Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Eleitor tem metrô e trem à disposição neste domingo do voto

A Linha Oeste do Metrofor, que liga Fortaleza a Caucaia, e a Linha Sul (Pacatuba-Fortaleza), que começou a operar comercialmente nesta semana, funcionarão excepcionalmente neste domingo. Trens e metrô começam a circular às 7h30min até as 17h30min.

O valor será o mesmo dos outros dias: R$ 2,20 a inteira e R$ 1,10 a meia na linha sul. Na linha oeste, passagens de R$ 1,00 a inteira e R$ 0,50 a meia. Idosos e pessoas com deficiência têm direito a gratuidade.

Na segunda-feira, 6, as linhas voltam a operar em horário normal. A linha sul, de 6h30min às 19 horas, de segunda-feira a sábado. A linha oeste, de 5h30min às 20h25min, também de segunda-feira a sábado

Ibope: Eunício tem 44% e Camilo soma 38%

O candidato do PMDB ao governo do Ceará, Eunício Oliveira, tem 44% das intenções de voto, contra 38% de Camilo Santana (PT), segundo pesquisa Ibope, divulgada na noite deste sábado (4), pela Verdes Mares. Eliane Novais (PSB) aparece com 3%, enquanto Aílton Lope (Psol) soma 2%. A pesquisa entrevistou 1.204 eleitores, entre os dias 1º e 4 de outubro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Senado

Na pesquisa Ibope ao Senado, Tasso Jereissati (PSDB) soma 58% das intenções de voto, seguido por Mauro Filho (PROS), com 24%; Raquel Dias (PSTU), com 3%; e Geovana Cartaxo (PSB), com 1%.

Administrador de cartório diz que pode ser processado porque falou a verdade

Em nota enviada ao Blog, o Delegado Notarial e Registral do 1º Ofício de Juazeiro do Norte, Maxwell Pariz Xavier, se defende da denúncia do Ministério Público Federal de prática de calúnia, difamação e denunciação caluniosa contra uma procuradora do Trabalho. O caso foi abordado no site do MPF, na terça-feira (30), e reproduzido no Blog. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

Meu nome é Maxwell Pariz Xavier, Delegado Notarial e Registral do 1º Ofício de Juazeiro do Norte (CE). Ocorre que o Ministério Público Federal apresentou a notícia, retirando-a de seu contexto.

Na verdade as acusações feitas contra a Procuradora do Trabalho são verdadeiras, ao contrário do que se afirma na nota (do MPF), até porque quem vai dizer quem está certo é o Juiz Federal. Deve ser lembrado que no presente caso o “dominus litis” está julgando o “dominus litis”.

No meu sentir, não detém o Ministério Público atribuição para “julgar” as pessoas. Quem vai julgar é o Juiz, o MP deu sua opinião.

É desnecessária e desproporcional a exposição do meu nome e do cartório do qual sou titular.

Mais ainda: não sou dono do cartório. O cartório pertence ao povo. Eu sou o administrador, legalmente designado após regular aprovação em concurso público.

Eu estou sob ameaça de ser processado criminalmente porque falei a verdade. Não me assustam os detentores do poder porque nada tenho a temer senão o correr da luta!

Caso você ache conveniente peço que divulgue a entrevista que concedi ao João Hilário no mesmo dia em que foi noticiada a denúncia (30/09/2014): https://www.youtube.com/watch?v=1di6dt7UoE&list=UULrkykWA9sTq12SY3MxD7KQ

Me despeço certo de sua atenção, agradecendo e pondo-me de pé e à ordem para maiores esclarecimentos.

Padrão de vida e identificação com candidato estão entre critérios para votar

O voto do brasileiro é orientado por percepções como padrão de vida, identidade com o candidato, posicionamento sobre alguns temas e mesmo vantagens imediatas. A avaliação é de especialistas consultados pela Agência Brasil. Eles destacam que o voto partidário está em baixa. Quanto ao desejo de mudanças, expresso nas manifestações de junho de 2013, a interpretação é que, embora alguns candidatos tenham incorporado o tema à campanha, a influência no pleito é pouca.

Na visão da cientista política Raquel Boing Marinucci, professora da Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais do Centro Universitário de Brasília, o voto dos brasileiros é menos emotivo do que se imagina. “Muitos defendem, por exemplo, que os beneficiários de programas sociais criariam laço afetivo ou tradicional com o governo. Eu faço leitura diferente. Para mim, as pessoas que sentem diferença no padrão de vida e atribuem ao governo, votando nele ou não, estão fazendo cálculo racional, como descrito nos manuais de teoria política”, observa.

