Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Entram em vigor novas regras de portabilidade do salário

236 1

As novas regras para portabilidade salarial entram em vigor a partir deste domingo (1º). Esse tipo de portabilidade é quando um beneficiário de conta-salário pede transferência de recursos para outra conta bancária ou de pagamento.

Ao aderir à portabilidade, o salário passa a ser transferido automaticamente, sem pagar tarifa. Entre as mudanças definidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), em fevereiro, está a inversão do procedimento de portabilidade. Em vez de o trabalhador pedir a transferência no banco onde o empregador mantém a conta-salário, ele poderá fazer o pedido à instituição que mantém a conta de destino.

Essa mudança iguala a portabilidade das contas-salário ao procedimento praticado na telefonia. Para mudar de operadora telefônica sem trocar de número, o detentor da linha pede a transferência na empresa para a qual quer transferir a linha.

A conta-salário é uma conta aberta pelo empregador, em nome do empregado, para efetuar o pagamento de salários, aposentadorias e similares. Apenas o empregador pode fazer depósitos, e o empregado conta com isenção de tarifas em relação aos seguintes serviços: fornecimento de cartão magnético para movimentação, cinco saques a cada crédito, duas consultas de saldo e dois extratos por mês. Além disso, os recursos podem ser gratuitamente transferidos para a instituição na qual o empregado tenha conta, por meio da portabilidade salarial.

(Agência Brasil)

Deezer participa da 13ª edição da Feira Expoevangélica

A Deezer, streaming global de música, participará na 13ª edição da Feira ExpoEvangélica, que acontece de quarta-feira (4) até o sábado (7), no Centro de Eventos, em Fortaleza. A presença da empresa no evento faz parte do investimento realizado no mercado de música gospel nos últimos anos. A Deezer foi o primeiro e único streaming de música do país a ter um projeto exclusivo dedicado ao gênero, afinando a comunicação com diversas áreas de interesse deste nicho, incluindo artistas e gravadoras, além dos ouvintes. Hoje, por exemplo, o canal de música gospel é o segundo mais ouvido na plataforma.

O estande da Deezer contará com pocket shows de diversos artistas, como Priscilla Alcantara, Daniela Araújo e Eli Soares, entre outros. Os shows acontecerão durante toda a Feira ExpoEvangélica. Além disso, Lincoln Baena, editor de Música Cristã para a América Latina da Deezer, estará presente no estande e poderá falar sobre o projeto da Deezer e também sobre o mercado de streaming no segmento.

Com o objetivo de fortalecer a presença da Deezer no mercado e com a preocupação de se comunicar de forma apropriada com esse nicho, a empresa buscou pessoas especializadas no setor gospel para auxiliar no processo de entendimento e mapeamento do mercado. Realizado de forma contínua, o projeto tem como objetivo valorizar a comunidade cristã, trazendo artistas e gravadoras para apoiar a iniciativa.

A Deezer também criou ações regulares para divulgação de conteúdo gospel pelo país, como Deezer Apresenta, Deezer Moods, Deezer Faixa a Faixa, parcerias com gravadoras para lançamentos exclusivos de artistas, além do Deezer Lendas, iniciativa que consiste em mini documentários sobre grandes nomes da música gospel brasileira.

A Deezer conecta 14 milhões de fãs de música ativos mensalmente de todo o mundo com mais de 53 milhões de faixas. Disponível em 180 países em todo o mundo, a Deezer dá acesso imediato ao mais diverso catálogo de streaming de música em qualquer dispositivo. A Deezer é o único serviço de streaming de música com Flow, uma trilha sonora personalizada com suas músicas mais queridas e novas recomendações baseadas em dados algoritmos e nas sugestões dos nossos editores de música. Baseado em um algoritmo proprietário intuitivo e criado por pessoas que amam música, é o único lugar para ouvir as suas músicas em uma trilha sonora ilimitada com novas descobertas sob medida para você. Deezer está disponível no seu dispositivo preferido, incluindo smartphone, tablet, PC, laptop, sistema de home sound, sistema de áudio multimídia em carros, Smart TV ou console de videogames.

Fazendo a música acontecer desde 2007, a Deezer é uma empresa de capital fechado, com sede em Paris e escritórios em Londres, Berlin, Miami, São Paulo e em outros lugares do mundo.

