Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Banco do Brasil fecha gerência em Fortaleza

No mínimo, o Banco do Brasil deve explicação mais completa aos cearenses sobre motivos que levaram a sua direção nacional a encerrar as atividades da Gerência Regional de Apoio ao Comércio Exterior (Gecex), em Fortaleza. Segundo informações de que dispõe este jornal, o desmonte do escritório já começou e a operação deve ser concluída até o dia 12 de janeiro do próximo ano.

O fechamento da unidade trará óbvios prejuízos ao empresariado exportador, principalmente para as pequenas empresas, com os custos das operações sofrendo acréscimo, pois o atendimento passará a ser feito em Belo Horizonte (MG) e Recife (PE), dependendo da operação a ser realizada. Das 180 indústrias exportadoras do Ceará, sete são grandes, 18 são médias e 155 são micro e pequenas empresas, a maioria desse último grupo dependendo do atendimento da Gecex.

O presidente da Comissão do Comércio Exterior do Ceará, Roberto Marinho, considerou a decisão do banco “um retrocesso”, pois deixará as empresas cearenses “desassistidas” em relação aos serviços hoje oferecidos em Fortaleza. O diretor financeiro da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Edgar Gadelha, que também é exportador, disse que com o novo modelo haverá “mais burocracia, elevação de custos e demora”. Fora do Banco do Brasil, nenhuma das fontes consultadas pelo jornal, mostrou-se favorável à decisão de fechar a unidade.

Além do prejuízo para os clientes, acrescente-se que medida desse tipo pode ser tomada como desatenção do governo federal – a quem o Banco do Brasil se subordina – com o Nordeste. Pois, excluindo-se algum motivo burocrático interno, inexistem motivos razoáveis que justifiquem o fechamento da gerência. São essas medidas, aparentemente “administrativas”, uma aqui outra ali, que ajudam a minar a confiança no discurso governamental de dar prioridade ao Nordeste, de modo a reduzir a disparidade entre as regiões.

De qualquer modo, como o fechamento da Gecex em Fortaleza ainda não foi concluído, resta tempo à direção do Banco do Brasil para repensar o assunto e atender aos legítimos apelos para que a unidade permaneça na cidade, continuando a atender o empresariado exportador. Fazendo assim, o banco mostraria seu apreço pelos clientes e respeito pelo Ceará.

(O POVO / Editorial)

Diretório Nacional do PT aprova resolução de combate à corrupção

66 3

O Diretório Nacional do PT aprovou nesse sábado (29) resolução objetivando o combate à corrupção. No documento, o partido mostra-se favorável ao prosseguimento da investigação de denúncias de corrupção na Petrobras, dentro dos marcos legais e sem partidarismo. O presidente do PT, Rui Falcão, reafirmou o compromisso do partido na luta contra corrupção. “Temos o compromisso histórico de combater implacavelmente a corrupção”, salientou.

Rui Falcão ressaltou que petistas comprovadamente envolvidos em ilícitos da Petrobras serão expulsos da legenda. “Concluídas as investigações, queremos que os corruptos sejam punidos. Se houver alguém do PT implicado com provas, ele será expulso”, adiantou.

Na resolução aprovada hoje pelo diretório, os petistas afirmam que o partido tem o desafio de reafirmar liderança no combate à corrupção sistêmica no Brasil. “Foi durante os governos Lula e Dilma que se estabeleceram, como políticas de Estado, as principais políticas de combate à corrupção”, diz trecho da resolução.

(Agência Brasil)

Comissão pode votar projeto que amplia saque do FGTS em caso de doença grave

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) poderá analisar na quarta-feira (3) o projeto que autoriza o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) em caso de doença grave. A decisão será final, não precisando passar pelo Plenário.

O PLS 198/2014, do senador Pedro Taques (PDT-MT), autoriza o trabalhador a utilizar o FGTS no caso de doença grave própria ou de algum familiar. A legislação atual permite essa prática apenas em caso de estágio terminal, no que se refere à condição de saúde do trabalhador ou de um parente.

Taques avalia que a exigência atual é exageradamente restritiva e diz que a ideia do projeto é consolidar uma das finalidades do FGTS. “A intenção é apoiar o trabalhador e sua família a custearem o tratamento de doença grave, que, por isso, precisa despender gastos maiores em busca de uma sobrevida”, justifica.

