Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Doze campi do IFCE aprovam paralisação

Mais um campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) terá suas atividades paralisadas, pelos servidores em luta em prol da jornada de 30 horas semanais. O IFCE Maracanaú vai parar, nos dias 13 e 14 deste mês, conforme decisão tomada em assembleia na sexta-feira (31). Agora, chega a 12 o número de campi do Instituto Federal que realizarão paralisações, defendendo o direito dos servidores à jornada de 30 horas e reivindicando a imediata revogação da portaria assinada pela Reitoria, que amplia a jornada para 40 horas semanais.

Os trabalhadores dos campi Aracati e Tianguá do IFCE também decidiram paralisar os trabalhos, nos próximos dias 13 e 14. No campus de Sobral as atividades serão interrompidas nos dias 4, 5 e 14. O IFCE Quixadá paralisa nos dias 5, 6, 7 e 14. Os trabalhadores do Campus Caucaia decidiram suspender todas as ações nos dias 4, 5 e 6. Em Canindé e Camocim, a paralisação será nesta segunda-feira (3) e terça-feira (4). Já o Campus Crateús paralisará atividades durante três dias: 4, 5 e 6. Os campi do IFCE em Limoeiro do Norte, Tabuleiro do Norte e Ubajara paralisaram as atividades por dois dias, na semana passada, reivindicando a manutenção das 30 horas.

Representantes do Sindicato dos Servidores do IFCE (SINDSIFCE), que participaram das assembleias nos diversos campi, reiteraram que, ao contrário do que afirma a administração do IFCE, existe pleno amparo legal para que seja mantida a jornada de 30 horas – um direito conquistado pelos servidores na greve de 2012, quando foi aceito pela própria Reitoria.

Os servidores lamentam que os salários dos técnico-administrativos do IFCE estão entre os menores da rede federal de educação em todo o País.

(SINDSIFCE)

Leitor lamenta o abandono da Avenida Francisco Sá

Em artigo enviado ao Blog, o leitor Gladson lamenta o abandono da avenida Francisco Sá, pelo poder público, além do crescimento de investimentos privados em Fortaleza. Confira:

Uma das avenidas mais feiinhas e abandonadas pelo poder público da grande Fortaleza, chama-se Avenida Francisco Sá. É uma grande avenida que liga o Centro à Barra o Ceará, além de cortar sete bairros e possuir um grande fluxo de veículos.

No decorrer desta avenida há inúmeros galpões e fábricas antigas fechadas e abandonadas, infelizmente servindo de abrigo e esconderijo para marginais e itinerantes. A prefeita Luzianne Lins, em sua administração, andou fazendo um trabalho de conjuntos habitacionais populares com o aval dos moradores da região. O atual secretário de infraestrutura e o prefeito estão com os olhos voltados mais para o Papicu, Seis Bocas, Aldeota, Dunas e outros bairros chiques da cidade.

O atual secretário, inclusive, é daquela área “Barra” e tirou milhares de votos nos bairros adjacentes, mas esqueceu parte daquele trecho da cidade. Ele está preocupado com sua carreira política e dando toda atenção aos “gravatinhas”. Mais uma vez, eles estão dando preferência aos investimentos particulares, tipo shoppings. Melhorando o entorno e causando um dos males da nossa economia, a especulação imobiliária.

Voltando à Avenida Francisco Sá, todos os tipos de pichações de gangues estão grafados em muros e muretas. É uma verdadeira poluição visual sem fim, essa avenida parece a Faixa de Gaza.

Atenção pessoal do paisagismo e urbanismo vamos dar uma voltinha neste lado histórico da cidade. Afinal de contas, Fortaleza pertence a todos, e não somente às áreas shoppinhianas.

Comissão aprova projeto que reforça proibição de descarte de lixo nas ruas

130 1

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados aprovou proposta que reforça a proibição de descarte de lixo em locais públicos.