Senadores votam projeto que pune concorrência desleal na terça-feira

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) pode votar na terça-feira (3) um projeto de lei do Senado (PLS 284/2017) que prevê critérios especiais de tributação para prevenir desequilíbrios concorrenciais. O projeto da senadora Ana Amélia (PP-RS) é relatado pelo senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES).

O projeto de lei complementar regulamenta o artigo 146-A da Constituição. O texto estabelece medidas para assegurar o funcionamento do mercado e punir a concorrência desleal. A União, os estados, o Distrito Federal e os municípios ficam autorizados a promover a fiscalização ininterrupta de empresas e instalar equipamentos de controle de produção, comercialização e estoque.

Além disso, o governo pode antecipar ou postergar o fato gerador de tributos e concentrar a incidência de impostos em determinadas fases do ciclo econômico. Outras medidas são a adoção de alíquota específica sobre produtos e o controle especial de recolhimento de impostos.

Ficam sujeitos ao regime especial setores da atividade econômica em que a carga tributária seja um componente relevante na composição de preços de produtos ou serviços. Ou ainda, setores em que a estrutura da cadeia de produção ou comercialização favoreça a evasão fiscal.

Os critérios especiais de tributação podem ser adotados isolada ou conjuntamente. Mas não se aplicam a tributos incidentes sobre a renda, o lucro, a movimentação financeira ou ao patrimônio. Durante a vigência do regime diferenciado, o poder público pode suspender ou até mesmo cancelar o cadastro da empresa, caso se comprove que a pessoa jurídica foi constituída especificamente para a prática de fraude fiscal estruturada.

Também ficam sujeitas ao cancelamento de registro as empresas constituídas para produção, comercialização ou estocagem de mercadoria roubada, furtada, falsificada, adulterada ou em desconformidade com os padrões estabelecidos pelo agente regulador. Ou ainda, as pessoas jurídicas que utilizam insumos, comercializam ou estocam mercadorias objeto de contrabando ou descaminho.

Concorrência desleal
A senadora Ana Amélia argumenta que a concorrência desleal pode repercutir nos preços de produtos e serviços e desequilibrar o mercado. Ela cita como exemplo o caso dos combustíveis, em que “laranjas” obtêm liminares na Justiça para afastar a tributação e sonegar sistematicamente o pagamento de tributos.

– Como resultado das inúmeras práticas tendentes a evitar o pagamento de tributos devidos, que não raramente estão associadas a crimes como contrabando e falsificação, estima-se que apenas nos setores de cigarros e combustíveis, sujeitos a cargas tributárias elevadas em comparação com outros produtos, cerca de R$ 8 bilhões sejam sonegados anualmente – argumenta.

(Agência Senado)

Croácia elimina a Dinamarca nos pênaltis e está nas quartas de final

As seleções da Croácia e Dinamarca tiveram de ir para a prorrogação, após empate em 1 a 1 no tempo normal da partida, na segunda prorrogação na Copa para decidir a classificação para a fase de quartas de final. O empata, no entanto, permaneceu no placar e foi preciso a cobrança de pênalti.

As duas primeiras cobranças foram defendidas pelos goleiros da Croácia e da Dinamarca. Na quarta cobrança, Subasic evita o gol dinamarquês. A Croácia também desperdiça: Schmeichel faz uma excelente defesa. Na quinta cobrança dinamarquesa, Subasic voltou a defender.

A classificação da Croácia para as quartas de final, aconteceu com Rakitic que colocou a bola no fundo das redes da Dinamarca, para a alegria dos torcedores croatas presentes no Estádio Nizhny Novgorod.

Nos dois tempos da prorrogação, as duas seleções adotaram uma postura defensiva, com jogadas esporádicas de ataque. Em uma dessas jogadas, Modric dá um passe para Rebic, que dribla o goleiro, mas na hora de colocar a bola no gol foi derrubado por Jorgensen. Pistana marca pênalti. Modric bateu para a defesa de Schmeichel.

