Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Traficante e acusado de roubar diamantes é transferido de Porto Velho para Fortaleza

“O traficante de drogas Júnior Evangelista Júnior, que estava preso na Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia, foi transferido na tarde de ontem para a Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Luciano Andrade Lima (CPPL I), em Itaitinga (Região Metropolitana de Fortaleza). Evangelista foi preso em Fortaleza em abril de 2009 durante Operação Atalaia, da Polícia Federal (PF). Segundo fonte da CPPL I ouvida pelo O POVO, ele é investigado também por roubar diamantes.

De acordo com informações da assessoria de comunicação da Secretaria da Justiça e Cidadania do Ceará (Sejus), a transferência foi feita após pedido dos advogados de defesa, uma vez que familiares de Júnior Evangelista residem no Ceará. A autorização foi concedida pelo juiz César Belmino, corregedor de Presídios e titular da 3ª Vara de Execução Penal. Júnior Evangelista chegou à Fortaleza por volta de 16 horas de ontem, conforme a Sejus. Em abril de 2009, O POVO publicou que, segundo a Polícia Federal, Júnior Evangelista fazia parte de uma organização criminosa especializada na venda e remessa de cocaína em três estados das regiões Norte e Nordeste, entre eles o Ceará. Além de Evangelista, na época foi preso Izaías Rodrigues Moreira.

Conforme investigações da Operação Atalaia, os dois (que atuavam como empresários, segundo a PF) foram considerados grandes distribuidores de cocaína no Ceará. Outras doze pessoas foram presas em Boa Vista, capital do estado de Roraima. Após ser capturado em Fortaleza, Júnior Evangelista foi transferido para a Penitenciária Agrícola do Monte Cristo, em Boa Vista.

Em setembro de 2010, Júnior Evangelista e mais cinco presos da penitenciária agrícola foram enviados para o presídio de segurança máxima de Rondônia. O motivo da transferência, segundo a Polícia Federal e informações do jornal Folha de Boa Vista, foi a descoberta de um plano para assassinar autoridades de alto escalão dos poderes Executivo e Judiciário federal e estadual de Roraima.  Segundo a PF, as transferências para a Penitenciária de Segurança Máxima de Porto Velho ocorreram em caráter emergencial, pois o plano dos criminosos já estaria em andamento.”

(O POVO)

Petista cobra audiências públicas sobre ponte estaiada

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=KkZdqUFllns&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O Tribunal de Justiça liberou a licitação da ponte estaiada, projeto de R$ 259 milhões, derrubando liminar que questionava esse processo. O projeto é do Governo do Estado, mas pode enfrentar novos questionamentos.

O deputado federal Eudes Xavier (PT) informou, nesta terça-feira, que vai pedir ao Ministério Público Federal e aos ministério do Planejamento e das Cidades que cobrem transparência na execução do projeto da ponte estaiada. Eudes quer abertura de audiências pública sobre a proposta.

PEC da Música será promulgada

“Uma sessão solene será realizada hoje (15) para marcar a promulgação da proposta de emenda à Constituição (PEC) que estabeleceu um regime de isenção fiscal para a produção de CDs e DVDs. Conhecida como PEC da Música, a proposta tramitou no Congresso durante cerca de sete anos, período em que artistas e músicos fizeram diversos apelos pela aprovação da matéria. Vários cantores e compositores estiveram no Senado acompanhando a última votação da matéria, no dia 24 de setembro, quando a PEC foi aprovada em segundo turno e enviada para promulgação.

Eles comemoraram a concessão de isenção tributária para a produção de CDs e DVDs que contenham obras de autores brasileiros e disseram que a medida contribuirá para a queda do preço e melhor competitividade dos produtos originais com os piratas. Os artistas acreditam que os maiores beneficiados são os produtores independentes, que terão mais condições de lançar CDs e DVDs no mercado.

Mas, se por um lado eles comemoraram, por outro os senadores da bancada do Amazonas lamentaram a aprovação da PEC e tentaram ao máximo obstruir a votação quando ela ocorreu. A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) e o senador Eduardo Braga (PMDB), especialmente, alegaram que a redução dos tributos para a produção das mídias em todo o país reduziria a vantagem da Zona Franca de Manaus, onde estão instaladas atualmente as principais indústrias nacionais de produção de CDs e DVDs.”

