Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

O medo nosso de todos os dias

103 2

Com o título “Pedrinhas no meio do caminho…”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade. Ele aborda o medo que predomina entre todos diante da escalada da violência em Fortaleza. Confira:

Nesta semana, o filho de um casal amigo foi assaltado na alça do viaduto da Via Expressa com Antonio Sales. Minha mãe, de quase 70 anos, teve dois carros roubados nos últimos três anos. Graças a Deus, nada mais sério. Rapidamente, ao se espalhar a notícia, uma rede de solidariedade se forma entre os amigos. E, além do desejo unânime de paz, aparecem relatos de vários outros casos. Olhamos uns para os outros e indagamos com medo sobre quando será a nossa vez. E o que é pior: o que podemos fazer?

Nada é mais dolorido do que o sentimento de impotência diante do problema da segurança, que se mostra gigantesco e com ramificações extensas. Não vou aqui fazer a crítica fácil de responsabilização do Estado sobre a política de segurança pública. Votei no atual governador por duas vezes, acho que há, obviamente, uma imensa responsabilidade em suas costas, mas fico a pensar no que poderia ser feito. Não sou um especialista na área e, nestes momentos delicados e agudos, corre-se o rico de falar besteira ou apontar soluções que à primeira vista parecem fáceis, mas que podem vir a ser refutadas pelo mundo real.

O momento atual do Brasil é complexo neste quesito. Durante anos, o Estado deixou o crime organizado correr frouxo. Em alguns locais, notadamente em grandes capitais, o tráfico passou a fazer as vezes do poder público, em muitas ocasiões com as bênçãos da população. A malandragem ganhou admiração e respeito e foi cantada em verso e prosa, de Noel Rosa a Bezerra da Silva. O braço do Estado nas favelas e morros sempre foi curto, dando margem à criação de instituições paralelas, que passaram a oferecer – em alguns casos – saúde, educação, lazer e, pasmem, segurança.

Além disso, o fio da violência não tem tamanho definido e não faz distinção de classe social. Ele percorre ruas, casas, instituições com uma eficácia bem maior que a rede elétrica. A boa audiência dos programas policiais evidencia também o quanto é sedutor o apelo para testemunhar a desgraça alheia ou a nossa própria, ao buscarmos na tela os surrados 15 minutos de fama.

O escândalo do presídio de Pedrinhas, no Maranhão, mostra outro dado que faz pensar: por que não se privatizam os cárceres brasileiros? As polícias hoje sofrem com a falta de estrutura, baixos salários e uma justiça que “manda soltar”, quando em vez no mesmo dia, de forma desmoralizante, o bandido que acabou de ser preso. Não duvido que vários deles não são trancafiados por pura falta de espaço. Os empresários poderiam contar com uma mão-de-obra barata – devidamente fiscalizada em suas condições de trabalho pelo Estado – com a população carcerária efetivamente gastando seu tempo com uma ocupação e sendo remunerados por isso.

No mais, é intensificar o cuidado e as orações. Mas quero compartilhar meu medo com todos, das autoridades aos meus vizinhos, assim como a esperança deste quadro vir a se modificar.

Fortaleza, principalmente, vive um momento que não condiz com sua beleza e suas inúmeras opções de lazer e cultura. Tenho medo de sair de casa. Tenho medo pelos meus filhos. E, principalmente, tenho medo que este medo torne-se um sentimento maior, entranhado na sociedade, ampliando consequências nefastas, belicosas e autoritárias, retirando nossa liberdade, autonomia e alegria de viver.

* Demétrio Andrade,
Jornalista e Sociólogo.

