Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

General Theophilo faz caminhada em Sobral

1321 1

Raimundo Gomes, Tasso, General e Luiz Torquato.

O general Theophilo, pré-candidato ao governo pelo PSDB, faz caminhada, nesta manhã de sexta-feira, pelo tradicional Beco do Cotovelo, em Sobral, a terra dos Ferreira Gomes. Com ele, o senador Tasso Jereissati e o deputado federal Raimundo Gomes de Matos.

No percurso, com chuva caindo, ele resolveu tomar um cafezinho. Parou no Café Flora, de Luiz Torquato, ex-presidente do Guarany de Sobral.

Theophilo trabalha a publicização de suas propostas como pré-candidato a governador e, principalmente, busca ser conhecido do eleitorado.

(Foto – Divulgação)

Vereadora do PRTB fatura prestigio entre caminhoneiros

Ela é campeã da audiência nas redes sociais.

Trata-se da vereadora Priscila Costa (PRTB), uma das jovens parlamentares cearenses que melhor utiliza as redes sociais. A sua recente transmissão ao vivo, via Facebook, da greve dos caminhoneiros, obteve 81 mil visualizações e 1.355 compartilhamentos. Ele mostrou-se desenvolta e exerceu sua verve de jornalista em meio aos grevistas às margens da BR-116.

“Os problemas do caminhoneiros também são nossos problemas”, explicou, enquanto conversava com dezenas de motoristas que lutavam pela redução do preço do óleo diesel.

“Nosso papel não é representar a opinião da Rede Globo, nem a opinião dos “especialistas”. Nosso papel é ouvir a voz de quem acorda cedo e carrega o Brasil!”, afirmou, ao vivo, a vereadora Priscila.

Devedor no rotativo do cartão pagará taxa igual a do cliente regular

Cartões de crédito

A partir de hoje (1º), clientes inadimplentes no rotativo do cartão de crédito passam a pagar a mesma taxa de juros dos consumidores regulares. Em abril, uma resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) limitou e padronizou os juros para essa modalidade, regulamentando decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O rotativo é o crédito tomado pelo consumidor quando paga menos que o valor integral da fatura do cartão. O crédito rotativo dura 30 dias. Após esse prazo, as instituições financeiras transferem a dívida para o crédito parcelado.

Até a nova regra entrar em vigor, os clientes que não pagavam pelo menos o valor mínimo da fatura em dia caíam na modalidade de rotativo não regular, com taxa de juros mais cara que a cobrada dos clientes adimplentes (regulares). Em abril, por exemplo, a taxa de juros do rotativo não regular era de 396,9% ao ano e a do regular, 238,7% ao ano, de acordo com dados do Banco Central (BC).

Inadimplentes e adimplentes

Pela nova regra, a taxa de juros do rotativo passa a ser única, tanto para inadimplentes quanto para adimplentes. Mas as instituições poderão cobrar multa e juros de mora, por atraso, como ocorre em qualquer outra operação de crédito. No caso de valores de crédito rotativo já parcelado, a taxa de juros deve ser a da operação de parcelamento. Por decisão do STJ, os bancos podem cobrar 2% de multa (sobre a dívida total) e 1% ao mês de juros de mora em caso de inadimplência.

Segundo o BC, o objetivo da medida é alinhar as regras dos cartões às normas das demais operações de crédito, que preveem “a manutenção da taxa contratual original em situação de atraso no pagamento”. Outra mudança definida pelo CMN é que o percentual de pagamento mínimo da fatura deixa de ser determinado em norma (15% até então) e poderá ser estabelecido por cada instituição em função de sua política de crédito e do perfil de seus clientes.

Pelas novas regras, a alteração de limites de crédito e do percentual de pagamento mínimo da fatura deve ser comunicada ao cliente, com, no mínimo, 30 dias de antecedência.

(Agência Brasil)

Parlamento espanhol elege um socialista como primeiro-ministro

O Parlamento espanhol decidiu nesta sexta-feira, 1º, por 180 votos a 169, afastar o primeiro-ministro Mariano Rajoy e substituí-lo por Pedro Sánchez, líder de centro-esquerda do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE).

A decisão foi tomada depois de uma moção de censura do PSOE contra Rajoy em virtude da multa que o partido do agora ex-premiê, o Partido Popular (PP), ter sido multado judicialmente por um amplo esquema de corrupção. Mariano Rajoy estava no cargo há oito anos.

