Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

A Petrobras rapinada, saqueada e estuprada

52 3

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (14):

Cansado de ficar horrorizado, estarrecido, perplexo. É como o cidadão de boa fé se sente ao ler o noticiário acerca do escândalo da Petrobras. Nos últimos dois meses, a cada santo dia, um fato terrificante é exposto. Na sexta-feira, a mais medonha de todas as notícias até aqui: todo o comando da Petrobras, incluindo a atual presidente, Graça Foster, e o ex-presidente, José Sérgio Gabrielli, sabiam de tudo. Foram devidamente, seguidamente e detalhadamente avisados por uma funcionária de carreira da estatal.

A impressionante história que cerca o caso da geóloga Venina Velosa da Fonseca nos permite afirmar sem maiores ou menores pudores: uma máfia tomou conta da Petrobras. Esta senhora, até que se prove o contrário, deveria ser alçada à condição de uma brasileira especial. Por expor para os seus superiores os relatos com o itinerário da corrupção na Petrobras, Venina foi perseguida, transferida, ameaçada e demitida da estatal após 24 anos de serviços prestados.

Reportagem assinada pelo jornalista Juliano Basile (edição de sexta-feira, Valor Econômico) conta a sequência de acontecimentos. Desde os primeiros (em 2008) relatos internos feitos por Venina a seus superiores acerca da corrupção galopante, passando pelo seu, digamos, exílio forçado em Cingapura, até a decisão final, já assinada pela atual diretoria, de demitir (novembro de 2014) a executiva sem nem sequer uma exposição de motivos. Sugiro aos leitores que procurem a reportagem. A seguir, alguns pontos.

É tudo muito escabroso. “O desgaste de fazer as denúncias e não obter respostas fez com que Venina deixasse o cargo de gerente de Paulo Roberto, em outubro de 2009. No mês seguinte, a fase 3 de Abreu e Lima foi autorizada. Em fevereiro de 2010, a geóloga foi enviada para trabalhar na unidade da Petrobras em Cingapura. Chegando lá, lhe pediram que não trabalhasse e foi orientada a fazer um curso de especialização”.

Do Valor: “Em 7 de outubro de 2011, Venina escreveu para Graça Foster, na época, diretora de Gás e Energia: ‘Do imenso orgulho que eu tinha pela minha empresa passei a sentir vergonha’. ‘Diretores passam a se intitular e a agir como deuses e a tratar pessoas como animais. O que aconteceu dentro da Diretoria de Abastecimento na área de comunicação e obras foi um verdadeiro absurdo. Técnicos brigavam por formas novas de contratação, processos novos de monitoramento das obras, melhorias nos contratos e o que acontecia era o esquartejamento do projeto e licitações sem aparente eficiência’.”

“Após fazer centenas de alertas e recomendações sobre desvios na empresa, ela foi destituída pela atual diretoria, sem saber qual a razão, ao lado de vários funcionários suspeitos na Operação Lava Jato. A notícia lhe chegou pela imprensa, em 19 de novembro (de 2014). Um dia depois, a geóloga escreveu um e-mail para Graça Foster. ‘Desde 2008, minha vida se tornou um inferno, me deparei com um esquema inicial de desvio de dinheiro, no âmbito da Comunicação do Abastecimento’.”

“Ao lutar contra isso, fui ameaçada e assediada. Até arma na minha cabeça e ameaça às minhas filhas eu tive’. A geóloga não detalhou no e-mail para Graça o que aconteceu, mas teve a arma apontada para si, no bairro do Catete. Não lhe levaram um tostão, mas houve a recomendação de que ficasse quieta. ‘Tenho comigo toda a documentação do caso, que nunca ofereci à imprensa em respeito à Petrobras, apesar de todas as tentativas de contato de jornalistas. Levei o assunto às autoridades competentes da empresa, inclusive o Jurídico e a Auditoria, o que foi em vão’, continuou.”

