Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

SSPDS diz em nota que link de estatística de homicídios foi normalizado

Em nota enviada ao Blog, a Coordenadoria de Comunicação da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) assegura que as estatísticas de Crimes Violentos Letais Intencionais permanecem no site, mas que estão com o link trocado por erro no sistema. Confira:

A Coordenadoria de Comunicação da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) esclarece que as estatísticas de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), que englobam casos de homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte, não foram retiradas do site da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Ocorreu um erro na última postagem dos dados do mês de julho, resultando na troca dos arquivos de CVLI e de Apreensão de Entorpecentes. Erro esse que já foi corrigido.

Aproveito a oportunidade para informar que nos últimos meses a SSPDS tem fortalecido a transparência de seus dados, divulgando cada vez mais informações. Como exemplo, cito a lista nominal diária dos CVLIs. Nela, é possível saber o tipo do crime, arma utilizada, município, número da guia cadavérica, nome, sexo e idade da vítima.

Passamos a unificar e divulgar também o resumo das principais ocorrências do Estado, com base em informações da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da SSPDS, do Comando de Policiamento do Interior (CPI) da Polícia Militar e do Sistema de Informações Policiais (SIP) da Polícia Civil.

Essas iniciativas são parte de uma das diretrizes implantadas na Secretaria, a transparência. As estatísticas estão disponíveis no link: http://www.sspds.ce.gov.br/noticiaDetalhada.do?tipoPortal=1&codNoticia=2142&titulo=Reportagens&action=detail .

DETALHE – Erro só percebido, após matéria do Blog.

Milhares de pessoas lotam Praça da República para último adeus a Eduardo Campos

Já eram mais de 2h quando o cortejo fúnebre com os restos mortais do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e de três assessores dele, mortos na quarta-feira (13) em um acidente aéreo em Santos, chegou ao Palácio do Campo das Princesas, local do velório, sob palmas de milhares de pessoas.

Por cerca de três horas, o desfile em carro aberto do Corpo de Bombeiros passou por várias ruas do Recife acompanhado por centenas de pessoas e de carros. Ao lado do caixão, três dos cinco filhos de Eduardo Campos comandam as saudações ao ex-governador.

A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula acompanharam a missa campal de corpo presente em frente ao Palácio das Princesas, sede do governo de Pernambuco, celebrada pelo arcebispo de Recife e Olinda, dom Fernando Saburido. A todo instante, as pessoas que estão na fila se emocionam ao ver o caixão de Campos. Algumas fazem reverências ao ex-governador.

(Agência Brasil)

Afinal, quem é Camilo?

204 14

eleições 2014 cid facebook

Em comentário enviado ao Blog, o leitor e professor Francisco Carvalho acredita que falta identidade ao candidato Camilo Santana para que ele possa, enfim, ser avaliado pelo eleitorado. Confira:

Prezado Eliomar,

Atentei para a última pesquisa divulgada pelo O POVO e qual foi a minha surpresa o crescimento do índice de rejeição do petista Camilo Santana, candidato apoiado pelo atual governador Cid Ferreira Gomes. A princípio, não entendi como alguém ainda desconhecido pelo eleitorado poderia ter tamanha rejeição.

Seria por causa do PT? Acho que não, mesmo porque o candidato não poderia ser considerado “a cara do partido”. Seria então por causa do apoio do governador? Também creio que não, pois a mesma pesquisa mostra a boa avaliação de Cid Gomes. Quem sabe, então, por atrelar a sua campanha à campanha de Dilma? Pouco provável, pois a presidente se mantém na liderança das pesquisas, com pouca oscilação de queda.

Então, como um candidato que arranca suspiros de “moçoilas despolitizadas” poderia ter tal rejeição?

A conclusão é simples: a junção de todos os questionamentos do segundo parágrafo deste texto. Camilo Santana é um mero desconhecido sem identidade. É um petista que não se mostra como do PT, que não consegue se desgarrar de Cid Gomes – no imaginário da população estaria indo para um terceiro mandato – e que apóia Dilma, que se nega a subir em seu palanque no Ceará.