Para obter os votos necessários para derrubar o governo anterior e se eleger, Pedro Sánchez, que ainda precisa ser empossado pelo rei Felipe VI, firmou uma aliança com o Podemos e os nacionalistas bascos e catalães, o que provocou críticas do PP e de aliados de Rajoy. O porta-voz do partido no Parlamento, Rafael Hernando, acusou o novo primeiro-ministro de se aliar “extremistas, radicais e independentistas que desejam acabar com o projeto de Espanha”.

Em sua defesa, Sánchez afirmou que seu governo “quer que a Catalunha esteja na Espanha e escutará a Catalunha”. Ele também reiterou compromisso com uma posição pró-Europa e prometeu “estabilizar socialmente” o país, privilegiando ações em defesa do meio ambiente e da igualdade entre homens e mulheres.

O novo primeiro-ministro deve ter um governo difícil. O partido liberal Cidadãos já defendeu a realização de novas eleições gerais. “Eu não quero um governo zumbi pela corrupção, mas tampouco quero um governo Frankenstein com os que querem liquidar a Espanha”, advertiu o líder da legenda, Albert Rivera, indignado com o apoio dos separatistas catalães à moção socialista.

(Com Agências)

Prefeitura vai inaugurar UPA em terreno doado pela Fundação Edson Queiroz

O prefeito Roberto Cláudio e o governador Camilo Santana (|PT) vão inaugurar, às 9 horas desta sexta-feira, a UPA do bairro dendê, que ganhará o nome de Unidade de Pronto Atendimento Yolanda Queiroz. A UPA ocupará um terreno de 4 mil m2 doado pela Fundação Edson Queiroz, mantenedora da Unifor. A nova unidade amplia a rede de urgência e emergência da capital e terá capacidade de atender cerca de 450 pacientes por dia.

A doação do terreno aconteceu dia 30 de junho de 2016, durante a assinatura da ordem de serviço de construção do equipamento, em solenidade que contou com a presença do chanceler da Universidade de Fortaleza, Airton Queiroz, além da reitora da Unifor, professora Fátima Maria Fernandes Veras. Também participaram do ato vice-reitores, professores e funcionários da Instituição, bem como o presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho, vereadores e secretários municipais.

(Foto – Arquivo)

No auge da crise, Temer se sentiu só e externou angústia a aliados

Acostumado a racionalizar crises ao limite, Michel Temer deu-se o direito de externar tristeza e angústia a aliados próximos nos primeiros dias desta semana, quando havia o receio de que seu governo sucumbisse ao levante dos caminhoneiros. É o que informa a Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta sexta-feira.

Sem suporte dos chefes do Legislativo e do Supremo, e com os governadores concentrados em resolver os próprios problemas, viu-se contra a parede e isolado. Em desabafos, chegou a indagar se mais ninguém percebia que o momento requeria união.

A deterioração da influência do emedebista no Congresso –reflexo do uso do capital político para barrar as duas denúncias de que foi alvo– cobrou um preço alto. Temer chegou a recorrer a falas emocionais, evocando o risco de a economia e a democracia ruírem com a paralisação.

Segundo auxiliares, no auge da crise, o presidente contou especialmente com três escudeiros: Eliseu Padilha (Casa Civil), Raul Jungmann (Segurança) e Sergio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional).

Junho Vermelho – O mês para incentivar a doação de sangue

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta sexta-feira:

Hoje, 1º de junho, o Movimento Eu Dou Sangue iniciará as ações de sua campanha Junho Vermelho em todo Brasil. O objetivo é conscientizar a população sobre a importância da doação sangue. A ação é fundamental para os bancos de sangue, que, além de já enfrentarem a baixa adesão de doadores nesta época do ano, estão com seus estoques comprometidos.

No Ceará, o Hemoce está à frente das atividades que contarão com campanhas junto a doadores e outros segmentos interessados em dar apoio a essa iniciativa.

Ocupar espaços na mídia é o fundamental para o Movimento Eu Dou Sangue, que surgiu em 2011, quando as irmãs Debi Aronis e Diana Berezin lançaram a campanha em São Paulo, motivadas por um episódio familiar.

