Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Novos ministros tomarão posse na terça-feira

“Os novos ministros devem tomar posse na terça-feira (6) pela manhã, em cerimônia no Palácio do Planalto, informou hoje (2) a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. Na segunda-feira (5), a presidenta Dilma Rousseff fará visita de Estado à Colômbia, mas deve retornar ao Brasil no início da noite do mesmo dia.

Ricardo Berzoini deixa a pasta das Comunicações e assume a Secretaria de Governo, composta pelas Secretaria-Geral, Relações Institucionais e de Micro e Pequena Empresa. O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) perdeu o status de ministério e também será integrado à Secretaria de Governo.

Miguel Rossetto será o novo ministro do Trabalho e Previdência Social. Ele era titular da Secretaria-Geral da Presidência da República. O deputado Marcelo Castro (PMDB-PI) vai assumir o Ministério da Saúde, em substituição a Arthur Chioro.

O Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos será assumido por Nilma Lino Gomes, que estava no comando da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Seppir).

Aloizio Mercadante deixa a Casa Civil e vai para o Ministério da Educação. No seu lugar, entra Jaques Wagner, que era ministro da Defesa. Aldo Rebelo assume a pasta da Defesa e deixa o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, que será ocupado pelo deputado Celso Pansera (PMDB-RJ).

A Secretaria de Portos ficará com Helder Barbalho, que era ministro da Secretaria de Pesca e Aquicultura. O deputado federal André Figueiredo (PDT-CE) será o novo ministro das Comunicações.”

(Agência Brasil)

 

General lamenta que GSI tenha perdido status de ministério

O general José Elito Carvalho divulgou nota manifestando descontentamento com a perda do status de ministério pelo Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI). Elito estava à frente da pasta que passará á fazer parte da recém-criada Secretaria de Governo. A incorporação faz parte da reforma ministerial anunciada nesta sexta-feira (2) pela presidente Dilma Rousseff.

O general diz que conversou com a presidente Dilma sobre a possibilidade de não incluir o gabinete na reforma ministerial. Conversou também com o chefe da Casa Civil e autoridades do primeiro escalão do governo. Segundo o general, as competências institucionais do gabinete exigiram o nível ministerial desde a sua criação, em 1938.

Elito lamentou a decisão anunciada pela presidenta. “Ao saber no dia de hoje do conteúdo da reforma, cumpre-me, por um dever de lealdade e em memória aos que me antecederam, lamentar a decisão tomada que, no mais curto prazo, desejo que seja retificada para o bem da sociedade e do Brasil”, diz a nota assinada por José Elito.

O general finaliza agradecendo à presidente Dilma as demonstrações de respeito a ele enquanto esteve no comando do Gabinete de Segurança Institucional e deseja que seu governo saiba conduzir o país e o povo brasileiro. O Palácio do Planalto informou que não vai comentar a nota do general.

(Agência Brasil)

Ceará tem mais de 80% de chances de queda para a Série C, segundo matemáticos

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=i64GJr1np-c[/youtube]

Reveja a reação do Mascote do Vovô com gol anulado no último jogo;

A derrota para o Luverdense, na terça-feira (29), por 1 a 0, em plena Arena Castelão, na abertura da 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, aumentou em mais 7,9% as chances do Ceará de cair para a Série C do próximo ano.

Segundo o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais, o Vozão agora está com 81,6% de chances de queda, contra 18,9% do Macaé, que se encontra a uma posição acima do Ceará na tabela de classificação.

A situação da equipe cearense poderá se agravar ainda mais se o Macaé vencer o ABC, na tarde deste sábado (3), no interior fluminense, no complemento da rodada.

A derrota alvinegra também favoreceu ao Oeste e ao Criciúma, que agora estão com menos de 5% de queda.

Sobral deverá ganhar Central de Tratamento de Resíduos

cidades em sobral

Lúcio Gomes (5º da foto) entre assessores e gestores na Zona Norte.

O secretário estadual das Cidades, Lúcio Gomes, apresentou, nesta sexta-feira (2), em Sobral (Zona Norte), a proposta de construção no município de uma Central de Tratamento de Resíduos e 7 Estações de Transbordo.

