Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Presidente do Crea/CE em clima de homenagens

vicotr

Numa sessão solene em alusão ao Dia do Engenheiro (11 de dezembro), a Assembleia Legislativa prestará homenagens a vários profissionais do ramo. O evento acontecerá no Plenário 13 de Maio, às 19 horas da próxima segunda-feira, atendendo a um requerimento do deputado estadual Odilon Aguiar (Pros).

Na lista dos homenageados, o presidente do CREA/CE, Victor Frota, e a presidente do Sindicato dos Engenheiros do Estado, Thereza Neumann.

“Para mim, enquanto presidente do Conselho, é uma satisfação poder, em mais uma ocasião, receber o reconhecimento da Assembleia Legislativa, desta vez, em alusão ao Dia do Engenheiro”, diz o presidente do Crea/Ceará.

Levy diz que Petrobras está se reuperando

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse, nesta sexta-feira, durante café com jornalistas em Brasília, que a Petrobras, embora enfrente dificuldades com a queda do preço internacional do petróleo, está se recuperando. A estatal é alvo de investigação na Operação Lava Jato, da Polícia Federal e Ministério Público Federal.

“No início do ano, as agências de risco previam que a Petrobras não conseguiria nem publicar as contas. Ela publicou as contas e está com sistema de compliance [cumprimento de normas de transparência] bastante forte. A verdade é que a Petrobras está lidando com o desafio da mudança do preço do petróleo, que é o principal produto, com estratégia de desinvestimento”, acentuou Levy.

Grupo Parto Normal Fortaleza promove debate sobre “Cultura cesariana”

O Grupo Parto Normal Fortaleza promoverá neste sábado, a partir das 9 horas, a exibição do filme “O Renascimento do Parto”, nos Cinemas Benfica, com direito a debate sobre “Cultura cesariana”.

O evento tem o objetivo de informar principalmente aos pais sobre o perigo do parto cesárea.

O filme “O Renascimento do Parto” retrata a grave realidade obstétrica mundial e sobretudo brasileira, que se caracteriza por um número alarmante de cesarianas ou de partos com intervenções traumáticas e desnecessárias, em contraponto com o que é sabido e recomendado pela ciência.

SERVIÇO

* Mais informações: 3243-1000.

* Gratuito.

Procurador da República do Ceará ministrará curso para procuradores da Guiné-Bissau

alessandersales

O procurador da República no Ceará, Alessander Sales, foi selecionado para ministrará, com mais cinco colegas do País, um treinamento para procuradores da Guiné Bissau.

A PGR fez seleção nacional das mais rigorosas, por sinal.

 

Alessander, também professor universitário, vai ministrar módulos, durante dois anos, na área ambiental.

TSE aprova 13 resoluções sobre o pleito 2016

O Tribunal Superior Eleitoral aprovou nesta semana 13 resoluções que irão reger as eleições municipais de 2016. As novas regras tratam da criação de partidos, prestação de contas e regulamentação de prazos e cadastro eleitoral. Também dão nova disciplina para as pesquisas eleitorais, gastos de campanha, registros de candidatos e propaganda eleitoral.

Relator de algumas dessas resoluções, o ministro Gilmar Mendes lembrou que eleição do próximo ano será a primeira em que a legislação traz os limites de gastos de campanhas estabelecidos pela Justiça Eleitoral, com base em normas estipuladas pela reforma eleitoral de 2015.

Ele enfatizou ainda a resolução do calendário dá transparência para as eleições de 2016, dispondo sobre a publicidade dos atos relacionados à fiscalização do sistema de votação eletrônica e à auditoria de funcionamento das urnas eletrônicas. “A Justiça Eleitoral não tem nada a esconder. O que se espera é uma maior participação da sociedade, especialmente dos entes legitimados a acompanhar os atos”, disse o ministro.

