Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Centro Cultural Banco do Nordeste homenageia Bob Marley durante todo o mês

637 1

A programação de fevereiro do Centro Cultural Banco do Nordeste Fortaleza homenageia os 72 anos do nascimento do cantor Bob Marley. Neste sábado, 9, o espaço receberá o Reggae só com Elas, em que intérpretes mulheres apresentarão releituras dos maiores sucessos do ritmo jamaicano.

As cantoras cearenses Babs, vocalista da banda Soul Jah; Paula Soul; Roberta Kaya; Pamella Ximenes e Raquel Camelo comandarão o som. A iniciativa tem por objetivo apoiar e fomentar a participação de mulheres na cena do reggae na capital.

Ao longo do mês, às quartas-feiras, às 12h, o Viva Bob Marley apresentará vários artistas com homenagens ao cantor jamaicano em edições especiais do projeto Cardápio Musical. Na próxima semana, no dia 13, será a vez de Assum.

Também se apresentarão no Cardápio Musical: Júlio Jamaika, no dia 20, e Glauber Holanda, que encerra o mês de homenagens ao “rei do reggae” no dia 27. A entrada é gratuita e a classificação etária é livre em todos os eventos.

SERVIÇO

O quê? Reggae só com Elas

Quando? Dia 9, sábado, às 18h30

Onde? Centro Cultural Banco do Nordeste Fortaleza (Rua Conde d’Eu, 560 – Centro)

Classificação livre

(Centro Cultural Banco do Nordeste)

Quina tem prêmio mais atrativo que Mega-Sena neste sábado

A Quina voltou a acumular e deverá pagar neste sábado (9) um prêmio de R$ 8,8 milhões, segundo estimativa da Caixa Econômica Federal. A aposta mínima custa R$ 1,50 e pode ser feita até as 19 horas (horário de Brasília).

Os números sorteados na noite dessa sexta-feira (8) foram: 24 – 50 – 52 – 54 e 55.

Já a Mega-Sena prevê um prêmio de R$ 5,5 milhões, de acordo ainda com a Caixa. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Justiça derruba decisão que permitia à Samarco recalcular indenizações

A Justiça Federal deferiu recurso apresentado por pescadores e derrubou a liminar que autorizava a Samarco a mudar o cálculo da indenização de atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão, ocorrido de 2015 em Mariana (MG). A decisão é da desembargadora Daniele Maranhão, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1).

Ela avaliou que a alteração feria o Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC), que elenca as ações voltadas para a reparação dos danos da tragédia e define as bases para a criação da Fundação Renova, instituição responsável pela gestão das medidas listadas.

Acordado em março de 2016, o TTAC foi assinado pela Samarco, por suas acionistas Vale e BHP Billiton, pelo governo federal e pelos governos de Minas Gerais e Espíritos Santo. Na visão da desembargadora, a liminar que permitiu a mudança no cálculo das indenizações revisa acordo homologado, o que segundo ela não encontra amparo no ordenamento jurídico brasileiro.

“A decisão judicial combatida resulta em descrença no processo de autocomposição, fragiliza a confiança das partes para a construção de soluções consensuais e traz insegurança jurídica aos impactados pela tragédia”, escreveu a desembargadora.

(Agência Brasil)

Os governadores e a pajelança previdenciária

Da Coluna Eliomar de Lima. no O POVO deste sábado (9):

Os governadores vão se reunir em Brasília, no próximo dia 20, quando ouvirão a proposta da reforma da Previdência da boca do próprio ministro da Economia, Paulo Guedes.

Foi o que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), repassou para Camilo Santana. Mas, até lá, ele continuará conversando com os governadores sobre o mote da reforma, procurando incluir para essa data algumas pautas do interesse dos estados.

Camilo, que recebeu Maia no Palácio da Abolição, quinta-feira à noite, informou que a bancada cearense vai se reunir dia 19, no escritório de representação do governo, em Brasília.

Mauro Filho, deputado federal do PDT, participante da conversa entre Maia e Camilo, deverá expor nessa ocasião mais detalhes sobre a reforma. Aliás, Mauro garantiu para Maia que 20 dos 28 parlamentares do PDT estão dispostos a apoiar a reforma, desde que ela inclua propostas do então candidato Ciro Gomes.

