Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Mercado diz que economia crescerá 1,2% em 2017

“Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) informaram que a projeção de crescimento da economia brasileira em 2017 passou de 1,1% para 1,2%. Para 2016, elas mantêm a estimativa de encolhimento da economia. A projeção de queda do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, permanece em 3,20% para 2016. As estimativas fazem parte de pesquisa feita todas as semanas pelo BC sobre os principais indicadores da economia. O levantamento é divulgado às segundas-feiras no boletim Focus.

A projeção das instituições financeiras para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), foi mantida em 7,31% este ano, e caiu de 5,14% para 5,12%, em 2017. As estimativas estão distantes do centro da meta de inflação de 4,5%. Para 2016, a projeção ultrapassa também o limite superior da meta que é 6,5%. O teto da meta em 2017 é 6%.”

(Agência Brasil)

Fies inscreve para vagas remanecentes

“Começam hoje (22) as inscrições para as vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) no segundo semestre de 2016. O prazo para os estudantes não graduados que tenham sido pré-selecionados no processo regular vai até o dia 28. No dia 26, começam as inscrições para os estudantes graduados pré-selecionados.

A inscrição é gratuita e feita exclusivamente pela internet, na página do FiesSeleção. Em seguida, o estudante deve acessar o Sistema Informatizado do Fies e concluir sua inscrição em dois dias úteis subsequentes.

Pode se inscrever às vagas remanescentes o estudante que tenha renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos, tenha participado do Enem a partir da edição de 2010 e obtido média igual ou superior a 450 pontos e nota na redação superior a 0.

O Fies é o programa do Ministério da Educação que financia cursos superiores em instituições privadas com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). Nesta edição, foram ofertadas 75 mil vagas.

O programa oferece financiamento a uma taxa efetiva de juros de 6,5% ao ano. O percentual do custeio é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante.”

(Agência Brasil)

ZPE do Pecém – Estado busca parceria financeira para atrair empresas

balhmann

O governo estadual e o Banco do Brasil vão firmar um protocolo de intenções pró-financiamento de indústrias do ramo de granito que queiram se instalar na Zona de Processamento de Exportações (ZPE) do Complexo Industrial e Portuário do Pecém.

A previsão é de que isso possa ocorrer em breve.

As conversações estão sendo travadas pelo secretário de Assuntos Internacionais do Governo, Antônio Balhmann.

Planejamento diz ter arrecadado R$ 26 milhões com venda de imóveis da União

“O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão arrecadou, até o momento, R$ 26 milhões com a venda de imóveis da União. O valor foi ganho com a negociação de 16 unidades. O processo de alienação dos imóveis começou em janeiro. O governo anunciou a política de vendas em 2015, para obter recursos e custear reformas em prédios públicos e, assim, economizar no aluguel e manutenção.

No início deste ano, a Caixa Econômica Federal assumiu o papel de intermediadora das operações, após as licitações feitas no ano passado pelo governo não atraírem compradores. Para o governo, o banco seria bem-sucedido na empreitada devido a facilidades como estratégias de divulgação, contatos com investidores e linhas de crédito.

Na ocasião, o Planejamento informou a expectativa de arrecadar ao todo R$ 1,5 bilhão com a venda de imóveis. Segundo a pasta, o valor obtido até agora é baixo devido ao fato de o processo estar no início e as etapas para concretizar as operações serem demoradas.

Para disponibilizar os imóveis, primeiro é necessário a publicação de portaria pelo Ministério do Planejamento autorizando a venda. Depois, a Caixa deve fazer a avaliação e a regularização das unidades. A etapa seguinte é o lançamento dos editais de licitação pelo banco, nas modalidades concorrência ou leilão, e a execução do processo respeitando prazos e regras. Passada a licitação, os imóveis nos quais não houve interessados podem ser liberados para venda direta.

Qualquer pessoa física ou jurídica pode adquirir as unidades, que ficam em diversas unidades da Federação e têm valores a partir de R$ 460 mil. Os imóveis são de tipos diversos: casas, apartamentos, lojas e terrenos. É possível acompanhar quais estão disponíveis no site da Caixa.”

(Agência Brasil)

PMDB ocupa diretorias do BNB

eunicio-apoia-temer-de-olho-no-senado_578835

Michel Temer e Eunício.