“Apesar das campanhas educativas, as pessoas continuam colocando o lixo nas ruas, nas praias e nas praças de forma inadequada e descuidada”, disse o deputado André de Paula (PSD-PE). “Isso acarreta uma série de transtornos, que vão desde a saúde pública até a questão de segurança porque, quando chove, o lixo se acumula e traz transtornos com decorrência na segurança pessoal do cidadão”.

(Agência Câmara Notícias)

Papa Francisco diz que homens que se julgam deuses trazem sofrimento

O papa Francisco pediu nesse sábado (1º) o fim da guerra para que as crianças, os pobres e fracos não sofram as consequências. Ele criticou o sistema de devastação que impera no mundo, afirmando que não é algo do passado.

“Somos capazes de destruir a terra e tudo o que nos rodeia”, acrescentou o papa na missa, celebrada em um cemitério em Roma e da qual participaram milhares de católicos.

Francisco criticou os “homens que se julgam deuses, que se creem reis”, que “se tornaram donos do reino de Deus” e que são responsáveis pelo sofrimento de milhões de pessoas em todo o mundo.

“São os que causam as guerras, que não contribuem precisamente para semear a semente da vida e só conseguem destruir o mundo e causar sofrimento aos pobres, aos fracos e às crianças”, destacou.

“Todas essas crianças que sofrem, famintas, enfermas, não são crianças de outra espécie, são seres humanos”, advertiu o pontífice.

Ele pediu aos presentes que orem “para que haja paz, pão, para que haja crianças que brinquem com os seus avós, jovens que possam trabalhar” e para que ninguém seja perseguido pela sua fé.

(Agência Brasil)

Estados Unidos: o que está em jogo nas eleições de terça-feira

As eleições da próxima terça-feira (4) nos Estados Unidos vão definir as linhas da política norte-americana para os próximos dois anos, ao eleger nova composição para a Câmara dos Representantes e um terço do Senado.

Em jogo nas chamadas midterms elections – realizadas no meio do mandato presidencial -, está a renovação de todos os 435 membros da Câmara dos Representantes (Câmara Baixa do Congresso norte-americano) e a eleição de 33 dos 100 lugares no Senado (Câmara Alta).

No mesmo dia, 36 dos 50 estados norte-americanos elegem os seus governadores e diversos cargos locais e estaduais são atribuídos.

O que causa o maior interesse nas eleições de 4 de novembro é a disputa pelo controle do Senado. Os democratas, a força política do presidente Barack Obama, têm neste momento a maioria na Câmara Alta do Congresso, mas a história e o atual clima político indicam que os republicanos têm boas possibilidades de assumir o controle.

Atualmente, os democratas detêm a maioria por cinco lugares (53 senadores e dois independentes que se alinham durante as votações), enquanto os republicanos contam com 45 lugares. Com isso, o Partido Republicano só precisa aumentar a presença em seis lugares para conquistar a maioria.

Os republicanos já detêm o controle da Câmara dos Representantes e é pouco provável que a percam, de acordo com pesquisas recentes e os índices de aprovação do governo Obama.

A poucos dias da eleição, são várias as pesquisas que dão a vitória aos republicanos. O jornal The Washington Post informou que existem 93% de probabilidade de os republicanos passarem a controlar o Senado. A nova composição do Congresso norte-americano assumirá funções a partir de janeiro.

(Agência Brasil)

TSE – 623 políticos continuam com situação de suas candidaturas indefinidas

Mesmo após as eleições, 623 políticos continuam com a situação de suas candidaturas indefinida. A solução desses casos poderá promover uma dança das cadeiras entre os eleitos. Desses, pelos menos 28 se elegeram, mas enfrentam recursos na Justiça Eleitoral.

Entre eles há três governadores: Raimundo Colombo (PSD-SC), Marcelo Miranda (PMDB-TO) e Waldez Góes (PDT-AP). Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, dos 1.793 recursos enviados à corte, 53 sequer foram apreciados até quarta-feira (29/10); os demais tiveram sua situação analisada ao menos uma vez.

