Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

CPI da Petrobras terá reunião para apreciar pedidos de informações

A CPI da Petrobras se reúne na quarta-feira (13) para a apreciação de seis requerimentos, todos para solicitar cópias de documentos a órgãos públicos.. A maioria dos pedidos é de autoria do relator, senador José Pimentel.

Três dos pedidos são de dados relacionados à compra da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA). Foram as denúncias de irregularidades na compra dessa refinaria que deram início às tentativas de criação da CPI. Os pedidos, dos senadores Aníbal e José Pimentel (PT-CE), são para o Tribunal de Contas da União (TCU) e para a Controladoria-Geral da União (CGU).

Outro requerimento, também do relator, é para que o TCU envie cópia de auditorias, tomadas de contas e outros processos relativos à segurança nas plataformas. O mesmo pedido será feito à CGU caso outro requerimento seja aprovado.

O outro requerimento na pauta é para que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) forneça cópias do relatório final e das atas, notas taquigráficas e demais documento das comissões permanentes, temporárias ou de inquérito que investigaram o acidente na Plataforma P-36. O acidente, ocorrido em 2001, deixou 11 pessoas mortas.

(Agência Senado)

Eliane diz que cobrará a conclusão do metrô de Fortaleza

84 3

eleições 2014 psb 0809 rodoviária

“Em nosso governo, a mobilidade urbana e integração dos modais estarão na pauta do dia. Temos que resolver de vez, juntamente com o governo federal, a questão do metrô de Fortaleza, uma obra importantíssima e que se arrasta por anos sem uma resolução no horizonte”.

O desabafo é da candidata do PSB ao governo do Ceará, Eliane Novais, neste sábado (9), durante visita à rodoviária João Thomé, no bairro de Fátima. A candidata também comentou a questão das estradas estaduais e o direito de ir e vir dos cearenses.

“O programa Estrada Boa precisa ser levado mais a sério. A segurança nas estradas é fundamental para milhares de trabalhadores do Ceará. Andamos pelo interior e podemos perceber que a coisa anda bem longe do ideal”, observou.

(foto: Divulgação)

Caixa Cultural promove curso gratuito com contadora de histórias Laura Delgado

foto laura delgado histórias contação

A Caixa Cultural Fortaleza promove, de 12 a 17 de agosto, o curso “Aprendendo a Contar Histórias”, com a contadora de histórias mineira Laura Delgado. O curso é destinado a jovens, adultos, professores e interessados na arte de contar histórias. Serão duas oficinas ministradas pela instrutora Laura Delgado, que possui mais de 30 anos de experiência na área.

A busca por um conhecimento mais profundo sobre a contação de história, e seus efeitos como facilitadora no processo de ensino e aprendizagem é o tema central do curso, que terá certificado de conclusão para os participantes.

As oficinas ocorrerão em duas turmas: uma no turno da manhã – das 9h às 12h – e outra no turno da tarde – das 14h às 17h – de terça a sábado. Informações na Caixa Cultural Fortaleza (Av. Pessoa Anta, 287 – Praia de Iracema) ou pelo telefone (85) 3453 2770.

(Caixa Cultural Fortaleza)

Sinal fechado

78 4

Em artigo no O POVO deste sábado (9), o médico, antropólogo e professor universitário Antonio Mourão Cavalcante faz uma crítica a candidatos que se mostram íntimos de eleitores em seus slogans. Confira:

O sinal demora muito a abrir. Temos que esperar, com boa vontade, que os carros possam fluir. O trânsito é lento. Quase parado. Era esse o resultado do que sonhávamos ser o progresso? Na minha frente, o vidro traseiro de um carrão 4 x4, branco, mostra um imenso adesivo. Um senhor bem vestido e penteado abre um largo sorriso: é candidato. Tem um número de quatro dígitos e, abaixo da foto, uma frase slogan: seu amigo de sempre.

