Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Comissão rejeita emenda a projeto sobre controle de natalidade de cães e gatos

69 1

A Comissão de Finanças e Tributação rejeitou emenda do Senado ao Projeto de Lei 1376/03, que cria a política de controle de natalidade de cães e gatos, mediante o emprego de esterilização cirúrgica. Apresentado pelo ex-deputado Affonso Camargo, o projeto já foi aprovado pela Câmara e foi enviado ao Senado, onde recebeu duas emendas, que agora estão sendo analisadas pelos deputados.

A emenda rejeitada estabelece que as despesas decorrentes da implementação do programa correrão à conta de recursos provenientes do orçamento da Seguridade Social da União e serão administradas pelo Ministério da Saúde, por meio do Fundo Nacional de Saúde. Pelo texto aprovado pela Câmara, os recursos para implementação do programa seriam provenientes da Seguridade Social com contrapartida dos municípios de pelo menos 10% dos custos.

O parecer do relator, deputado Bruno Covas (PSDB-SP), foi pela incompatibilidade e inadequação orçamentária e financeira da emenda. De acordo com ele, a emenda desatende a Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar 101/00), ao não apresentar a estimativa do impacto orçamentário-financeiro e ao não demonstrar a origem dos recursos para o seu custeio.

(Agência Câmara Notícias)

Banco Central – Casa da 25 de Março nunca mais foi alugada

foto opovo 150726 BC casa 25 março

Quem podia dar informações, morreu. O herdeiro casou e passou a morar em Manaus. Vizinhos dão com a porta na cara. A corrente e o cadeado no portão tentam esconder o fantasma das escavações do maior assalto a banco da história do Brasil.

A casa 1071 na rua 25 de Março, no Centro, é o ponto de partida da história do furto milionário de R$ 164 milhões do cofre do Banco Central de Fortaleza. Cerca de 30 homens cavaram um túnel de 80 metros, que ligava a residência alugada para uma empresa de fachada ao cofre do Banco Central.

Dez anos depois, a casa nunca mais foi alugada. Maldição? Objeto de investigação? Especulação? É o que esperam descobrir os jornalistas do O POVO, Demitri Túlio e Cláudio Ribeiro, na segunda reportagem da série “Banco Central: o furto que não acabou”, no O POVO deste domingo (26).

O cearense é dono de quatro tatuzões

225 5

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (26):

A paralisação das obras da linha leste do metrô de Fortaleza chamou a atenção para a inusitada compra das tuneladoras, o equipamento de fazer túneis que o Brasil batizou de “tatuzões”. Por R$ 128 milhões, o Governo do Ceará comprou quatro tuneladoras da empresa norte-americana The Robbins Company. Não é usual que o Governo faça a compra. Geralmente, esta é uma responsabilidade dos consórcios responsáveis pela obra.

Duas tuneladoras já chegaram à cidade. O porto do Pecém foi a porta de entrada após uma longa viagem a partir da China. Os equipamentos estão armazenados à espera da montagem e do uso, que pressupõe um conjunto de estruturas de engenharia civil para recebê-los no canteiro de obras. Essas estruturas ainda não existem.

Há no Brasil pelo menos seis tatuzões trabalhando na construção de metrôs subterrâneos. Cinco deles estão em funcionamento em São Paulo. O sexto, no Rio de Janeiro. Ao contrário do Ceará, foram comprados pelos consórcios privados que constroem novos trechos dos metrôs nas duas metrópoles.

As tuneladoras são equipamentos imensos e muito sofisticados. Ao mesmo tempo em que perfuram o solo, instalam o revestimento estrutural do túnel, com anéis de concreto e fibras de aço.

Os que trabalham na linha lilás do metrô de São Paulo pesam 1.500 toneladas. Isso, sem considerar os vários compartimentos ao longo da sua extensão que supera 120 metros: câmara de compressão; motores hidráulicos; parafuso sem fim (que faz a retirada do material escavado); esteira para o transporte do solo; eretor (equipamento que faz a montagem dos anéis de concreto) e o backup (cabine de comando, painéis de controle, transformador de energia, tanque hidráulico, sanitários, refeitório, além de trailers para o movimento de materiais).

