Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Nova Previdência – Deputado cobra debate sobre proposta alternativa do PDT

215 1

O deputado federal Eduardo Bismarck (PDT), titular da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, reafirmou, durante audiência, em Brasília, que o seu partido é contra a proposta da Nova Previdência. A decisão foi tomada durante convenção na última segunda-feira.

“É um tema nacional que afeta todos nós, mas principalmente a população mais carente que está sendo mais prejudicada com esse texto proposto pelo Governo. Precisamos nos debruçar nesse assunto durante as reuniões aqui na Comissão”, afirmou.

Eduardo Bismarck disse que o PDT tem proposta alternativa e que essa proposta precisa ter espaços para entrar em debate.

(Foto – Divulgação)

Nova Previdência pode emperrar na CCJ da Câmara

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça, deputado Felipe Francischini (PSL-PR), ainda não conseguiu encontrar um colega disposto a relatar a reforma da Previdência no colegiado.

A informação é da Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta sexta-feira, adiantando que o parlamentar já sondou pelo menos cinco deputados, mas todos foram reticentes.

Há receio de a proposta emperrar já no comissão.

(Foto – Agência Câmara)

Trens do Metrofor e VLT vão operar normalmente no feriado de segunda-feira

A Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos informa: todas as linhas do sistema metroviário funcionarão normalmente na próxima segunda-feira (25), feriado estadual da Data Magna do Ceará. Com isso, serão mantidos os mesmos horários de operação nas linhas Sul, Oeste e VLT Parangaba-Mucuripe, em Fortaleza, e dos VLTs do Cariri e Sobral.

Confira o horário de operação de cada sistema

LINHA SUL
5h30 às 23h (segunda a sábado)

LINHA OESTE
5h30 às 20h40 (segunda a sábado)

VLT PARANGABA-MUCURIPE
6h às 13h e 16h40 às 20h (segunda a sábado)

VLT DE SOBRAL

5h às 23h (segunda a sexta-feira)

VLT DO CARIRI
6h às 19h (seg a sex)
6h às 14h (sábado)

BNDES apoiará 79 projetos inovadores neste ano

Setenta e nove projetos inovadores de diferentes segmentos da economia foram escolhidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para que sejam executados, a partir de abril, dentro do Programa BNDES Garagem.

Desse total, 49 se encaixam no módulo criação, voltado para apoiar equipes de empreendedores com propostas de negócios inovadores, e 30 no módulo aceleração, destinado a “startups” (empresas emergentes que desenvolvem produtos ou serviços inovadores, com potencial de rápido de crescimento) já em operação.

A primeira edição do programa é promovida em parceria pelo banco com a Wayra, hub (lugar ou forma de conectividade) de inovação aberta pela Vivo no Brasil e Telefônica no mundo, e a Liga Ventures, primeira aceleradora focada em conectar “startups” e grandes corporações do Brasil, informou o banco.

A iniciativa do BNDES pretende dar musculatura a empreendedores e empresas, para que elas possam gerar novos negócios por meio de desenvolvimento de modelos focados na atração de potenciais investidores e clientes.

Temas de interesse

Nessa primeira fase do programa, foram inscritos mais de cinco mil projetos oriundos de todas as regiões brasileiras.

Os programas selecionados abrangem temas de interesse apontados pelo BNDES, que são saúde e bem-estar, sustentabilidade social e ambiental, economia criativa, segurança, soluções financeiras (Fintechs), educação, IoT (Internet das Coisas) e Blockchain (tecnologia de registro distribuído), além de outros importantes setores da economia.

Critérios como oportunidade de negócio, características e tamanho do mercado, consistência e potencial de escala do modelo de negócio foram determinantes para a seleção dos projetos.

Segundo o BNDES, os projetos escolhidos serão acompanhados por profissionais e contarão com estrutura física, apoio tecnológico, administrativo, jurídico, contábil e de comunicação.

“A extraordinária resposta à chamada feita pelo BNDES Garagem evidencia a extensão e o dinamismo do ecossistema de inovação, especialmente digital, no Brasil”, informou o banco.

Acrescentou que “o acesso a novas ideias e a formas inovadoras de trabalhar são importantes ingredientes para o aumento da produtividade das empresas brasileiras e a expansão dos tipos de produtos e serviços que elas podem oferecer”. O BNDES quer construir possibilidades de parcerias, para permitir ao setor privado investir em startups e no desenvolvimento de soluções para suas respectivas necessidades.

O programa BNDES Garagem Aceleração terá duração de seis meses, estendendo-se de 8 de abril a 27 de setembro deste ano, enquanto o BNDES Garagem Criação vai de 8 de maio a 27 de setembro.

SERVIÇO

*Os nomes dos projetos foram anunciados pelo BNDES e podem ser acessados no endereço eletrônico aqui.

