Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Açude Castanhão deve ter potencial turístico aproveitado

franciniguedes

Da Coluna Vertical, do O POVO desta segunda-feira:

O Fórum Estadual do Turismo está defendendo que o projeto de urbanização da margem esquerda da barragem do Castanhão tenha apoio dos governos estadual e federal. A proposta, concebida pela Unifor, foi apresentada durante reunião do colegiado, obtendo apoio unânime e definida como uma nova oportunidade de turismo no Interior.

Orçado em R$ 9,6 milhões, o projeto, segundo o prefeito de Jaguaribara, Francini Guedes, contempla a construção de um pier flutuante, áreas de lazer com piscinas e um extenso espaço de comércio e restaurantes.

O projeto, aliás, resultou na concessão, pelo Sebrae, do título de “Prefeito Empreendedor” a Francini. Em junho, ele disputará, em Brasília, concurso nacional da entidade. Com a urbanização, a expectativa é de que o açude possa ser sede ainda de competições esportivas náuticas.

Presidente do PT/CE: Se for candidato ao senado, Tasso vai perder de novo

216 13
francisco_de_assis_diniz

“A disputa pela única vaga para o Senado em 2014 começa a tomar ares de acirramento entre partidos ante a possibilidade de o ex-senador e ex-governador Tasso Jereissati (PSDB) entrar na briga. Apesar de pressionado pela cúpula nacional do PSDB, Tasso ainda não se pronunciou favorável ao pleito. Mesmo assim, o PT instiga que, caso o tucano tope uma nova empreitada eleitoral, sairá derrotado – como aconteceu em 2010, quando o peessedebista disputou cadeira com Eunício Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT).

Segundo o presidente estadual do PT, Francisco de Assis Diniz, o  partido não mudará de estratégia caso Tasso decida ser candidato. A maioria petista do Ceará decidiu, em encontro de tática eleitoral em março, que a prioridade é eleger o atual deputado federal José Nobre Guimarães para o Senado em 2014. “Quem quer ser vitorioso não tem medo de candidato. Nossa estratégia é a mesma quer o Tasso entre quer não”, afirmou.

De Assis pontuou que a militância petista realizará caravanas no Estado para divulgar o objetivo do partido e reunir correligionários a partir do dia 26 de abril.

“Quem quer ser candidato não pode escolher seus adversários. Cabe a nós escolher nosso candidato, e isso nós já fizemos. Se Tasso vai ser candidato, que bom, que seja”, disse o presidente. “O Tasso já foi derrotado quando tinha 62% das intenções de voto e vai ser derrotado de novo”, completou, referindo-se ao pleito de 2010, quando o ex-senador foi derrotado pela primeira vez em sua carreira política, com duas vagas disponíveis para o Senado.”

(O POVO)

Prefeitura de Fortaleza é cobrada por descaso com soropositivos

A Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/AIDS (RNP), regional do Ceará, divulga nota cobrando melhor assistência para acometidos da doença. Denuncia falta de apoio da gestão de Fortaleza. Confira:

NOTA

A RNP+CEARÁ Rede Nacional de Pessoas vivendo com HIV/AIDS Vem através desta nota informar ao CESAU – Conselho Estadual de Saúde do Ceará sobre a situação da Assistência as PVHA Pessoas vivendo com HIV/AIDS no município de Fortaleza, neste momento, e pedindo apoio do conceituado conselho sobre o descaso da gestão municipal em relação ao atendimento as Pessoas com HIV/AIDS do município de Fortaleza.

