Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Viver através dos amigos

Em artigo enviado ao Blog, o jornalista e sociólogo Demétrio Andrade destaca a verdadeira riqueza do homem: os amigos. Confira:

Um dos maiores sinais de amadurecimento de um ser humano, em minha modesta opinião, é a consciência de sua finitude. Saber que a morte é uma realidade que chega para todos, geralmente de forma inesperada. Longe de parecer um agouro ou uma ode ao fatalismo, trata-se justamente do contrário: ao saber que temos um tempo curto neste mundo, devemos aprender a gastá-lo criando bons momentos, mais marcantes e alegres, de preferência compartilhados com quem se ama.

Dito isso, é fácil saber que sempre sinto uma imensa sensação de felicidade em reunir minha família, por exemplo. Além dela, tive a sorte de encontrar e construir relações duradouras com meus amigos. Sobre eles, costumo dizer que tenho poucos, mas bons. Alguns de nós – como eu – já possuem filhos maiores de idade, formando uma segunda geração criada em nosso entorno. Penso nisso como uma grande bênção.

O grande barato de ter amigos é porque você compartilha seus sentimentos. Divide com eles o impacto das tristezas e amplifica as alegrias. Amigo mesmo, de vera, provoca em você esta maravilhosa sensação de viver através deles. Sorrir ou chorar por eles e perceber a mesma reação deles em relação a você. Coisas absolutamente raras, que não tem preço, não são vendidas em lojas e nem navegam em redes sociais.

Esta semana um grande amigo, meu compadre, o matemático Fábio Montenegro, galgou o título de professor titular da Universidade Federal do Ceará (UFC). A euforia tomou conta do meu coração. Há mais de 25 anos nos encontramos para jogar conversa fora, tocar e cantar, beber e ver nossos filhos crescerem. Claro que, quando em vez, rola briga e discussão. Mas amigos não têm medo do conflito. Ao contrário, usam estes momentos para crescer e aprofundar suas ligações.

A convivência sadia constrói pontes inquebrantáveis. Por isso, sei que há algo de mim nele e há muito dele em mim, como é natural dos grandes amigos. Porque por estas pontes passeia nossa ilusão de eternidade: algo que ficará depois do fim, permanecendo como uma chama nossa em outras pessoas, aquelas que nos são de fato especiais.

Somos – assim acredito – uma grande colcha de retalhos que vai sendo costurada aos poucos, de forma nem sempre retilínea, colorida ao sabor de perdas e conquistas, nossas e de quem nós amamos. É esta a coberta que nos protege da dor, do egoísmo, da inveja e de outras tentações da mesquinhez que também compõem o cenário da humanidade. Ao Fábio, e a todos os meus amigos, expresso a gratidão por me ajudarem na difícil tarefa de tentar ser uma pessoa um pouco melhor.

CPI da Petrobras contrata Kroll para rastrear dinheiro enviado ao exterior

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, da Câmara dos Deputados, fechou contrato com a empresa britânica Kroll para investigar e identificar recursos desviados da empresa para contas no exterior.

A informação é da secretaria da CPI e foi confirmada, na noite dessa quinta-feira (26), pelo presidente da comissão, Hugo Motta (PMDB-PB), que havia anunciado a intenção de contratar a empresa no dia 5 de março. O contrato foi feito sem licitação, sob a justificativa do critério de “inexigibilidade”, por se tratar de serviço específico.

A expectativa é que a empresa descubra e ajude a repatriar os valores desviados da Petrobras pelos ex-funcionários e pessoas envolvidas no esquema de corrupção e pagamento de propina investigado pela Operação Lava Jato.

A Kroll é conhecida por sua atuação na CPI do caso PC Farias, em 1992, que levou à renúncia do então presidente e hoje senador Fernando Collor (PTB-AL).