(Agência Brasil)

Festa da Indústria – Beto Studart apresenta balanço em tom de despedida

238 1

Edson Neto, Élcio Batista, Elisa Gradvohl, Camilo, Roberto Cláudio e Beto.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado, Beto Studart, proferiu discurso em tom de despedida do seu quinto ano de mandato à frente da entidade. Foi nessa noite de quinta-feira, no La Maison, quando da festa pelo Dia da Indústria. As eleições da nova diretoria da entidade serão realizadas em abril.

Durante o evento, foi entregue a Medalha do Mérito Industrial a personalidades que transformaram a indústria cearense, sob olhares de autoridades como o governador Camilo Santana (PT) e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio.

Os homenageados foram a empresária Elisa Gradvohl, presidente do Sindicato das Indústrias de Frio e Pesca no Estado (Sindfrio); o economista Edson Queiroz Neto, chanceler da Universidade de Fortaleza (Unifor); e o secretário da Casa Civil do Governo do Estado do Ceará, Élcio Batista.

Confira o discurso de Beto Studart

Meus amigos, boa noite!

A Festa da Indústria marca o reconhecimento ao esforço daqueles que, por sua trajetória, contribuem para engrandecer o nosso Estado através da inteligência, capacidade de antever o futuro e poder de realização. São essas pessoas que fazem a história acontecer. A estas pessoas, a sociedade se rende por terem acreditado em seus sonhos e desbravarem mares revoltos, na busca por concretizar objetivos que nunca podem ser vistos como obstáculos intransponíveis.

Nesta data, o setor produtivo é grato em especial a Elisa Gradvohl Bezerra, Edson Queiroz Neto e Élcio Batista, a quem peço inicialmente uma salva de palmas.

Minha queridíssima amiga Elisa é a representação da empreendedora incansável, daquelas que não fogem aos desafios do dia-a-dia e sabem que o seu destino é construir sempre mais. Tem sido assim ao longo de 50 anos e tenho certeza que perdurará por muito mais, porque a sua gênese é a do trabalho, da retidão de caráter e da busca pela perfeição em tudo que faz.

Poucos teriam a capacidade que esta mulher possui de administrar empreendimentos tão dinâmicos como os que compõem o grupo sob a sua direção. Ser pioneira na indústria naval, referência em estaleiro no Brasil e no mundo; atuar no complexo ramo da pesca; e conduzir um dos hotéis de maior prestígio regional como o Marina Park, são prova de competência, ousadia e coragem que tão bem caracterizam o seu perfil.

Dona Elisa, a FIEC se orgulha de tê-la como nossa associada sempre presente nas discussões e o Ceará se envaidece por ser o berço de uma empresária da sua estirpe.

Edson Neto, meu amigo, é uma honra, como presidente da FIEC, conceder-lhe a Medalha do Mérito da Indústria.

O Grupo Edson Queiroz é um dos mais fortes e sólidos do Brasil graças ao visionarismo de seu criador, nome que dignifica a história empresarial do Ceará e do Brasil. Grupo este que agora está sob a gestão de uma nova geração, extremamente capaz, inovadora e conectada com a modernidade, aspectos que sempre foram buscados por Edson Queiroz durante a vida e que, se vivo fosse, estaria orgulhoso de ver como está sendo conduzido por seus descendentes.

Edson, meu caro, você é muito mais do que um gestor de empresas. Você é executivo de um conglomerado que o Ceará adota como seu e serve de modelo para qualquer jovem que pensa em empreender. Ao assumir a chancelaria da Unifor, você agiganta ainda mais o seu exemplo, inspirando a todos por trazer a garra e a força próprias da juventude, sempre disposta a transformar o mundo.

Nesta oportunidade, venho lembrar a figura do Chanceler Airton Queiroz, seu pai, homem dedicado à educação e a cultura, valores que engrandecem e humanizam as relações entre as pessoas. Meu amigo, a sua trajetória honra o legado de seu pai.

Élcio Batista, que aprendi a admirar nesses últimos anos pela facilidade da convivência, elegância no trato particular, conhecimento alargado das engrenagens que compõem a sociedade contemporânea e abertura para o diálogo. De interlocutor nato entre o poder público e o setor privado, Élcio, você tornou-se um amigo da FIEC, no sentido de podermos juntos oferecer o melhor à sociedade cearense.

Vejo em Élcio alguém especial, porque é daqueles que pensam e sabem formular como poucos, legando sempre aprendizado aos que, com ele, têm a oportunidade de interagir. Meu amigo, tem sido anos de excelente relacionamento e esta comenda, que lhe outorgamos, foi a forma encontrada para reafirmar nossos laços de parceria e amizade.

Senhoras e senhores,

Esta é a minha última Festa da Indústria enquanto presidente da FIEC e quis o destino estarmos homenageando Elisa Gradvohl, Edson Queiroz Neto e Élcio Batista, em momento no qual o país começa a retomar a esperança de melhores dias.

A renovação política, proporcionada recentemente, mexeu com os brios de todos nós e legou a possibilidade de vislumbrarmos algo novo daqui para a frente.

