Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Apoiadores de Elmano de Freitas votaram em Diassis Diniz

59 3

Enquanto os candidatos à presidência do PT em Fortaleza, Acrísio Sena e Davi Barros, conseguiram passar quase que integralmente seus votos na Capital para as candidaturas à presidência do PT no Ceará, José Maria de Castro e Diassis Diniz, respectivamente, o mesmo fenômeno não ocorreu com Elmano de Freitas e Guilherme Sampaio.

Dos quase 2,5 mil votos obtidos por Elmano de Freitas, no Processo de Eleições Diretas (PED) do PT, Guilherme Sampaio contou com 1.722 votos. Como Acrísio Sena somou cerca de 780 votos (o PT não divulgou os números, somente os percentuais) e José Maria de Castro contou com 700 votos na Capital (ambos os candidatos eram apoiados pelo grupo dos deputados Artur Bruno e Francisco Pinheiro), o restante da votação de Elmano de Freitas (cerca de 800 votos) teria sido direcionado à candidatura Diassis Diniz na eleição do diretório estadual.

Elmano de Freitas e Guilherme Sampaio eram apoiados pelo grupo liderado pela ex-prefeita Luizianne Lins, pelo senador José Pimentel e pelo deputado Eudes Xavier. Enquanto isso, Diassis Diniz e Davi Barros eram apoiados pelo grupo dos deputados José Guimarães, Dedé Teixeira e José Airton. Diassis Diniz obteve 1.213 votos em Fortaleza, enquanto Davi Barros contou com cerca de 770 votos.

Os grupos da ex-prefeita Luizianne Lins e do deputado federal José Guimarães eram tidos como rivais, até então.

Vamos nós – Seria interessante alguém explicar essa disparidade nas duas votações (municipal e estadual).

Caranguejos voltam a ser comercializados na Bezerra de Menezes

111 2

caranguejos bezerra de menezes

Apesar de proibida, a venda de caranguejos voltou a ser feita no canteiro da avenida Bezerra de Menezes, na manhã deste sábado (16). Sem fiscalização, os vendedores reocuparam o local. Eles alegam que o ponto para o qual foram transferidos, uma praça próxima ao mercado São Sebastião, acarretou uma queda de 50% nas vendas.

O comércio na Bezerra de Menezes foi proibido porque a venda causava congestionamento no trânsito, além de provocar sujeira.

Salmito apresenta obras para Trade Turístico e rebate declarações de Luizianne Lins

118 6

salmito 131116 trade

Por mais de duas horas, o secretário de Turismo de Fortaleza (Setfor), Salmito Filho, apresentou o cronograma de obras para o Trade Turístico de Fortaleza, em encontro no Romanos Hotéis Eventos e Turismo, na Messejana. O principal interesse dos hoteleiros foram as obras da Beira Mar, que nas próximas duas semanas deverá entrar na terceira etapa, que é a construção do aterro hidráulico nas proximidades do espigão da Desembargador Moreira.

Segundo o secretário, todas as obras estão de acordo com o cronograma da Setfor e também do Ministério do Turismo, responsável pela liberação do maior percentual dos recursos. Além da Beira Mar, Salmito Filho também falou do avanço das obras da Praia do Futuro, da Praça 31 de Março, dos corredores turísticos (início pela Monsenhor Tabosa), além de projetos como o “Livro Urbano”, que nesta primeira edição conta a história de Iracema, no espigão da Gonçalves Ledo.

Recursos não garantidos

Após a apresentação ao Trade Turístico, que contou com a presença do presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Ceará (ABIH-CE), Darlan Teixeira, o secretário comentou para o Blog as declarações da ex-prefeita Luizianne Lins, que as obras estavam com recursos garantidos.

“Dos R$ 232 milhões necessários para a requalificação da nova Beira Mar, o prefeito Roberto Cláudio e a Setfor só encontraram R$ 4 milhões. Não havia nenhum recurso garantido em Brasília e sequer alvará da própria Prefeitura para o início das obras”, disse Salmito, que informou ainda que o prefeito Roberto Cláudio teve que entrar na Justiça para assegurar os recursos dos corredores turísticos. “Fortaleza havia perdido R$ 23 milhões porque a então prefeita não havia assinado o que era da sua responsabilidade”, completou.