Segundo o secretário, em reunião com representantes de 11 prefeituras da região, o projeto deverá atender à lei que disciplina a destinação correta de resíduos e receberá investimento de R$ 33 milhões, assegurados pelo BID.

(Foto – Divulgação)

Operação Lava Jato – STF autoriza que Lula seja ouvido como testemunha

foto lula ex-presidente

“O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou hoje (2) a Polícia Federal (PF) a tomar os depoimentos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de ex-ministros e de investigados na Operação Lava Jato ligados ao PP, ao PMDB e ao PT.

Na decisão, Zavascki esclareceu que Lula e ex-ministros não são investigados na operação. “No caso, as manifestações dessas autoridades [PGR e PF] são coincidentes no sentido de que as pessoas a serem ouvidas em diligências complementares não ostentam a condição de investigadas, mas, segundo se depreende do requerimento da autoridade policial, a condição de informantes”, disse o ministro.

A autorização teve parecer favorável do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O ministro concedeu prazo de 80 dias para que todas as diligências sejam cumpridas. As oitivas fazem parte do maior processo da Lava Jato que tramita no Supremo e investiga formação de quadrilha de políticos acusados de receber propina do esquema de corrupção na Petrobras.

Segundo a PF, os depoimentos são necessários diante das acusações feitas por diversos delatores, que envolvem parlamentares que fizeram parte da base de apoio ao governo Lula. “Faz-se necessário trazer aos autos as declarações do então mandatário maior da nação, Luiz Inácio Lula da Silva, para que apresente a sua versão para os fatos investigados, que atingem o núcleo político-partidário de seu governo”, justificou a PF.

Com a prorrogação do inquérito, a PF também pretende ouvir executivos de empresas que fizeram doações a parlamentares dos três partidos, do ex-ministro das Cidades Mário Negromonte; de Maria Cléia Santos, assessora do senador Valdir Raupp (PMDB-RO), além do presidente do PT, Rui Falcão, e do ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli. A Polícia Federal pediu também que sejam ouvidos a ex-ministra da Secretaria de Relações Institucionais Ideli Salvatti, o ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República Gilberto Carvalho e o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu.

Procurado pela Agência Brasil, o Instituto Lula diz que ainda hoje deve se manifestar sobre o assunto.”

(Agência Brasail)

Caso Leudo – Justiça nega habeas corpus para Cristiane Renata

A  2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCEnegou pedido de liberdade para Cristiane Renata Coelho Severino, acusada de envenenar e matar o filho dela com o subtenente Francilewdo Bezerra Severino e de tentar matar o militar também envenenado. O caso foi julgado em sessão realizada na última terça-feira , 29, mas a decisão foi divulgada somente nesta sexta-feira, 2.

Segundo o desembargador Haroldo Correia de Oliveira Máximo, a prisão da acusada não deve ser revogada para manter a ordem pública e pela periculosidade de crime. “[A prisão provisória ] denota a necessidade de resguardar a ordem pública, pois a acusada [Cristiane], teria, em tese, planejado, com meses de antecedência, a morte de seu companheiro, e mais grave, de seu filho”, frisou.

A defesa de Cristiane pediu a revogação da prisão defendendo ”constrangimento ilegal pela falta de fundamentação no decreto prisional’’. O pedido foi negado por unanimidade, seguindo o voto do relator Haroldo.

O magistrado ainda entendeu a substituição das medidas cautelares como inadequada. “Justifica-se em razão da gravidade concreta da conduta, não se mostrando, pois, suficiente para atender às exigências do caso”, completou.

No final de junho, os laudos da Coordenadoria de Análises Laboratoriais da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) apontaram que Cristiane Renata Coelho, 41, não ingeriu álcool ou o medicamento rivotril (clonazepam) no último dia 11 de novembro, data em que seu filho foi morto e seu ex-marido envenenado. 

Desde a ocasião do crime, Cristiane afirma que, naquele dia, ela teria sido agredida pelo ex-marido, o subtenente do Exército Brasileiro Francilewdo Bezerra Severino, 45. O militar ainda a teria obrigado a tomar vários comprimidos de rivotril com vinho “para ela não ver a besteira que ele iria fazer”, alega. Em seguida, o subtenente teria envenenado o próprio filho e tentado suicídio, também por envenenamento.