Este novo Brasil surge de um recado da sociedade dado em alto e bom som, renegando vícios e sugerindo outros modos de conduta com a classe política e as instituições que mediam as relações entre a sociedade e o poder público.

Este momento está a exigir, de todos nós, atitudes condizentes com os novos tempos. Atitudes que primem pela ética nas relações comerciais, que levem em conta o respeito às instituições e que sejam voltadas ao desenvolvimento do país.

Precisamos, a partir disso, estar cientes de que a transformação requer sacrifícios, e por mais dolorosos que possam ser, é preciso que tenhamos foco nos frutos que irão gerar.

O Brasil amadureceu e vemos uma perspectiva alvissareira de, em breve, retomarmos a rota do crescimento econômico sem solavancos ou situações inesperadas. Felizmente, superamos a fase de discussões improdutivas, onde através de argumentos falaciosos ou subterfúgios, escamoteávamos as soluções de problemas que nos afligiam há tanto tempo.

Nesse sentido, o Congresso Nacional tem um compromisso com o povo, que é aprovar a reforma previdenciária para pavimentarmos a estrada do desenvolvimento. Resolvido esse impasse, temos certeza que o país terá plenas condições de destravar amarras que nos atingem como empreendedores, como a questão tributária, por exemplo.

Além da cobrança excessiva, o empreendedor brasileiro enfrenta a tributação em cascata e o custo elevado para o recolhimento dos impostos, caracterizando o nosso modelo como complexo e caro.

Senhoras e Senhores,

Precisamos simplificar este sistema o quanto antes, para criarmos ambiente de competitividade isonômico com outros países. Sem essa mudança estrutural, o Brasil vai continuar marcando passo na história.

Haveremos de vencer!

O brasileiro tem potencial para empreender, basta rever a trajetória de muitas das empresas e empresários que nos inspiram. Nos deem a possibilidade de exercemos a nobre missão de produzir que nós faremos dessa nação uma nação rica e forte, econômica e socialmente, porque é a nossa vocação e temos sabedoria para fazê-lo.

Há muito clamamos por esta transformação e sinto que é chegada a hora de resolvermos definitivamente questões que nos mantém em desigualdade com o mundo.

Além da implementação de reformas estruturais na economia, o país vivencia ares renovados contra a complacência com o desmando e o desvio da coisa pública. A sociedade passou a estar mais vigilante e ativa contra a ilegalidade e a permissividade com possíveis desvios.
Essa é uma tarefa de todos, a qual jamais deve ser postergada sob pena de desperdiçarmos a chance de deixarmos uma marca indelével para as futuras gerações. É o momento de olharmos para frente, voltarmos a idealizar projetos, e nos debruçarmos sobre questões que digam respeito ao futuro do Brasil.

Amigos,

Olhar para a frente tem sido o mantra de nossa gestão à frente da FIEC nestes cinco anos. Assumi com a missão de tornar esta instituição referência nacional e me sinto extremamente gratificado ao ver que esse objetivo está se tornando realidade.

Graças ao competente e dedicado quadro executivo com o qual pudemos contar nesse período, a quem agradeço a colaboração, disponibilidade e lealdade, em nome da Superintendente Geral Juliana Guimarães, posso afirmar que a Federação das Indústrias do Estado do Ceará tem sido uma voz atuante na defesa dos interesses da indústria, bem como é procurada por entidades irmãs para replicar as ações aqui implantadas e que nos projetaram como norte.

No caso do SENAI, tão bem dirigido por Paulo André Holanda, profissionalizamos a gestão, reestruturamos nosso portfólio e investimos em modernização.

Como resultados, além da sustentabilidade financeira, capacitamos em cinco anos mais de 200 mil pessoas em modalidades diversas, desde aquelas que entram para aprender uma profissão, até as que buscam a instituição para se aperfeiçoar em alguma área específica.
Com relação ao SESI, que tem à frente Veridiana Grotti de Soarez, vivenciamos uma profunda transformação para nos reinventarmos em relação ao mercado. Em termos nacionais, a instituição passou a pensar proativamente as necessidades das indústrias brasileiras, tendo a inovação como estratégia central para promover soluções através da criação dos Centros de Inovação SESI.

Ao Ceará, coube o desafio de implantar o Centro de Inovação SESI em Economia para Saúde e Segurança, desenvolvendo um instrumento capaz de medir o retorno dos investimentos das empresas em saúde e segurança.

O Instituto Euvaldo Lodi, nosso braço em gestão executiva, firmou parcerias com instituições nacionais e internacionais e consolidou esse posicionamento de vanguarda. Promovemos ciclos de cursos de educação executiva internacional, realizando encontros em Fortaleza, na Flórida e em Nova Iorque.

São ações desse tipo que pretendemos continuar vendo por aqui, pois transformam o perfil intelectual do Ceará, e ajuda o Estado a atrair empresas pelo conhecimento. Parabéns, Beatriz Barreira, pela condução desse belo trabalho.