Jogador chama assistente de “gatinha”, solta beijo e depois é expulso da partida

carol (1)

Na partida Guarani 1×0 Ferroviário, na última terça-feira, em Juazeiro do Norte, pela 9ª Rodada do Campeonato Cearense, aconteceu um fato inusitado. O jogador Sadrak tentou dar uma de gaiato com a assistente Carolina Romanholi e se deu mal.
Na saída do trio de arbitragem, no intervalo do 1º para o 2º tempo, o meia do Guarani se dirigiu à assistente e a chamou de “gatinha”. Ela o recriminou, mas o atleta não satisfeito, soltou um beijo.
Carolina solicitou, então, ao árbitro Glauco Feitosa que o jogador recebesse cartão amarelo. Na volta do time, Sadrak recebeu a advertência. Com a bola rolando, o camisa 8 do Guarani fez uma falta dura no adversário e recebeu outro amarelo e, com isso acabou expulso.
“Antes do jogo, eu pedi ao quarto árbitro, o Juceando, que comunicasse aos jogadores dos dois times que eu não aceitaria essas coisas. Eu tenho de me dar o respeito. Eu sou a única mulher trabalhando, eu tenho de me impor. Não posso dar essa liberdade. Eu estou trabalhando”, afirmou Carolina, que disse não ser a primeira vez.
“Eu já tinha passado por isso antes em outras partidas com outros atletas e havia comunicado ao árbitro, que ameaçou os jogadores de levar amarelo. É sério, isso não pode acontecer. É um desrespeito a minha pessoa, ao meu trabalho”, concluiu. O Blog tentou ouvir Sadrak, mas não obteve sucesso.

Na súmula da partida, o árbitro Glauco Feitosa informou apenas que o primeiro amarelo recebido pelo jogador do Guarani foi provocado por reclamação, enquanto o segundo cartão pela falta no adversário.

Prefeito abrirá ano letivo 2ª feira e ainda fará balanço da gestão na Câmara Municipal

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, dará início, às 7 horas da próxima segunda-feira, ao ano letivo de 2014 da rede pública municipal de ensino. A abertura oficial das aulas ocorrerá na Escola Professora Terezinha Ferreira Parente, localizada na Rua Nelson Coelho, 209, bairro Curió.

O ano de 2014 traz à educação da capital uma série de mudanças com o objetivo de alcançar a elevação contínua dos índices de aprendizagem dos alunos. O plano de ações da Prefeitura de Fortaleza para a educação no período de 2013 a 2015 tem o maior investimento da história da capital nesta área, num valor estimado em R$ 600 milhões.

Depois desse evento, o prefeito Roberto Cláudio seguirá para a Câmara Municipal onde, na abertura dos trabalhos da Casas deste ano, fará balanço de seu primeiro ano de gestão.

Assembleia lança campanha contra drogas

drogg

Sem a presença do governador Cid Gomes – que visita obras da transposição no Cariri com o ministro interino da Integração Nacional, Francisco Teixeira, a Assembleia Legislativa está lançando, nesta manhã de sexta-feira, a campanha “Ceará contra as Drogas”.  O ato ocorre no anexo do legislativo estadual.

A cerimônia, sob comando do presidente da Casa, Zezinho Albuquerque (Pros), conta com a presença de várias autoridades como o presidente do TJ-CE, desembargador Luis Gerardo Brígido; o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio; a defensora-pública geral Andréa Coelho; o secretário estadual da Saúde, Ciro Gomes; Socorro França, assessora especial de Políticas sobre Drogas; o chefe de gabinete do governador, Danilo Serpa; além de parlamentares.

Mas a atração mesmo é o ex-jogador Walter Casagrande, que dará palestra contando sua luta contra as drogas.

TCM faz reunião em clima de balanço

traba

O presidente do Tribunal de Contas Municípios, Francisco Aguiar, esta reunido, na manha desta sexta-feira, com todos os diretores do órgão – o chamado Comitê Gestor. O mote é um balanço geral sobre as ações desenvolvidas no ano passado e começar a definir os projetos de 2014.

O diretor-geral do TCM, Juraci Muniz Júnior, anunciou um primeiro número: no ano passado o tribunal julgou 7.400 processos, o que dá um crescimento superior a 6% em comparação com 2012. O presidente lembra que, anualmente, pelo menos três mil novos processos ingressam no TCM. Isso significa que o estoque esta sendo removido.