“Em seguida, ela reitera que se opôs ao esquema de aditivos na Abreu e Lima. ‘Novamente, fui exposta a todo tipo de assédio. Ao deixar a função, eu fui expatriada, e o diretor, hoje preso, levantou um brinde, apesar de dizer ser pena não poder me exilar por toda a vida’, disse, referindo-se a Costa. ‘Agora, em Cingapura, me deparei com outros problemas, tais como processos envolvendo a área de bunker e perdas, e mais uma vez agi em favor da empresa (…). Não chegaram ao meu conhecimento ações tomadas no segundo exemplo citado, dando a entender que houve omissão daqueles que foram informados e poderiam agir’. A geóloga termina a mensagem fornecendo seu telefone a Graça”.

Depressão pode começar nos primeiros anos de vida, mas nem sempre é tratada

Dados da Pesquisa Nacional de Saúde, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), indicam que mais de 11 milhões de brasileiros têm depressão. O número corresponde a 7,6% das pessoas com 18 anos ou mais. Ainda segundo o instituto, desse total, apenas 46,6% dos pacientes tiveram assistência médica nos 12 meses anteriores à pesquisa.

De acordo com a psiquiatra e psicoterapeuta Fátima Vasconcelos, o Brasil é um dos países latino-americanos com índices mais altos quando o assunto é depressão. Apesar de ser tida por muitos como uma doença que atinge os mais velhos, a depressão, segundo ela, começa cedo – 9% dos casos ocorrem entre 18 e 25 anos; 7,5% entre 26 e 49 anos; e 5,5% acima dos 50 anos.

“Quanto mais precoce é a doença, mais grave pode vir a ser no futuro e mais danos ela vai provocar na vida do indivíduo. A depressão é uma doença crônica e o mais comum não é ter só uma única crise na vida. O risco de ter uma segunda crise é 50% maior após a primeira. E, para quem tem dois episódios, a chance é 70% maior”.

Ainda de acordo com a especialista, a estimativa é a de que seis em cada dez pacientes não procuram ou não encontram tratamento para a doença – sobretudo em razão do preconceito. Ela destaca que uma pessoa com depressão sofre com alterações do humor e, por mais que queria estar bem, vê o mundo de forma negativa e precisa de ajuda para enfrentar isso.

“Uma pessoa que está deprimida, às vezes, nem percebe que está triste. Mas, quando vai para o trabalho, rende menos do que rendia. Tem dificuldade de memória, concentração e sente uma insegurança muito grande. Ela passa a desconfiar de sua própria capacidade. Por isso, é muito importante que as pessoas saibam que a depressão é uma doença do cérebro que tem que ser reconhecida e tratada”.

(Agência Brasil)

Usuários se sentem coagidos a aceitar “promoção” de bilheteiros piratas

Passagem de ônibus a 2 reais. Não, não se trata de nenhuma redução na tarifa de ônibus de Fortaleza. Mas da “promoção” de bilheteiros piratas que abordam usuários do transporte público na entrada do terminal da Parangaba.

Passageiros se sentem coagidos a aceitar a “promoção”, diante do assédio de até quatro bilheteiros piratas, que levam em cerco o usuário até a bilheteria. Mesmo com passcard, o usuário “aceita” a “promoção” e paga em dinheiro.

Para alguns usuários, a prática dos bilheteiros piratas pode incentivar o furto ou roubo de passcards. Não são raros os relatos de vítimas que tiveram seus passcards tomados de assalto nas proximidades de terminais de ônibus. A maioria dos casos ocorre no início do mês, quando os passcards estão abastecidos pelas empresas.

Petrobras diz que apurou casos denunciados por ex-gerente à diretoria da estatal

As denúncias feitas à diretoria da Petrobras pela ex-gerente Venina Velosa da Fonseca foram apuradas e resultaram em medidas para elucidar os fatos. A informação foi sustentada em nota divulgada pela estatal. No texto, a empresa frisou que apurou os três casos citados pela ex-executiva: Refinaria do Nordeste (Rnest), batizada de Abreu e Lima, compra e venda de bunker (combustível de navegação) e irregularidades da Gerência de Comunicação do Abastecimento. A denúncia foi publicada nessa sexta-feira (12) pelo jornal Valor Econômico.