As eleições municipais de 2016 ocorrerão no dia 2 de outubro, em primeiro turno, e no dia 30 de outubro, nos casos de segundo turno. Os eleitores elegerão os prefeitos, vice-prefeitos e vereadores dos municípios brasileiros.

Criação de partidos

A edição de uma nova norma sobre criação e organização dos partidos ocorreu devido às dificuldades verificadas nos processos de registro de partidos que são examinados pelo TSE.

Pela resolução, os interessados na criação de um partido político devem obter o apoio mínimo de 0,5% dos eleitores que votaram nas últimas eleições para a Câmara dos Deputados, o que atualmente representa mais de 486 mil assinaturas. É preciso, ainda, respeitar o prazo máximo de dois anos contados da fundação e registro do partido em formação no cartório civil. Antes das modificações, não havia prazo para que os interessados pudessem obter os apoiamentos, o que fazia com que os processos de criação de partidos políticos durassem, em alguns casos, vários anos.

Outra novidade diz respeito ao método de verificação das assinaturas de apoio, que gerava milhares de certidões. Pelo texto aprovado, os dados dos eleitores que apoiam a criação do partido político passarão a constar de um banco de dados da Justiça Eleitoral. Isso vai permitir o imediato cruzamento e evitar que um nome seja contado mais de uma vez. Além disso, o eleitor que não concordar com a inclusão de seu nome vai poder requerer ao juiz eleitoral a sua retirada da lista de apoiadores. O eleitor que for filiado a partido político não poderá manifestar apoio à criação de outro.

A resolução também trata do registro dos dados dos dirigentes partidários, que deverão ser mantidos atualizados perante a Justiça Eleitoral. Segundo o ministro Henrique Neves, o que foi feito ao longo deste ano, com a realização de audiência pública sobre o tema e com a participação dos setores competentes do Tribunal, foi idealizar um novo sistema, em que os partidos poderão obter, na página do TSE na internet, um modelo de ficha de apoio à criação da legenda.

“Buscarão as assinaturas junto aos eleitores. Depois, preencherão um formulário, na página do TSE, com os nomes desses eleitores. E aí o sistema fará o cruzamento para saber se aquela pessoa é ou não filiada, se já prestou apoio a outra legenda ou se já foi contabilizada para aquele partido. Todas aquelas questões que sempre nos causaram preocupação no pedido de registro de candidatura eu acredito que ficam eliminadas, dando uma segurança e uma celeridade ao procedimento”, afirmou.

O ministro Henrique Neves lembrou que a legislação determina a existência de órgãos definitivos nas agremiações. “Desde a criação do partido político, ele deve eleger os seus órgãos definitivos. O partido é um importante fundamento para a democracia no nosso modelo. E não é concebível que quem sustenta a democracia não seja democrático [na alternância de seus dirigentes]”, enfatizou o relator.

Prestação de contas
Já a nova resolução que regula a prestação de contas anual dos partidos surgiu da necessidade de incorporar as mudanças da Reforma Eleitoral 2015 (Lei 13.165/2015).

Os órgãos dos partidos devem apresentar anualmente uma prestação de contas à Justiça Eleitoral, além daquelas que são entregues nas campanhas eleitorais, para que possa ser aferida a utilização dos recursos provenientes do Fundo Partidário, que são distribuídos entre todas as siglas.

No caso de sanção imposta, não há mais a possibilidade de suspensão das cotas do Fundo Partidário para a legenda. O que a lei determina é a devolução do valor irregular apurado na prestação de contas, por meio de desconto no repasse futuro à agremiação.

O texto afirma ainda que o juiz deve encaminhar o processo às autoridades competentes para análise e apuração sempre que se deparar com fatos que possam caracterizar ilícitos, sejam estes fiscais, administrativos ou mesmo a prática de crimes.