O projeto conta com parecer favorável da senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO), que acredita que a utilização dos recursos do Fundo, no novo modelo, pode fazer toda a diferença para o beneficiado. “Está em questão a dignidade humana e a manutenção da esperança para os trabalhadores e seus dependentes. O que é uma doença grave hoje pode tornar-se tratável em pouco tempo e precisamos evitar, a todo o custo, que as sequelas sejam irreversíveis”, analisa.

(Agência Senado)

Tribunal do Egito absolve ex-presidente pela morte de manifestantes

Ex-presidente do Egito, Hosni Mubarak foi absolvido neste sábado (29) das acusações de cumplicidade na morte de manifestantes na revolução que o derrotou em 2011. As acusações foram retiradas pelo Tribunal Penal do Cairo, que também o absolveu de um caso de corrupção. Entretanto, Mubarak permanecerá detido, pois cumpre sentença de três anos por outro caso de corrupção.

Em um primeiro processo, Mubarak foi condenado à prisão perpétua, mas a sentença foi anulada por razões técnicas e o caso novamente julgado. A leitura do acórdão deveria ocorrer em 26 de setembro, mas foi adiada para este sábado pelo Tribunal. O julgamento de Mubarak pelas mortes dos manifestantes começou em 13 de abril de 2013, depois de um tribunal ter anulado a sentença de prisão perpétua.

(Agência Brasil)

Avaí e Icasa são destaques na última rodada da Série B

O Icasa surpreendeu na última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, na tarde deste sábado (29), ao derrotar o Boa Esporte, por 3 a 2, no estádio Romeirão. Apesar do resultado, o time de Juazeiro do Norte acabou rebaixado para a Série C de 2015.

A vitória do Icasa, que entrou em campo com vários jogadores da equipe de base, tirou o Boa Esporte da Série A de 2015. A última vaga ficou com o Avaí, que venceu o Vasco, na Ressacada, por 1 a 0.

Em Mato Grosso, o Ceará perdeu para o Luverdense, por 1 a 0.

Novo governo, novas formas de governar nas áreas de C&T e TIC

Em artigo enviado ao Blog, o professor Ivan Oliveira aponta a necessidade por mudança urgente nas políticas públicas de inclusão digital. Confira:

Em tempos de campanhas eleitorais, presenciamos e assistimos bastante movimentações dos setoriais das mulheres, da cultura, dos LGBTs e da educação do partido dos trabalhadores, mas os demais se reduziram às atividades dispersas e desorganizadas que também ajudaram no processo eleitoral. Isso é fato!

Muitas vezes até parecia ter medo do resultado das urnas e não gostariam de apostar suas fichas numa eventual derrota eleitoral.

Agora, nos bastidores, vê-se os membros dos setoriais pela corrida nas disputas pelas posições. É risonho! Falo, sobretudo, na minha área de atuação.

Camaradas, os membros dos setoriais deveriam guardar suas energias para apoiar e contrapor (quando necessário) o governo para garantir a saudável separação democrática entre “ser partido” e “ser governo”.

Quando a única bandeira é a busca por cargos ou prestígios, cai-se na lógica de fazer política de interesse pessoal ou até coletivo (de algumas unidades de pessoas).

Esta realidade não é alheia à temática C&T e TIC. Precisamos de uma mudança urgente nas políticas públicas de inclusão digital no âmbito local e nacional. Não podemos nos reduzir ao fornecimento de infraestrutura de acesso à internet e esquecer os programas de humanização/qualificação dos acessos.

Os Programas e Projetos de Inclusão Digital, tais como: Telecentros.BR, Telecentros Comunitários, Territórios Digitais, Corredores Digitais, dentre outros precisam ser reeditados para cumprir seu papel social e resgatar à esperança dos militantes desta área.

As empresas públicas de C&T e TIC estão trabalhando em modo automático e uma das principais razões é uma gestão sem muita novidade, sem coragem para as mudanças necessárias e sem vontade de atender às demandas reverberadas pelas urnas. Pela resolução do setorial desta área, insistem na afirmação e ratificação dos nomes e dxs amigxs do rei que não estão nem aí para uma revisão de determinados procedimentos estatais, tais como, a forma de intervenção no plano econômico, a forma de gestão e a forma de relacionamento com a sociedade.