Para completar, Cid Gomes diz que apóia Camilo – mas quem é mesmo esse Camilo?! – e não o PT, conforme postagem do próprio governador em seu facebook. Mas, na foto oficial da campanha, Dilma e Lula. A cara do PT.

Camilo assume novas promessas

81 4

eleições 2014 pt 0816 acopiara

Construir a estrada que liga o distrito de Mel, em Jucás, ao município de Acopiara. Essa é a última promessa do candidato do PT ao governo do Ceará, Camilo Santana, na noite desse sábado (16), durante comício em Acopiara.

“Darei continuidade a projetos de sucesso, garantindo a tranquilidade do homem do campo. Assumo aqui um compromisso de fazer, junto com a Prefeitura, a estrada que liga Mel, em Jucás, a Acopiara”, disse.

(Foto: divulgação)

Presidência parece não ser mesmo o destino de Ciro Gomes

65 4

foto ciro f gomes

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (17):

Ulisses Guimarães, o mais importante político da redemocratização brasileira, costumava dizer que a Presidência da República é “destino”. Ou seja, ela pode cair nas mãos de quem só se tornou candidato por uma sucessão de variáveis muitas vezes surpreendentes.

O mineiro Itamar Franco virou presidente por ser vice de Collor, que foi apeado do poder. Fernando Henrique Cardoso não tinha essa pretensão, mas se tornou candidato ao surfar no sucesso do Plano Real, que matou a inflação. Na época, Tasso Jereissati abriu mão da possibilidade a favor do intelectual. Dilma Rousseff só virou candidata por causa do imenso vácuo que tomou conta do PT pós-Mensalão.

A presidência da República parece não ser mesmo o destino de Ciro Gomes. Caso tivesse permanecido no PSB, certamente estaria hoje dividindo as atenções nacionais com Marina Silva.

VAMOS NÓS – Temos também o caso de Sarney, presidente por causa da morte de Tancredo Neves, na condição de vice.

Morte de Campos rearruma tabuleiro do jogo do poder

Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (17):

A morte de Eduardo Campos continua a repercutir dolorosamente no País. Uma vida jovem que é cortada no estágio mais florescente de seu itinerário é sempre um trauma difícil de ser absorvido, quando visto apenas a partir da perspectiva humana.

Felizmente, há também o olhar alimentado pela esperança, que tenta enxergar as coisas sub especie aeternitatis (sob o prisma da eternidade), embora seja difícil verbalizá-lo. Já quando se trata do ponto de vista político, esbarra-se na questão sempre intrigante do papel do indivíduo na História. Até que ponto um personagem ou sua morte pode mudar os rumos da trama histórica? Isso seria possível, quando, eventualmente, estivessem dadas condições objetivas que abrissem brecha para esse protagonismo, segundo alguns filósofos.

É com isso que o Brasil se depara neste momento em que a correlação de forças sofre um novo deslocamento, com a trágica e lamentada morte de um dos três candidatos mais bem colocados na disputa presidencial, exigindo a rearrumação do tabuleiro do jogo do poder. Como a política não suporta vácuo, a luta nos bastidores para preenchê-lo, o quanto antes, é insofreável.

Presidente do PSB diz que decisão sobre chapa só sai na quarta-feira

A decisão do PSB sobre o candidato do partido à Presidência da República no lugar de Eduardo Campos, vítima de um acidente aéreo na última quarta-feira (13), será tomada apenas na quarta-feira (20), em reunião da Executiva Nacional, em Brasília. O presidente nacional da sigla, Roberto Amaral, negou qualquer possibilidade de a decisão ocorrer antes desse prazo. Sobre o vice na chapa, Amaral não descartou o nome de Renata Campos, viúva do ex-governador de Pernambuco.

