Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Petrobras entra para lista das 20 empresas que mais poluem o mundo

307 1

Um estudo da empresa Thomson Reuters, divulgado esta semana, listou as 500 empresas que mais poluíram o planeta em 2013. Na vigésima colocação aparece a Petrobras, que emitiu no ano 73 milhões de toneladas de gás carbônico (CO2), metano, óxido nitroso e outros gases causadores do efeito estufa.

Em nota, a Petrobras alegou que a empresa foi prejudicada pela seca no Sudeste brasileiro, pois teve de ligar suas usinas térmicas, aumentando a liberação de poluentes.

A China lidera a lista com as duas primeiras colocações. Enquanto a Petrochina emitiu 310 milhões de toneladas de poluentes, a China Petroleum liberou 249 milhões de gases.

(com agências)

Cenários para a economia em 2015

Em artigo no O POVO deste sábado (27), o professor da Uece, consultor e doutor em Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona, Lauro Chaves Neto, afirma que o PIB crescerá pouco em 2015, diante da desaceleração adicional do consumo das famílias. Confira:

Passado o calor das eleições e com a definição da equipe econômica para o próximo mandato, o que esperar da economia brasileira em 2015? A melhor expectativa seria a recuperação dos bons fundamentos representados pela consistência do “tripé” da política macroeconômica: metas de inflação, metas de superávits primários, e flutuação cambial.

Com a escolha de Joaquim Levy para o Ministério da Fazenda, houve um ganho de qualidade na política econômica, o que é uma boa notícia. Mas não se sabe, diante da magnitude elevada do ajuste a ser realizado e dos custos que, necessariamente, aparecerão em curto e médio prazo, se suas ações terão pleno suporte por parte da presidente Rousseff.

Há quem acredite que o crescimento do PIB no terceiro trimestre tirou o país da “recessão técnica”. De fato, não ocorreu um terceiro trimestre consecutivo de queda, mas a “recuperação” de míseros 0,1% no terceiro trimestre, o que está longe de merecer alguma comemoração. O Setor externo, a conta corrente, ficou deficitário em US$ 8,1 bilhões em outubro, levando o déficit em 12 meses a US$ 84,4 bilhões, ou seja, 3,73% do PIB, a maior porcentagem em termos absolutos desde fevereiro de 2002.

O PIB crescerá pouco em 2015. Esse baixo crescimento resultará, principalmente, da retração dos investimentos e da desaceleração adicional do consumo das famílias. O menor crescimento do consumo das famílias em 2015 será função das condições de mercado de trabalho mais desfavoráveis, da menor expansão do crédito bancário e da alta dos juros bancários. Como usualmente ocorre nos anos seguintes às eleições presidenciais, a expansão do consumo do governo será menor. Assim, a diminuição dos investimentos no ano será consequência do aumento dos juros, da menor oferta de crédito, da baixa confiança dos empresários e de menores investimentos públicos.

A inflação superará o limite da meta em 2015 e a depreciação cambial contribuirá para manter a inflação elevada nos próximos anos. A taxa Selic continuará aumentando em 2015, mas não na magnitude necessária para reduzir a inflação para um patamar próximo ao centro da meta em 2016. O ciclo de aperto monetário e o baixo crescimento da atividade em 2015 reduzirão, ainda mais, a expansão do crédito e elevarão os juros bancários e a taxa de inadimplência.

A classificação de risco da dívida País não será alterada pelas principais agências de risco em 2015, sob a perspectiva de que o governo adotará uma política fiscal mais austera e mais transparente. A não adoção dessa estratégia aumentaria a probabilidade de o Brasil ter sua classificação de risco reduzida para um patamar abaixo do grau de investimento.

O ajuste necessário para a economia brasileira não será uma tarefa fácil, nem prazerosa, porém esse é o cenário para o qual as empresas precisam adequar os seus planejamentos e ações.

Servidores estaduais poderão ficar sem o ponto facultativo do Ano Novo

Servidores do Estado poderão ter que trabalhar na sexta-feira (2), diante do começo do governo Camilo Santana. O ponto facultativo decretado pelo governador Cid Gomes, um dia após o Natal, que “imprensou” essa sexta-feira (26), não deverá se repetir na próxima sexta-feira.

