Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Quadrilha tenta resgatar detento de presídio em Itaitinga

A Polícia foi surpreendida na manhã deste domingo (17), em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, com uma tentativa de resgate de preso. De acordo com as primeiras informações, cerca de seis homens armados com escopeta, pistolas e uma submetralhadora tentaram retirar um detento de um dos presídios instalados no município.

Ainda segundo a Polícia, a quadrilha seria composta por homens de Maracanaú e de Pacatuba, também na Região Metropolitana de Fortaleza. Um cerco policial ocorre neste momento na área.

Camilo Santana em construção

104 1

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (17):

Camilo Santana é servidor público (lotado no Ibama) filho de um servidor público (aposentado da Petrobras). O seu perfil de gestor ainda está em construção. O primeiro ano de mandato foi uma dura prova. Saiu-se muito bem em diminuir crises e foi pródigo em mudar o rumo dos acontecimentos na área de segurança pública.

Camilo acerta no alvo quando determina que o Governo se proponha a vender ativos para a iniciativa privada. Mesmo que houvesse dinheiro (como houve até 2014) é esse o caminho mais virtuoso. Ao Governo cabe cuidar dos serviços essenciais: segurança, saúde, educação e outros afins às funções públicas.

Camilo chegou ao poder ancorado em um grupo político que não é o seu. Tal circunstância representa uma imensa carga de compromissos. Mais ainda quando a aliança que o elegeu possui 22 partidos. Realizar uma gestão moderna e eficiente, só se o governador promover uma ruptura política. Fora de cogitação.

Aos poucos, Camilo imprime seu estilo pessoal. Via redes sociais, manda recados que não deixam de causar alvoroços. Na terça-feira, colocou no facebook duas fotos de um amistoso encontro com o senador Tasso Jereissati. No texto de legenda, a seguinte frase: “Agradeci a importante parceria ao longo de todo o ano de 2015”.

O governador não teve a sorte de chegar ao poder na bonança. Pegou pela frente duas crises entrelaçadas: a política e a econômica. De quebra, a herança de um mundo de compromissos milionários e uma longa lista de caríssimos equipamentos públicos para finalizar as obras. Alguns, desnecessários. Tudo isso, com o caixa vazio.

Estados Unidos, União Europeia e ONU suspendem sanções ao Irã

Os Estados Unidos e a União Europeia decidiram suspender as sanções aplicadas ao Irã, logo após a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) confirmar que o país cumpriu todas as exigências do acordo nuclear assinado em julho, em Viena.

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, anunciou que o país iria suspender as sanções contra o Irã, e os 28 estados-membros da União Europeia também fariam o mesmo. Em Viena, Kerry afirmou que “os compromissos dos Estados Unidos quanto à aplicação de sanções – conforme descritos no acordo nuclear de julho – já estão fazendo efeito”.

Também na capital austríaca, a alta representante da União Europeia para Política Externa e Segurança, Federica Mogherini, disse que, “como o Irã cumpriu os seus compromissos, hoje as sanções econômicas e financeiras nacionais e multilaterais relacionadas com o programa nuclear do Irã são suspensas, como previsto”.

(Agência Brasil)

Ministro acha prudente restrição de turismo de grávidas onde tem vírus Zika

O ministro da Saúde, Marcelo Castro, considerou que a recomendação do Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, para que mulheres americanas grávidas avaliem a ida para países onde há circulação do vírus Zika, entre eles o Brasil, não se trata de uma determinação para que não viagem para esses locais. Na avaliação dele, é uma recomendação para tomar os devidos cuidados, da mesma forma que o ministério vem fazendo no país.

“Acho uma decisão prudente [do CDC dos Estados Unidos]. Aqui no Brasil as pessoas estão se precavendo e nós estamos recomendando todos os cuidados que o CDC está recomendando”, disse, durante a apresentação do kit NAT Discriminatório para Dengue, Zika e Chikungunya, hoje (16), na sede da Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro.