“É a Executiva Nacional que vai decidir o nosso candidato à Presidência e à vice. Nos reuniremos na quarta-feira, às 15h, na sede do partido, em Brasília. Antes disso, qualquer coisa é especulação. Não tomaremos nenhuma decisão antes de enterrar o Eduardo”, disse Amaral ao deixar a casa da família de Campos, nesse sábado (16), no Recife.

Ele demonstrou irritação com a insistência sobre uma definição do partido. “Se vocês não sabem, o Eduardo morreu, sofreu um acidente. Nós éramos amigos dele, ele era presidente do partido, nosso líder. Estamos feridos, doídos. Qual conversa podemos ter nesse momento?”, indagou.

O presidente do PSB informou ainda que o primeiro programa eleitoral do partido na TV e no rádio será uma homenagem a Eduardo Campos.

(Agência Brasil)

Papa Francisco critica hipocrisia dos religiosos que “vivem como ricos”

foto papa francisco

“A hipocrisia dos homens e mulheres consagrados que professam o voto de pobreza e, contudo, vivem como ricos, danificam a alma dos fiéis e prejudicam a Igreja”, disse neste sábado (16) o papa Francisco a 4 mil membros das comunidades religiosas sul-coreanas, no centro católico para pessoas com mobilidade reduzida de Kkottongnae, que fica a 100 quilômetros ao sul de Seul.

O papa advertiu para “o perigo que constitui o consumismo em relação à pobreza da vida religiosa”, em um país que alcançou um rápido progresso material nas últimas décadas. Falou também sobre a castidade, expressando “a entrega exclusiva ao amor de Deus”, em uma alusão a setores que defendem o desaparecimento do celibato na Igreja Católica.

“Todos sabemos quanto exigente é [a castidade] e o compromisso pessoal que comporta. As tentações neste domínio requerem humildade e confiança em Deus, vigilância e perseverança”, lembrou Jorge Mario Bergoglio aos religiosos sul-coreanos.

Depois, o papa Francisco se encontrou com 150 representantes laicos da Igreja Católica sul-coreana, tendo-os desafiado a “ir mais além”, a ajudar os pobres e a se esforçarem para que todas as pessoas possam ter a “dignidade de ganhar o pão e manter as suas famílias”.

Em seu discurso, ele falou “do matrimônio” nos tempos atuais, qualificando o presente como “uma época de grande crise para a vida familiar”.

(Agência Brasil)

Ataques norte-americanos matam 23 islamitas no norte do Iraque

Pelo menos 23 combatentes da organização Estado Islâmico (EI) morreram neste sábado (16) devido aos bombardeios aéreos norte-americanos e ataques de tropas curdas, próximos de Mossul, no norte do Iraque, disse o general curdo Abdelrahman Kurini.

Desde as primeiras horas deste sábado, aviões militares norte-americanos apoiam os “peshmergas”, que lutam para recuperar o controle da barragem de Mossul, em mãos dos rebeldes islamitas desde o dia 8.

O general curdo garantiu que há informações dos serviços secretos que confirmam que um grande número de islamitas fugiu para Talafar, localidade a 70 quilômetros a oeste de Mossul, devido aos bombardeios dos Estados Unidos a posições do EI na região.

O EI controla Mossul, a segunda cidade do Iraque, desde o último dia 10 de junho, e luta no norte do país para ampliar o seu autoproclamado “califado”.

(Agência Brasil)

Preço do estacionamento da rodoviária tem aumento de 833%

67 2

Professores que trabalham no interior do Ceará reclamam para o Blog do abusivo aumento no preço do estacionamento do Terminal Rodoviário Engenheiro João Thomé, que chegou a 833%.

Segundo os professores, eles costumavam deixar seus veículos no estacionamento, enquanto se deslocavam de ônibus para outros municípios. Ao retornarem, era cobrado o preço de R$ 6, pela diária. Atualmente, o preço é de R$ 28,80 por 12 horas.