O sucesso da iniciativa é comprovado pelos números registrados durante os outros anos. Em 2017, o Movimento Eu Dou Sangue calculou, extraoficialmente, que houve aumento de 25% das doações no mês de junho, em relação a 2016. Bem, doar e salvar, é so começar.

Advogado Paulo Quezado, filiado ao PSL de Bolsonaro, pode disputar o Senado

O ex-presidente da OAB do Ceará e ex-deputado estadual Paulo Quezado disse, nesta sexta-feira, para o Blog que foi procurado pela cúpula do PSL com a proposta dele disputar uma vaga de senador.

Quezado, como parlamentar, atuou no PDT, mas hoje é filiado ao PSL do presidenciável Jair Bolsonaro.

“Eu fui procurado, mas ainda vou avaliar bem esse convite. Não há nada definido!”, avisou o ex-parlamentar, hoje advogado com militância na área criminal.

Ele deixa claro que terá que amadurecer bem esse convite, até “porque a disputa vai ser muito dura e os nomes que se apresentam nos outros partidos são fortes”.

(Foto – Divulgação)

Enem 2018 – Ceará é o 5º estado do pais em inscrições

Com o título “Inscrições no Enem”, confira o Editorial do O POVO desta sexta-feira:

O Ceará é o 5º estado do País em número de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano. A notícia contribui para reforçar a imagem que os cearenses vêm gozando na área da Educação e o desafio que têm pela frente para avançar ainda mais.

O número dos estudantes inscritos para o Enem na rede pública em todo o Ceará (107.188) é o mais alto já obtido nos últimos 20 anos, desde que a prova foi criada, em 1998. No ano passado, já eram 101.797 os que fizeram o teste, e o número de aprovações também foi recorde (16.897), conforme os dados apresentados pela Secretaria da Educação do Ceará (Seduc). Contudo, ainda são modestos (16,5%) e é preciso fazê-los avançar.

Uma das estratégias para robustecê-los é o programa Enem Chego Junto, Chego Bem, que tem tido a parceria da Fundação Demócrito Rocha, responsável pelo projeto Enem Mix 2018, que foca nos 115 mil alunos matriculados no 3º ano e na EJA (Educação de Jovens e Adultos) da rede estadual de ensino. Seu objetivo traduz-se no oferecimento de conteúdos direcionados e ações transversais, como forma de estimular o aluno, oferecer-lhe segurança e contribuir para o maior ingresso dos inscritos nas instituições de ensino superior.

Faz parte dessa programação a realização de 80 aulões motivacionais e de Redação para alunos de 60 municípios cearenses, contemplando cerca de 50 mil estudantes. Não basta passar o conteúdo, mas envolver o aluno numa ambientação propícia à aprendizagem. Contudo, para se alcançar esse objetivo é preciso que os próprios educadores contem com um suporte real, tanto em termos de trabalho (simulados preparatórios para o Exame), como em disponibilidade de material estruturado, pois só assim será possível motivar os alunos a estudarem. A ênfase na Redação faz parte dessa estratégia pois sua nota é fundamental para o sucesso no Exame.

O Enem é essencial para quem pretende acessar o ensino superior em instituições públicas através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Serve também para quem tem interesse em ganhar bolsa integral ou parcial em universidade particular através do ProUni (Programa Universidade para Todos) ou para obtenção de financiamento através do Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior). Motivar os jovens a ingressarem com mais qualificação na sociedade do conhecimento deve vir acompanhado do aperfeiçoamento dos instrumentos que validem essa aferição. A preparação para uma boa aprovação no Enem é um dos serviços relevantes que pode oferecer o poder público. É bom ver o Ceará esforçar-se para isso.

Bolsonaro diz que quer uma chapa puro-sangue

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) negou que tenha convidado a ex-corregedora nacional do CNJ, Eliana Calmon (Rede) para ser sua vice. A informação é da Veja Online.

Bolsonaro afirma que, além dele e do vice-presidente do PSL, Gustavo Bebiano, ninguém tem autorização para conversar sobre isso.

O político completa que houve uma conversa com ela apenas para falar sobre a conjuntura. Ele mantém a ideia de ter o senador Magno Malta (PR) como vice na sua chapa.

Mas, se o deputado não puder, aposta numa chapa puro-sangue.