(Agência Brasil)

Deputado cearense lança campanha "Royalties para pagar profissionais da Educação"

71 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=JuoXfbX46Oc&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O deputado federal Artur Bruno (PT) vai lançar, nesta terça-feira, durante pronunciamento na Câmara, a campanha “Royalties da educação para pagar profissionais da Educação”. Ele diz que virão dos royalties do petróleo, para os próximos 10 anos, cerca de R$ 170 bilhões.

Segundo Bruno, por questão de justiça e com objetivo de fazer o País crescer, a prioridade precisa ser o investimento em educação. Artur Bruno aproveita este Dia do Professor, e ele é professor, para lançar essa campanha.

Cenário melhora para Dilma, mas pesquisa mostra ameaças

Da Coluna Política, no O POVO desta terça-feira (15), pelo jornalista Érico Firmo:

Pesquisas não servem para antever o futuro. Elas sinalizam o cenário do momento, que sempre pode oscilar. E, ainda nesse diagnóstico de ocasião, cometem equívocos. Querer usá-las para vidência, em regra, conduz ao erro. Exemplos não faltam: um ano antes da eleição presidencial passada, José Serra (PSDB) tinha aproximadamente o dobro das intenções de voto de Dilma Rousseff (PT). No fim de 2005, Serra estava na frente de Lula nas pesquisas, que seria reeleito no ano seguinte. Em 2001, um ano antes da eleição do petista, ele já liderava as consultas, mas a segunda colocada era Roseana Sarney (então do PFL, hoje do PMDB). Serra, que chegaria ao segundo turno, aparecia atrás de Ciro Gomes (à época no PPS), Itamar Franco (PMDB) e Anthony Garotinho (era do PSB). Em outubro de 1997, os institutos mostravam que Fernando Henrique Cardoso (PSDB) precisaria passar por segundo turno para se reeleger – ele venceria já no primeiro turno no ano seguinte. No fim de 1993, FHC tinha em torno de 7% das intenções de voto, enquanto Lula liderava com folga – para ser derrotado no primeiro turno um ano depois.

Os precedentes não significam que as pesquisas de agora não servem para nada. Não adianta projetá-las para prever quem será eleito, mas vale observá-las na perspectiva dos impactos que terão para as decisões dos partidos e para a definição de estratégias. Os números do Datafolha, divulgados sábado, expõem cenário mais favorável a Dilma, com Marina Silva e Eduardo Campos forçados a estar no mesmo palanque. A presidente cresceu em relação à sondagem do mesmo instituto em agosto. Naquele momento, apenas com Lula como candidato havia perspectiva de vitória petista no 1º turno. Agora, no cenário mais provável, contra Campos e Aécio Neves (PSDB), Dilma venceria sem necessidade de 2º turno. Contudo, os perigos embutidos nos números são muitos.

O maior deles, o expressivo crescimento de Campos, que quase dobrou de intenções de voto e chega agora a 15%. Além disso, Marina continuou a crescer, embora em menor patamar. Contudo, com o governador de Pernambuco em significativa alta, ficam menores as chances de ser ela a candidata do PSB e não ele. Aécio reverteu a queda do levantamento anterior e subiu. Contudo, aparece sempre abaixo dos números de Serra. A se manter esse cenário, são grandes as chances de o ex-governador paulista passar o mineiro para trás tentar ser candidato pela terceira vez.

A boa notícia para Dilma é conjuntural: o cenário ficou menos pulverizado e, portanto, com menos candidatos a lhe tirarem votos capazes de forçar um segundo turno. Mas para a oposição a notícia positiva é que os candidatos que restarem na disputa estão mais fortes do que pareciam em agosto, quando o Datafolha fez seu último levantamento.

Trabalhadores estão sendo 'terrivelmente explorados' pelo governo, afirma Alvaro Dias

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) afirmou, nessa segunda-feira (14), que, nos últimos onze anos, os trabalhadores do Brasil foram “terrivelmente explorados” pelo governo com a utilização de recursos que lhes pertencem e defendeu projeto de lei de sua autoria que iguala a remuneração do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e da poupança às taxas de juros do mercado.

