Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Reforma Política – Confira o voto dos deputados cearenses sobre voto obrigatório

86 2
A Câmara dos Deputados rejeitou, por 311 votos a 134, a proposição que pretendia pôr fim à obrigatoriedade do voto em eleições no país. Este era mais um item do pacote da Reforma Política.
Confira o voto dos deputados cearenses: 
Moroni Torgan
CE
Sim
Chico Lopes
CE
Não
Adail Carneiro
CE
Não
Danilo Forte
CE
Não
Vitor Valim
CE
Sim
Moses Rodrigues
CE
Sim
Cabo Sabino
CE
Sim
Ronaldo Martins
CE
Não
Leônidas Cristino
CE
Não
Raimundo Gomes de Matos
CE
Não
Macedo
CE
Não
José Airton Cirilo
CE
Não
José Guimarães
CE
Não
Luizianne Lins
CE
Não
Odorico Monteiro
CE
Não
Genecias Noronha
CE
Não

Parque do Cocó – Governo do Estado cria grupo de trabalho que fará a regulamentação

cococo
Camilo Santana conheceu o Cocó mais de perto recentemente.
Da Coluna Vertical, do O POVO desta quinta-feira:
Saiu publicado no Diário Oficial do Estado (5 de junho último) o decreto nº 31.741/2015 criando o grupo de trabalho que tratará sobre a regulamentação do Parque do Cocó. Além dessa medida legal, o grupo deverá definir políticas de revitalização do parque, que, como unidade de conservação, ganhará a denominação de “Parque Estadual do Rio Cocó”.
De acordo com o decreto assinado pelo governador Camilo Santana, integrarão essa equipe os seguintes órgãos: as secretaria estaduais do Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado (SEMA), Cidades, Recursos Hídricos e Procuradoria Geral do Estado, bem como as  secretarias municipais de Infraestrutura, Urbanismo e Meio Ambiente e, também, Secretaria do Patrimônio da União, Ibama, Idace e Semace.
O grupo fará reuniões mensais e ouvirá, na condição de convidados, ambientalistas, donos de terrenos no Cocó e representantes de movimentos sociais. O decreto não especificou prazos, mas, segundo Artur Bruno (SEMA), a ordem é fechar o estudo ao longo do segundo semestre deste ano.
* Eis a tão buscada regulamentação do Cocó, que começou a sair do sonho. Pelo menos no papel.

CCJ da Câmara aprova projeto que muda regra de nomeação de concursados

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou nessa quarta-feira (10), um projeto que assegura o direito de nomeação dos candidatos aprovados dentro do número de vagas em concursos públicos federais. Aprovado em caráter conclusivo, o texto segue agora para o Senado.

A proposta determina que a nomeação deverá ocorrer no período de validade do concurso e que deve ser respeitado o Orçamento da União e a Lei de Responsabilidade Fiscal, que estabelece limites às despesas públicas com pagamento de pessoal.

Pelo projeto, os editais de concurso público federais devem indicar o número exato de vagas a serem preenchidas e a localidade a que se destinam, quando for o caso. O texto também determina que, se um candidato aprovado desistir de tomar posse, o candidato subsequente deve ser nomeado imediatamente.

Também fica proibida a realização de concurso público que tenha como único objetivo formar um cadastro de reserva, sem que haja previsão para nomeação dos aprovados.

(Agência Brasil)

MPF recomenda retificação de resultado de concurso da UFC

O Ministério Público Federal (MPF) expediu recomendação para que a Universidade Federal do Ceará (UFC) retifique o resultado de concurso público para o cargo de bibliotecário documentalista com a inclusão do número mínimo legal de aprovados para as vagas de pessoas com deficiência. Apenas um nome foi incluído no resultado final, quando a legislação brasileira prevê pelo menos cinco.

O MPF quer a instituição homologue e publique complementação da lista de candidatos do concurso público regido pelo Edital 262/2013, com vagas no cargo para o Campus Fortaleza. A lista deverá respeitar a ordem de classificação, resguardados os direitos do primeiro candidato que já consta do resultado final como aprovado para essas vagas.

Recomendações são um dos tipos de instrumentos de atuação utilizados pelo Ministério Público. Elas são enviadas a órgãos públicos para que eles cumpram determinados dispositivos constitucionais ou legais. Os órgãos públicos não estão obrigados a atender as recomendações, mas ficam sujeitos a medidas judiciais em função dos atos indevidos.

(Site do MPF)

Plenário da Câmara rejeita coincidência de eleições para todos os cargos

A Câmara dos Deputados rejeitou na noite dessa quarta-feira (10), por 225 votos a 220, um dispositivo da reforma política que tratava da coincidência das eleições para todos os cargos eletivos. Antes, o plenário aprovou o mandato de cinco anos para todos os cargos.