O nosso Centro Internacional de Negócios, dirigido por Karina Frota, passou a adotar o entendimento de que comércio exterior é uma via de mão dupla, pois importar é tão importante como exportar.

Ressalto sempre isso por experiência própria, pois aprender a comprar no exterior matéria-prima ou tecnologia permite incrementarmos produtos e processos elevando nosso padrão de qualidade.

Senhoras e Senhores,

As pessoas que me conhecem sabem de minha obsessão pelo conhecimento. Aliar saber e planejamento são, em essência, a base para que qualquer empreendimento esteja destinado ao sucesso.

Em vista disso, idealizamos o Observatório da Indústria, instrumento de Inteligência Competitiva e Prospecção de futuro, que permite a obtenção de dados de forma virtual, atraindo, como público-alvo, investidores, empresas, setor público, academia e a sociedade em geral.

Por meio desse equipamento, estamos conseguindo avançar cada vez mais na formulação de ideias e pensamentos, com a finalidade de projetar nossas empresas e o Estado através do conhecimento sistematizado.

O Observatório da Indústria nos orgulha ainda por mostrar que o papel de uma instituição de classe é oferecer a sua colaboração através do debate, da discussão de ideias, mas principalmente da proposição, sem ficar a reboque ou procurar benesses ou qualquer outro tipo de favor.

Para o atingimento desse propósito, destaco a importância do meu amigo Sampaio Filho e do economista Guilherme Muchale.

Amigos,

A Festa da Indústria trata-se de instante especial para nos encontrarmos e celebrarmos o que temos construído juntos em prol do Estado. Com as entidades do setor produtivo, queremos reforçar a parceria pela economia de mercado e a liberdade de podermos exercer essa tão nobre e prazerosa tarefa, que é trabalhar oferecendo bens e serviços para satisfazer às necessidades da população.

Com as universidades nos confraternizamos pela troca de ideias, a busca constante do conhecimento, a parceria que nos permita pensarmos em como resolver os problemas que afligem as pessoas.

Não consigo entender a academia separada do setor produtivo, as brilhantes ideias distantes da finalidade maior que é o homem. Torço e luto para que a boa relação mantida entre a FIEC e as universidades se aprofunde e que possamos, um dia, estar bem mais pertos do que estamos hoje.

A todas as instituições que sempre nos prestigiaram, rogo para que continuemos por muito mais tempo mantendo essa convivência fraterna e pródiga, fazendo cada um de nós o que nos cabe como tarefa que nos foi destinada por origem.
Desejo, por fim, externar o meu reconhecimento ao governador Camilo Santana pela forma como tem se dedicado a conduzir os destinos do Ceará. A sua mente aberta e a capacidade de enfrentar os mais variados problemas que acometem o estado, já o credenciam a ser um dos melhores governantes com os quais o nosso povo pôde contar.

Governador, sempre tive com você o imenso prazer de debater os problemas do Ceará na posição de representante do setor industrial. Afirmo que tive, de sua parte, o espaço necessário para dialogarmos na busca de soluções para problemas comuns, e graças a sua leveza e atenção para comigo, me tornei um admirador.

Amigos,

Como já afirmei, esta é minha última Festa da Indústria presidindo a FIEC. Foram anos de grande aprendizado e muita satisfação. Como empresário, me sentia na obrigação de retribuir um pouco do que a vida me deu trabalhando por aquilo que acredito, que é a iniciativa privada. Pessoalmente, o resultado da minha experiência à frente da FIEC está muito acima de minhas expectativas iniciais. Compartilhei decisões difíceis, ampliei relações em vários campos e aprendi que se administrar uma empresa as dificuldades são grandes, gerir uma instituição de classe lhe oferece aprendizados políticos indiscutíveis.

Sou um homem do dia-a-dia empresarial. Esta é a minha expertise, mas jamais vou esquecer estes cinco anos na presidência da Federação. Saio maior, mais fortalecido e, principalmente, aberto para novos desafios, porque nada gratifica mais do que fazer bem feito aquilo a que nos propomos com sinceridade, compromisso e verdade.

Um forte abraço e boa noite a todos!

Beto Studart.

(Foto – Júlio Caesar)

Governo vai leiloar nesta sexta-feira quatro áreas portuárias

O governo vai leiloar quatro áreas portuárias hoje (22), a partir das 10horas, na Bolsa de Valores de São Paulo: três em Cabedelo (PB) e uma em Vitória (ES). Os investimentos previstos nos quatro terminais são de R$ 199 milhões. O leilão faz parte dos planos do governo federal de promover 23 concessões, incluindo portos, aeroportos e ferrovia, dentro dos primeiros 100 dias da gestão.

O valor mínimo de outorga começará em R$ 1. Valor que, segundo o Ministério de Infraestrutura, justifica-se no interesse do governo federal de promover investimentos, melhorar prestação dos serviços dos portos e reduzir custos logísticos.

O secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários do Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, disse que o critério para julgamento dos arrendamentos portuários será o de maior valor de outorga, ou seja, maior lance pelas áreas, em reais.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, estará presente. Anteriormente, ao anunciar o leilão, o ministério informou que as quatro áreas são destinadas à movimentação e armazenagem de granéis líquidos (combustíveis).

Avaliações
Para Tarcísio Gomes de Freitas, o modelo levará à dinamização do setor portuário. “O setor privado quer investir no Brasil, quer investir no setor e terá no ministério um parceiro do empreendedorismo. Nosso foco principal de atuação é a transferência de ativos para a iniciativa privada”, disse.

De acordo com o ministério, as três áreas que serão concedidas são classificadas como brownfield – regiões já existentes que vão receber melhorias operacionais com contratos mais modernos e eficientes.

O prazo de arrendamento é de 25 anos. A AI-01 tem 18.275 metros quadrados de extensão, e serão exigidas pelo menos 19 mil toneladas de capacidade estática de armazenagem.

A área AE-10 tem 18.344 metros quadrados, e a previsão de investimento é de R$ 36,5 milhões. Para o atendimento da capacidade estática de armazenagem, estão previstos investimentos em tanques de aço-carbono de telhado fixo (sem fundação) e de uma estação de descarga e de carregamento.

A área AE-11 tem 20.465 metros quadrados e apresenta capacidade estática de 12.962 metros quadrados, com previsão de aumento para 31.288. Estão previstos investimentos de tanques de aço-carbono de telhado fixo (sem fundação), de uma estação de descarga e de uma estação de carregamento. A previsão de investimentos é da ordem de R$ 35 milhões.

O terminal VIX30, localizado no Porto de Vitória (ES), é um projeto greenfield, uma área nova, sem estrutura física, com prazo de arrendamento de 25 anos. A previsão de investimento é de R$ 128 milhões. A área a ser arrendada tem aproximadamente 74 mil metros quadrados e serve para movimentação de granéis líquidos (combustíveis).

(Agência Brasil)

Programa Mais Infância vai virar política pública de estadual

Onélia e Camilo farão festa pelo Mais Infância.

O governador Camilo Santana (PT) vai sancionar, às 9 horas da manhã desta sexta-feira, em ato no Palácio da Abolição, a lei que transforma o Programa Mais Infância Ceará em política pública estadual. O ato contará com a presença da primeira-dama do Ceará, Onélia Leite, apontada como idealizadora do programa.

Também foram convidados representantes de prefeituras e de entidades públicas e privadas que atuam na área da proteção da criança.

O projeto de lei do Executivo garantindo o Mais Infância Ceará como política pública foi aprovado no último dia 28 de fevereiro pela Assembleia Legislativa.

Com a sanção o programa passa a um novo patamar de atuação com garantias de continuidade, já que sua regulamentação resguarda as conquistas já efetivadas.

(Foto – Divulgação)

Viúva de Ustra parabeniza Bolsonaro por seu aniversário

A viúva do coronel Brilhante Ustra, Joselita Ustra, foi às redes sociais, nessa quinta-feira, parabenizar Jair Bolsonaro por seu aniversário. Ele completou 64 anos.

Ustra é um ídolo para o presidente, que o citou no voto pelo impeachment de Dilma Rousseff – e respondeu a processo no Conselho de Ética por essa razão – e disse que seu livro de cabeceira é a “A verdade sufocada”, cujo autor é o ex-chefe do temido Doi-Codi.

Joseita saudou Bolsonaro ontem, num grupo de whatsapp de direita de Brasília, onde vive.

Eis a postagem:

“Parabéns Presidente. Nossos votos de muita saúde, felicidades e muito sucesso durante o seu governo. Vamos comemorar amanhã sua felicidade familiar. E o seu sucesso pessoal. Obrigada pelo que o senhor já tem feito de bom pelo Brasil. Ao senhor, a Senhora Michele e filhos momentos inesquecíveis . Atenciosamente, Joseita Ustra e filhas”.

(Com Veja)

Camilo Santana, o Pacto Federativo e a bandeira da paz

202 1

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta sexta-feira:

O governador Camilo Santana (PT) ergueu a bandeira da paz em direção ao governo Bolsonaro (PSL) durante ato de entrega de moradias do Minha Casa, Minha Vida no José Walter, na quarta-feira. Sinal de que continuará adotando mesmo estilo: o diálogo, em nome dos altos interesses do Estado.

Para observadores, o fato de ele agradecer o Governo Federal pelo pacotão de casas do Cidade Jardim II não surpreende.

Camilo, do PT anti-Bolsonaro e, mesmo questionando itens da Nova Previdência, busca manter a ponte erguida entre o Ceará e Brasília, em nome do Pacto Federativo. Não iria ao palanque confrontar. Como gestor de um Estado pobre, encravado numa região onde o PT é maioria, contemporizar seria a alternativa.

De qualquer forma, o primeiro sinal de uma política sem tantos confrontos foi dado. É saber o que será de uma relação com 2020 pelo meio.