Em Fortaleza, embora não oficialmente, 295 pessoas foram diagnosticadas com HIV em 2013. Diante disso, A RNP+CEARÁ Solicita:

1. O fortalecimento dos SAEs (Serviços de Atenção Especializada em DST/Aids), garantindo um tratamento de qualidade e humanizado para as pessoas que vivem com HIV/Aids;

2. O SAE CEMJA que deveria ser referência do município de Fortaleza tem vivido uma seqüência de problemas em sua estrutura física e até incêndios o que resultou em desativação e mudança de endereço, tendo que ser locado toda sua estrutura em um Serviço que há muito se esperava para ser aberto o SAE CARLOS RIBEIRO que não chegou a ser aberto, inaugurado e teve que receber a estrutura do Cemja. A junção dos dois serviços no mesmo espaço só trouxe prejuízo no atendimento das pessoas vivendo destes dois serviços.

3. O SAE Anastácio Magalhães está com seu atendimento em péssimas condições funcionando em duas pequenas salas onde não oferece se quer um ventilador para os pacientes atendidos chegando à situação dos profissionais fazer um péssimo atendimento deste serviço pela falta de estrutura.

4. O acesso ao atendimento odontológico nos serviços municipais e estaduais tem sido outra grande dificuldade para as PVHAs Nossos serviços de saúde encontra-se despreparados e lentos, consultas e exames demorados, falta de médicos, leitos e medicamentos IO, infecção oportunistas.

5. A CENTRAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR VIVE SEU PIOR MOMENTO a espera de liberação dos processos burocráticos de licitação. As pessoas que vive com HIV não necessita apenas de Medicamentos (ARV) Antiretrovirais, somos um dos estados de uma região mais pobre do país onde as PVHA enfrentam grandes problemas que vão para alem da área da saúde as outras secretarias como assistência social também precisa fazer seu papel onde a Aids deve ser atendida.

6. A RNP+CEARÁ socializa também para este CONSELHO outra demanda de vários anos que é a Luta das Redes de Pessoas vivendo e do Fórum do movimento social de Luta contra Aids na garantia do Passe Livre no transporte público de Fortaleza para pessoas com HIV/AIDS em situação de vulnerabilidade social. Pauta em que discutimos com o prefeito Roberto Claudio em 26/12/2013 com o encaminhamento para a segunda reunião na segunda quinzena de janeiro de 2014 mais que até a presente data não fomos informados pela secretária de saúde Socorro Martins sobre esta reunião.

7. Precisamos que as secretarias de saúde do estado e Município abram suas agendas em caráter de URGENCIA para pauta da assistência as Pessoas que vivem com HIV/AIDS no nosso município de Fortaleza especialmente e estado do ceará.

* Francisco Edivando Oliveira,

Coordenador Administrativo da RNP+/CE.

Representante Regional da ANAIDS /NE, Articulação Nacional de Aids na Região Nordeste.

Vigilante e assaltante ficam feridos após troca de tiros na Aldeota

Um vigilante de concessionária de veículos e um assaltante ficaram feridos após troca de tiros no bairro Aldeota, na tarde deste domingo (20), por volta de 15h30min.

Segundo o cabo Ronaldo Araújo, do 8º Batalhão da Polícia Militar (8º BPM), o assaltante pretendia levar a arma do vigilante, que fazia a segurança da concessionária da Mitsubishi, localizada no cruzamento da avenida Heráclito Graça com rua Monsenhor Bruno.

De acordo com o cabo, o vigilante reagiu após abordagem do assaltante, que contava com o apoio de mais três homens dentro de um veículo próximo ao local. Houve troca de tiros e ambos foram atingidos. Sem levar a arma, o assaltante entrou no carro e fugiu com os outros comparsas em direção ao Centro.

O vigilante, ainda segundo o cabo, foi atingido no braço e socorrido ao Instituto Dr. José Frota (IJF). Não há informações sobre o estado de saúde do assaltante. A Polícia também não soube informar o nome do vigilante e nem se ele era de uma empresa terceirizada ou funcionário da concessionária, que estava fechada no momento da ação dos assaltantes.

O POVO Online entrou em contato com a concessionária, mas as ligações não foram atendidas.

