Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Agente que matou jovem negro nos Estados Unidos deixa a polícia

O agente policial Darren Wilson, que um júri decidiu não acusar pela morte do jovem negro Michael Brown, em Ferguson, no centro dos Estados Unidos, anunciou neste domingo (30), por meio de uma carta, a sua renúncia ao cargo. No texto, divulgado por um dos seus advogados, Wilson justifica a demissão, com efeitos imediatos, por razões de segurança.

A decisão do júri de não avançar com acusação contra Darren Wilson, de 28 anos, que matou Michael Brown, de 18 anos, no dia 9 de agosto, desencadeou uma onda de protestos em Ferguson, no estado do Missouri, que se estendeu para todo o país.

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos iniciou uma dupla investigação independente no sentido de apurar se houve violação de direitos civis no caso e se a polícia local mantém práticas discriminatórias.

(Agência Brasil)

Ex-diretores da Petrobras participam de acareação na terça-feira

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras fará, na terça-feira (2), uma acareação entre os ex-diretores da Petrobras Nestor Cerveró, da Área Internacional, e Paulo Roberto Costa, de Abastecimento, preso pela Polícia Federal na Operação Lava Jato.

Paulo Roberto Costa denunciou um esquema de propina nas diretorias da estatal para beneficiar partidos políticos com 3% do valor dos contratos com empreiteiras. Cerveró, que comandava uma das diretorias citadas, negou saber e participar de corrupção na Petrobras.

“O Paulo Roberto afirmou que o Cerveró recebeu propina, sim, e o Cerveró negou em 10 de setembro. Vamos colocar os dois frente a frente”, disse o deputado Enio Bacci (PDT-RS), que propôs a acareação.

Para o vice-presidente da comissão, senador Gim (PTB-DF), a CPMI deve avançar muito com a acareação. “Estou acreditando muito nesse novo instrumento para a apuração. A CPMI vai evoluir muito com a acareação”, disse.

Já na quarta-feira (3), a comissão ouvirá o diretor de Gás e Energia da estatal de 2003 a 2007, Ildo Sauer. O executivo deve explicar por que Paulo Roberto Costa citou a diretoria dele como integrante do esquema de corrupção instalado na companhia.

(Agência Câmara Notícias)

Em artigo, Gaspari ressalta alerta de Tasso

184 8

eleições 2014 debate tv op senado 0831 tasso Em artigo neste domingo (30), nos jornais Folha de S.Paulo e O Globo, o jornalista Elio Gaspari compara os escândalos da Petrobras com o vazamento de provas do Enem. Para o jornalista, o ponto comum entre as duas denúncias é o modo de reação de PT. Confira: Quando Paulo Francis denunciou as petrorroubalheiras do tucanato, ganhou um processo. Quando o senador Tasso Jereissati denunciou as petrorroubalheiras do comissariado, o assunto foi varrido para baixo do tapete. Agora, diante da captura de 33 pessoas de uma quadrilha mineira que fraudava exames vestibulares e que neste ano vendeu para 15 ou 20 candidatos os gabaritos da prova do Enem, o Inep, responsável pela lisura do exame, informou o seguinte: “qualquer pessoa que tenha utilizado métodos ilícitos para obter vantagens no Enem será sumariamente eliminada do exame”. Bingo. Seria mais divertido se o Inep dissesse o contrário. O problema está na outra ponta, nos 8,7 milhões de candidatos que se inscrevem para o exame e ficam sabendo que competem com gente que comprou a prova. O Enem tem uma tradição de vazamentos. Em 2009, os cadernos do exame foram furtados na gráfica, e o MEC suspendeu o exame. Em 2010, achou-se um vazamento de questões na Bahia. No ano seguinte, outro, no Ceará. Neste ano, houve denúncias em Teresina e em Fortaleza. Além delas, a Polícia Federal chegou à quadrilha mineira que teria vendido as provas a 15 pessoas de Mato Grosso. Coisa de profissionais com 20 anos de experiência e intercâmbio tecnológico com chineses. A turma operava com exames antes da criação do Enem. As provas podem vazar de duas maneiras, pelo furto das questões antes da prova ou pela transmissão das respostas durante sua realização. Pelo primeiro método, o comprador não corre riscos imediatos. Na fraude eletrônica, arrisca ser apanhado em flagrante. Desde 2010, quando acontecem os casos de vazamento de questões, o Inep argumenta que eles foram pontuais. Claro, o segredo do negócio está na sua pontualidade. A polícia americana levou dez anos para achar, por acaso, um falsário que imprimia notas de US$ 1 e as usava, com cuidado, só para pagar suas modestas despesas. A onipotência do MEC diante dos vazamentos do Enem cria nos milhões de jovens que fazem o exame a sensação de que, se tivessem conhecido a pessoa certa, com a quantia certa, poderiam comprar a prova. Sabendo-se que a doutora Dilma já prometeu a realização de dois Enems a cada ano e não cumpriu, a credibilidade do governo é duvidosa. Nos Estados Unidos, os jovens têm sete oportunidades anuais para fazer esse teste. Comparar as fraudes do Enem com as petrorroubalheiras é um exagero do ponto de vista financeiro, mas no efeito o dano é maior. Não só porque atingem diretamente mais gente, mas porque o governo reage aos problemas de forma ofensiva, fazendo de conta que ele é da Polícia Federal.  (As petrorroubalheiras também eram, afinal, tudo ia às maravilhas na empresa.) Se Paulo Francis e Tasso Jereissati tivessem ao menos sido ouvidos, a doutora Dilma não estaria na encrenca em que está. Ouvidos eles foram, mas achou-se que o caso poderia ser varrido para baixo do tapete.