Outra: Maia deixou claro no encontro que quer o parlamentar pedetista presidindo a Comissão Especial da Reforma da Previdência. A meta do presidente da Câmara é, até junho, passar a régua e fechar essa conta.

Hospital da Mulher poderá ser administrado por Organização Social da Saúde

1141 1

O Hospital e maternidade Dra. Zilda Arns, referência no atendimento e assistência exclusiva à mulher, em Fortaleza, poderá ser administrado por uma Organização Social da Saúde (OSS). Diferente das demais unidades de saúde do Estado do Ceará que são geridas pelo Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH), o “Hospital da Mulher” será regulado por uma OSS de outro estado do país.

Diante da notícia que tramita desde dezembro do ano passado, o deputado estadual Renato Roseno (PSOL) requereu uma reunião para entender o procedimento adotado pela Prefeitura de Fortaleza. A solicitação foi atendida e, na tarde dessa sexta-feira (8), o médico Daniel Holanda, diretor da unidade hospitalar, recebeu o parlamentar, sindicalistas e membros do conselho de saúde local.

Roseno questionou a possível mudança, já que o hospital segue uma organização no atendimento e tem apresentado melhoria na atividade e gestão. O diretor lamentou a decisão da Secretaria de Saúde do Município e disse que só foi comunicado em janeiro. Mesmo com a notificação oficial tardia aos diretores, o cronograma de licitação já está pronto, aguardando apenas uma mudança na Lei 10.029/ 2013 – que flexibilizará a contratação da nova organização.

Representando a Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social – Fenaps, a diretora Carmem Marques criticou o atual funcionamento dos mecanismos de controle das organizações sociais no Ceará e de outros estados. “A saúde e a educação são de responsabilidade dos governos. A população merece respeito.”, disparou.

“Vejo com muita preocupação essa transferência da administração pública para uma organização social. Noto que não há qualquer justificativa, pois nos últimos dois anos houve um incremento na produtividade e capacidade de atendimento deste hospital, tornando-se referência de excelência junto à comunidade”, disse Roseno.

Uma nova reunião ficou marcada para a segunda-feira (11), iniciativa do Conselho de Saúde local. O encontro feverá aprofundar a discussão junto à sociedade civil organizada. O parlamentar disponibilizou a assessoria jurídica do gabinete para acompanhar o desenrolar do processo que poderá ser votado na Câmara Municipal até o próximo mês.

(Foto: Divulgação)

Brumadinho abre concurso para reforçar área de saúde

A prefeitura de Brumadinho está com edital aberto para contratação de profissionais para as secretarias de Saúde e de Desenvolvimento Social do município. São 132 vagas temporárias para médicos, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais e agentes de combate a endemias, além de pessoal administrativo e operacional. As inscrições vão até segunda-feira (11).

De acordo com nota divulgada pela Vale, os custos das contratações serão de responsabilidade da mineradora, que também arcará com os gastos de logística e do trabalho das esquipes. “Ao todo, serão repassados R$ 3,23 milhões à administração municipal”, informou a Vale.

O objetivo do processo seletivo é reforçar o atendimento dos atingidos pelo rompimento da barragem de rejeitos da mineradora na Mina Córrego do Feijão. Segundo os dados mais recentes, já são 157 mortos e 182 pessoas permanecem desaparecidas.

Os profissionais atuarão, inicialmente, por um período de seis meses. O prazo poderá ser estendido uma única vez, por igual período, caso se avalie a necessidade. Os salários variam de acordo com o cargo e vão de R$ 1.018 a R$ 16.280.

Além dos 132 selecionados pelo concurso, 10 profissionais serão contratados para ocupar cargos de coordenação. Após a conclusão do concurso, os aprovados vão substituir progressivamente integrantes das equipes de saúde que foram disponibilizadas pela Vale após o rompimento da barragem. Segundo a Vale, o Ministério Público de Minas Gerais, a Defensoria Pública do estado, a Defensoria Pública da União e o Movimento de Atingidos por Barragens (MAB) também participaram do acordo firmado com o município.