(O POVO Online)

Custo de desoneração da folha de pagamentos dobra em 2014

Responsável por fazer o governo deixar de arrecadar R$ 13,2 bilhões no ano passado, a desoneração da folha de pagamento está trazendo maiores custos para o Tesouro Nacional em 2014. Nos dois primeiros meses do ano, a renúncia fiscal correspondeu a mais que o dobro do registrado no mesmo período de 2013.

Segundo dados mais recentes da Receita Federal, o governo deixou de arrecadar R$ 3,59 bilhões em janeiro e fevereiro por causa da desoneração da folha, contra R$ 1,6 bilhão nos mesmos meses do ano passado. A principal responsável pela diferença foi a inclusão de 16 setores da economia que não contavam com o benefício fiscal no início de 2013.

Em julho do ano passado, dez setores da indústria, do comércio e de serviços, além da construção civil, entraram na desoneração. Em janeiro deste ano, cinco segmentos ligados ao transporte e as empresas jornalísticas também passaram a fazer parte do novo sistema de contribuição para a Previdência Social.

O novo regime começou a ser adotado em 2011 para estimular o emprego e evitar demissões nas indústrias de couro e calçados, nas confecções e nas empresas de call center e de tecnologia da informação. Atualmente, 56 segmentos da indústria, do comércio, dos serviços e dos transportes são beneficiados pela desoneração da folha.

Em vez de pagarem 20% da folha de pagamento como contribuição patronal à Previdência Social, os setores beneficiados pela desoneração passaram a pagar 1% ou 2% do faturamento, dependendo da atividade.

(Agência Brasil)

Concursos desta semana oferecem mais de 8 mil vagas

foto concursos 140420

Os concursos abertos nesta semana oferecem 8.513 oportunidades de trabalho para quem pretende iniciar ou continuar uma carreira no serviço público. Foram 47 seleções abertas, com salários máximos de R$ 5.629, em média.

O Tribunal de Justiça do Paraná está oferecendo o maior salário: R$ 21.657. São apenas seis vagas para preenchimento de cargo de juiz substituto.

Já a prefeitura de Bituruna (PR) é o segundo órgão que oferece melhor remuneração: salário máximo de R$ 15.911. São 53 vagas para todos os níveis.

No acumulado, há 25.352 vagas disponíveis em todo o país, para todos os níveis de escolaridade e com salários variados. A melhor remuneração é para juiz substituto do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, no Rio Grande do Sul: R$ 23.997,19. Serão selecionados 16 magistrados.

(Congresso em Foco)

Fórum Clóvis Beviláqua recebe na terça-feira exposição de peças produzidas por apenados

A exposição comemorativa ao primeiro ano do projeto Fábrica Escola chegará ao Fórum Clóvis Beviláqua na terça-feira (22). A mostra, que reúne peças artesanais produzidas por apenados e egressos do sistema carcerário, permanecerá no hall de entrada do prédio até 25 de abril. A exposição foi aberta no shopping Parangaba no último dia 3.

A Fábrica Escola contribui para recuperar o apenado e conscientizar a sociedade sobre a importância da ressocialização. Oferece oficinas artesanais, atendimento psicossocial, tratamento contra dependência química, assistência médica e orientação jurídica. Já foram beneficiados 75 reeducandos. Atualmente, 33 participam diariamente das atividades.

A iniciativa é uma parceria entre Poder Judiciário (por meio das Varas de Execução Penal), Ministério Público, Defensoria Pública, Universidade Estadual do Ceará (Uece), Associação Cearense de Magistrados (ACM), Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Fundação Deusmar Queirós, Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Ceará (OAB/CE) e outras instituições públicas e privadas.

(TJCE)

Supremo decidirá sobre habeas corpus de líder da greve da PM na Bahia

82 1

A decisão sobre dois pedidos de habeas corpus feitos pela defesa do líder do movimento grevista da Polícia Militar (PM) da Bahia, Marco Prisco, que está preso no Complexo da Papuda, no Distrito Federal, será tomada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com Fábio Brito, advogado e diretor jurídico da Associação de Policiais e Bombeiros e seus Familiares (Aspra), a defesa se equivocou ao apresentar inicialmente o pedido de soltura ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1).