Da Coluna de Sônia Pinheiro, no O POVO desta segunda-feira:

A nova diretoria do Banco do Nordeste vai estrear, nesta semana, na reunião do Conselho Administrativo da Instituição.

Da atual cúpula, ficará apenas o diretor Financeiro e de Crédito, Romildo Rolim, uma indicação do líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira.

Outro afilhado do senador peemedebista é o diretor de Desenvolvimento, Perpétuo Cajazeiras.

Já o PMDB da Paraíba fará de Nicola Miccione o diretor de Ativos de Terceiros, enquanto o líder do Solidariedade na Câmara, o cearense Genecias Noronha, emplacará o diretor Administrativo e de Tecnologia.

DETALHE – O atual presidente do BNB, Marcos Holanda, é uma indicação de Eunício Oliveira.

Rio 2016 – Imprensa americana elogia o evento

“A imprensa americana se rendeu ao sucesso dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Após a cerimônia de encerramento ontem (21) à noite, jornais, rádios, canais de televisão e sites dos Estados Unidos destacaram a organização dos jogos, o calor e a amizade do povo brasileiro, os resultados e recordes alcançados, em uma demonstração de que a mídia do país mudou sua percepção em relação ao evento. Antes dos jogos, o noticiário era dominado por previsões pessimistas, indicando que a competição poderia se transformar em um grande fiasco.

A rede de televisão CBS publicou em sua página na internet 58 slides rotativos destacando a cantora Roberta Sá evocando Carmen Miranda, figurantes formando a imagem do Cristo Redentor, os fogos de artifício e até curiosidades como, por exemplo, atletas britânicos usando tênis que emitiam intenso brilho durante a cerimônia de encerramento.

Em matéria assinada pelos correspondentes Silvio Romero e Andrew Jacobs, o jornal The New York Times destacou que, apesar dos receios generalizados de que a cidade estaria despreparada, ou que a criminalidade e a desorganização poderiam transformar os Jogos Olímpicos em um constrangimento nacional, muitos brasileiros passaram a ver os jogos como “um triunfo e uma distração necessários” para fugir dos problemas econômicas e da agitação política. O mesmo artigo assinala que, nos dias após a cerimônia de abertura, as críticas de que os jogos significaram o uso inadequado de dinheiro público, em um momento de crise financeira do país, ficaram relegadas a segundo plano em decorrência de um sentimento comum de que o Brasil conseguiu superar os desafios logísticos, proporcionando ao maior evento esportivo do mundo a presença de meio milhão de visitantes, que acorreram ao Rio para assistir aos primeiros Jogos Olímpicos da América do Sul.

Em outra matéria, o jornal The New York Times menciona críticas aos Jogos Olímpicos Rio 2016, como os gastos excessivos para o tamanho do orçamento da cidade. No entanto, o jornal diz que os jogos alteraram profundamente a paisagem do Rio, dando oportunidade ao surgimento de um porto revitalizado, uma nova linha de metrô e de uma onda de projetos municipais que estavam há muito parados na mesa dos administradores.

O jornal Los Angeles Times colocou no alto de sua página na internet, em letras grandes, o seguinte título: “Os Jogos do Rio provaram ser um desafio, mas, no final, as coisas não foram tão ruins”. O jornal lembra o comportamento da torcida que, em alguns casos, aplaudiu os maiores atletas do mundo, mas às vezes também vaiou, o que “mostra a característica exuberante do comportamento das multidões no Brasil”. O mesmo artigo lembra que, durante os jogos, houve relatos de crimes nas ruas, de gafes logísticas e falhas nas sedes das competições, fatos que sugerem que o Brasil não estava completamente pronto para o evento. No entanto, o jornalista David Tharton, autor do artigo, relativiza esses problemas, afirmando que são adversidades que estão no contexto de um grande evento, realizado na América do Sul pela primeira vez. O que vale, de acordo com o autor, é que os sambistas e os demais participantes que protagonizaram a festa de encerramento, em meio à chuva, e os fogos de artifício, que iluminaram o céu sombrio, mostraram que o Rio estava determinado a ser “a cidade do acolhimento”.