O TSE espera julgar todos até a diplomação, em 19 de dezembro.

(Com O Globo)

Justiça condena político cassado a ressarcir despesas com nova eleição

A Justiça do Paraná confirmou, pela primeira vez, sentença que condenou um político cassado a ressarcir a União pelos custos com novas eleições. No caso concreto, Richard Golba, ex-prefeito de Cândido Abreu (PR), foi condenado a pagar R$ 46,7 mil pelas despesas com a organização do pleito. Com base no mesmo entendimento, a Advocacia-Geral da União (AGU) cobra na Justiça R$ 3,2 milhões de candidatos barrados que insistem em disputar eleições, mesmo depois de condenados por fraudes ou outras irregularidades.

Nas eleições municipais de 2008, Golba tentou a reeleição. Ele não conseguiu registro de candidatura, pois teve as contas rejeitadas no primeiro período em que governou a cidade, entre 1998 e 1999. Mesmo com o registro rejeitado, ele continuou a campanha e foi eleito. Em seguida, o Tribunal Superior Eleitoral manteve a candidatura dele barrada e determinou a realização de novas eleições.

De acordo com entendimento do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, a União não pode arcar com prejuízos causados pelo ex-prefeito, que concorreu por sua conta e risco.

(Agência Brasil)

Os viadutos do Cocó, a mobilidade urbana e os ganhos socioambientais de Fortaleza

394 3

Em artigo enviado ao Blog, o professor João Arruda destaca a importância para Fortaleza a construção dos viadutos do Cocó. Confira:

A administração Roberto Cláudio começou a entregar, aos fortalezenses, após um ano do início das obras, um dos maiores e mais importantes equipamentos viários da cidade de Fortaleza: os estratégicos viadutos do cruzamento das Avenidas Engenheiro Santana Júnior com Antônio Sales. Equipamentos emblemáticos e de grande importância na melhoria da mobilidade urbana de Fortaleza, eles permitirão a implantação definitiva do primeiro BRT – Bus Rapid Transit – da cidade, ligando os terminais do Papicu ao de Antônio Bezerra, com reflexos positivos sobre a qualidade de vida dos nossos munícipes.

Como cidadão fortalezense e como usuário diário daquele outrora congestionado cruzamento, assim como outras dezenas de milhares de fortalezenses, que sofriam diariamente com aqueles intermináveis engarrafamentos, sinto-me plenamente contemplado com a ousadia e com a determinação do prefeito Roberto Cláudio em viabilizar a sua construção. Como era de se esperar, o impacto do início da entrega dos viadutos foi imediato. Os meios de comunicação repercutiram, com insistência, o grau de satisfação dos usuários daquele espaço.  Houve unanimidade no reconhecimento da importância dos equipamentos e da oportunidade do gestor municipal ter insistido com a obra. Entre os que manifestaram regozijos pelo término dos viadutos, merece destaque a postura de alguns que relembraram, com uma ponta de indignação, a irracionalidade e o ressentimento dos “ativistas políticos” e de setores do Ministério Público que se opuseram à construção dos viadutos.

Mas valeu cada centavo do dinheiro público investido na obra; valeu o desconforto causado durante a sua construção; valeu até o aprendizado político conseguido ao longo do desgastante embate travado com alguns conhecidos e contumazes opositores da cidade.  Entre os fortalezenses que usam diariamente aquela área, o sentimento agora é de alívio e de vitória. Afinal, sofremos um ano com os transtornos provocados pelas obras, mas teremos a vida toda para usufruir dos seus benefícios.