A expectativa é que o ponto facultativo seja decretado na próxima semana para o dia 31 (quarta-feira), como já estabeleceu em Fortaleza o prefeito Roberto Cláudio.

Vereadora Toinha Rocha lembra paixão de Gilvan Rocha pela causa anticapitalista

foto gilvan rocha sepultamento

É com muita dor que venho a público, na manhã deste sábado, 27, lamentar o falecimento de meu amigo e companheiro de lutas Gilvan Rocha, aos 72 anos.

Militante socialista e escritor, Gilvan, que é membro fundador do Partido Socialismo e Liberdade, foi a primeira pessoa a me estender a mão, quando de minha chegada à legenda, e muito contribuiu com minha formação política, assim como com a de muitos outros companheiros e companheiras.

Foi em um desses encontros de formação política, por sinal, em minha casa, que tivemos nosso último contato no dia 14 deste mês. Deixo aqui meus sentimentos e solidariedade à sua companheira Ester Barroso, Esterzinha, também poetiza, que adoçava seus dias. E estendo meus pêsames à toda a família e amigos que agora sofrem esta perda tão grande.

Gilvan Rocha foi um apaixonado pela causa anticapitalista e teve como principal objetivo de vida política ver realizada a revolução socialista no Brasil. Enquanto vereadora desta cidade, em 2011, tive a satisfação de propor a entrega do Título de Cidadão de Fortaleza a meu amigo Gilvan, que nasceu pernambuco, mas desde 1965 abraçou a capital cearense como seu local.

Plantou e semeou nas terras alencarinas o respeito, a solidariedade e amor ao próximo, através da sua altivez, generosidade e humanidade. Com a sua contribuição direta na formação político-social de centenas de jovens, defendeu bravamente os direitos humanos, ressaltando a importância de uma vida digna para todos e todas, apontando que o caminho para tudo isso está na conscientização das massas.

Muito obrigada Gilvan, por sua luta, por seus escritos, por sua resistência, por seu mais de meio século de caminhada socialista e por nos deixar um exemplo grandioso de hombridade.

Gilvan Rocha presente, hoje, e por todo o sempre!

De sua eterna amiga e companheira de luta,

Toinha Rocha, vereadora de Fortaleza pelo Psol

(Foto: Atualização às 17h20min)

Petrobras: produção nacional de petróleo cai 0,7% entre outubro e novembro

A Petrobras produziu uma média diária de 2,11 milhões de barris de petróleo no Brasil em novembro deste ano. A produção é inferior à obtida no mês anterior, de 2,13 milhões de barris. O desempenho da produção da estatal foi divulgado por meio de nota, na noite dessa sexta-feira (26).

A queda de 0,7% na passagem de outubro para novembro foi provocada, segundo a Petrobras por paradas para manutenção de plataformas como a P-43, a Cidade de Angra dos Reis e a Cidade de Paraty, além de interrupções para permitir a entrada de novos subsistemas nas plataformas P-55, P-58 e P62. A expectativa da Petrobras é que a produção volte a crescer em dezembro.

A produção de gás natural no Brasil também teve queda de 1,8%, no período de outubro a novembro, passando de 72,04 milhões de metros cúbicos por dia para 70,78 milhões de metros cúbicos por dia. A queda deveu-se à parada do programa da plataforma de Mexilhão, na Bacia de Santos.

Se considerar o petróleo e gás que a Petrobras também produz em nome de suas parceiras no Brasil, a média diária foi 2,76 milhões de barris de óleo equivalente de petróleo e gás.

No exterior, a Petrobras produziu 185,1 mil barris de óleo equivalente de petróleo e gás por dia, uma redução de 14% em relação aos 215,2 mil produzidos em outubro.

(Agência Brasil)

Ciro é fator para o ministro administrar

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (27), pelo jornalista Érico Firmo:

A força da imagem nacional de Ciro Gomes é fator que Cid Gomes terá de administrar em sua primeira empreitada política para além das fronteiras do Estado. Em oito anos como governador, ele consolidou imagem própria no Ceará e foi percebido como personalidade distinta. Em não raros momentos, inclusive com opções políticas distintas. Porém, ele chega ao ministério com a imagem que tem nacionalmente: o “irmão do Ciro”.