Não sei de quem se trata. Nunca o vi mais gordo ou mais magro. Nem mais calvo ou cabeludo. Mas, o homem diz que é teu amigo de sempre, cara? Será que fomos colegas de colégio? Será que ele é registrado na OAB ou Conselho Regional de Medicina? Não sei. Apenas que é simpático e tem um largo sorriso. Photoshop opera milagres. Mas, como o trânsito não anda, começo a me aborrecer com esse ente sorridente. Deveria era fazer propaganda de pasta dental. Dentadura perfeita ou é uma prótese? Rico faz implante…

Soube depois que quatro dígitos é número para deputado federal. Então, o “amigo” quer ser deputado federal. De novo ou novo no lance? Duvido que algum cearense saiba nominar, pelo menos, dez dos nossos deputados federais… Ou mesmo dizer, quantos são?

O candidato em causa, não deve ser do PT, senão o adesivo seria todo vermelho. Teria vermelho. Você não sabe, cara, o PT no Ceará resolveu encarar outras cores. É laranja. É róseo. Branco. Combina com qualquer cor. O verde era do PV, agora apropriado pelo PMDB… No caso aqui, do “amigo”, existem faixas de cores diferentes. Parece camisa de seleção de país africano. Multicolorida. Igualmente, ele não declara com qual grupo político está identificado. Nem é da situação. Nem é da oposição. Isso ele define depois de eleito. Mais prático.

Também não diz quem seria seu candidato ao Senado e – pasmem! – nem a Governador do Estado e presidente da República. O ser sorridente é um candidato livre. Multiuso. Pós-moderno. Para ele, partido político é coisa retrógrada, de capitalista reacionário ou revolucionário desnorteado. O mundo mudou. Agora nós somos clean. Buscando parcerias de resultados.

“Nem perca sua chance de ser feliz. Você pode morar perto da felicidade”…. Opa! Pensei que estava lendo outro cartaz político. Mas, desta feita a proposta é de uma imobiliária. De um mundo igualmente mágico e sedutor.

Finalmente, os carros põem-se em movimento. O “amigo de sempre” sai por aí, distribuindo um sorriso aberto pela cidade. E eu fico me perguntando: quem é mesmo o otário nessa história?

Os presos que a incompetência liberta

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (9), pelo jornalista Érico Firmo:

Gravíssima a informação divulgada nesta semana pela juíza da 17ª vara criminal, Marlúcia de Araújo Bezerra, de que há presos sendo libertados porque a Secretaria da Justiça, órgão do Governo do Estado que gere os presídios, não os escolta até as audiências. O Estado reage e diz que o problema é que a 17ª vara não faz uso da central, instalada dentro do Fórum Clóvis Beviláqua, responsável por marcar essas audiências.

A questão é séria demais para esbarrar em questões tão comezinhas. Gente que foi presa por acusação de cometer crime é libertada sem julgamento. Vale lembrar que, muitas vezes, autoridades da segurança pública culpam o Judiciário pelo aumento da violência, diante de decisões que determinam a soltura de presos.

Além dos casos em que não se confirmou a culpa atribuída, há também muitas reclamações dos juízes e promotores de inquéritos mal feitos. Porém, também é fato que há problemas na magistratura – vide as recentíssimas denúncias de venda de liminares, feitas pelo próprio presidente do Tribunal de Justiça. Não há explicações isoladas. Uma crise da dimensão da epidemia de violência instaurada não é coisa que se construa sem a “contribuição” de vários atores.

Vamos nós – Na prática, o Estado acaba assumindo em parte o papel do Judiciário. Não é capaz de decidir pela condenação de um preso, mas atua diretamente da “soltura”, diante do fato de “negar-lhe” a ampla defesa. O caso é gravíssimo. Como forma de proteger o próprio Estado e dar uma resposta à sociedade, o Ministério Público poderia investigar que tipos de crimes e de criminosos foram beneficiados com a falta de “escolta”.

Candidatos insistem em perder votos com agressão a eleitores

111 3

foto meio ambiente 140809 eleições pça ferreira

Leitora envia para o Blog um vídeo feito na manhã deste sábado (9), na Praça do Ferreira, no Centro de Fortaleza, em que o motorista de um veículo que fazia propaganda eleitoral estacionou na paralela (teve até o cuidado de proteger o retrovisor) e soltou o som do paredão no mais alto volume.

Outros motoristas se mostraram indignados com a situação, que causou lentidão no tráfego, enquanto pedestres se afastaram do local.