Depois de prestar depoimento, ainda no hospital, Francilewdo teve a prisão preventiva revogada pela Justiça. Aos poucos, as investigações policiais apontaram para o contrário da versão da mulher, que está presa desde o último dia 8 de maio.

(TJ/CE/POVO Online)

VAMOS NÓS – Por que só nesta sexta-feira o TJ do Ceará divulgou uma decisão que ocorreu na última terça-feira?

Cristovam diz que apoio do PDT ao governo Dilma em troca de ministério é ‘negociata’

192 1

cristovam

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) fez duras críticas, nesta sexta-feira (2), ao seu partido por continuar a compor o governo da presidente da República, Dilma Rousseff. O PDT ocupava o Ministério do Trabalho, mas foi convidado para comandar o Ministério das Comunicações, com o deputado André Figueiredo, do PDT do Ceará. O movimento, diz o senador, se dá semanas depois de a bancada da Câmara anunciar formalmente o rompimento e a saída da base do governo.

“O PDT vai mergulhar em um abismo, de um governo que se exauriu, em troca de um ministério”, lamentou.

Na opinião do senador, manter o apoio a Dilma em troca de “um ministério de porteira fechada” se chama “negociata” e deveria envergonhar o partido. Ele diz não entender por que a legenda ajuda a sustentar um governo que convive com a corrupção, que quebrou a estabilidade monetária conquistada a duras penas e jogou o país de volta no cenário da inflação, do desemprego e da recessão. E mais, para Cristovam, o governo zomba da população ao assumir o lema “Pátria Educadora” e, após ganhar a eleição, mudar de ministro constantemente, cortar recursos e acabar com programas importantes.

O PDT, avaliou o senador, poderia ser porta-voz de uma alternativa para o país, indo buscar inspiração em expoentes do trabalhismo, como Darcy Ribeiro (1922-1997) e Leonel Brizola (1922-2004). Mas prefere unir-se a um “governo exaurido que quebrou, massacrou e roubou a Petrobras”, tudo em nome de um ministério.

“Não há justificativa histórica para isso”, declarou Cristovam.

(Agência Senado)

Deputado Raimundo Gomes transfere domicílio eleitoral para Fortaleza e se coloca como pré-candidato

Raimundo-Gomes-de-Matos-Foto-George-Gianni-PSDB-2

O PSDB já tem mais opção de candidato para disputar pela Prefeitura de Fortaleza. Neste fim de tarde de sexta-feira, o deputado federal e vice-presidente estadual da legenda, Raimundo Gomes de Matos, transferiu seu domicílio eleitoral de Maracanaú para a Capital.

“O PSDB tem mais um nome para o embate, ao lado da doutora Maira Pinheiro e do deputado estadual Carlos Matos”, disse para o Blog, pelo telefone, o deputado Gomes de Matos. Ele considera importante que os tucanos apresentem nome para o debate, destacando que a sigla vive hoje um novo momento e que quer participar ativamente do processo sucessório de Fortaleza.

O PSDB, segundo Gomes de Matos, trabalhará por uma frente de oposições na Capital, no que considera importante a colocação de opções dos tucanos para demais aliados. O parlamentar observa que chegou o momento do fortalezense repensar a cidade e avaliar as alternativas para 2016.

“Nosso nome está à disposição do embate!”, garantiu Raimundo Gomes de Matos, que destaca a apresentação de um nome em Fortaleza integrar a estratégia de reestruturação do PSDB no Ceará.

Viaduto da Antônio Sales será provisoriamente bloqueado neste sábado

Para continuidade das obras de conclusão da passarela sobre a avenida Antônio Sales, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) dará suporte operacional à interdição provisória do viaduto da avenida que dá acesso ao Papicu. O bloqueio acontece a partir da noite desta sexta-feira (2), a partir das 22 horas, e no sábado (3), a partir das 21 horas, no intuito de evitar maiores transtornos aos motoristas.

Os desvios, para quem segue na Antônio Sales em direção ao Papicu, serão realizados prioritariamente pelas seguintes vias: São Gabriel, Israel Bezerra, Isaú Benício, Via Expressa, Pe. Antônio Tomás, retornando pela Av. Engenheiro Santana Júnior.

