Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Geração de empregos formais em fevereiro foi recorde no Sul e no Nordeste

As regiões Sul e Nordeste apresentaram desempenho recorde na geração de empregos formais em fevereiro deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados nessa segunda-feira (17) pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Em fevereiro, foram gerados no país 260.831 empregos formais. O número representa mais que o dobro do resultado do mesmo período do ano passado (123.446) e só é inferior ao registrado em fevereiro de 2011, quando foram criadas 280.799 vagas. O resultado também é superior ao do segundo mês de 2012, quando foram criados 150.600 empregos.

Em termos percentuais, a Região Sul apresentou crescimento de 1,08%, com 79.990 postos de trabalho gerados. Em seguida, veio o Nordeste, com aumento de 0,27%, ou 17.565 novas vagas.

No Nordeste, o resultado recorde em comparação com o mesmo período do ano passado é oriundo do aumento do emprego em sete estados, com cinco deles registrando crescimento significativo. Houve recorde na Bahia, que criou 7.420 postos; no Ceará, com mais 7.231; na Paraíba, com mais 1.385; no Piauí, com 966; e no Rio Grande do Norte, com 931. Sergipe gerou mais 1365 vagas e Alagoas, mais 16.

Os estados de Pernambuco e do Maranhão tiveram o pior resultado entre todas as unidades da Federação. Pernambuco teve saldo negativo, com a perda de 883 postos, seguido do Maranhão, que ficou sem 866 empregos.

Na Região Sudeste foram criadas 130.628 vagas, com aumento de 0,60% em relação a fevereiro do ano passado. No Centro-Oeste, Goiás teve o melhor desempenho, com a geração de 12.554 das 29.515 novas vagas registradas na região. A Região Norte criou 3.125 empregos, com destaque para o Pará, com mais 1.985, e o Tocantins, com 1.184.

(Agência Brasil)

Secretária Adjunta de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres debate problemática em Fortaleza

foto acrísio e rosangela rigo

A secretária adjunta de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, Rosangela Rigo, debateu na tarde desta segunda-feira (17), na Assembleia Legislativa do Ceará, a questão da violência doméstica e sexual sobre mulheres de todas as idades. A audiência pública foi uma promoção da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania.

Mais cedo, a secretária do Governo Dilma Rousseff esteve na Câmara Municipal de Fortaleza, onde foi recebida pelo vereador Acrísio Sena (PT). Rosangela Rigo conversou com o vereador petista das conquistas das mulheres no Governo Federal.

Eunício Oliveira diz que trabalha para unir PMDB com o PT

Um dos raros peemedebistas na posse dos novos ministros, nesta segunda-feira (17), no Palácio do Planalto, o senador Eunício Oliveira disse que trabalha para que o PMDB e o PT voltem a caminhar justos.

“Estou trabalhando para que [a crise] acabe de uma vez, mas, por enquanto, nós ainda temos alguns resquícios, alguns incêndios pequenos que nós precisamos apagar”, ressaltou o senador cearense.

Apesar da presença de Eunício Oliveira, nenhum deputado peemebista compareceu à solenidade. “Isso não quer dizer que o partido está rachado. Não há uma divisão entre Câmara e Senado”, comentou o parlamentar.

(com agências)

Mais de 2 milhões de contribuintes enviaram declaração do Imposto de Renda

O número de contribuintes que acertaram as contas com o Fisco passou de 2 milhões. Até as 17 horas desta segunda-feira (17), cerca de 2,3 milhões de contribuintes enviaram a Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) à Receita Federal, que espera receber 27 milhões de declarações neste ano. O prazo para entrega vai até 30 de abril. O programa gerador está disponível na página da Receita Federal na internet desde 26 de fevereiro, mas a transmissão dos formulários só começou no último dia 6, assim como a liberação do aplicativo que permite o preenchimento da declaração em tablets e smartphones.

Neste ano, os contribuintes com certificação digital ou representantes com procuração eletrônica receberão, pela primeira vez, a declaração pré-preenchida. Por meio do Centro Virtual de Atendimento da Receita (e-CAC), eles têm acesso ao documento preenchido com antecedência pelo Fisco e só precisam confirmar as informações para enviar a declaração.

As regras para o preenchimento da declaração foram divulgadas em 21 de fevereiro no Diário Oficial da União. Como nos outros anos, o contribuinte que enviar a declaração no início do prazo deverá receber a restituição nos primeiros lotes, a menos que haja inconsistências, erros ou omissões no preenchimento.