VII Festival UFC de Cultura tem início nesta segunda-feira

A partir desta segunda-feira (1º) até a sexta-feira (5), a VII edição do Festival UFC de Cultura volta a movimentar o cenário cultural em Fortaleza. Este ano, o evento celebra o compromisso da Instituição, desde sua fundação, de valorizar e fomentar o patrimônio imaterial que é a identidade cearense.

Nesta semana de atividades, serão promovidos shows musicais, seminários, mostras de teatro e cinema, lançamento de livros, exposição de artes plásticas com três artistas cearenses, oficinas e feira de artesanato. Completamente gratuita, a programação do evento abre espaço para o entretenimento, para debates sobre temas de interesse social com grandes nomes do pensamento brasileiro e para a formação de produtores e plateias na seara das artes e da cultura.

O Festival UFC de Cultura é uma realização da Universidade Federal do Ceará e da ONG Universos, com apoio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e da Coelce.

(UFC)

Levy não poderá desmontar o modelo de desenvolvimento inclusivo

159 2

Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (30):

A indicação do executivo-financeiro Joaquim Levy para o comando da economia brasileira é, inegavelmente, uma frustração para grande parte das forças que garantiram a vitória de Dilma Rousseff. Não dá para escamotear isso. Mas, seria ingenuidade ignorar o fato de que o mercado financeiro controla mecanismos internacionais de viabilização econômica e poderia estrangular o País. Seria irrealismo brincar com isso. Contudo, haveria um limite nas concessões ao outro lado que, ultrapassado, poderia transformá-las em rendição. Alguns críticos usaram o recurso da clássica imagem da raposa como cão de guarda do galinheiro para atacar a opção de Dilma para a Fazenda, embora Levy já tenha trabalhado para o governo petista. Muitos dos que apoiaram a reeleição de Dilma não escondem que estão fazendo força para acreditar que o limite apontado acima não será ultrapassado.

E a própria Dilma como reage? “Continuarei priorizando a inclusão social, o emprego, o acesso à educação, a garantia de direitos a estabilidade política e econômica, o investimento em infraestrutura e na modernização do País e a elevação da renda do povo” – disse ela, na quinta-feira (27), na 3ª Conferência Nacional de Economia Solidária, em Brasília (DF).

É razoável aceitar que o problema não reside no fato de se colocar um quadro técnico do mercado financeiro à testa do Ministério da Fazenda. A crítica que se fazia à nomeação de Armínio Fraga (“entrega do Brasil aos banqueiros”) seria menos por sua origem profissional e mais por significar a entrega da economia aos ditames do capital financeiro, sem qualquer restrição. No caso de Levy, a ponderação é de que ele terá de subordinar-se aos limites impostos pela presidente da República. O principal deles: não desmontar o modelo de desenvolvimento inclusivo.

A expectativa é que a presidente da República, de fato, reaja, se a “correção” transformar-se em tentativa de mudar a natureza do modelo de desenvolvimento inclusivo em curso. Graças a ele, o Brasil saiu do Mapa da Fome e mais de 40 milhões de pessoas ascenderam à classe média.

Banco do Brasil fecha gerência em Fortaleza

No mínimo, o Banco do Brasil deve explicação mais completa aos cearenses sobre motivos que levaram a sua direção nacional a encerrar as atividades da Gerência Regional de Apoio ao Comércio Exterior (Gecex), em Fortaleza. Segundo informações de que dispõe este jornal, o desmonte do escritório já começou e a operação deve ser concluída até o dia 12 de janeiro do próximo ano.