(Agência Brasil)

O motivo para ter esperança

Da Coluna Política, no O POVO desta sexta-feira (27), pelo jornalista Érico Firmo:

Na terça-feira, o Ceará soube de esquema de fraudes em operações da Caixa Econômica Federal no Estado cujo valor pode chegar a R$ 100 milhões. Ontem, um cearense apareceu entre os alvos de uma operação da Receita Federal cujo valor pode ser maior que o da operação Lava Jato – que casa abalos na República. São escândalos que envolvem gente muito graúda e somas alarmantes de dinheiro público.

Se hoje a corrupção é maior que no passado ou se hoje o que há é mais investigação é discussão inócua. Serve aos interesses de quem está no poder, ao tentar não só se eximir de culpa pelos esquemas montados durante sua gestão como ainda busca tirar proveito político da roubalheira. A quantidade de escândalos e as quantias envolvidas são alarmantes em qualquer circunstância.

Os mecanismos de controle são ainda muito falhos. A necessidade de punição ocorre quando quase todo o resto fracassou. Digo quase porque ao menos essa última etapa dá sinais de eficiência. O esquema da Caixa começou a ser identificado em auditorias internas. E as punições permitem ter esperança de maior eficiência nas investigações. Não resolvem tudo, pois o crucial seria o controle prévio nas operações. Mas ao menos apontam para a correção de rumos. E devem incutir medo em quem se aventura em esquemas do tipo.

Por aí deve haver muita gente com receio de ser a próxima a ser descoberta.

Galeria do Povo é novamente esvaziada, após vaias a Eduardo Cunha

88 3

foto eduardo cunha camara federal

Nove dias após determinar o esvaziamento da Galeria do Povo, quando da convocação do ex-ministro da Educação, Cid Gomes, na Câmara Federal, o presidente da Mesa Diretora da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), voltou a presidir nesta sexta-feira (27) uma sessão, após a determinação do esvaziamento da Galeria do Povo. O caso ocorreu agora há pouco, em São Paulo, no programa Câmara Itinerante, quando o peemedebista passou a ser vaiado na Assembleia Legislativa.

Segundo a assessoria de Cunha, a ordem do esvaziamento teria partido do presidente da Assembleia Legislativa, Fernando Capez (PSDB), mas, ao retornar à sessão que foi interrompida até a retirada de todos da galeria, Cunha disse que “o parlamento pressupõe o debate com aqueles que querem se manifestar livremente. Aqueles que não querem debater vão impedir que o debate seja feito”.

Na primeira vez que Cunha mandou esvaziar a Galeria do Povo, havia uma manifestação de apoio ao ex-ministro Cid Gomes. Nesta sexta-feira, o próprio Cunha foi o alvo de cerca de 50 pessoas na Galeria do Povo, que protestaram com vaias, após terem a palavra negada sobre reforma política e financiamento público.

Cunha fez duras críticas à decisão do governo em baixar a tarifa de energia elétrica em 2012. “A crise só não está pior porque a economia não está em um processo de crescimento. Se a economia estivesse crescendo estaríamos vivendo um racionamento”, disse.

‘Casa do Povo’

A Assembléia Legislativa do Ceará e a Câmara Municipal de Fortaleza aprovaram nessa quinta-feira (26) moção de repúdio contra o esvaziamento da Galeria do Povo, por parte do presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, ocorrido no último dia 18.

Em pronunciamento, o presidente do Legislativo de Fortaleza, Salmito Filho (PROS), defendeu o direito do cidadão de se manifestar. “O Parlamento é a Casa do Povo e a Galeria é de onde a população pode e deve acompanhar os trabalhos dos parlamentares”, ressaltou.

(com agências)

PIB per capita brasileiro cai 0,7% em 2014

O Produto Interno Bruto (PIB) per capita brasileiro caiu 0,7% na passagem de 2013 para 2014. O PIB per capita é um cálculo que leva em consideração o tamanho da economia brasileira em relação à população total do país.

O PIB, que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, cresceu 0,1%, mas como a população brasileira teve um crescimento maior que o da economia brasileira, o PIB per capita acabou tendo um desempenho negativo, fechando 2014 em um valor de R$ 27.229.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), já considerando a nova metodologia internacional adotada pelo instituto. Em 2013, o PIB per capita havia crescido 1,8% em relação a 2012.