Também terão prioridade no recebimento das restituições os contribuintes com mais de 60 anos, conforme previsto no Estatuto do Idoso, além de pessoas com doença grave ou deficiência física ou mental.

Desde a semana passada, o contribuinte pode tirar dúvidas sobre o Imposto de Renda pela internet. Está disponível no canal da Receita Federal no Youtube um vídeo com explicações sobre as novidades da declaração deste ano e com dicas para evitar erros no preenchimento das informações.

(Agência Brasil)

Sindconfecções empossa nova diretoria

O Sindicato das Indústrias de Confecção de Roupas e Chapéus de Senhoras no Estado do Ceará (Sindconfecções) realiza nesta segunda-feira (17), a partir das 18h30min, a posse da nova diretoria do sindicato para o quadriênio 2013-2017. O evento ocorrerá durante a reunião da diretoria plena da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

O empresário Marcus Venícius Rocha Silva, da empresa Dogville Menswear, assumirá pela segunda vez a presidência com a proposta de continuar buscando o fortalecimento do setor por meio da capacitação de gestores e melhorando as condições dos colaboradores, além de consolidar o sindicato como uma ferramenta de suporte para as empresas associadas.

Marcus Venícius destaca que o grande desafio do setor continua sendo a luta pela diminuição da carga tributaria. “Precisamos enfrentar a questão da competitividade, principalmente com o estado de Pernambuco. E isso só será possível com um trabalho contínuo no governo do estado para diminuir a tributação elevada no Ceará”, diz Marcus Venícius.

Confira a relação da nova diretoria do Sindconfecções:

Presidente: Marcus Venícius Rocha Silva; 1º Vice-presidente: Maria de Fátima Facundo Soares; 2º Vice-presidente: Antônio Carlúcio de Souza Pereira; Diretor Administrativo: Herbert da Costa Velho; Diretor Financeiro: João Paulo Vasconcelos Nojoza; Diretor de Relações Trabalhistas e Sindicais: Robério Guimarães Freire; Diretor de Eventos: Silvia Helena de Melo Lima; Diretor de Marketing: Rivelino Sandri; Conselho Fiscal (Efetivos): Celeste Marques Girão, Maria de Lourdes Avelar e Thiago Borges Duarte; Conselho Fiscal (Suplente): William Berkmans Marinho Verçosa; Delegado Representante na Fiec (Efetivo): Marcus Venícius Rocha Silva; Delegado Representante na Fiec (Suplente): Herbert da Costa Velho.

(Fiec)

Policiais Civis debatem possível paralisação

O Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Ceará (Sinpol/CE) realiza assembleia geral, na noite desta segunda-feira (17), a partir das 18h30min, na Praça dos Voluntários, na rua do Rosário, 199, no Centro.

A reunião irá discutir metas para a terceira fase do movimento Polícia Legal, que tem por objetivo a valorização do policial civil. Na primeira fase, diretores do Sinpol/CE apontaram desvios de funções do policial civil. Na segunda fase, o movimento apresentou para a sociedade os números da violência no Estado, por meio de outdoors.

Há motivos para a paralisação?

Em artigo enviado ao Blog, o professor Francisco Djacyr comenta o movimento nacional por uma educação de qualidade. Confira:

Nos dias 17, 18 e 19 deste mês, professores de todo Brasil estarão em luta contra uma série de anomalias na Educação, em que a principal bandeira é a defesa do cumprimento da Lei do Piso, que infelizmente vem sendo desprezada pelos governantes. Esses, muitas vezes, fazem uma grande maquiagem e até recorrem à Justiça, efetivando o descumprimento da lei.

Dentro deste contexto de luta está a educação de qualidade que não pode ser feita sem a valorização do exercício do magistério e boas condições de trabalho. Na nossa cidade, há motivos para mobilização, pois a atual gestão tem provocado um grande atraso no modelo de educação, quando projetos eficazes, como Informática na Escola e Salas de Leituras, foram simplesmente deixados de lado e professores qualificados para esta ação foram retirados a ferro e fogo, deixando esses equipamentos à mercê da destruição pela falta de uso.

Outro processo que não deve ser esquecido é a aniquilação da democracia nas escolas, quando gestores e coordenadores não são escolhidos pela Comunidade Escolar e acabam tendo que fazer todos os propósitos dos comandantes da educação, sem levar em conta os anseios dos que fazem a escola.