(Agência Brasil)

Série D – Ferroviário começa luta pelo acesso contra o Campinense no Castelão

Duas partidas separam o Ferroviário da principal meta para a temporada 2018: acesso à Série C. A primeira acontece hoje, às 20 horas, no Castelão e o Tubarão quer construir uma vantagem para os 90 minutos decisivos da próxima segunda-feira, 9, em Campina Grande, na Paraíba. A única maneira de conseguir isso é vencendo o Campinense.

O problema é que em casa o time coral costuma ter dificuldades para vencer – ganhou apenas do Cordino e pelo placar mínimo. Talvez por isso o foco do último treino comandado por Marcelo VIlar antes da partida foi no ataque do time, exigindo pontaria, velocidade e uma boa troca de passes.

Existe uma baixa no setor para o jogo de hoje, no entanto Luís Soares tomou o terceiro cartão amarelo e está fora da partida. Vitinho, Dudu e Juninho Quixadá brigam pela vaga dele.

A defesa do Ferroviário pode ser considerada sólida, já que o time segue invicto na competição. Não há nenhum desfalque no setor, mas Vilar optou por não relacionar Léo, que vinha sendo o titular da equipe até não poder atuar no jogo passado devido suspensão pelo terceiro amarelo. Gleibson iniciará a partida pela segunda vez consecutiva.

O provável Ferroviário para o jogo tem Gleibson, Lucas Mendes, André Lima, Luís Fernando e Sávio; Leanderson, Mazinho, Janeudo e Esquerdinha; Juninho Quixadá e Edson Cariús.

O Campinense veio para Fortaleza com dois desfalques. O lateral direito Alex Murici está suspenso e o atacante Eduardo foi vetado pelo departamento médico com dores na coxa esquerda. Douglas Santos e Denílson são os prováveis substitutos, respectivamente.

(O POVO)

Alckmin volta a defender armamento de produtores rurais

230 1

Em encontro com empresários do setor produtivo de Mato Grosso do Sul, o pré-candidato do PSDB à presidência da República, Geraldo Alckmin, voltou a afirmar neste sábado que, se eleito, vai facilitar o armamento na zona rural para coibir as invasões de fazendas.

“Na questão da invasão: é intolerável, conflitos e invasões. As ações vão ser para coibir ameaças no ambiente produtivo. Na área urbana você pode ligar para o 190, mas na área rural? Área rural é diferente e vamos facilitar o armamento para zona rural”, afirmou o ex-governador na sede da Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul (Fiems).

O tucano, que é defensor do Estatuto do Desarmamento, já havia dito em maio que pretendia facilitar o porte de armas para a população na zona rural. Ao adotar um discurso mais incisivo na área da segurança pública, Alckmin procura também disputar espaço com o presidenciável do PSL, Jair Bolsonaro, que tem o segmento como um dos principais motes de campanha.

Na pesquisa CNI/Ibope divulgada na quinta-feira passada, 28, no cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Bolsonaro aparece na liderança com 17% das intenções de votos – empatado no limite da margem de erro de dois pontos porcentuais com Marina Silva (Rede), que tem 13%. Alckmin aparece em quarto, com 6%, empatado tecnicamente com Ciro Gomes (PDT), que tem 8%.

Fronteira
Na agenda em Mato Grosso do Sul, Estado que tem 1,6 mil quilômetros fronteiras de com a Bolívia e o Paraguai, Alckmin também prometeu dar atenção especial à região, no combate ao tráfico de drogas, armas e contrabando.

Alckmin elencou cinco medidas a serem adotadas para combater os crimes de fronteira: tecnologia, ações diplomáticas, inteligência, criação de uma polícia nacional e leis mais duras.

“Combater os crimes não é fácil, mas precisamos investir em tecnologia, ampliar o Sisfron [Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras] para ter o controle dessa região”, sustentou.

O presidenciável declarou ainda que pretende criar a Agência Nacional de Inteligência, que vai reunir especialistas em segurança para traçar estratégias de combate. “Vou reunir os melhores especialistas de segurança para integrar a inteligência de informações”, disse.

Alckmin também falou da Guarda Nacional Permanente, que deverá ser criada com profissionais federais. “Nós temos a Força Nacional, que é formada por policiais dos Estados. Então, a gente enfraquece uma ponta para formar a outra. Isso não pode ser assim”, afirmou.

