Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Obama visitará mesquita nos EUA

“O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou hoje (30) que vai visitar uma mesquita perto de Baltimore, na próxima quarta-feira, num gesto pela tolerância e pela liberdade religiosa.

Será a primeira visita dele a uma mesquita em solo americano e ela ocorrerá quando os muçulmanos norte-americanos temem uma onda anti-islâmica, em parte por causa dos recentes comentários do candidato republicano Donald Trump às eleições presidenciais deste ano.

“O presidente vai viajar para Maryland onde visitará a mesquita da Associação Islâmica de Baltimore, reconhecerá a contribuição dos americanos muçulmanos para o país e sublinhará a importância da liberdade religiosa”, afirmou a Casa Branca em comunicado.

Na sequência dos atentados de Paris e de San Bernardino (Califórnia), Donald Trump sugeriu que se devia impedir a entrada de muçulmanos nos Estados Unidos, “até se perceber” o que estava ocorrendo.”

(Agência Lusa)

Acordo pode estabilizar preço do petróleo

Os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e as nações produtoras que não integram o organismo estão próximos de um acordo que estabilize o preço do petróleo, anunciou nesse sábado (30) o presidente venezuelano, Nicolás Maduro. “Estamos muito próximos de um acordo”, revelou à imprensa, em Caracas.

As declarações coincidem com a visita do ministro venezuelano do Petróleo, Eulogio del Pino, à Rússia, Qatar, Irã e Arábia Saudita, para promover um “preço justo” do petróleo, que, segundo a Venezuela, deverá ser de 70 dólares o barril.

De acordo com o ministro, “são quatro países” com os quais a Venezuela quis se reunir como parte da proposta formal feita às nações da Opep e não Opep para definir “um mecanismo de conciliação, necessário entre todos os produtores”. O petróleo é a principal fonte de receita da Venezuela, país onde foi declarada uma “emergência econômica”.

(Agência Brasil)

Senado poderá ter seis CPIs este ano

O Senado Federal poderá ter seis CPIs em 2016: quatro já estão em funcionamento e duas aguardam instalação. Em fevereiro, as CPIs das Próteses, do HSBC, do Futebol e do Assassinato de Jovens retomarão os seus trabalhos enquanto a CPI dos Fundos de Pensão e a CPI das Barragens poderão iniciar as atividades.

A CPI das Próteses foi criada em março do ano passado para investigar irregularidades em tratamentos médicos com próteses e órteses (aparelhos externos usados para imobilizar ou auxiliar os movimentos dos membros ou da coluna). Terá até agosto de 2016 para apresentar a conclusão de seu trabalho.

A CPI do HSBC foi criada em março para apurar a existência de contas bancárias não declaradas de brasileiros na filial do HSBC em Genebra, na Suíça. O banco é acusado de ter facilitado a evasão de divisas para clientes de diversas nacionalidades entre 2005 e 2007.

A CPI do Futebol foi instalada em julho, a CPI do Futebol é a quinta comissão parlamentar de inquérito em funcionamento no Senado. Desde então, investigou contratos e negociações conduzidos pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nas três últimas gestões.

A CPI do Assassinato de Jovens investiga a morte de jovens pela violência policial e sugere mudança na política de segurança pública. A CPI, que começou as atividades em maio de 2015, realizou 29 reuniões e encerrará seus trabalhos em março deste ano.

(Agência Senado)

44 municípios terão que se enquadrar à deliberação do arco de coligação do PT no Ceará

304 1

foto PT 160130 determinações

Excluir do arco de aliança partidos de oposição à presidente Dilma Rousseff (PSDB, DEM, PPS e Solidariedade) nas eleições de outubro próximo.

A deliberação do PT, na tarde deste sábado (30), em encontro da direção estadual do partido, põe em xeque 44 municípios que na eleição de 2012 marchou com o “inimigo”. Municípios como Granja e Missão Velha, o PT se aliou com os três maiores partidos de oposição ao Palácio do Planalto: PSDB, DEM e PPS. Em Ararendá, o PT se coligou somente com o PSDB.

foto PT 160130 mesa

Segundo o deputado federal José Airton, coordenador da Bancada do Ceará na Câmara Federal, o governador Camilo Santana, “principal liderança do partido no Estado”, deverá ser chamado para avaliar cada caso.