Alvaro citou estudo elaborado pelo Instituto FGTS Fácil que revela que, nos últimos onze anos, o lucro do FGTS cresceu 938%, mas o retorno do trabalhador que aplicou os seus recursos no Fundo foi de 69%, índice que, segundo o estudo, perde até mesmo para a inflação, que foi de 103%.

– É com perplexidade que constatamos que o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço navega em “mar de almirante” enquanto os trabalhadores amargam perdas bilionárias, não recebendo nem mesmo atualização monetária – lamentou.

O senador destacou que, além de programas subsidiados, como o Minha Casa, Minha Vida, o dinheiro do FGTS é investido em títulos públicos e financia outras linhas de créditos habitacionais e obras de saneamento e infraestrutura, cobrando juros maiores do que os 3% que remuneram as contas.

Alvaro Dias registrou que o FAT e as cadernetas de poupança também remuneram o trabalhador muito aquém das taxas de juros praticadas no mercado e defendeu mais competência e equidade na administração desses recursos que, segundo ele, são patrimônio do trabalhador.

O senador observou que o projeto apresentado por ele teve origem e inspiração no economista Pérsio Arida e destacou que a proposta procura corrigir essas distorções que tanto prejudicam o trabalhador brasileiro.

– A sua proposta estabeleceria uma única taxa de juros de mercado. Portanto, os trabalhadores seriam remunerados igualmente, sem essa distorção gritante. Nós não teríamos taxas privilegiadas de juros praticadas pelas instituições financeiras do país; teríamos uma única taxa de juros – defendeu.

(Agência Senado)

Dornelles: Contas externas brasileiras estão em situação preocupante

Em discurso nessa segunda-feira (14), o senador Francisco Dornelles (PP-RJ) afirmou que os recentes resultados das contas externas brasileiras são preocupantes.

– O exame das contas externas brasileiras mostra situação preocupante, com exportações em queda, importações em alta e balança de serviços deficitária, o que resulta em grandes déficits em contas correntes – disse.

O senador lembrou que as exportações atingiram US$ 21 bilhões em setembro, 5% a menos na comparação com o mesmo mês em 2012. Nos nove primeiros meses de 2013, acrescentou Dornelles, as exportações somaram US$ 117,6 bilhões, montante 1,6% inferior ao alcançado no mesmo período do ano passado.

Além disso, assinalou o senador, as exportações nacionais estão concentradas em produtos básicos, em detrimento de produtos manufaturados e semimanufaturados. Na comparação dos nove primeiros meses de 2012 e 2013 a exportação de semimanufaturados diminui cerca de 6% e as vendas de manufaturados também estão em queda, pontuou.

Inversamente, analisou Dornelles, as importações cresceram 8% na comparação dos meses de setembro de 2012 e 2013. De janeiro a setembro de 2013 as importações atingiram US$ 179,3 bilhões, 8,7% a mais que no mesmo período do ano anterior.

– As compras externas do país, nesse período, concentram-se em produtos de valor agregado mais alto, em especial bens de capital e de consumo, além de petróleo e derivados. Novamente, a China, com 16% de participação, e os Estados Unidos, com 15%, colocam-se como as principais origens de mercadorias importadas – acrescentou.

Dornelles ressaltou que o saldo da balança comercial brasileira em setembro deste ano foi de US$ 2,1 bilhões, cerca de 24% menor que no mesmo mês de 2012. Nos nove primeiros meses deste ano, já se contabiliza um saldo negativo de US$ 1,6 bilhão, disse.

– As perspectivas para as contas externas brasileiras pioram a olhos vistos. Exportações mais fracas; importações que crescem; conta de serviços deficitária; déficit em transações correntes. Essa é uma sequência lógica indesejável, que deve merecer atenção redobrada das autoridades responsáveis pela gestão econômica. As perspectivas de desenvolvimento nacional dependem do encaminhamento de uma solução para o problema das contas externas – aconselhou.