Qual a saída? Basta seguir o bordão da campanha eleitoral: “Governo Novo, Novas Idéias!”.

É hora de sangue novo! Os primeiros sinais vieram positivamente com a equipe econômica que, apesar das ressalvas de militantes, é necessária para fortalecer as políticas públicas para o país continuar crescente de forma sustentável, distribuindo rendas e universalizando os serviços públicos.

No tocante às mudanças necessárias, aponto a troca geral do seu quadro político das secretárias, órgãos e entidades de C&T e TIC dos governos estadual e federal. Além da mudança urgente na forma de gestão, racionalização e modernização da estrutura administrativa.

Sem estas reivindicações nos documentos dos setoriais de C&T e TIC, restará apenas a disputa pelos espaços e pelas zonas de confortos construídos nos últimos anos.

Resta-nos encher o coração de esperanças para as equipes de transição ignorar as movimentações da ala do oportunismo e encarar de forma séria a construção de um efetivo novo governo.

Manifestantes são contra as passarelas no Cocó

48 2

foto manifestação paulo angelim consultor imob

Manifestantes reivindicaram ciclofaixas, na manhã deste sábado (29), durante a inauguração dos dois viadutos do Cocó, pelo prefeito Roberto Cláudio.

Segundo o consultor imobiliário Paulo Angelim, a propostas de passarelas não contempla os ciclistas, além de causar acidentes. Para o consultor, o ideal seriam faixas de pedestres semaforizadas.

Campanha busca prevenir e diagnosticar o câncer de pele no país

Uma campanha de prevenção e diagnóstico de câncer de pele está sendo realizada neste sábado (29) em 23 estados brasileiros pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). O tumor de pele é o tipo mais comum de câncer no país. Conforme avaliação do Instituto Nacional de Câncer (Inca), este ano devem ser registrados 188 mil novos casos da doença em todo o Brasil.

Segundo a dermatologista Alice Buçard, do Hospital Federal de Ipanema, existem 17 tipos de tumor de pele. De acordo com o Inca, eles são subdivididos em não melanoma, menos agressivo, que representa a maioria dos casos (182 mil), e melanoma, o mais agressivo e que deverá atingir 6 mil brasileiros.

“No caso dos tumores não melanoma, é preciso ter atenção a lesões de surgimento recente, feridas que nunca cicatrizam, lesões com aspereza, que sangram e têm alguma ardência. No caso do melanoma, normalmente é uma pinta escura. O mais comum é que seja uma pintinha castanha enegrecida, que surge e cresce rapidamente ou que o paciente tem por toda a vida e, de repente, muda de tamanho”, explicou a médica.

(Agência Brasil)

Uma nova era para o transporte coletivo

Em artigo no O POVO deste sábado (29), o presidente do Sindiônibus, Dimas Barreira, diz que o transporte coletivo é a única alternativa para garantir a mobilidade urbana. Confira:

Diante do desafio da imobilidade, as grandes cidades brasileiras precisam encarar de frente as decisões políticas para reverter este quadro. Já é evidente, arrisco-me a dizer consenso, que não é possível ampliar vias na mesma velocidade que cresce a frota de carros de passeio e que o transporte coletivo é a única alternativa sustentável para garantir a circulação.

O transporte coletivo é vital para o funcionamento das cidades e a sua qualidade tem impacto na economia e qualidade de vida. Qualidade em transporte coletivo é conceito amplo: uma rede integrada que consiga ligar os pontos da cidade a baixo custo, uma frota que funcione bem, motoristas bem selecionados e treinados, bom controle operacional. Tudo isso é importantíssimo e agora precisamos ir além. Prover viagens mais rápidas e pontuais com veículos climatizados, este é o novo desafio.

Ar-condicionado sem prioridade nas vias é como enfeitar algo que não funciona, aumentando o custo sem agregar valor. O grande segredo está na priorização do transporte coletivo em nossas escassas vias. Ônibus que não anda deixa pontos de parada e terminais lotados e passageiros intolerantes por percorrer em uma hora percurso de 30 minutos. A climatização precisa vir no mesmo momento que a prioridade ao coletivo se torna política clara e concreta, como acontece neste momento em nossa capital. A semente foi lançada na faixa exclusiva da Bezerra de Menezes e agora se estende por diversas ruas e avenidas, destacando-se o binário das avenidas Dom Luis e Santos Dumont.