Confira as coligações vitoriosas do PT no Ceará em 2012:

PT com PSDB: Antonina do Norte, Ararendá (somente), Capistrano, Cariús, Cascavel, Independência, Ipaporanga, Ipaumirim, Milhã, Miraíma, Moraújo, Orós, Pacoti, Solonópole e Varjota.

PT com DEM: Aracati, Brejo Santo, Caucaia, Cedro, Fortim, Marco, Paraipaba e Parambu.

PT com PPS: Aratuba, Groaíras, Itaiçaba, Maracanaú, Massapê, Nova Russas, Pacujá, Paracuru, Quixeré, São Benedito, Sobral e Várzea Alegre.

PT com PSDB e DEM: Hidrolândia, Icó, Iracema, Potiretama e Redenção.

PT com PSDB e PPS: Piquet Carneiro e Quiterianópolis.

PT com DEM e PPS: Sem registro.

PT com PSDB, DEM e PPS: Granja e Missão Velha.

Estudantes selecionados no ProUni têm até segunda-feira para fazer matrícula

Os candidatos selecionados para uma bolsa do Programa Universidade para Todos (Prouni) têm até a segunda-feira (1º) efetuar a matrícula na instituição de ensino. É responsabilidade do estudante verificar nas unidades de educação superior os horários e o local onde deve comparecer para a comprovação das informações prestadas no momento da inscrição.

O resultado da primeira chamada do ProUni pode ser acessado na página do programa, na Central de Atendimento, pelo telefone 0800-616161, e nas instituições de ensino participantes.

A segunda chamada será divulgada no dia 12 de fevereiro, e a comprovação das informações dos pré-selecionados nesta etapa deverá ser feita até 18 de fevereiro. Quem não for pré-selecionado em nenhuma das duas chamadas poderá entrar na lista de espera, exclusivamente para o curso correspondente à primeira opção. O interesse em participar da lista de espera deve ser manifestado pelo candidato entre 26 a 29 de fevereiro de 2016, na página do ProUni.

Nesta edição, o programa ofertou 203.602 bolsas de estudos em 30.931 cursos de instituições particulares de educação superior. O número de inscritos foi recorde: foram registrados 1.599.808 candidatos e 3.108.422 inscrições — cada estudante pode fazer, em ordem de preferência, até duas opções de instituição, curso e turno dentre as bolsas disponíveis.

Por meio do programa, estudantes concorrem a bolsas de estudos parciais e integrais em instituições particulares de educação superior, com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

(Agência Brasil)

Fiec diz que problema fiscal ainda mantém solução da crise econômica distante

As medidas anunciadas pelo Governo Federal, na quinta-feira (28), devem ser vistas como positivas, no que diz respeito a uma certa abertura do diálogo com a sociedade, especialmente através da reativação do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social e, também, por sinalizar uma redução na passividade do governo federal frente à séria crise atual.

No entanto, apesar disso, as medidas apresentadas não atuam na essência do problema, que é de natureza fiscal e se relaciona com o pessimismo na economia.

Dessa forma, poderão causar alguma melhoria no mercado de crédito, mas ainda nos mantêm muito distantes da solução desejada. Por outro lado, o anúncio parece uma contradição diante, por exemplo, da elevação das taxas do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), ocorrida em dezembro.

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará acredita que ações estruturais como as reformas da previdência e tributária deveriam ser prioridades na agenda governamental, assim como uma atuação com vistas a elevar nossa inserção internacional e no ganho de eficiência da máquina pública, o que tornaria possível a realização do ajuste fiscal sem elevação ou criação de tributos, proporcionando importantes avanços para a competitividade do país.