Além disso, o tucano defendeu pactos com os países vizinhos – Paraguai e Bolívia – para articular ações de prevenção e combate aos crimes de fronteira. “É preciso o combate do tráfico de drogas e armas. Mato Grosso do Sul não produz droga, Brasil não produz droga, produzimos soja, milho, algodão, café. Não produzimos cocaína, isso vem de fora”, disse.

Por fim, enfatizou que a responsabilidade das ações não pode recair sobre os Estados e que a lei sobre os crimes de fronteira devem ser mais rígidas. “O governo federal tem a liderança do trabalho. Tráfico de drogas é crime federal, contrabando é crime federal, descaminho é crime federal”, finalizando que “para o crime organizado a legislação precisa ser mais dura”, destacou.

(Agência Estado)

Com Supremo de recesso, Cármen Lúcia julgará recursos urgentes

O Supremo Tribunal Federal (STF) entra em recesso de 30 dias a partir desta segunda-feira (2). Com o período de férias dos ministros, previsto em lei, não haverá sessões das duas turmas da Corte e do plenário, mas as questões urgentes que chegarem ao STF serão julgadas pela presidente, ministra Cármen Lúcia, que atuará no plantão.

Em agosto, após o retorno dos trabalhos, já foram pautados diversos processos sobre temas polêmicos que aguardavam julgamento pela Corte.

No dia 30 de agosto, o STF deve julgar uma ação que trata da possibilidade de pais se recusarem a matricular seus filhos em escolas públicas ou privadas tradicionais e educá-los em casa. A prática, conhecida como homeschooling, não tem previsão na legislação.

O plenário também decidirá se referenda a liminar proferida nesta semana pelo ministro Ricardo Lewandowski, que impediu que o governo venda, sem autorização do Legislativo, o controle acionário de empresas públicas de economia mista, como a Petrobras e a Eletrobras, por exemplo.

O recurso no qual o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pretende ganhar liberdade também pode ser julgado após o recesso, mas a data ainda não foi definida.

Na quinta-feira (28) à noite, o pedido foi liberado para julgamento em plenário pelo relator ministro Edson Fachin. A sessão de sexta-feira (29) foi a última antes de os ministros do STF iniciarem o recesso forense.

Eles só voltarão a se reunir em plenário em 8 de agosto. Durante a sessão, Cármen Lúcia disse que não pautaria o pedido de Lula por orientação de Fachin.

A partir do dia 12 de setembro, Cármen Lúcia deixará a presidência da Corte, após dois anos no cargo, que será ocupado pelo ministro Dias Toffoli. O mandato de presidente da Corte é improrrogável.

(Agência Brasil)

Aumento da potência das rádios comunitárias será votado no Senado

Aumentar em até 12 vezes a potência máxima de transmissão das rádios comunitárias é o objetivo do PLS 513/2017, um dos projetos de lei que deverão ser votados no Plenário do Senado nos próximos dias. Do senador Hélio José (Pros-DF), a proposta estabelece que a potência das rádios comunitárias poderá ser aumentada de 25 para até 300 watts, com três canais designados, em vez de um, para a execução de radiodifusão comunitária que atenda a uma comunidade, bairro ou vila.

Segundo Hélio José, o aumento da potência é necessário devido à grande diversidade geográfica do Brasil. Ele argumenta que 25 watts são insuficientes para operação nas áreas de população esparsa, particularmente na zona rural. A ideia é viabilizar o serviço em regiões nas quais a cobertura de uma única comunidade, com moradias dispersas, exige alcance maior que o atualmente estabelecido.

A atual potência atinge até um quilômetro de raio de cobertura, limitando e restringindo o alcance da rádio, muitas vezes menor do que sua comunidade/público potencial, como frisou o senador Waldemir Moka (MDB-MS), relator substituto do projeto na sua passagem pela Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT).

A mudança vem recebendo apoio de senadores e é defendida pela Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço). Em discurso no Plenário, Hélio José rebateu críticas ao projeto, entre elas a comparação das rádios comunitárias a rádios piratas. Para ele, a comparação é injusta porque uma rádio ilegal não tem nenhum limite e nem autorização para funcionar.

— Rádio pirata transmite o que quiser, onde quiser, como quiser e com o interesse que tiver, contanto que não seja alcançada pelo poder público. As rádios piratas são a antítese perfeita das rádios comunitárias — disse.

