Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Golpistas encontram uma mulher forte e determinada à frente da Presidência

98 6

Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (12):

A entrevista da presidente Dilma Rousseff à “Folha de S. Paulo”, peitando a articulação golpista para depô-la, foi saudada com animação pelos meios democráticos. A conspiração se assemelha às do passado, quando forças frustradas pela derrota eleitoral tentavam tomar o poder na marra (1954, 1955, 1956, 1961 e 1964).

A diferença é que, desta vez, se dispensa os militares (pois isso pegaria mal) e se apela para um simulacro de “legalismo” que justifique a retirada do poder de um governante ungido pela soberania popular. Tenta-se reeditar o “golpe paraguaio”, atendendo à nova orientação tática do comitê executivo do capital financeiro (o Departamento de Estado americano).

Acontece que, desta vez, está na presidência da República uma mulher determinada e forte, que enfrentou a ditadura altivamente, sem curvar-se, e não está disposta a repetir Vargas e Goulart.

Se os conspiradores querem tocar fogo no País, que o façam por sua conta e risco, mas, a História lhes cobrará a responsabilidade pelo que vier pela frente.

Cientistas vão explicar na Câmara a importância do aprendizado da matemática

A importância do aprendizado da matemática será explicada por dois premiados cientistas brasileiros na manhã da quarta-feira (15), na Câmara dos Deputados, como parte do ciclo de palestras Educação em Debate, promovido pela Frente Parlamentar da Educação e pela Comissão de Educação.

Foram convidados para responder à pergunta “Por que aprender matemática?” o presidente da Sociedade Brasileira de Matemática, Marcelo Viana; e o professor Arthur Ávila, pesquisador do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa).

Ávila, de 35 anos, recebeu em agosto do ano passado a medalha Fields, conhecida como o “Nobel da Matemática”. A entrega do prêmio ocorreu na abertura do 27º Congresso Internacional de Matemáticos, em Seul, na Coreia do Sul. Ávila é o primeiro ganhador do prêmio na América Latina.

(Agência Câmara Notícias)

Selo vai reconhecer ações positivas de educação financeira no país

O Comitê Nacional de Educação Financeira (Conef) encerra neste domingo (12) as inscrições para o edital do Selo Enef. O objetivo é reconhecer iniciativas que promovam a educação financeira no país e contribuam para o alcance dos objetivos da Estratégia Nacional de Educação Financeira (Enef). A informação é da assessoria de imprensa da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), integrante do Conef.

O Selo Enef será válido por quatro anos e poderá ser concedido às entidades públicas e privadas que desenvolvam ações de educação financeira alinhadas aos objetivos e diretrizes da Enef. As inscrições podem ser feitas na página Vida&Dinheiro, na internet.

A Estratégia Nacional de Educação Financeira (Enef) foi instituída pelo Decreto nº 7.397/10. Ela tem como meta promover a educação financeira e previdenciária, de modo a contribuir para o fortalecimento da cidadania, eficiência e solidez do sistema financeiro, ajudando também os consumidores a tomar decisões adequadas na hora de efetuar investimentos. A CVM destacou que a Enef foi instituída como política de Estado de caráter permanente. Ela envolve iniciativas gratuitas, com predomínio do interesse público.

Além da CVM, são membros do Conef os ministérios da Fazenda, Educação, Previdência Social e Justiça, o Banco Central e instituições do sistema bancário e financeiro. O Comitê mantém convênio com a Associação de Educação Financeira do Brasil (AEF–Brasil) para estruturação e administração de iniciativas de educação financeira.

(Agência Brasil)

Líder do Estado Islâmico no Afeganistão e Paquistão é morto em ataque de drone

O chefe do Estado Islâmico no Afeganistão e Paquistão foi morto em um ataque de um drone comandado pelos Estados Unidos, afirmaram neste sábado (11) as autoridades afegãs.

Segundo a agência de inteligência afegã, Hafiz Saeed foi morto nessa sexta-feira (10), no Leste do Afeganistão, quando “participava de uma reunião com outros executivos” do grupo.

Hafiz Saeed, ex-comandante da milícia talibã no Paquistão, foi morto em uma operação conjunta de militares afegãos e norte-americanos, disse a agência de inteligência, em comunicado, adiantando que cerca de 30 membros do Estado Islâmico foram mortos.

A ofensiva ocorreu em Achin, distrito próximo da fronteira com o Paquistão, que se tornou um centro para as atividades do Estado Islâmico no Afeganistão.

A morte de Hafiz Saeed é considerada um forte revés para o Estado IslâmicoI, que procura expandir-se no Afeganistão e no Paquistão.

O porta-voz das tropas dos Estados Unidos no Afeganistão confirmou o ataque, mas não especificou a identidade das vítimas.