Entretanto, Cláudio Gurgel, cientista político e professor da Universidade Federal Fluminense, critica o que considera distorções desse tipo de critério do eleitor, como o voto por vantagens pessoais e imediatas. “Essa situação se manifesta muito em sociedades profundamente desiguais e de população muito carente, que é o caso brasileiro”. Cláudio ressalta que o eleitor pode ter outros critérios, como identificação com o perfil do candidato ou a concordância com suas ideias.

Raquel ressalta, no entanto, que o eleitor não deve ser crucificado por sua despolitização. “Acho complicado responsabilizar o eleitor pelos problemas da política brasileira. A falta de confiança nas instituições, as sequelas do autoritarismo e a pouca transparência não colaboram na formação política do nosso eleitorado”, comenta. Cláudio concorda. “Os partidos perderam muito com o fracasso doutrinário e programático de todos eles”, avalia.

(Agência Brasil)

Empate técnico e indefinição se haverá segundo turno no Ceará

103 2

datafolha

Situação inédita na história do Ceará, o 1º turno para governador chega tecnicamente empatado ao dia da votação. Com o resultado da última pesquisa O POVO/Datafolha antes da eleição, realizada na sexta-feira e neste sábado, não é nem mesmo possível afirmar se haverá 2º turno ou não.

A diferença entre Eunício Oliveira (PMDB) e Camilo Santana (PT) é de quatro pontos percentuais em votos válidos – forma oficial como o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) divulgará o resultado. Com margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, eles ficam no limite do empate técnico.

Eunício tem 49% dos votos válidos. Camilo tem 45%, também nos votos válidos. Eliane Novais (PSB) tem 3% e Ailton Lopes (Psol), 2%. Contabilizado o total de votos, Eunício oscila positivamente dois pontos e tem 41%. Camilo oscila um para cima e fica com 38%. Eliane Novais (PSB) sobre dois e aparece com 3%.

Ailton marca 2%. Votos em branco e nulos somam 6%. Os indecisos são ainda 11%. Na espontânea, diferença de dois pontos: 31% para Camilo, 29% para Camilo.
No caso de haver segundo turno, a eleição fica mais acirrada do que estava nas pesquisas anteriores. Eunício teria 53% dos votos válidos, contra 47% de Camilo.

Senado
O Datafolha aponta que Tasso Jereissati (PSDB) deve voltar ao Senado, após quatro anos sem mandato. Ele tem 72% dos votos válidos e 57% do total de votos. Mauro Filho (Pros) tem 26% e 21% do total.

O Datafolha ouviu 1.719 eleitores em 51 municípios cearenses nos dias 3 e 4 de outubro. A pesquisa foi contratada por O POVO e Folha de S.Paulo e está registrada com os números CE-00029/2014 e BR-01037/2014.

(O POVO)

Camilo passa este domingo no Cariri

O candidato do PT ao governo do Ceará, Camilo Santana, viajou na tarde deste sábado (4) para a Região do Cariri, onde deverá passar o dia das eleições, neste domingo (5).

Camilo viajou com a família para Juazeiro do Norte, após pegar avião no antigo aeroporto. De Juazeiro, o candidato seguirá para Barbalha.

Na noite deste sábado, Camilo encerra a campanha com uma carreata Juazeiro do Norte/Crato/Barbalha.

Candidatos se despedem da campanha em Fortaleza

eleições 2014 candidatos federais

No último dia de campanha, candidatos a cargos proporcionais se despediram de formas diferentes do eleitorado. Três postulantes à Câmara Federal aproveitaram o tempo que ainda resta para somar votos.

Vitor Valim (PMDB) voltou à periferia de Fortaleza, onde passou a maior parte da sua campanha. O candidato destacou projetos sociais para a melhoria da qualidade de vida da população mais carente, além da Educação, Saúde e Segurança Pública.

Leonelzinho Alencar (PTdoB) visitou uma fábrica no bairro João XXIII, onde assegurou se empenhar em projetos de geração de emprego, além de programas na área de esportes para tirar o jovem da violência e das drogas.

Inácio Arruda (PCdoB) abordou eleitores no Centro, onde reforçou a importância da população votar em aliados aos projetos sociais da presidente Dilma Rousseff.

(Fotos: divulgação)

Aécio passa Marina, confirma Datafolha

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, deverá disputar o segundo turno da eleição ao Palácio do Planalto, segundo pesquisa de intenção de voto Datafolha, que apresentou na tarde deste sábado (4) a projeção dos votos válidos.