Castro esclareceu que não recomendaria a um estrangeiro evitar uma viagem ao Brasil, para não correr risco de contrair a doença, e destacou que de maneira nenhuma é o caso de deixar de vir ao país. “A estrangeira que vier ao Brasil para engravidar, ou já vier grávida, é a mesma situação de qualquer brasileira. [Deve] tomar todas as providências necessárias para não ter contato com o mosquito Aedes aegypti [transmissor da zika, dengue e chikungunya]”, concluiu.

Castro destacou que a vontade de engravidar tem que ter uma decisão responsável e discutida entre a família, e no momento em que o Brasil passa por uma epidemia de microcefalia causada pelo vírus, que chegou ao país em maio de 2015, os cuidados de todas as gestantes terão que ser reforçados. “A gestante deve fazer todas as ações necessárias para que não seja picada pelo mosquito durante a sua gestação”, disse ele.

Entre as recomendações estão vestir calças, roupas de mangas compridas e usar meias e sapatos. “Ou seja, cobrir o máximo as partes do corpo, usando repelente e tomando providências para que não entre em contato com o vírus”, completou.

(Agência Brasil)

Ciclofaixa de Lazer terá Pedalada Cultural pelo Centro e piquenique no Passeio Público

A Ciclofaixa de Lazer, neste domingo (17), em sua 67ª edição, fará a ligação do Passeio Público ao Parque do Cocó, de 7h às 13h, com aproximadamente 10 km de extensão, passando pela ciclovia da Avenida Washington Soares. A novidade será a Pedalada Cultural pelo Centro de Fortaleza, além da edição especial de Pré-Carnaval do Piquenique no Passeio Público que acontece em todo mês de janeiro e até o último dia de carnaval, sempre de 9h às 11h.

Nesta edição, a rota sairá do início da ciclovia da Avenida Washington Soares na direção Norte, em seguida pela Avenida Sebastião de Abreu, as ruas Samir Hiluy, Vereador Paulo Mamede, seguindo para a Avenida Padre Antônio Tomás (passando pelo Anfiteatro do Parque do Cocó, onde está localizado um dos Pontos de Apoio), Rua Valdetário Mota, indo para as avenidas Santos Dumont, Jangadeiros, Júlio Abreu, Dom Luís, Senador Virgílio Távora, chegando à Rua Júlio Ibiapina, depois para as avenidas Abolição, Desembargador Moreira, Beira Mar, Rui Barbosa, Historiador Raimundo Girão, seguindo para a Rua Ildefonso Albano, depois para as avenidas Beira Mar, Almirante Barroso, Pessoa Anta, Alberto Nepomuceno e Rua Dr. João Moreira, chegando ao outro Ponto de Apoio, localizado no Passeio Público por trás da 10ª Região Militar.

Portanto, os dois Pontos de Apoio desta edição serão o Passeio Público, onde haverá aluguel de bicicletas e cadastramento de Bilhete Único por parte do Sindiônibus, bastando apresentar CPF, RG e comprovante de endereço atualizado, bem como no Anfiteatro do Parque do Cocó, onde haverá aluguel de bicicletas.

Ao longo do trajeto, agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e da Guarda Municipal, darão suporte, atuando em parceria com Etufor, Via Livre, Detran-CE e PRE-CE. Equipes do SAMU e da Guarda Municipal também prestarão assistência concentrada nos Pontos de Apoio do Passeio Público e do Anfiteatro do Parque do Cocó, bem como no trajeto da Ciclofaixa de Lazer e sob os viadutos da Via Expressa / Av. Júlio Abreu e Av. Engo. Santana Júnior / Av. Santos Dumont.

A Ciclofaixa de Lazer é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), que tem se notabilizado como opção de lazer seguro para todas as idades e deslocamento cicloviário aos domingos, com a participação de cerca de 4 mil ciclistas a cada edição.

(Prefeitura de Fortaleza)

Cid Gomes fecha apoio a pré-candidatura em Itapipoca

foto cid ferreira gomes

O ex-governador Cid Gomes esteve neste sábado (16), em Itapipoca, na Região Norte do Ceará, onde fechou apoio ao nome da presidente da Câmara Municipal, Paulinha Braga (PSD), como pré-candidata à Prefeitura de Itapipoca nas eleições de outubro próximo.