(Agência Brasil)

Revista inglesa diz que brasileiros estão ‘fartos’ de Dilma Rousseff

48 1

dilmarezando

Para a revista inglesa The Economist, que circula neste fim de semana, os brasileiros estão fartos com a presidente Dilma Rousseff, após perceberem que foram vítimas de um “estelionato eleitoral”. A afirmação está no editorial da revista, intitulado “Lidando com Dilma”.

Além de afirmar que a presidente “vendeu mentiras” na campanha à reeleição, a revista também envolve Dilma no escândalo da Petrobras, ao citar que “ela presidiu o conselho da Petrobras de 2003 a 2010, quando os promotores dizem acreditar que mais de 800 milhões de dólares foram roubados em propinas e canalizados para os políticos do PT e aliados”.

O editorial sugere ainda que “muitos políticos brasileiros acham que a presidente é dogmática ou incompetente”.

(com agências)

Domingos Filho quer intensificar qualificação dos gestores municipais

131 2

foto domingos filho tcm

O conselheiro Domingos Filho toma posse na manhã desta sexta-feira (27) da presidência do Instituto Escola Superior de Contas e Gestão Pública Waldemar Alcântara do Tribunal de Contas dos Municípios, na sede da entidade (avenida General Afonso Albuquerque Lima, 130, bairro Cambeba). Durante a posse, que será feira pelo presidente do TCM, Francisco Aguiar, será lançado o Programa Capacidades: Educação, Participação e Transformação.

Segundo o conselheiro, o Instituto estará empenhado na qualificação permanente, principalmente dos gestores municipais. “O objetivo primordial é fazer com que o Instituto cumpra um papel mais abrangente do que já vinha cumprindo como Escola de Contas e que garanta a qualificação dos nossos gestores para que eles errem cada vez menos”, esclareceu.

Entre os convidados para a solenidade estão o governador Camilo Santana; o ex-governador Cid Gomes; o prefeito Roberto Cláudio; o presidente da Assembleia Legislativo do Ceará, deputado Zezinho Albuquerque; e o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho.

(com informações do TCM)

Fórum Verdes Ideias discute críticas e sugestões à política do meio ambiente

bruno

Da Coluna Vertical, no O POVO desta sexta-feira (27):

O secretário do Meio Ambiente e Sustentabilidade, Artur Bruno, inicia nesta sexta-feira (27), a partir das 15 horas, na sede da pasta, o Fórum Verdes Ideias. O objetivo, segundo o secretário, é ouvir críticas e sugestões dos segmentos da sociedade civil e, em especial, dos ambientalistas.

Tudo bem que Bruno queira abrir a discussão, mas é bom saber que os segmentos militantes desse pedaço já estão cheios de tanto discurso e blablá. O debate, claro, é democrático, mas é hora da gestão amadurecer ações nessa área cheia de polêmicas, que vai da Ponte Estaiada ao Cocó, sempre desrespeitado.

Aliás, o Cocó precisa de solução. Antes que acabe num circunflexo.

Cardozo diz que irá à CPI do HSBC e defende investigações fiscais e criminais

73 1

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse nessa quinta-feira (26) que atenderá ao convite feito por integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada para investigar possíveis crimes financeiros e fiscais a partir de contas abertas por brasileiros no Banco HSBC da Suíça.

A investigação jornalística sobre o caso, conhecida como SwissLeaks, é comandada pelo ICIJ, sigla em inglês para Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos. Acredita-se inicialmente que houve sonegação e evasão fiscal por parte do banco e de alguns correntistas com contas na Suíça.

“Jamais me furtarei a atender a um convite do Congresso Nacional. Irei sempre que convidado, a quaisquer comissões ou mesmo ao plenário. É um dever do governante prestar contas ao Poder Legislativo. No caso do HSBC, existiriam cerca de 8 mil brasileiros, segundo a imprensa, que teriam contas no HSBC da Suíça. Nós não sabemos se são legais ou ilegais ou que contas são”, afirmou Cardozo.