Outra opção de rota, principalmente para veículos de grande porte, como é o caso da linha (222) Antônio Bezerra/Papicu/Antônio Sales, será dobrar à direita na avenida Engenheiro Santana Júnior, seguir pelas ruas Israel Bezerra, Isaú Benício, Via Expressa, Padre Antônio Tomás e a própria Santana Júnior.

A interdição faz-se necessária para a etapa final da construção da passarela localizada na Antônio Sales, nas proximidades da rua São Gabriel. Serão realizados os trabalhos de construção do patamar de concreto da passarela, a instalação das rampas laterais de acesso e guarda corpo. Quando concluído, em outubro deste ano, o equipamento possibilitará a travessia segura de pedestres.

(Prefeitura de Fortaleza)

Oposição diz que Dilma tenta salvar mandato com reforma ministerial

A reforma ministerial anunciada nesta sexta-feira (2) pela presidente Dilma Rousseff, com corte de oito ministérios, três mil cargos comissionados e 30 secretarias, dentre outras medidas para redução de gastos, foi criticada no Congresso por líderes de partidos de oposição. Segundo eles, com a reforma a presidente tenta salvar o seu mandato e aprovar as medidas de ajuste fiscal no Congresso.

Líder do PSDB, o deputado Carlos Sampaio (SP) disse que a reforma foi atrasada e é “pífia diante da gravidade da crise econômica”. De acordo com o líder, o objetivo principal da presidente “é tentar salvar o mandato” e aprovar o pacote de arrocho fiscal contra a sociedade.

O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), afirmou que a reforma administrativa “apequena ainda mais o governo Dilma, porque os cortes são pouco expressivos frente ao aumento excessivo de gastos do governo nos últimos anos. Se assemelha, na verdade a uma maquiagem”.

O senador Ronaldo Caiado (GO), líder do DEM no Senado, postou em seu twitter que “a reforma ministerial tem objetivo de retardar o impeachment”. Caiado também criticou o fato de o PMDB ter ganhado mais espaço no governo. “A presidente Dilma entregou todo o governo ao PMDB”.

Para o presidente do PPS, deputado Roberto Freire (SP), a reforma anunciada pela presidente Dilma Rousseff nada mais é do que “uma tentativa dela se segurar no poder para não sofrer impeachment”. “[As mudanças] não servirão para enfrentar a crise ou para acrescentar algo de fundamental para melhorar a situação do país. O desgoverno continua e a ingovernabilidade também”.

(Agência Brasil)

Atriz Vera Fischer “desfila” charme no Centro de Turismo

veraficherr

Eis a atriz Vera Fischer num clique especial para o Blog. Ela estava, nesta sexta-feira, fazendo compras no Centro de Turismo – antiga Emcetur. Gostou de tudo o que viu e aproveitou a simpatia dos permissionários do local. No boxe do Carlinhos, foi tratada como uma rainha.

Vera, ao lado de Tato Gabus Mendes, estará nesta noite de sábado, no palco do Teatro Celina Queiroz, com a peça “Relações aparentes”.

VAMOS NÓS – Continua muito bonita. E simpática.

Receita espera cadastramento de 1,5 milhão de trabalhadores domésticos

A Receita Federal espera que 1,5 milhão de contribuintes façam a adesão ao eSocial, ferramenta que unifica o envio de informações de trabalhadores domésticos pelos patrões. O número foi calculado com base no total de contribuintes que abatem as contribuições previdenciárias de trabalhadores domésticos no Imposto de Renda.

O sistema está em funcionamento desde essa quinta-feira (1º). Até a tarde desta sexta-feira (2), cerca de 45 mil empregadores haviam preenchido o cadastro, o que representa cerca de 40 inscrições por minuto. O número de empregados cadastrados, no entanto, está menor. Até o mesmo horário, apenas 23.913 trabalhadores domésticos estavam inscritos no sistema.

Disponível no endereço www.esocial.gov.br, o sistema possibilita o recolhimento unificado das contribuições previdenciárias, do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e dos demais encargos trabalhistas para os empregadores domésticos. O cadastro é obrigatório para quitar os encargos aprovados nos últimos anos pelo Congresso Nacional.