Cid sempre teve o irmão mais velho como referência. Pela experiência como ministro de dois governos, pode ajudar nessa empreitada nova para o irmão. Mas, ao mesmo tempo, esse elemento é problemático. Primeiro, porque a relação de Ciro com a imprensa nacional e com vários grupos políticos País afora já foi marcada por algumas turbulências. Esse rescaldo pode respingar em Cid.

Além do mais, Ciro é frequente crítico do governo Dilma Rousseff, de muito tempo. Faz apenas uma semana que ele deu suas impressões sobre as primeiras indicações para o novo mandato da presidente: “Conservadorismo, incompetência e parece que ela está se comprometendo com valores que ela derrotou com a força do povo”. É um passivo que, de alguma forma, acompanha Cid em Brasília. Para contornar, precisará mostrar personalidade, estilo e ações próprias. Se não, irmão vira fantasma.

Presidente da Argentina é hospitalizada com fratura no tornozelo

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, foi hospitalizada em Buenos Aires depois de ter sofrido uma fratura no tornozelo esquerdo, anunciou o governo. O anúncio foi feito pela unidade médica presidencial, que indicou que o tratamento requer “imobilização” e “acompanhamento”.

A líder argentina machucou o tornozelo quando estava em sua casa, em Río Gallegos, e antecipou o regresso a Buenos Aires para fazer exames médicos.

Cristina Kirchner vai deixar a presidência do país depois das eleições de outubro de 2015. Durante o mandato, ela se afastou quatro vezes das funções por problemas de saúde.

(Agência Brasil)

Morte de italiana provoca “ódio” contra o Brasil

230 1

foto italiana gaia

O assassinato da italiana Gaia Molinari, nessa sexta-feira (26), em Jericoacoara, Litoral Oeste do Ceará, provocou a ira de italianos contra o Brasil. Um suspeito do crime se encontra detido em Fortaleza. Comentários nos principais sites da Itália apontam um Brasil violento e defensor de inimigos do país europeu.

Nos comentários, os brasileiros são chamados de “animais”, que ocupam uma “nação perigosa com inimigos da Itália”. “Ninguém mais na Itália deveria colocar mais os pés no Brasil”, sugeriu outro comentário.

“Melhor para visitar os muitos lugares bonitos no mar de Salento, não recomendamos que você visite o Brasil especialmente a cidade Fortaleza, que apresenta aventuras muito perigosas. Só o mar é bom, mas você pode ver muito depravação e pobreza. Então não voltar nunca mais”, afirmou o leitor Gian Franco.

Em defesa do Brasil, um leitor escreveu: “Você percebe o belo país que você está vivendo, a Itália, constantemente assediado por impostos, políticos corruptos e mafiosos. Os brasileiros são um povo orgulhoso, hospitaleiro e honesto”.

Salmito confirma que revogará qualquer ato de contratação sem prévia licitação pública

241 1

foto salmito cmfor ciro saboya

Em nota enviada ao Blog, o vereador Salmito Filho (Pros), eleito presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Fortaleza, para o biênio 2015/2016, afirma que “o mesmo princípio que exige a contratação de servidores por concurso exige também a licitação”. Confira:

Tomei conhecimento, a partir da imprensa, que o atual presidente da Câmara Municipal de Fortaleza vai na segunda-feira, portanto a 2 dias do término do seu mandato, firmar contrato sem prévia pública para realizar um concurso público na Câmara.

A imensa maioria dos vereadores já se manifestou de forma contrária a essa contratação sem licitação pública, tendo inclusive aprovado em Plenário requerimento contrário.

A maioria dos vereadores, na qual me incluo, entende que o mesmo princípio que exige a contratação de servidores por concurso exige também a licitação, ou seja, livre concorrência e escolha por parte da administração pública do(s) melhor(es) habilitado(s).

Seria incoerente exigir concurso e não exigir licitação para contratar o concurso.