(Agência Brasil)

Fortaleza perde invencibilidade e Icasa ganha a primeira

O Fortaleza foi derrotado na tarde deste sábado (11), pelo Confiança, em Aracaju, pela Série C do Campeonato Brasileiro, por 1 a 0. Apesar da derrota, o time cearense segue líder do Grupo A na competição, mas perdeu a invencibilidade, após cinco vitórias e um empate.

Já o Icasa, que segue lanterna no Grupo A, conseguiu os primeiros pontos na Série C, ao venceu o Águia/PA, por 2 a 0, no estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte.

A quem pedir socorro? – Ambulantes invadem grades da Prefeitura

80 3

foto ambulantes 150711 centro prefeitura

Se a Prefeitura de Fortaleza precisava de um fato para se dar conta do crescimento desordenado de vendedores ambulantes, no Centro, basta dar uma olhadinha pela janela e ver as grades do Palácio do Bispo sendo ocupadas como cabides e mostruários de roupas.

Antes, a Prefeitura podia espiar de frente e ver as grades de proteção da Catedral prestarem o mesmo serviço.

E agora, a Prefeitura vai trabalhar a situação ou comprar roupas na comodidade?

foto ambulantes 150711 centro catedral

(Fotos: Leitor do Blog)

 

Plenário votará limites de doação e de gastos em campanhas eleitorais

O Plenário da Câmara dos Deputados continua na próxima semana a votar o projeto de lei da minirreforma eleitoral (PLs 2259/15 e 5735/13). Também poderá ser analisada, em segundo turno, a PEC da reforma política (182/07).

A minirreforma eleitoral trata, entre outros pontos, de limites das doações para campanhas, dos gastos de campanha, da prestação de contas e da quantidade de candidatos.

Para concluir a votação do projeto, os deputados precisam votar destaques e emendas. Na quinta-feira (9), foi aprovado o texto-base da proposta, na forma do substitutivo do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ).

O texto prevê, por exemplo, limites para doações de empresas privadas a partidos. Além do limite na lei atual de as empresas doarem até 2% do faturamento bruto do ano anterior à eleição, as doações totais serão de até R$ 20 milhões, e as doações feitas a um mesmo partido não poderão ultrapassar 0,5% desse faturamento.

(Agência Câmara Notícias)

Estudo mostra aumento de casos de câncer oral na faixa de 30 a 44 anos

Um estudo feito por pesquisadores do Instituto A.C. Camargo mostrou que o número de casos de câncer oral no mundo duplicou na faixa entre 30 e 44 anos, principalmente entre os homens. Quando se compara o período de 2001 a 2010 ao de 1991 a 2000, verifica-se que nessa faixa etária a incidência entre os homens subiu de quatro para dez casos a cada 100 mil habitantes. Entre as mulheres, o número passou de dois para cinco. O estudo foi feito pela epidemiologista Maria Paula Curado.

Estima-se que neste ano sejam diagnosticados no Brasil cerca de 15 mil casos da doença. Este é o sétimo tipo de câncer mais comum no país – 70% a 80% dos diagnósticos ocorrem quando a doença já está em fase avançada. De acordo com estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca), 15 mil brasileiros serão diagnosticados com câncer oral em 2015. No mundo, a previsão é de 14 milhões de casos novos e de 8 milhões de mortes. Destes, o câncer de cavidade oral representa 300 mil casos novos e (2,1%) e 146 mil mortes (1,8%) em ambos os sexos.

Segundo o diretor de Cabeça e Pescoço do A.C. Camargo e presidente do 5º Congresso da Academia Internacional de Câncer Oral, realizado em São Paulo, Luiz Paulo Kowalski, esse tipo de câncer esteve historicamente associado a homens mais velhos, tabagistas e consumidores de álcool. “O que mais preocupa é que alguns desses tumores em pacientes jovens estão associados à infecção pelo HPV em dois terços dos casos. Isso está sendo investigado, porque não temos nenhuma informação sobre quais são as reais causas nesses casos.”

(Agência Brasil)

Prefeitura diz que Hospital da Mulher é “bem utilizado” e promete ampliar estrutura

Em nota enviada ao Blog, a Coordenadoria de Comunicação da Prefeitura de Fortaleza contesta a informação de funcionários do Hospital da Mulher Zilda Arns do subaproveitamento da instituição, conforme publicação neste sábado (11) na Coluna Vertical, no O POVO, além neste espaço.

Segundo a nota, o hospital realiza mais de dois mil atendimentos/consultas ao mês, além das médias mensais de 1,3 mil exames (ultrassonografia, mamografias, radiografias, tomografias, densitometria óssea e testes ergométricos); 11,6 mil exames de sangue; 220 cirurgias; 150 partos e 500 aberturas de novos prontuários.