(Agência Senado)

Governo vai autorizar em novembro migração de rádios AM para FM, diz Paulo Bernardo

A velha e boa rádio AM vai ganhar novo fôlego no Brasil, com a migração das emissoras para a faixa FM. Como nenhum aparelho eletrônico moderno, incluindo os celulares, recebem o sinal AM, as rádios que operam nessa faixa estavam perdendo público velozmente, principalmente entre os mais jovens, disse nessa segunda feira (14) o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, durante a 43ª Assembleia Geral da Associação Internacional de Radiodifusão, que este ano ocorre no Rio de Janeiro.

Paulo Bernardo disse que a digitalização do rádio, assim como vem acontecendo com a TV, ainda não tem um modelo que definitivamente sirva ao Brasil. “O que nós vamos fazer ainda este ano é autorizar as rádios AM se transformarem em rádios FM. Uma das pressões que temos para fazer o rádio digital é que a qualidade do rádio AM está caindo, principalmente nos grandes centros urbanos. Isso prejudica muito a audiência. A juventude, por exemplo, nem ouve mais rádio AM”, declarou.

Bernardo informou que já foram feitos estudos que apontam viabilidade para a migração. “Com a digitalização da TV, nós temos os canais 5 e 6 [liberados], onde cabem muitas rádios. Nós estamos fazendo uma solução que é importante, que é autorizar rádio AM para a faixa de FM. Isso vai ser assinado em novembro, que tem o Dia do Radialista [comemorado em 7 de novembro.]”

(Agência Brasil)

Roberto Jefferson é o primeiro a recorrer em nova fase do mensalão e pede perdão judicial

O presidente licenciado do PTB, Roberto Jefferson, entrou nesta segunda-feira (14) com recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir perdão judicial na Ação Penal 470, o processo do mensalão. No julgamento dos primeiros recursos, em setembro, a pena de Jefferson foi mantida em sete anos e 14 dias de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, além de multa de R$ 720 mil. O réu é o primeiro a apresentar os segundos embargos de declaração, próxima fase de recursos.

Jefferson foi quem denunciou o esquema de pagamento a parlamentares. Durante a investigação do Ministério Público, o então presidente em exercício do PTB confirmou ter recebido R$ 4 milhões e distribuído entre os deputados do partido.

Na petição, a defesa alega que a pena do presidente licenciado deve ser reduzida, porque ele colaborou com as investigações. “Revela-se patente o quão essencial para o descobrimento dos fatos investigados foi a colaboração, que repita-se foi caracterizada pelo próprio acórdão como fundamental. Sem suas reveladoras declarações, fato é que nunca seria instaurada a presente ação penal e os fatos ora apurados nunca teriam vindo a público”, argumentou a defesa.

Se o perdão não for concedido, a defesa pede que a pena seja reduzida em dois terços ou substituída por prisão domiciliar, devido ao estado de saúde de Jefferson. Em agosto, o réu passou por uma cirurgia para a retirada de um tumor no pâncreas. “Requere-se ao menos, tendo em visto ao gravíssimo estado de saúde em ele se encontra que, por uma questão legal e, acima de tudo, humanitária, seja substituída por sanções restritivas de direito, sob pena de, no seu caso, a eventual execução da pena corporal num estabelecimento prisional transformar-se em verdadeira pena de morte”, alegou a defesa.

O prazo para que os 13 réus apresentem os segundos embargos de declaração, recursos para corrigir omissões ou contradições no acórdão (texto final do julgamento) termina nesta terça-feira (15).

Já 12 réus que têm direito aos embargos infringentes, outro tipo de recurso que prevê a revisão das penas, podem apresentá-los até 11 de novembro. A segunda fase de análise dos recursos ainda não tem data para começar.

(Agência Brasil)

Ex-prefeito de Pindoretama tem direitos políticos suspensos por cinco anos

“O ex-prefeito de Pindoretama, José Gonzaga Barbosa, teve suspensos os direitos políticos por cinco anos. Além disso, terá de ressarcir integralmente o erário, correspondente à contratação da empresa Sanatec Engenharia Sanitária e Meio Ambiente e Contabilidade Ltda. O valor será calculado na fase de liquidação da sentença. O ex-gestor deverá ainda pagar multa de R$ 25.100,00 e está proibido de contratar com o poder público, receber benefícios ou incentivos fiscais por três anos.