A proposta também foi defendida pelos senadores Flexa Ribeiro (PSDB-PA) e Gleisi Hoffmann (PT-PR).

– Nós devemos isso às rádios comunitárias – disse Gleisi.

– No interior do interior do meu estado do Pará, quem está lá levando informação, conhecimento e cultura são as rádios comunitárias – afirmou Flexa.

O senador acrescentou que o PLS autoriza o aumento da potência para até 300w, mas quem vai definir a potência que cada uma das rádios será a Anatel, que também não permitirá sobreposição de sinais.

(Agência Senado)

Mais de 300 municípios enfrentam risco de poliomielite, alerta Saúde

Há 312 municípios no país, especialmente na Bahia, com risco de surto de poliomielite, alertou neste fim de semana o Ministério da Saúde. Há 28 anos o Brasil não registra casos da doença. No entanto, o risco de a doença retornar é grande por causa da resistência de pais e mães em vacinarem os filhos. A ameaça, segundo o ministério, existe em todos os locais com coberturas abaixo de 95%, mas está mais crítica nessas 312 localidades.

O Ministério da Saúde orienta os gestores locais a organizar as redes de prevenção, inclusive com a possibilidade de readequação de horários mais compatíveis com a rotina da população brasileira. A pasta também recomenda o reforço das parcerias com creches e escolas, ambientes que potencializam a mobilização sobre a vacina por envolverem as famílias.

Causada por um vírus que vive no intestino, o poliovírus, a poliomelite geralmente atinge crianças com menos de 4 anos, mas também pode contaminar adultos.

A maior parte das infecções apresenta poucos sintomas e há semelhanças com as infecções respiratórias com febre e dor de garganta, além das gastrointestinais, náusea, vômito e prisão de ventre.

Cerca de 1% dos infectados pelo vírus pode desenvolver a forma paralítica da doença, que pode causar sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em alguns casos, levar à morte.

(Agência Brasil)

Frieza russa sabe chorar… de alegria

Os russos mostraram na tarde deste domingo (1º), diante da Espanha, que a falta de sentimento é coisa de “guerra fria”. No estádio Luzhniki, em Moscou, com mais de 78 mil torcedores, os russos choraram com a classificação às quartas de final da Copa do Mundo, nas cobranças de pênalti, após empate em 1 a 1 no tempo normal e 0 a 0 na prorrogação. Enquanto os russos converteram as quatro cobranças – não foi preciso a quinta -, os espanhóis perderam duas cobranças.

O herói da partida foi o goleiro russo Akinfeev, que defendeu duas cobranças na decisão por penalidades, além de outras boas defesas durante a partida.

A Rússia volta a campo no sábado (7), diante do vencedor de Croácia e Dinamarca, que se enfrentam às 15 horas deste domingo.

(Foto: Reprodução)

Sem Lula, sem voto

222 1

Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (1º):

Se for impedida a candidatura Lula, através de expedientes de exceção, como já se configura, a tendência será de se denunciar o simulacro eleitoral à opinião pública internacional.

A indignação poderá levar o PT a não apresentar outro candidato e fazer chamamento pelo voto nulo. Os partidos de esquerda seriam instados a retirar seus candidatos, sob pena de serem acusados de coonestar o Estado de Exceção. Mesmo porque as correntes inconformadas com essa situação acreditam que os segmentos da esquerda que se renderem ao esquema golpista, por oportunismo eleitoral, não deixarão de ser engolidos mais tarde.

Qualquer concessão, neste momento, poderia significar um retrocesso de décadas na democracia.

Novas regras do cheque especial entram em vigor neste domingo

A partir deste domingo (1º), entram em vigor as novas regras para uso cheque especial. As medidas, elaboradas pelo conselho de autorregulação da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), determinam a oferta de alternativas para o pagamento do saldo devedor com juros menores e condições mais vantajosas, além de ampliar a transparência e o detalhamento de informações sobre o uso desse tipo de crédito. O cheque especial é uma modalidade de crédito rotativo, vinculada diretamente à conta-corrente do usuário, sem necessidade de garantia.

