Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

TV Fortaleza e Rádio Fortaleza transmitem processo do impeachment

foto salmito 150811 opovo

Desde a manhã deste sábado (16) que a TV Fortaleza (61.4 pelo sinal digital ou canal 6 da Multiplay) e a Rádio Fortaleza (106,1 FM), veículos de comunicação da Câmara Municipal de Fortaleza, transmitem a sessão do processo de impeachment na Câmara Federal.

Neste domingo (17), a tevê e a rádio voltarão a transmitir a sessão na Câmara Federal, inclusive a votação dos parlamentares, mas os dois veículos realizarão entrevistas pró-impeachment e contra o impeachment, além da realização de uma mesa redonda, que ocorrerá das 12 horas às 13 horas – na Rádio Fortaleza – e das 13 horas às 14 horas – na TV Fortaleza.

Para o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), as transmissões e as entrevistas são uma oportunidade da população de Fortaleza acompanhar este importante momento histórico no país.

Michel Temer chama de “mentira rasteira” boatos sobre fim do Bolsa Família

O vice-presidente Michel Temer usou as redes sociais neste sábado (16) para desmentir boatos de que, casso assuma o governo, ele dará fim a programas sociais como o Bolsa Família. “Leio hoje nos jornais as acusações de que acabarei com o Bolsa família. Falso. Mentira rasteira. Manterei todos programas sociais”, disse, por meio de sua conta no Twitter.

Temer, que estava em São Paulo, voltou a Brasília para acompanhar de perto as movimentações relativas à sessão da Câmara dos Deputados que analisa a admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Em vídeo divulgado também nas redes sociais, na noite dessa sexta-feira (15), Dilma fez um dos mais duros ataques ao que classificou de “aventura golpista” e criticou indiretamente Temer.

“Vejam quem está liderando esse processo e o que propõem para o futuro do Brasil. Os golpistas já disseram que, se conseguirem usurpar o poder, será necessário impor sacrifícios à população brasileira. Com que legitimidade? Querem revogar direitos e cortar programas sociais, como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida”, disse Dilma.

(Agência Brasil)

O olhar da história

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (16), pelo jornalista Érico Firmo:

É travada no Brasil uma disputa sobre os significados políticos do provável impeachment. O embate sobre a narrativa histórica não termina amanhã. Como estes dias serão vistos daqui a 40, 50 anos? Impossível antever agora, no calor dos acontecimentos. A história é menos apaixonada, mais equilibrada. E impiedosa.

O governo denuncia golpe. Opositores dizem salvar o Brasil de quem destruiu a economia e usou métodos ilegais para ficar no poder. Não tenho pretensão de, imerso na realidade que analiso, antecipar o veredicto da história. Escrevo de dentro do turbilhão, com os fatos a se desenrolar diante dos olhos. Ainda que a certa distância de ambas as trincheiras, para melhor observar. Com o hoje como matéria-prima, não creio que uma das versões explique a contento o momento. Cada lado tem parte de razão. E muito de mistificação. Não enxergo mocinhos, nem heróis, nem merecedores de indulgência.

Mais que as acusações diversas, Dilma pode ser afastada por causa da crise econômica e da dramática inabilidade política. É questionável a autoridade ética dos que comandam o impeachment, assim como é condenável a postura inescrupulosa do vice-presidente.

Governistas argumentam que o PT é perseguido pelo que fez pelos pobres. Soa irônico enquanto o partido é acusado de conchavo e relação espúria com empreiteiras. Denúncias de corrupção não constam no processo, mas pesam no juízo de cada parlamentar. Dilma pode argumentar que não sabia. Mas a situação assumiu dimensão tal que, como definiu Elio Gaspari, o desconhecimento de Dilma equivale a Médici dizer desconhecer tortura.

Os responsáveis pelo impeachment talvez sejam condenados pela história. Há fundamento para tal. Mas é improvável que o governo algum dia seja absolvido pelos enormes equívocos que cometeu.