A operação do equipamento de São Paulo (fabricado na Alemanha) necessita de 180 pessoas. São 50 profissionais em cada turno, além de 30 operários de apoio. Com a produção diária (24 horas), o equipamento gera 154 metros cúbicos de terra por hora. A remoção desse material exige um caminhão basculante a cada 4 minutos.

O relato serve para apresentar ao distinto contribuinte cearense o equipamento que lhe pertence.

Temer defende Cunha e diz que relação entre PMDB e governo é institucional

O vice-presidente Michel Temer usou nesse sábado (25) o Twitter para dizer que não participa de “movimento contra o presidente da Câmara”, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O parlamentar foi citado no depoimento de um dos delatores do esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato, Júlio Camargo, que o acusa de ter recebido R$ 5 milhões em propina.

Cunha nega a acusação, mas pode vir a ser denunciado pela Procuradoria-Geral da República ao Supremo Tribunal Federal.

“Não participo de movimento contra o presidente da Câmara. As relações entre governo, Câmara dos Deputados e PMDB devem ser institucionais, tendo em vista os interesses do país”, escreveu Temer na rede social. A mensagem foi compartilhada por Cunha minutos depois, também pelo Twitter.

A bancada do PMDB na Câmara dos Deputados também saiu em defesa de Cunha e informou que não aceitará “especulações que visem a enfraquecer a autoridade institucional do presidente da Câmara”, segundo nota divulgada na noite da sexta-feira (24).

No texto, os deputados peemedebistas argumentam que a democracia prevê o direito à ampla defesa e criticam a especulação sobre a participação de Cunha no esquema baseada apenas nas informações do delator. “Na democracia, diferentemente das ditaduras, todos os cidadãos, sem exceção, estão sujeitos a investigação, não importa quanto poder ou riqueza possuam. É isso o que ora assistimos no país. Mas a democracia prevê também o direito à ampla defesa. Não existe julgamento sumário”.

(Agência Brasil)

Ceará dá vexame e perde em casa para o Mogi Mirim

114 1

foto série b anos anteriores 14 rodadas

O Ceará segue na lanterna da Série B do Campeonato Brasileiro, após ser derrotado pelo então penúltimo colocado na tabela de classificação, o Mogi Mirim, na noite desse sábado (25), em plena Arena Castelão, por 3 a 2. Rivaldo Júnior, filho do atacante Rivaldo, marcou dois gols na vitória do time paulista. Rivaldo também joga na equipe do interior de São Paulo.

Com o resultado, o Ceará continua como única equipe a não chegar aos 10 pontos, apesar de 14 rodadas já completadas do total de 38. O Mogi Mirim ainda segue na zona de rebaixamento, mas agora na 17ª colocação. Atlético Goianiense e Boa Esporte completam a chamada zona do desespero.

O Ceará volta a campo na terça-feira (28), diante do ABC, em Natal.

Mulheres negras enfrentam problemas semelhantes na América Latina

Cerca de 200 milhões de pessoas que se identificam como afrodescendentes vivem na América Latina e no Caribe, o que corresponde a 30% da população dessas regiões, conforme estimativa da Associação Rede de Mulheres Afro-Latinas, Afro-Caribenhas e da Diáspora (Mujeres Afro). Apesar do número, os negros são os mais afetados pela pobreza, marginalização e pelo racismo, em especial as mulheres.

No Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha, celebrado neste sábado (25), e no primeiro ano da Década Internacional dos Afrodescendentes, instituída pelas Nações Unidas, os problemas enfrentados pelas mulheres negras ganham visibilidade.

Levantamentos de alguns países mostram essa situação. Em Porto Rico, por exemplo, estudo mostra que um homem branco com ensino superior tem 89% mais chances de entrar no mercado de trabalho. No caso das mulheres negras, o percentual é menor: 60%. No Uruguai, a taxa de desemprego chega a 7%, mas entre as mulheres negras sobe para 14,3%.

Para a representante da Organização das Nações Unidas (ONU) Mulheres no Brasil, Nadine Gasman, o Brasil se destaca na América Latina por ter políticas públicas e instituições oficiais de combate às desigualdades, como a Secretaria de Política para as Mulheres (SPM) e a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir).