Nesta semana, em um programa de entrevista, na tevê, Luizianne Lins afirmou que todas as obras na gestão Roberto Cláudio estão ocorrendo porque ela havia deixado os recursos garantidos. “Fortaleza era motivo de chacota nos ministérios, porque perdia milhões de reais pela não apresentação dos projetos ou perdas de prazos”, ressaltou Salmito.

Ex-diretor do BB já é considerado foragido da Justiça

O ex-diretor do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, já é considerado foragido da Justiça Brasileira. Ele seria o último dos “mensaleiros” a se apresentar na Superintendência da Polícia Federal, no Rio de Janeiro, após o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) ter expedido 12 mandados de prisão nessa sexta-feira (15).

O advogado Matheus Sancho, que defendia Pizzolato, disse na tarde deste sábado (16) que seu ex-cliente teria fugido para a Itália, onde possui dupla cidadania. Segundo o advogado, a Itália não permitiria a extradição de pessoas com dupla cidadania, sendo uma delas italiana. De acordo ainda com o advogado, Pizzolato iria pedir um novo julgamento.

A difícil arte de lidar com o contraditório

111 1

Em artigo publicado no O POVO deste sábado (16), o editor-adjunto do Núcleo de Conjuntura do O POVO, Luiz Henrique Campos, comenta da dificuldade que o grupo da ex-prefeita Luizianne Lins possui de lidar com derrotas em urnas. Confira:

O resultado da eleição do PT no Ceará não surpreendeu. Se em Fortaleza, Elmano de Freitas, aliado de Luizianne Lins, venceu com larga margem, sem a necessidade de segundo turno, como se previu, em termos estaduais, Diassis Diniz, ligado ao deputado José Guimarães, apenas confirmou o que todos já sabiam. O que chama a atenção nesse processo é o esgarçamento interno gerado pelo grupo da ex-prefeita, demonstrando total incapacidade de lidar com a democracia partidária.

De todo modo, não é de se estranhar os ataques desferidos antes e após resultado das urnas pelo grupo ligado à ex-prefeita. Denúncias as mais variadas que mancham a imagem do partido perante a opinião pública, mesmo sem comprovação; adjetivações pejorativas sobre correligionários; e ameaças, como a criação de um palanque paralelo para a presidente Dilma dentro do PT no Ceará, são atitudes que não combinam com o que sempre defendeu o Partido dos Trabalhadores.

Como reflexo dessas ações, os luiziannistas se isolam cada vez mais no PT com prognósticos nada favoráveis. Sem estrutura partidária favorável, e esticando a corda a cada intervenção pública, Luizianne torna-se hoje carta fora do baralho no jogo eleitoral majoritário de 2014 e corre o risco de, em breve, tornar-se voz a ser ouvida por poucos. Fato que já vem se dando há algum tempo dentro do partido. A sua defesa do rompimento com Cid, por exemplo, foi simplesmente descartada internamente, mesmo sendo a presidente estadual da legenda.

O isolamento dos luiziannistas parece ser uma característica de grupos que sentem dificuldade em conviver com o contraditório. E, na política, isso é fatal. Foi assim na última gestão petista em Fortaleza, quando pequeno círculo de iluminados tomava as decisões, sem deixar que outras opiniões fossem postas à mesa. A consequência disso redundou no desastre que terminou sendo a administração luiziannista, em que até entre petistas era difícil fazer uma defesa consistente.

As prisões e a autocrítica que não houve

61 3

Da coluna Política, no O POVO deste sábado (16), pelo jornalista Érico Firmo:

As prisões dos réus do mensalão não encerram o embate político em torno do mensalão. Quem conhece o PT sabe que a militância será acionada para tentar reescrever a história do escândalo. A estratégia já está em curso e tenta apresentar os presos como vítimas, injustiçados, inocentes.

O embate político é legítimo, mas é risível tratar o assunto como uma grande ficção ou como mera questão contábil. Os fluxos de dinheiro – mais de R$ 50 milhões – que interligavam os partidos aliados percorreram caminhos sinuosos, em regra clandestinos, em fronteiras nem sempre claras entre legalidade e crime.

O PT erra feio ao tratar a questão exclusivamente do ponto de vista político. Houve desvios graves. No auge da pressão sobre o governo Lula, houve simulacro de autocrítica. A falsidade do gesto ficou evidente quando aceitara o retorno ao partido de Delúbio Soares. Para dar satisfação à opinião pública, expulsaram o ex-tesoureiro. Bastou a poeira baixar para aceitarem de volta o agora presidiário, cujas digitais em práticas criminosas são mais escancaradas.