Temos creches de tempo integral fechadas, temos desestímulo ao crescimento intelectual dos educadores sem permissão para cursos de Mestrado ou Doutorado, além de graves pendências e completo despropósito verificado nas épocas de lotação. No entanto, o sentido da paralisação não deve ser desprezados pelos gestores, pois o sucesso desta mobilização tem a ver com o cansaço de não haver de forma alguma valorização do professor como um todo.

A situação da educação pública na cidade de Fortaleza e em todo Estado não tem caracterização de uma boa qualidade, pois falta o investimento no ser que professa, não há dialogicidade no contexto da administração da educação nem confiança recíproca entre gestores e educadores, o que acaba provocando vários problemas que não serão resolvidos a contento, pois na realidade os gestores nos últimos anos têm preocupação meramente material e econômica, desprezando sempre o social.

Há motivos de sobra para dizer não a este modelo. O momento provocaria uma reflexão dos gestores sobre o que tem sido a educação em nosso país. No entanto, nos parece que muitos não estão muito preocupados com isso, pois a educação pública no Brasil é para pobres e como diz a canção: “pobres são como podres”.

População precisa fazer a sua parte

foto mtabosa trânsito 140314

Há 10 dias com o tráfego de veículos liberado, a avenida Monsenhor Tabosa é motivo de elogios por parte dos lojistas e comodidade para clientes e demais cidadãos. A requalificação desse importante corredor turístico e comercial ocorreu após 22 anos da última intervenção, ainda na primeira gestão Juraci Magalhães.

A Prefeitura de Fortaleza fez a sua parte ao realizar obras de drenagem, pavimentação nova, iluminação, calçadas padronizadas, áreas sombreadas e maior acessibilidade, mas a população precisa preservar as melhorias, além de respeitar normas de trânsito.

Não foi o que ocorreu com o motorista do veículo da foto, que simplesmente ligou o pisca alerta de seu carro para realizar uma operação bancária. Assim como esse motorista, outros teimam em estacionar em locais proibidos, o que compromete a mobilidade na área e desrespeita cadeirantes.

A AMC promete intensificar a fiscalização na avenida.

(Foto: Evangelina Araújo, leitora do Blog)

Eleições: publicidade do governo fica suspensa entre 5 de julho e 5 de outubro

A publicidade de órgãos do Poder Executivo ficará suspensa entre 5 de julho e 5 de outubro em razão das eleições deste ano. O período poderá ser estendido até 26 de outubro em caso de segundo turno. A instrução normativa que estabelece a restrição é da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República e foi publicada nesta segunda-feira (17) no Diário Oficial da União.

De acordo com a publicação, propagandas institucionais, de utilidade pública e de produtos e serviços que não tenham concorrência no mercado ficarão suspensas durante o período estabelecido.

As regras não valem para publicidade legal, publicidade de produtos e serviços que tenham concorrência de mercado e publicidade realizada no exterior e no Brasil para público-alvo constituído de estrangeiros.

Ainda segundo a instrução normativa, os órgãos de governo serão responsáveis por solicitar a suspensão das propagandas. Caberá a eles manter registros claros (data, natureza e destinatário) de que o material submetido ao controle da legislação eleitoral foi distribuído antes ou depois do período eleitoral, para, se necessário, produzir prova junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

(Agência Brasil)

Senadores querem saber do andamento das obras em aeroportos

A menos de 90 dias da Copa de 2014, a situação das obras em aeroportos preocupa senadores. Para tratar do assunto, a Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) ouvirá na quarta-feira (19) o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Wellington Moreira Franco, e o presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Antonio Gustavo Matos do Vale.

Segundo a senadora Lídice da Mata (PSB-BA), autora do pedido para a audiência, um dos objetivos é obter informações sobre a situação atual das obras. Em fevereiro, ao defender a aprovação do requerimento, a senadora apontou diferença no ritmo das obras públicas feitas pela Infraero, como as do aeroporto de Salvador, e das obras em aeroportos concedidos à iniciativa privada, como o de Brasília.

– O que está havendo? Uma incapacidade da Infraero de atender os nossos interesses reais? Ou é uma sabotagem de alguns para comprovar a tese de que os aeroportos brasileiros, para serem lucrativos, devem ser todos privatizados ou colocados para concessão privada? – questionou Lídice, para quem as obras em Salvador andam a “passos de tartaruga”.