Servidores do IFCE podem voltar à jornada de 40 horas

69 4

Servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) estão apreensivos com a ameaça à jornada de trabalho de 30 horas dos técnico-administrativos da instituição. A ameaça a esse direito vem sendo denunciada pelo Sindicato dos Servidores do IFCE (SINDSIFCE) e está colocada de modo concreto pela Reitoria do Instituto, que marcou para segunda-feira (18), a partir das 10 horas, no Auditório Castelo Branco, do Campus Fortaleza (Av. 13 de Maio, 2081, Benfica), uma reunião para discutir o tema com diretores dos campi e responsáveis pelos setores de Recursos Humanos.

Conforme o Sindicato vem alertando, o direito dos servidores à jornada de 30 horas, uma conquista dos técnico-administrativos que tem implicação direta na qualidade das atividades do Instituto e na qualidade de vida dos servidores, está seriamente ameaçado. Os servidores temem que a Reitoria promova o retorno da jornada de 40 horas, o que prejudicaria os profissionais que desempenham outras atividades no contraturno e passariam a ter menos tempo para formação, capacitação, cuidados com a família e com a saúde.

“A Lei 8.112/1990, do regime jurídico único dos servidores civis, diz que a jornada de trabalho deve ser de no mínimo seis horas – e isso é bem claro no artigo 19 – e de no máximo oito horas por dia. Quer dizer, constitucionalmente e legalmente, é possível a jornada de 30 horas”, destacou o advogado Clóvis Renato Costa, especialista em legislação trabalhista.

“Os servidores vão participar da reunião para se manifestar e deixar bem clara a posição contra a retirada desse direito dos trabalhadores do IFCE”, ressalta Diego Gadelha, integrante da Diretoria Colegiada do SINDSIFCE.

(SINDSIFCE)

Estatística de homicídios some do site da SSPDS

113 5

Dados dos números de homicídios no Ceará deixaram de ser fornecidos no site da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Ao ser acessado, o link “Crimes Violentos Letais Intencionais –CVLI – (Homicídio Doloso, Latrocínio e Lesão Corporal seguida de morte)”, o internauta é conduzido aos números de apreensões de drogas.

Há cerca de dois anos, o site havia deixado de publicar o relatório das ocorrências diárias, ao alegar que a página da SSPDS passava por manutenção. A divulgação dos dados é uma obrigação do Estado.

Técnicos norte-americanos ajudam nas investigações do acidente em Santos

Já está no Brasil o chefe de segurança aérea da National Transportation Safety Board (NTSB), Tim Monville, para participar das investigações sobre o acidente aéreo que matou, na quarta-feira (13), em Santos (SP), o candidato à Presidência da República, Eduardo Campos (PSB). Como o acidente envolve uma aeronave norte-americana, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) teve de acionar a NTSB, autoridade norte-americana responsável por investigar acidentes aéreos, conforme prevê a Organização Internacional da Aviação Civil.

Monville ajudará os técnicos do Cenipa e da empresa fabricante da aeronave, Cessna Aircraft Company, a elucidar o acidente que resultou na morte de Campos e outras seis pessoas. Nessa sexta-feira (15), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que a aeronave estava com a Inspeção Anual de Manutenção e o Certificado de Aeronavegabilidade válidos e que a última verificação anual completa das manutenções foi executada em fevereiro deste ano.

Ainda segundo a Anac, a aeronave em que viajava o candidato do PSB não poderia decolar sem o gravador de voz ativado, e que, embora não seja um item de segurança, o equipamento deve ser obrigatoriamente checado pelo comandante antes do início do taxiamento, conforme manual de operação do fabricante da aeronave.

(Agência Brasil)

Cid e Ciro intensificam participação em campanha de Camilo

90 4

foto cid e ciro

O governador Cid Gomes e o secretário da Saúde do Estado, Ciro Gomes, iniciam a partir da segunda-feira (18) uma série de seminários regionais para discutir questões relevantes do Estado e os projetos de Camilo Santana (governador) e Mauro Filho (senador), da coligação “Para o Ceará Seguir Mudando”.