(Agência Brasil)

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado

O número de linhas de telefone celular teve uma queda de 7,2 milhões no ano passado. Os dados foram divulgados hoje (8) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O país fechou 2018 com 229 milhões de dispositivos móveis, 3% a menos do que em 2017, quando havia 236,4 milhões de acessos móveis no país.

As estatísticas da Anatel levam em conta as linhas, também conhecidas popularmente como chips, e não os aparelhos. Assim, é possível haver menos celulares do que acessos, uma vez que usuários podem ativar mais de um chip por smartphone.

No recorte entre pré e pós-pago, a primeira modalidade perdeu espaço. Entre 2017 e 2018 o número de acessos contratados previamente caiu de 148,5 milhões (62,8%) para 129,5 milhões (56,5%). Já os pós-pagos subiram, no mesmo período, de 87,9 milhões (37,2%) para 99,6 milhões (43,5%).

Em 2015, os acessos pré-pagos ultrapassavam o índice de 70% da base móvel. Desde então, essa proporção vem caindo em favor dos contratos pós-pagos, que já passaram dos 40%.

Um dos fatores para essa tendência, segundo a Anatel, foi a redução das tarifas de interconexão (o custo que uma operadora paga para completar uma chamada com um aparelho de outra empresa). Com o barateamento das ligações para companhias distintas, a demanda para manter chips de diferentes firmas diminuiu, refletindo no número geral.

Mercado

Na participação de mercado, a Vivo terminou como líder, com 73,1 milhões de acessos (32% da base). Em segundo lugar, veio a Claro, com 56,4 milhões de clientes neste serviço (24,61% do mercado). A Tim fechou o ano com 55,9 milhões de linhas ativas (24,39% do total) e a Oi, com 37,7 milhões de acessos (16,44% de participação).

Já na distribuição por tecnologia, a prevalência foi do 4G, que hoje já é a base técnica de 56,6% dos acessos, cerca de 129 milhões. Somente em 2018, foram contratadas 27,6 milhões de novas linhas nesta modalidade. O 3G, com capacidade e velocidade menores, ainda é popular no país, sendo o padrão em 23,8% das linhas, o equivalente a 54,7 milhões. Do total, quase 20 milhões de acessos móveis são de conexões entre máquinas, e não entre pessoas.

(Agência Brasil)

Valim diz que candidato governista à Prefeitura de Fortaleza deverá sair da Assembleia Legislativa

595 5

Para o deputado estadual Vitor Valim (Pros), o candidato governista à Prefeitura de Fortaleza, nas eleições do próximo ano, deverá sair da Assembleia Legislativa.

Valim apontou o atual presidente da Casa, deputado José Sarto, como o provável nome, mas apontou ainda os deputados Queiroz Filho e Salmito, ambos do PDT, como prováveis nomes.

Vitor Valim é do mesmo partido do deputado federal Capitão Wagner, que deverá disputar o Paço Municipal no próximo ano.

(Fotos: Arquivo)

Maia: Mudança em Previdência de militar vai tramitar junto com reforma

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje (8), na capital paulista, que as mudanças nas regras previdenciárias dos militares irão tramitar junto com a reforma do sistema previdenciário geral. “É um numa semana, outro na outra ou na mesma semana”, declarou após participar de reunião com o governador João Doria, mas sem dar detalhes sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) em relação ao regime geral.

Maia reafirmou ainda a intenção de concluir a votação da reforma até junho deste ano. “Se o governo avançar com uma base sólida no Congresso, como foi no governo passado, chega em plenário na segunda semana de maio”, estimou.

O deputado disse que dará continuidade na próxima semana a agendas com governadores para dialogar sobre as mudanças na Previdência. Ele destacou que já conversou com Camilo Santana (CE) ontem (7) e que pretende visitar os governadores Wellington Dias (MA), Paulo Câmara (PE), Rui Costa (BA), Mauro Mendes (MT), Ronaldo Caiado (GO) e Reinaldo Azambuja (MS). “Para que a gente possa ter uma opinião de todos os campos”, disse, listando governadores do PT, PCdoB, PSDB, PSB e DEM.