Aproveito para tornar público que, ao tomar posse no próximo dia 1º de janeiro de 2015, revogarei qualquer ato de contratação sem prévia licitação pública e, em ato contínuo, determinarei a abertura de procedimento licitatório nacional para contratar instituição para a realização do Concurso Público.

Sem licitação, concurso da Câmara Municipal já nasce sob véu de desconfiança

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (27), pelo jornalista Érico Firmo:

Dos 43 vereadores de Fortaleza, 40 defenderam que haja licitação para selecionar a entidade responsável por organizar o concurso público para a Câmara Municipal. Inclusive o presidente eleito Salmito Filho (Pros), que toma posse daqui a cinco dias. E também quatro dos seis membros da atual Mesa Diretora. Pode-se até entender que o concurso público é tão urgente que não pode esperar pela licitação. Todavia, não há respaldo político para a decisão.

Francamente, tem cabimento o presidente Walter Cavalcante (PMDB), no antepenúltimo dia de sua gestão, assinar contrato sem licitação? O concurso já nasce sob véu de desconfiança. Tudo que o Poder Legislativo não precisa no atual estágio de desmoralização.

Além do mais, Salmito já disse que irá anular qualquer iniciativa sem licitação tão logo tome posse. Ou seja, a insistência não é apenas incompreensível. Ela é inócua.

Prefeito anuncia derrubada da Praça Portugal para janeiro

foto roberto cláudio rádio

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (27):

A Praça Portugal vai mesmo ao chão em janeiro. O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (Pros), confirmou o fato em entrevista, nessa sexta-feira (26), à rádio Verdes Mares AM. Ele informou que todas as pendências burocráticas e jurídicas foram superadas. O objetivo é dar continuidade ao binário da avenida Dom Luiz.

Essa intervenção continua gerando muita polêmica. Memorialistas lamentam a perda de um pedaço da história da cidade, outros defendem a necessidade da obra como forma de resolver imbróglio do trânsito da área.

Pegando esse mote, o prefeito anunciou que agora em janeiro iniciará obras de mais um viaduto: no cruzamento da Avenida Raul Barbosa com Murilo Serpa (Lagamar).

Novo titular da SSPDS é especialista no combate às drogas e à corrupção policial

346 5

foto delegado PF delci teixeira

Quando então superintendente da Polícia Federal no Rio de Janeiro, em 2007, o próximo secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Ceará, Delci Carlos Teixeira, 62, a ser anunciado na segunda-feira (29), pelo governador eleito Camilo Santana, conforme matéria neste sábado (27), no O POVO, montou o Centro Integrado e Compartilhado de Combate ao Crime Organizado (Cicor).

A supercentral, como ficou conhecida, tinha como meta o combate ao tráfico de drogas, ao contrabando de armas e munição e à corrupção policial.

Integrante da Comissão de Ética do Ministério da Justiça, o nome do delegado teria sido sugerido a Camilo pelo próprio ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, quando da passagem do governador do Ceará a Brasília, semana passada.

Polêmica

Em 2008, a Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro, sob o comando de Dalci Teixeira, se envolveu em uma polêmica com o ex-governador Anthony Garotinho. O político carioca teve a residência invadida por policiais federais que investigavam a associação de Garotinho com policiais corruptos.

“Atendendo a ‘ordens superiores’ e mesmo sem haver nenhuma prova contra mim, tive minha casa revistada durante 5 horas por agentes da Polícia Federal, que até nas peças íntimas de minhas filhas e de minha esposa queriam encontrar alguma prova que pudesse me incriminar. Não sei de onde partiram as tais ‘ordens superiores’ para transformar a Polícia Federal em polícia política, que persegue quem é adversário do PT”, desabafou Garotinho na época.

Pesquisa mostra otimismo de brasileiros com realização das Olimpíadas no Rio

Pesquisa da consultoria Nielsen, encomendada pelo Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 (Comitê Rio 2016), revela que 65% da população brasileira estão otimistas e confiantes com a realização do evento esportivo na cidade. Divulgada nessa sexta-feira (26), a pesquisa mostra que 62% estão animados com a aproximação dos Jogos. Foram ouvidas 2.033 pessoas nas cinco regiões do país.