Os bancos orientam que o serviço seja usado somente em situações excepcionais e por pouco tempo, já que os juros cobrados são, de longe, os mais altos da economia. Em maio, segundo o Banco Central (BC), a taxa média de juros do cheque especial chegou a 311,9% ao ano. É quase 48 vezes maior do que a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6,5% ao ano e que serve de referência as demais taxas praticadas no mercado.

Uma das principais medidas que entram em vigor é a oferta automática de parcelamento mais barato para consumidores que usaram mais de 15% do limite disponível por 30 dias consecutivos. A oferta será feita nos canais de relacionamento e o cliente decide se adere à proposta. Caso não aceite, um novo contato deverá ser feito a cada 30 dias.

Caso o consumidor opte pelo parcelamento do saldo devedor, os bancos poderão manter os limites de crédito contratados, levando em consideração as condições de crédito do cliente, ou estabelecer novas condições para a utilização e o pagamento do valor correspondente ao limite ainda não utilizado e que não tenha sido objeto do parcelamento, informou a Febraban.

Os bancos também vão usar os canais de relacionamento com o cliente, como internet e telefone, para alertar o consumidor toda vez que ele entrar no cheque especial. No alerta, os bancos deverão informar que esse crédito deve ser utilizado em situações emergenciais e temporárias.

Agora, nos extratos bancários dos clientes, o saldo em conta será informado de forma separada do saldo e do limite do cheque especial, para que o usuário do serviço não confunda o valor do crédito como sendo saldo positivo da própria conta.

Pelas novas regras, as instituições financeiras terão sempre disponíveis ao consumidor uma alternativa mais barata para parcelamento do saldo devedor do cheque especial.

As mudanças no cheque especial, tomada por iniciativa dos próprios bancos, ocorre exatamente um mês depois da entrada em vigor da resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) que limitou e padronizou a cobrança de taxa de juros do rotativo cartão de crédito, que também é uma das mais altas do mercado.

O cheque especial representa apenas 1,4% de todas as operações de crédito a pessoas físicas no país, com saldo emprestado de R$ 24,3 bilhões em maio. É uma modalidade mais cara e menos usada que outras opções de crédito. O saldo das operações com crédito consignado, no mês passado, atingiu R$ 321,4 bilhões, com taxas de 25,4% ao ano, ou 1,90% ao mês. Os financiamentos imobiliários para pessoas físicas totalizaram R$ 573,3 bilhões em maio, com taxas de 8% ao ano (0,64% ao mês).

Dos 155,8 milhões de clientes ativos do setor bancário em maio deste ano, 25 milhões usavam cheque especial, segundo a Febraban. Desses 25 milhões de clientes, cerca de 4 milhões se enquadrariam nas novas regras do cheque especial, pelos cálculos da federação. Eles representam 16% do total de pessoas que utilizam essa modalidade de crédito e 2,6% do total de clientes ativos do setor bancário.

(Agência Brasil)

Nova democracia: pós-democracia

Em artigo no O POVO deste domingo (1º), o professor universitário Manfredo Araújo de Oliveira avalia o processo de modernização da economia, quando o conhecimento passa a ser fonte de valorização. Confira:

Em que mundo estamos? Que significa o processo modernizante que legitima os projetos do atual governo brasileiro?

Muitos analistas do mundo contemporâneo consideram os anos 70 como início de um longo período de crise da forma de organizar nossa vida social que se aprofundou dramaticamente em 2008 e que aponta seus limites básicos. A questão fundamental é o que se poderia denominar “crise do trabalho”: o capital não consegue mais adquirir de sua principal fonte de valorização _ a exploração do trabalho_ a quantidade de mais valor que constituía a base de unidade de seus ciclos e ondas expansivas. Este processo se concretizou enquanto financeirização da economia. O resultado é a degradação revelada do sistema: massas de desempregados(no Brasil 13%), trabalho escravo, terceirização, precarização e flexibilização através da retirada de direitos, etc. Nossa economia estaria passando por um gigantesco processo de modernização ao fazer do conhecimento sua fonte de valorização, autonomizando-se do trabalho vivo o que significaria o alcance de sua etapa superior.