“Com referência às matérias publicadas na imprensa a respeito de denúncias feitas pela empregada Venina Velosa, a Petrobras reitera que tomou todas as providências para elucidar os fatos citados nas reportagens. Não procede a afirmação de que não houve apuração por parte da companhia em nenhum dos três casos citados por ela: Rnest, compra e venda de bunker e irregularidades da Gerência de Comunicação do Abastecimento”, informou a estatal na nota.

De acordo com o comunicado à imprensa, Venina foi ouvida em comissão interna de apuração sobre contratação de obras na Rnest. “A empregada foi ouvida nesta comissão, momento em que teve a oportunidade, mas não revelou os fatos que está trazendo agora ao conhecimento da imprensa. A empregada guardou estranhamente por cerca de cinco anos o material e hoje, possivelmente, o traz a público pelo fato de ter sido responsabilizada pela comissão”.

A Petrobras afirmou ainda que instaurou comissões internas em 2008 e 2009 para averiguar indícios de irregularidades em contratos e pagamentos efetuados pela gerência de Comunicação do Abastecimento.

(Agência Brasil)

Cúpula da ONU sobre alterações climáticas é prorrogada em busca de acordo

As conversações da cúpula da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre alterações climáticas, que ocorre em Lima, foram prolongadas extraordinariamente para este sábado (13) com o objetivo de superar o impasse entre países ricos e em desenvolvimento sobre as quotas de redução das emissões de carbono.

A disputa sobre a partilha de responsabilidades para reduzir os gases com efeito estufa ressurgiu no encontro de 12 dias em Lima, abalando as perspectivas para o ambicioso acordo ambiental. “Estamos quase lá. Nós precisamos apenas de fazer um esforço final” disse o ministro do Meio Ambiente peruano, Manuel Pulgar-Vidal.

Antes da aprovação oficial dos acordos em uma reunião plenária, deve ser esboçado o projeto do documento, que ainda estava em finalização.

O fim das negociações estava previsto para a noite dessa sexta-feira (12), o que obrigou a um esforço suplementar dos diplomatas e funcionários, nas últimas horas, para alcançar um pré-acordo. No entanto, às 3h deste sábado, o secretariado do encontro internacional anunciou um adiamento oficial, dando tempo a um grupo de trabalho encarregado de finalizar o documento.

A 20ª Conferência das Partes (COP-20) sobre Alterações Climáticas, que começou no último dia 1º, visa a preparar novo acordo global que deverá ser assinado na reunião de Paris, marcada para dezembro de 2015 e destinado a substituir o Protocolo de Quioto a partir de 2020.

(Agência Brasil)

Fortaleza: turismo interno aquecido

darlan teixeira

Da Coluna O POVO Economia, no O POVO deste sábado (13), pela jornalista Neila Fontenele:

A rede hoteleira de Fortaleza não tem o que reclamar dos resultados deste ano. Diferente de outras atividades que perderam receita financeira com a Copa e os feriados, os hotéis e pousadas aumentaram os seus lucros tanto pelo fluxo intenso de visitantes quanto pelo valor das diárias.

Este ano, o setor pode experimentar uma situação diferente, com um padrão de preços acima do que era praticado em anos anteriores, mesmo com a devolução das reservas feitas pela Fifa. Outro ganho: a visibilidade.

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih-CE), Darlan Leite, diz as reservas para as férias até o final de janeiro de 2015 apontam para um índice de ocupação de 90%. Para o Réveillon, a previsão é de 100% de ocupação dos leitos.

Darlan ressalta que o setor está começando a colher os frutos da visibilidade dada a Fortaleza durante a Copa e o encontro dos Brics. Os estrangeiros ainda não chegaram, mas o turismo interno está mais aquecido.