(Foto – Divulgação)

Jair Bolsonaro tem reunião com seis presidentes sul-americanos nesta sexta-feira

O presidente Jair Bolsonaro cumpre nesta sexta-feira (22), em Santiago, no Chile, mais uma agenda internacional. Ele se reúne, no final da manhã, com presidentes de seis países na Cúpula Presidencial de Integração Sul-Americana. Além do líder brasileiro, participam do encontro os presidentes da Argentina, do Peru, da Colômbia, do Paraguai, Equador e Chile, informou o Palácio do Planalto.

O destaque do encontro será o lançamento do Prosul, nova comunidade de países latino-americanos que deverá substituir a União das Nações Sul-Americanas (Unasul). O Prosul será formado por 12 países: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai, Costa Rica, Nicarágua, Panamá e República Dominicana.

Ontem (21), ao desembarcar na capital chilena, Bolsonaro destacou a criação do novo grupo de países e enfatizou compromissos com democracia e liberdade no subcontinente.

“É uma satisfação visitar o Chile, tenho profundo respeito pelo povo chileno, pelo presidente Piñera. Trataremos de assuntos de interesse dos nossos países, esse é o grande objetivo da nossa viagem, além de, com toda certeza, selarmos aqui o fim da Unasul. A América Latina toda deve se unir em cima do termo democracia, liberdade e prosperidade”, afirmou.

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, concede entrevista coletiva ao desembarcar em Santiago, Chile.
O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, concede entrevista coletiva ao desembarcar em Santiago, Chile – José Dias/PR
O encontro de líderes sul-americanos prevê uma declaração conjunta à imprensa no início da tarde, seguida de almoço oferecido aos chefes de Estado pelo presidente anfitrião, Sebastian Piñera. Bolsonaro deverá conceder entrevista exclusiva a um veículo de imprensa do Chile.

Integram a comitiva os ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Wagner Rosário (Controladoria-Geral da União), Ernesto Araújo (Relações Exteriores), além dos deputados federais Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e Hélio Lopes (PSL-RJ).

Neste sábado (23), Bolsonaro participa de um café da manhã com cerca de 20 empresários, a convite da Sociedade de Fomento Fabril do Chile (Sofofa), uma das principais associações empresariais do país. Na sequência, ele se reúne, em encontro bilateral, com o líder chileno Sebástian Piñera, no Palácio La Moneda. Antes do encontro, deposita flores no monumento em homenagem ao libertador chileno, o general Bernardo O’Higgins. Após almoço da comitiva brasileira com o presidente Piñera, Bolsonaro e comitiva embarcam de volta ao Brasil.

(Agência Brasil)

Nova Previdência – Protestos contra a proposta ocorrerão em 51 cidades do Ceará

330 1

Os movimentos social e sindical , partidos de esquerda e entidades da sociedade civil vão promover, durante esta sexta-feira, em todo o País, uma série de protestos contra a proposta de reforma da Previdência do governo Jair Bolsonaro.

No Ceará, com chuva ou com sol, haverá atos em pelo menos 51 cidades, de acordo com a Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado (Fetamce), que mobiliza a população desses municípios contra o que define como golpe contra os benefícios da classe trabalhadora.

“Querem dificultar a concessão da aposentadoria e reduzir o valor dos benefícios”, eis o que diz trecho do comunicado que a Fetamce distribuiu, ao longo desta semana, para mobilizar principalmente professores e lideranças sindicais.

Em Fortaleza, a concentração ocorrerá a partir das 9 horas, na Praça da Imprensa, devendo contar com a adesão de setores da construção civil e outras categorias de peso.

Temer e Moreira Franco passam a primeira noite na prisão

O ex-presidente Michel Temer passou a primeira noite na prisão. Moreira Franco, ex-governador do Rio de Janeiro e ex-ministro do governo Temer, também passou a primeira noite nessa mesma condição., informou o Portal G1.

Temer está preso na superintendência da Polícia Federal, em uma sala da corregedoria da PF, no terceiro andar do prédio. É uma das poucas salas no edifício que tem banheiro privativo. O local tem frigobar, ar-condicionado e cerca de 20 m².

Temer estava em São Paulo quando foi preso pelos agentes. Logo depois, ele foi transferido para o Rio.

Já Moreira Franco foi preso nas proximidades do Aeroporto Tom Jobim e ficará detido na mesma unidade em que está o ex-governador Luiz Fernando Pezão, a Unidade Prisional da Polícia Militar, em Niterói.

Os dois foram presos pela Lava Jato do RJ, na tarde de quinta-feira (21), após a decisão do juiz Marcelo Bretas. A prisão teve como base a delação de José Antunes Sobrinho, dono da Engevix, que disse ter pago R$ 1 milhão em propina.

(Foto – Reprodução TV Globo)

Fortaleza amanhece com chuva forte e vários alagamentos

Fortaleza registra pancadas de chuva neste início de manhã de sexta-feira, o que exige muita cautela por parte dos motoristas.