De acordo com a pesquisa, 12 milhões de brasileiros demonstraram intenção de estar no Rio de Janeiro para assistir aos Jogos Olímpicos, que se estenderão de 5 a 21 de agosto de 2016. A escolha da cidade para sede dos jogos foi aprovada por 65% das pessoas entrevistadas.

O resultado, diz o presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, mostra que os organizadores estão no caminho certo. “A população sente e vê as transformações da cidade de forma positiva”, afirma Nuzman. Segundo Nuzman, o engajamento dos brasileiros é crescente e diário. Animado, ele ressalta que a ideia é realizar Jogos “memoráveis”, que fiquem na lembrança de todas as pessoas.

Na pesquisa anterior, feita em junho, antes da Copa do Mundo, os brasileiros favoráveis às Olimpíadas eram 59%. No pós-Copa, esse número subiu 6 pontos percentuais, atingindo 65%.

(Agência Brasil)

Vereador João Alfredo lamenta a perda de Gilvan Rocha

269 1

Muito triste com a notícia de falecimento de Gilvan Rocha!

Em um ano, perdemos Padre Haroldo, Plínio e Gilvan. Perdas irreparáveis para o nosso pequeno, mas, ousado e, por isso, necessário instrumento partidário.

Para muito além de nossas diferenças, Gilvan vai ficar sempre marcado em minha memória como meu “professor de comunismo”, quando, nos idos da década de 80 do século passado, formava, clandestinamente, a jovem militância que reabriria o movimento estudantil em nosso Estado.

Tive a honra de ter sido convidado para escrever uma das apresentações de seu livro de memórias, gesto de profunda generosidade, dadas as divergências que tivemos à época em que militamos no PT, um dos dois partidos que ajudou a fundar.

Essa generosidade, ao lado do desapego e do profundo compromisso com a causa anticapitalista, desde sua juventude em Recife e a resistência das ligas camponesas até as jornadas de junho do ano passado, devem nos orgulhar – a toda a nossa militância – de termos sido camaradas em sua última casa política, o Psol, do qual foi um dos fundadores.

Homenagear Gilvan é manter acesa a chama revolucionária e desfraldada a bandeira do socialismo.

Gilvan Rocha: Presente!

Até quando: Sempre!

João Alfredo, vereador de Fortaleza pelo Psol

Em seu último artigo, Gilvan Rocha lamenta mudança ideológica de Dilma

422 3

Por meio de seu blog (gilvanrocha.blogspot.com.br), o militante político Gilvan Rocha deixou o seu último artigo, publicado nessa sexta-feira (26), lamenta que “o coração valente da, senhora Dilma, tenha derretido diante do grande capital”. Confira:

A jovem Dilma Rousseff demonstrou ter um coração valente quando enfrentou as câmaras de tortura. Dessa mesma forma comportaram-se milhares de jovens dispostos a sacrificarem a vida, a liberdade e a submeterem-se à tortura insana dos seus algozes. É lamentável, entretanto, que, agora, o coração valente da, senhora Dilma, tenha derretido diante do grande capital. Não estamos falando de coisas fantasiosas. Veja as escolhas da presidente, reeleita para o ministério da agricultura. Nada mais, nada menos do que a emblemática Kátia Abreu, legitima representante do agronegócio. Veja, por outro lado, onde a senhora, agora, de coração acovardado, foi buscar a sua equipe econômica, senão entre os mais confiáveis quadros existentes entre os grandes banqueiros.

Coração valente seria dizer não ao capitalismo e não somente demonstrar bravura, como demonstraram os cristãos primitivos diante das feras que lhes estraçalhavam as vísceras. Não basta um coração valente, é preciso que ele esteja a serviço de uma boa causa, e a senhora Rousseff tinha como bandeira a luta pelas reformas e pela soberania nacional, enquanto propugnava por um modelo de país onde reinasse um discurso único, um partido único, uma imprensa única, uma polícia política, como era modelo a então URSS e hoje permanece Cuba, Coreia do Norte, China, para citarmos alguns exemplos.

O coração valente daqueles jovens tangidos pela má informação e pela ingenuidade, não se levantava contra o capitalismo e, tão logo deram-se as oportunidades, vimos muitos deles se agacharem diante do grande capital propondo-se gerenciar o capitalismo, garantindo a paz social necessária para que a burguesia auferisse, sem traumas, seus grandes lucros.