Enquanto Aécio Neves aparece com 26% dos votos válidos, Marina Silva (PSB) tem 24%. Dilma Rousseff (PT), com 44% dos votos válidos, de acordo com a pesquisa de intenção de voto, lidera o primeiro turno.

O Datafolha ouviu 18.116 eleitores, nessa sexta-feira (3) e neste sábado (4). A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”.

(com agências)

400 policiais federais integram a operação Eleições 2014 no Ceará

112 1

foto pfederal

Cerca de 400 policiais federais estão envolvidos na Operação Eleições 2014, os quais foram designados para os 22 polos nas zonas eleitorais da capital e interior do Ceará. O principal foco de atuação será a prevenção e repressão aos crimes eleitorais, bem como garantir a tranquilidade dos eleitores e servidores da Justiça Eleitoral.  Investigações, plantão permanente 24 horas, além de policiamento móvel ostensivo e descaracterizado são ações que serão executadas pela PF.

A operação está integrada ao Centro de Controle das Eleições 2014 da Polícia Federal, com sede em Brasília, em funcionamento desde quarta-feira (1º) até a segunda (6). A ação seguirá os mesmos moldes do centro de controle da Copa do Mundo e é dividida em três fases: o período pré-eleitoral (1º a 4 de outubro), o dia do pleito, domingo (5) e o período pós-eleitoral,  segunda-feira(6).

(PF)

Proposta de boca de urna tenta arregimentar jovens pelo WhatsApp

foto whatsapp boca de urna

A oferta de R$ 70 para trabalhar por um dia pode parecer interessante para jovens, se a função não fosse ilegal para a Justiça Eleitoral. Desde essa sexta-feira (3), jovens estão recebendo mensagens pelo WhatsApp com a oferta de boca de urna.

Em uma das mensagens, enviadas ao Blog, a reunião da boca de urna está marcada para as 17 horas deste sábado (4).

O procurador regional eleitoral Rômulo Conrado garante que haverá rigor contra a boca de urna e compra de votos.

Toffoli diz que software das urnas está preparado para evitar ações de hackers

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Dias Toffoli, descartou neste sábado (4) que tenha ocorrido uma invasão ao software do sistema eleitoral. Toffoli admitiu que são identificadas tentativas diariamente, mas, segundo ele, o software utilizado nas eleições é seguro e foi preparado para evitar qualquer ação externa de hackers.

A declaração foi feita em Brasília, depois da verificação do sistema de totalização de votos distribuídos aos 26 estados e no Distrito Federal. O procedimento é o último passo de segurança da Justiça Eleitoral antes das eleições.

O objetivo dessa verificação é confirmar se a assinatura digital do programa receptor de arquivos de urna é a mesma feita na lacração do sistema. De acordo com técnicos da Corte, todas as análises confirmaram a assinatura e segurança do sistema.

Esse mesmo software, antes de ser lacrado e distribuído para os tribunais regionais eleitorais passa por um período de auditoria que ocorreu entre 26 de agosto e 4 de setembro.Nessa fase, os partidos que estão na disputa eleitoral, por exemplo, checam o software e avalizam a lacração.

Neste domingo (5), quase 141 milhões de brasileiros escolherão seus candidatos à Presidência da República, governadores, senadores e deputados, a partir das 8h, em todo o país.  As votações serão encerradas às 17h, horário local. Responsáveis pela área de tecnologia do TSE afirmam que a totalização e divulgação dos resultados será feita no mesmo dia.

(Agência Brasil)

Pesquisa CNT/MDA: Aécio Neves ultrapassa Marina Silva

135 2

eleições 2014 pesquisa marina x aécio

A disputa pelo segundo lugar no primeiro turno das eleições está mais acirrada. Conforme a 124ª rodada da Pesquisa CNT/MDA sobre as intenções de voto para presidente da República, divulgada neste sábado (4), é a primeira vez que Aécio Neves (PSDB) pontuou acima de Marina Silva (PSB). Dilma Rousseff (PT) permanece em primeiro lugar.

Na pesquisa estimulada, Dilma tem 40,6% das intenções de voto. Ela se mantém estável desde a última rodada, divulgada na segunda-feira (29), quando aparecia com 40,4%. Aécio Neves, que aparece em segundo lugar, cresceu 4,2 pontos e alcançou a preferência de 24% do eleitorado.