Cid Gomes esteve acompanhado do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Zezinho Albuquerque, além do deputado Evandro Leitão.

Com crise, mais brasileiros passaram a trabalhar por conta própria

A proporção de pessoas que trabalham por conta própria entre o total de ocupados aumentou de 17,9%, em janeiro de 2013, para 19,8% em novembro de 2015, segundo cálculos do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), com base na Pesquisa Mensal de Emprego (PME) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O levantamento cobre as seis principais regiões metropolitanas brasileiras (Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife e Salvador). Na avaliação do economista e pesquisador do Ipea Miguel Foguel, o aumento do trabalho por conta própria está relacionado à crise econômica e à consequente redução dos empregos formais.

Segundo Foguel, os trabalhadores por conta própria podem ser divididos em dois grupos: os que contribuem para a Previdência Social e os que não contribuem. Em 2013, os autônomos do primeiro grupo eram 5,2% do total de ocupados nessas seis regiões. Esse percentual subiu para 7,4%, em novembro de 2015. Já os trabalhadores por conta própria não contribuintes permaneceram estáveis: 12,8%, em janeiro de 2013; e 12,4%, em novembro de 2015.

De acordo com o economista do Ipea, provavelmente, esse fenômeno tem a ver com a reação defensiva do trabalhador diante de um mercado de trabalho em crise, em que as empresas estão demitindo e deixando de contratar. “Aí, a reação deles ante a dificuldade de encontrar emprego é buscar algum tipo de renda por meio de um microempreendimento ou alguma atividade que se configura como por conta própria, e continuar contribuindo para a Previdência Social, mas agora não mais como um empregado formal”.

No entanto, segundo Foguel, dependendo da restrição orçamentária e da oferta de trabalho na nova fase profissional, alguns deixam de pagar o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) porque não podem ou não querem bancar essa despesa.

(Agência Brasil)

Avoantes seguem com comércio ilegal nas ruas de Fortaleza

foto avoante 160116

A caça predatória dos avoantes é considerada crime ambiental de acordo com o Art. 29 da a Lei nº 9.605. “Matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida. A pena pela infração é detenção de seis meses a um ano, e multa”, segundo o artigo.

Mesmo assim, centenas dessas aves mortas são vistas no comércio informal de Fortaleza, nos principais corredores da cidade, como a avenida Bezerra de Menezes, avenida José Bastos e Godofredo Maciel, além do Centro.

Para piorar a situação das aves, que são raras no Brasil e que se concentram mais no Nordeste, a caça às avoantes é feita durante o período da reprodução, quando elas ficam mais vulneráveis à aproximação dos caçadores, além de se concentrarem em grande quantidade com ninhos construídos no chão.

VAMOS NÓS – E o Ibama?

Zika: Estados Unidos alertam gestantes a evitarem viagem ao Brasil

O Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos emitiu um alerta para que mulheres grávidas evitem viajar ao Brasil e outros países onde há circulação do vírus Zika. A medida considerou os relatos do governo brasileiro de que há risco de as gestantes infectadas pelo vírus virem a ter filhos com microcefalia, uma malformação irreversível no cérebro. O vírus é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti.

O alerta é direcionado a mulheres em qualquer estágio da gestação. Para as que não podem evitar o deslocamento e as que estão tentando engravidar, a orientação é que consultem um médico e sigam rigorosamente os conselhos sobre como evitar as picadas do mosquito.

Em nota, o Ministério da Saúde brasileiro diz que as recomendações do CDC reforçam as medidas já adotadas pelo governo no cuidado especial com as gestantes, como o uso de repelentes e de roupas compridas que minimizem a exposição da pele. A pasta  diz ainda que em qualquer situação as gestantes devem consultar o médico antes de viajar

“Assim como a Organização Mundial da Saúde, o Ministério da Saúde não recomenda nenhuma medida restritiva de viagem ou comércio internacional, além do cuidado especial com as gestantes, independentemente do vírus Zika”, informa o texto.