Entretanto, como a emenda sobre os cinco anos não determinou uma transição para os mandatos de vereadores e prefeitos em relação às eleições de 2016, a Câmara votará outra item para definir em quatro anos o mandato nas eleições de 2016.

Com a rejeição da coincidência de mandatos fica valendo a regra atual, que estabelece a eleição de presidente da República, governador, senador, deputado federal e deputado estadual ocorra no mesmo ano. Prefeito e vereador, a eleição será realizada dois anos depois.

Em seguida, os deputados aprovaram, por 419 votos a 8, uma emenda da reforma política estabelecendo em quatro anos os mandatos de prefeitos e vereadores eleitos em 2016. Com isso, o mandato de cinco anos passará valer a partir das eleições de 2020. Após a aprovação, a sessão foi encerrada e convocada outra para esta quinta-feira (11), às 9h.

(Agência Brasil)

Pronatec sofre corte orçamentário e perde 60% das vagas neste ano

“O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) oferecerá mais de 1 milhão de vagas este ano, segundo o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, com redução de aproximadamente 60% em relação a 2014, quando foram oferecidas mais de 2,5 milhões de vagas.

O programa é um dos que sofre com o corte de R$ 9,423 bilhões do Ministério da Educação (MEC). A pasta foi a terceira com maior corte no Orçamento da União deste ano.

O Pronatec foi criado em 2011 para expandir a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica no país. Questionado sobre a meta anunciada pela presidenta Dilma Rousseff durante a campanha presidencial, de mais 12 milhões de vagas no programa até o fim do segundo mandato, Janine disse que este é um ano atípico, depois de 12 anos de investimentos crescentes na educação. “Passamos de R$ 18 bilhões de orçamento do MEC, em 2002, para bem mais de R$ 100 bilhões agora. Uma vez superada essas situações e restaurada a saúde da economia teremos condições de continuar nessa trajetória [de crescimento]”, disse.

O ministro esteve hoje (10) em audiência pública na Câmara dos Deputados, onde falou por quatro horas sobre programas e cortes no orçamento do MEC. Segundo ele, um dos grandes exemplos de cortes são as obras das universidades federais. “Obras que estão avançadas não serão cortadas, porém as obras que deveriam iniciar, não vamos poder iniciar. Temos que administrar uma dificuldade econômica, e vamos fazer isso da melhor maneira possível. Nós asseguramos o custeio para universidade e institutos federais, os programas de merenda, transporte e assistência escolar, o Dinheiro Direto na Escola”, disse ele.

O anúncio foi feito em meio à greve de professores e técnicos de universidades federais, que pedem melhores condições de trabalho e reajustes de salários.

Outro programa que teve mudanças este ano é o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O MEC adotou regras mais rígidas tanto para os estudantes que querem financiamento quanto para as instituições privadas que fazem parte do Fies, além de limitar os financiamentos concedidos. Na segunda-feira (8), o ministro anunciou que haverá uma segunda edição este ano, e confirmou hoje que novas condições estão sendo analisadas, como a taxa de juros, a renda familiar máxima exigida aos estudantes e a possibilidade da seleção ser feita pela nota do aluno no Exame Nacional do Ensino Médio.

Segundo Janine, o MEC negociou com as instituições privadas e houve acordo sobre todas as condições, que serão anunciadas nos próximos dias. Sobre a possibilidade de aumentar os juros e o tempo de carência, ele disse que são especulações. “[A taxa de juros] não é de 6,5%. Temos várias simulações, cada uma traz determinados efeitos, temos que integrá-las para ver como funciona. Mas as principais medidas não são as econômicas, são aquelas no sentido das prioridades”, disse.

O ministério vai priorizar os cursos com notas 4 e 5 nas avaliações do MEC e cursos de engenheira, saúde e formação de professores da educação básica. Alunos das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, excluindo o Distrito Federal, também terão prioridade. O Fies oferece cobertura da mensalidade de cursos em instituições privadas de ensino superior a juros de 3,4% ao ano. O estudante começa a quitar o financiamento 18 meses após a conclusão do curso.

Ao final da audiência, estudantes da União Nacional dos Estudantes (UNE), da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e do programa Educação para Afrodescendentes e Carentes (Educafro) se manifestaram contra os cortes no Orçamento. O ministro ouviu os estudantes e disse que O MEC tem forte compromisso com todas as causas apresentadas, com o ensino público de qualidade e gratuito e também com a inclusão social, especialmente dos afrodescendentes. Na manhã de hoje, os estudantes montaram acampamento em frente à sede do Ministério da Fazenda.”