Série “Perdidos no Espaço” caminha para meio século

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=kcy81Qp0xso[/youtube]

Mais uma vibrante aventura por galáxias desconhecidas… perdidos no espaço!

A abertura de uma das séries de maior sucesso na televisão, no século passado, caminha para 50 anos de exibição no próximo ano. Apesar de não contar com os efeitos especiais dos recursos computadorizados, a série ainda é sucesso pela interpretação do elenco, principalmente do vilão Doutor Zachary Smith, pelo ator Jonathan Harris.

Petrobras adia novamente publicação do balanço do terceiro trimestre

A Petrobras adiou novamente a publicação do seu balanço do terceiro trimestre. A decisão foi anunciada na noite dessa sexta-feira (12) por meio de nota. A estatal creditou o cancelamento aos desdobramentos da Operação Lava Jato. Em lugar do documento, a empresa divulgou dados relativos aos indicadores operacionais e financeiros, mas ressaltou que não foram revisados por auditores independentes. O anúncio da demonstração contábil já havia sido adiado em novembro.

De acordo com a nota, no terceiro trimestre de 2014, a receita de vendas atingiu R$ 88,378 bilhões e o caixa e equivalentes de caixa, R$ 62,409 bilhões. Além disso, o aumento de 7% na receita de vendas, comparada ao segundo trimestre deste ano, foi devido às maiores exportações de petróleo e ao aumento da demanda no mercado interno, principalmente diesel, suportada na maior parte pela produção nacional de derivados.

(Agência Brasil)

IFCE: confraternização dos servidores acontece neste momento, no Kukukaya, com tributo a Luiz Gonzaga

foto SINDSIFCE confraternização

Os servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará se reúnem na tarde deste sábado (13), em confraternização de final de ano, no Kukukaya (Av. Pontes Vieira, 55A), reconhecido espaço cultural de Fortaleza. O encontro, promovido pelo Sindicato dos Servidores (SINDSIFCE), marcará as comemorações por mais um ano de atividades, lutas e desafios, em prol da educação pública de qualidade, de uma gestão mais democrática e respeitosa aos servidores e estudantes do IFCE, da inclusão social por meio de uma concepção de educação ampla e transformadora.

Durante a confraternização haverá shows com o cantor, compositor e violonista Dedé Nunes, um dos nomes mais aplaudidos na cena musical de Fortaleza, e com o grupo de forró pé-de-serra de Joãozinho de Irauçuba, prestando tributo a Luiz Gonzaga, no dia que marca o nascimento do Rei do Baião.

(SINDSIFCE)

Novos cenários

74 3

Em artigo no O POVO deste sábado (13), o médico, antropólogo e professor universitário Antonio Mourão Cavalcante avalia o momento do governador Cid Gomes. Confira:

Todas as pesquisas indicavam, desde muito cedo, que no Ceará, o desempenho de Dilma Rousseff como candidata à Presidência, seria extraordinário. Essa foi a motivação principal para o apoio do governador Cid Gomes à candidata petista.

Depois que a imagem de Dilma foi caprichosamente explorada pelos irmãos Ferreira Gomes, puxando decisivamente a vitória de seu candidato ao Governo Estadual, agora é hora de ir baixando a bola. Foi mais ou menos assim: ajudando Dilma, Cid elegeu seu candidato.

Agora, não haverá ruptura, nem acontecerão conflitos. Apenas uma distância obsequiosa, deixando o grupo político mais livre para fluir, no futuro, quando houver outra disputa. Agora, o mar não está para navegação mais afoita. Fidelidade prudente e à distância. Freio e não aceleração.

Assim, fica mais fácil entender porque o governador Cid não “aceitou” o convite para ser ministro da Educação. Nem está batalhando por cargos. Céu carregado não é hora de pescador sair à pesca.