Nenhuma fiscalização eleitoral, do meio ambiente ou de trânsito flagrou a infração. A penalidade ficou por conta de eleitores que juraram não votar no candidato.

Hamas garante que não fará “nenhuma concessão” a Israel

O movimento islâmico Hamas, que controla a Faixa de Gaza, garantiu neste sábado (9) que não fará “nenhuma concessão” a Israel, no momento em que prosseguem as hostilidades na região.

“Não vai haver nenhum retrocesso. A resistência vai continuar em todas as suas forças. Não vamos fazer nenhuma concessão sobre as exigências do nosso povo”, disse, em comunicado, Fawzi Barhoum, porta-voz do movimento.

O conflito, que já dura um mês, reacendeu-se depois de os mediadores terem tentado sem sucesso prolongar o cessar-fogo que terminou nessa sexta-feira (8). Israel acusou o Hamas de romper o acordo.

Desde 8 de julho, os combates entre Israel e o Hamas mataram pelo menos 1,9 mil palestinos e 67 israelenses, quase todos soldados.

Representantes do Egito, que faz a mediação das negociações, reuniram-se na noite dessa sexta-feira com uma delegação da Palestina e esperam ouvir Israel, depois do shabbatt, o dia semanal de descanso, que termina ao pôr do sol deste sábado.

(Agência Brasil)

Eunício garante que cearense terá autoestima de volta

68 2

eleições 2014 pmdb 0808 sobral

Para o candidato do PMDB ao governo do Ceará, Eunício Oliveira, o Ceará inverteu prioridades nos últimos anos, o que frustrou o sentimento da população. Segundo o peemedebista, o cearense ficou em segundo plano, diante de projetos que representam os interesses do povo.

“Esta é uma eleição dos homens e mulheres simples do Ceará, que esperam por um Estado mais igualitário. É o Ceará se levantando para dizer: queremos nossa autoestima de volta”, comentou Eunício, durante agenda em Sobral, neste fim de semana.

Eunício prometeu, se eleito, criar a secretaria da micro e pequena empresa, dando a oportunidade para os jovens que querem iniciar seu primeiro negócio.  Na quinta-feira (7), a presidente Dilma Rousseff sancionou projeto do novo Supersimples, relatado por Eunício no Senado, que garante a redução de 46% na carga tributária, além de estimular a geração de novos negócios.

Dentre as lideranças presentes à reunião estavam representantes de Frecheirinha, Forquilha, Bela Cruz, Meruoca, Massapê, Coreaú, Ubajara, Uruoca, Groaíras, Tianguá, Martinópole, Reriutaba, Fortaleza, Hidrolândia, Ibiapina, Ipu, Pacujá, Alcântaras, Varjota, Santa Quitéria, Granja, Camocim, Alcântara, Chaval, Barroquinha e Santana do Acaraú.

(Foto: Divulgação)

Discurso e a prática nas intervenções urbanas

77 2

Em artigo no O POVO deste sábado (9), o jornalista Luiz Henrique Campos comenta do planejamento de Fortaleza. Confira:

Não tenho formação em áreas ligadas a urbanismo nem pretensão para tal. Dito isto, já me eximo de entrar no mérito das intervenções viárias pelas quais a cidade de Fortaleza vem passando nos últimos meses. De todo modo, me chamou a atenção a entrevista do ex-prefeito de Fortaleza, Vicente Fialho (1971-1975), no dia 23/8, nas páginas azuis do O POVO, sobre as transformações urbanas pelas quais a Capital passou na sua gestão.

Fialho foi responsável pela construção de grandes avenidas (Leste Oeste, José Bastos, Aguanambi, Borges de Melo, entre outras), que até hoje marcam o desenho viário de Fortaleza, arejando e interligando à época áreas isoladas da Capital. Em determinado trecho da entrevista, questionado se hoje seria possível realizar aquelas obras, mostrou-se reticente. Vou além, e digo sem receio, que dificilmente as faria.

Poderiam alguns alegarem que para a concretização dessas intervenções gerou-se desmatamento, desapropriações, entre outros problemas. Concordo. Mas já repasso outro questionamento aos que me leem? Essas avenidas foram ou não importantes para Fortaleza? Seria possível se pensar a cidade hoje sem essas intervenções? É claro que os tempos são outros e as visões de mundo mudaram, mas é bom não esquecer que Fialho fez tudo aquilo baseado em um planejamento estratégico proposto ainda no início da década de 1960.