Posto que não baixar preço do diesel pode ser multado e interditado

O governo firmará um acordo com a Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e Lubrificantes (Fecombustíveis) para garantir o repasse do desconto de R$ 0,46 no litro do óleo diesel ao consumidor.

Em um Termo de Cooperação Técnica, governo – por meio da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) –, federação e distribuidoras se comprometem a fazer o desconto chegar na bomba de combustível.

O acordo será assinado nesta sexta-feira (1º), às 11h, no Ministério de Minas e Energia.

Padilha destacou as punições possíveis àqueles que não repassarem o desconto: multas de até R$ 9,4 milhões, suspensão temporária das atividades, interdição dos estabelecimentos e até mesmo cassação da licença.

A fiscalização será realizada pelos Procons estaduais. Caso um consumidor, ao abastecer com diesel, verificar a não aplicação do desconto, poderá fazer a denúncia ao Procon.

Padilha informou ainda que um número de telefone será usado como canal de comunicação para essas denúncias.

(Agência Brasil)

CUT do Ceará define neste mês nomes que apoiará nas Eleições 2018

291 1

Em nota enviada para este Blog, a Central Única dos Trabalhadores, no Ceará, informa que definirá, neste mês, candidaturas alinhadas à luta e ao interesse dos trabalhadores para apoiar nas próximas eleições. Confira:

NOTA CUT-CE

O compromisso da CUT nas eleições de 2018 é apoiar as candidaturas que são historicamente alinhadas à luta e o interesse dos trabalhadores. Uma entidade com a pluralidade e a amplitude da CUT precisa contar não apenas com um parlamentar, mas com uma bancada voltada para a defesa das nossas bandeiras, como a preservação das conquistas históricas dos trabalhadores, as quais vêm sofrendo duros ataques por parte do governo golpista de Michel Temer e do PSDB.

A CUT reitera que todas as definições de apoio são realizadas por meio da Plataforma Eleitoral da Classe Trabalhadora. Documento este que será lançado neste mês de junho, e que norteará o debate com os candidatos no Estado do Ceará.

(Foto – Divulgação)

Para viabilizar redução do diesel, governo tira R$ 1,2 bi de programas

O Diário Oficial da União (DOU), na edição extra desta quinta-feira (31), traz medida provisória que estabelece o cancelamento de dotações orçamentárias em diversas áreas, como programas de fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS), concessão de bolsas, aquisição de áreas para a reforma agrária e policiamento de rodovias, entre outras.

No total, foram extintas despesas que somam R$ 1,2 bilhão. A meta é viabilizar recursos para o programa de subsídio do óleo diesel, que manterá preços fixos do combustível até o fim do ano.

O governo também vai usar recursos de reservas de contingência, que não estavam sendo usadas porque extrapolam o teto dos gastos, no valor de R$ 6,2 bilhões, bem como uma outra reserva de capitalização de empresas públicas: R$ 2,1 bilhões.

Além disso, o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, anunciou a sanção do projeto de reoneração da folha de pagamento para 39 setores da economia, que vai render R$ 830 milhões, além da redução e eliminação de incentivos fiscais para exportadores e indústrias química e de refrigerantes, somando outros R$ 3,18 bilhões. No total, o governo espera arrecadar R$ 13,5 bilhões para viabilizar o desconto no diesel.

Segundo o secretário-executivo do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Gleisson Cardoso Rubin, o corte orçamentário foi pulverizado entre praticamente todas as pastas federais e se deu sobre despesas que já estavam bloqueadas.

“Esse cancelamento vai se dar na parcela dos recursos que estavam contingenciados [bloqueados], de modo que nós não teremos de solicitar devolução de recursos que já haviam sido destinados. Naturalmente, reduz o espaço de ampliação das dotações que estão consignadas atualmente”, disse.

(Agênia Brasil)

Cearense vai presidir a Federação das Associações dos Servidores das Universidades Brasileiras

O cearense José Maria Castro assumiu, nesta semana, em Brasília, a coordenação-geral da Federação das Associações de Servidores das Universidades Brasileiras (Fasubra). Ele foi dirigente do Sindicato dos Trabalhadores da UFC (Sintufc).

Castro, que esteve em Brasília acertando sua posse, que ocorre na próxima semana, já definiu uma meta prioritária: resgate orçamentário das universidades. Ele diz que o clima é de esvaziamento na Era Temer.