(Agência Brasil)

Brincar sem depredar

foto precarnaval 160116 vandalismo

A Prefeitura de Fortaleza promove neste sábado (16), a partir das 17 horas, o segundo dos quatro sábados de pré-carnaval na Praça do Ferreira. A folia segue até as 22 horas.

O local está com uma boa estrutura de segurança, banheiros químicos, palco e comércio ambulante. Reste agora o folião fazer a sua parte e não exagerar na animação, como brincar sobre os bancos da praça.

Hora de avaliar a política de mobilidade

Editorial do O POVO deste sábado (16) ressalta a instalação de sete binários em Fortaleza, ao final de junho, além de faixas exclusivas e ciclofaixas no trânsito da cidade. Confira:

A Prefeitura de Fortaleza anunciou mais uma intervenção no âmbito de um conjunto que já pode ser considerado a mais ousada política de mobilidade urbana da história recente da Capital. No próximo dia 25, começam as obras do binário da Parangaba, entre a avenida Germano Franck e a rua Barão de Canindé. A ação se situa no estrangulado entorno do terminal de ônibus da Parangaba com vias que fazem conexão com diversas áreas da Cidade.

Um dos principais objetivos da intervenção é instalar a faixa exclusiva de ônibus, ligando o Terminal da Parangaba ao Montese. Portanto, busca-se conceder maior velocidade e conforto ao sistema de transporte coletivo que liga populosos bairros da Cidade. O projeto prevê que a Barão de Canindé terá sentido norte-sul (Montese/Parangaba) entre a Barão de Sobral e a Germano Franck, que ganhará no sentido inverso (Parangaba/Montese).

Na entrevista comandada pelo prefeito Roberto Cláudio, a Prefeitura anunciou que duplicará cerca de 500 metros da movimentada avenida Germano Franck. O conjunto de obras promoverá ainda a recuperação das calçadas, drenagem, terraplanagem e nova pavimentação nas vias. Na sequência da política de incentivo ao uso de bicicletas, serão construídas vias exclusivas (em dois sentidos) para ciclistas.

Ao fim dessa obra, previsto para junho, Fortaleza terá sete binários em um conjunto iniciado em 2014 a partir da implantação do binário Santos Dumont/Dom Luís. Portanto, com dois anos de experiência do sistema, será possível uma avaliação mais segura sobre o funcionamento.

Não há dúvidas acerca das virtudes de criar leitos exclusivos para o trânsito de ônibus. Eles transportam mais de um terço da população da Cidade e, portanto, precisam ser priorizados. Fica a pergunta: o sistema promoveu os benefícios esperados? O ideal é que a resposta seja conjunta envolvendo a Prefeitura, os operadores privados do sistema e os usuários.

Quanto às vias para as bicicletas, é notório que a maior parte dos potenciais usuários ainda não aderiu. As faixas parecem ser mais usadas para lazer e esporte do que para a mobilidade cotidiana. Ainda se trata de uma aposta para o futuro.

Que seja para breve.

Plantas da Caatinga podem ajudar a combater Aedes aegypti

Duas plantas comuns na Caatinga – a cutia e a umburana – estão sendo estudadas por um grupo de pesquisadores do Instituto Nacional do Semiárido por terem compostos que funcionam como biopesticidas no combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, do vírus Zika e da chikungunya. Os testes mostraram que os compostos dessas plantas são capazes de exterminar até 50% das larvas dos mosquitos, valor de referência para que sejam classificados como eficazes.

O coordenador da pesquisa, Alexandre Gomes, contou que desde 2011 um grupo de pesquisadores do Núcleo de Bioprospecção e Conservação da Caatinga vem estudando plantas desse bioma em busca de substâncias com propriedades larvicidas contra o mosquito. “Já sabíamos que os compostos aromáticos, ou terpenoides, reconhecidos a partir do cheiro forte de certas plantas, são inseticidas. Se eu pegar a folha da pitanga e amassar, por exemplo, vou sentir o cheiro da pitanga. O mesmo ocorre com o cravo da índia. Essas plantas têm uma quantidade boa desses compostos chamados terpenóides”, explicou. Os óleos essenciais da cutia e da umburana também são obtidos por meio do sumo da folha.