De acordo ainda com a nota, o prefeito Roberto Cláudio deverá também ampliar a estrutura do hospital e iniciar o atendimento Urgência e Emergência, atualmente em análise na Secretaria Municipal de Saúde.

‘Todos pelo HUB’!

121 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=G9s318UJ92M[/youtube]

Funcionários e passageiros no Aeroporto Internacional Pinto Martins foram surpreendidos na manhã deste sábado (11) com a presença de três jumentos, sendo que dois chegaram a invadir o saguão dos balcões de check-in.

Como o cearense não perde a piada, logo trataram de levantar o movimento “Todos pelo HUB”.

PMDB mostra força política em visita às obras para Olimpíadas

foto valim 150711 rio obras

Trinta deputados federais do PMDB visitaram neste sábado (11) as obras das Olimpíadas do Rio de Janeiro. A visita teve como anfitrião o prefeito Eduardo Paes, também do PMDB, mas teria sido articulada pelo presidente da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha.

Para a imprensa sulista, o PMDB mostrou força política e união partidária, em contraste ao isolamento da presidente Dilma Rousseff (PT). O encontro também sinalizaria para uma candidatura própria do partido ao Palácio do Planalto em 2018.

“A visita é para mostrar aos deputados tudo o que o partido tem feito aqui pelo Rio”, comentou Cunha, ao tentar minimizar o caráter político da visita.

“É o modelo peemedebista de administrar a parceria público-privada, que já está funcionando no país. Grande legado do PMDB para a cidade do Rio de Janeiro”, ressaltou o deputado cearense Vitor Valim, ao destacar o investimento de R$ 8 bilhões.

foto valim 150711 rio obras 2

Aécio dá de bandeja uma bandeira para a esquerda

67 4

Em artigo no O POVO deste sábado (11), o jornalista Luiz Henrique Campos comenta das manifestações pela redemocratização. Confira:

A história mostra que os movimentos ditos de esquerda sempre se pautaram por bandeiras para justificar sua ação coletiva. No Brasil, mais recentemente, o período da ditadura militar é revelador dessa assertiva. Basta conhecer um pouco daquele momento para entender que, sem o objetivo concreto de derrubar o regime, jamais teríamos a união de tantos grupos com visões de mundo tão diferentes. A redemocratização nos trouxe a bandeira das eleições diretas e depois o “Fora Collor”, “Fora FMI” etc.

A eleição de Lula à Presidência da República, aliada, é claro, a fatores externos, como a queda do muro de Berlim, por exemplo, de certa forma deixou órfãos os movimentos de esquerda, imprensados entre a defesa de um governo “popular” e as medidas da agenda liberal adotadas por esse mesmo governo. Nesse sentido, Lula, o grande ícone das esquerdas brasileiras dos últimos 30 anos, como presidente, aglutinou os anseios e amorteceu o ímpeto dos mais exaltados de outrora.

Embevecidos pelas benesses do falso poder, os chamados homens de luta, de outros momentos, se deixaram corromper pela zona de conforto das oferendas palacianas. A partir deste cenário, rarearam-se as bandeiras, e a esquerda no Brasil se manteve a reboque de uma conjuntura que pouco lhe oferecia de estímulo para a luta em torno de algo concreto. Os poucos que resistiram a isso viraram folclore (vide Heloisa Helena, a louca), ou pior, se juntaram à velha cantilena da alternativa visionária messiânica como solução para os problemas da humanidade (vide Marina Silva).

O fato é que, sem uma bandeira como amarra para servir de desaguadouro de palavras de ordem, a esquerda brasileira é um gatinho em comparação a outras lutas que a fizeram tigre. No último domingo, o senador Aécio Neves (PSDB/MG), em fala desastrada na convenção que o reelegeu presidente nacional tucano, deu de bandeja o mote do “golpismo” para ser explorado pelos esquerdistas no País, no mínimo, pelos próximos quatro anos.

Os desdobramentos em relação à crise política no País são imprevisíveis, mas fazia tempo que a esquerda brasileira não tinha uma pauta tão animadora para fazê-la retornar às ruas.

Cid Gomes reinicia ‘guerra fria’ com Eunício Oliveira

87 7

foto cid 150711 facebook

Durou pouco a “trégua” entre o ex-governador Cid Gomes e o senador Eunício Oliveira, aliados por mais de uma década e adversários políticos há cerca de um ano. Crítico do governador Camilo Santana (PT), apadrinhado dos Ferreira Gomes, Eunício Oliveira atinge a atual administração por meio dos projetos que não saíram como o esperado na gestão Cid Gomes: como Acquário e questões voltadas para a seca e para a saúde.