(Fiec)

Pânico e morte – Três jovens tentam ‘arrastão’ em ônibus na avenida do aeroporto

252 3

Um assaltante morreu e outro ficou ferido, na tarde deste sábado (30), após uma tentativa de assalto no interior de um ônibus que trafegava pela avenida Carlos Jereissati, após passar pelo Aeroporto Internacional Pinto Martins, na BR 116.

Segundo a Polícia, três jovens haviam planejado um “arrastão” no interior do coletivo da linha Siqueira /Papicu/Via Aeroporto, mas foram surpreendidos pela reação do motorista.

De acordo ainda com a Polícia, os assaltantes não gostaram do fato do motorista ter “queimado” uma parada, após perceber alguns assaltantes que costumam agir contra passageiros de ônibus. Segundo a Polícia, os assaltantes na parada de ônibus seriam comparsas do trio que estava no interior do coletivo.

Ao tentar esfaquear o motorista, um assaltante foi surpreendido pela reação do motorista. Quando quis sair do ônibus pela janela, bateu a cabeça em uma viga e morreu.

ATUALIZAÇÃO (15 HORAS) – Um adolescente de 16 anos, que integraria o trio de assaltantes, machucou o pé e foi conduzido a um hospital. O terceiro suspeito fugiu.

As mudanças na cidade

Em artigo no O POVO deste sábado (30), o jornalista Marcos Sampaio reclama da falta de fiscalização nas infrações de trânsito. Confira:

Moro na Cidade dos Funcionários há pouco mais de 10 anos. Quando cheguei lá, impressionava era o clima interiorano. Pessoas aproveitando o fim de tarde nas calçadas, imensos terrenos desocupados e a tranquilidade de poder atravessar a rua sem ter tanta atenção assim faziam parte do cenário.

Por volta da metade do tempo que estou por lá, vi aquele bairro se transformar num celebrado polo gastronômico de Fortaleza. Viva! Agora não é preciso pegar carro para provar alguns dos melhores pratos de Fortaleza. Se antes a Esquina do Baião reinava como maior estabelecimento da região, agora é preciso disputar clientes com outros baiões disso e daquilo, além de restaurantes italianos, sushis e casas de lanche.

Tudo iria bem até aí, não fosse o fato de o volume de clientes ter se tornado maior do que as ruas são capazes de suportar. O antigo clima interiorano deu lugar a um ar de desenvolvimento combinado de falta de educação, trânsito caótico e fiscalização inexistente. Se você é pedestre, dispute espaço com os carros, uma vez que as calçadas viraram estacionamento ou prolongamento dos estabelecimentos.

Os mesmos problemas urbanos se estenderam até o principal cartão-postal da Cidade dos Funcionários. O Lago do Jacarey já foi o local perfeito para um descanso de fim de tarde, para aquecer o corpo numa corrida ou refrescar o dia com água de coco ou algumas cervejas. A redescoberta do bairro também fez aumentar o volume de ambulantes, barraquinhas vendendo uma variedade sem-fim de sabores e enormes brinquedos infláveis.

Boa parte desse novo ritmo frenético poderia ser facilmente absorvido, não fosse a falta de ordenação do local. Para ter todos esses serviços e diversões, as ruas estão diariamente tomadas por carros estacionados de forma irregular e sem atentar para as regras mínimas de convivência com os pedestres.

Sim, já houve um tempo de fiscalização efetiva, quando tudo funcionou como deveria. Começou um mês antes das últimas eleições e terminou uma semana antes de ser apontado o vencedor do pleito. Depois voltou tudo ao normal. Ou, pelo menos, a balbúrdia que hoje é normal na Cidade dos Funcionários.