Os pesquisadores testaram os óleos essenciais de diversas plantas, seguindo o modelo definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS). “A gente pega um recipiente, no caso, um copo descartável, faz uma solução do óleo essencial com água e, em cada copinho, coloca 50 ml de líquido e 10 larvas do mosquito. Após 24h, averiguamos quantas larvas morreram e se o resultado foi satisfatório.”

(Agência Brasil)

Uma marca por perseguir

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (16), pelo jornalista Érico Firmo:

Um dos grandes fatos políticos da semana – e o primeiro grande ato político do ano no Ceará – foi o anúncio da redução do número de homicídios pelo governador Camilo Santana (PT). A repercussão nas mídias sociais, até previsível, foi de descrédito. Muita gente disse desconfiar das informações e apontar a sensação de que a violência não diminuiu. Mencionam o noticiário dos programas policiais como indicador dessa impressão. Não tenho elementos para acusar uma eventual manipulação dos números de criminalidade. É uma acusação grave, que precisaria ter subsídios consistentes. E a postura do secretário Delci Teixeira tem sido transparente, de reconhecer os problemas de forma franca. Houve meses em que o número de homicídios efetivamente cresceu. Isso não foi escondido.

Creio que o fato de a população não perceber concretamente o impacto da anunciada redução de homicídios tem uma razão: mesmo com a melhora do cenário, a situação passa muito longe de ser positiva. O número de homicídios permanece assustadoramente alto. A média é de 11 assassinatos por dia. Em 2014, havia sido de 12. Há dez anos, eram quatro. O quadro está muito mais próximo do pior que já tivemos que de um cenário bem melhor, não faz muito tempo. A melhora sinalizou a inversão da tendência de piora constante. Indica que, finalmente, há perspectiva de um quadro mais positivo no futuro. Entretanto, está longe de ser bom. E o avanço ainda é discreto para ser nitidamente percebido.

O governo já dispunha dos números desde o começo da semana anterior, mas aguardou o retorno das férias de Camilo Santana (PT) para divulgá-los. O governador – é natural – quis capitalizar o resultado positivo. É, até agora, o grande feito de seu mandato. É bom que a imagem de Camilo fique atrelada a esse tema, para que ele fique tão comprometido quanto possível e seja cobrado. Caso o governador tivesse de escolher uma única marca para deixar em seu mandato, eu desejaria, como cidadão, que fosse a redução da violência. Nada mais importante que preservar vidas.

Antecessor de Camilo, Cid Gomes (PDT) ficou marcado como realizador de muitas obras. Essa imagem ficou mais forte que a do que considero ter sido o grande feito de Cid: a melhora dos indicadores na educação. E ambos não tiveram impacto para a população equivalente ao grande problema da administração: o descontrole do número de homicídios – aumento de 183% em oito anos.

Se, ao final de quatro anos, Camilo ficar marcado como gestor que conseguiu reduzir a criminalidade de forma consistente, só isso irá lhe assegurar lugar na história.

Advogados publicam carta aberta com críticas à Lava Jato

88 2

Mais de cem advogados publicaram em diversos jornais do país, uma carta aberta em que criticam a Operação Lava Jato. O grupo inicia o documento dizendo que a operação ocupa um lugar de destaque na história do país “no plano do desrespeito a direitos e garantias fundamentais dos acusados”.

“Nunca houve um caso penal em que as violações às regras mínimas para um justo processo estejam ocorrendo em relação a um número tão grande de réus e de forma tão sistemática, afirmam. E citam desrespeito a questões como a presunção de inocência, alegam que há um desvirtuamento do uso da prisão provisória e vazamento seletivo de documentos e informações.

“O menoscabo à presunção de inocência, ao direito de defesa, à garantia da imparcialidade da jurisdição e ao princípio do juiz natural, o desvirtuamento do uso da prisão provisória, o vazamento seletivo de documentos e informações sigilosas, a sonegação de documentos às defesas dos acusados, a execração pública dos réus e a violação às prerrogativas da advocacia, dentre outros graves vícios, estão se consolidando como marca da Lava Jato, com consequências nefastas para o presente e o futuro da justiça criminal brasileira”, diz o texto.