Antena telefônica é a quarta torre atacada na última semana

Quatro homens atearam fogo, na madrugada deste sábado (16), na sala de controle de uma antena de telecomunicações situada na rua Mário Filho, no bairro Vila Manoel Sátiro. Dois deles foram capturados nas proximidades, segundo informações da assessoria da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). A Polícia permanece na busca dos dois foragidos.

O grupo se locomovia em duas motocicletas. Dentre os capturados, estão um homem e um adolescente, que portavam três garrafas vazias de gasolina, alicate usado para romper o cadeado do portão que protegia o imóvel, um isqueiro e spray utilizado para pichação. As informações são da SSPDS.

A pasta informou ainda que o incêndio atingiu a sala de controle e foi apagado pelos próprios policiais acionados pela Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), pelo número 190. O fogo não atingiu a antena. Com este ataque, já são quatro atentados contra antenas telefônicas desde a última quarta-feira (13).

A primeira foi na localidade de Boqueirão, em Caucaia, quando uma sala de manutenção de uma antena de telefonia foi incendiada e teve a parede pichada com a mensagem: “Essa ação é uma represália a (sic) instalação de bloqueadores de celulares nos presídios. Estamos só começando”. As siglas FDN, CV e PJL acompanhavam a mensagem e significariam Família do Norte, Comando Vermelho e Paz, Justiça e Liberdade (esta última seria lema do Primeiro Comando da Capital, o PCC).

No mesmo dia, houve ataque a outra antena no bairro Granja Portugal, na esquina das ruas Bragança e Teodoro de Castro. A terceira ação veio na quinta-feira, 14, no bairro Canindezinho. No local, criminosos atearam fogo em dispositivos de transmissão do equipamento e fugiram.

(O POVO Online)

Dilma se reúne com líderes e cancela ida a ato contra impeachment em Brasília

A Secretaria de Imprensa do Palácio do Planalto informou que presidente Dilma Rousseff não comparecerá ao Ato com Movimentos Sociais pela Democracia. A presença da presidente estava confirmada até o início da manhã deste sábado (16). O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no entanto, deverá discursar.

De acordo com a secretaria, Dilma irá receber ao longo do dia líderes parlamentares. O Instituto Lula, por meio da assessoria de imprensa, informou que Lula deve comparecer ao evento.

O ato reúne na área central de Brasília movimentos contra o impeachment como a Central Única dos Trabalhadores, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, União Nacional dos Estudantes e Central dos Trabalhadores Brasileiros. A presidente compareceria ao evento para agradecer o apoio.

Os manifestantes ocupam uma tenda branca montada no estacionamento do ginásio, mesmo local onde estão acampados os manifestantes da chamada Frente Brasil Popular.

(Agência Brasil)

Cronologia Sobralense

Em artigo enviado ao Blog, o deputado estadual Professor Teodoro (PSD) destaca a obra em cinco volumes do historiador Sadoc de Araújo, padre fundador da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA). Confira:

Todos nós temos uma biografia para narrar. Assim também as cidades. Todos nós fazemos parte da história que as cidades têm para contar. Há os que cantam o seu povo, registrando a memória que se estende na linha de tempo sobre os feitos coletivos. Há os que fazem a história que é contada. E há os que fazem a história e a registram. Esse é o caso do cônego Francisco Sadoc de Araújo, cuja obra acaba de ser reeditada.

O Instituto Ecoa Sobral lançou, na última quinta-feira (14), a coleção “Cronologia Cearense”, obra em cinco volumes do historiador e fundador da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), padre Sadoc de Araújo. A excelente iniciativa contou com o apoio entusiasmado do prefeito Veveu Arruda, assim como da UVA, por seu magnífico reitor, Fabianno Carvalho.

Nosso aplauso ao amigo Roberto Galvão, que preside a Ecoa, o instituto idealizado pelo saudoso Augusto Pontes, que também criou o sugestivo nome para o instituto. Trazer à luz toda a história de Sobral, contada com engenho e arte pelo grande nome da cultura cearense, merece todos os encômios. Feliz do povo que tem um bom contador de sua história, assim nos chegam os feitos dos clássicos.