O presidente da Câmara apontou que os vazamentos de partes da provável proposta a ser enviada pelo governo podem “contaminar” a discussão. “Às vezes se cria uma comunicação errada sobre temas que podem não existir e podem contaminar a votação da matéria, como aconteceu muitas vezes no processo de votação da Previdência do governo Michel Temer”, avaliou.

Maia reafirmou que o Projeto de Lei Anticrime, apresentado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, tramitará paralelamente à reforma da Previdência, mas as mudanças na aposentadoria devem ir a plenário antes. “Não tira do outro a possibilidade do debate, da tramitação, um vem por projeto e outro por emenda constitucional. Mas são projetos importantes que espero que a Câmara tenha discutido os dois e aprovado a Previdência até junho e depois a possibilidade de avançar com outro projeto no plenário, já tendo terminado com debate nas comissões temáticas”, declarou.

(Agência Brasil)

Senadores participam da mobilização pela permanência da Força Nacional no Estado

Ao anunciar nesta manhã a permanência da Força Nacional no Ceará por mais 30 dias, o ministro Sérgio Moro concluiu as conversações em torno da manutenção do reforço dos 420 homens no Estado, que durante a semana envolveram, além do secretário nacional de Segurança, General Guilherme Teófilo, o governador Camilo Santana e os senadores Tasso Jereissati, Eduardo Girão e Cid Gomes.

Após anunciado pelo Governo Federal, na terça-feira (5), a decisão de se reduzir de forma gradual o número de policias da Força Nacional no Estado, os senadores mantiveram contato com Guilherme Theophilo e ponderaram acerca da possibilidade de prorrogação por mais um mês a presenças dos 420 homens no Estado. A solicitação, então, foi apresentada ao Ministro, que decidiu pela permanência.

Há duas semanas, os senadores Tasso Jereissati e Eduardo Girão haviam se colocado à disposição do governador Camilo Santana, em reunião no Palácio da Abolição, quando debateram a crise na segurança pública no Estado.

Detalhe 1 – Após a chegada do reforço, o estado do Ceará registrou uma queda nos atos de violência e no número de homicídios.

Detalhe 2 – Além do Ceará, homens da Força Nacional estão atuando em Brumadinho/MG.

Detalhe 3– O Estado do Pará também está solicitando reforço da Força Nacional para o Estado.

(Fotos: Arquivo)

Flamengo divulga lista com nomes dos atletas mortos em incêndio

O Flamengo divulgou a lista dos dez atletas mortos no incêndio no alojamento do Centro de Treinamento George Helal, conhecido como Ninho do Urubu, ocorrido na madrugada de hoje (8). Na hora do incêndio, 26 atletas dormiam no alojamento. Três ficaram feridos e 13 conseguiram escapar.

Veja a lista:

Arthur Vinícius Barros da Silva Freitas, 14 anos. Zagueiro, de Volta Redonda (RJ). Faria 15 anos amanhã.

Athila Paixão, 14 anos. Atacante, de Lagartos (SE).

Bernardo Pisetta, 15 anos. Goleiro, de Indaial (SC)

Christian Esmério, 15 anos Goleiro, Rio de Janeiro

Jorge Eduardo Santos, 15 anos. Lateral esquerdo, de Além Paraíba (MG)

Pablo Henrique da Silva Matos, 14 anos. Zagueiro, de Belo Horizonte (MG)

Vitor Isaías, 14 anos. Atacante, de Florianópolis (SC)

Samuel Thomas Rosa, 15 anos. Lateral direito, de São João de Meriti (RJ)

Rykelmo Des Souza Viana, 17 anos. Volante, de Limeira (SP)

Gedson Santos, 14 anos. Atacante, de Itararé (SP)

(Agência Brasil)

Deputado Julinho será o novo líder do Governo

432 1

Nem parlamentar do PT, nem do PDT.

O novo líder do Governo na Assembleia Legislativa será o deputado Julinho César (PPS). Ele havia informado para o Blog, nesta sexta-feira, que aceitará o convite, até por ter sido vice-líder na última legislatura.