Já Marina Silva voltou a cair. Com 3,8 pontos menos que no último levantamento, agora tem 21,4% das intenções de voto. A margem de erro é de 2,2 pontos. A análise da evolução dos números das últimas pesquisas mostra tendência de crescimento de Aécio e queda de Marina, o que pode continuar até este domingo (5), dia da votação.

Luciana Genro (PSol) é a quarta colocada, com 1,1% das intenções de voto. Depois aparecem Pastor Everaldo (PSC) com 0,8% e Levy Fidelix (PRTB) com 0,5%. Os outros candidatos pontuam 0,6%. Brancos e nulos somam 5,2% e 5,8% dos entrevistados não sabem ou não responderam.

Na contagem dos votos válidos, o cenário para o primeiro turno fica com a seguinte configuração: Dilma Rousseff com 45,6%; Aécio Neves com 27%; Marina Silva tem 24,1%; Luciana Genro aparece com 1,2%; Pastor Everaldo com 0,8%; Levy Fidelix tem 0,6%; e os outros candidatos somam 0,7% das intenções de voto.

(Agência CNT de Notícias)

Viva o Brasil

Em artigo no O POVO deste sábado (4), o médico, antropólogo e professor universitário Antonio Mourão Cavalcante comenta o processo eleitoral deste ano e o perfil do eleitorado. Confira:

Os analistas políticos insistem em afirmar que as eleições desse ano não guardam o mesmo nível de entusiasmo, comparadas aos pleitos passados. O povo parece menos interessado e não há uma vibração especial. De minha parte prefiro entender que eleição virou fato constante. A cada dois anos experimentamos essa vivência. Estamos nos acostumando com o ato de votar. Tornou-se rotina.

De outra parte, estamos perdendo a ilusão de que surgirá um iluminado para resolver todos os nossos problemas. Um salvador da pátria. Capaz de transformar tudo em leite e mel… Jânio Quadros, no passado, e Collor de Melo, mais recente, são exemplos dessa tentativa mágica. O preço que pagamos foi muito alto. Essa espécie de magia não está na essência da democracia. Ela cresce se aperfeiçoando. Não nasce pronta.

Dois fatores precisam ser analisados com mais rigor. Primeiro, a noção de partido político é essencial na democracia. O eleito deve representar uma tendência da sociedade. Não pode fazer o que lhe convém, mas aquilo que foi acordado entre seus pares. A força do coletivo. Segundo, a máquina eleitoral brasileira está muito cara. Quanto se gasta numa eleição? Quem financia isso tudo e por quê?

A grande novidade é que o voto está ficando cada vez mais caro. E, igualmente, cada vez mais difícil enganar. Era Abraham Lincoln quem advertia: “Pode-se enganar a todos por algum tempo; pode-se enganar alguns por todo o tempo; mas não se pode enganar a todos todo o tempo.”

Não guardo uma visão pessimista desses processos. Estamos no caminho certo. Precisamos aperfeiçoar, mas jamais um tom pessimista e abusado de alguns que passam o tempo a resmungar e nada fazem para que as coisas mudem.

Amanhã, vestirei uma roupa bem bonita, digitarei os números e nomes pensados. E, desde então, acompanharei atento os passos dos eleitos. A constante vigilância e cobrança social completam o ato de votar.

Meu sentimento é que o Brasil, apesar do intenso mau agouro e doentio derrotismo de alguns, sai mais fortalecido desse processo. Viva o Brasil! Viva a democracia brasileira!

Uma triste campanha

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (4), pelo jornalista Érico Firmo:

As campanhas eleitorais brasileiras têm se mostrado, como regra, vazias. Neste ano, porém, os candidatos demonstraram particular capricho no descaso.

No Ceará, os dois candidatos que lideram de forma disparada as pesquisas de intenções de voto – Eunício Oliveira (PMDB) e Camilo Santana (PT) – não se dignaram a apresentar programa de governo, enquanto dedicaram muitas das energias das campanhas numa escatológica troca de acusações contra quem estavam aliados até meses atrás.

No Brasil, situação pouco diferente. A presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição e líder disparada das pesquisas, tampouco apresentou programa, minimizou essa necessidade e disse que apresentar propostas escritas não garante que elas serão cumpridas.