No entanto, a representante reconhece que as mulheres negras estão atrás nos indicadores sociais e econômicos do país. “Por exemplo, em termos de pobreza, a população negra é mais vulnerável, sete em cada dez casas que recebem o Bolsa Família são chefiadas por negros, sendo que 37% das casas são chefiadas por mulheres. Temos entre mulheres brancas um desemprego de cerca de 9%, entre as mulheres negras ultrapassa 12%. Outra área que vale a pena ressaltar é o tema da renda. As mulheres negras recebem 42% do salário dos homens brancos. É muito chocante elas receberem menos da metade do salário dos homens brancos”.

A situação das mulheres negras foi discutida entre os dias 26 e 28 de junho em Manágua, na Nicarágua, durante a 1ª Cúpula de Lideranças Femininas Afrodescendentes das Américas.

(Agência Brasil)

Ceará quer entrar na casa decimal na tabela de classificação e deixar lanterna

67 1

Único time da Série B a não conseguiu atingir os 10 pontos, mesmo após 13 rodadas na competição, o Ceará tem a chance de deixar a lanterna na noite deste sábado (25), a partir das 21 horas, na Arena Castelão, em jogo contra o vice-lanterna Mogi Mirim.

A campanha do time cearense é a pior da história do clube em comptições nacionais. Em treze jogos, o Vozão conseguiu somente uma vitória e cinco empates. A situação é tão dramática, ao ponto do Ceará ter quase a metade dos pontos do primeiro time fora da zone de rebaixamento, no caso do CRB, com 15 pontos conquistados.

A rodada teve início na terça-feira (21), com empate sem gols entre Macaé e Paraná Clube. Nessa sexta-feira (24), o América Mineiro venceu o Boa Esporte, por 2 a 0, enquanto o Atlético Goianiense surpreendeu o Bragantino, em Bragança Paulista, por 1 a 0. Mesmo com a vitória, o Atlético segue na zona de rebaixamento, agora com 12 pontos.

Caro amigo

56 2

Em artigo no O POVO deste sábado (25), o médico, antropólogo e professor universitário Antônio Mourão Cavalcante relata a situação do Brasil e do Ceará. Confira:

Amigo, você pede – insistentemente – que eu lhe mande notícias do Brasil. E ainda insinua que a situação da Europa é desesperadora. Informa que todos os dias chegam embarcações, navios e paquetes com milhares de migrantes da África. Desespero. E, em terra firme, a Grécia mergulha no fundo do poço. Você faz um resumo triste e sincero: “A Europa vai mal! Tem nada a ver com o tempo que aqui você morou. Beiramos a miséria… E aí, como vai?” Insiste você.

Ora, aqui vai tudo bem. Enquanto vocês por aí recebem migrantes, nós queremos acolher turistas. Por isso, resolvemos construir um acquário (escreve-se assim mesmo!). Eles vão vir com milhares de dólares e euros!

Parece que vamos ter uma boa safra de caju. E, óbvio, de castanhas. Assim não faltará tira-gosto. Os vendedores nos semáforos começaram a oferecer uns vermelhinhos… São todos iguais e parece que com o mesmo gosto. São frutos de enxertos ou clonados. As bananas também mudaram de gosto. Isto é, ficaram sem gosto. Parece que a gente come uma espécie de isopor. Será por causa da água represada do Castanhão? Outro dia morreram milhares de peixes do tal reservatório. Ainda aguardamos o laudo… (E vai demorar tanto que esqueceremos a tragédia!)

Futebol? Nem me fale nisso. Perdemos a Copa América. Fomos eliminados pelo Paraguai, em pênaltis. Graças a Deus, a Argentina também perdeu. Jogaram dólares falsos na cabeça do Blatter. Achei uma ideia legal. Falta a gente fazer isso aqui.

Da próxima vez que você vier ao Brasil, talvez possa vir direto. Fortaleza será a sede de hub da TAM. Você não sabe o que é isso? Mais ou menos assim: tudo sai daqui. Tudo vem para cá. O Carrefour – encruzilhada da maior empresa de aviação nacional. Quem garante? Os que sempre prometem essas mesmas mágicas…

Sim! Ia esquecendo. Agora temos duas grandes festas. O Carnaval e as Festas Juninas que vão até fins de julho… E, cada vez mais, os saltos, passes e músicas se assemelham. O mesmo barulho com o patrocínio do governo. Isto é, grana da gente!