O convite foi feito pelo governador Camilo Santana (PT), segundo fonte oficial do Palácio da Abolição. Ocorre no dia em que o petista Elmano de Freitas, que era cotado para líder, acabou assumindo a condição de líder da bancada do PT.

(Foto – ALCE)

Ministro da Saúde defende educação sexual nas escolas

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, defendeu hoje (8) a educação sexual nas escolas. “Acho que tem que fazer, não dá para não fazer”, disse à Agência Brasil. A pergunta foi feita após cerimônia de assinatura de parceria entre ministérios para prevenção da gravidez na adolescência.

Segundo o Ministério da Saúde, a taxa de gravidez na adolescência no Brasil é de cerca de 56 adolescentes a cada grupo de 1 mil. Número maior que a taxa internacional, que é de cerca de 49 a cada 1 mil. Segundo a pasta, embora esse número esteja alto, houve, entre 2010 e 2017, redução de 13% de bebês de mães adolescentes. Meninas negras representam a maior proporção entre essas mães: 19,7% pardas e 15,3% pretas, seguindo a classificação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para o ministro da Saúde, a educação tem um papel importante na redução desses indicadores. Ele disse que a gravidez está relacionada ao abandono escolar, que, por sua vez, leva a um aumento da mortalidade infantil. “A evasão escolar é problema para a saúde pública”, disse.

Saúde na Escola

Também presente na cerimônia, o ministro da Educação, Ricardo Vélez, disse que o programa Saúde na Escola poderá ser atualizado. “No contexto do Ministério da Educação, temos as pautas de formação, de educação de nossos adolescentes, [que] serão mantidas. No entanto, no contexto desse acordo, veremos o que será necessário atualizar. No momento ficam as pautas conforme estão estabelecidas e, em diálogo, sobretudo, com as famílias”.

Vélez acrescentou que serão levados em consideração “novas demandas da sociedade e novos conhecimentos científicos que sempre estão aparecendo”.

O Programa Saúde na Escola foi instituído em 2007 com o objetivo de levar às escolas públicas ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, para enfrentar vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens. Entre as ações do programa estão a promoção da saúde sexual e da saúde reprodutiva, em conformidade com os princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde.

Parceria

Hoje (8), os Ministérios da Saúde, da Mulher, Família e Direitos Humanos, da Educação e da Cidadania assinaram parceria para traçar ações conjuntas até 2022 para reduzir a gravidez precoce.

Dentre os objetivos estão promover apoio profissional qualificado em prevenção à gravidez na adolescência, ampliar e qualificar o acesso da população adolescente aos serviços de atenção básica, fomentar ações educativas voltadas para adolescentes, famílias, sociedade civil e toda a comunidade. Além disso, estão entre os objetivos disseminar informações sobre o cenário brasileiro de gravidez na adolescência e avaliações que gerem evidências de melhores práticas para subsidiar o aperfeiçoamento das ações públicas sobre o tema.

A carta de compromisso foi assinada no âmbito da Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência, estipulada do dia 1º de fevereiro até esta sexta-feira. A semana foi instituída pela Lei 13.798/2019, uma das primeiras sancionadas pelo presidente Jair Bolsonaro.

(Agência Brasil)

Leônidas Cristino critica ameaças de trevas na cultura


Leônidas Cristino critica ameaças de trevas no horizonte da cultura

Tenebrosos tempos em que a cultura é menosprezada e a arte, refinamento da sensibilidade humana, vista com desconfiança. Este foi o comentário do deputado federal Leônidas Cristino (PDT), ao ver  postagem do presidente Jair Bolsonaro no Twitter em que critica os programas da Petrobras de apoio à cultura.

Leônidas Cristino observou que este governo extinguiu o Ministério da Cultura, relegou o setor a mera secretaria do Ministério da Educação. Não satisfeito, agora ameaça de corte uma das mais relevantes ações de responsabilidade social da empresa petrolífera nacional. Se a cultura é colocada sob suspeita, que se oferece para preencher este vácuo? – indaga o deputado. É o império da mediocridade – ele responde.

