Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Presidente do PPS do Ceará sob pressão

alexandre pereira

Em algum lugar do passado: Pereira, Heitor e Freire.

O PPS nacional quer Alexandre Pereira entregando cargo que ocupa na Prefeitura de Fortaleza. Pereira é o coordenador de Parcerias Público-Privadas do Município, cargo, por sinal, criado para acomodá-lo na gestão.

Essa informação surge depois que Roberto Freire, dirigente nacional, convidou o deputado estadual Heitor Férrer para a sigla. Há também pressão do deputado estadual Tomás Holanda e do deputado federal Moses Rodrigues para que o PPS vá para a oposição.

Heitor Férrer, por sinal, vem se sentindo acossado com a ideia de que seu partido possa ser o novo abrigo do grupo dos Ferreira Gomes e do prefeito Roberto Cláudio (Pros). Ele tem planos de disputar a Prefeitura.

DETALHE – Alexandre Pereira foi candidato a vice de Heitor Férrer na disputa de 2012 em Fortaleza.

Os “secretários” na beira do cais

217 1

daniloserpa

O Conselho de Administração da Cearaportos aprovou a escolha de Danilo Serpa para presidente do órgão. Ele era secretário de Relações Institucionais e foi substituído pelo petista Nelson Martins, que ocupava a pasta da Controladoria e Ouvidora do Estado.

Já o ex-secretário de Recursos Hídricos do Estado, César Pinheiro, continua aguardando, no cais burocrático de Brasília, sua nomeação para presidente da Companhia Docas.

Ele é uma indicação do líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, mas o PT, por meio do líder do Governo na Câmara, José Nobre Guimarães,  tenta indicar para o cargo  o ex-prefeito de Quixadá, Ilário Marques.

Congresso entra na última semana de trabalhos antes do recesso

133 1

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=BYXSp4Btmbs[/youtube]

O Congresso Nacional entra em sua última semana de trabalho antes do recesso. Nesta segunda-feira, o líder do Governo na Câmara, José Nobre Guimarães (PT), adiantou a pauta de votações.

José Guimarães disse, no entanto, que a pauta completa da semana deve ser fechada com o Conselho Político do Governo Dilma. Haverá reunião agora pela manhã desse organismo, no Palácio do Planalto.

Sobre o Governo Dilma, com popularidade em baixa, José Guimarães preferiu apostar na tese de que a crise será superada e que Dilma vem realizando viagens ao Exterior com o objetivo de atrair investidores.

Ceará aponta queda no índice de homicídios, mas omite dados sobre assaltos

138 1

Da Coluna Vertical, no O POVO desta segunda-feira (13):

Os índices de homicídios registram uma queda considerável em Fortaleza (22,2%) e no restante do Ceará (13,3%), no primeiro semestre deste ano. Ponto para o Governo do Estado e para um trabalho iniciado pelo ex-secretário da Segurança Pública, Servilho Paiva.

Mas faltam estratégias para diminuir as ocorrências de roubos e furtos às pessoas. Não há quem não tenha uma história violenta de assalto para contar. Dentro ou fora de casa.

Há mais de dois anos, a SSPDS promete e não divulga as estatísticas de crimes violentos contra o patrimônio (CVP). Qual o problema? Por que não tornar público este índice? A sensação de insegurança passa muito por esses dados.

Greve dos trabalhadores da construção civil pode ser retomada

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=dyE_Z5nk6aM[/youtube]

Trabalhadores da construção civil de Fortaleza e Região Metropolintana ameaçam retomar a greve. A categoria não aceita que os empresários descontem os dias parados antes da decretação da recente greve geral no setor.

Quem dá a informação é o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon), André Montenegro. Ele diz que o empresariado do ramo não aceitar essa posição dos trabalhadores. O acordo salarial com reajuste de 9% e cesta básica de R$ 105,00 já foi fechado.