Vários aeroportos do país apresentam atrasos nas obras, que podem não ser concluídas até junho, mês da Copa. No aeroporto de Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), apenas 85% dos trabalhos de ampliação e modernização devem ser entregues até o evento. Em Fortaleza, apenas a parte inferior do terminal deverá ficar pronta até abril. Outros aeroportos devem ter obras provisórias, os chamados “puxadinhos”.

A situação das obras relacionadas à Copa foi o tema de audiência interativa realizada na última terça-feira (11) pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE). Nas manifestações dos internautas pelo e-Cidadania, as principais queixas eram sobre os gastos com a Copa e os atrasos nas obras de mobilidade urbana e em portos e aeroportos.

(Agência Senado)

Dilma empossa seis ministros e cita desafios para 2014

A presidente Dilma Rousseff empossou nesta segunda-feira (17) seis novos ministros do governo, desejando sorte aos que deixam os ministérios e muito trabalho aos novos comandantes das pastas. As mudanças ocorreram nos ministérios do Desenvolvimento Agrário, das Cidades, da Pesca e Aquicultura, da Ciência, Tecnologia e Inovação, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e do Turismo. Cinco dos seis ministros que deixam o cargo saem para se candidatar às eleições de outubro.

“A esses parceiros de jornada que hoje se afastam do governo, desejo sorte e sabedoria para os nossos desafios. Dedico a cada um de vocês um sincero e caloroso muito obrigada”, disse Dilma. “Vocês contribuíram para a construção e para a consolidação de um projeto de Brasil que propiciou algo raro: crescer e diminuir a desigualdade”, acrescentou.

Segundo Dilma, este ano será de muitos desafios nas áreas assumidas pelos novos integrantes do governo. “Queremos afirmar aqui que 2014 vai ser um ano de muitas realizações, na agropecuária, na agricultura familiar, no desenvolvimento da pesca, na melhoria da mobilidade urbana em nossas cidades, no estímulo à inovação tecnológica e à pesquisa científica, no acolhimento profissional e, ao mesmo tempo, caloroso dos turistas que vêm ao Brasil”, listou.

O Ministério do Desenvolvimento Agrário, ocupado até então por Pepe Vargas, será assumido pelo ex-presidente da Petrobras Biocombustível Miguel Rossetto, que já ocupou a pasta no governo do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. Na pasta das Cidades, o vice-presidente de Governo da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, substituirá o atual ministro Aguinaldo Ribeiro.

Clelio Campolina Diniz, reitor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), será o novo titular do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação no lugar de Marco Antonio Raupp. O senador Eduardo Lopes (PRB-RJ) ocupará o da Pesca e Aquicultura, conduzido por Marcelo Crivella, também senador do PRB fluminense.

Neri Geller, atualmente secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, será o substituto de Antônio Andrade na pasta. Para o lugar de Gastão Vieira no Ministério do Turismo, a presidenta anunciou o gerente de assessoria internacional do Serviço Brasileiro às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Vinicius Nobre Lages.

Pepe Vargas, Aguinaldo Ribeiro, Marcelo Crivella, Antônio Andrade e Gastão Vieira disputarão as eleições estaduais de outubro, e Marco Antonio Raupp deixa o governo para “assumir novos desafios profissionais”, segundo a presidenta.

(Agência Brasil)

Expresso Guanabara investe na renovação da frota

525 1

carlosmagalhaes

A Expresso Guanabara adquiriu mais 30 novos carros, dentro do seu programa de renovação da frota no Estado. Segundo o diretor operacional da empresa, Carlos Magalhães, o novo pacote virá agora em abril.

Atualmente, a Guanabara conta com uma frota de 405 carros e opera em 42 linhas intermunicipais. “A renovação constante da nossa frota é uma prioridade”, explica Magalhães que, em Brasília, participa de reunião da Associação Brasileira de Transportes Terrestres (ABRATT).

(Foto – Paulo MOsKa)

Parlamentar questiona obras do VLT. Haverá luz no fim destes túneis?