Dilma tem apenas um mandato. O PT parte para o quarto consecutivo. Haja desgaste, sobretudo com os escândalos que sucedem. É fácil imaginar que daqui quatro anos o cenário político brasileiro caberá novas ideias e novas caras. É ai que Cid voltará a jogar suas fichas.

Dos USA, ele poderá assistir de camarote, os futuros capítulos dessa novela. Vai ser um jogo muito bruto. Uma continuidade e agravamento do período eleitoral. E, em briga de pedras, garrafa não se mete.

Esse mergulho, o protegerá para futuras aventuras. Cid Gomes tem mais habilidade no esperar do que seu irmão Ciro Gomes. Cid sempre aguarda o momento mais propício para se lançar. Ciro é mais falante e afoito. Apesar de irmãos, um é engenheiro (Cid), o outro é advogado (Ciro). Isso pode explicar a diferença.

Esse período será uma espera. Como afirmou, pretende estudar. Aprofundar mais as reflexões. Nessa perspectiva, ele retoma o mesmo projeto do irmão, que – indo aos States – conseguiu até um guru, Mangabeira Unger. Cid voltará pronto para novos embates políticos. Quem sabe, poderá até construir um caminho que viabilize sua candidatura ao Planalto.

Pode ser um pensar muito alto, mas sonho só presta grande!

A polêmica que vai voltar

84 2

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (13), pelo jornalista Érico Firmo:

Há algumas semanas, Luizianne Lins criticou a possibilidade de o PT vir a apoiar a reeleição de Roberto Cláudio (Pros), dentro de dois anos. Expoentes petistas, a partir do presidente Diassis Diniz, reclamaram da antecipação da discussão. O assunto esfriou, mas vai esquentar em breve. O conflito interno será inevitável. E o cenário remete a 2004, embora o desfecho seja ainda mais imprevisível.

Desde a década de 1990, o grupo de Luizianne tem maioria no PT de Fortaleza. Porém, pela primeira vez na história, o partido elegeu o governador do Estado. Pertence a outro grupo e que tem outros objetivos. Já sinalizou que, a depender dele, o partido apoiará Roberto Cláudio. A questão na sigla se resolve no voto. Se fosse hoje a definição, Luizianne levaria. Mas a decisão será daqui a um ano e meio. Até lá, sem dúvida os camilistas irão se movimentar. Filiar aliados e tentar atrair gente do grupo de Luizianne para a tese. A ex-prefeita de Fortaleza não deve ficar parada.

Em 2004, embora tanto um grupo como outro não tivesse ainda comandado estruturas de governo, houve confronto entre Luizianne e o grupo que hoje está com Camilo, que pretendia apoiar Inácio Arruda (PCdoB) a prefeito de Fortaleza. Em decisão apertadíssima e que rachou a legenda, Luizianne foi candidata. Foi eleita, mas sem apoio dos adversários internos no primeiro turno.

A questão é crucial para Roberto Cláudio. O pequeno Pros tem pouco tempo de rádio e televisão. Não terá o apoio do PMDB, seu principal aliado em 2012. Sem o PT, ficará com espaço bastante reduzido, pois a maior parte dos demais partidos que o apoiam são nanicos, que pouco acrescentam em minutos na propaganda eleitoral. E mesmo o PDT pode ter Heitor Férrer como candidato. O apoio petista é crucial para o atual prefeito. O rumo do PT será talvez a grande questão do ciclo eleitoral que se inicia.

É melhor ser assaltado no quente ou no frio?

Em artigo no O POVO deste sábado, o jornalista Luiz Henrique Campos comenta das melhorias previstas no transporte público, mas que não tratam da questão dos assaltos. Confira:

Esta semana presenciei uma discussão sobre as transformações urbanas pelas quais a cidade de Fortaleza vem passando. Neste debate um dos motes eram os ônibus com ar-condicionado introduzidos no sistema de transporte. Eis que em determinado momento um dos debatedores tentou dar xeque-mate no seu contendor, questionando se preferia ter ônibus refrigerados, ou coletivos livres de assaltos? Como o bom cearense não perde a piada, a resposta, de chofre, foi com outra pergunta: “mas é melhor ser assaltado no quente ou no frio?” É claro que se tratou de uma brincadeira. O ideal seriam ônibus com ar-condicionado, sem riscos de assaltos, rápidos e sem o modelo lata de sardinha preponderante nas vias da cidade.

