritos desse material do que peixes, alertou nessa terça-feira (19) o Fórum Econômico Mundial de Davos, que começa nesta quarta-feira (20) na estância suíça.

“O sistema atual de produção, de utilização e de abandono de plásticos tem efeitos negativos significativos: entre US$ 80 bilhões e US$ 120 bilhões (entre 73 bilhões de euros e 109 bilhões de euros) em embalagens de plástico são perdidos anualmente. A par do custo financeiro, se nada mudar, os oceanos terão mais plásticos do que peixes [em peso] até 2050”, indicou um comunicado do fórum, que vai reunir até sábado (23) líderes mundiais e bilionários.

As conclusões têm como base um estudo da fundação da reconhecida velejadora britânica Ellen MacArthur, em parceria com a consultora McKinsey. Segundo o relatório, a proporção entre as toneladas de plástico e as toneladas de peixe registradas nos oceanos era de 1 para 5 em 2014. Em 2025, será de 1 para 3 e em 2050 irá evoluir de 1 para 1.

Vários países tentam atualmente limitar o uso de sacos plásticos. Em Portugal, entrou em vigor em fevereiro de 2015 uma taxa (de 10 cêntimos) sobre os sacos plásticos leves. A França quer proibir o uso único de sacos plásticos em março, enquanto o Reino Unido também aprovou uma legislação que exige que o uso de sacos plásticos seja sujeito a pagamento.

(Agência Brasil)

Severa recessão – OIT aponta que 30,4% dos novos desempregados este ano no mundo estão no Brasil

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) prevê que o número de desempregados crescerá em 2,3 milhões de pessoas em todo o mundo este ano e em 1,1 milhão em 2017. Ou seja, em dois anos, 3,4 milhões de pessoas a mais farão parte do contingente global de desempregados.

Do total de trabalhadores que passarão a integrar as estatísticas do desemprego em 2016, segundo a OIT, 700 mil serão brasileiros. Os dados estão no relatório World Employment and Social Outlook – Trends 2016 (Emprego no Mundo e Perspectiva Social – Tendências 2016), divulgado nessa terça-feira (19) pelo organismo multilateral.

Segundo a OIT, que é vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU), as estimativas se baseiam nas projeções mais recentes de crescimento econômico. Na avaliação da entidade, a desaceleração econômica global ocorrida em 2015 tende a causar um impacto atrasado sobre os mercados de trabalho em 2016, resultando em um aumento nos níveis de desemprego, particularmente nas economias emergentes. A entidade destacou principalmente as economias da Ásia e América Latina.

Especificamente na América Latina, a OIT informou que o Brasil, “maior economia da região”, está “entrando em uma severa recessão”. Conforme o organismo, o fenômeno de queda na atividade econômica no país e em outras economias emergentes reflete “uma combinação do declínio em preços de commodities (produtos básicos com cotação internacional) e fatores estruturais”. Como principal problema estrutural na América Latina, foram citados os baixos ganhos em produtividade.

O organismo acrescentou que a economia asiática foi afetada pelo crescimento mais fraco do que o esperado na China, combinado ao menor preço das commodities. “Em 2015, o crescimento econômico da China caiu para abaixo de 7% (para 6,8%) pela primeira vez em mais de duas décadas”.

Segundo previsão da OIT, a China terá um acréscimo de 800 mil no número de pessoas desempregadas, sendo 400 mil em 2016 e 400 mil em 2017.

(Agência Brasil)

CPMF só deve ser discutida após impeachment, diz vice-líder do governo

O vice-líder do governo na Câmara, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), disse nesta terça-feira (19) que a proposta de recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) só deve ser levada adiante pelo governo no Congresso Nacional após “derrotar” o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, que tramita no Legislativo.

Para o vice-líder do governo, a prioridade do Palácio do Planalto na retomada do ano Legislativo, em fevereiro, deve ser “se apressar para derrubar” o processo de impeachment contra Dilma. Segundo o parlamentar, essa agenda “atrapalha o país”.

“Espero que logo na abertura dos trabalhos, o presidente [da Câmara, Eduardo Cunha] coloque em pauta a eleição da comissão que vai analisar o impeachment”, defendeu.

Teixeira disse que a CPMF é “fundamental para o equilíbrio das contas públicas”, mas deve ser discutida considerando o tamanho da carga tributária.

(Agência Brasil)

Escolas públicas podem funcionar nos finais de semana e feriados

A Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados aprovou proposta que acrescenta na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (9.394/96) a possibilidade de as escolas públicas de todo o País abrirem nos finais de semana, feriados e recessos letivos. A ideia é que, nessas ocasiões, sejam oferecidas atividades culturais, esportivas e de reforço escolar à comunidade.

Foi aprovado o substitutivo da Comissão de Educação ao Projeto de Lei 3917/08, do Senado. O texto alternativo retirou a obrigatoriedade – prevista na proposta original – de os colégios fornecerem alimentação aos estudantes durante esse período extra de utilização das unidades escolares. A justificativa para a mudança é que a merenda nessas datas poderia trazer impacto financeiro aos cofres públicos.

Relatora na Comissão de Finanças, a deputada Leandre (PV-PR) defendeu a aprovação do substitutivo. Segundo ela, a liberação da abertura das escolas nos finais de semana representa uma demanda da sociedade. “Hoje, temos várias tentativas no País, algumas funcionando, outras não. A autorização expressa em lei facilitará o trabalho do gestor público, que não terá mais dúvidas se poder abrir o colégio ou não”, destacou.

(Agência Câmara Notícias)

Dólar volta a subir e fecha no maior valor desde o fim de setembro

Em mais um dia de turbulência no mercado financeiro, a moeda norte-americana voltou a subir e fechou no maior nível em quase quatro meses. O dólar comercial subiu R$ 0,021 (0,51%) e encerrou esta terça-feira (19) vendido a R$ 4,055. A cotação está no maior valor desde 29 de setembro (R$ 4,059). A bolsa de valores teve pequena alta, mas as ações da Petrobras voltaram a cair para o menor nível em 13 anos.

O dia não foi de tranquilidade no mercado de ações. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, iniciou com forte alta, mas diminuiu os ganhos ao longo do dia até encerrar com alta de 0,28%, aos 38.043 pontos. Diversas ações tiveram ganho, mas o desempenho foi afetado pelas ações da Petrobras, que caíram pelo segundo dia seguido e estão no menor valor desde 2003.

(Agência Brasil)