O fechamento da unidade trará óbvios prejuízos ao empresariado exportador, principalmente para as pequenas empresas, com os custos das operações sofrendo acréscimo, pois o atendimento passará a ser feito em Belo Horizonte (MG) e Recife (PE), dependendo da operação a ser realizada. Das 180 indústrias exportadoras do Ceará, sete são grandes, 18 são médias e 155 são micro e pequenas empresas, a maioria desse último grupo dependendo do atendimento da Gecex.

O presidente da Comissão do Comércio Exterior do Ceará, Roberto Marinho, considerou a decisão do banco “um retrocesso”, pois deixará as empresas cearenses “desassistidas” em relação aos serviços hoje oferecidos em Fortaleza. O diretor financeiro da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Edgar Gadelha, que também é exportador, disse que com o novo modelo haverá “mais burocracia, elevação de custos e demora”. Fora do Banco do Brasil, nenhuma das fontes consultadas pelo jornal, mostrou-se favorável à decisão de fechar a unidade.

Além do prejuízo para os clientes, acrescente-se que medida desse tipo pode ser tomada como desatenção do governo federal – a quem o Banco do Brasil se subordina – com o Nordeste. Pois, excluindo-se algum motivo burocrático interno, inexistem motivos razoáveis que justifiquem o fechamento da gerência. São essas medidas, aparentemente “administrativas”, uma aqui outra ali, que ajudam a minar a confiança no discurso governamental de dar prioridade ao Nordeste, de modo a reduzir a disparidade entre as regiões.

De qualquer modo, como o fechamento da Gecex em Fortaleza ainda não foi concluído, resta tempo à direção do Banco do Brasil para repensar o assunto e atender aos legítimos apelos para que a unidade permaneça na cidade, continuando a atender o empresariado exportador. Fazendo assim, o banco mostraria seu apreço pelos clientes e respeito pelo Ceará.

(O POVO / Editorial)

Diretório Nacional do PT aprova resolução de combate à corrupção

147 3

O Diretório Nacional do PT aprovou nesse sábado (29) resolução objetivando o combate à corrupção. No documento, o partido mostra-se favorável ao prosseguimento da investigação de denúncias de corrupção na Petrobras, dentro dos marcos legais e sem partidarismo. O presidente do PT, Rui Falcão, reafirmou o compromisso do partido na luta contra corrupção. “Temos o compromisso histórico de combater implacavelmente a corrupção”, salientou.

Rui Falcão ressaltou que petistas comprovadamente envolvidos em ilícitos da Petrobras serão expulsos da legenda. “Concluídas as investigações, queremos que os corruptos sejam punidos. Se houver alguém do PT implicado com provas, ele será expulso”, adiantou.

Na resolução aprovada hoje pelo diretório, os petistas afirmam que o partido tem o desafio de reafirmar liderança no combate à corrupção sistêmica no Brasil. “Foi durante os governos Lula e Dilma que se estabeleceram, como políticas de Estado, as principais políticas de combate à corrupção”, diz trecho da resolução.

(Agência Brasil)

Comissão pode votar projeto que amplia saque do FGTS em caso de doença grave

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) poderá analisar na quarta-feira (3) o projeto que autoriza o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) em caso de doença grave. A decisão será final, não precisando passar pelo Plenário.

O PLS 198/2014, do senador Pedro Taques (PDT-MT), autoriza o trabalhador a utilizar o FGTS no caso de doença grave própria ou de algum familiar. A legislação atual permite essa prática apenas em caso de estágio terminal, no que se refere à condição de saúde do trabalhador ou de um parente.

Taques avalia que a exigência atual é exageradamente restritiva e diz que a ideia do projeto é consolidar uma das finalidades do FGTS. “A intenção é apoiar o trabalhador e sua família a custearem o tratamento de doença grave, que, por isso, precisa despender gastos maiores em busca de uma sobrevida”, justifica.

O projeto conta com parecer favorável da senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO), que acredita que a utilização dos recursos do Fundo, no novo modelo, pode fazer toda a diferença para o beneficiado. “Está em questão a dignidade humana e a manutenção da esperança para os trabalhadores e seus dependentes. O que é uma doença grave hoje pode tornar-se tratável em pouco tempo e precisamos evitar, a todo o custo, que as sequelas sejam irreversíveis”, analisa.

(Agência Senado)

Tribunal do Egito absolve ex-presidente pela morte de manifestantes

Ex-presidente do Egito, Hosni Mubarak foi absolvido neste sábado (29) das acusações de cumplicidade na morte de manifestantes na revolução que o derrotou em 2011. As acusações foram retiradas pelo Tribunal Penal do Cairo, que também o absolveu de um caso de corrupção. Entretanto, Mubarak permanecerá detido, pois cumpre sentença de três anos por outro caso de corrupção.