Na carta, os advogados alegam que nos últimos tempos o que se tem visto é uma espécie de “inquisição” em que já se sabe, antes mesmo antes de começarem os processos, qual será o seu resultado e que as etapas dos processos apenas cumprem formalidades.

O grupo alega que a prisão provisória vem sendo usada para forçar a celebração de delações premiadas e critica, sem citar nomes, a parcialidade na condução de processos. “É inconcebível que os processos sejam conduzidos por magistrado que atuam com parcialidade, comportando-se de maneira mais acusadora do que a própria acusação. Não há processo justo quando o juiz da causa já externa seu convencimento acerca da culpabilidade dos réus em decretos de prisão expedidos antes ainda do início das ações penais”.

Em nota, a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) disse que “a Operação Lava Jato coroa um lento e gradual processo de amadurecimento das instituições republicanas brasileiras, que não se colocam em posição subalterna em relação aos interesses econômicos”. A nota diz ainda que o trabalho da Justiça Federal é “imparcial e exemplar” e que não é dado “tratamento privilegiado a réus que dispõem dos recursos necessários para contratar os advogados mais renomados do país”, diz o texto.

(Agência Brasil)

Abertas as inscrições para Prêmio Sesc de Literatura 2016

O Sesc está com inscrições abertas, até o dia 12 de fevereiro, para o Prêmio Sesc de Literatura 2016. Escritores brasileiros e estrangeiros, com mais de 18 anos e residentes no Brasil, podem concorrer nas categorias Romance e Livro de Contos. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas, exclusivamente, pelo site www.sesc.com.br/premiosesc.

O livro deve ser inédito e o candidato não pode ter nenhuma outra obra publicada na categoria escolhida. As obras devem conter entre 140 a 400 mil caracteres na categoria Conto e 180 a 600 mil caracteres na categoria Romance.

O material inscrito vai ser avaliado por uma comissão julgadora formada por escritores, especialistas em literatura, jornalistas e críticos literários, todos definidos por uma equipe do Sesc.

O resultado do Prêmio Sesc de Literatura 2016 vai ser divulgado em junho deste ano. O vencedor de cada categoria vai ter sua obra publicada e distribuída comercialmente pela editora Record, com uma tiragem mínima de dois mil exemplares.

(Sesc)

Servidores públicos desprestigiados no ISSEC

184 1

Em artigo enviado ao Blog, o coordenador-adjunto do Fórum Unificado das Associações e Entidades de Servidores do Estado do Ceará (FUASPEC) e representante da Associação dos Serv Niv Med Elem Sec Saúde do Ceará (ASENMESC), José Francisco Rodrigues, comenta da situação do Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará. Confira:

O Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará (ISSEC), que há tempos vinha funcionando precariamente e atendendo sua clientela com apenas uma consulta médica a cada mês, voltou a suspender seus raros atendimentos disponibilizados aos milhares de usuários e dependentes contumazes.

Pra quem ainda não sabe, o ISSEC há tempos vem atendendo de forma parcial a alguns servidores públicos estaduais, por meio de apenas uma consulta médica mensalmente, mas desde 2014 tem funcionado muito irregularmente, visto que o Governo Estadual não tem repassado os recursos públicos aprovados na Assembleia Legislativa, inclusive através de Emendas apresentadas pelo Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos Estaduais do Ceará (FUASPEC).

É importante destacar e informar que até pouco tempo atrás o ISSEC vinha funcionando e atendendo por meio de convênios firmados com algumas clínicas, laboratórios e hospitais, mas de uma hora para outra suspendeu todos seus atendimentos, sem qualquer aviso prévio o que gerou prejuízo a milhares de servidores que já estavam sendo atendidos, por meio de fisioterapias ou demais procedimentos médicos e laboratoriais.

Diante dessa situação, o Fórum dos Servidores Públicos Estaduais vem reiterar ao Governador do Estado do Ceará para que sejam tomadas as providências necessárias que este caso tanto requer, uma vez que os servidores públicos não têm outra opção para realizar suas necessidades médicas e ambulatoriais de momento.