Concebido para eliminar um dos grandes gargalos do trânsito de Fortaleza, os viadutos começam a impactar positivamente a qualidade de vida da população, além de um expressivo ganho ambiental. Com a entrada em operação dos viadutos, os seis semáforos instalados no local começam a ser retirados neste fim de semana, facilitando a rápida circulação dos mais de 70.000 automóveis e dos 300 coletivos que transportam aproximadamente 180.000 passageiros por dia, permitindo que, no horário de pico, o tempo médio gasto na área caia de 30 para 3 minutos. Se esses dados não fossem bastante para justificar a construção dos viadutos, o ganho ambiental conseguido com o fim desse gargalo, por si só, compensaria essa ousada empreitada da administração Roberto Cláudio.

Segundo cálculo do eminente professor da UFC, Afrânio Craveiro, em artigo publicado neste Blog, em 12 de agosto de 2013, a sua construção evitará a nada desprezível emissão diária de quase 50 toneladas de CO2, número infinitamente superior à capacidade de captura efetuada por algumas dezenas de castanholeiras sacrificadas.

Mas, seguramente, os ganhos mais expressivos terão as dezenas de milhares de passageiros dos transportes coletivos que circulam pelo corredor expresso que liga os terminais de Antônio Bezerra ao do Papicu. Com uma extensão de 17,4 Km, seus usuários, além dos benefícios ambientais, serão contemplados com significativo ganho de tempo, pois farão o percurso em um espaço de tempo até 40% menor, com ganhos expressivos em suas qualidades de vida.

Cid arquiteta um partido de esquerda para apoiar Dilma

108 1

dilma e cid em aracaju

Da Coluna Felipe Patury, no site da Época deste sábado (1º):

O governador do Ceará, Cid Gomes, tenta fundar um partido para dar apoio à presidente Dilma Rousseff. Acredita que pode juntar seu Pros, o PDT, a ala dilmista do PSB para criar uma legenda de esquerda.

Seu objetivo: formar com o PT o pilar de sustentação de Dilma. Esse status hoje pertence ao PMDB, sigla à beira da insurreição.

Cid pretende encontrar-se nesta semana em Brasília com o presidente do PDT, Carlos Lupi, com o ex do PSB Roberto Amaral, integrantes do PCdoB e dilmistas desamparados em outras agremiações.

Danilo Serpa e seu lugar ao sol

daniloserpa

O atual chefe de gabinete de Cid Gomes, Danilo Serpa, saiu da campanha eleitoral fortalecido. Coordenou o trabalho com uma equipe jovem, que conseguiu ter fôlego e derrotar a candidatura da oposição – Eunício Oliveira, entre trancos e barrancos.

Jovem, mergulhou fundo na missão que Cid o delegou, já que respondia por outra bem anterior, que era comandar e estruturar o Pros no Estado. Deu certo.

Danilo, sempre discreto, deve ser um dos nomes que o governador eleito Camilo Santana (PT) aproveitará na equipe.

Não que Cid tenha pedido, mas por ter sido um importante protagonista na logística da campanha camiliana. Sem falar que ambos selaram boa amizade.

Câmara dos Deputados concede vans para servidores por R$ 1,8 milhão anuais

“A Câmara dos Deputados renovará o contrato por mais um ano com a empresa Ribal Locadora de Veículos, que presta serviços de transporte para servidores por R$ 238,2 mil, referentes aos primeiros dois meses. O serviço inclui o fornecimento de oito vans com motorista e combustível. O gasto estimado por ano com o serviço é de R$ 1,8 milhão. As vans executivas recebem o nome carinhoso de Economildo. O serviço funciona de segunda a quinta-feira, das 7h às 22h e sexta-feira, das 7h às 20h. Os veículos são movidos a diesel, com potência mínima de 115 cavalos, com teto alto, direção hidráulica, ar-condicionado para passageiros e cabine, freios a disco, capacidade para 15 pessoas, além do motorista.