Sobral tem esta felicidade: uma boa história, e alguém que lhe saiba narrar. Cada fato de nossa trajetória foi colecionado e guardado nos escaninhos literários de Sadoc, como alguém que guarda tesouro precioso. Um tesouro que não é só seu, pois a muitos tem de prestar contas.

Sobral sempre foi uma espécie de capital do Norte, ao redor da qual muitas cidades gravitam e mantém diversos tipos de vínculos. Todos nos dirigíamos à metrópole, aonde a novidade chegava primeiro. No período em que a vanguarda cultural era pautada pela Europa, as novidades chegavam antes à Princesa do Norte, do que mesmo a Fortaleza. A cultura nos chegava pelo porto de Camocim e desembarcava pelos trilhos até a estação férrea. O Teatro São João é obra desse tempo.

No curso que se inicia ao redor do Rio Acaraú, na fazenda Caiçara, Sobral tomou corpo se escorando na sombra da encosta da Meruoca para fugir da canícula, que costuma fustigar o povo que construiu seu enredo no epicentro do semiárido nordestino. Sadoc conta nossa história, que deve ser conhecida das novas gerações. Daí a importância dessa reedição. É um material que deve ser distribuído a todas as escolas do município e também daqueles que fazem parte da sua Região Metropolitana.

É um acontecimento que não diz respeito apenas aos sobralenses de batismo. Há os que lhe devotam amor como os que aqui chegaram ou vivem perto, desfrutando de seu desenvolvimento.

Ouvi de Sadoc que o pensamento já é uma forma de realização. É como se já antecipasse no plano da ideia o fato que viria. Foi assim que nasceu a UVA.

O historiador diz que há duas magnas datas para Sobral: o da sua emancipação política, quando a vila foi elevada a categoria de cidade, e a de sua emancipação cultural, com a Universidade Vale do Acaraú, que ele fundou e foi seu primeiro reitor.

Sadoc é o historiador de Sobral que fez história em sua terra.

Coordenador da Bancada do Ceará se diz otimista contra o impeachment

foto josé airton e dilma e camilo 160415

Para o coordenador da Bancada do Ceará, deputado José Airton Cirilo (PT-CE), a oposição não conseguirá a votação necessária para dar seguimento ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), neste domingo (17).

Ao lado do governador Camilo Santana (PT), José Airton levou apoio à presidente e reuniu parlamentares contra o impeachment, quando o Ceará apresenta mais deputados contra do que a favor do impedimento da presidente.

foto dilma e bancada do ceará 160415

“Neste momento em que a democracia está em risco, a bancada do Ceará, está unida para defender o mandato da presidente legitimamente eleita, pois impeachment sem configurar um crime de responsabilidade é golpe”, comentou José Airton.

Deputados pró-impeachment poderão abrir mão de fala para acelerar discussões

Deputados favoráveis ao impeachment estudam propor um acordo para acelerar as discussões e impedir que o processo se prolongue até segunda-feira (18). Uma das possibilidades é reduzir as falas pró-impeachment durante o segundo dia de debates, previsto para o final da manhã deste sábado (16), pois o número de inscritos para defender o afastamento da presidente Dilma Rousseff é maior que o de contrários ao processo.

Ao todo, 249 deputados inscreveram-se para falar neste sábado, sendo 79 contrários ao afastamento de Dilma e 170 favoráveis. Receosos de abdicarem de todas as defesas pró-impeachment e, assim, permitirem que os governistas acabem convencendo deputados indecisos, a oposição pretende contrapor os governistas fazendo com que o último orador que se manifeste seja contra o impeachment. Depois, a ideia é convencer os demais inscritos para falar favoravelmente ao parecer pela admissibilidade do impeachment a abrirem mão de discursar.