Os “corações valentes” que se alocaram no governo petista, engessaram as centrais sindicais e estudantis, transformando essas instituições em meros aparelhos burocráticos.

O socialismo, a luta direta e sem sofisma contra o capitalismo, precisam de corações valentes. Mas não bastam a bravura e o martírio para tornar legítima uma pretensa militância, quando tudo termina em um estúpido engano. Queremos, sim, homens e mulheres destemidos. Empunhando a causa da verdade e não cultuando apenas a bravura e o martírio sem atentar para quão inócuos foram tantos sacrifícios.

Gilvan Rocha é encontrado morto na Aldeota

531 1

foto gilvan rocha

O empresário e militante político Gilvan Rocha foi encontrado morto em sua residência, na noite dessa sexta-feira (26), na Aldeota. O empresário era um dos símbolos cearenses contra o Regime Militar (1962-1985), quando foi perseguido pela ditadura. A Polícia ainda investiga a causa da morte, não natural.

Casado com a poetisa Ester Barroso, também perseguida pela ditadura, Gilvan foi secretário de Fortaleza na gestão Maria Luiza (1985) e um dos fundadores do Psol.

O velório acontece na funerária Ternura, a partir das 14 horas, na rua Padre Valdevino, em Fortaleza. O sepultamento está previsto para o cemitério Parque da Paz, às 17 horas.

Projeto altera pena de crime continuado no Código Penal Militar

A Câmara analisa o Projeto de Lei 7704/14, do deputado Major Fábio (Pros-PB), que altera a punição da prática de crime continuado no Código Penal Militar (Decreto-Lei 1.001/69), para adequá-la ao Código Penal Brasileiro (Decreto-lei 2.848/40). Atualmente, segundo o autor da proposta, existe “uma injustificável discrepância entre a legislação comum e a militar”.

De acordo com o texto, quando o agente praticar dois ou mais crimes da mesma espécie e os subsequentes forem continuação do primeiro, seja pelas condições de tempo, lugar ou maneira de execução, será aplicada a pena de um só dos crimes, se idênticas, ou a mais grave, se diversas, aumentada, em qualquer caso, de 1/6 a 2/3.

Nos crimes dolosos, contra vítimas diferentes, cometidos com violência ou grave ameaça à pessoa, poderá o juiz, considerando a culpabilidade, os antecedentes, a conduta social e a personalidade do agente, bem como os motivos e as circunstâncias, aumentar a pena até o triplo.

De acordo com a redação atual do Código Penal Militar, quando o agente pratica dois ou mais crimes, idênticos ou não, as penas privativas de liberdade devem ser unificadas. Se as penas são da mesma espécie, a pena única é a soma de todas.

“Recentemente, bombeiros do estado da Paraíba foram condenados a penas de mais de 1.500 anos de reclusão por crime de peculato continuado, o que revela uma evidente desproporcionalidade, visto que tal conduta se praticada por civil teria a pena de um só crime aumentada de 1/6 a 2/3”, disse Major Fábio. Ele acrescentou que a jurisprudência do Superior Tribunal Militar tem se inclinado “contra tal flagrante injustiça”.

(Agência Câmara Notícias)

No TCU, Vital garante isenção nos processos envolvendo a Petrobras

Vital do Rêgo deixou sua vaga no Senado para assumir uma cadeira no Tribunal de Contas da União, no último dia 22, em substituição ao ministro José Jorge, que se aposentou compulsoriamente ao fazer 70 anos. Ele dará prosseguimento aos processos relatados por seu antecessor, entre eles as auditorias relacionadas à Petrobras.

Vital, que foi presidente das duas comissões parlamentares que investigaram, no Congresso, denúncias de irregularidades na estatal, garante que os dois trabalhos não se confundem.

“Quando você sai de um trabalho político e vai para uma área jurídica, você tem que deixar toda a sua ação política para absorver todo um projeto de ordem constitucional, republicado por excelência, que é a atividade do magistrado”, disse.

(Rádio Senado)