(Agência Brasil)

Novo ministro da Saúde propõe cobrança dupla da CPMF

O novo ministro da Saúde, Marcelo Castro (PMDB-PI), defendeu uma nova proposta para a cobrança da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), que serviria, segundo ele, para custear tanto a Previdência Social, quanto a Saúde. A contribuição seria permanente e cobrada duas vezes, tanto de quem faz pagamento quanto de quem recebe a quantia, sem aumento da alíquota.

Pela proposta do governo, enviada ao Congresso Nacional,  a arrecadação da contribuição seria de 0,2% e cobrada apenas uma vez em cada operação financeira. Os recursos arrecadados serão destinados para cobrir gastos com a Previdência.

Já Marcelo Castro propõe, porém, que o tributo seja cobrado nas operações de débito e crédito. “Vou dar um exemplo da minha proposta: João dá um cheque a Pedro de R$ 1 mil. Neste caso, 0,20% corresponde a R$ 2. Quanto sai da conta de João? R$ 1.002 [R$ 1.000 para Pedro e R$ 2 para a CPMF]. Então, o governo arrecada R$ 2. Proponho que os R$ 1.000 não entrem totalmente na conta de Pedro, mas R$ 998. Sendo que R$ 2 vão para os governos dos estados e para as prefeituras”, disse.

Segundo ele, a proposta desta forma tem aceitação tanto do PMDB, do qual é filiado, e de todos os outros partidos que querem “salvar a saúde do Brasil”. O novo ministro considera a proposta “engenhosa, simples e que permitirá a divisão dos recursos com a União, estados e municípios”.

(Agência Brasil)

Cunha rejeita mais dois pedidos de impeachment de Dilma

eduardo-cunha_1491947

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, rejeitou mais dois pedidos de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Ainda faltam 9 pedidos a serem apreciados. Ele acredita que concluirá esse trabalho em 10 ou 15 dias.

Os três primeiros pedidos rejeitados pelo presidente da Câmara foram publicados na edição de quarta-feira (30) do Diário da Câmara dos Deputados. Outros dois foram publicados na edição desta sexta-feira (2).

Das decisões de Cunha que indeferem pedidos de impeachment, cabe recurso ao Plenário da Câmara, que pode ser apresentado por qualquer deputado, no prazo de cinco sessões.

Segundo a Secretaria-Geral da Mesa Diretora da Câmara, outros 9 pedidos ainda aguardam a decisão de Cunha. Os partidos de oposição apoiam, sobretudo, a denúncia encaminhada pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr., baseados nas chamadas “pedaladas fiscais” e em fatos do anterior e do atual mandatos da presidente Dilma.

Já os partidos governistas se amparam, entre outros argumentos, em um recente pronunciamento do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Ayres Britto, para quem falta fundamento jurídico que justifique eventual afastamento de Dilma.

(Agência Câmara Notícias)

TCU marca julgamento das contas do governo para a próxima quarta-feira

A sessão do Tribunal de Contas da União (TCU) que analisará as contas de 2014 do governo da presidente Dilma Rousseff está marcada para a quarta-feira (7). O tribunal emitirá um parecer técnico e enviará para avaliação do Congresso Nacional.

O relator do processo é o ministro Augusto Nardes. Ele encaminhou seu voto aos outros ministros. A assessoria do TCU não confirmou se o voto de Nardes é pela rejeição das contas. Procurada, a assessoria do ministro disse que ele não comentará o assunto.

Na última quarta-feira (30), Nardes pediu ao presidente do tribunal, Aroldo Cedraz, para marcar a sessão de apreciação das contas “o mais rápido possível”, uma vez que estava concluindo seu voto.

A análise do TCU será sobre duas questões. Uma delas é o atraso no repasse de recursos para a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil referentes a despesas com programas sociais do governo, o que configuraria operação de crédito.

O outro ponto, questionado pelo Ministério Público, trata de cinco decretos envolvendo créditos suplementares assinados pela presidente Dilma Rousseff sem autorização do Congresso Nacional.

O parecer do tribunal avalia os orçamentos e a atuação do governo. Um relatório é elaborado por vários órgãos e consolidado pela Controladoria-Geral da União, assim como um Balanço Geral da União, preparado pela Secretaria do Tesouro Nacional. A análise das contas é feita com base nesses documentos.