Outra hipótese levantada pelos parlamentares pró-impeachment é pedir que os líderes não utilizem a palavra em todas as sessões de discussão. De cinco em cinco horas, uma nova sessão é iniciada, o que possibilita aos líderes partidários se pronunciarem pelo tempo proporcional ao tamanho de suas bancadas. Legendas maiores, como PMDB, têm direito a nove minutos, e as menores, como PHS e Rede, podem falar por no máximo três minutos.

(Agência Brasil)

Aníbal Gomes adia pedido de licença e pró-impeachment perde voto de Mauro Benevides

anibal gomes

Apesar de operado da coluna, o deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE) somente dará entrada no pedido de licença médica, junto à Câmara dos Deputados, na segunda-feira (18).

O atraso no pedido impedirá a posse do suplente Mauro Benevides (PMDB-CE), na votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff neste domingo (17).

A ala pró-impeachment na Câmara dos Deputados já contabilizava o voto de Mauro Benevides.

Regulamentação do Cocó prevê Ponte Estaiada

381 1

foto ponte estaiada projeto

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (16):

Finalmente, uma luz no fim da floresta. Ou melhor, do Parque do Cocó. Habemus, no bom latim, um projeto de regulamentação do maior pulmão verde desta Fortaleza que chega, cheia de contrastes, aos seus 290 anos.

A Secretaria do Meio Ambiente do Estado apresentou a proposta, que foi avaliada, a priori, como semelhante ao projeto desenvolvido pelo Fórum Cocó, segundo o procurador da República, Alessander Sales.

Claro que virão agora mais debates, mais coleta de subsídios e, com certeza, mais polêmicas. É que no bojo da proposta ficou um pedacinho do governo Cid Gomes: a construção da polêmica Ponte Estaiada, passando sobre o Cocó, que promete acesso mais fácil ao Centro de Eventos.

De qualquer forma, tem-se um documento pró-regulamentação de um Cocó que, no decorrer do debate, o fortalezense poderá, espera-se, chamar de seu.

Dilma ataca Temer e Cunha e diz que impeachment é “maior fraude da história”

foto dilma video 160415

A presidente Dilma Rousseff disse que o processo de impeachment contra ela no Congresso Nacional é “a maior fraude jurídica e política da história” do Brasil. Em pronunciamento à população veiculado nas redes sociais, gravado inicialmente para ir ao ar em cadeia de rádio e TV, Dilma fez um dos mais duros ataques ao que classificou de “aventura golpista”, criticou indiretamente o vice-presidente Michel Temer e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, (ambos do PMDB) e disse que o impeachment, se aprovado, vai “humilhar” o país perante a comunidade internacional como se fosse uma “republiqueta qualquer”.

“A denúncia contra mim em análise no Congresso Nacional não passa de uma fraude, a maior jurídica e política da história de nosso país. Sem ela, o impeachment sequer seria votado. O Brasil e a democracia não merecem tamanha farsa”, diz a presidente no vídeo.

Durante os mais de seis minutos da gravação, a presidente menciona diversas vezes as expressões “golpe” e “golpistas”. Ela se dirige ao povo brasileiro para que continue defendendo a legalidade democrática, diz que é sua obrigação esclarecer os fatos e denunciar riscos do seu afastamento e alega que o que está em jogo é o “respeito às urnas, às conquistas sociais e aos direitos dos brasileiros”.

Sem citar nomes, Dilma faz referências ao seu desafeto político, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que, segundo o governo, aceitou o pedido de impeachment por vingança contra o PT, e a seu vice, Michel Temer, que no início da semana declarou, por meio de uma mensagem de voz, que, caso assumisse o poder, o povo brasileiro teria de fazer sacrifícios.

“Peço a todos os brasileiros que não se deixem enganar. Vejam quem está liderando esse processo e o que propõem para o futuro do Brasil. Os golpistas já disseram que, se conseguirem usurpar o poder, será necessário impor sacrifícios à população brasileira. Com que legitimidade? Querem revogar direitos e cortar programas sociais, como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida”, disse.