Em um primeiro processo, Mubarak foi condenado à prisão perpétua, mas a sentença foi anulada por razões técnicas e o caso novamente julgado. A leitura do acórdão deveria ocorrer em 26 de setembro, mas foi adiada para este sábado pelo Tribunal. O julgamento de Mubarak pelas mortes dos manifestantes começou em 13 de abril de 2013, depois de um tribunal ter anulado a sentença de prisão perpétua.

(Agência Brasil)

Avaí e Icasa são destaques na última rodada da Série B

O Icasa surpreendeu na última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, na tarde deste sábado (29), ao derrotar o Boa Esporte, por 3 a 2, no estádio Romeirão. Apesar do resultado, o time de Juazeiro do Norte acabou rebaixado para a Série C de 2015.

A vitória do Icasa, que entrou em campo com vários jogadores da equipe de base, tirou o Boa Esporte da Série A de 2015. A última vaga ficou com o Avaí, que venceu o Vasco, na Ressacada, por 1 a 0.

Em Mato Grosso, o Ceará perdeu para o Luverdense, por 1 a 0.

Novo governo, novas formas de governar nas áreas de C&T e TIC

Em artigo enviado ao Blog, o professor Ivan Oliveira aponta a necessidade por mudança urgente nas políticas públicas de inclusão digital. Confira:

Em tempos de campanhas eleitorais, presenciamos e assistimos bastante movimentações dos setoriais das mulheres, da cultura, dos LGBTs e da educação do partido dos trabalhadores, mas os demais se reduziram às atividades dispersas e desorganizadas que também ajudaram no processo eleitoral. Isso é fato!

Muitas vezes até parecia ter medo do resultado das urnas e não gostariam de apostar suas fichas numa eventual derrota eleitoral.

Agora, nos bastidores, vê-se os membros dos setoriais pela corrida nas disputas pelas posições. É risonho! Falo, sobretudo, na minha área de atuação.

Camaradas, os membros dos setoriais deveriam guardar suas energias para apoiar e contrapor (quando necessário) o governo para garantir a saudável separação democrática entre “ser partido” e “ser governo”.

Quando a única bandeira é a busca por cargos ou prestígios, cai-se na lógica de fazer política de interesse pessoal ou até coletivo (de algumas unidades de pessoas).

Esta realidade não é alheia à temática C&T e TIC. Precisamos de uma mudança urgente nas políticas públicas de inclusão digital no âmbito local e nacional. Não podemos nos reduzir ao fornecimento de infraestrutura de acesso à internet e esquecer os programas de humanização/qualificação dos acessos.

Os Programas e Projetos de Inclusão Digital, tais como: Telecentros.BR, Telecentros Comunitários, Territórios Digitais, Corredores Digitais, dentre outros precisam ser reeditados para cumprir seu papel social e resgatar à esperança dos militantes desta área.

As empresas públicas de C&T e TIC estão trabalhando em modo automático e uma das principais razões é uma gestão sem muita novidade, sem coragem para as mudanças necessárias e sem vontade de atender às demandas reverberadas pelas urnas. Pela resolução do setorial desta área, insistem na afirmação e ratificação dos nomes e dxs amigxs do rei que não estão nem aí para uma revisão de determinados procedimentos estatais, tais como, a forma de intervenção no plano econômico, a forma de gestão e a forma de relacionamento com a sociedade.

Qual a saída? Basta seguir o bordão da campanha eleitoral: “Governo Novo, Novas Idéias!”.

É hora de sangue novo! Os primeiros sinais vieram positivamente com a equipe econômica que, apesar das ressalvas de militantes, é necessária para fortalecer as políticas públicas para o país continuar crescente de forma sustentável, distribuindo rendas e universalizando os serviços públicos.

No tocante às mudanças necessárias, aponto a troca geral do seu quadro político das secretárias, órgãos e entidades de C&T e TIC dos governos estadual e federal. Além da mudança urgente na forma de gestão, racionalização e modernização da estrutura administrativa.

Sem estas reivindicações nos documentos dos setoriais de C&T e TIC, restará apenas a disputa pelos espaços e pelas zonas de confortos construídos nos últimos anos.

Resta-nos encher o coração de esperanças para as equipes de transição ignorar as movimentações da ala do oportunismo e encarar de forma séria a construção de um efetivo novo governo.

Manifestantes são contra as passarelas no Cocó

146 2

foto manifestação paulo angelim consultor imob

Manifestantes reivindicaram ciclofaixas, na manhã deste sábado (29), durante a inauguração dos dois viadutos do Cocó, pelo prefeito Roberto Cláudio.