A julgar pelo que temos, porém, estamos longe do patamar mínimo a ser levado em conta para satisfazer o usuário de transporte coletivo da Capital. Há atrasos constantes, a insegurança ronda as viagens diárias e a superlotação em alguns horários pode ser enquadrada como desrespeito aos direitos humanos. Apesar disso, é inegável que se vive outro patamar em relação a questão urbana em Fortaleza. Em menos de dois anos a atual gestão municipal conseguiu, pelo menos, abrir o debate propositivo sobre a temática. Saiu-se da eterna e enfadonha discussão diagnóstica para a realização de projetos. O Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito (Paitt), dentro de perspectiva maior ligada a mobilidade urbana, acena com visão estratégica sobre o assunto.

É óbvio que a cidade para enfrentar o infortúnio da problemática da mobilidade urbana exige decisões complexas, que por isso mesmo, estão léguas da unanimidade. Aliado a isso existe o componente cultural a ser levado em conta. A Prefeitura, por exemplo, anunciou que até o final dessa gestão serão criados 40 quilômetros de ciclovias. Ora, se agora, já há rejeição aos poucos existentes, imagine-se quando se completarem os demais. O fato, é que a tendência, para quem se utiliza do carro de passeio, é piorar o quadro. Em futuro breve, o deslocamento deixará de ser conforto para se transformar em dor de cabeça. Com ou sem ar-condicionado. Sem falar dos riscos de assalto.

Vereadores de Fortaleza aprovam incentivo em dinheiro para servidor que usar bicicleta

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou projeto de indicação, de autoria do vereador Zier Ferrer (PMN), que autoriza os órgãos públicos municipais a reverterem a seus funcionários e prestadores de serviços até 50% em dinheiro, que utilizam bicicletas, particulares ou compartilhadas, para irem ao trabalho.

A proposta segue agora para a aprovação ou não do prefeito Roberto Cláudio.

Conselho de Ética instaura processo contra Bolsonaro na terça-feira

foto bolsanaro

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar marcou para a tarde da terça-feira (16) reunião para instaurar o processo contra o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ). Durante a reunião será definido o relator da representação a partir de uma lista tríplice.

Na última quarta-feira (10), quatro partidos (PT, PCdoB, PSB e Psol) entraram com uma representação no Conselho de Ética contra o deputado por quebra de decoro parlamentar. Bolsonaro afirmou, da tribuna do Plenário, que não estupraria a deputada Maria do Rosário (PT-RS) porque ela não merecia.

(Agência Câmara Notícias)

Exportações crescem em 13 unidades da Federação este ano; Ceará na lista

Um dos fatores responsáveis pelo déficit de US$ 3,8 bilhões da balança comercial (diferença entre exportações e importações) neste ano, a queda das exportações não afeta todas as regiões do país. Segundo levantamento divulgado nesta semana pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o Distrito Federal e 12 estados registraram aumento nas vendas para o exterior neste ano.

No acumulado de 2014, as exportações somam US$ 212,078 bilhões até a primeira semana de dezembro, recuo de 5,5% pela média diária em relação ao mesmo período de 2013. Segundo o MDIC, a queda no preço internacional das commodities (bens primários com cotação internacional) e a crise cambial na Argentina, que afetou as exportações de veículos para o país vizinho, são os principais responsáveis pela retração das vendas externas. No entanto, a safra recorde de soja, o aumento da venda de carnes e a retomada da produção de petróleo reverteram a queda em algumas unidades da Federação.