“[Foi apresentado ao TRF1 porque] seria a segunda instância da 17ª Vara Federal, que determinou a prisão. Mas os advogados se equivocaram, pois [a acusação] é crime político”, disse Fábio Brito. O plantão do STF vai até esta segunda-feira (21), mas a defesa espera uma decisão ainda neste domingo (20). “Acreditamos que saia nas próximas horas, por parte da ministra Cármen Lúcia”, declarou.

O Ministério Público Federal divulgou nesse sábado (19) nota afirmando que requereu a prisão de Marco Prisco “para a garantia da ordem pública”. O texto diz que “o denunciado liderou a realização de três greves ilegais de policiais militares no estado da Bahia e de consequências nefastas para os cidadãos baianos”. O órgão alega que todos os elementos para o pedido de prisão preventiva estão cumpridos com relação ao líder do movimento grevista.

Para Fábio Brito, Prisco está preso ilegalmente. O diretor jurídico da Aspra alega que o líder foi anistiado pela Lei Federal 12.848/2013, que perdoou policiais militares envolvidos em movimentos grevistas. Ele disse ainda que o acordo com o governo da Bahia pelo qual a Polícia Militar decidiu encerrar a greve prevê a anistia dos envolvidos.

Segundo Brito, os policiais militares baianos seguem trabalhando. “Continuam a desempenhar suas atividades, até para não tumultuar nossa linha de defesa. Estamos dizendo que não sobrexiste mais a motivação [para a prisão de Marco Prisco], em virtude de que não há mais greve”. Procurada pela Agência Brasil, a assessoria de comunicação da PM da Bahia confirmou que os policiais estão trabalhando normalmente.

(Agência Brasil)

Ciops entra no clima do feriadão, enquanto 17 pessoas são assassinadas em Fortaleza em dois dias

Enquanto o Relatório de Ocorrências da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) entrou em clima de “feriadão” desde a quarta-feira (16), sem registrar um único crime em Fortaleza, 17 pessoas foram assassinadas na Sexta-feira da Paixão (18) e no Sábado de Aleluia (20), segundo o número de corpos examinados pela Perícia Forense do Ceará (Pefoce), até a noite desse sábado.

Das 17 vítimas, 15 foram mortas a bala e duas a facadas. Entre os corpos examinados, há três do sexo feminino. Os bairros onde ocorreram os assassinatos são: Álvaro Weyne, Antonio Bezerra (2 registros), Barra do Ceará, Barroso, Bom Jardim, Cidade 2000, Edson Queiroz, Granja Lisboa, Granja Portugal, Jangurussu (2 registros), José Walter, Pirambu, São Cristovão, Serrinha e Vicente Pinzon.

Senadora critica incentivo a linchamentos

137 3

A senadora Ana Rita (PT-ES) lamentou o linchamento do jovem capixaba Alailton Ferreira, de 17 anos, que atuava como flanelinha no município de Serra. Acusado de estupro, Alailton foi perseguido e espancado por cerca de 50 moradores da região e morreu no hospital. O linchamento foi gravado e divulgado na internet. De acordo com a Polícia Militar, porém, não há qualquer denúncia, nem de estupro nem de outro crime, contra Alailton.

A senadora também criticou a PM, que chegou duas horas depois e não chamou a ambulância para socorrer o jovem. Ana Rita ressaltou que, ainda que Alailton tivesse cometido o crime, ele deveria ter sido preso, processado e julgado.

Segundo a senadora, a família do jovem está passando por profundo sofrimento com a injustiça. Ana Rita criticou a frieza dos que filmaram o crime e não interferiram para evitar o linchamento e lembrou que a maioria das vítimas desse tipo de crime é de jovens, negros e pobres.