(Agência Brasil)

IBGE cancela contagem populacional por falta de recursos

A falta de recursos obrigou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a cancelar a Contagem da População 2016. Em nota, o Ministério do Planejamento, responsável pelo IBGE, confirmou o cancelamento da pesquisa.

Segundo o Planejamento, o alto custo da pesquisa, orçada em R$ 2,6 bilhões, foi o fator responsável pelo cancelamento. O montante não está previsto no Orçamento de 2015. Estão mantidas as demais pesquisas do IBGE, como o Sistema de Contas Nacionais, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, a Pesquisa de Orçamentos Familiares e o Censo Agropecuário de 2017.

Sem a Contagem da População, um novo levantamento populacional só será feito no Censo de 2020. Usada no cálculo dos repasses da União aos estados e aos municípios, a Contagem da População é feita por amostragem e não exige a ida de técnicos do IBGE de casa em casa, como no censo.

Apesar da amostra menor, a pesquisa envolve cerca de 80 mil recenseadores. A compra de equipamentos e a contratação de trabalhadores temporários começariam a ser planejadas em 2015 para a execução do levantamento em 2016. Sem a Contagem da População, estados e municípios receberão repasses federais com base em estimativas do IBGE.

(Agência Brasil)

Central dos Sindicatos Brasileiros promove encontro em Fortaleza nesta sexta-feira

A Central dos Sindicatos Brasileiros (CBS) realiza nesta sexta-feira (27), em Fortaleza, o 1º Encontro Estadual da CBS com Sindicalistas e Lideranças. O evento terá início às 9h30min, no auditório do Sindicato dos Taxistas do Ceará (Sinditaxi), entidade filiada à CBS, com a participação do presidente nacional da CSB, Antônio Neto.

Na pauta do encontro estão: a mobilização da CSB, em conjunto com outras centrais sindicais para a derrubada, no Congresso Nacional, das MPs 664 e 665, que alteram conquistas históricas dos trabalhadores garantidas na CLT como – tempo de serviço para aposentadoria, pensão por morte e seguro desemprego. Outro item na pauta é o fortalecimento e a organização da CBS no Ceará.

As MPs 664 e 665 torna mais rigoroso o acesso da população a uma série de benefícios previdenciários. As alterações foram anunciadas pelo Governo Federal no final de 2014 e redigidas sem consultar ou debater o tema com as centrais sindicais.

VI Feira do Livro Infantil de Fortaleza inscreve editoras até o próximo dia 31

129 1

contaçao

Termina no próximo dia 31 o prazo de inscrição para as editoras que desejam participar da VI Feira do Livro Infantil de Fortaleza. A Casa da Prosa, responsável pela feira, selecionará até 36 expositores, que podem ser editoras, livrarias e agremiações literárias, como associações e academias de letras.

Os selecionados terão direito a um estande, ligação elétrica – com montagem, vigilância 24 horas no local, além de divulgação nas mídias, cartazes e folders. A divulgação dos selecionados acontecerá no próximo dia 6. A feira ocorrerá na Praça do Ferreira, de 27 a 30 de maio.

Na programação, contação de histórias em todos os dias, lançamentos literários, encontro com escritores e ilustradores convidados, minioficinas para crianças e oficinas para jovens.

SERVIÇO

As inscrições são feitas pela Casa da Prosa, através do email flivrofortaleza@gmail.com. Tudo gratuito.

Primeira-dama debate com Banco Mundial projetos para o desenvolvimento infantil

foto onelia banco mundial

A primeira-dama do Estado, Onélia Leite Santana, recebeu nesta quinta-feira (26) representantes do Banco Mundial, quando discutiu ações, projetos e programas com foco na Infância do Estado. Onélia Santana esteve acompanhada do secretário da Educação, Maurício Holanda, e integrantes do Comitê Consultivo Intersetorial das Políticas de Desenvolvimento Infantil no Ceará.