Além de deputados federais, servidores com cargo de natureza especial (CNE’s), secretários parlamentares e servidores efetivos da Câmara dos Deputados também podem usar o Economildo. As vans recebem os passageiros em dois pontos da cidade, um no Parque da cidade, maior parque urbano de Brasília e do mundo, e outro no Minas Brasília Tenis Clube. A distância percorrida dos pontos até a Câmara é de cerca de 20 minutos. Cada van faz aproximadamente 13 viagens diárias. Segundo a Câmara, não há previsão para pagamento de horas-extras aos motoristas.

A Câmara justifica o serviço ao relatar que há falta de aproximadamente 1.325 vagas de estacionamento em relação à demanda. A Casa já aponta que essa quantidade aumentará para 5.032 vagas após a construção do Anexo IV-B e com a possível desativação do estacionamento Economildo Sul, alocado na região, para construção das sedes de partidos políticos e um anexo da Procuradoria.”

(Site Contas Abertas)

José Airton: Camilo Santana exercitará o diálogo que faltou à gestão de Cid Gomes

195 2

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=nW3ZCCObkgE&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O deputado federal José Airton (PT) afirma estar convicto de que o governador eleito Camilo Santana será o gestor do diálogo, que faltou à administração de Cid Gomes (Pros).

O parlamentar diz que Camilo tocará as grandes obras estruturantes do Estado, com apoio também da presidente Dilma Rousseff.

Eunício Oliveira perdeu a eleição porque não assumiu a candidatrura de Dilma

286 5

Com o título “Por que Eunício perdeu?”, eis artigo do professor e antropólogo Antonio Mourão Cavalcante. Ele analisa os porquês da derrota do peemedebista Eunício Oliveira nas urnas. Entre esses, o fato de ter se isolado de Dilma. Confira: 

Os processos eleitorais, no Ceará, guardam uma configuração repetida de homologação. O ungido é fulano e isso vira verdade nas urnas. Esse ano não seria diferente. O governador Cid Gomes indicaria um candidato e esse, pela força de uma extensa coligação e da máquina estatal à serviço da causa, logo seria o confirmado. Entretanto, a inesperada candidatura de Eunício Oliveira adiou o embate, levando-o a uma pesada disputa no segundo turno. O que parecia uma ”barbada”, transformou-se em um quase pesadelo. A equipe de Ferreira Gomes teve que suar a camisa. A vitória não foi tão fácil… Bem melhor para a democracia quando conta com uma acirrada competição.

Depois que a luta passou, pode-se pensar com mais frieza sobre a pergunta chave: por que Eunício perdeu? Claro que uma campanha dessa dimensão não tem um único fator. São vários. São múltiplos. Comentemos os principais. Primeiro fator: Eunício demorou muito a encarar a parada. Foi até o limite do possível, aguardando que o governador fizesse uma análise mais serena e o indicasse candidato. Essa não era uma hipótese trabalhada por Cid Gomes. Nunca foi. Quando Eunício cuidou de armar seu time, muitos compromissos já estavam consolidados.

Segundo fator: a campanha de Camilo foi gradativamente sendo colada à de Dilma, sobretudo quando ficou mais claro o crescimento da presidente nas pesquisas. Eunício foi ambíguo. Não assumiu, com todas as tintas, a parceria com Dilma. A presença de Tasso, um tucano mor, em sua chapa, conseguiu inibi-lo. A onda Dilma era o mapa da mina. Camilo soube vender essa ideia. Passou a ser a grande senha de Cid Gomes, apesar de Eunício ter tido força bastante para impedir a vinda de Lula e/ou Dilma ao Ceará.

Tudo isso seria pouco, não fora o peso da máquina governamental. Essa funcionou a todo vapor, dividindo o Estado. Fortaleza e sua grande periferia deram vitória a Eunício. Porém, o Interior – Ceará profundo! – veio com força, desmantelando o adversário.