Veja outra resoluções aprovadas nesta semana:

Pesquisas eleitorais
A partir de 1º de janeiro de 2016, as entidades e empresas que realizarem pesquisas de opinião pública sobre as eleições ou candidatos, para conhecimento público, serão obrigadas a informar cada pesquisa no Juízo Eleitoral que compete fazer o registro dos candidatos. O registro da pesquisa deve ocorrer com antecedência mínima de cinco dias de sua divulgação.

Filiação partidária
Quem desejar disputar as eleições do próximo ano, precisa se filiar a um partido político até o dia 2 de abril de 2016, no caso, até seis meses antes da data das eleições. Pela regra anterior, para disputar uma eleição, o cidadão precisava estar filiado a um partido político um ano antes do pleito.

Convenções partidárias
As convenções para a escolha dos candidatos pelos partidos e a deliberação sobre coligações devem acontecer de 20 de julho a 5 de agosto de 2016. O prazo antigo determinava que as convenções partidárias deveriam ocorrer de 10 a 30 de junho do ano da eleição.

Registro de candidatos
Partidos políticos e coligações devem apresentar os pedidos de registro de candidatos ao respectivo cartório eleitoral até as 19h do dia 15 de agosto de 2016. A regra anterior estipulava que esse prazo terminava às 19h do dia 5 de julho.

Gastos de campanha
Antes da reforma eleitoral deste ano (Lei 13.165, de 29 de setembro de 2015), o Congresso Nacional tinha de aprovar lei fixando os limites dos gastos da campanha eleitoral. Na falta desta regulamentação, eram os próprios candidatos que delimitavam seu teto máximo de gastos. Tais valores eram informados à Justiça Eleitoral no momento do pedido de registro de candidatura.

A partir das eleições do próximo ano, de acordo com o que estabelece a reforma eleitoral, o TSE é que fixará, com base em valores das eleições anteriores e critérios estabelecidos nesta norma, os limites de gastos, inclusive o teto máximo de despesas de candidatos a prefeito e vereador nas eleições de 2016.

Propaganda eleitoral
A resolução sobre o tema contempla a redução da campanha eleitoral de 90 para 45 dias, começando em 16 de agosto. O período de propaganda dos candidatos no rádio e na TV também foi diminuído de 45 para 35 dias, com início em 26 de agosto, em primeiro turno. As duas reduções de períodos foram determinadas pela reforma eleitoral de 2015.

Instruções
De acordo com o artigo 105 da Lei das Eleições (Lei 9.504/1997), o TSE deve expedir, até 5 de março do ano da eleição, todas as instruções necessárias para a fiel execução da lei, ouvidos, previamente, em audiência pública, os delegados ou representantes dos partidos políticos.”

(TSE)

Levy cobra empenho do Congresso em favor da CPMF

joaquimlevyreuters

“O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, cobrou hoje (18) empenho do Congresso Nacional para a aprovação da nova Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), destinada a cobrir o déficit da Previdência Social. Esta semana, o Congresso Nacional aprovou o Orçamento de 2016 que inclui a previsão de receita com o retorno da CPMF.

“Tem que haver essa coerência entre o que o Congresso aprovou de meta e os recursos que ele disponibilizará para o cumprimento dessa meta”, disse.

Joaquim Levy não quis fazer uma previsão sobre o momento ideal para que o Congresso aprove a CPMF, mas acredita que essa decisão não pode demorar. “Se vai ser feito e vai demorar, aí depende muito do calendário e de fatos na Casa que interferem na evolução da pauta”, acrescentou..

Ele destacou que é importante também dar continuidade aos ajustes no Congresso Nacional. Segundo Levy, o país tem que olhar para a frente e é importante a participação de todos. “Ficar parado agora é andar para trás, principalmente quando a gente vê os nossos vizinhos. Essa coerência terá que ser trabalhada assim que o próximo ano legislativo começar”.

O ministro garantiu que o governo vai trabalhar para melhorar os gastos públicos, principalmente os obrigatórios, como as despesas com a Previdência Social.”