A sinceridade do ministro e a polêmica do óbvio

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (30), pelo jornalista Érico Firmo:

O Aedes aegypti se tornou o grande problema da saúde pública no Brasil, em plena segunda década do século XXI, como transmissor de ao menos três graves doenças: dengue, chikungunya e zika – esta última, relacionada à microcefalia. Na segunda-feira, a Organização Mundial da Saúde (OMS) reúne seu comitê emergencial para discutir a decretação de emergência de saúde internacional por causa do zika, como ocorreu em 2014 com o ebola, no oeste da África. Nesta semana, a OMS fez reunião de emergência, em Genebra, Suíça, com Estados Unidos e Brasil. Há uma semana, os Estados Unidos emitiram alerta de viagem para 14 países da América Latina, inclusive o Brasil. A Casa Branca recomenda que mulheres grávidas ou que planejam engravidar evitem viajar para esses lugares.

Ao longo do século XX, o Aedes chegou a ser arredicado. No começo da semana, o ministro da Saúde, Marcelo Castro, disse que o Brasil está “perdendo feio a batalha para o mosquito”. E apontou a evidência para tal: “Ano passado foi o que teve o maior número de casos de dengue no Brasil em toda a história”. Isso para não falar dos outros surtos relacionados. Sem receber a mesma atenção, o ministro já havia afirmado isso em dezembro. “A verdade é que essa batalha o mosquito tem ganhado”, disse, sem a mesma repercussão alcançada agora. Na sexta-feira passada, em entrevista à Revista O POVO, na Rádio O POVO/CBN, o ministro já havia feito autocrítica em relação à postura histórica do País nos últimos 30 anos: “Fomos um pouco lenientes”.

A fala do ministro causou mal-estar no governo, mas ele não disse mais que uma tremenda obviedade. O governo ficou incomodado. Houve rumores de demissão. Não confirmados, mas há movimentação para esvaziar o ministro. Enquanto isso, a presidente Dilma Rousseff (PT) tentou “esclarecer” o que o ministro falou. “A batalha não está perdida, não. Isso não é o que ele (Marcelo Castro) está pensando, nem o que ele disse. O que o ministro disse, é o seguinte: ‘Se nós todos não nos unirmos, e se a população não participar, nós perderemos essa guerra’. Ele está absolutamente certo”. Caciques peemedebistas, como Michel Temer e Eduardo Cunha, trataram de defender o ministro.

Melindres da política. A situação da saúde pública mostra que Marcelo Castro apenas fez uma constatação das mais evidentes.

Em novembro passado, o diretor do departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis, Cláudio Maierovitch, sugeriu às mulheres que não engravidem para evitar microcefalia. Há algumas semanas, o próprio ministro disse: “Vamos torcer para que as pessoas antes de entrar no período fértil peguem a zika, para elas ficarem imunizadas pelo próprio mosquito. Aí não precisa da vacina”. Convenhamos, em matéria de declaração polêmica sobre o Aedes, reconhecer erros não foi o que de pior saiu do ministério.

Bloco Proteja desfila na Praia de Iracema neste sábado

132 1

Pode preparar serpentina e confete para edição especial do Bloco Proteja da Campanha “Não desvie o olhar. Fique atento. Denuncie. Proteja nossas crianças e adolescentes da violência”, que acontece neste sábado (30), com concentração a partir das 15h30, na Praia de Iracema (Rua Pessoa Anta, s/n).

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci), da Secretaria de Trabalho, Desenvolvimento Social e Combate à Fome (Setra), realiza a ação preventiva para proteção integral de crianças e adolescentes durante o pré-Carnaval de Fortaleza.

A ação consiste na abordagem social e distribuição de materiais informativos para conscientizar a população sobre a necessidade de estar atento, prevenir e denunciar possíveis violações de direitos contra crianças e adolescentes.

Educadores sociais e técnicos dos Programas Ponte de Encontro, Rede Aquarela e Adolescente Cidadão da Funci mobilizam o bloco de rua, que conta com apoio da Campanha “Não desvie o olhar. Fique atento. Denuncie. Proteja nossas crianças e adolescentes da violência”, da Campanha Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual de Crianças e Adolescentes no Carnaval da Secretaria de Direitos Humanos do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos.

A atividade preventiva faz parte da Rede de Proteção Integral da Prefeitura de Fortaleza para estimular a proteção, defesa e a denúncia de violência contra crianças e adolescentes.