É que em vários pontos da cidade, os alagamentos voltam a se registrar escondendo buracos em alguns trechos. A Defesa Civil do Município está de plantão, acompanhando principalmente a situação de comunidades que já sofrem com cheias do rio Cocó.

A Funceme preve para esta sexta-feira, no Estado, nebulosidade variável, com chuvas isoladas no Litoral Norte e na Ibiapaba. Nas demais áreas, há possibilidade de chuva.

Até as 6 horas desta sexta-feira, a Funceme já registrou chuva em 61 municípios.

Confira as 10 maiores até agora

Acaraú (Posto: Acaraú) : 72.0 mm

Palmácia (Posto: Palmácia) : 64.6 mm

Itapipoca (Posto: Itapipoca) : 56.8 mm

Uruoca (Posto: Uruoca) : 44.0 mm

Independência (Posto: Desejo) : 41.2 mm

Uruoca (Posto: Campanario) : 39.0 mm

Granja (Posto: Granja) : 36.0 mm

Cruz (Posto: Cruz) : 35.0 mm

Granja (Posto: Tiaia De Baixo) : 35.0 mm

Ocara (Posto: Ocara) : 33.2 mm

 

(Foto – Paul MOska)

Edson Fachin adia depoimento de Lula

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), aceitou o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para suspender o depoimento dele marcado para esta sexta-feira (22).

Detido há 11 meses, na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, no Paraná, Lula era aguardado para depor em quatro inquéritos.

Fachin concordou com a defesa e determinou prazo mínimo de cinco dias úteis para que os advogados possam analisar o material.

O ministro determinou, ainda, que a 13ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Curitiba seja comunicada com “urgência” da decisão.

A defesa de Lula, desde sua prisão em abril de 2018, reitera a inocência dele e diz que ele não cometeu crimes em momento algum. O ex-presidente também afirma que não cometeu irregularidades.

(Agência Brasil)

Trump sinaliza que vai facilitar visto para brasileiros, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (21) que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sinalizou a possibilidade de facilitar a entrada de brasileiros no país norte-americano, como gesto de contrapartida à decisão do governo brasileiro de isentar cidadãos de quatro países, inclusive os EUA, do visto de turismo e negócios para entrada no país. A sinalização teria ocorrido durante reunião bilateral ocorrida na última terça-feira (19), em Washington, na primeira visita oficial de Bolsonaro ao exterior.

“O presidente Trump sinalizou sobre a possibilidade, para alguns grupos de brasileiros, [de] começar a abrir a insenção de visto”, afirmou o presidente, durante transmissão ao vivo em sua página no Facebook, diretamente de Santiago, no Chile, onde cumpre agenda a partir desta sexta-feira (22). O presidente brasileiro não detalhou como será essa isenção.

De acordo com o presidente norte-americano, no entanto, a ideia é viabilizar a inclusão do Brasil no programa Global Entry, iniciativa do governo dos EUA que permite que viajantes frequentes de determinados países possam entrar no país sem passar pelas filas de imigração. Atualmente, são elegíveis ao programa cidadãos de 11 nações: Argentina, Índia, Colômbia, Reino Unido, Alemanha, Panamá, Cingapura, Coreia do Sul, Suíça, Taiwan e México.

Apesar de facilitar a entrada, o Global Entry não chega a isentar os viajantes de visto. São exigidas algumas condições básicas, como entrevista e comprovante de inexistência de antecedentes criminais.

Bolsonaro justificou a decisão do governo brasileiro de isentar de vistos viajantes temporários oriundos de EUA, Japão, Canadá e Austrália, ao dizer que a medida vai gerar divisas para o país, por meio da promoção do turismo.

“Houve uma crítica, por parte da imprensa, de que deixaríamos de arrecadar nessa questão de visto em torno de R$ 60 milhões por ano. Só que, com toda certeza, como o fluxo de gente será muito grande aqui, dada a isenção de visto, para turismo e negócio, eles vão deixar bilhões aqui dentro, que superam, em muito, esses R$ 60 milhões que, por ventura, estaremos perdendo aí na isenção de visto”, afirmou.

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e o presidente dos EUA, Donald Trump, durante uma entrevista coletiva no Rose Garden da Casa Branca, em Washington (EUA)
O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e o presidente dos EUA, Donald Trump, durante entrevista coletiva no Rose Garden da Casa Branca, em Washington (EUA) – Isac Nóbrega/PR

Otan

Durante a transmissão, em que fez um balanço da viagem aos EUA, Bolsonaro comemorou outra promessa de Donald Trump, de que vai trabalhar para a entrada futura do Brasil na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), aliança militar composta por 29 países-membros da Europa e América do Norte.

“Outro assunto tratado lá também foi a possibilidade do Brasil integrar um seleto grupo de grande aliado extra-Otan. Existe a Otan, a Organização do Tratado do Atlântico Norte, onde os países do Atlântico Norte fazem parte desse grupo de auto-defesa, ou seja, quando um país, por ventura for atacado injustamente, os outros países tem aquele ato como agressão a si próprio. E logo depois, o presidente Trump falou que, mais do que isso, ele quer nos colocar na Otan mesmo. Ele pretende modificar o estatuto da Otan, vai levar à apreciação dos demais parceiros, para ver se o Brasil entra efetivamente nesse círculo”.