Na comparação do valor exportado entre janeiro e novembro, os maiores crescimentos percentuais em relação ao mesmo período de 2013 ocorreram em Roraima (148,39%), no Piauí (60,60%), no Distrito Federal (26,83%) e no Tocantins (23,39%). Completam a lista das unidades da Federação com aumento das vendas para o exterior o Espírito Santo (19,88%), o Maranhão (18,64%), o Ceará (13,84%), Pernambuco (13,60%), o Rio de Janeiro (10,63%), Rondônia (4,62%), Santa Catarina (4,11%), o Amapá (3,17%) e o Rio Grande do Norte (0,82%).

(Agência Brasil)

Morre o ex-juiz classista Belarmino Maia

Morreu neste sábado (13), por falência múltipla dos órgãos, o juiz classista aposentado do Tribunal Regional do Trabalho, Belarmino Maia de Mendonça, 92 anos.

O velório ocorre na capela da Base Aérea de Fortaleza, com missa de corpo presente às 15 horas. Em seguida, o corpo seguirá para cremação no cemitério Jardim Metropolitano.

Vamos nós – Nossos pêsames à família de Belarmino Maia de Mendonça, com especial abraço ao jornalista Fernando Maia, irmão do ex-juiz.

De olho na sucessão de RC, Tasso quer reerguer PSDB

197 3

foto tasso 141212 psdb ce

Na busca por “reerguer” o PSDB após diversas debandadas, o senador Tasso Jereissati (PSDB) liderou ontem evento que trouxe cerca de cem novos filiados à legenda em Fortaleza. Em entrevista ao O POVO, o tucano destacou votação expressiva sua e de Aécio Neves (PSDB) na Capital e disse que partido tem perspectiva de lançar candidato próprio à sucessão de Roberto Cláudio (Pros) em 2016.

“Claro, claro que existe (tese de candidatura própria). Cada vez mais. A gente notou isso claramente, não só em número de pessoas, mas como no entusiasmo da população de Fortaleza pela campanha do Aécio, do PSDB. Isso dá muita perspectiva para todos nós, de vir a disputar a Prefeitura”, disse, em entrevista após o evento.

Desde que rompeu com Cid Gomes (Pros) em 2010, o PSDB passou por diversas perdas em seus quadros. Após deixar ninho governista, o partido perdeu todos os oito deputados estaduais que elegeu em 2010 para novos partidos – como PSD e SD. “Não foi perda. Não me interessa ter oito deputados, se eles não estão lá pelo partido, mas sim por oportunismo”, disse o presidente do PSDB no Ceará, ex-senador Luiz Pontes.

Ele destaca, no entanto, que somente de outubro para cá, o partido ganhou 542 novas adesões. “É gente séria, que acredita na política e não em barganha de cargos”, diz Pontes. Filiado ontem ao partido, o estudante Juan Cavalcante, 25, destacou PSDB como “a oposição mais séria e qualificada” ao governo do PT.

Tasso e os netos

O senador eleito chegou ao evento acompanhado de seus três netos mais novos. Em 2010, ano em que perdeu reeleição ao Senado, Tasso disse que deixaria a política “para cuidar de seus netos”. Questionada pelo O POVO sobre o que mais gosta no avô, a pequena Clara, 3, disse que “ele é muito lindo”. Já Gabriel, 4, foi direto: “ele dá chocolate e moeda de ouro”.

Em discurso, Tasso fez duras críticas à articulação encampada pelo governador eleito do Ceará, Camilo Santana (PT), pela volta da Contribuição Provisória sobre Contribuição Financeira (CPMF). “É uma coisa absurda, é coisa de quem não está entendendo o que acontece no País hoje. Não vê a situação econômica e o risco de desemprego”, diz.

Ele também criticou revisão da meta fiscal aprovada na semana passada após articulação de Dilma Rousseff (PT) no Congresso. “Em qualquer outro tempo, isso seria considerado imoral (…) prometendo emendas em troca da aprovação, ela claramente comprou deputados, com o maior cinismo”, diz o senador eleito.

(O POVO)