Com base em pesquisas, a senadora lamentou o crescimento do número de linchamentos no país e o aumento da tolerância com certos tipos de crime, como a tortura. Ela criticou a tentativa de fazer justiça com as próprias mãos e cobrou medidas legislativas contra a violência.

– Precisamos trabalhar muito para acabar de uma vez por todas com os linchamentos, oferecendo à sociedade a segurança que ela tanto precisa, reforçando a infraestrutura das polícias, preparando melhor nossos policiais, fazendo valer nossas leis.

(Agência Senado)

Papa pede paz em regiões de conflito na oração de Páscoa

Em mensagem de Páscoa, o papa Francisco apelou à comunidade internacional para “prevenir a violência” na Ucrânia. Pelo menos quatro pessoas morreram neste domingo (20) no Leste da Ucrânia, região que faz fronteira com a Rússia, num tiroteio entre as forças ucranianas e ativistas pró-Rússia.

Em sua oração, o papa pediu a Deus que “ilumine e inspire as iniciativas que promovam a paz na Ucrânia”. Francisco pediu para que “todos os envolvidos, com o apoio da comunidade internacional, façam todos os esforços para prevenir a violência num espírito de unidade e diálogo, construindo um caminho para o futuro do país”.

O Vaticano informou que aproximadamente 150 mil pessoas estavam na Praça de São Pedro e em uma avenida próxima para participar das celebrações do domingo de Páscoa e ouvir a tradicional benção Urbi et Orbi (à cidade e ao mundo) do papa, que se dirigiu à multidão da mesma varanda em que apareceu pela primeira vez depois de ser eleito líder da Igreja Católica.

O papa rezou ainda pelo fim dos “brutais ataques terroristas” na Nigéria e da violência na  República Centro-Africana e no Sudão do Sul. Por fim, orou pelo sucesso das negociações de paz no Oriente Médio, abaladas nos últimos dias por confrontos entre manifestantes palestinos e forças policiais de Israel em Jerusalém.

(Agência Brasil)

O mal a ser expurgado

88 1

Da coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (20):

Claro está que o crime organizado estabeleceu tentáculos no Judiciário do Ceará. Como bem disse o presidente do Tribunal de Justiça, Luis Gerardo Brígido, é um esquema que envolve um punhado de magistrados, serventuários e advogados. Não é o todo. É uma parcela. No tapetão, a maioria está tão atônita quanto as ruas.

Embora o distinto público desconheça, já se sabe dos nomes. A coisa toda já é conhecida. Os esquemas, com todos os seus procedimentos marginais, foram esmiuçados. A cúpula do Tribunal de Justiça fez o seu levantamento e está ansiosa para que o Conselho Nacional da Justiça finalize o seu. O mal será expurgado.

A imprensa, como bem disse o presidente do Tribunal, está fazendo a sua parte. Ou seja, está jogando luzes sobre os escabrosos acontecimentos. E certamente continuará fazendo. Porém, é preciso estabelecer uma corrente de apoio ao comando do TJ.

Já cobrei aqui da OAB. Espera-se que a entidade levante-se de seu berço esplêndido corporativista e declare apoio público ao comando do Judiciário, reforçando as posições dos magistrados que corajosamente agem para desbaratar a gangue que carcome a instituição base de nossa democracia.

O mesmo espera-se de outras instituições. Faz pelo menos dez dias que a questão está na imprensa e até aqui não se viu uma manifestação de apoio da Assembleia Legislativa e da Câmara de Fortaleza. Nutre-se a mesma expectativa do Governo do Ceará.

É preciso coragem para lidar com questões corporativas que se entrelaçam com o crime organizado. Há muito dinheiro sustentando esse esquema. Dinheiro nas mãos de gente perigosa. Quanto mais apoio a cúpula do Tribunal de Justiça receber da sociedade, mais força o órgão terá para fazer o que precisa ser feito.