Ora, se trata com tal descompromisso algo que eventualmente escrevesse, imagine o que nem coloca no papel. Aécio Neves (PSDB) começou a apresentar nas redes sociais, na última semana de campanha, pedaços de programa de governo. Até a véspera da eleição, não havia previsão de lançar um documento completo. Marina Silva (PSB) foi a única dentre os candidatos que aparecem com chance de chegar ao segundo turno que lançou programa com tempo hábil para o eleitor ter conhecimento dele. Foi uma confusão, que levou a constrangedores recuos em pontos que causaram alguma polêmica. A repercussão da mudança foi pior ainda e o desgaste se mostrou enorme.

Diante do completo vazio de consistência, dominou a agressividade em níveis raras vezes visto, com ataques virulentos, que encontraram nos mais novos meios de difusão pela Internet ou telefonia móvel os canais ideais de difusão. O que é pior, muitas vezes, com boa dose de verdade no que um lado dizia do outro.

A tirar pela campanha, as perspectivas para o Ceará e o Brasil não são das mais promissoras. Mas resta a esperança de que os escolhidos se revelem melhores governantes que candidatos.

Camilo e Mauro fazem carreata em Iguatu

eleições 2014 pt 1003 camilo iguatu

Com 10 quilômetros de percurso e cerca de dois mil carros – segundo estimativa da coordenação da campanha – os candidatos da coligação “Para o Ceará seguir mudando”, Camilo Santana (PT / governador) e Mauro Filho (senador / Pros), participaram de uma carreata na noite dessa sexta-feira em Iguatu, no Centro Sul do Estado.

De acordo ainda com a coordenação da campanha, políticos, lideranças e eleitores das cidades vizinhas de Quixelô, Acopiara, Cariús, Cedro, Orós, Icó, Saboeiro e Jucás também aderiram à carreata.

Ao final do percurso, Camilo e Mauro cumprimentaram os moradores de Iguatu e agradeceram a receptividade do povo do Centro Sul na véspera da eleição.

(Foto: divulgação)

Eliane diz que pode ser ministra de Marina

eleições 2014 psb 1003 eliane centro

Eliane Novais (PSB) não descarta a possibilidade de ir para o segundo turno da eleição para governador. Mas, caso o povo do Ceará prefira outros postulantes, o destino de Eliane pode estar em Brasília, como ministra de Estado. “Se Marina Silva for eleita, aí, com certeza, eu devo receber um convite”. Entretanto, segundos depois o “com certeza” foi substituído por um “aí é outra conversa” dito por uma assessora.

A deputada estadual, que fez uma caminhada pelo Centro, nessa sexta-feira (3), afirmou que haverá segundo turno, por ter certeza de que “eu não tenho só este 1% que estão me dando”. Eliane repetiu o exemplo do deputado Heitor Férrer, que terminou a última eleição para prefeito com uma votação maior do que apontavam os institutos de pesquisa às vésperas do pleito. Eliane garante que, ela sente que “as pessoas querem votar em mim”. Caso essas pessoas não sejam o bastante, Eliane garante que pelo menos “não me misturei com a bagaceira”, referindo-se a políticos corruptos.

Novais afirma que começou sua campanha em busca de fazer uma “nova política”, mas lamenta que o povo se deixaria corromper. “Eu não posso fazer nova política sozinha”. De acordo com a postulante, “a política é amarga”.

(O POVO / Foto: divulgação)

Rigor contra assédio ao voto vai imperar, garante procurador

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (4):

Em clima de campanha das mais acirradas no Estado, há uma expectativa de que as autoridades responsáveis pelo pleito não durmam de touca e façam valer o direito do eleitorado de exercer o voto sem pressões ou sem o assédio dos que sempre ousam comprar consciências.

Pelo que se viu na campanha, nas últimas semanas, com atos de violência, baixarias de todo tipo e provocações, deve-se alertar o Tribunal Regional Eleitoral, da Procuradoria Regional Eleitoral e das autoridades policiais para o engajamento contra qualquer ação que possa prejudicar o bom andamento das eleições (artigo 299 do Código Eleitoral).

Claro que o eleitor também precisa cumprir sua parte, dentro de um contexto onde ele é o agente e beneficiário desse processo de cidadania.

Instigado por esta Vertical, o procurador regional eleitoral Rômulo Conrado garante que o esquema das eleições vai funcionar e que a ordem é cumprir tudo o que manda a legislação eleitoral. Aliás, nesse aspecto, louve-se o TSE que, com campanha na mídia abordando o valor do voto, buscou valorizar esse momento. Cabe ao eleitor fazer a sua parte e procurar ser fiel ao que quer e pensa, sem se esquecer das repercussões do seu gesto. Para não se arrepender depois.