(Agência Brasil)

Comoção marcou enterro de Welington Landim

cam2

Ilo Santiago Júnior (Brejo Santo ) – Sob forte comoção, foi enterrado na tarde desta quarta-feira, no CemitériIlo  – o João Batista, em Brejo Santo, a 510 km da Capital, o deputado estadual e ex-presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado Welington Landim (Pros). O sepultamento foi seguido por uma multidão, que acompanhou o cortejo do Ginásio “Welingtão” até o cemitério. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 70 mil pessoas participaram do velório.

O presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque (Pros), chegou ao velório na companhia do governador Camilo Santana. O governador falou durante o velório e definiu Welington Landim como lutador, guerreiro e apaixonado pelo que fazia. “Um exemplo de pai, amigo, esposo e político que deixa um legado para as próximas gerações”, afirmou.

camill

As palavras de Camilo Santana foram endossadas pelo ex-ministro Ciro Gomes e o conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Domingos Filho, que destacaram o compromisso e dedicação do parlamentar com o desenvolvimento do Estado.

Fila

A viúva e ex­-deputada estadual, Gislaine Landim, os quatro filhos, Guilherme, Welington Landim Filho, Gilvan e Bárbara permaneceram durante todo o velório, enquanto a população fazia fila para dar o último adeus ao parlamentar, que foi também prefeito de Brejo Santo.

Sem conter as lágrimas, o filho de Welington Landim e atual prefeito de Brejo Santo, Guilherme Landim, agradeceu o carinho do povo cearense nesse momento de dor. O gestor fez questão de salientar que a Assembleia Legislativa era um dos locais preferidos do pai. “Essa Assembleia era o orgulho dele. Por isso fizemos questão de passar por lá. Sabemos que ele já está rezando lá em cima pela gente, um anjo forte que temos no céu”, disse.

Aos 80 anos, a moradora da comunidade de Vila Conceição, zona rural de Brejo Santo, Dona Maria Escobar, era uma dos milhares de brejo santenses que chorou a morte de Welington. Ainda com lágrimas nos olhos, a aposentada relembrou os feitos e o início da carreira política do deputado. “Quando minha filha esteve doente foi ele que pegou ela nos braços e a ajudou. Eu só queria arranjar um retrato ou um filme de Welington para eu passar na minha televisão. Deixar lá pra ficar todo tempo assistindo ele, porque abaixo de Deus tinha Dr. Welington”, destacou Dona Escobar.

Missa

A missa de corpo presente foi celebrada por Dom Fernando, da Diocese do Crato; pelo padre de Brejo Santo, Monsenhor Dermival, e pelos padres Reginaldo, também de Brejo Santo; Cícero José, de Juazeiro do Norte; José Sampaio, de Pentencoste; Ronailson, do Crato; Antônio Furtado, da Comunidade Shalon, e Frei Paulo Sousa, de Penaforte.

Miguel Rossetto traz debate sobre Plano Plurianual 2016/2019 para Fortaleza

miguelrssetto

A Secretaria-Geral da Presidência da República promoverá, nesta quinta-feira, no Centro de Eventos, um debate com a sociedade civil sobre o Plano Plurianual 2016/2019. O encontro  faz parte da segunda etapa Nordeste do Fórum Dialoga Brasil Regional. O encontro, com início às 9 horas, contará com a presença do ministro Miguel Rossetto.

O Plano Plurianual é um instrumento de planejamento que define desafios e compromissos do governo federal para os próximos quatro anos.

O Fórum percorreu seis capitais brasileiras para ampliar o diálogo com a sociedade. O evento em Fortaleza contará com cerca de 600 pessoas, representantes de conselhos de políticas públicas, movimentos sociais e entidades da sociedade civil, empresariais e sindicais dos estados do Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí e Rio Grande do Norte.

Bahia, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Goiás e Belém já receberam o fórum. Fortaleza é a última cidade a sediar o evento.

DETALHE – O ministro falará à imprensa na chegada ao evento, às 8h30min.

Serviço:
Fórum Dialoga Brasil PPA 2016 – 2019 | Nordeste
Data: 11/6 (quinta-feira)
Horário: 8h30
Local: Centro de Eventos do Ceará – Avenida Washington Soares, 999, Edson Queiroz, Fortaleza – CE

Calçadão da Beira-Mar virou zona de skates, pagtins e bicicletas. O cidadão que se proteja

527 2

praia-meireles (1)

De Valter Fonteles, leitor do Blog, recebemos nota, em tom de queixa contra a Prefeitura de Fortaleza. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

É verdadeiramente espantoso verificar-se que, na cidade de Fortaleza, as ditas autoridades constituídas não dão a mínima para a segurança dos cidadãos.