O jornal The Washington Post destacou, com uma foto ampliada da cerimônia de encerramento, que os Jogos Rio 2016 exibiram resultados brilhantes conquistados pelos atletas e também uma infinidade de contratempos, mas, ao final, a cidade anfitriã mostrou que está marchando em um “um caminho para uma vida feliz”. Segundo o jornal, os atletas que desfilaram envoltos em ponchos de plásticos, por causa da chuva, distribuíam sorrisos, mostrando que a cerimônia de encerramento foi um final adequado para uma Olimpíada que antes, em razão das dificuldades, “parecia ser uma subida íngreme”.

A revista Time observa que, em um evento que reúne mais de 11 mil atletas de 206 países, como os Jogos Rio 2016, é normal esperar grandes coisas. A revista afirma, porém, que os Jogos Rio 2016 apresentaram recordes esportivos, estreias inacreditáveis e momentos surpreendentes, mesmo para um evento dessa dimensão. No que se refere ao Brasil, a revista cita como relevantes, entre outras conquistas,  as medalhas do futebol e do vôlei de praia. Porém, destaca a vitória a vitória de Rafaela Silva, do judô, fato que obrigou o país a perceber a existência de cidadãos “por vezes esquecidos”.

Rafaela Silva é, conforme a revista, produto dos bairros de favelas onde a vida é dura, no Rio de Janeiro. “Ela trouxe ao Brasil sua primeira medalha de ouro dos Jogos, e, com isso, demonstrou que a perseverança e o desempenho não são uma questão de dinheiro ou privilégio, mas de espírito”.

A versão americana do jornal britânico The Guardian destacou que, neste fim de semana, “choveram” medalhas de ouro para os brasileiros em voleibol de praia, voleibol e futebol masculino. Com isso, segundo o jornal, parece que, no final, o Brasil finalmente capturou na imaginação a existência dos Jogos Rio 2016. O jornal lembrou que, na noite do encerramento, os aplausos mais calorosos dos que estavam no Maracanã foram destinados aos voluntários e que esse comportamento “parece apropriado”, uma vez que eles (os voluntários) e também os atletas tiveram gestos e façanhas que parecem ter ajudado a “capturar a imaginação da cidade”.

O site da agência de notícias Reuters afirmou que os brasileiros compareceram à cerimônia de encerramento dos jogos com um sentimento de “alívio” por terem conseguido realizar com competência a primeira Olimpíada da América do Sul. Segundo a agência, depois de 17 exaustivos dias, o Rio de Janeiro colocou de lado as dificuldades iniciais relacionadas à falta de público nos locais de jogos, a falhas de segurança e ao surgimento de uma misteriosa coloração verde nas piscinas de competições “para fazer uma grande festa carnavalesca”.

(Agência Brasil)

Papa nomeia arcebispo para missa de canonização de Madre Tereza

madreteresa

“O Papa Francisco nomeou o arcebispo de Sarajevo (Bósnia-Herzegovina), o cardeal Vinko Pulic, como enviado especial à missa que irá celebrar a canonização da beata Madre Teresa de Calcutá em Skopje, sua cidade natal na Macedônia. A missa será no próximo dia 11 de setembro, sendo que a canonização está prevista para o dia 4, na Praça São Pedro, no Vaticano.

Este é um dos eventos mais importantes do Jubileu Extraordinário da Misericórdia. A informação foi divulgada pela Santa Sé. Nascida em 1910, em Skopje, Madre Teresa, ou Anjezë Gonxhe Bojaxhiu, morreu em 1997, em Calcutá, na Índia, onde passou boa parte de sua vida. Sua atuação como missionária rendeu o Prêmio Nobel da Paz em 1979, mas também a antipatia do regime de Enver Hoxha na Albânia, país ao qual pertencia Skopje na época de seu nascimento.

Ela deixara a nação quando tinha apenas 18 anos e só conseguiu retornar em 1989, quando o comunismo começava a desmoronar. Seus parentes já tinham morrido, mas Madre Teresa rezou sobre seus túmulos — e também sobre o do ditador que a separara de sua família. A futura santa morreu em setembro de 1997, seis anos antes de ser beatificada pelo papa João Paulo II.”