Dez réus condenados no processo do mensalão apresentam-se à PF

57 1

O ex-vice-presidente do Banco Rural José Roberto Salgado apresentou-se à Polícia Federal, em Belo Horizonte (MG), no final da noite dessa sexta-feira (15). Salgado e outros 11 condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão, tiveram a prisão decretada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa. Dos 12 mandados de prisão expedidos pelo Supremo, 10 foram cumpridos. O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e o ex-diretor de Marketing do Banco Brasil Henrique Pizzolato ainda não foram presos.

Além do ex-vice-presidente do Banco Rural, condenado a 16 anos e oito meses pelos crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, estão presos também: o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, que apresentou-se à Superintendência da Polícia Federal em São Paulo; o publicitário Marcos Valério, Kátia Rabello, ex-presidenta do Banco Rural , o ex-deputado federal Romeu Queiroz (PTB-MG) e Ramon Hollerbach, ex-sócio de Marcos Valério, que entregaram-se em Belo Horizonte (MG); e Jacinto Lamas, ex-tesoureiro do PL (atual PR), que apresentou-se à PF em Brasília.

O deputado federal José Genoino (PT-SP) entregou-se também em São Paulo. Simone Vasconcelos, ex-funcionária do publicitário Marcos Valério; Cristiano Paz e Ramon Hollerbach , ex-sócios de Valério, apresentaram-se em Belo Horizonte (MG).

A PF vai transferir todos os presos para Brasília durante o fim de semana em avião próprio, mas os réus poderão pedir para cumprir a pena nas cidades onde moram. A execução das penas será feita pelo juiz da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal.

(Agência Brasil)

Site diz que página da Sefin foi invadida por cracker

103 2

Um cracker (hacker do mal) que se identifica como Syrian DraGon alega ter se apossado do domínio do site da Secretaria de Finanças de Fortaleza (Sefin), desde o início da semana. Segundo o site “Zone-H”, que relaciona as ações dos crackers, a invasão causou uma desconfiguração na página da Sefin. De acordo ainda com o “Zone-H”, esta teria sido a primeira ação do suposto cracker Syrian DraGon.

Em contato com o Blog, um especialista no assunto afirma que, caso a invasão seja real, o cracker poderá causar danos a empresas em Fortaleza, além de cidadãos que utilizam os serviços do site.

DETALHE – O Blog visitou a página da Sefin e, aparentemente, tudo está normal.

Ciro diz que Petrobras está "enrolando" o Ceará e o Maranhão no caso das refinarias

87 1

foto ciro palestra sluís

Para o ex-ministro Ciro Gomes, o Nordeste ficará sem as refinarias Premium I (Maranhão) e Premium II (Ceará), diante de uma política da Petrobras em “desestimular” empresas interessadas na construção dos dois projetos. A declaração de Ciro Gomes ocorreu em São Luís, durante palestra a lojistas maranhenses.

Para o ex-ministro, enquanto a Petrobras afasta empresários interessados nas refinarias, a estatal brasileira vai “enrolando” o Ceará e o Maranhão, por conta da proximidade do ano eleitoral.

“Só em renúncia fiscal para baratear os preços de automóveis e eletrodomésticos, o governo brasileiro abriu mão de recursos que dariam para construir as duas refinarias, do Maranhão e do Ceará. Mas não fez isto porque segue a cartilha do modo PT de governar, pelo menos no que se refere a esta empresa, já que reconhece muitas outras conquistas nestes últimos 10 anos em que os petistas estão no comando da nação”, ressaltou Ciro Gomes.

Veto presidencial à criação de novos municípios

72 1

Em publicação na edição deste sábado (16), o Editorial do O POVO aponta que o veto à criação de novos municípios contradiz um estudo de melhor repartição do FPM. Confira:

A presidente Dilma Rousseff acaba de vetar integralmente o projeto que tratava da criação, incorporação, fusão e desmembramento de municípios. As razões alegadas por ela já são bastante conhecidas: incompatibilidade com o interesse público diante da incapacidade de automanutenção das novas unidades através de receitas próprias.

A insistência em favor da criação massiva de novos municípios é recorrente no Brasil. A iniciativa atende menos ao desejo real de autonomia das comunidades distritais do que a interesses de grupos políticos em busca de mais espaço para seus esquemas eleitorais.