Fortaleza caminha na direção certa, buscando que o cidadão com acesso ao carro de passeio deixe-o para sua finalidade, passeio, e opte pelo coletivo, que chegará mais rápido, a menor custo, seguro e com conforto térmico. Estamos vendo o nascimento de uma nova era e Fortaleza é vanguardista no Brasil.

Pelé tem boa evolução, mas continua na UTI

O ex-jogador de futebol Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, apresentou boa evolução no seu quadro de saúde, informa boletim médico divulgado na manhã deste sábado (29), pelo Hospital Albert Einstein.

Ele continua internado na unidade de terapia intensiva (UTI), faz hemodiálise e recebe antibióticos, mas não apresenta mais infecção bacteriana.

“(Pelé) está lúcido, conversando, e estável, do ponto de vista hemodinâmico e respiratório. Não houve alteração da antibioticoterapia. Todas as culturas colhidas (sangue e urina) estão negativas”, diz o texto do boletim.

O ex-jogador, de 74 anos, foi internado no dia 24 deste mês, quando foi detectada infecção urinária durante uma revisão médica. No dia 13, Pelé havia passado por cirurgia para retirada de cálculos renais. No dia anterior, ele tinha sido internado depois de passar mal. Após exames, constatou-se que o problema era causado por cálculos renais, ureterais e vesicais, o que causa obstrução do fluxo urinário.

(Agência Brasil)

Roberto Cláudio inaugura viadutos do Cocó, após chegar de ônibus

72 3

foto rc 141129 viadutos inauguração

O prefeito Roberto Cláudio (PROS) inaugurou neste sábado (29), ao Cocó, para a inauguração dos viadutos Celina Queiroz e Reitor Antônio Martins Filho, no cruzamento das avenidas Engenheiro Santana Júnior e Antonio Sales. O evento contou com as presenças do governador eleito Camilo Santana e da presidente do Grupo Edson Queiroz, Yolanda Queiroz, além de secretários municipais e vereadores.

Roberto Cláudio chegou ao local do evento em um ônibus tipo sanfona, da linha Antônio Bezerra / Antônio Sales / Papicu, que também foi inaugurada neste sábado. Durante o evento, manifestantes cobraram a regulamentação do Parque do Cocó.

Espaço urbano: regulação e mercado

Em artigo no O POVO deste sábado (29), o presidente do PT de Fortaleza e deputado estadual eleito Elmano de Freitas comenta a proposta de estacionamentos na Beira Mar. Confira:

A discussão sobre a utilização do sistema de estacionamento rotativo por meio do modelo de Zona Azul na avenida Beira Mar, como propõe a atual gestão municipal de Fortaleza, tem como pano de fundo a utilização do espaço urbano e quais os mecanismos que devem ser utilizados para garantir o exercício democrático do direito à cidade que todos temos.

O número de pessoas atualmente que precisa utilizar as vagas existentes para estacionamento naquela área da cidade é, nesse momento, superior ao número de espaços existentes, sendo necessário que o poder público regule a sua utilização.

Não se deve ter, porém, o dinheiro como único critério de utilização do direito de estacionar, que é de todos. Desta forma, estaríamos discriminando, mais uma vez, as pessoas que são dotadas de menor poder aquisitivo. Uma alternativa mais viável seria estabelecer como critério de ocupação dessas vagas, o tempo máximo para que um veículo ocupe o espaço, sem que houvesse a necessidade de cobrança de qualquer valor. A violação dessa regra traria, sim, a sanção ao proprietário do veículo.

Entretanto, não se deve descartar a possibilidade de cobrança de algum valor, desde que não seja em quantia considerada exorbitante. Essas são apenas medidas paliativas que buscam regular o conflito atualmente existente na cidade. Deveríamos também procurar buscar soluções mais ousadas e definitivas para resolver esse problema.

Todos nós sabemos que há anos a cidade de Fortaleza vem construindo projetos de reforma de nossa beira mar, sendo a temática do estacionamento um dos principais desafios para uma nova orla da capital cearense. Buscar parcerias público-privadas para investir em estacionamentos em áreas de nossa cidade, a exemplo da própria Beira Mar, pode nos ajudar a pensar soluções mais adequadas e que busquem resolver essas dificuldades.