No vídeo, a presidente diz fazer uma advertência aos que tratam o impeachment como um “atalho ao poder”. Segundo ela, eles nunca poderão “olhar nos olhos da Nação” porque a “palavra golpe estará para sempre gravada na testa dos traidores da democracia”.

(Agência Brasil)

Cunha garante votação de impeachment neste domingo

foto eduardo cunha pmdb

O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), garantiu na madrugada deste sábado (16) que a votação da admissibilidade do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff ocorrerá neste domingo (17). Em decorrência do ritmo lento do transcorrer da fase de debates da proposta, alguns deputados manifestaram preocupação que não fosse possível votar o impeachment no domingo.

No início da madrugada, após iniciar a quarta sessão deliberativa da fase de discussão do impeachment, Cunha afirmou que, se necessário, encerrará a fase de discursos dos deputados para que a votação seja iniciada na tarde deste domingo.

“Não há risco não. A gente faz requerimento de encerramento de discussão e encerra até as 11h [de domingo]”, disse Cunha antes de deixar a Câmara. Pelo cronograma definido por ele, essa sexta-feira (15) seria para apresentação da acusação e da defesa, além da fala dos partidos. Já neste sábado, seria dada palavra aos deputados que se inscreveram e a votação no domingo.

(Agência Brasil)

Especialista canadense em câncer de próstata fará palestra na UFC

dore_jules

“A Universidade Federal do Ceará receberá, na próxima terça-feira, o professor Jules J. E. Doré, docente da Faculdade de Medicina da Memorial University of Newfoundland (Canadá), para ministrar a palestra “TGF-beta signalling, new pathways to prostate câncer” (TGF-beta e mecanismos de sinalização intracelular: novas vias associadas ao câncer de próstata). O encontroo é realizado a partir do convite dos professores Arlindo Moura, do Departamento de Zootecnia, e Claudia Pessoa, do Departamento de Farmacologia.

Aberta ao público, a palestra acontecerá às 14 horas, no auditório do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos (NPDM), no Campus do Porangabuçu.

A visita de Jules Doré, que também ocupa o cargo de pró-reitor adjunto de pós-graduação da Memorial University of Newfoundland, prevê, ainda, reunião com o professor Antônio Gomes Souza Filho, pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFC. Doré também vai visitar o Grupo de Pesquisa em Biologia da Reprodução, coordenado pelo Prof. Arlindo Moura e ligado ao Departamento de Zootecnia e aos programas de pós-graduação em Zootecnia e os da Rede Nordeste de Biotecnologia (Renorbio).

Equipe econômica prevê crescimento de 1% do PIB de 2017

“Depois de encerrar o segundo ano consecutivo em recessão, a economia brasileira deverá crescer 1% em 2017, de acordo com as previsões do governo. A estimativa para o Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país) consta do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), enviado hoje (15) ao Congresso.

Embora os números sejam divulgados pelo Ministério do Planejamento, as estimativas são da Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Fazenda. A proposta da LDO prevê crescimento de 2,9% para 2018 e de 3,2% para 2019.

Os números estão diferentes das previsões das instituições financeiras. Segundo a última edição do boletim Focus, pesquisa semanal com economistas de mercado divulgada pelo Banco Central, as instituições estimam crescimento de 0,3% em 2017.

A proposta da LDO também atualizou as estimativas para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), usado como inflação oficial. O Ministério da Fazenda prevê que o índice encerrará 2017 em 6%, abaixo do teto da meta, de 6,5%. A equipe econômica projeta IPCA de 5,4% em 2018 e de 5% em 2019. Segundo o Boletim Focus, as instituições financeiras projetam inflação de 5,7% para 2017.

Os parâmetros para 2016 não foram alterados. No fim de março, a SPE tinha projetado contração de 3,05% na economia neste ano IPCA de 7,44%. As previsões para este ano constam do Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas, documento divulgado a cada dois meses com estimativas para a economia e que orienta a execução do Orçamento.

Em relação ao PIB, as estimativas oficiais estão mais otimistas que as das instituições financeiras, que preveem retração de 3,77% do PIB em 2016. Para o IPCA, a projeção do Boletim Focus está em 7,2% neste ano.”