A decisão é da juíza Daniela Lima da Rocha, integrante do Grupo de Auxílio, constituído pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE).

Segundo denúncia do Ministério Público estadual (MP/CE), José Gonzaga Barbosa foi prefeito de Pindoretama, na Região Metropolitana de Fortaleza, de 2005 a 2008. O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) identificou irregularidades nas contas de 2005 relacionadas à dispensa de licitação, contratação irregular e emissão de notas de empenho e recibos ilegais.

* Do Site do TJ-CE, leia aqui.

TCE fica "inerte" sobre decisão da Assembleia contra MCT, lamenta conselheira

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=4yDij_79xMo[/youtube]

Continuam os protestos contra decisão da Assembleia Legislativa que reduziu de seis para três o número de procuradores do Ministério Público de Contas, organismos ligado ao Tribunal de Contas do Estado. A chiadeira vem também de dentro do TCE, através da conselheiro Soraia Vitor.

Correio eletrônico do governo federal será ativado em novembro

“A implantação de um sistema de correio eletrônico capaz de proteger as mensagens do governo terá início em novembro, informou hoje (14) o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. A determinação partiu da presidenta Dilma Rousseff, com o objetivo de assegurar a inviolabilidade de e-mails oficiais e prevenir espionagem. O serviço ficará a cargo do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), que desenvolve um programa de computador (software) há algum tempo. Na última quinta-feira (10), Paulo Bernardo foi chamado pela presidenta para uma reunião, na qual manifestou o interesse em expandir o sistema. Em um primeiro momento, o novo e-mail será obrigatório para todos os órgãos da administração pública federal.

“A presidenta Dilma pretende fazer disso [a adoção do sistema de correio eletrônico desenvolvido pelo Serpro] uma regra na administração pública federal. Vamos transformar a determinação em um decreto a ser assinado por ela. O Serpro, inclusive, está fazendo a revisão do programa do computador, para apresentar uma versão nova. Em novembro, provavelmente, ele estará operacional”, disse hoje o ministro Paulo Bernardo.

De acordo com o ministro, o decreto ficará pronto hoje. “Claro que temos de ver a agenda da presidenta [para agendar a assinatura], e claro que a Casa Civil vai querer examinar o teor do decreto. Mas acredito que ele deve ser assinado nos próximos dias. Se for a decisão dela, há condição de ser assinado nesta semana”. A troca do sistema atual de e-mails, que é fornecido pela Microsoft, pelo do Serpro – chamado Expresso – resultará em economia para os cofres públicos. A constatação levou o ministro Paulo Bernardo a conversar, com a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, sobre o uso de pelo menos parte dos recursos economizados para investimentos na melhoria deste e de outros sistemas desenvolvidos pelo Serpro.”

(Agência Brasil)

Jogos no Castelão: Saldo de 116 cadeiras danificadas

secoopa
Do site da Secretaria Especial da Copa, eis o balanço de vandalismo nos jogos de fim de semana, na Arena Castelão:
A Arena Castelão sofreu com o vandalismo  nos jogos envolvendo equipes cearenses nas rodadas do último fim de semana pelo Campeonato Brasileiro. Ao todo, 116 cadeiras foram danificadas nos jogos envolvendo Ceará e Paraná, no sábado (12), e Fortaleza e Sampaio Corrêa, no domingo (13). A contabilidade dos danos, bem como as medidas para reparação dos prejuízos públicos e responsabilização dos infratores foram divulgadas em coletiva na tarde desta segunda-feira (14), pelo secretário Especial da Copa, Ferruccio Feitosa, e pelo presidente da Arena Castelão, Sílvio Andrade.
O secretário Ferruccio Feitosa fez questão de ressaltar que uma minoria praticou os atos de vandalismo. “São vândalos que a gente precisa repudiar. Não podemos generalizar. Na verdade, os torcedores de fato fizeram uma belíssima festa”, apontou, lembrando que o estádio recebeu 89 mil torcedores nos dois jogos – 32 mil no sábado e 57 mil no domingo.
Na partida envolvendo Ceará e Paraná foram verificadas 34 cadeiras danificadas e todas repostas antes do jogo de domingo. Na partida entre Fortaleza e Sampaio Corrêa foram depredadas 82 cadeiras, 52 gradis (organizadores de filas), sete porta-papéis higiênicos, uma porta de lanchonete, um porta-sabonete líquido, um porta-papel toalha de banheiro e uma tela de fechamento de portão.
A Arena Castelão Operadora informou que os clubes arcarão com a reparação dos danos. O Ceará já acertou o reembolso de R$ 10.200, referente às 34 cadeiras, e o Fortaleza antecipou o valor de R$ 10.000 de uma conta que deve girar entre R$ 35 mil e R$ 40 mil – alguns produtos passam por pesquisa de mercado. A empresa que realiza a operação do Castelão encaminhará as imagens ao Ministério Público ainda esta semana para a tomada de medidas cabíveis. “Estas pessoas precisam ser penalizadas”, aponta o presidente da Arena, Sílvio Andrade. “É importante solucionar o prejuízo, mas o mais importante é tentar identificar os vândalos e solicitar punição”, acrescenta Ferruccio Feitosa.
(Foto – Divulgação)