Eduardo Girão: “Uma vitória do povo contra a corrupção”

233 1

Com o título “Uma vitória do povo contra a corrupção”, eis artigo do senador Eduardo Girão (Podemos). Ele destaca as eleições no Senado e apregoa o fim do voto secreto. Confira:

Em junho passado, uma pesquisa apontou que os cearenses estavam mais interessados nas eleições de outubro do que na Copa do Mundo. Uma evidência forte de que o brasileiro está politicamente mobilizado, não aceita papel de coadjuvante, sendo protagonista da construção de um Brasil mais ético e próspero.

Foi assim nas sessões para eleição da presidência do Senado. O engajamento da população foi determinante para uma das maiores vitórias da história da Nova República: a velha política bateu em retirada do Plenário e finalmente rompeu-se a continuidade do poder de um único partido há quase duas décadas.

Sintonizados com o desejo popular, iniciamos uma campanha intensa pelo voto aberto antes mesmo da nossa posse, visitando gabinetes para colher assinaturas dos parlamentares. Até o início da primeira sessão, 48 colegas haviam assinado o documento. O número ganhou ainda mais duas adesões no Plenário. A transparência venceu por 50 x 2.

Antes e durante esse pleito histórico, sentíamos que o povo estava conosco de mãos dadas, nos impulsionando e nos fortalecendo para que não nos abatêssemos com reveses, como a decisão estranha do STF, na calada da noite, desafiando a soberania do Senado quando desfez nossa decisão pro voto aberto. Sem contar as tentativas de intimidação com ameaças, através de um documento vazado na imprensa, de cassação de mandato dos parlamentares que exibissem o voto. Imediatamente, me rebelei dizendo para o Brasil inteiro, direto dos microfones do Plenário, que iria mostrar meu voto, sim, e que se tivesse o mandato cassado por isso, me sentiria muito honrado. Foi uma grande graça ver que outros colegas também não se amedrontaram e fizeram o que tinha que ser feito.

Nesta conquista do novo Senado, uma verdadeira disputa entre Davi e Golias, o povo brasileiro merece o brio de quem venceu uma batalha em nome da necessária alternância de poder, com esperança de um Legislativo limpo, às claras.

Para não retrocedermos, é preciso aprovar com urgência o Projeto de Resolução (PRS) do senador Lasier Martins que acaba definitivamente com o voto secreto. Eu fui o segundo a assinar, logo após o autor, e acredito que venceremos novamente, pois, como dizia Martin Luther King, “para que o mal triunfe, basta que os bons cruzem os braços”. Não cruzaremos! Paz e bem.

*Eduardo Girão,

Senador do Podemos do Ceará.

Paulo Guedes volta a defender privatizações porque “a velha política morreu”

213 1

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a defender hoje (8) o processo de privatização de estatais vinculadas ao governo federal. Em palestra na sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), sobre a desestatização do setor elétrico, Guedes disse as estatais não serão usadas para manter “uma forma equivocada de fazer política”.

“Nós temos que pensar também que a velha política morreu. Nós não sabemos ainda qual é a nova, mas essa morreu. As estatais não vão mais alimentar uma forma equivocada de fazer política, esse excesso de gasto do governo que corrompeu a democracia e travou o crescimento da economia,” argumentou.

Ao participar do seminário Desestatizações no Setor Elétrico: Distribuidoras Federalizadas, o Papel do BNDES e Parceiros Institucionais, Guedes disse que o processo de privatização das distribuidoras da Eletrobras, levado a cabo no fim do ano passado, é um excelente exemplo que deve servir de referência para os próximos programas de privatizações.

Depois de ressaltar que as estatais não vão mais alimentar essa fórmula equivocada, que vigorou até recentemente, de fazer política, o ministro disse que esse modelo atrasou o crescimento do país. “E a própria classe política já percebeu esse equívoco. E lá tem muita gente boa, gente séria, mas também tem gente que quer fazer bagunça”, afirmou Guedes.