Estimativas realizadas pelo Ministério da Fazenda demonstram que, se o projeto de lei fosse acatado, haveria maior pulverização na repartição dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), já que os atuais teriam de ser repartidos com as novas unidades (não haveria aporte de verbas adicionais).

As dificuldades que se seguiriam já haviam sido apontadas pela pesquisa do economista François Bremaeker, anos atrás, quando constatou que em 81% dos novos municípios a principal fonte de renda é o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) repassado pelo governo federal e que, em mais de 70% de todos os municípios brasileiros, os impostos propriamente municipais – o ICMS e o ISS – representam menos de 5% da receita. Por isso, a presidente Dilma advertiu: “Quanto mais municípios forem criados, menor a fatia do bolo que fica para outros municípios”.

Seguindo apenas os critérios do projeto de lei vetado, a União Brasileira em Defesa da Criação dos Novos Municípios (UBDCNM) já engatilhara a emancipação de 26 distritos do Ceará. O número era o terceiro maior do País, ficando atrás apenas do Maranhão e da Bahia. Acontece que, ainda em outubro passado, uma reportagem do O POVO revelava que 10 dos 12 últimos municípios emancipados no Ceará, entre 1987 e 1992, estão em situação pior do que a das antigas sedes, no Índice de Desenvolvimento Municipal (IDM). Também são incluídos nos 100 piores do Ceará em termos sociais, econômicos e até de situação geográfica.

Sem dúvida, um modelo municipal que dispensasse a remuneração de vereadores e simplificasse a burocracia tornaria a emancipação mais factível. Mas isso ainda é um sonho.

Na contramão da Saúde

112 6

Da coluna Vertical, no O POVO deste sábado (16):

O IJF Centro possui 400 leitos. Desse total, 40% são destinados para a traumatologia e ortopedia. E desse total, 90% são ocupados por pacientes com traumas provocados por acidentes de moto.

Esse estudo será apresentado segunda-feira (18) ao secretário estadual Ciro Gomes pelo superintendente da Rede de Hospitais do Estado, Lineu Jucá.

VAMOS NÓS – Ou seja, dos 400 leitos do IJF, 144 são ocupados pela imprudência no trânsito, em casos em que motoqueiros estão envolvidos. É hora de uma força tarefa entre o Detran-CE (emissão de habilitações), AMC e demais órgãos de fiscalização de trânsito de outros municípios, além das revendedoras de motos, quando o comprador teria que provar ser habilitado.

Icasa e Ceará vencem e conseguem feito inédito para o futebol cearense

Pela primeira vez, desde que a Série B passou a ser disputada por 20 clubes, o futebol cearense consegue colocar dois times no grupo de acesso à Série A do Campeonato Brasileiro de Futebol, a duas rodadas para o final da competição.

O Ceará chegou ao G4, após vencer o Guaratinguetá, na tarde dessa sexta-feira (15), por 1 a 0, pela 36ª rodada. Já o Icasa se manteve entre os quatro primeiros colocados, ao derrotar o Paysandu, à noite, no estádio Romeirão, por 2 a 1.

Apesar do feito inédito do futebol cearense, o Ceará pode deixar o G4, na tarde deste sábado (16), caso o Sport derrote o Paraná, em Recife.

Nas duas últimas rodadas, o Ceará enfrenta o Palmeiras, em São Paulo, e depois o Joinville, em Fortaleza. O Icasa poderá entrar para a história do futebol brasileiro se conseguir vencer seus dois últimos jogos. O primeiro contra a Chapecoense, em Juazeiro do Norte, e o outro diante do Paraná, em Curitiba.

Moradores dão nota 8,8 a residências do Minha Casa, Minha Vida

68 1

Em uma escala de 0 a 10, beneficiários do Minha Casa, Minha Vida (MCMV) atribuíram nota média de 8,8 à sua satisfação com a moradia adquirida por meio do programa. A avaliação é parte de uma pesquisa de campo realizada pelo Ministério das Cidades e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em uma amostra de 7.620 domicílios financiados pelo MCMV. Os primeiros resultados foram divulgados pelo ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, e pelo ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) e presidente do Ipea, Marcelo Neri.

Neri detalhou alguns resultados da pesquisa com beneficiários do MCMV e apresentou análises a partir de microdados de outras bases, como um levantamento sobre estoques de riqueza do Sistema de Indicadores de Percepção Social (Sips/Ipea), a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD/IBGE) e a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF/IBGE). Segundo as análises do Ipea, a desigualdade de patrimônio imobiliário caiu e a satisfação com a moradia aumentou no Brasil nos últimos anos.