O fato, é que quando se vislumbra o que temos de desenho urbano em Fortaleza vemos o quanto devemos ao passado e pouco projetamos em termos de futuro. Outro ponto a ser ressaltado é quanto tempo perdemos para avançarmos em melhorias de lá para cá, esperando que as coisas caíssem do céu. Só para citar um exemplo, muito do que RC propõe agora para o transporte público foi pensado pelo Transfor da gestão Juraci Magalhães, mas que não andou, ou por birra, ou simplesmente por falta de decisão política.

Camilo discute temas para elaboração de Plano de Governo

74 2

“Ceará Sustentável”, “Ceará Saudável” e “Ceará do Conhecimento” foram os temas discutidos nessa sexta-feira (8), no comitê central do candidato do PT ao governo do Ceará, Camilo Santana, que servirão para a elaboração do Plano de Governo do petista, no caso de ser eleito para o mandato 2015/2018.

“Além dos especialistas, também é importante ouvir cada cearense que está acreditando neste projeto, pois queremos fazer um governo que pense fundamentalmente nas pessoas, com projetos e ações que vão melhorar cada vez mais a sua qualidade de vida”, comentou Camilo.

Outras 12 reuniões estão agendadas para o interior do Estado para discussão de novos temas.

Tasso diz que sentimento no Ceará é por mudança

61 3

eleições 2014 psdb 0808 sobral

Para o candidato do PSDB ao Senado, Tasso Jereissati, a calorosa receptividade nas ruas à sua candidatura e à candidatura de Eunício ao governo do Estado demonstra o sentimento da população por mudança de rumo no Ceará.

“O que estamos presenciando nas ruas de Sobral e no encontro com lideranças é uma demonstração da força e vontade de mudança de um povo que, de cabeça erguida, sabe enfrentar os desafios, e não desiste diante de qualquer ameaça”, comentou Tasso, na terra natal dos Ferreira Gomes.

Tasso e Eunício visitam na manhã deste sábado (9) o Beco do Cotovelo, mas na noite dessa sexta-feira realizaram caminhada pela cidade e se reuniram com lideranças da Região Norte. Para o candidato ao Senado, o desejo da população em querer conversar com ele e com Eunício somente foi visto na campanha de 1986, quando a população apoiou o chamado “Governo das Mudanças”, que marcou o primeiro governo Tasso.

“A gente está é com o povo, e não com a máquina. A gente faz política com o povo”, comemora Tasso.

(Foto: Zé Rosa Filho / divulgação)

Ciro é franco-atirador na campanha de Camilo

86 3

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (9), pelo jornalista Érico Firmo:

Times de futebol, forças militares e campanhas políticas têm entre as várias diferenciações possíveis, nas respectivas áreas, as gradações de ênfase que dão à estratégia. Há equipes esportivas com mais variações e movimentação, os “bem postados” ou as que fazem o “feijão com arroz”, como diz o jargão da crônica. E os apenas bagunçados mesmo. Assim como há os exércitos ousados, que arriscam ações de campo surpreendentes, bem como os mais ortodoxos, que apostam tudo na força das infantarias, artilharias, na tecnologia bélica e na supremacia numérica. E os que fazem apenas figuração, sem serem capazes de se contrapor às forças hegemônicas.

A campanha de Eunício Oliveira (PMDB) no Ceará poderia ser comparada ao time que joga postado em campo, que não arrisca, joga com o regulamento debaixo do braço e que, em geral, só se lança nos contra-ataques. Ou ao exército que guarda posição e não avança sobre as linhas inimigas. Opção compreensível para quem, até aqui, liderou todas as pesquisas com bastante folga. Isso, obviamente, do ponto de vista da forma, não do conteúdo, pois críticas têm havido, e não são poucas.

Já a coligação de Camilo Santana (PT) seria o time em que posições se alternam, que arrisca viradas de jogo, inversões de jogada, tenta o drible. Que se lança na busca do gol, mas desguarnece o flanco para contra-ataques. Ou o exército que avança com audácia e ímpeto na conquista de territórios, mas se expõe e aos seus soldados de modo por vezes temerário.