No balanço da viagem, o presidente da República ainda destacou a assinatura do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) para uso comercial da base de lançamentos aeroespaciais de Alcântara, no Maranhão.

(Agência Brasil)

Fortaleza e um mutirão da limpeza

189 1

Com o título “Mutirão da limpeza”, eis artigo de Pedro Roberto Sampaio, administrador de empresas. Ele aborda a Fortaleza das rampas de lixo. Ele apregoa conscientização dos cidadãos por uma cidade limpa. Confira:

As calçadas, praças, ruas e avenidas da nossa cidade, com raras exceções, são imensos depósitos de lixo. É comum vermos fezes caninas, ora jogadas pelas calçadas, ora corretamente recolhidas em saquinhos, mas descartadas nas esquinas ou em canteiros de árvores. Vemos ainda sacos, copos e garrafas plásticas usadas, encartes de jornal e folders de propaganda, bandejas de isopor, vidros, tudo isso despejado sem escrúpulos em quase todos os logradouros por onde transitamos.

Uma cidade suja só revela os péssimos hábitos de sua população. E a carência de investimentos numa melhor educação cidadã, que difunda entre os habitantes a importância da visão de sua calçada como a entrada para a sala de visitas de casa ou o hall do edifício onde mora, e estimule o engajamento dos moradores na tarefa de cuidar voluntariamente desse espaço.

Na década de 1970, uma campanha educativa do governo federal, “Povo desenvolvido é povo limpo”, gerou bons resultados. Protagonizada pelo Sujismundo, um personagem cujos maus hábitos de conduta, apontados nos comerciais como fonte de consequências negativas, eram a base para os ensinamentos sobre o modelo de higiene que a população deveria cultivar. Contribuiu para a formação de bons hábitos, sobretudo nas crianças, intervindo positivamente também na educação dos pais, advertidos pelos filhos quando flagrados em atitudes de desleixo.

Nós podemos, sim, ter uma cidade limpa, desde que não esperemos apenas pelos órgãos do poder público para isso, ainda que seja atribuição deles. Se nos envolvermos com empenho no processo de transformá-la, basta praticarmos pequenas ações pontuais, para alcançarmos um efeito positivo em cadeia. Como exemplo, apontamos a conscientização do pessoal da limpeza dos condomínios, pelo síndico, para varrerem também o passeio em frente ao prédio ou até o do vizinho, se for terreno baldio em estado de abandono. Como também o estímulo ao descarte de lixo, incluindo as fezes dos cães conduzidos por seus donos no passeio, apenas nos locais destinados a esse fim.

Assim, se cada um de nós se dispuser a ser parte desse mutirão, os resultados não tardarão a se fazer sentir.

*Pedro Roberto Sampaio,

Administrador de empresas.

(Foto – Arquivo)

Coordenador da Vigilância em Saúde de Fortaleza alerta sobre o Aedes aegypti

176 1

Depois da virose da mosca, aquele que levou boa parte dos fortalezenses a um encontro forçado com o banheiro, eis a nova preocupação dos moradores: as arboviroses.

Nélio Morais, coordenador da Vigilância em Saúde da Prefeitura, alerta à população para que continue colaborando na prevenção contra o Aedes aegypti. Ou seja, garantindo limpeza e nada de acúmulo de água em pneus, vasos de planta e outros recipientes ou equipamentos.

A ordem é vigilância total, porque o período que vai de março até junho é momento de reprodução do mosquito.

(Foto – Arquivo)

Projeto quer Parceria Público-Privado para melhorar a iluminação pública de Fortaleza

229 1

“As ruas escuras são um perigo à segurança da população”. Com base nesse mote, o vereador Odécio Carneiro deu entrada num projeto que quer institui a Parceria Público-Privada entre a Prefeitura de Fortaleza e a iniciativa privada para a melhoria da iluminação pública de ruas da cidade.

Ele se basei em algumas praças de Fortaleza já adotadas por empresas – através do Programa de Adoção de Praças. Quer essa mesma ideia para pessoas físicas e jurídicas, garantindo que fiquem isentas da contribuição para custeio do serviço de iluminação pública como contrapartida.

O artigo 3º do Projeto destaca: as pessoas que estabelecerem convênio com o município de Fortaleza, nos termos desta Lei, terão isenção da contribuição para custeio do Serviço de Iluminação Pública de que trata a Lei Municipal 8.678 de 31 de dezembro de 2002 (Programa de Adoção de Praças). Condomínio e empresas poderiam se comprometer com a elaboração de projetos direcionados para melhoria da iluminação pública de suas vias, isentando moradores e empresas do pagamento da COSIP – Contribuição Social de Iluminação Pública.

(Foto – CMFor)