Torcedores do Fortaleza brincam com remotas chances alvinegras. Nojentos!

99 2

Em piada (de mau gosto) enviada ao Blog, o torcedor Flávio Neto (do Fortaleza, claro) brinca com as chances alvinegras de acesso à Série A, neste sábado (29). Confira:

O rapaz estava passando pelos arredores dos viadutos do Cocó, quando percebeu uma lamparina que acabou exposta pelas obras. Rapidamente, o jovem esfrega a lâmpada e surge um gênio.

“Oba, vou ganhar três pedidos!”, vibrou o rapaz, conhecedor da história de Aladim.

“Peraí, não é bem assim. Essa história de três desejos é coisa de gênio estelionatário. Você tem direito a somente um pedido, por isso capriche”, avisou o gênio.

“Que droga, essa inflação da Dilma ta comendo tudo. Até dois pedidos ela comeu”, reclamou o rapaz, que em seguida pediu:

“Bem, como é um só pedido, tenho que fazer a coisa certa (começa a chorar). Há dois meses perdi minha vovozinha e sinto muito a falta dela. Então, desejo que o senhor a traga de volta”, se emociona o jovem.

“Sinto muito (cabisbaixo)… não podemos interferir nesse tipo de coisa. Sabe como é, né? Destino, Tempo, a Morte… tem muita coisa envolvida. Peça algo mundano e você terá o que deseja de imediato”, explicou o gênio.

“Tá bom, eu entendo (enxuga as lágrimas). Então eu quero uma alegria para compensar a minha tristeza. Desejo que o Ceará suba neste sábado para a Série A do Campeonato Brasileiro de 2015”, pediu o rapaz, torcedor alvinegro.

“Como é mesmo o nome da velhinha?!”.

Via Sul promove seis dias de surpresas em feste de aniversário

foto shopping via sul

A partir de segunda-feira (1º), o Via Sul, no bairro Sapiranga, terá uma programação voltada a surpresas para a sua clientela, como parte das comemorações pelos seis anos do shopping. A programação seguirá até o sábado (6).

Na segunda-feira, haverá distribuição de brindes, como brigadeiros e champanhe, e outras surpresas. Na terça-feira (2), todas as sessões de cinema, incluindo 3D, custarão R$ 6. Na quarta-feira (3), o cliente terá desconto de um real no estacionamento a cada seis reais em compras. Na quinta-feira (4), o cantor Waldonys fará uma apresentação a partir das 19h. A sexta-feira (5) terá como atração o Quarteto Arcos, às 20h. Encerrando as comemorações, o sábado terá oficinas de beleza, teatro infantil e aula de zumba.

Com o início da administração Ancar Ivanhoe, em janeiro de 2014, o Via Sul recebeu mais R$ 4 milhões em investimentos e é esperado mais R$ 26 milhões até 2017. Cinco mil empregos diretos já foram gerados. O Via Sul é o primeiro shopping com entretenimento completo, contando com teatro com 733 lugares e ainda cinemas Centerplex, sendo também o pioneiro na exibição de filmes com tecnologia 3D.

Câmara promove videochat sobre revogação do Estatuto do Desarmamento

A Câmara dos Deputados promove na próxima terça-feira (2), a partir das 11 horas (horário de Brasília), videochat com o deputado Claudio Cajado (DEM-BA), relator do Projeto de Lei 3722/12, que regulamenta a aquisição e circulação de armas de fogo e munições no País. A proposta, de autoria do deputado Rogério Peninha Mendonça (PMDB-SC), pode ser votada no dia 10 na comissão especial e é uma das campeãs em manifestações populares pelos canais da Câmara de participação dos cidadãos.

No mês de outubro, a revogação do Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/03) – e a criação do “Estatuto das Armas de Fogo”, como vem sendo informalmente chamado o projeto – ficou em 2º lugar em número de manifestações no Disque-Câmara (0800.619619), com 99% das ligações favoráveis à proposta. No mesmo período, a enquete sobre o tema registrou o terceiro lugar no ranking desse canal e ultrapassou 200 mil votos (86% favoráveis ao texto e 12% contrários).