(Agência Brasil)

O golpe, a mídia e reflexões

79 1

Com o título “Jornalistas contra o golpe”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade. Ele comenta a divulgação, meios MCMs e redes sociais, de informações acerca do impeachment e observa: “Não se troca de governo como se troca de roupa. Não se pode desprezar o resultado das urnas…” Confira:

Qualquer manual de jornalismo, ao definir notícia, coloca adiante algumas características básicas: atualidade, veracidade, objetividade, concisão, clareza. Tais linhas estruturais foram pensadas para privilegiar o que comumente chamamos “informação”, numa tentativa de separá-la da “opinião”. Digo tentativa porque o exercício de colocar subjetividade e objetividade em caixinhas separadas é um esforço retórico fadado ao fracasso.

Costumo dizer que objetividade é uma linha no horizonte. Ela pode ser perseguida, nunca alcançada. Por outro lado, o que não se pode admitir é a total perda de equilíbrio entre uma coisa e outra. Deixar-se dominar unicamente pela subjetividade significa produzir um jornalismo especulativo, muitas vezes sem fundo factual comprovado. Isso é péssimo, em todos os sentidos. Principalmente se admitirmos possuir a imprensa influência razoável na veiculação de agendas a serem discutidas pela sociedade.

A divulgação de matérias sobre o impeachment, por exemplo, merece um estudo mais apurado – o que não é objeto deste artigo. O país vive um claro momento de insegurança institucional, no qual se vende a ideia de que o impedimento de uma presidenta – sem qualquer motivo claro amparado na Constituição – possa ser realizado deliberadamente, suplantando o resultado de uma eleição reconhecidamente legítima que envolveu milhões de cidadãos.

A profusão de desinformação advinda não só de setores da imprensa, mas também das redes sociais, exige que os profissionais do texto se posicionem politicamente. Desta forma surgiu, aqui no Ceará, o grupo “Jornalistas Contra O Golpe”. Afinal, os produtores de notícias, bem como as empresas do setor, possuem convicções, ideologias, crenças, visões de mundo. Há uma clara disputa pela hegemonia do discurso deste processo. E é preciso interferir de alguma forma.

Não se troca de governo como se troca de roupa. Não se pode desprezar o resultado das urnas, sob pena de colocar em xeque a democracia – que recentemente completou 30 anos e que foi duramente conquistada após duas décadas de ditadura militar – e o estado de direito. A não concordância com um governo, um partido ou mesmo sua questionável condução administrativa não podem ser considerados, por si só, motivos para um afastamento presidencial. Tudo isso é passível sim de críticas, questionamentos, manifestações e demais atitudes que couberem no amplo espectro da chamada liberdade de expressão.

A reprovação e mudança de um governo, se houver, devem ser conduzidas pelo povo, mediante realização de eleições, como manda a regra do jogo. O resto é golpismo, confirmado nas faixas e cartazes de uns poucos incautos, expostas em atos contra a presidenta Dilma e o PT, pedindo, no limite extremado da ignorância histórica, o retorno do regime militar.

* Demétrio Andrade
Jornalista e sociólogo.

Arpen/CE promove treinamento de olho no CPF do Bebê

fotosinterneteclaudia009 (1)

A Associação Cearense dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen/CE) realiza, durante esta sexta-feira, no Ponta Mar Hotel, treinamento sobre o projeto de emissão do CPF para recém-nascidos.

Esse projeto, de acordo com o presidente da Arpen/CE, Jaime Araripe, será implementado inicialmente em Fortaleza, a partir de janeiro.

No treinamento do pessoal dos cartórios, palestra de Humberto Briones, supervisor-geral da Central de Registro Civil, de São Paulo, primeira a implantar o CPF do Bebê.

Camilo discute financiamentos na Caixa Econômica Federal

O governador Camilo Santana (PT) encontra-se em audiência, em Brasília, nesta sexta-feira, com a presidente da Caixa Econômica Federal, Mirian Belchior. Trata sobre projetos do Estado que precisam da liberação de recursos desse órgão, principalmente no plano habitacional.