(Agência Brasil)

Governo propõe salário mínimo de R$ 945,00 para 2017

Valor-do-salário-minimo-2016
“O salário mínimo no próximo ano deve chegar a R$ 946, valor que consta do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017, enviado hoje (15) pelo governo ao Congresso Nacional. Pela proposta, o salário mínimo terá aumento de 7,5% a partir de 1º de janeiro.Desde 2011, o salário mínimo é reajustado pela inflação do ano anterior, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país) de dois anos antes. A fórmula valerá até 2019.

Pela proposta, o salário mínimo passará para R$ 1.002,70 em 2018 e R$ 1.067,40 em 2019. Os reajustes também seguem a fórmula estabelecida em lei.”

(Agência Brasil)

A Polícia Civil merece valorização já!

Com o título “Sem resgate da Polícia Civil do Ceará, em breve viveremos a mais pura barbárie social”, eis artigo da vice-presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará, Ana Paula L.Cavalcante. O texto chega em tom de desabafo. Confira:

Ao longo dos meus quase 16 anos de Polícia Civil, vi sucessivos governos cegarem os olhos à minha instituição. Programas mirabolantes e invenções falaciosas surgiram como fórmulas mágicas de combate ao crime, sem, contudo, trazerem os resultados desejados. Aí, criavam novas ideias, iludiam os desavisados mais uma vez e a bola de neve foi se acumulando.

Quem se assusta com o que estamos vendo nos últimos meses em nosso estado, certamente não entende nada de segurança pública. Um mínimo conhecimento mostraria que era questão de tempo enfrentarmos a situação que hoje lamentavelmente vivemos: policiais diariamente sendo vitimados; prédios públicos com bombas; viaturas e ônibus incendiados; delegacias de polícia alvos de ataques, etc. Tudo o que a criatividade de uma mente criminosa possa pensar no sentido de desafiar as forças de segurança está sendo posto em prática.

Tempos difíceis de se viver. Tempos difíceis de se ser polícia.

Para nós, nada disso é surpresa. Infelizmente, ao longo dos anos, vimos uma equivocada e reiterada estratégia de governo em se apostar quase exclusivamente na polícia militar como solução para a questão da violência em nosso estado. Concordo que a PM tem, sim, um papel fundamental nessa problemática. Contudo, somente através de investigação se alcança as lideranças do crime organizado e essa tarefa é exclusiva da Polícia Civil.

Ocorre que com metade do efetivo que tínhamos na década de 80, com cerca de 600 inspetores desviados de suas funções trabalhando como “babás de preso” e em média 4 policiais civis (entre escrivães e inspetores) pedindo exoneração por semana por conta dos baixíssimos salários, fica realmente difícil combater essas organizações de elaborada estrutura organizacional.

Não se consegue resultados diferentes, repetindo uma mesma (e fracassada) fórmula. Quero crer que ainda verei um governo apostar em nós. A Polícia Civil é um gigante que fizeram adormecer, mas que anseia verdadeiramente demonstrar o seu valor. Queremos apenas uma chance !

Valorizem o policial civil, tirem os presos das delegacias e reforcem o nosso efetivo. Nos deem os meios e mostraremos que vagabundo não vai ter vez nesse estado.

*Ana Paula L. Cavalcante
Vice-Presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará.

Fortaleza terá edição do Festival do Software Livre

145 1

festiill

Fortaleza será sede, neste sábado, do Festival Latino-Americano de Instalação de Software Livre (FLISoL). Trata-se de um evento internacional, realizado anualmente, e que ocorre de forma simultânea em diversas cidades da América Latina.

O FLISoL congrega diversas comunidades, de forma voluntária, que têm como principal objetivo promover o uso de software livre, apresentando sua filosofia, alcance, avanços e desenvolvimento ao público em geral.

SERVIÇO

*As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site http://flisolce.org/, onde você também encontra a programação completa e outras informações sobre o evento.