(Agência Lusa)

Seca no Ceará – 126 açudes estão com nível 30% abaixo de sua capacidade

O Ceará está com 126 açudes, de seus 153 mananciais, com níveis de água abaixo de 30% da capacidade máxima. O Estado possui, atualmente, 10,8% do seu volume total. A informação é da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). Os dados foram atualizados nessa noite de domingo.

O Castanhão, açude responsável pelo abastecimento da Grande Fortaleza, registra volume de 7,27%. O nível máximo do afluente é de 6,7 bilhões de m³. Cada m³ equivale a mil litros de água.

A quadra chuvosa de 2016 entrou na lista das dez piores precipitações do Ceará, desde 1951. O Estado fechou o período entre fevereiro e maio com 329,3 mm de precipitação e desvio negativo de 45,2%.

( POVO)

Presidente do PT avisa: Luizianne é competitiva e vai estar no 2º turno

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=ud7-czPB6HQ[/embedyt]

Para o presidente do PT do Ceará, Francisco de Assis Diniz, a candidatura Luizianne Lins é competitiva e deverá estar no segundo turno da eleição à Prefeitura de Fortaleza.

O dirigente avaliou a pesquisa O POVO/Datafolha, publicada na edição desse domingo (21) no O POVO, como positiva para o PT, pois mostra o potencial da ex-prefeita de Fortaleza.

Ela aparece num empate técnico com Capitão Wagner (17% x 20%), atrás do índice de Roberto Cláudio (PDT), que soma 27% das intenções de voto.

Diniz lembrou que não há um arco de aliança de sustentação à candidatura de Luizianne Lins.

Horário eleitoral terá inicio na sexta-feira com inovações

Da Coluna Vertical, no O POVO desta segunda-feira (22):

O horário eleitoral gratuito terá inicio na sexta-feira (26) com inovações, a começar pelos programas dos candidatos. Ao contrário de pleitos anteriores, desta vez só terão programas os candidatos a prefeito e vice – com tempo total de 10 minutos por cada bloco (antes, 30 minutos). Candidatos a vereador perderam esse espaço e mostrarão apenas a carinha nas inserções, que serão divididas nas emissoras durante a programação.

Neste caso, dos 70 minutos destinados em cada emissora, 40% serão distribuídos com candidatos a vereador e os 60% restantes com os candidatos majoritários. Soma-se a essas mudanças, o tempo da programação que será de 35 dias – sendo a veiculação dos programas de segunda a sábado e as inserções, todos os dias.

No geral, as modificações sugerem uma disputa curta e diluída. Um teste de fogo, sem dúvida, para as próximas eleições.

Senado tem últimas votações antes da agenda do impeachement

“O início do julgamento do impeachment da presidenta Dilma Rousseff, na próxima quinta-feira (25), não será o único evento importante na agenda do Sendo esta semana. Antes de começar a discutir se a presidenta cometeu crime de responsabilidade, os senadores terão de se debruçar sobre pautas importantes que precisam ser analisadas até quarta-feira (24), em razão da agenda política congestionada neste segundo semestre.

A mais importante delas será a Proposta de Emenda à Constituição da Desvinculação das Receitas da União (DRU), que libera 30% do orçamento para ser utilizado livremente pelo governo, sem vinculação a rubricas específicas. A PEC deveria ter sido votada na última semana, mas o plenário não alcançou o quórum necessário para a deliberação.

Também está na pauta o projeto de lei que altera a Lei de Responsabilidade Fiscal para tornar ainda mais duras as regras de gastos futuros com pessoal na administração pública. O projeto proíbe prefeitos, governadores e o presidente da República de conceder aumentos salariais que comecem a valer após o fim dos mandatos.

Além dessas, outras propostas podem ser inseridas na pauta por acordo com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Esta será a última oportunidade em meses para que os senadores se dediquem a votar projetos, especialmente os que necessitem de quórum qualificado para apreciação.

A expectativa é de que os senadores só voltem a se reunir com foco na pauta da Casa após o segundo turno das eleições municipais, no fim de outubro. Após o julgamento do impeachment, previsto para terminar na terça-feira (31) mas podendo se estender por mais tempo, a previsão é de que os senadores voltem aos estados para participar das campanhas de seus candidatos às prefeituras.”