O primeiro encontro acontece em Maracanaú, a partir das 18h30min. Depois a programação segue para Crateús e Russas.

Cid Gomes e Ciro Gomes comandarão os seminários regionais com a participação de prefeitos, vice-prefeitos, ex-prefeitos, parlamentares, lideranças políticas e representantes da sociedade civil.

Coligação “Ceará de Todos” restringe participação de candidatos em debates

Em nota enviada ao Blog, a coligação “Ceará de Todos” (PMDB – PSC – DEM – PSDC – PRP – PSDB – PR – PTN – PPS) informa que seus candidatos ao governo do Estado, Senado, Câmara Federal e Assembleia Legislativa estão restritos à participação em debates promovidos pela mídia. Confira:

Em respeito ao grande número de convites para debates em veículos de comunicação, em entidades de classe, organizações sociais e religiosas, na Capital e no interior do Estado, a coligação viu-se diante da necessidade de adotar critérios de participação recomendados pela Assessoria de Comunicação.

Desde o início do processo eleitoral, a coligação definiu-se por ouvir a população para fazer uma campanha onde seus candidatos dialoguem pessoalmente com todos os segmentos sociais, apresentem suas propostas e recebam sugestões. É uma postura que exige disponibilidade de agenda.

Desta forma, para não despertar eventual constrangimento a nenhum signatário dos convites recebidos, os candidatos participarão de debates organizados por emissoras de TVs abertas, chamadas de “cabeça de rede”, e transmitidas para grande número de municípios.

A coligação de Ceará de Todos acredita que apresentar suas propostas de forma aberta, transparente e simultânea ao maior número de eleitores possível é uma maneira democrática de se submeter ao direito de opinião da maioria.

Agora Obama nega seu maior orgulho

Em artigo no O POVO deste sábado (16), o jornalista Bruno Pontes avalia a contraditória postura de Obama com relação ao Iraque. Confira:

De acordo com certo credo pacifista, se baixarmos as armas nossos inimigos baixarão as deles também e a paz será estabelecida. Em 2008, Barack Obama cativou todas as pessoas esclarecidas do mundo ao anunciar repetidas vezes que se fosse eleito retiraria as tropas americanas do Iraque. Naquela época, o presidente Bush trabalhava para manter parte delas lá por tempo indeterminado. Obama dava até prazo: prometia a retirada total dentro de 16 meses a partir de sua posse.

O setor inteligente da sociedade global não tinha dúvida: o candidato democrata fora enviado pelo deus Progresso para fazer o que era certo nos Estados Unidos, no Oriente Médio e, por que não, até no Brasil. Change, change, change… Obama virou presidente e deu início à obra que reabilitaria a imagem da América. Trouxe os soldados de volta, declarou a missão no Iraque encerrada em 2011 e se gabou na campanha pela reeleição em 2012: “Pela primeira vez em nove anos, não há americanos lutando no Iraque. Eu prometi acabar com a guerra e acabei”.

Agora o mundo assiste ao massacre de cristãos e outras minorias por extremistas islâmicos que se apossaram de parte do território iraquiano. Os que não foram executados estão encurralados em montanhas, na iminência da morte ou por fome ou por tiro ou por decapitação. Antes de partir para férias na ilha de Martha’s Vineyard, Obama anunciou que autorizara ataques aéreos contra membros do tal Estado Islâmico.

Nessa mesma coletiva, tratou de contar nova história sobre a saída dos americanos do Iraque, que ao longo dos últimos três anos ele tratou como uma de suas maiores realizações. Um repórter lhe perguntou se, diante do avanço dos terroristas islâmicos e do genocídio, havia mudado de opinião sobre a retirada dos soldados. Obama respondeu que não foi decisão dele.

Na verdade, explicou, o governo iraquiano não queria as tropas lá. É desse homem que depende a sorte de milhares de potenciais vítimas do Estado Islâmico. A esperança é que Barack Obama declame algumas frases pela paz com o queixo para cima e as coisas se resolvam.