Mas Camilo conversa também sobre contrapartidas para várias projetos do Estado que serão tocados em 2016. Poucas informações foram divulgadas da conversa.

Danilo Forte, membro da comissão do impeachment, diz que STF fez intervenção política

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=OlR0w8A3mnE[/youtube]

O deputado federal Danilo Forte (PMDB), que integra a comissão do processo de impeachment de Dilma Rousseff, agora barrada pelo Supremo Tribunal Federal, protestou, em entrevista ao Blog, contra o que chamou de “intervenção mal feita e política” do Supremo.

Por conta disso, informou que a Câmara vai reagir e entrar com embargo de declaração contra a medida. “Foi uma intervenção descabida”, acentuou Danilo, observando que é preciso preservar a autonomia, harmonia e independência entre os Poderes.

Sobre o processo de decoro parlamentar do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB/RJ), o deputado Danilo Forte disse que o fundamental é resolver o cenário político, que está fazendo o País continuar sangrando.

Movimento Crítica Radical promove feijoada da emancipação

rosadafoseca-570x427

O Movimento Crítica Radical promoverá neste sábado, a partir as 11 horas, festa de confraternização em clima de feijoada e rodada de samba.

À frente do encontro, a ex-prefeita de Fortaleza, Maria Luiza Fontenele, e a ex-vereadora Rosa da Fonseca.

O evento servirá também para divulgar como vai a campanha pela liquidação da compra do Sítio Brotando Emancipação, em Cascavel (Região Metropolitana de Fortaleza).

Jaques Wagner – Quem banca a política econômica é Dilma

2013-596926847-jaques_20130315

“Depois de especulações sobre uma possível saída de Joaquim Levy do Ministério da Fazenda, o ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, disse hoje (18) que não sabe se a presidenta Dilma Rousseff decidiu por uma eventual substituição. “A decisão é dela. Eu não sei se ela quer ou se ela já decidiu fazer a substituição”, acrescentou, ao sair de uma reunião na Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e ser perguntado sobre o assunto. Para ele, “quem banca a política econômica” do país é Dilma.

“Parece que ele [Joaquim Levy] ontem teria se despedido, não sei se brincando ou se falando a sério. De qualquer forma, essa é uma decisão praticamente privada dela com ele. Não sei se eles terão algum encontro hoje”, disse. “Prefiro aguardar. Quem tem essa decisão não sou eu.”

Para Jaques Wagner, quem está em uma missão como ministro deve ter um lado técnico e também um lado político, pois precisa manter o diálogo com o Parlamento, com empresários e com trabalhadores. “Quem tem que escolher o perfil é a presidenta da República. Não gosto muito dessa separação político e técnico”, disse. “Se ilude quem aponta o fuzil para este ou aquele ministro. Quem vai bancar a política econômica, quem decide é ela.”

(Agência Brasil)

Dilma lança site para rebater boatos na internet

fatos_e_boatos
A presidente Dilma Rousseff resolveu lançar um site, intitulado “Fatos & Boatos”, destinado, segundo ela, a “ajudar todos a conferir informações” sobre o governo federal e a “rebater boatos” na internet.
No mês passado, antes do presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) acolher o pedido de impeachment de Dilma, o PT divulgou em seu site documento para fornecer aos militantes da legenda informações com o objetivo de combater “versões facciosas” contra o partido e o governo da presidente Dilma.
Por meio do microblog Twitter, a própria presidente divulga o novo site do governo federal, hospedado na página oficial do Executivo federal.

Procurador cearense vai se integrar à equipe da Operação Lava Jato

1812CD0201

Da Coluna Vertical, do O POVO, desta sexta-feira:

Um procurador da República do Ceará vai integrar a equipe que atua na Operação Lava Jato, aquela que desvenda barris de tanta corrupção na Petrobras. Trata-se de Rafael Rayol, 35, que acaba de ser convocado pelo procurador-geral da República, Ricardo Janot.