A primeira-dama apresentou dados do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece)/Secretaria da Educação que mostram o percentual de crianças de 0 a 3 anos matriculadas em creche dos municípios cearenses em 2013 e 2014. Segundo os dados, 29,1% das crianças de 0 a 3 anos no Ceará estão nas creches, acima da média nacional que é de 27,9%.

“Fizemos o diagnóstico para saber a situação da educação infantil no Estado. Precisamos avançar muito ainda. Vamos sensibilizar os gestores, fazer um plano para a infância do Ceará e realizar um pacto de responsabilidade entre os municípios e o Estado”, comentou.

Fundadora da Universidade Sem Fronteiras lança reomance

mouraoezilma

Zilma e seu Antonio Mourão Cavalcante.

A professora Zilma Cavalcante lançará, às 18 horas da próxima segunda-feira, na Livraria Cultura,  o romance A Dança do Tempo – Outono estação da colheita (Editora Arsol, SP). O romance é centrado em personagens na maturidade – geração 68, seus sonhos, aventuras e amores.

Expõe a certeza de que a velhice pode ser um tempo de felicidade, nunca sendo tarde para viver e amar.

DETALHE – Zilma tem doutorado em Gerontologia Social e, em Fortaleza, criou um projeto pioneiro no Brasil: A Universidade Sem Fronteiras.

(Foto – Paulo MOska)

UFC lança ônibus que resgata brincadeiras de criança

ribamarneto

Será inaugurado nesta sexta-feira, às 15 horas, nos jardins da Reitoria da Universidade Federal do Ceará (Benfica), o BrincarMóvel, um ônibus criado e pensado para o resgate do jogo, do brinquedo, da brincadeira e da cultura lúdica”, segundo o seu idealizador, o professor Marcos Teodorico Almeida.

O BrincarMóvel ficará nos jardins da Reitoria até o próximo dia 1º, sendo aberto à visitação da comunidade universitária. Poderá ser requisitado por instituições de ensino públicas ou privadas, associações comunitárias, institutos e entidades de um modo geral, tanto de Fortaleza como do interior do Estado.

(Foto – Ribamar Neto)

ACM manda nota para Blog ratificando engajamento por eleições diretas nos TJs

Do presidente da Associação Cearense dos Magistrados, juiz estadual Antônio de Araújo, recebemos nota em que ele garante estar a entidade engajada na luta por eleições diretas para comando dos tribunais de justiça. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

Gostaria de fazer algumas considerações acerca da postagem sob o título “Eleições diretas já nos Tribunais de Justiça!”, veiculada em seu Blog no dia 24 deste mês.

A busca pela implantação das eleições diretas no Poder Judiciário é uma bandeira permanente da Associação Cearense de Magistrados (ACM) e a entidade também integra o movimento nacional capitaneado pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

O ato realizado pelos magistrados do Distrito Federal e Territórios, em 24 de março, é um de vários que as associações estaduais da categoria promovem ao longo do ano. No Ceará, a ACM planeja fazer novo ato, visando às diretas, ainda neste semestre.

Vale lembrar que está em tramitação no Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE) pedido da AMB, subscrito pela ACM (Pedido de Providência nº 0002399-41.2014.2.00.000), requerendo a alteração do regimento interno daquela corte para permitir a participação dos magistrados de 1º grau nas eleições para presidente, vice e corregedor do judiciário estadual. A ACM também pleiteou a questão diretamente ao TJCE, por meio do Requerimento Administrativo nº 8504566-63.2014.8.06.0000, que foi arquivado em agosto de 2014, pelo então presidente, e já se encontra reiterado para apreciação da atual gestão.

Outra bandeira que vem necessitando de muito empenho institucional é a busca pela rejeição da PEC da Bengala (Proposta de Emenda Constitucional n° 457/2005), em tramitação na Câmara dos Deputados. A ACM entende que essa PEC – que eleva em cinco anos da idade de aposentadoria compulsória dos magistrados, de 70 para 75 anos – estagna os quadros das cúpulas dos tribunais; paralisa a modernização jurisprudencial, sendo nociva à prestação jurisdicional; e trava o aperfeiçoamento das práticas gerenciais do judiciário.