Eleito, Camilo Santana deixa de ser coadjuvante. Vai ocupar “aquela” cadeira e ter na mão “aquela” caneta. Mesmo que a glória não lhe suba à cabeça, não é difícil imaginar que logo mais ele será o número um e deverá buscar ser o governador de todos os cearenses… Que Deus o ajude!

* Antonio Mourão Cavalcante

a_mourao@hotmail.com 
Médico e antropólogo. Professor universitário.

Evandro Leitão topa ser Secretário dos Esportes

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=HjmrfKM71Zk&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O PDT trabalha para ocupar a Secretaria Estadual dos Esportes.

O deputado estadual Evandro Leitão, que preside o time do Ceará Sporting, já admite topar a parada, no que abriria vez na Assembleia para a acomodação de suplente da coligação.

Evandro, bom lembrar, já foi secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social no Governo Cid Gomes.

Dilma: O povo quer mais do que o PT já ofereceu

Com o título “O primeiro passo é reconhecer o obvio”, eis artigo do jornalista Luis Henrique Campos, que pode ser conferido no O POVO destes sábado. Ele aborda dificuldades que Dilma terá com o Congresso neste seu segundo mandato. Confira:

Por mais que lideranças petistas estejam nesse momento torcendo o nariz contra visões dando conta de que o resultado da eleição presidencial mostrou uma divisão no país, é inegável sua caracterização nesse momento. Não na perspectiva de uma divisão regional, por classe social ou renda, como muitos estão de forma reducionista tentando colocá-la. É claro que entre os que rejeitam o atual Governo Federal há aqueles defensores da ideia de que o Brasil desinformado é PT, e os “esclarecidos” são oposição.

Felizmente os que pensam dessa forma não são maioria e contribuem pouco em termos quantitativos para essa divisão. Tentar esconder, todavia, o descolamento de boa parte de antigos eleitores do PT da atual gestão, é minimizar o recado dado nas urnas no último dia 26. Na verdade, fosse Aécio Neves, Marina Silva, Eduardo Campos ou qualquer um outro que se considerasse em condições de vencer Dilma Rousseff, acabaria encarnando o sentimento anti-petista que tem marcado a discussão política no país recentemente. Negar isso, talvez seja o primeiro erro do PT na tentativa de procurar recuperar parte do eleitorado que lhe já foi fiel.

O que se vivenciou na última eleição presidencial mostrou claramente o quanto parcela significativa da sociedade brasileira está querendo mais do que o PT ofereceu até agora. Se com Lula e Dilma o país pôde se orgulhar dos avanços sociais alcançados nos últimos 12 anos, é preciso entender que as demandas surgidas por conta dessa melhoria na qualidade de vida de parcela significativa da população, geraram outras tão urgentes como carentes de solução por parte do poder público.

Nesse sentido, o novo Governo Dilma terá pela frente missão extremamente delicada na condução de seu segundo mandato. Fato este agravado com a possível difícil relação que deverá ter no Congresso Nacional, não só com a oposição de faca nos dentes, mas com a própria base aliada como se viu esta semana na votação sobre os conselhos populares.

* Luiz Henrique Campos

opiniao@opovo.com.br 
Jornalista do O POVO

Secretaria da Educação e o crivo de Izolda Cela

178 3

bruno

O deputado federal Artur Bruno (PT), não reeleito, pode ganhar vez na equipe do governador eleito Camilo Santana (PT). Mas nada de Secretaria da Educação.

A vice-governadora eleita Izolda Cela, que ocupará uma secretaria especial no plano social, quer com o deputado estadual reeleito Ivo Gomes (Pros), irmão de Cid Gomes apresentar um nome.

ivo gomes

A propósito: Ninguém sabe ainda qual o destino de Ivo Gomes. Há quem diga que ele deverá voltar a ocupar a Secretaria da Educação de Fortaleza, mas o prefeito Roberto Cláudio (Pros) evita falar no tema.

Já os professores da rede estadual rezam todo dia para que Ivo não queira ser o titular da Educação na gestão camiliana.