(Foto – Divulgação)

Fiec antecipa eleição de sua nova diretoria. Beto Studart é o consenso

betostudart
Beto Studart é o candidato de consenso.
A Federação das Indústrias do Ceará (Fiec) acaba de baixar edital antecipando a eleição para escolha de sua nova diretoria. Seria em setembro, mas passou para o dia 14 de março, em razão da Copa e, principalmente, por causa do clima das eleições gerais.
O pleito ocorrerá em clima de chapa única. O empresário Beto Studart, controlador da BSPAR, disputará à frente de chapa única. Ele terá como vice o presidente do Conselho Estadual do Desenvolvimento Econômico (Cede), Alexandre Pereira.

Cai em janeiro índice de confiança do comércio

“O Índice de Confiança do Comércio da Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 1,6% em janeiro deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com a FGV, o indicador está em queda há 12 meses. Em dezembro de 2013, o índice registrou variação de -3%. A redução do ritmo de queda entre dezembro e janeiro foi provocada principalmente pelo aumento da confiança do setor atacadista, que passou de -5% em dezembro (na comparação com o mesmo período do anterior) para 0,2% em janeiro deste ano (na comparação com janeiro de 2013).

No varejo restrito (que exclui a venda de veículos e peças e de materiais de construção), a queda foi menos intensa em janeiro (-1,5%) do que em dezembro (-1,8%). Por outro lado, o varejo ampliado (que inclui a venda de veículos e peças e de materiais de construção) teve piora entre dezembro e janeiro. Se na comparação de dezembro de 2013 com o mesmo período de 2012, a queda havia sido de 1,9%, na comparação de janeiro com o mesmo período de 2013 a redução foi 2,6%.”

(Agência Brasil)

Homem que aparece em vídeo atirando em via pública já está preso

“A Polícia prendeu, na manhã desta sexta-feira, 31, o homem que publicou em seu perfil do Facebook um vídeo em que aparece dando um tiro em uma via pública. Ronald Davi Taveira, que foi identificado pela Polícia na última quarta, está detido na Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), no Bairro de Fátima. Uma coletiva está sendo realizada para dar mais informações sobre o caso.

A Polícia Civil do Ceará, através da DHPP, havia instaurado um procedimento para investigar as condutas do infrator e tinha informado que iria notificá-lo para prestar esclarecimentos e ser ouvido em depoimento.

Crimes

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ele vai responder por apologia ao crime, embriaguez ao volante, disparo em via pública e porte ilegal de arma de fogo.

Defesa

O advogado dele, Paulo Pimentel, havia divulgado que a arma tratava-se de um simulacro. No entanto, o delegado geral da Polícia Civil, Andrade Junior, informou que o revólver não é de brinquedo. “Qualquer um que conhece arma de fogo percebe. Ela (a arma) apresenta recuo – e as de brinquedo não”, explicou Andrade.

O vídeo

O vídeo foi postado durante a tarde desta última terça-feira, 28, na página de um usuário identificado como Ronald David. Horas depois, a publicação foi deletada e o perfil desativado. Porém, usuários que tiveram acesso ao material o compartilharam nas redes sociais.”

(POVO Online)

Acidente com topique na BR-222 deixa 15 feridos

“Uma topique caiu de uma ponte localizada no km 5,5 da BR-222, em Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza), e deixou 15 feridos. Não houve mortos no acidente, que ocorreu por volta de 8h20min.

Segundo O POVO apurou, a topique pertence a cooperativa Coopercauc, que fazia a linha Metrópole-Fortaleza, e levava 15 passageiros. Dois deles tiveram ferimentos graves e foram levados ao Instituto Dr. José Frota (IJF) por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). As outras vítimas sofreram escoriações leves.

Segundo informou o motorista da topique a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ele seguia na via, quando teria sido fechado por um veículo e acabou batendo na grade de proteção e, em seguida, caído da ponte.