É o caso, por exemplo, da Avenida Beira Mar. Skates, patins, e, agora, as bicicletas alugadas pela Prefeitura, que entenderam ser aquele local o apropriado para o ciclismo, colocando em risco a integridade física das pessoas, principalmente a dos idosos e deficientes.

E notem que lá tem placas de sinalização indicando a proibição.

Acho que se faz necessário uma campanha para combater este mal, antes que tragédias aconteçam. E que lugar melhor para começar, senão neste Blog e na lidíssima coluna Vertical, do O POVO.

Sem mais,

* Valter Fonteles,

Morador da área.

No Rio de Janeiro, multa para quem for flagrado portando arma branca

“A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou hoje (10) o Projeto de Lei 435/2015 que pune com multa quem for flagrado portando arma branca. A votação, que estava prevista para a semana passada, tinha sido adiada para a inclusão de emendas.

A multa pode variar de R$ 2,4 mil a R$ 24 mil e a Polícia Civil fica responsável por definir seu valor. O suspeito será liberado apenas após o pagamento da multa, de acordo com o autor da proposta, Geraldo Pudim (PR). Ele acredita que a ação, embora administrativa, possibilitará que a polícia investigue quem for pego portando arma branca em local público.

“Pode ser que essa pessoa, portando a faca, seja procurada pela polícia, ou já tenha passagem pela polícia. Aí, sim, as forças de segurança do estado passam a contar com um instrumento eficaz, no sentido de trabalhar de forma preventiva”, declarou.

O deputado Carlos Minc (PT) aprovou o projeto com ressalvas. “Nossa preocupação era não criminalizar a faca do churrasco, do coco, o canivete de 11 centímetros do escoteiro. Isso entrou de uma forma genérica, ressalvando o uso profissional e as circunstância que o justifiquem”, comentou.

“Entendo que o Executivo, se sancionar o projeto, terá de regulamentá-lo, especificando as circunstâncias de exceção”, opinou.

O deputado Paulo Ramos (Psol-RJ) votou contra o projeto por considerá-lo inconstitucional. “Não temos competência aqui para alterar a Lei das Contravenções Penais . O porte de arma branca já é previsto como contravenção e já tem a pena correspondente”, declarou.”

(Agência Brasil)

Dilma teria só 7% de aprovação, segundo pesquisa interna do Palácio do Planalto

Dilma23

A presidente Dilma Rousseff (PT) atingiu o ponto mais baixo em sua popularidade, agradando apenas a 7% dos eleitores. A informação foi divulgada nesta quarta, 10, pelo blog Expresso, hospedado no portal da revista Época. Segundo o texto, 75% dos entrevistados desaprovavam o governo e 18% consideram-no regular.

Os números da pesquisa interna do Planalto são piores do que o do ex-presidente Fernando Collor de Melo (então no extinto PRN) em seu momento mais impopular, durante o ano de 1992. Naquele período, a aprovação do alagoano era de 9%, enquanto a desaprovação atingia 68%. 21% consideravam sua gestão regular.

Os números preocupam auxiliares de Dilma. De acordo com o blog do jornalista Gerson Camarotti, hospedado no portal G1, a desaprovação desanima a militância governista. “O clima de hostilidade aos integrantes do PT nas ras é enorme”, diz um assessor não identificado. Um ministro atribuiria a impopularidade ao momento difícil na economia, associado à exposição do governo em virtude da Operação Lava Jato, que investiga escândalo de corrupção na Petrobras.

Fortaleza sofre apagão

apapgg

Atualizado às 18h43min

Um apagão, com duração de aproximadamente 1h, atingiu vários bairros de Fortaleza, no fim da tarde desta quarta-feira, 10.

Em nota enviada ao O POVO Online, a Companhia Energética do Ceará (Coelce) afirmou que o apagão ocorreu devido a “falha em uma subestação da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) causou a interrupção no fornecimento de energia na capital e em alguns pontos da Região Metropolitana na tarde de hoje. Estamos trabalhando junto com a Chesf para normalizar o serviço o mais rapidamente possível”.

De acordo com balanço parcial da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), a primeira queda de energia, registrada por volta das 17h10min, teria afetado cerca de 50 semáforos.

A energia deve ser restabelecida aos poucos, porém ainda há bairros em que o abastecimento permanece cortado.