As oligarquias estão brigando: Cunha versus PT. E, quando elas brigam, sempre sobra algo de bom para o povo. Sinal que agosto vem quente. Sempre foi assim. Ainda estamos solidários com o lema do Movimento Antropofágico de Oswald de Andrade: “Nunca fomos catequizados. Fizemos foi Carnaval.” Um abraço e tchau!

Caratecas têm como maior adversário a falta de patrocínio

foto karatê apoio

Caratecas cearenses buscam em semáforos de Fortaleza apoio para o Campeonato Sul-Americano na Bolívia. Na manhã deste sábado (25), um grupo de atletas buscava trocados no cruzamento das avenidas Dom Luís com Virgílio Távora, na Aldeota, para parte do custeio da competição.

Quem vê atletas brasileiros com suas medalhas do judô, caratê, taekwondo e outras modalidades do tatame, não imagina que o maior adversário é a falta de patrocínio.

(Foto: Paulo MOska)

Ex-governador do Rio Grande do Norte é preso no Rio

O ex-governador do Rio Grande do Norte Fernando Freire foi preso neste sábado (25), na orla da Praia de Copacabana, zona sul da capital fluminense. A prisão foi feita por agentes da Subsecretaria de Inteligência (SSINTE) da Secretaria de Estado de Segurança. De acordo com a secretaria, Fernando Freire estava foragido da Justiça desde 2014 e tem contra ele quatro mandados de prisão expedidos pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

O ex-governador foi levado para a 12ª Delegacia Policial (DP) em Copacabana. A Polícia Civil do Rio informou que ele será encaminhado para a Polícia Interestadual (Polinter) para os procedimentos de entrada no sistema penitenciário do Rio. A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária é que vai definir para qual local o ex-governador será conduzido.

No dia 15 de julho o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) divulgou que a Câmara Criminal do órgão tinha negado mais um recurso pedido pela defesa do ex-governador contra a condenação que foi definida pela 8ª Vara Criminal de Natal. Na mesma decisão, segundo o tribunal, os desembargadores aceitaram denúncia do Ministério Público que apontou o reconhecimento na existência de crime continuado.

Para o Ministério Público (MP), Fernando Freire comandou, de 1995 a 2002, enquanto estava no exercício dos cargos de vice-governador e governador do estado do Rio Grande do Norte, um esquema de desvio de recursos do erário estadual. O MP indicou que houve concessão fraudulenta de gratificação de gabinete em nome de diversas pessoas.

As apurações do MP apontaram, que, na maioria, as pessoas beneficiadas pelas gratificações não sabiam que estavam na folha de pagamento do estado. A inclusão, segundo o órgão, era para que terceiros recebessem os valores.

O TJRN informou ainda que o ex-governador foi condenado em primeira instância em dezembro de 2012.

(Agência Brasil)

Os vigilantes e éticos democratas

79 3

Em artigo no O POVO deste sábado (25), o jornalista Luiz Henrique Campos avalia o movimento para que o TCU emita parecer no sentido de reprovar as contas da presidente Dilma Rousseff. Confira:

Está circulando por aí a convocação de uma vigília com início amanhã, em todo o País, para exigir que o Tribunal de Contas da União (TCU) emita parecer no sentido de reprovar as contas da presidente Dilma Rousseff no exercício de 2014. Denominado de Instituto Democracia e Ética, o movimento, que se diz apartidário, quer pressionar o TCU para que “seja coerente, independente e cumpra seu papel”, como publicado no O POVO na última quinta-feira, 23.

Ressalte-se que, no texto de apresentação da convocação, o movimento aponta: “A intenção deste ato é mostrar a unanimidade de pensamento do cidadão que acompanha a política brasileira, no sentido de clamar pela reprovação das contas do Governo Federal, do ano de 2014”.

Quero deixar claro que a opinião aqui exposta passa longe da intenção de recriminar qualquer tipo de manifestação pública. Vejo na participação da sociedade o sentido primeiro do exercício da democracia em qualquer circunstância. Da mesma forma, entendo que a tentativa de manipular consciências é a pior maneira de manchar a ideia de democracia desde as suas origens. Fico, nesse sentido, a questionar qual o verdadeiro objetivo de um movimento que vende boas intenções, ao propor peitar um órgão com característica técnico, a julgar a partir do que esses manifestantes consideram correto do seu ponto de vista.