Como pensar Estado/Democracia neste novo contexto? O cientista político inglês C. Crouch propõe a expressão “pós-democracia” para a compreensão dos processos de transformação provocados por isto na esfera da política. Nosso momento é curioso: há um funcionamento formal pleno das instituições democráticas, mas a dinâmica democrática desaparece. Vê-se a presença de seus sintomas nas sociedades atuais: desaparecimento dos limites rígidos do exercício do poder, crescimento do pensamento autoritário com aprovação significativa de segmentos da sociedade, sociedade do espetáculo, decisões políticas se deslocando da arena democrática para pequenos grupos. Conserva-se a fachada democrática, mas as decisões, na realidade, são tomadas pela direção das grandes corporações transnacionais, pelos mercados, pelas agências de classificação, etc. Isto se torna mais problemático em países, como os da América Latina e da África onde a luta pela efetivação dos direitos básicos da pessoa humana está longe de se completar. No Sul global, para Crouch, torna-se mais evidente a ruptura com o Estado Democrático de Direito e com os valores da democracia liberal, até mesmo a fachada de democracia desaparece.

P. Dardot e Ch. Laval defendem a tese de que o Estado pós-democrático é o estado compatível com o neoliberalismo que transforma tudo em mercadoria e defende a tese de acabar com todos os limites ao exercício do poder econômico. A luta para repor estes direitos como referência fundamental de uma organização da vida societária se revela como o desafio político central de nossa época.

Espanhóis são favoritos contra anfitriões da Copa neste domingo

Mesmo com melhor desempenho que a Espanha na primeira fase da Copa, melhor ataque que os espanhóis e melhor defesa, a Rússia, anfitriã do Mundial, é apontada como “zebra” na partida deste domingo (1º), a partir das 11 horas, no estádio Luzhniki, em Moscou.

Em sites de apostas online, a Espanha é favorita com 52,9% de vitória, contra apenas 12,8% dos russos e 34,2% da vaga às quartas de final ser decidida em cobranças de pênalti.

No outro jogo deste domingo, a Croácia enfrenta a Dinamarca, a partir das 15 horas, em Nizhny Novgorod. Os croatas aparecem como favoritos nos sites de apostas online.

Os vencedores das duas partidas se enfrentam pelas quartas de final da Copa da Rússia, no sábado (7).

(Foto: Arquivo)

R$ 21 milhões – Mega-Sena tem prêmio acumulado para terça-feira

A Mega-Sena realiza esta semana três sorteios, sendo que o primeiro ocorre na terça-feira (3), com prêmio acumulado em R$ 21 milhões, diante da falta de ganhador no sorteio desse sábado (30). As apostas podem ser feitas até as 19 horas da própria terça-feira, ao preço mínimo de R$ 3,50.

Os números sorteados nesse sábado foram: 0407122226 e 39.

Oitenta apostadores acertaram cinco números, cabendo a cada um a quantia de R$ 20 mil. Já a quadra teve 5.237 ganhadores, com prêmio de R$ 440, cada.

Venda com cartão de crédito é uma boa alternativa?

366 1

Em artigo sobre o comércio varejista, o consultor financeiro Fabiano Mapurunga, Mestre em Gestão Empresarial, aponta a segurança no recebimento da venda com cartão de crédito. Confira:

Acompanhar o movimento das vendas do seu comércio, é de suma importância para entender que pontos precisam ser melhorados e como os melhorar. As empresas não podem apenas ficar reféns do acaso, elas precisam sempre estar se observando, e analisando o mercado, para tomar medidas de correção de rumo, se assim for preciso. Hoje vamos discutir um pouco, sobre a forma de venda em cartão de crédito. Entender como ela se encaixa em nossos custos, e quais benefícios ela pode nos trazer para a nossa operação.

Dados colhidos da Pesquisa Mensal do Comércio Varejista da Região Metropolitana de Fortaleza/CE, feita pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará (IPDC), ligado à Fecomércio-CE, com base em abril de 2018, nos mostram que as vendas no comércio varejista desta região, aumentaram 10,5% com relação a abril de 2017. Demonstram também que, 44,5% das vendas foram feitas com cartão de crédito, apenas 1,9% das vendas foram com cheque pré-datado, 31,2% foram à vista e 19,4% foram à prestação. Esses números demonstram, dentre outras coisas, que a presença da modalidade de vendas “cartão de crédito” é muito expressiva, e salienta que vem cada vez mais ganhando volume no comércio. Os motivos vão desde a praticidade para o cliente, até a segurança de não se andar com dinheiro vivo no bolso, evitando possíveis perdas. A facilidade de ter seus pagamentos estendidos para 30 dias da data da compra, faz parte deste conjunto de atrativos também.