(Agência Brasil)

Genecias acredita que Capitão Wagner ainda irá crescer e que disputará 2º turno com RC

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=TemoYvK1z0U[/embedyt]

O presidente do Solidariedade no Ceará, deputado federal Genecias Noronha, avaliou, nesta segunda-feira (22), os números da pesquisa O POVO/Datafolha, a primeira em Fortaleza após o início da campanha eleitoral, publicada na edição desse domingo (21) do O POVO.

Para o dirigente do SD, a pesquisa não trouxe nenhuma surpresa, diante da liderança do prefeito Roberto Cláudio (PDT), com 27% das intenções de voto, seguido por Capitão Wagner (PR) e Luizianne Lins (PT), com 20% e 17%, respectivamente.

Na avaliação de Genecias, o candidato do PR ainda deverá crescer na preferência do eleitorado, o que o levará para o segundo turno em uma disputa com Roberto Cláudio.

Senado tem últimas votações antes de impeachment e eleições municipais

O início do julgamento do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, na quinta-feira (25), não será o único evento importante na agenda do Sendo esta semana. Antes de começar a discutir se a presidenta cometeu crime de responsabilidade, os senadores terão de se debruçar sobre pautas importantes que precisam ser analisadas até quarta-feira (24), em razão da agenda política congestionada neste segundo semestre.

A mais importante delas será a Proposta de Emenda à Constituição da Desvinculação das Receitas da União (DRU), que libera 30% do orçamento para ser utilizado livremente pelo governo, sem vinculação a rubricas específicas. A PEC deveria ter sido votada na última semana, mas o plenário não alcançou o quórum necessário para a deliberação.

Também está na pauta o projeto de lei que altera a Lei de Responsabilidade Fiscal para tornar ainda mais duras as regras de gastos futuros com pessoal na administração pública. O projeto proíbe prefeitos, governadores e o presidente da República de conceder aumentos salariais que comecem a valer após o fim dos mandatos.

Além dessas, outras propostas podem ser inseridas na pauta por acordo com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Esta será a última oportunidade em meses para que os senadores se dediquem a votar projetos, especialmente os que necessitem de quórum qualificado para apreciação.

A expectativa é de que os senadores só voltem a se reunir com foco na pauta da Casa após o segundo turno das eleições municipais, no fim de outubro. Após o julgamento do impeachment, previsto para terminar na terça-feira (31) – mas podendo se estender por mais tempo -, a previsão é de que os senadores voltem aos estados para participar das campanhas de seus candidatos às prefeituras.

(Agência Brasil)

Executivos da Odebrecht dizem ter dado R$ 100 milhões ao PT

guidomantega

“Executivos da Odebrecht disseram em tentativa de delação premiada que a empresa pagou pelo menos R$ 100 milhões em propina para o PT em negociações intermediadas pelo ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Os repasses teriam sido realizados por meio do Setor de Operações Estruturadas da holding, chamado pelo Ministério Público Federal (MPF) de “escritório de lavagem e pagamento de propina”.

Segundo o relato dos executivos, a maior parte dos pagamentos teria sido feita em troca de benefícios obtidos nos últimos anos graças a projetos como a desoneração da folha de pagamentos e a redução de imposto de renda sobre o lucro de empresas brasileiras no exterior.

Na negociação de delação, os funcionários detalharam os valores astronômicos que abasteceram o Setor de Operações Estruturadas, comandado pelo diretor Hilberto Silva no 16º andar da sede da Odebrecht em São Paulo, o mesmo onde funciona a presidência da empresa.

O superior hierárquico de Silva era Marcelo Odebrecht, preso há um ano e uma das delações mais esperadas da Lava-Jato.”

(Com Agência)

Crato – Samuel Araripe restaura prédio histórico para sediar comitê

eleições 2016 crato 0821 prédio histórico

O candidato do PSDB à Prefeitura do Crato, Samuel Araripe, reformou o antigo Banco Caixeiral para sediar o comitê de campanha. O resgate do prédio é parte de uma das propostas do plano de governo do tucano, na área cultural, ao oferecer interatividade entre o eleitorado e o ambiente.

Segundo Samuel, a revitalização do prédio histórico, que se encontrava fechado, foi pensado para dar uma nova vida ao Centro, além de estimular os proprietários de construções históricas a preservarem os prédios.