Segundo o consultor imobiliário Paulo Angelim, a propostas de passarelas não contempla os ciclistas, além de causar acidentes. Para o consultor, o ideal seriam faixas de pedestres semaforizadas.

Campanha busca prevenir e diagnosticar o câncer de pele no país

Uma campanha de prevenção e diagnóstico de câncer de pele está sendo realizada neste sábado (29) em 23 estados brasileiros pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). O tumor de pele é o tipo mais comum de câncer no país. Conforme avaliação do Instituto Nacional de Câncer (Inca), este ano devem ser registrados 188 mil novos casos da doença em todo o Brasil.

Segundo a dermatologista Alice Buçard, do Hospital Federal de Ipanema, existem 17 tipos de tumor de pele. De acordo com o Inca, eles são subdivididos em não melanoma, menos agressivo, que representa a maioria dos casos (182 mil), e melanoma, o mais agressivo e que deverá atingir 6 mil brasileiros.

“No caso dos tumores não melanoma, é preciso ter atenção a lesões de surgimento recente, feridas que nunca cicatrizam, lesões com aspereza, que sangram e têm alguma ardência. No caso do melanoma, normalmente é uma pinta escura. O mais comum é que seja uma pintinha castanha enegrecida, que surge e cresce rapidamente ou que o paciente tem por toda a vida e, de repente, muda de tamanho”, explicou a médica.

(Agência Brasil)

Uma nova era para o transporte coletivo

Em artigo no O POVO deste sábado (29), o presidente do Sindiônibus, Dimas Barreira, diz que o transporte coletivo é a única alternativa para garantir a mobilidade urbana. Confira:

Diante do desafio da imobilidade, as grandes cidades brasileiras precisam encarar de frente as decisões políticas para reverter este quadro. Já é evidente, arrisco-me a dizer consenso, que não é possível ampliar vias na mesma velocidade que cresce a frota de carros de passeio e que o transporte coletivo é a única alternativa sustentável para garantir a circulação.

O transporte coletivo é vital para o funcionamento das cidades e a sua qualidade tem impacto na economia e qualidade de vida. Qualidade em transporte coletivo é conceito amplo: uma rede integrada que consiga ligar os pontos da cidade a baixo custo, uma frota que funcione bem, motoristas bem selecionados e treinados, bom controle operacional. Tudo isso é importantíssimo e agora precisamos ir além. Prover viagens mais rápidas e pontuais com veículos climatizados, este é o novo desafio.

Ar-condicionado sem prioridade nas vias é como enfeitar algo que não funciona, aumentando o custo sem agregar valor. O grande segredo está na priorização do transporte coletivo em nossas escassas vias. Ônibus que não anda deixa pontos de parada e terminais lotados e passageiros intolerantes por percorrer em uma hora percurso de 30 minutos. A climatização precisa vir no mesmo momento que a prioridade ao coletivo se torna política clara e concreta, como acontece neste momento em nossa capital. A semente foi lançada na faixa exclusiva da Bezerra de Menezes e agora se estende por diversas ruas e avenidas, destacando-se o binário das avenidas Dom Luis e Santos Dumont.

Fortaleza caminha na direção certa, buscando que o cidadão com acesso ao carro de passeio deixe-o para sua finalidade, passeio, e opte pelo coletivo, que chegará mais rápido, a menor custo, seguro e com conforto térmico. Estamos vendo o nascimento de uma nova era e Fortaleza é vanguardista no Brasil.

Pelé tem boa evolução, mas continua na UTI

O ex-jogador de futebol Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, apresentou boa evolução no seu quadro de saúde, informa boletim médico divulgado na manhã deste sábado (29), pelo Hospital Albert Einstein.

Ele continua internado na unidade de terapia intensiva (UTI), faz hemodiálise e recebe antibióticos, mas não apresenta mais infecção bacteriana.

“(Pelé) está lúcido, conversando, e estável, do ponto de vista hemodinâmico e respiratório. Não houve alteração da antibioticoterapia. Todas as culturas colhidas (sangue e urina) estão negativas”, diz o texto do boletim.

O ex-jogador, de 74 anos, foi internado no dia 24 deste mês, quando foi detectada infecção urinária durante uma revisão médica. No dia 13, Pelé havia passado por cirurgia para retirada de cálculos renais. No dia anterior, ele tinha sido internado depois de passar mal. Após exames, constatou-se que o problema era causado por cálculos renais, ureterais e vesicais, o que causa obstrução do fluxo urinário.

(Agência Brasil)