Nesta terça-feira, deverá haver reunião na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego envolvendo o Sinduscon e o sindicato dos trabalhadores da construção civil em busca de uma solução.

Eurogrupo vai debater a Grécia e eleger novo presidente

Os ministros das Finanças da zona do euro voltam a se reunir nesta segunda-feira (13), em Bruxelas, para debater o financiamento-ponte à Grécia e a eleição do novo presidente para o Eurogrupo.

O financiamento-ponte é um empréstimo que servirá para evitar que a Grécia falhe os próximos pagamentos – 3.500 milhões de euros que tem de pagar ao Banco Central Europeu dia 20 próximo – evitando uma inadimplência, enquanto não é aprovado o terceiro resgate ao país.

O fórum, que reúne os ministros das Finanças dos 19 países da moeda única, vai também eleger um novo presidente.

Na corrida ao cargo estão o atual presidente do Eurogrupo e ministro das Finanças holandês, Jeoren Dijsselbloem, e o titular espanhol da pasta, Luis de Guindos.

Dijsselbloem foi eleito em janeiro de 2013 para um mandato de 2,5 anos e pertence ao Partido Socialista Europeu, enquanto Guindos integra o Partido Popular Europeu (PPE).

(Agência Brasil)

Cursos para formar professores terão carga horária maior e mais prática

164 1

A formação dos professores será mais longa e mais voltada para a prática em sala de aula. É o que define parecer do Conselho Nacional de Educação (CNE), que já foi homologado pelo Ministério da Educação (MEC) e que deverá ser colocado em prática em até dois anos, prazo para que os cursos em funcionamento se adequem às novas regras.

A homologação do Parecer 2/2015 é parte do pacote de medidas adotadas pelo governo no final do primeiro ano de vigência do Plano Nacional de Educação (PNE). Entre as mudanças está a exigência de uma carga horária maior para os cursos de licenciatura, que passam de 2,8 mil, o equivalente a três anos de formação, para 3,2 mil ou quatro anos de formação.

Para a segunda licenciatura, a duração é de 800 a 1,2 mil horas e os cursos de formação pedagógica para os graduados não licenciados devem ter a duração de 1 mil a 1,4 mil horas. Os futuros professores terão durante todo o curso atividades práticas, além do estágio supervisionado em escolas.

(Agência Brasil)

Real desvalorizado abre espaço para produtos brasileiros, diz ministro

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, disse neste domingo (12) que a desvalorização do real frente ao dólar abriu espaço para as exportações brasileiras. “Nós já estamos detectando, firmemente, não apenas no resultado da balança comercial, mas nós estamos medindo isso pela forma que a exportação voltou ao planejamento das empresas. Toda a empresa hoje voltou a colocar a exportação no seu radar”, disse, em entrevista, na abertura do Congresso Brasileiro do Aço.

As preocupações com a situação da China e da Grécia fizeram com que a moeda norte-americana chegasse a ser cotada a R$ 3,234 na última quarta-feira (8). A maior cotação desde 27 de março (R$ 3,241).

Para o ministro, o novo patamar do câmbio brasileiro tende a ser benéfico para a indústria nacional. “O Brasil conviveu, e nesse contexto a indústria pagou um preço caro, com um longo período de apreciação da nossa moeda. E felizmente agora, ao que parece, agora nós teremos uma taxa de câmbio mais amigável ao setor exportador”, enfatizou.

O novo cenário vai permitir, disse, não só um aumento das vendas para o exterior, mas melhorar a competitividade dos produtos nacionais também no mercado interno. “Significa que isso oferece para a própria indústria algum espaço no mercado doméstico que vinha sendo ocupado pelo produto importado. Isso é muito importante, sobretudo, nesse momento de contração do mercado doméstico”, acrescentou.