Durante o período de Pré-Carnaval e Carnaval, para garantir a proteção integral de crianças e adolescentes, será fundamental notificar o plantão do Conselho Tutelar, no telefone: 3433.1828, localizado na Rua Guilherme Rocha, 1503, bairro Jacarecanga ou ligar para o Disque 100. As denúncias serão encaminhadas para os órgãos da rede de proteção e responsabilização.

(Prefeitura de Fortaleza / Funci)

União é diálogo para avançar

118 1

Em artigo no site do Diretório Municipal do PDT, o ministro das Comunicações, deputado federal licenciado e presidente estadual do PDT do Ceará, André Figueiredo,  afirma que o partido manterá sua bandeira, independentemente de integrar o Governo. Confira:

O ano de 2015 foi difícil para o povo brasileiro. Porém, ano também de passos importantes para o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Conseguimos avançar ainda mais nas nossas lutas históricas como a defesa intransigente do trabalhador e na inclusão social de milhares de pessoas. Seja no âmbito nacional ou com nossos companheiros à frente de políticas públicas estaduais e municipais, crescemos muito enquanto partido político, buscando reforçar nossas bandeiras, em prol do desenvolvimento das cidades, perseguindo como meta e prioridade a construção desse Brasil e desse Ceará que tanto sonhamos.

À frente do Ministério das Comunicações, buscamos manter e expandir as políticas de inclusão por meio da tecnologia. É dever do Estado diminuir as distâncias e a dicotomia social que separa municípios do Sul/Sudeste de outros do Norte/Nordeste. E esse Ministério tem uma importância estratégica. A crise não será obstáculo para o país na manutenção dos projetos sociais e tecnológicos. Pelo contrário, vamos trabalhar muito, criar alternativas, ampliar o diálogo e superar os desafios que se colocam para avançarmos.

No entanto, independentemente de integrar o Governo, a posição do PDT não será diferente no que concerne pautas que vão de encontro às bandeiras do partido. Tudo o que atente contra os nossos princípios será criticado. Mas, faremos o bom combate. Não compactuaremos com qualquer tipo de golpe e espírito de ódio e intolerância. Trabalhar para minimizar a crise política que se retroalimenta na crise econômica é responsabilidade de todos nós.

E com esse pensamento, o PDT do Ceará vem se fortalecendo a cada dia nos municípios cearenses. Crescendo de forma qualificada e sem perder a identidade com os ideais trabalhistas, a sigla vem realizando ao longo dos últimos meses uma série de encontros regionais, fazendo novas filiações e ganhando reforço na luta para construir o Ceará que a gente quer. São grandes lideranças políticas que se somam à nossa luta e compartilham dos mesmos ideais do nosso grande líder Leonel Brizola, como Cid e Ciro Gomes, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, a vice-governadora do Ceará, Izolda Cela, o presidente da Câmara de Fortaleza, Salmito Filho, e dezenas de outros prefeitos, vereadores e deputados.

Esses novos companheiros que chegam farão parte de um partido organizado e de luta pelos direitos dos trabalhadores e pela constante melhoria da educação do nosso povo. E reforçam a nossa convicção de que temos projeto para 2016 e, para além dele, para 2018. Um dos principais é a reeleição do prefeito Roberto Cláudio, prioridade para nós. O PDT já administra cinco capitais e é estratégico ganharmos Fortaleza, principalmente pelo grande trabalho que vem sendo realizado, impactando na economia dos municípios e avançando em políticas públicas de inclusão, nos setores da educação e saúde.

Também adepto dos ideais de Brizola e Darcy Ribeiro, Roberto Cláudio investiu na construção de escolas de tempo integral. Isso é garantia do jovem por mais tempo em sala de aula e acesso ao esporte, lazer e cultura. É investimento certo na aprendizagem, formação cidadã, refletindo diretamente em melhores oportunidades de emprego e qualidade de vida como um todo. Investir maciça e permanentemente em educação pública é o que defendemos como meio mais transformador das sociedades, principalmente daquelas que sofrem mais com a desigualdade social, ainda tão latente no nosso país.