Fraterno abraço.

* Juiz Antônio Alves de Araújo
Presidente da Associação Cearense de Magistrados (ACM).

Dilma poderia ser estadista?

Dilma23

Com o título “Procura-se um estadista”, eis artigo do jornalista Fábio Campos no O POVO desta quinta-feira. Ele analisa o cenário atual, onde se fala em corte de ministérios – que não sai do papel, e reforma política, que continua só no discurso. Bem que Dilma Rousseff, na opinião de Fábio, poderia assumir essas bandeiras. Confira:

De tempos em tempos, emerge no Brasil o debate acerca da quantidade de ministérios. No momento, um fato inusitado: o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), tenta impor o corte pela metade no número de pastas. Inusitado por se tratar de uma ação imposta pelo Legislativo e não por decisão do Poder Executivo, como seria usual. Assim, uma discussão relevante acaba por se inserir na disputa política entre o PMDB e o Palácio do Planalto.

Vai aqui uma sugestão para a presidente Dilma Rousseff (que jamais vai acatar a ideia): chame essa pauta para si. Tire-a do PMDB e promova cortes significativos de Ministérios e de cargos de confiança. Além de racionalidade administrativa, a pauta tem grande apelo popular.

Em paralelo, a presidente poderia apoiar medidas da reforma política (pensando no País e não no PT) que, no futuro breve, vai diminuir a pressão por cargos públicos, o aparelhamento e o fatiamento do poder. Uma medida, sozinha, tem esse poder. No caso, o fim das coligações proporcionais, que vai levar um amontoado de siglas nanicas à extinção.

Quem precisa de 39 ministérios? O País não precisa. Esse obeso clube não engordou por causa de racionalidade administrativa. Pelo contrário. É o fruto apodrecido da busca pela tal de governabilidade. Em troca de apoio, abre-se mão de fazer (a boa) política e oferecem-se cargos e contratos para satisfazer a ânsia dos partidos.

O círculo é vicioso e cruel com as finanças públicas. Interessa ao Governo manter e conquistar apoios políticos. Interessa aos partidos apoiar o Governo de plantão. Que se lixe a eficiência da máquina pública. Esta fica em quinto plano. A estrutura pública, em vez de servir ao distinto cidadão, é usada para outros fins que, muitas vezes, não são os mais virtuosos.

A corrupção é irmã e amiga do inchaço da máquina pública. Quanto maior a máquina, quanto mais cargos, além dos custos muito maiores, mais difícil será exercer o controle. Os exemplos estão por aí e se multiplicam.

Em um ponto o presidente do Senado tem razão: o efeito pedagógico do corte na quantidade de cargos e pastas seria significativo para os melhores interesses do País. Mostraria ao público que o Governo não apenas exige esforços do contribuinte como também é capaz de se apresentar como exemplo de austeridade.

O processo não deve ser visto de forma isolada. A repercussão nos estados e municípios também tornaria a medida estimulante. É usual que as outras unidades administrativas estaduais copiem o modelo adotado pelo Palácio do Planalto. Da mesma forma, as prefeituras costumam copiar o executivo estadual.

Assim, como um efeito cascata, a economia de recursos ganharia então uma dimensão muito maior. Sabe-se que estruturas administrativas excessivas são pródigas em gerar grandes custos. Prédios, mobiliário, carros, servidores, energia, aluguéis e, enfim, uma montanha de recursos que poderia estar sendo usada em atividades fins muito mais gloriosas.

O clamor das ruas é majoritariamente por uma máquina administrativa eficiente, serviços públicos de qualidade, bem dotadas de mecanismos contra a corrupção e o máximo possível divorciada do ramerrão partidário-politiqueiro. O cidadão já tem clareza que sustenta a farra de cargos e de corrupção com seu suor. E cansou de ser o patrocinador.

* Fábio Campos,

Jornalista.