Com o título “Trens fora dos trilhos”, eis artigo do deputado estadual João Jaime (DEM). Ele aborda, com muitas queixas, obras da mobilidade como os VLTs do Cariri e de Sobral e o VLT de Fortaleza. Confira:

O trem (VLT) do Cariri, opera há três anos. Continua transportando, no máximo, 1.200 passageiros por dia, com a tarifa de R$ 1,00 por pessoa. Pensando nisso, paira a dúvida sobre os gastos com a obra referentes a investimento e manutenção. Isso, tendo em vista que a obra custou para o Estado aproximadamente R$ 60 milhões e a manutenção gira em torno de R$ 6 mil por ano.

Considerando essa demanda: 1.200 passageiros/dia, teremos : 1200×22(dias/mês , sábado e domingo quase não funciona ) x 12 (meses) = 316.800 passagens/ano. Considerando que o passageiro paga R$ 1,00 por viagem, teríamos um subsídio de R$ 18,94 por viagem de passageiro. Mais fácil e mais barato seria pagar um táxi para cada passageiro .

No que diz respeito a Sobral, o VLT, que deve ter custado mais do dobro, está pronto há quase um ano, inclusive com os trens comprados. Por que, até hoje, não operou? Quanto custou a obra? Quanto será a tarifa e quanto terá de custeio do Estado? Há informações sobre apontando que, por erro de projeto, os trens não fazem as curvas .

Já o VLT de Fortaleza está em obra. A qualidade da obra é vista a olhos nus. Basta ir à Avenida Jangadeiro e ver as muretas que devem servir de suporte para as grades de proteção da linha férrea. Sem padrão nem alinhamento. Também podemos observar as estruturas pre-moldadas dos viadutos. A construtora atual diz que o problema é a falta de reajuste; o governo não encontraria quem faça pelo atual orçamento.

E a marca do Governo é essa: falta de planejamento, desprezo pela boa técnica e obra barata, com serviço duvidoso e mal executado. O máximo da comprovação da tese foi a adutora de Itapipoca que nem o “bombeiro”, com formação de engenheiro, conseguiu ajeitar.

Quanto vai ser o custeio do VLT e o Metrô para o Estado? A obra total licitada é de R$ 3,5 bilhões. E o custeio da operação?  A Ivepar, vencedora da manifestação de interesse para operar as três linhas do Metrô (Sul, Oeste e Leste) mais o VLT Parangaba /Mucuripe, quer R$ 500 milhões ( quinhentos milhões/ano ) de contrapartida do Estado.

O sistema do metrô atenderá , no máximo, 35% da demanda atual do ônibus. Com o sistema total operando, teremos o modal ônibus com 65% da demanda e o metrô com 35%. Ou seja, temos condição orçamentária para subsidiar o modal metrô?

Apesar das deficiências, por falta de planejamento governamental, que sempre privilegiou o transporte individual, subsidiar o transporte de passageiros deve ser a prioridade de um Estado sem educação, saúde e onde as pessoas ainda sofrem de sede?

A compra dos tatuzoēs (vão perfurar a parte subterrânea do Metrofor) foi um grande erro. O Governo terá que construir uma termelétrica para atender a demanda de energia não prevista na compra . Mais prejuízo para o Estado. Depois da obra, o que vão fazer com esses equipamentos?

Falta planejamento e as decisões são por impulso .

* João Jaime,

Deputado estadual pelo DEM.

Teólogo Leonardo Boff é conferencista em congresso estadual dos fazendários

leonardoboff

Tudo pronto para o VII Congresso Estadual dos Fazendários. A realização é do Sindicato dos Fazendários do Ceará (Sintaf) e ocorrerá nesta terça, quinta e sexta-feira. A abertura ocorrerá a partir das 19h30min desta terça-feira, no Marina Park Hotel. O governador Cid Gomes prometeu estar presente, pois, segundo a categoria, ele se comprometeu a encaminhar a Lei Orgânica do Fisco Estadual até o fim do seu mandato. Dentro da programação, nomes de peso como o teólogo, professor e escritor Leonardo Boff, que debaterá o tema principal “Cidadania Fiscal e Lei Orgânica do Fisco” e temas correlatos, fundamentais ao exercício da carreira fazendária, ao fortalecimento do Fisco e à justiça fiscal. Após o feriado do Dia de São José, Leonardo Boff abrirá os painéis do evento, às 14 horas.