De acordo com a Polícia, a pista molhada pode ter contribuído para o motorista ter perdido o controle da topique. A via está interditada no sentido Caucaia- Fortaleza.”

(O POVO Online)

 

Associação Cearense de Magistrados sob nova direção

juiz-Antonio-Alves

Antônio Araujo, novo presidente da ACM.

Dezoito magistrados tomam posse na nova diretoria da Associação Cearense de Magistrados (ACM), nesta sexta-feira (31), a partir das 18 horas, no Barbra’s Éden (Aldeota), para compor os conselhos Executivo e Fiscal no triênio 2014-2016. O atual Presidente da ACM, juiz Ricardo de Araújo Barreto, passará o cargo para o juiz Antônio Alves de Araújo, vice-presidente na gestão anterior e titular da 11ª Vara de Família de Fortaleza.

Antônio Alves de Araújo é natural de Jaguaribe (CE), nasceu em 13 de junho de 1954. É casado e pai de dois filhos. Na infância, estudava e ajudava o pai na lavoura. Começou a morar em Fortaleza em 1973, para cursar o Ensino Médio. Custeava as despesas na capital trabalhando como almoxarife. Aprovado no vestibular para o curso de Direito, na Universidade Federal do Ceará (UFC), em 1976, conciliou os estudos com o trabalho. Foi professor de Geografia e de História do Brasil, além de datilógrafo.

Após a formatura, prestou concurso para delegado da Polícia Civil, quando exerceu a função durante 12 anos (1981 a 1993) nos municípios de Itapipoca, Paracuru e Fortaleza. Em seguida, passou em um concurso para Juiz de Direito. Desde o ingresso na magistratura, em 1993, acumula 20 anos de experiência na área, tendo passado pelas comarcas de Aiuaba, Icó, Várzea Alegre, Quixeramobim e Fortaleza.

“Daremos sequência à linha de trabalho bem sucedida da diretoria anterior. Vamos desenvolver ações de valorização da categoria e projetos em sintonia com o contexto de crescente abertura do Judiciário em sua relação com a sociedade. Vamos continuar as articulações, junto às demais associações estaduais de magistrados, visando implantar eleições diretas para a presidência dos órgãos do Poder Judiciário: Tribunais de Justiça dos Estados, Tribunais Regionais Federais e Tribunais Regionais do Trabalho”, ressaltou Antônio Araújo.

Carta aberta ao povo de Baturité

104 3

Em texto enviado ao Blog, o historiador, professor e militante social Joatan Freitas comenta da situação política de Baturité, que nesta sexta-feira (31) recebe o Fórum em Defesa de Baturité, a partir das 19 horas, na Sede do Sindicato dosa Trabalhadores Rurais. Confira:

Como cidadão e conterrâneo, venho acompanhando pela internet e conversando com algumas pessoas sobre a situação crítica da nossa cidade após o caos político e administrativo instalado em Baturité.

Considerando o crescimento do país, do estado e da região, percebe-se lamentavelmente um atraso de nossa cidade que vem perdendo espaço no Maciço de Baturité: a insatisfação dos funcionários públicos e atrasos de pagamento, além de remoção com o provável intuito de perseguição política; falta de diálogo diante das reivindicações justas da comunidade quilombola da Serra de Evaristo e outras comunidades; devolução de recursos financeiros destinados à escola da comunidade quilombola, beirando à discriminação e ao racismo (*); incompetência administrativa; Saúde abandonada e Educação em crise; setores da Câmara de Vereadores submissos e omissos.

E, diante dos desafios e necessidades do município quanto ao seu potencial turístico e cultural, com juventude criativa, mas ociosa; a agricultura familiar enfrentando a seca de forma artesanal e sem política pública municipal definida; o comércio sem estímulo adequado, e a política perdida em disputas menores, observa-se um verdadeiro despreparo político-administrativo em relação a um projeto de desenvolvimento sustentável para Baturité.