2016 será para nós um ano de continuar acreditando, continuar trabalhando incessantemente pelo crescimento do nosso partido e para tornar realidade, em todas as esferas que participamos, as políticas públicas para transformar nosso país. É hora de união. É hora de diálogo. É hora de acreditar e avançar no nosso projeto: um Brasil e um Ceará cada vez maior. Que comece um novo ano!

Clubes de futebol e igrejas podem ser obrigados a registrar operações financeiras

160 3

Em análise na Câmara, o Projeto de Lei PL 725/15, do deputado Chico Alencar (PSOL-RJ), altera o Código Civil (Lei 10.406/02) para obrigar pessoas jurídicas privadas, como clubes de futebol e igrejas, a manter registro de suas operações financeiras.

Segundo o autor, o objetivo é combater crimes de lavagem de dinheiro e sonegação de impostos em especial nas igrejas. Hoje, essas instituições, que contam com imunidade tributária garantida pela Constituição, não são fiscalizados pelo Estado. “Templos de fachada ou igrejas fantasma têm sido utilizadas por pessoas inescrupulosas, como pontos de lavagem de dinheiro ilícito e evasão de divisas”, alertou Alencar.

Ele reiterou que a medida preserva a independência dessas entidades em relação a suas normas internas, além de não prejudicar a imunidade tributária concedida às igrejas.

(Agência Câmara Notícias)

Eudoro quer Camilo apoiando Roberto Cláudio

eudoro_santana_iplanfor

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (30):

“Se depender do meu conselho, Camilo apoiará a reeleição do prefeito Roberto Cláudio (PDT)”, disse o presidente do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor) e coordenador estadual do Pacto Ceará Sustentável, Eudoro Santana.

Ele defende a tese de que o prefeito precisa de novo mandato para ter tempo e condições de tocar “uma série de projetos estratégicos para a cidade”. Eudoro comanda no Iplanfor o projeto Fortaleza 2040, que vem discutindo o futuro da cidade.

“Quando tive que apoiar Roberto Cláudio, que julgo uma pessoa séria e competente, até deixei o PT. Não sei se o governador faria isso, pois só a ele cabe decidir. Agora, torço para que endosse a reeleição do prefeito”, reiterou.

Resta saber se Camilo, filho de Eudoro, ouvirá o conselho.

A propósito: o PT faz conferência eleitoral hoje, no Hotel Praia Centro.

Paciente morre no Recife com miosite provocada pela chikungunya

“O Hospital da Restauração, no Recife, confirmou o primeiro caso brasileiro de miosite aguda causado pelo vírus chikungunya. Danielle Santana, de 17 anos, da aldeia indígena pernambucana de Xucururu, foi a primeira pessoa morta em decorrência da miosite no Brasil.

Segundo a equipe médica do hospital, só há registro de mais quatro casos de miosite ligada à chikungunya em todo o mundo, sendo que dois dos pacientes morreram. A febre chikungunya é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, mesmo vetor do Zika e da dengue.

O infectologista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical Dalcy Albuquerque explica que a miosite é uma grande inflamação nos músculos, que pode ser uma reação autoimune do organismo a alguns tipos de vírus e bactérias. “Quando a pessoa está doente produz anticorpos para destruir o vírus ou bactéria. Só que em alguns casos os anticorpos continuam agindo,e o ataque é contra o próprio organismo. No caso da miosite, atinge os músculos, e na Síndrome de Guillain Barré, ataca a bainha dos nervos”, explicou o especialista.

Albuquerque ressalta que esse tipo de reação não acontece na fase aguda da doença, e sim duas ou três semanas depois que a infecção foi debelada. Segundo o especialista, o quadro de miosite começa com dor e fraqueza muscular. A pessoa vai perdendo os movimentos e fica predisposta a infecções.

Com sintomas que poderiam ser de dengue, chikungunya ou zika, Danielle buscou primeiramente o hospital do município de Pesqueira, próximo da aldeia onde mora.”

(Agência Brasil)