Pesquisa da USP desenvolve aparelho que detecta dengue em 20 minutos

Um aparelho portátil e de baixo custo, desenvolvido por pesquisadores do Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo (USP), é capaz diagnosticar com precisão os pacientes com o vírus da dengue em apenas 20 minutos, já a partir dos primeiros sintomas. A novidade está sendo possível porque um estudo mostrou alta concentração da proteína NS1, produzida pelo vírus. Atualmente, o exame para detectar a doença só pode ser feito no sexto dia, o que faz com que ela seja confundida com outras infecções e nem sempre tratada da forma adequada. A demora no diagnóstico pode levar, especialmente nos casos de reincidência, à morte.

“O teste convencional não pode ser feito nos primeiros dias, porque ele mede a concentração de anticorpos. [O paciente] tem que ter quadro avançado de dengue. O novo aparelho detecta a proteína já nos primeiros dias”, disse o professor Francisco Guimarães, responsável pelo estudo. O dispositivo, similar ao que é utilizado na medição de glicemia, funciona da seguinte forma: o anticorpo que reage à proteína NS1 é cultivado na gema do ovo. Em seguida, ele é colocado em alta concentração sobre uma membrana metálica, a qual em contato com o sangue infectado, reage eletricamente.

Guimarães destaca que a utilização de ovos de galinha para produzir os anticorpos foi uma das formas encontradas para baratear o custo do produto. O aparelho deve custar entre R$ 100 e R$ 200. “A ideia é que todo posto de saúde, mesmo em lugares mais remotos, possam fazer o teste rápido, sem que o sangue tenha que ser levado para grandes centros. Evita-se a demora no resultado, pois é um teste direto”.

(Agência Brasil)

Das paralisações policiais em zonas metropolitanas do País

As greves ou movimentos afins das polícias Militar e Civil, primordialmente nas regiões metropolitanas do Brasil, são problema que precisa ser melhor negociado. Deflagrada na noite de terça-feira, a paralisação da PM da Bahia teve como desdobramentos, em primeiro lugar, na capital Salvador, saques no dia seguinte no comércio e arrombamentos a supermercados. Como precaução, empresários retiraram ônibus das ruas, assim como escolas e faculdades ficaram sem aulas. O movimento terminou após acordo na quinta-feira.

Isso aconteceu numa das cidades mais religiosas e turísticas do País. Apesar de abrigar muitas fés garantidas pela liberdade de culto, Salvador, só no Catolicismo, ficou conhecida por se somar, popularmente, 365 igrejas. Na realidade, são 372. Os PMs decidiram parar na Semana Santa, época em que a capital baiana concentra inúmeras pessoas de dentro e de fora do Estado.

Os trabalhadores das polícias Militar e Civil, sejam os envolvidos diretamente com a segurança pública, enfrentando inclusive o risco de morte, além de servidores da burocracia interna e outras funções, precisam ter salários adequados. Isso deve acontecer em todos os estados e no Distrito Federal. Em janeiro e fevereiro passados, operação tartaruga da Polícia Federal do DF deixou Brasília e cidades satélites sob polvorosa, com o aumento dos episódios violentos.

A capital federal é uma das cidades nacionais que concentram pessoas provenientes da maioria dos estados brasileiros, o que causou preocupações a mais de parentes nas respectivas unidades da Federação. Também registra presença de centenas de cidadãos estrangeiros, a exemplo dos diplomatas e outras ocupações.

No caso da Bahia, o governador Jaques Wagner (PT) invocou intenções eleitoreiras no movimento, diante de lideranças dentro da PM que têm candidaturas para o próximo pleito, este ano. Entretanto, a questão trabalhista deve ser levada em conta. Além da boa formação do policial civil e militar, uma das condições primordiais para que a sociedade fique melhor protegida.