Ele também é filiado ao PT.

(Foto – Paulo MOska)

Prazo para microempreendedor individual enviar declaração acaba hoje

Os microempreendedores individuais (MEI), profissionais autônomos que contratam até um trabalhador formalizado, têm até hoje (31) para enviar a Declaração Anual de Faturamento do Simples Nacional (DASN-Simei) referente ao ano passado. O documento deve ser remetido por meio do Portal do Empreendedor na internet.

A declaração é obrigatória para todo MEI com CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas) ativo. Mesmo quem não teve rendimento nem movimentou a empresa em 2017 deve enviar o documento.

O microempreendedor individual que perder o prazo pagará multa de R$ 50. Quem não enviar a declaração pode ter o CNPJ cancelado, o que leva à exclusão do programa.

O MEI deve informar todo o faturamento do ano passado, número que pode ser levantado por meio de extratos bancários de cada mês ou da verificação das vendas realizadas.

Em 2017, era considerado MEI quem faturou até R$ 60 mil no ano. Quem recebeu entre R$ 60 mil e R$ 72 mil terá de pagar pelo excesso de faturamento.

Caso o faturamento tenha ultrapassado R$ 72 mil (20% acima do teto), o microempreendedor passará a ser considerado microempresa e será desenquadrado do programa. Para 2018, o limite de enquadramento do MEI subiu para R$ 81 mil.

(Agência Brasil)

Gleisi Hoffmann não disputará o Senado, diz aliada

504 1

Pré-candidata ao Senado pelo PT do Paraná, Mirian Gonçalves, ex-vice-prefeita de Curitiba, avisa: Gleisi Hoffmann (PT) não tentará a reeleição ao Senado neste ano por causa das tarefas que tem como presidente nacional do partido.

A informação é da Coluna Expresso, da Revista Época.

No Paraná, comenta-se que Gleisi desistiu de concorrer à reeleição porque tem poucas chances de vencer e, por isso, disputará uma vaga na Câmara dos Deputados.

Começar de novo é começar de novo

Com o título “Começar de novo”, eis artigo do chefe do escritório do Unicef de Fortaleza, Rui Aguiar. Ele aborda a palavra-chave recomeçar. Confira:

Em uma loja de quadrinhos, a vendedora ensina que no mundo dos heróis e heroínas o recomeço sempre é possível. Reboot é o termo usado para descrever novas versões da história, acrescentando aos personagens características ainda não experimentadas, revendo enfoques de gênero, acrescentando vilões ou promovendo encontros inusitados.

Nestes trinta anos da Constituição brasileira de 1988, temos enredo suficiente para o recomeço de uma história cujo tema principal é a redemocratização e a universalização de direitos. Como na década de 1980, meninos estão na rua, crianças estão fora da escola, adolescentes são explorados e movimentos sociais minguam com falta de financiamento.

Um reinício seria a oportunidade para ir de casa em casa em busca daqueles que não têm forças para demandar serviços básicos.

Ocasião para encontrar novos finais para velhas histórias: homens e mulheres extenuados pelas desigualdades sociais e injustiças que os levam a filas para empregos que não se concretizam; a chorar por filhos perdidos para a violência; a esperar por milagres da medicina moderna em redes hospitalares do século passado; ou a cultivar lavouras em sistema agrário medieval. Narrativas reais da geração que nasceu na vigência da Constituição Cidadã e que ainda espera que ela se realize em suas vidas como um programa ético, promotor de oportunidades e antídoto de privilégios.

A nova história que se reinicia nas ruas e nos campos pode ser ilustrada com a imagem de cidadãos e cidadãs comuns, com os pés no chão, que não voam e buscam livrar-se da capa da invisibilidade. Estes novos heróis e heroínas do cotidiano não querem superpoderes ou cintos de inutilidades. Procuram apenas viver com a certeza de que suas diferenças serão respeitadas como qualidades e que poderão desenvolver seus projetos de vida sem malabarismos, máscaras ou disfarces. Com a cara limpa e o coração aberto, querem apenas que a luta seja uma força de expressão do desejo de ser feliz e nunca o uso da violência para impor vontades, como deveria ser sempre na democracia. Começar de novo é começar novo.

*Rui Aguiar

raguiar@unicef.org

Chefe do Escritório do Unicef em Fortaleza.