Segundo o ministro da Economia, as empresas estatais são “um ninho de corrupção, e não servem para nada”. Na palestra, Gudes afirmou que a princípio era favorável à privatização de todas as estatais, mas que o presidente Jair Bolsonaro e os militares defendem a manutenção de algumas delas.

Reforma da Previdência

O ministro da Economia também defendeu a reforma da Previdência, a principal pauta econômica do governo. “Se formos analisar as contas hoje, o principal gasto é com a Previdência. Quebraram nossa Previdência num sistema de repartição condenado porque, antes do Brasil envelhecer, o sistema já deu sinais de colapso. Então, tem que fazer uma reforma.”

Segundo Guedes, o Estado está gastando muito com o sistema previdenciário, “que vai quebrar, que é uma fábrica de desigualdade, promove privilégios, transfere renda de pobre para quem tem mais recursos. O ministro criticou os gastos do país com a dívida púbica, que, para ele, possibilitaria a reconstrução de uma Europa por ano.

“É a segunda grande despesa pública: o Brasil reconstrói uma Europa por ano só pagando juros sobre a dívida interna. Não é razoável, tem que fazer uma operação de salvamento”, afirmou.

Como terceiro grande gasto do governo federal, Guedes citou a própria máquina pública do governo. “Dentro dessa máquina, uma série de empresas estatais que não têm mais capacidade de investimento. Não têm mais recursos para investir, estão quebradas financeiramente, perdendo dinheiro, gerando dívida, às vezes ninhos de corrupção, empreguismo. Não investe e não deixa ninguém investir”, afirmou.

Para o ministro, esse modelo se esgotou. “Vamos ter que passar o filme ao contrário. Vamos ter que segurar gastos por alguns anos, e eu gostaria que fossem algumas décadas. Você não precisa cortar [custos], é só não deixar crescer. Não precisa ser traumático, é só exercer o controle.”

(Agência Brasil/Foto – AFP)

Deputado do Bolsonaro ganhará a Medalha Boticário Ferreira

333 1


Heitor Freire e o vereador Marcelo Lemos.

O deputado federal Heitor Freire (PSL) receberá, ás 19 horas da próxima segunda-feira, a Medalha Boticário Ferreira. A honraria atende a um requerimento do vereador Marcelo Lemos (PSL), que justificou o porquê da homenagem:

“Heitor Freire é um homem que sempre contribuiu com nosso Ceará Primeiro como empresário de sucesso e agora como representante do nosso estado e do nosso partido na Câmara de Deputados. O Heitor sempre olhou para a justiça social”.

(Foto – PSL)

Jogos terão um minuto de silêncio em homenagem a vítimas do incêndio

184 1

Todas as partidas organizadas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) terão, na próxima rodada, um minuto de silêncio como gesto de homenagem às vítimas do incêndio ocorrido no Centro de Treinamento do Flamengo, na madrugada de hoje (8). A tragédia deixou dez jovens mortos e três feridos.

Os sobreviventes são Jonathan Cruz Ventura, de 15 anos, que está em estado gravíssimo; Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos; e Francisco Diogo Bento Alves, de 15 anos.

Também em sinal de memória aos atletas, comunicou a CBF, a Seleção Brasileira Sub 20 entrará em campo, na rodada final do Sul-Americano da categoria, com uniformes contendo a cor preta, representando luto. Além disso, as bandeiras da sede da entidade serão mantidas a meio-mastro, durante o luto oficial, de três dias, decretado pelas autoridades.

Na nota, a CBF escreve ainda que a perda dos atletas é “imensurável”.

“A tragédia causada pelo incêndio no Centro de Treinamentos do Clube de Regatas do Flamengo atinge, profundamente, a todos no futebol brasileiro. A perda é imensurável. Todas as vítimas são pessoas que investiram suas vidas e esperanças no futebol. Cada uma dessas vidas é preciosa e insubstituível. O futebol brasileiro está de luto. A CBF se une em solidariedade e orações às famílias das vítimas e ao Flamengo, neste momento de enorme tristeza. Que todos tenham muita força para ultrapassar este momento trágico, que interrompeu sonhos de protagonismo nos gramados e fora deles”, diz a entidade na mensagem.

(Agência Brasil)