(O POVO / Editorial)

O lobby dos lobos

101 2

Da coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (20):

Ninguém em sã consciência esperaria que o comparecimento da presidente da Petrobras, Graça Foster e do ex-diretor Nestor Cerveró, ao Senado e à Câmara dos Deputados, respectivamente, convencesse os defensores da CPI exclusiva a desistir de seu intento. É indisfarçável que a CPI é a chance de um palanque eleitoral para a oposição. Claro, faz parte das regras do jogo. Só que os cidadãos precisam estar cientes de que é disso que se trata, e que o inflado discurso da ética deve ser visto com a precaução requerida.

Mais do que palanque, a articulação visa desqualificar a gestão estatal da Petrobras e recolocar em cena o discurso do Estado “mau gestor”, com vistas a aumentar a influência do mercado na empresa, até que se possa privatizá-la na primeira chance. Para isso é fundamental a eleição de um presidente “confiável”, que cancele o novo marco regulatório do petróleo, baseado no regime de partilha, e retroceda ao regime de concessão. Dessa forma, o pré-sal passaria às mãos do lobby internacional do petróleo. Esse é o verdadeiro jogo por trás do barulho armado em torno de Pasadena.

Seria ingênuo esperar que os governistas não respondessem no mesmo tom e não insistissem na extensão da investigação da CPI aos escândalos dos trens e metrô paulistas e às alegadas tramoias no Porto de Suape, em Pernambuco.

Mas, não é de agora que a CPI é desacreditada como instrumento de investigação. Serve mesmo é para a disputa política. Aliás, em 20 anos de governo tucano, em São Paulo, jamais foi permitida uma CPI na Assembleia Legislativa.

No caso de Pasadena, o mais racional seria esperar os resultados das rigorosas investigações conduzidas pela Polícia Federal, Ministério Público e o Tribunal de Contas da União sobre as denúncias. Caso não fossem satisfatórias, aí sim, seria acionada a CPI. Qualquer brasileiro de bom senso concordaria com essa metodologia.

Pela primeira vez, em nove anos, Prefeitura de Fortaleza apresenta aumento nas matrículas

93 5

A Prefeitura de Fortaleza, por intermédio da Secretaria Municipal da Educação (SME), registrou em 2014 um aumento de 5,6% no número de matrículas em relação a 2013. Foram cerca 196 mil matriculados, perfazendo 10.500 alunos a mais na rede municipal de ensino, em comparação com o ano anterior. O número de matrículas voltou a crescer em 2014 depois de quedas consecutivas nos percentuais desde 2005.

O aumento mais significativo foi na Educação Infantil, chegando a 14,5%. A oferta do Infantil III em dois turnos fez com que mais alunos pudessem ter acesso às creches. Além disso, a Prefeitura inaugurou cinco novos Centros de Educação Infantil e deve entregar à população outros 124 até 2016.

Essa mudança é resultado de vários investimentos já aplicados na educação de Fortaleza e que fazem parte do Plano de Ações 2013-2015, no valor de R$ 600 milhões, o maior da história da Cidade. A Prefeitura está oferecendo um ambiente de confiabilidade, no qual a comunidade escolar (pais, alunos e professores) está mais integrada e empenhada no aprendizado dos alunos.

O diretor da escola Professora Terezinha Ferreira Parente, do bairro Curió, Adriano Nascimento, diz que a seleção pública para diretores e coordenadores pedagógicos e a garantia de professores em todas as turmas foram decisivas para o aumento da credibilidade das escolas. “Atribuo a elevação das matrículas também ao conjunto de ações que impactaram na ação pedagógica do ensino como: melhoria da merenda escolar, renovação do mobiliário que passou a ser o adequado para a idade dos alunos, material escolar gratuito para todos, livros novos, agenda escolar, mochila e fardamento. Tudo novo e de qualidade, elevando assim a autoestima dos nossos alunos”, disse o diretor.

A meta da SME é chegar a 2016 com 20% a mais do número de alunos matriculados em 2013 (cerca de 186 mil). Para isso, o cuidado com cada modalidade de ensino e suas necessidades é constante para transformar a escola pública num modelo de qualidade.

(Prefeitura de Fortaleza)