Neste sábado (11), no entanto, Cid Gomes retomou a “guerra fria” com Eunício Oliveira, iniciada no fim de abril do ano passado, após reunião frustrada entre os dois presidentes do PROS e do PMDB, respectivamente, no Palácio da Abolição, quando o então governador declarou: “Eunício não me deve nada, nem eu devo nada a ele”. Os “sutis” ataques mútuos entre as duas lideranças se arrastaram até o período eleitoral, quando de fato viraram adversários políticos.

Por meio do Facebook, neste sábado, Cid Gomes ironizou a indicação do genro de Eunício Oliveira para a direção da Anac, ao afirmar que “os achacadores não estão só na Câmara dos Deputados!!”.

Dilma nega rebelião no Parlamento

A presidente Dilma Rousseff disse neste sábado (11), em Milão, na Itália, que o governo tem ganhado mais do que perdido com os resultados de votações de matérias de interesse do Executivo no Congresso Nacional e descartou que haja uma “rebelião” do Parlamento. “Eu não chamo de rebelião votação no Congresso em que há divergências. A gente perde umas e ganha outras”, afirmou.

Dilma ressaltou que o debate de opiniões é característico da democracia e que não é possível apostar na vitória em todas as matérias de interesse de um governo. “Nos [países] mais democráticos é que se torna mais complexa a aprovação, não é? Nos mais democráticos, onde há liberdade de opinião, onde há uma ampla manifestação de opiniões, como é o caso dos Estados Unidos.”

As declarações foram feitas depois da visita da presidente ao Pavilhão do Brasil na Expo Milão 2015, que tem como tema “Alimentar o Planeta – Energia para a Vida”. Dilma, que elogiou a feira, caminhou sobre uma rede instalada no pavilhão para representar a integração de produtores, e relatou ter sido uma missão “dificílima”. Perguntada se a experiência pode ser uma metáfora ao seu segundo mandato, a presidenta descartou semelhanças.

“Eu acho que o meu mandato é, eu diria assim, mais firme do que essa rede”, assegurou. Em seguida, a presidenta relatou mais sobre a experiência e completou: “Não cai não. Mas a gente, sempre, para não cair, tem se ser ajudada, não é?”, disse Dilma.

(Agência Brasil)

Ciopaer passa a cobrir 50 municípios do sul do Ceará

foto camilo cariri ciopaer

Dois helicópteros da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) foram entregues pelo governador Camilo Santana (PT), neste sábado (11), em Juazeiro do Norte, na Região do Cariri, durante o dia de investimentos em segurança pública no Centro-Sul e no Sul do Estado. Ainda neste sábado, o governador inaugura o Batalhão do Raio na região.

Os dois helicópteros serão de uso exclusivo para a região e atenderá cerca de 1,5 milhão de habitantes de 50 cidades. Em caso de extrema emergência, as aeronaves chegarão aos hospitais de Fortaleza em até uma hora.

Supremo nega liminar para suspender votação da PEC da Maioridade Penal

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello negou a liminar para suspender a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 171/93, que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos, na Câmara dos Deputados. A partir de agora, a decisão depende do plenário da Corte, que pode se reunir apenas depois do recesso do Judiciário, que termina no dia 1º de agosto.

O pedido foi feito por um grupo de mais de 100 deputados de 14 partidos – PMDB, PSB, PDT, PT, PC do B, PPS, PROS, PSOL, PSDB, PV, DEM, PR, PSC e PTC – que questionam a condução de votações polêmicas pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o resultado dessa votação.

Há mais de uma semana, o plenário da Câmara rejeitou uma proposta de redução da idade mínima penal e, após acordo com líderes, no dia seguinte, outro texto semelhante foi colocado em votação com algumas alterações. Cunha defendeu que, com a rejeição do texto que foi apresentado como substitutivo, uma emenda aglutinativa – que funde textos de outras emendas ou do teor do texto de proposição principal – poderia ser apreciada.

Nessa sexta-feira (10), o presidente da Câmara reforçou sua posição em uma manifestação enviada ao STF destacando que os parlamentares tentam “minar” o andamento legislativo. Segundo Cunha, não houve ilegalidade na votação. Cunha ainda rebateu os argumentos do grupo de deputados afirmando, na defesa que o Artigo 60 da Constituição Federal – que proíbe que uma matéria seja votada mais de uma vez na mesma legislatura – não pode ser aplicado ao caso de emendas aglutinativas. A justificativa do peemedebista é que o projeto só deve ser arquivado se o texto original for rejeitado.

A PEC da Maioridade Penal ainda precisa passar por um segundo turno de votações na Câmara para então ser analisada pelo Senado, também em dois turnos. Maioridade penal é a idade mínima para que uma pessoa pode ser julgada criminalmente por seus atos como um adulto.

(Agência Brasil)