Os beneficiários do MCMV disseram comprometer 19,1% de sua renda com a moradia e avaliaram sua própria satisfação com notas médias de 7,9 para o custo das prestações, 8,1 para o entorno de suas residências e 8,6 para seu aumento de bem-estar. O percentual de pessoas autodeclaradas pretas ou pardas foi maior na pesquisa com domicílios do MCMV (64,5%) do que na população brasileira segundo a PNAD/IBGE (50,7%).

Como em outros países, os imóveis são o principal ativo em que as famílias brasileiras acumulam riqueza. Segundo estimativas a partir de dados de 3.800 domicílios da pesquisa Sips/Ipea, o estoque de capital mantido pelas famílias brasileiras na forma de imóveis ficava ao redor de R$ 4,17 trilhões em abril de 2013. Outra estimativa, a partir de microdados da PNAD/IBGE, mostrou que o valor imputado das moradias alcançava valor semelhante, de cerca de R$ 4,29 trilhões, em outubro de 2012.

Entre 2002 e 2012, os valores dos serviços de moradia utilizados por quem possui casa própria cresceram 36% na metade inferior da distribuição de renda e 31% no segmento dos 40% intermediários, mas caíram 15% entre os 10% mais ricos. A valorização relativa da casa própria dos mais pobres fez com que as diferenças das condições de moradia caíssem mais nesse período do que a desigualdade de renda: 16,7% de efeito casa própria contra 10,2% de efeito equidade de renda.

(Ipea)

Ceará, enfim, sente o gostinho do G4

63 2

Após 53 horas e 12 minutos de competição, em 36 rodadas, o Ceará finalmente entrou no início da noite desta sexta-feira para o G4 da Série B do Campeonato Brasileiro, ao derrotar o Guaratinguetá, em São Paulo, por 1 a 0. Rogerinho, aos 42 minutos do primeiro tempo, marcou o gol da vitória alvinegra.

Para encerrar a rodada entre o grupo de acesso à Série A do próximo ano, o Ceará terá que torcer por um empate ou derrota do Icasa ou do Sport. A equipe de Juazeiro do Norte enfrenta o Paysandu, logo mais, às 20h50min, no Romeirão, enquanto o Sport joga neste sábado, na Ilha do Retiro, em Recife, contra o Paraná.

Joaquim Barbosa emite doze mandados de prisão no caso mensalão

53 1

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, decretou na tarde desta sexta-feira (15) a prisão de doze acusados no caso mensalão. Neste momento, a Polícia Federal está tentando localizar os acusados que tiveram mandados de prisão decretados.

O primeiro a ser localizado foi José Genoíno, que disse se considerar um “preso político”. A lista completa não foi divulgada, mas José Dirceu, Marcos Valério e Delúbio Soares foram confirmados. Roberto Jefferson não consta na lista.

Polícia canadense desvenda rede de pedófilos em 50 países, inclusive no Brasil

A polícia do Canadá desarticulou uma vasta rede de pedofilia. O inquérito, já encerrado, interrogou 348 pessoas no mundo, incluindo religiosos, professores e profissionais de saúde. O inquérito foi feito em 50 países e deteve seis autoridades públicas – policiais ou magistrados -, nove dirigentes religiosos, 40 professores, três famílias de acolhimento, nove médicos, além de enfermeiros.

No total, das 348 pessoas interpeladas, 108 são canadenses, 76 americanos e outros 164 de países como a África do Sul, a Argentina, a Austrália, o Brasil, a Espanha, a Grécia, a Irlanda, o Japão, a Noruega e a Suécia, informou a polícia de Toronto.

Em um inquérito iniciado em 2010 a polícia deteve, em maio passado, um residente de Toronto, apresentado como o cérebro da rede.

A inspetora Joanna Beaven-Desjardins explicou que em outubro de 2010 o seu serviço de luta contra a exploração sexual das crianças tinha “entrado em contato com um homem que partilhava na internet imagens de crianças vítimas de abusos sexuais”.

No total, 386 vítimas menores foram “retiradas da exploração sexual”, mas “a vida está afetada para sempre”, declarou o inspetor adjunto Gerald O’Farell.

(Agência Brasil)