Outras pesquisa, também realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará (IPDC) em junho de 2018, intitulada Perfil do Endividamento do Consumidor de Fortaleza, demonstra que em junho de 2017, 65,8% dos consumidores estavam endividados. Já em junho de 2018 esse número tem uma pequena queda para 62%. Porém houve um aumento do número de consumidores com dívidas em atraso, onde em junho de 2017 eram 22,4% e passou para 29,3% em junho de 2018. Tais números nos expressam o cuidado que o comércio deve ter, tanto na concessão do crédito direto expresso pelo uso de crediário, quanto exprime mais ainda a importância de se utilizar a modalidade de venda cartão de crédito, por tirar o seu risco de inadimplência. Porém o uso da modalidade de vendas em cartão de crédito, expressa alguns cuidados, por parte das empresas, que precisam ser levados em conta na sua gestão. São estes:

1 – Ao fazer sua margem de lucro, não deixe de levar em consideração tudo que lhe é cobrado pela administradora de cartões como: taxa administrativa (para crédito à vista, para crédito parcelado e para débito), aluguel da maquineta e taxa de antecipação (caso sua empresa faça a antecipação dos créditos das vendas);

2 – Os bancos enxergam a venda em cartões, como um verdadeiro tesouro. Por isso, procure saber negociar melhor na hora de pensar em tomar um empréstimo, dando como garantia os seus recebíveis de cartão, pois eles são considerados uma garantia potencialmente interessante;

3 – Faça sempre o comparativo entre as taxas administrativas e os aluguéis de maquinetas, cobradas pelas administradoras de cartões, considerando as categorias: crédito à vista, crédito parcelado e débito. Tais administradoras de cartões, sempre oferecem promoções para atrair seus clientes. Não podemos perder a oportunidade de barganhar preço. Não deixe também, de negociar com seu banco, a possibilidade de redução de tarifas de contas. Pelo fato dos créditos dos seus cartões estarem entrando naquela instituição, isso tem um forte poder de barganha;

4 – Estabeleça na sua tesouraria, uma rotina diária de conciliação das vendas com cartões de crédito. Você precisa ter a certeza de que, tudo que você vendeu no cartão, realmente entrou em sua conta, e se os valores de taxas administrativas cobradas, e que estão deduzidas das suas vendas a receber, estão em conformidade com o que foi acordado.

É uma boa opção a venda em cartão, pela segurança no recebimento do crédito e pela comodidade que traz para o cliente. Porém, vamos saber reduzir nosso custos transacionais e não deixem de fazer uma conciliação de recebimentos minuciosa.

Fabiano Mapurunga

CEO da Go Partners Consultoria em Finanças e Negócios. Mestre em Gestão
Empresarial. MBA em Gestão de Negócios. MBA em Gestão Financeira e Controladoria

Avante quer reeleição de Sabino e eleição de Valdemiro Barbosa

Durante encontro nesse sábado (30), no Seminário da Prainha, na Praia de Iracema, o Avante anunciou que deverá investir na pré-candidatura à reeleição do deputado federal Cabo Sabino.

Outro anúncio foi a segunda vice-presidência do partido para o presidente licenciado do Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp/CE), Valdemiro Barbosa.

Pré-candidato à Assembleia Legislativa, Valdemiro Barbosa disse que é preciso reforçar as demandas da categoria, que nunca teve um representante no Legislativo Estadual.

Há seis anos à frente do movimento sindical, Barbosa liderou a greve dos agentes penitenciários em 2016, quando a categoria reivindicou o aumento da Gratificação de Atividades Especiais e de Risco (GAER) de 60% para 100%.

Antes de requerer a licença das atividades sindicais, Valdemiro Barbosa também se reuniu com a secretária Socorro França, titular da Secretaria da Justiça (Sejus), para pedir a nomeação imediata do cadastro de reserva do último concurso público, bem como a retificação do edital.

(Foto: Divulgação)