O deputado Alessandro Molon (PT-RJ), que se manifestou contrário à aprovação do projeto de lei, sugeriu que o relator não apresente seu parecer, já que, na opinião do parlamentar, não houve discussão suficiente.

Os parlamentares favoráveis à proposta defendem que a drástica redução de 90% no comércio de armas de fogo e munição depois da promulgação do Estatuto do Desarmamento não teve reflexo nos índices de homicídios. “Pela simples e óbvia constatação de que não é a arma legalizada que comete crimes”, destaca Rogério Peninha Mendonça.

O videochat será transmitido ao vivo pelo portal Câmara Notícias e pela TV Câmara e terá duração de uma hora. Qualquer pessoa poderá participar, enviando perguntas pela internet (em sala de bate-papo que estará disponível no dia do debate no endereço www.camara.leg.br) ou pelo Disque-Câmara (0800 619 619).

(Agência Câmara Notícias)

O discurso e a prática

60 1

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (29), pelo jornalista Érico Firmo:

Não é a escolha da equipe de Dilma Rousseff (PT) que contrariou o discurso de campanha. Foi a propaganda durante a eleição que não foi lá muito condizente com os 12 anos de governo petista. E para além da economia. Senão vejamos.

O discurso da campanha de Dilma para abater Marina Silva (PSB/Rede) bombardeou o recuo da candidata em relação ao programa para o segmento homossexual.

Isso apesar de Dilma não ter apresentado programa algum, nessa área ou qualquer outra.

Marina foi também duramente cobrada sobre vários aspectos sociais e comportamentais. A crítica partia do princípio de que é evangélica e tinha apoios influentes desse campo.

Embora uma das mais poderosas, polêmicas e com mais ostensiva atuação política entre as igrejas evangélicas, a Universal, estar com o PT.

Outro aspecto usado contra Marina foi seu vínculo com a herdeira do Banco Itaú. Daí, partiu-se ao questionamento do conjunto da visão econômica. A trajetória do vice de Marina, Beto Albuquerque (PSB), foi usada para apontar o atrelamento com o agronegócio.

Agora, Dilma buscou nos quadros do Bradesco o novo ministro da Fazenda. Diante da primeira negativa, o plano B teve mesma origem. Para a Agricultura, era seguidamente cogitada e desmentida a escolha de Kátia Abreu, principal voz ruralista no Congresso.

As críticas a Marina, sobretudo na economia, foram feitas com ainda mais ênfase no segundo turno contra Aécio Neves (PSDB). Ele era acusado de pretender aumentar os juros. O anúncio antecipado de Armínio Fraga como eventual ministro da Fazenda num governo tucano foi bombardeado em praticamente todos os debates.

Na semana seguinte à eleição, os juros subiram. O novo ministro, Joaquim Levy, integrou o governo Fernando Henrique (PSDB), foi aluno e é amigo de Fraga.

Os atos de Dilma após reeleita não combinam com o discurso de campanha. Mas se surpreende quem não prestou atenção ao que ocorre desde o governo Lula. O discurso já não era muito consonante com a ação de governo. O PT criou, na campanha, a mitologia de um governo diferente do que de fato é.

Levy trabalhou com FHC, mas também foi homem forte da economia na primeira fase do governo Lula. Que, durante oito anos, teve no Banco Central o ex-tucano Henrique Meirelles, egresso do BankBoston. Aliás, havia pressões pelo retorno do próprio Meirelles. Justiça se faça, não há linearidade. Guido Mantega, ao chegar ao Ministério da Fazenda em 2006, representou o fim de uma fase no governo Lula e o início do ciclo mais desenvolvimentista. Mas o aceno ao mercado que Levy representa tem por referência não a era FHC, mas o governo Lula.

Na Agricultura, sempre estiveram ministros alinhados com o agronegócio, vários deles parlamentares ruralistas. Até Reinhold Stephanes (PSD-PR), que foi da Arena e comandou o setor durante o segundo governo Lula.

A bancada evangélica deu sustentação a Lula e Dilma durante os últimos 12 anos. Uma das razões pelas quais a principais bandeiras do movimento de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros (LGBT) não avançam no Congresso. As principais conquistas foram obtidas no Supremo Tribunal Federal.