Ou seja, se o TCU desaprovar as contas de Dilma, loas à sua propalada isenção. Se não, no caso da aprovação das contas, será o órgão tido como, pelos tais democratas? Estes mesmos afirmam que a vigília será permanente no Congresso, se o TCU reprovar as contas, o que pode levar ao impedimento do exercício da presidência do atual mandato. Vejam como são as coisas: primeiro, querem embarreirar o TCU para que julgue de acordo com o entendimento dos vigilantes democratas. Depois, querem que o Congresso também o faça.

Não sei se os diletos que dizem acompanhar a política brasileira sabem que o Congresso não analisa as contas de ex-presidentes desde os anos 1990, quando exercia a função Fernando Collor de Melo. Por que agora essa ânsia democrática e urgente? Aproveitando, por que nossos vigilantes democratas não dão uma passadinha nos nossos TCM e TCE para também cobrar civicamente celeridade? Quem sabe até tomem gosto.

Roberto Cláudio entrega ‘Bosque do Bem’

102 3

foto rc 150725 bosque do bem

Com uma área de 30 mil metros quadrados, o “Bosque do Bem”, no bairro São Gerardo, foi entregue na manhã deste sábado (25), pelo prefeito Roberto Cláudio. A nova praça que beneficiará a população da região é uma parceria da Prefeitura de Fortaleza com a C. Rolim Engenharia. O terreno abrigava a extinta Casa do Engenho e é o primeiro trecho do parque Rachel de Queiroz.

Durante a solenidade, o prefeito Roberto Cláudio plantou uma muda de baobá, acompanhado do empresário Pio Rodrigues, da secretária Águeda Muniz (Seuma) e Fátima Canuto, da Regional 3.

foto rc 150725 bosque do bem baobá

DETALHE – Ao falar dos benefícios da Prefeitura para essa região da cidade, o prefeito Roberto Cláudio citou este Blog como defensor da área. Para alívio dos vereadores presentes, não somos candidatos a cargo político.

(Fotos: Paulo MOska)

Da lenta revitalização que pode beneficiar o Centro

Editorial do O POVO deste sábado (25) sugere a redefinição do Centro, por parte da Prefeitura. Confira:

Depois de várias campanhas bissextas retrocedendo há cerca de 40 anos, a revitalização do Centro da capital cearense, primordialmente no viés da estética, vem sendo alcançada. Pode ser constatada pelo texto “Bairro da Cultura”, do repórter Paulo Renato Abreu (Editoria Vida&Arte, página 1, na edição de quinta-feira passada, dia 23, do O POVO. Na matéria, o autor lista diversos ícones da região, entre os quais os recém-restaurados Cineteatro São Luiz e o Theatro José de Alencar.

Entretanto, é preciso que a Prefeitura de Fortaleza redefina os limites territoriais do Centro. Até por volta de 1980, o berço da Cidade poderia ser traçado entre as avenidas Tristão Gonçalves, Duque de Caxias, Dom Manuel e Presidente Castelo Branco (Leste-Oeste). Contudo, 35 anos depois, até o Mercado São Sebastião, mesmo estando mais próximo do bairro Otávio Bonfim, foi anexado informalmente ao Centro; acrescentando-se o Mercado dos Pinhões, mais perto da Praia de Iracema.

Diversos fatores contribuíram para o esvaziamento da região central como referência de Fortaleza. Em primeiro lugar, a transferência seguidamente dos três poderes estaduais da zona para outros bairros. Em segundo, a desativação da hotelaria de grande porte na região, priorizando-se a orla marítima, quando, até por volta de 1970, estabelecimentos a exemplo do Savanah, do San Pedro, do Palace e do Lord estavam nas preferências dos viajantes. A zona perdeu, inclusive, os estabelecimentos do gênero, de médio e pequeno portes, cujo endereço principal foi o Fortaleza Hotel. Há uma ideia para que o Excelsior seja reaberto como hotel-escola, o que poderá proporcionar novo sentido ao edifício, tal como aconteceu no primeiro surto de turismo da capital cearense, na década de 1970.