A política de Baturité tem se caracterizado pela falta de visão de alguns gestores para dialogar com o diferente, com os movimentos organizados, as mulheres, os idosos, os grupos religiosos, os trabalhadores, os grupos culturais e as juventudes criativas, e assim, construir um planejamento estratégico capaz de elaborar as premissas de um projeto político de desenvolvimento econômico, político e cultural para os próximos vinte anos do município.

Entretanto, o povo precisa ser mais acionado e participativo, pois, não basta a democracia representativa que transfere a responsabilidade pelo futuro de Baturité para as mãos do gestor municipal, vereadores e/ou lideranças políticas.

Neste sentido, o Fórum em Defesa de Baturité pode avançar para além dos limites de uma prefeitura e se tornar uma ferramenta de democracia popular, com participação de todos os setores da sociedade, e assim, ser capaz de levar a cidade a pensar num processo de desenvolvimento local, autogerido e sustentável.

Joatan Freitas, historiador, professor e militante social

Prefeito recebe nesta 6ª feira lideranças de servidores para discutir reajuste salarial

roberto cláudio prefeito

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), vai receber em audiência, às 17h30min desta sexta-feira, a diretoria do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos de Fortaleza (Sindifort) e demais associações de categorias.

Na pauta, discussão do reajuste salarial que o prefeito fixou em 5,7% e que, de acordo com os servidores, foi abaixo da inflação. Roberto Cláudio prometeu adequar esse percentual, mas os servidores vão tentar melhorar mais o percentual. Antes do anúncio do reajuste salarial, havia a pedida de 15% para todos, com exceção dos educadores, com pleito de 19%.

Além do reajuste, os servidores querem discutir o funcionamento de uma mesa permanente de negociação com o prefeito Roberto Cláudio.

E aí, vai ter beijo gay na novela global?

felix-e-niko-convida-para-jantar

Todo fim de novela gera muita expectativa e, claro, bafafa e audiência. Essa regra não será quebrada nesta sexta-feira com “Amo à Vida”, da Globo.

Aliás, em fim de folhetim global, sempre aparece mulher grávida, muitos casamentos e revelações bombásticas que os sites das fofocas, no entanto, furam.

Sobre “Amor à Vida” – que apresentou mesmo muito desamor e confusão, fica a dúvida: a Globo terá coragem de expor o primeiro beijo gay de suas novelas?

Uma certeza: a direção do folhetim conseguiu fazer com que o público tivesse simpatias pelo Félix com o Niko.

Educação e ajuda para Nordeste elevaram gastos de custeio em 2013, diz Tesouro

Os gastos com educação e as ajudas para os municípios afetados pela seca no Nordeste foram os principais fatores que elevaram os gastos de custeio (manutenção da máquina pública) em 2013, disse nessa sexta-feira (30) o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin. Ele também citou as compensações para cobrir a desoneração da folha como uma das causas para a aceleração.

Tipo de despesa que mais subiu em 2013, o custeio aumentou 20,2%, contra 16,2% registrados em 2012. A expansão foi superior ao crescimento de 8,9% das despesas com o funcionalismo público federal. Os investimentos, no entanto, desaceleraram no ano passado, subindo 6,4% em 2013, menos da metade da expansão de 13% registrada em 2012.

Para o secretário do Tesouro, a elevação das despesas de custeio não está relacionada ao inchaço da máquina pública, mas a ações que contribuem para o crescimento da economia no médio e no longo prazo.

Sobre a ajuda aos municípios do Nordeste atingidos pela seca, Augustin ressaltou que o governo federal liberou, no ano passado, R$ 6,3 bilhões em crédito extraordinário para as áreas afetadas. Esses recursos, disse ele, não estavam originalmente previstos no Orçamento e tiveram de ser incluídos em caráter emergencial.