Na sexta-feira, haverá painéis abordando “Participação Política e as Ameaças ao Serviço Público” e “Lei Orgânica do Fisco e Desenvolvimento do Estado”. Além de Leonardo Boff, estarão como conferencistas os deputados federais Chico Lopes (PCdoB), João Dado (SDD-SP), Artur Bruno (PT) e Décio Lima (PT-SC), este último autor da proposta de emenda à Constituição Federal que prevê a Lei Orgânica da Administração Tributária Nacional (PEC 186/2007); o deputado estadual Mauro Filho (PROS) e o coordenador executivo do Laboratório de Estudos da Pobreza (LEP/Caen/UFC), João Mário França, também estão entre convidados.

SERVIÇO

* Mais informações: www.sintafce.org.br – (85) 3281.9044 -sintaf@sintafce.org.br

Dilma destaca avanços do ensino técnico no País

“A presidenta Dilma Rousseff ressaltou hoje (17) a importância do ensino técnico para o desenvolvimento do país. Em entrevista no programa semanal Café com a Presidenta, ela falou sobre as inscrições no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) que começam nesta segunda-feira.

Os cursos técnicos duram de um ano e meio a dois anos. No período, além das aulas teóricas, o estudante tem aulas em laboratórios e faz treinamento ou estágio em empresa para que, ao concluir o curso, tenha uma profissão. “É por isso que as instituições de ensino que oferecem vagas pelo Sisutec são avaliadas pelo Ministério da Educação, porque queremos que os cursos técnicos sejam de alta qualidade. O Brasil precisa muito de técnicos, com habilidade, conhecimento, boa formação, porque eles vão contribuir para o desenvolvimento do nosso país”, destacou Dilma.

Segundo a presidenta, no ano passado, quando o Sisutec foi criado, houve um total de 737 mil inscrições de todo o Brasil para 240 mil vagas. “Foi por isso que nós decidimos ampliar a oferta de vagas na atual edição do Sisutec e estamos oferecendo mais 52 mil vagas”, disse.”

(Agência Brasil)

 

Chico Lopes: Veto ao projeto de emancipação de distritos pode ser derubado

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=pwQtbgjlVD4&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O deputado federal Chcio Lopes (PCdob) afirmou, nesta segunda-feira, que o projeto criando novos municípios no País tem tudo para ser derrubado, caso entre na pauta de votação da Câmara. Ele diz que a matéria traz regras mais rígidas para a emancipação de distritos.

Boas chuvas no Ceará. Camocim registra 100 milímetros

Até as 7 horas da manhã desta segunda-feira, choveu em 97 municípios cearense. A informação é da Funceme, através do seu site. Em Fortaleza, choveu mais de 33 milímetros. A maior chuva foi registrada em Camocim, com 100 milímetros. 

Camocim (Posto: Camocim) : 100.0 mm

Guaraciaba Do Norte (Posto: Guaraciaba Do Norte) : 97.0 mm

Santa Quiteria (Posto: Trapiá) : 93.0 mm

Ibiapina (Posto: Ibiapina) : 85.0 mm

Reriutaba (Posto: Reriutaba) : 85.0 mm

Guaraciaba Do Norte (Posto: Picada) : 84.0 mm

Russas (Posto: Russas) : 58.0 mm

Pacuja (Posto: Pacuja) : 55.4 mm

Meruoca (Posto: Meruoca) : 51.0 mm

Forquilha (Posto: Forquilha) : 46.0 mm

Prefeitura se diz insatisfeita com administração do Mercado Central

foto salmito tv diário

Estacionamentos ocupados de forma irregular, boxes não cadastrados em funcionamento e falta de transparência na prestação de contas. Essas são algumas das irregularidades encontradas pela Prefeitura de Fortaleza junto à administração do Mercado Central, segundo levantamento realizado pela Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor), desde o ano passado.

Em entrevista ao Diário na TV, na manhã desta segunda-feira (17), o secretário de Turismo, Salmito Filho, disse que desde o primeiro semestre de 2013 vem se reunindo com permissionários do Mercado Central e cobrado esclarecimentos da administração do equipamento público, que há cerca de 10 anos é responsável pelo gerenciamento de um dos mais atrativos pontos turísticos da cidade.

“Como as reuniões não estavam adiantando, passei a cobrar os esclarecimentos por meio de portarias”, comentou Salmito Filho, que já autorizou um recadastramento dos boxes.

Há cerca de 10 dias, o presidente da Associação dos Lojistas do Mercado Central (Almec), Juarez Elias, renunciou ao cargo.