Ele vai se integrar ao grupo a partir de janeiro e deverá permanecer por um ano na equipe. Rafael estava em exercício da sede da PR-CE em Juazeiro do Norte (Região do Cariri).

Rayol tem larga experiência em todas as áreas da competência do órgão como, por exemplo, direitos do cidadão e combate ao crime organizado.

Será que ajudaria a desatar alguma ponta de nó do Petrolão no Ceará? Eis a dúvida.

Atividade econômica apresentou queda de 0,63% em outubro

“A atividade econômica apresentou queda de 0,63% em outubro, percentual já dessazonalizado (ajustado para o período), em comparação a setembro. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) foi divulgado hoje (18) pelo BC.

Na comparação com outubro de 2014, o índice apresenta queda dessazonalizada de 6,19%. No acumulado do ano, em valores já ajustados, houve queda de 3,66% na atividade econômica. Considerando os últimos 12 meses, a queda do IBC foi de 3,16%.

O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira a cada mês. O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária. Mas o indicador oficial sobre o desempenho da economia é o Produto Interno Bruto (PIB), elaborado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgado trimestralmente.”

(Agência Brasil)

Ministro das Comunicações lança em Fortaleza edital de rádios comunitárias e TVs educativas

andrefigueiredo

O ministro das Comunicações, André Figueiredo, lança, nesta manhã de sexta-feira, em Fortaleza, chamada pública dos editais do Plano Nacional de Outorgas 2015/2016 de Radiodifusão Comunitária e Educativa e da Portaria RTV DIGITAL.

A solenidade ocorre no Auditório Murilo Aguiar, da Assembleia Legislativa.

Trabalhadores do Hospital São José paralisam atividades cobrando pagamento

Os profissionais da enfermagem da Coosaúde, que prestam serviços no Hospital São José, estão de braços cruzados desde as 7 horas desta sexta-feira.

Eles realizam um atro em frente ao hospital e cobram do Governo do Estado pagamentos em atraso.

Os profissionais ainda não receberam os pagamentos referentes ao meses de setembro a novembro.

Prévia da inflação oficial do ano fecha em 10,71%

“A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), a prévia da inflação oficial do país, fechou o último mês do ano com variação de 1,18%, ficando 0,33 ponto percentual acima da taxa de 0,85% de novembro. O IPCA-15 foi o mais alto para os meses de dezembro desde 2002, quando o índice havia fechado em 3,05%.

Com o resultado de dezembro, divulgado hoje (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e Estatística (IBGE), o Índice de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-E), que se constitui no IPCA-15 acumulado, fechou o ano de 2015 em 10,71%, também o mais elevado desde 2002, quando atingiu 11,99%. Em dezembro de 2014, o índice ficou em 0,79%, fechando o ano em 6,46%.

A alta de dezembro foi puxada, segundo o IBGE, por alimentação e bebidas, com variação de 2,02%, e transportes, com 1,76%, que apresentaram os mais elevados resultados de grupo e juntos foram responsáveis por 69% do índice, pois somam 0,82 ponto percentual de impacto sobre o indicador. O grupo alimentação e bebidas respondeu por 0,5 ponto percentual e transportes, por 0,32 ponto percentual.”

(Agência Brasil)

Eunício cobra prorrogação do prazo de renegociação das dívidas rurais dos agricultores

euncio

O líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, está cobrando da área econômica do Governo Dilma Rousseff que reconsidere o prazo para que os agricultores possam renegociar suas dívidas junto às instituições financeiras. No próximo dia 30 vai se encerrar o período para essa renegociação. Ele solicitou que os refinanciamentos desses débitos sejam prorrogados mais uma vez em razão de uma das piores secas enfrentada pelos estados nordestinos.