(Agência Brasil)

Pesquisa revela influência das doações de empresas nas eleições

Pesquisa publicada pela organização Transparência Brasil referente às eleições de 2010 e 2012 revelou que um reduzido grupo de empresas (predominantemente da construção civil e instituições financeiras) têm sido os maiores financiadores privados da campanha de candidatos eleitos em todo o Brasil. Os investimentos beneficiaram campanhas vitoriosas para governador, senador, e deputado federal em mais de dez estados, incluindo o Ceará.

A identificação desse núcleo empresarial principal permitiu detectar sua presença persistente em praticamente todas as circunscrições eleitorais (estado ou município) e em cada tipo de pleito (do presidente ao vereador). Claro, nem sempre a doação significa necessariamente uma relação espúria entre doador e beneficiário. Contudo, há muito a sociedade já vinha reclamando a necessidade de se conhecer o nome dos doadores, antes do pleito, no momento mesmo em que fazem a doação, pois esse dado é fundamental para o eleitor identificar os interesses mobilizados em torno das candidaturas e sua legitimidade. E nunca foi atendida nisso.

O fato de um grupo particular de empresas estar presente nas eleições realizadas em cada unidade federada não pode deixar de chamar a atenção. Sobretudo, porque provêm de áreas de interesses dependentes da ação pública. É um poder de influência potencialmente nefasto para a democracia. E a história (neste País e no mundo) tem demonstrado ser o financiamento privado de eleições o maior fator de corrupção e de comprometimento do processo eleitoral.

Por essa razão, ganha importância a decisão que está sendo tomada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o pedido de declaração de inconstitucionalidade da doação de empresas para campanhas eleitorais, impetrado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e outras entidades importantes da sociedade civil. O argumento de que isso possibilitaria a maior incidência do caixa 2 não tem sustentação, pois a ampliação e o reforço dos instrumentos de punição dificultariam e levariam a pensar duas vezes potenciais infratores.

A sociedade aplaudirá com entusiasmo o fechamento da principal porta de corrupção e desvirtuamento da voz das urnas, como parece tender a maioria do STF.

(O POVO / Editorial)

Patinhos feios da saúde

112 1

Da Coluna Vertical, no O POVO desta sexta-feira (31):

Louvável a iniciativa do prefeito Roberto Cláudio (Pros) de investir na ampliação e construção de novos postos de saúde, mas isso ainda é pouco.

Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, José Maria Pontes, num cenário onde semanalmente se registram agressões por arma branca ou tiros e acidentes com motos, falta dar um refresco ao IJF-Centro. José Maria diz que isso pode ser feito se o prefeito investir também na ampliação e modernização dos “Frotinhas”, que são três: Antônio Bezerra, Messejana e Parangaba.

“Nos últimos 10 anos, essas unidades registravam em 10 agressões, por exemplo, uma por tiro e nove por arma branca. Hoje temos nove por tiro e uma por arma branca. Inverteu-se o cenário de uma violência reinante principalmente na periferia”, explica o presidente do Simec, que ajudou a eleger o prefeito.

Morre o publicitário Orlando Mota

foto orlando mota publicidade

Morreu na noite dessa quinta-feira (30) o publicitário Orlando Mota. O velório será realizado na manhã desta sexta-feira (31), na funerária Eternus (rua Padre Valdevino), e, à tarde, ocorre o enterro no cemitério Parque da Paz.

Aos 53 anos, Orlando estava hospitalizado há alguns dias. Até a publicação desta matéria, o O POVO Online ainda não tinha confirmado as causas da morte do publicitário.

Com mais de 30 anos de atividades no mercado, Orlando foi eleito pela revista Fale! um dos 30 cearenses mais influentes. Hall da fama na edição histórica dos 50 anos da Revista Propaganda, Orlando Mota demonstrava que a criatividade poderia tornar a vida mais interessante através do próprio ato de criar.

À frente da agência Mota Comunicação, Orlando foi presidente do Sindicato de Agências de Propaganda do Estado do Ceará (Sinapro-CE). “É um publicitário que tem história no mercado”, disse Ana Celina Bueno, atual presidente do Sinapro-CE.

(O POVO Online)