(Agência Brasil)

VAMOS NÓS – E o brasileiro ainda reclamando…

Lula perderia para Aécio, em um segundo turno, mas ainda ‘reina’ no Nordeste

Por 59% a 41% dos votos válidos, o ex-presidente Lula perderia para o tucano Aécio Neves, em uma eventual disputa de segundo turno, se a eleição ao Palácio do Planalto fosse disputada neste domingo (12). A pesquisa é do Ibope, que ouviu 2.002 eleitores em todo o País, na segunda quinzena de junho, e divulgada neste domingo pelo Estadão. A margem de erro é de dois pontos porcentuais.

Apesar de o lulismo estar em “xeque”, o ex-presidente ainda se encontra à frente no Nordeste, principalmente entre o eleitorado que ganha até um salário mínimo e que tem até quatro anos de escola.

Se o candidato do PSDB fosse o governador Geraldo Alckmin, haveria empate técnico, mesmo assim com ligeira vantagem para o governador de São Paulo: 51% a 49% dos votos válidos.

(com agências)

Um jovem é assassinado a cada hora no Brasil

261 1

Passados 25 anos da sanção do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), a legislação tem como principais desafios, segundo especialistas ouvidos pela Agência Brasil, a ampliação de recursos a serem investidos na garantia dos diretos das crianças e dos adolescentes a fim de reverter indicadores como o de mortalidade de adolescentes entre 16 e 18 anos e o de evasão escolar de jovens no ensino médio.

De acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), o número de assassinatos de jovens adolescentes no Brasil passou de aproximadamente três, em 1990, para mais de 24 por dia no ano passado.

“Veja que o país fez uma mudança importante na proteção da vida das crianças, mas não conseguiu proteger os adolescentes, especialmente, os negros e os que vivem em comunidades populares”, frisou o coordenador do Programa Cidadania dos Adolescentes do Unicef, Mário Volpi.

Situação semelhante é verificada em relação à educação das crianças e dos adolescentes. Após o início da vigência do ECA, o percentual de crianças matriculadas no ensino fundamental saltou de 80% para mais de 98%, segundo dados do Ministério da Educação, compilados pelo Unicef. No ensino médio, entretanto, cerca de 50% dos adolescentes entre 15 e 17 não estão no banco escolar.

(Agência Brasil)

Mauro Filho diz que crise na saúde do Estado “é de gestão”

282 3

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (12):

Durante quase todo o mandato de Cid Gomes, a situação financeira do Ceará era tão propícia que o Estado alcançava o impressionante patamar de quarto estado com maior investimento público do País. Ficava atrás somente de São Paulo, Rio de Janeiro e, às vezes, Minas Gerais. Se a conta fosse feita proporcionalmente ao tamanho da população, o Ceará chegava a ser o primeiro no ranking nacional do investimento público. Daí as Hilux, o Acquario, os hospitais, o Centro de Eventos, os shows milionários…

Cid conseguiu isso com o incremento da arrecadação, mas, principalmente, com a excelente articulação política mantida em Brasília, que bancou parte das obras. O quadro da economia mudou radicalmente. A capacidade de investimento público caiu vertiginosamente. Sem dinheiro, a pauta do aperto e das concessões se impôs.

Em entrevista ao programa Jogo Político, que vai ao ar neste domingo (12), a partir das 22 horas, na TV O POVO, o secretário da Fazenda, Mauro Filho, explica como anda a situação financeira do Ceará. Afirma que o Estado está conseguindo manter o equilíbrio, mas deixa antever que pode haver problemas no futuro se a economia não oferecer sinais de recuperação.

Mauro Filho revela que pelo menos dez estados brasileiros já estão com grandes dificuldades de pagar a folha de servidores. Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Alagoas, Sergipe e Pará foram citados. Sobre Minas Gerais, o secretário foi taxativo: “Está quebrado”.

Ao comentar sobre o imenso custeio da saúde no Ceará, Mauro surpreendeu ao afirmar que há um componente na crise do setor que até então nunca foi admitido pela cúpula do Governo. “A crise é de gestão”, disse o secretário.