A campanha governista tem um franco-atirador claro e conhecido. Habituado como poucos a esse metiér: Ciro Gomes. É ele o escalado para a maioria dos embates. Sobretudo, é ele a investir contra Eunício Oliveira. Mas há uma tarefa na qual Ciro não cabe: o confronto com Tasso. Há aí relações históricas, gratidão. Nas raríssimas vezes em que fez ressalvas ao ex-padrinho, Ciro jamais usou a ênfase habitual e nunca deixou de destacar o carinho por quem o projetou na política estadual.

Por isso, para bater em Tasso, o escalado é Cid Gomes. Assim, o governador e seu irmão fazem jogo casado e “marcam” – para voltar ao futebolês – os cabeças da chapa oposicionista.

Entre sardinhas e atuns

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (9):

O Ceará vai ganhar uma fábrica de enlatados. A inauguração ocorrerá, mês que vem, em São Gonçalo do Amarante (Região Metropolitana de Fortaleza). Quem responde pelo projeto é o grupo espanhol Crusoé Food, que investiu no empreendimento cerca de R$ 40 milhões. Vai gerar 400 empregos diretos e oferecerá para o mercado enlatados de sardinha e atum, informa o secretário municipal do Desenvolvimento Econômico, Victor Pontes.

“Será a primeira filial da Crusoé Food no Norte e Nordeste”, acentua o secretário.

Ele acrescenta que a Prefeitura vem tocando também a instalação de dois distritos industriais: um na sede e outro no distrito de Croatá. Cada um terá seis empresas, que já estão em negociação para firmar protocolos de intenção.

Presidência informa que vai apurar mudança de perfis na Wikipédia

A Secretaria de Administração da Presidência da República informou, em nota, que irá apurar o uso da rede de internet do Palácio do Planalto para alteração de perfis de jornalistas. Reportagem do jornal O Globo, publicada nessa sexta-feira (8) aponta que perfis dos jornalistas Miriam Leitão e Carlos Alberto Sardenberg, ambos da Rede Globo, na Wikipédia, enciclopédia virtual, foram alterados, em maio do ano passado, a partir da rede de internet do Palácio do Planalto. Foram incluídas críticas às atuações dos profissionais como comentaristas econômicos.

“No caso da alteração dos perfis dos jornalistas Miriam Leitão e Carlos Alberto Sardenberg, foi realizada a notificação de incidente e, a partir dos elementos colhidos pela Diretoria de Tecnologia da Presidência da República, será instalado no âmbito da Secretaria de Administração o procedimento apuratório adequado. O procedimento tem prazo de 60 dias para sua conclusão”, diz a nota.

De acordo com o órgão, o armazenamento dos registros de conexão foi regulamentado após a entrada em vigor da Lei 12.965, “tornando-se obrigatório 60 dias após a sanção do Marco Civil da Internet, momento a partir do qual todos os gestores de serviço de acesso à internet passaram a fazer o armazenamento dos registros de conexão”.

No Congresso Nacional, partidos da oposição disseram que pretendem pedir investigação do episódio e esclarecimentos do Palácio do Planalto.

(Agência Brasil)

Justiça restabelece validade total de regulamento para setor de telecomunicações

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) restabeleceu nessa sexta-feira (8) a eficácia de todos os itens do Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecomunicações (RGC). Na semana passada, uma decisão liminar desobrigou um grupo de empresas de cumprir algumas regras estabelecidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que beneficiam os consumidores.

A juíza federal substituta da 21ª Vara Federal da Seção Judiciária do Distrito Federal, Célia Regina Ody Bernardes, decidiu manter a vigência de todos os itens do regulamento, acatando recurso da Advocacia-Geral da União.

A decisão anterior tinha desobrigado as empresas associadas à Telcomp de cumprir obrigações como o retorno imediato das ligações feitas aos call centers, que tenham sofrido interrupção, e a oferta para os clientes antigos dos mesmos benefícios oferecidos para captar novos clientes.

Em reunião na próxima quinta-feira (14), a diretoria da Anatel irá julgar um pedido das empresas de telefonia para escalonar a implantação das obrigações previstas no RGC.

(Agência Brasil)