Entretanto, mesmo diante de muitas incertezas, o Centro ainda sobrevive por ter o comércio mais movimentado na Cidade, apesar de o setor mercantil também ter se desconcentrado em bairros distantes, primordialmente shopping centers. Alternativas para o Centro existem. Tudo indica que começaram a ser colocadas em prática.

Nova praça remove absurda homenagem ao dia do golpe dos generais

75 4

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (25), pelo jornalista Érico Firmo:

Enquanto praticamente todos os países da América do Sul que atravessaram ditaduras militares há anos julgam e punem os responsáveis por crimes cometidos com o uso da máquina governamental, o Brasil ainda ostenta homenagens ao golpe e ao regime arbitrário. A inauguração da nova Praça da Paz Dom Hélder Câmara, na Praia do Futuro, remove a antiga denominação de praça 31 de Março, absurda homenagem ao dia do golpe dos generais. É ótimo, mas ainda é pouco. Ainda há espaços públicos aos montes que remontam ao brutal regime político que suprimiu liberdades e perpetrou o arbítrio por duas décadas.

Avenidas, ruas, escolas ainda homenageiam os ditadores. O próprio gabinete do governador fica a alguns metros do monumento em homenagem ao primeiro dos presidentes do regime militar. Ficam ambos no complexo arquitetônico do palácio que leva o nome de Abolição, em referência ao pioneirismo libertador do Ceará. Perpetuar essas homenagens é uma ofensa aos que foram vítimas da violência do Estado brasileiro.

A praça que remetia ao golpe passou a se chamar Dom Hélder Câmara por projeto de decreto legislativo, assinado pelos vereadores Evaldo Lima (PCdoB), João Alfredo (Psol) e Walter Cavalcante (PMDB), este último hoje deputado estadual.

Evaldo, líder do prefeito Roberto Cláudio (Pros), apresentou ainda projeto de decreto legislativo para retirar o nome de Costa e Silva de praça no bairro Henrique Jorge. Ele propôs que o local passe a se chamar praça Pássaros Livres. Na justificativa, o vereador aponta que a proposta surgiu em articulação com moradores da área.

Iniciativas similares ocorrem em outros estados. Do mesmo partido que Evaldo, o governador maranhense, Flávio Dino, encampou iniciativa de mudar nomes de escolas que homenageavam ícones do regime militar. Há exemplos semelhantes mundo afora. Países vizinhos ao Brasil punem seus ditadores. A França, em 2011, removeu o nome da última rua que homenageava o marechal Philippe Pétain – herói da Primeira Guerra Mundial e colaborador da Alemanha nazista na Segunda Guerra.

O Brasil é um país em que a brutalidade é escamoteada. O sangue corre, mas constrói-se o mito de um pacifismo fajuto. Quando a escravidão já estava no limite do esgotamento até como modelo econômico, foi sustentada por décadas em nome de uma transição gradual que custou a vida e a liberdade de gerações. Para sustentar a monarquia, foi necessária sangrenta opressão a revoltas. Para consolidar a República, muito sangue também correu. O próprio processo de independência, tido como pacífico, envolveu mais combatente que as batalhas pela independência da América espanhola. E, na tentativa de reconstruir a democracia, busca-se apagar o inevitável conflito com o arbítrio da ditadura.

Sindicato afirma que os 17 campi do IFCE estão com atividades suspensas

foto ifce umirim

Os dezessete campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) estão com as atividades suspensas, por parte dos servidores das instituições. O levantamento é do Sindicato dos Servidores do IFCE (SINDSIFCE), que neste sábado (25) realiza reunião no campus Umirim, quando será reforçada a pauta de reivindicações da categoria.

Entre as reivindicações estão a revogação dos cortes de recursos do Governo Federal para a educação, o respeito ao direito à jornada de 30 horas para os servidores técnico-administrativos, contra a precarização e as consequências da expansão acelerada do Instituto, reajuste salarial linear de 27,3%, por mais democracia e participação da comunidade acadêmica e a garantia de recursos para custeio das atividades acadêmicas e para assistência estudantil.

Na segunda-feira (27), a partir das 14 horas, está prevista uma reunião das assistentes sociais, na sede Associação dos Servidores do IFCE (ASSETECE).