Shopping Parangaba apresenta teatro de bonecos neste domingo

foto teatro bonecos

O projeto “Parangaba é Show” apresenta neste domingo (12), a partir das 17 horas, no piso L2 do Shopping Parangaba, o espetáculo infantil de teatro de bonecos. A programação é gratuita.

Além dos fantoches, a criançada ainda poderá de brincadeiras e pintura facial. Toda a programação é realizada pelo grupo Riso de Criança Festa e ocorre em frente à loja Hering Kids.

No próximo domingo (19), a animação fica por conta do grupo Cia Mix da Alegria, por meio de show dos Minions. No último domingo de férias, dia 26, o Riso de Criança Festa retorna ao Shopping Parangaba com o show do Circo.

Empresas de ônibus pressionam Prefeitura por aumento

Da Coluna Vertical S/A, no O POVO deste domingo (12), pelo jornalista Jocélio Leal:

O clima é de fim de linha na boa relação entre os empresários de ônibus de Fortaleza e a Prefeitura. O clamor que começa a ganhar corpo é por um aumento intermediário nas tarifas. Ou seja, antes do aumento esperado para o final do ano. O argumento é a alegada defasagem no preço da passagem ante a inflação acumulada e não abatida no último aumento ocorrido em janeiro passado. O aumento fora de 9,09% – passou de R$ 2,20 para R$ 2,40. Aumentar tarifa parece ser a única saída para o caso. Tirar imposto já não dá mais. Conceder subsídio parece quase impossível.

Nas contas do Sindicato das Empresas, o Sindiônibus, levando em conta o valor de cada item em janeiro de 2013 e o valor atual em julho de 2015, já considerando o reajuste concedido na convenção coletiva recente, o cenário é tenebroso. Em janeiro de 2013, o litro do diesel era R$ 1,77. Hoje 2,37 (+33,90%); o salário dos motoristas era de R$ 1.381,92, hoje de R$ 1.806,75 (+30,74%); vale alimentação passou de R$ 8 para R$ 11 (+ 37,5%); cesta básica de R$ 70 para R$ 100 (R$ 42,86%). Já o IPCA do IBGE em 2013 era de 5,91%, passou para 6,40% (acumulado de 12,69%) e em maio passado era de 5,33% (acumulado de 18,69%).

Ao tempo em que as empresas choram, a Prefeitura anuncia que vai manter a política de inclusão de frota refrigerada. Hoje, 5,7% da frota tem ar-condicionado. Fortaleza conta com 2.026 ônibus. Destes, 132 veículos com ar distribuídos em 28 linhas. Mas, a coisa tende a esquentar. No dizer de um empresário, “já tem empresas balançando, sem conseguir investir”. A média de idade da frota da Capital ainda é boa, mas já foi melhor. Era entre 3,4 e 2,7 anos. Hoje está em 4,4 anos.

Audiência pública debate homicídios na adolescência em Fortaleza nesta segunda-feira

Em requerimento conjunto da Comissão da Infância e Adolescência da Assembleia Legislativa e da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Fortaleza, por meio do deputado Renato Roseno e do vereador João Alfredo, respectivamente, ambos do PSOL, a Assembleia Legislativa realiza nesta segunda-feira (13), a partir das 14h30min, no Complexo das Comissões, uma audiência pública para debater o Índice de Homicídios na Adolescência (IHA), quando Fortaleza lidera as ocorrências no país de homicídios com vítimas entre 12 e 18 anos de idade.

De acordo com o Programa de Redução da Violência Letal (PRVL), referente a 2012, Fortaleza possui um IHA de 9,9 jovens assassinados, para cada grupo de mil. O índice é 74% superior ao registrado em 2011. Em 2005, a capital cearense tinha taxa 2,35 adolescentes assassinados, para cada grupo de mil.

A audiência pública contará com as presenças de José Ignácio Cano, do Laboratório de Análise da Violência (UERJ); Raquel Willadino, do Observatório de Favelas (RJ); e Rui Aguiar, da Unicef Brasil.