(Agência Brasil)

Ministério Público do Trabalho no Ceará sob nova direção

12480085714_04443c8592

O Ministério Público do Trabalho no Ceará tem novo titular. Assumiu Carlos Leonardo Holanda Silva, durante cerimônia realizada na sede da Procuradoria Geral do Trabalho, em Brasília. Além de Carlos Leonardo, tomaram posse ou foram reconduzidos ao cargo os demais 23 procuradores-chefes para o biênio 2015/2017.

Nascido em Fortaleza, Carlos Leonardo é formado em Direito pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e ingressou como Membro do Ministério Público do Trabalho em 2003. Foi titular de três das oito coordenadorias temáticas do MPT, atuando no combate ao trabalho infantil, pela erradicação do trabalho escravo e também em defesa da segurança e integridade dos trabalhadores expostos a riscos.

(Foto – Divulgação)

Reforma Ministerial – “Temos que reunificar o PMDB”, diz Eliseu Padilha

237 1

ministro-da-aviacao_Eliseu-Padilha01

“O ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha, defendeu nesta sexta-feira (2) uma unidade dentro do PMDB.“Temos que reunificar o partido. Essa divisão não interessa a ninguém. Não interessa ao PMDB, não interessa aos peemedebistas e a meu juízo é prejudicial ao governo”, afirmou.

“O governo fez a sua parte, atendeu à Câmara dos Deputados – um segmento importante no partido – tratou e correspondeu às expectativas com dois grandes ministérios [ Saúde e Ciência e Tecnologia], então há que se esperar que a Câmara dos Deputados dê a resposta correspondente. O presidente Michel Temer vai trabalhar para que o PMDB tenha um comando só, uma voz só”, acrescentou.

Segundo Padilha, a ampliação do espaço do PMDB na Esplanada dos Ministérios deve pacificar os ânimos entre os parlamentares da sigla na Câmara, que resistiam a propostas consideradas fundamentais pelo governo para o ajuste fiscal.

“Penso que o governo fez a sua parte. A presidenta Dilma foi ao limite extremo, dando o Ministério da Saúde e o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação para a Câmara dos Deputados. Penso que o governo fez o gesto, agora há que se esperar correspondente reação da parte de quem foi tão beneficiado”, disse.”

(Agência Brasil)

Ariosto Holanda assumirá vaga de André Figueiredo

194 2

ariosto

Com a nomeação de André Figueiredo (PDT) para ministro das Comunicações, abriu-se uma vaga na bancada federal cearense.

Nesta sexta-feira, André já manteve reunião com o suplente Ariosto Holanda (Pros) e ficou acertado que, na terça-feira,  Ariosto assumirá a vaga.

Nesta mesma terça-feira, André assumirá a pasta em solenidade conjunta com demais ministros do Governo Dilma Rousseff.

Ariosto deixará o comando do Conselho de Altos Estudos do Poder Legislativo, onde desenvolvia trabalhos no campo do semiárido e na área de ações voltados para a educação e trabalho.

Reforma Ministerial – Eunício se diz “satisfeito”, embora não tenha sido aproveitado nas mudanças

Eunicio

O líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, disse hoje, no Palácio do Planalto, que, com a nova composição do ministério, a presidente Dilma Rousseff “criou um novo momento da vida política do país”, mas que agora “precisamos fazer o movimento econômico”. O peemedebista se disse “satisfeito” com a reforma ministerial que concedeu dois novos ministérios ao partido.

“O ministro [Joaquim] Levy [da Fazenda] está conversando muito conosco sobre isso e estou certo de que o movimento político já foi feito, agora precisamos fazer um movimento econômico para que a inflação e o desemprego cedam e o crescimento volte no Brasil”, afirmou. ”

O senador também negou que tenha discordado da nomeação do deputado André Figueiredo (PDT), também cearense, para o cargo de ministro das Comunicações. “A bancada do PMDB do Senado, e eu disse isso à presidente Dilma, não fez nenhuma indicação, então não entendo de onde surgiu essa especulação de que eu fui contra o nome do André”, completou.

(Valor Online)