(POVO Online)

Eunício emplaca nomeações e deixa petistas comendo poeira

94 1

Eunício-Oliveira-e-José-Guimarães

Quem vai rir por último?

Nas ultimas horas, a briga de bastidores em Brasília, por conta das nomeações dos cargos federais no Ceará, esquentou.

O líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, que havia emplacado o economista Marcos Holanda como presidente do BNB e, nesta quarta-feira, o advogado Aloísio Carvalho para superintendente federal da Pesca no Estado, poderá indicar o titular da Companhia Docas.

O nome de César Pinheiro, ex-secretário dos Recursos Hídricos do Estado (Governo Cid Gomes), está na mesa do Ministério dos Transportes.

Há, no entanto, um articulação feita pelo líder do Governo na Câmara, o deputado federal José Guimarães, a favor do  ex-prefeito de Quixadá, o petista Ilário Marques, para o comando das Docas do Ceará.

O próximo Diário Oficial da União deverá dirimir duvidas sobre essa queda de braço em matéria de prestígio ou pressão política junto ao Planalto.

O astronauta que contemplou Fortaleza

fortaleza-opovo-online

O astronauta americano Scott Kelly está em serviço fora da terra a bordo da Estação Espacial Internacional para uma missão de um ano.

Segundo a NASA, Kelly viaja pelo mundo mais de 220 milhas acima da Terra e circula o globo mais de uma dúzia de vezes por dia. Durante a sua estada na estação, ele tem a oportunidade de ver e fotografar várias localizações geográficas doplaneta. Foi em uma dessas oportunidades que Kelly fotografou a cidade de Fortaleza e publicou a imagem em seu perfil no Twitter, nesta terça-feira, 9, dando um simples e inusitado: Boa noite#Fortaleza #Brasil.

Seu trabalho, enquanto está no espaço será capturar imagens da Terra para observações científicas. Segundo a Nasa, Kelly irá compartilhar sua visão do espaço e também envolver o público por meio de uma viagem virtual ao redor do mundo.

(POVO Online)

Grupo “Mulheres do Ceará com Dilma” comemora um ano

108 2
O movimento ” Mulheres do Ceará com Dilma” está completando um ano. Para comemorar a data, o grupo fechou uma programação de eventos culturais, com direito a ser recebido em audiência pelo governador Camilo Santana (PT).
No próximo dia 14,  o grupo promoverá, a partir das 17 horas, no restaurante Maria Bonita, recital de poemas, relançamento do livro “Mulheres que ousaram sonhar”, de Nilze Costa e Silva, apresentação da peça “Mulheres na Arte, Mulheres na Política, Mulheres Guerreiras” e show do cantor Eugênio Leandro.
Além da programação do dia 14, o grupo será recebido em audiência pelo governador Camilo Santana no próximo dia 15, ocasião em que vai apresentar pauta de reivindicações do movimento sobre políticas públicas para as mulheres, com os seguintes pontos centrais:
1) Criação da Secretaria de Mulheres;
2) implantação da Casa da Mulher Brasileira, em parceria com o Governo Federal e
3) criação de delegacias de mulheres nos municípios com mais de 60 mil habitantes (são 14 municípios + Fortaleza). Ao todo, serão expostas para o governador 19 propostas nas áreas da saúde, educação, geração de renda, enfrentamento à violência, empoderamento e outras.

Produtos devem ter rótulos alertando sobre efeitos alérgicos

“Depois de anos de demora, a diretoria colegiada da Anvisa vai colocar na pauta do próximo dia 24 a regulamentação sobre como devem ser as informações de alergênicos nas embalagens (leia mais aqui).

A proposta, segundo o relator do processo, Renato Alencar Porto, é que nove ingredientes sejam incluídos nos rótulos com avisos em destaque para pessoas com alergia.”

(Coluna Radar, da Veja online)

PEC dos advogados públicos federais voltará à ordem do dia da Câmara

maurobene

A Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira, requerimento garantindo a inclusão, na ordem do dia da Casa, da Proposta de Emenda Constitucional 443. Essa PEC, de autoria do deputado federal Bonifácio de Andrada (PSDB/MG), teve como relator o ex-deputado federal Mauro Benevides (PMDB).

A PEC assegura aos advogados públicos federais remuneração de até 70% do que percebem hoje os ministros do Supremo Tribunal Federal, a partir do momento em que são incluídos como carreiras jurídicas de Estado.

Bom destacar que essa PEC,se aprovada, terá que entrar em vigor em dois anos.

DETALHE – Mesmo sem mandato, Mauro Benevides teve papel importante e prestígio para assegurar a aprovação do requerimento de inclusão da matéria.