“Nós todos temos conhecimentos que o Nordeste passa hoje por uma seca imensa e com a perspectiva lamentável de mais seca no próximo ano, portanto, os agricultores não têm condições de liquidar suas dívidas”, alertou.

O senador informou que esteve, nos últimos dias, com a diretoria do Banco do Nordeste, instituição responsável pela maior parte desse tipo de refinanciamento, e obteve resposta de que a ampliação do prazo estaria dentro da previsão orçamentária do órgão. Falta apenas, como ele ressaltou, um posicionamento do ministério da Fazenda.

“O Banco do Nordeste já concordou e disse que não há nenhum problema em relação ao balanço do banco (…) falta apenas a área econômica do governo a iniciativa para que a gente possa salvar, vamos dizer assim, dessa angústia, os agricultores”, disse. Com o período de festas e feriados, Eunício observou que os parlamentares têm pouco tempo para pressionar o governo e salientou a importância de cada um no plenário participar desse pleito.

Lei da Renegociação

A lei para a renegociação dessas dívidas foi relatada através de Medida Provisória pelo próprio Eunício Oliveira ainda em 2012. A medida beneficiou milhares de famílias que não tinham outra oportunidade de quitar seus débitos.

Papa Francisco autoriza canonização da madre Teresas de Calcutá

irmama

“O Papa Francisco assinou nessa quinta-feira (17) o decreto que autoriza a canonização da madre Teresa de Calcutá, o que deverá ocorrer em setembro, informou o diário católico Avvenire. O jornal informou que a canonização da beata Teresa de Calcutá será pública em fevereiro, durante o Consistório Ordinário, e que ela será feita santa em 4 de setembro de 2016, no âmbito do Ano Santo Extraordinário da Misericórdia.

A canonização ocorre depois de a Igreja Católica ter aprovado por unanimidade a “cura extraordinária” de um brasileiro em 2008, que se encontrava em fase terminal por graves problemas cerebrais. O “milagre” ocorreu em dezembro daquele ano, quando o doente, em coma, ia ser operado, mas devido a problemas técnicos a intervenção cirúrgica teve de ser adiada por meia hora.

Ao voltar à sala de operações, segundo o jornal Avvenire, o médico encontrou o doente sentado, desperto, perfeitamente consciente e a perguntar o que fazia ali. O médico explicou, durante a fase de estudo do suposto milagre, que “nunca viu um caso como esse” e que todos os doentes com os mesmos problemas, que passaram por ele em 17 anos de profissão, tinham morrido.

As análises sucessivas do caso revelaram a cura da patologia cerebral em curto espaço de tempo e sem sequelas, o que levou o brasileiro a retomar sua vida. As provas obtidas durante o processo de estudo do caso mostram que as pessoas próximas do doente – de quem a esposa era devota – rezaram muito a Madre Teresa.

A Ordem das Missionárias da Caridade, fundada por ela, celebrou hoje, na cidade indiana de Calcutá, o anúncio da canonização. “Estamos muito felizes e agradecidas. Soubemos da notícia esta manhã”, disse à agência Efe a porta-voz da congregação em Calcutá, irmã Christie.

Inês Gonxha Bojaxhiu, nome de Madre Teresa, nasceu em 26 de agosto de 1910 em Skopje, capital da atual república da Macedônia, na comunidade albanesa. Ela foi beatificada em 2003, depois de o Vaticano ter reconhecido como um milagre a cura de um tumor no abdômen de uma mulher indiana. Durante meio século, madre Teresa desenvolveu um trabalho social em Calcutá com as Missionárias da Caridade. Em 1979, foi distinguida com o Prêmio Nobel da Paz.

As Missionárias da Paz contam hoje com cerca de 4.500 religiosas, que trabalham em mais de 130 países na assistência aos pobres e doentes. Teresa de Calcutá morreu em 5 de setembro de 1997, aos 87 anos, na sede da congregação, onde morava.”

(Agência Lusa)