Prefeitura paga 1ª parcela do terreno do Campo do América

roberto cláudio

A Prefeitura de Fortaleza pagou ao INSS, nesta segunda-feira, a primeira parcela no valor de R$ 280 mil, que corresponde a 10% do total do terreno do Campo do América. Com isso, a gestão do prefeito Roberto Cláudio (PROS) oficializa a compra do terreno e anuncia ainda que já está na Comissão Central de Licitação o projeto de construção do campo de futebol e outros equipamentos que beneficiarão a população daquela banda da cidade.

A previsão é de que, dentro de 30 dias, a obra esteja sendo iniciada. No dia 1º de novembro, serão abertos os envelopes da licitação.

Além disso, a Prefeitura, por meio de sua assessoria de imprensa, acrescenta que pagará o restante do valor do terreno –  R$ 2 milhões 520 mil, em 120 parcelas.

Presidente do STF defende reforma política

Joaquim_Barbosa

“O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, fez críticas ao sistema político brasileiro e defendeu uma reforma política, durante a Conferência Global de Jornalismo Investigativo, nesta segunda-feira, 14, no Rio de Janeiro. “Voto obrigatório, impossibilidade de candidaturas avulsas, excesso assombroso no número de partidos políticos; mercantilização de partidos políticos, coronelismo e mandonismo na estrutura interna de certos partidos políticos e atomização do voto nas eleições proporcionais. Eis aí um pequeno catálogo dos problemas do sistema político brasileiro”, disse ele.

O ministro deu suas opiniões durante um painel do evento do qual participou na Pontifícia Universidade Católica (PUC), na zona sul da cidade. Para ele, “o povo tem sido sistematicamente ignorado e colocado de lado nas decisões políticas”, comentou. O ministro criticou a lentidão do Judiciário e disse que existe um “bacharelado decadente”, com cultura jurídica complacente com a impunidade, que privilegia o academicismo estéril, desconectado da realidade. Segundo Barbosa, a existência de apenas três grandes jornais no país não permite pluralismo na mídia brasileira.

“As manifestações culturais, os falares de algumas regiões do país não estão presentes na mídia”, ponderou ele. “Embora negros e mulatos respondam por cerca de 50% da população, são muito raros nas redações, nas salas de imprensa, no noticiário da TV e em postos de liderança no jornalismo”, comentou ele, ao argumentar que por isso, esse segmento social se vê excluído das notícias.

Ao ser perguntado se tinha simpatia por algum pré-candidato a presidente, Barbosa respondeu que “o quadro político brasileiro não me agrada nem um pouco”, e garantiu que não seguirá carreira política enquanto estiver no STF. Entretanto, aos 59 anos, declarou não pretender ser ministro da Corte até os 70 anos, idade limite para a permanência no STF. “Não tenho, no momento, nenhuma intenção de me lançar candidato a presidente da República. Em 2018 estarei em alguma praia”, brincou ao responder se pensava em se candidatar a presidente neste ano.”

(Agência Brasil)

Bienal Inrternacional de Dança do Ceará terá início na 6ª feira

A solenidade de abertura da 9ª Bienal Internacional de Dança do Ceará ocorrerá na próxima sexta-feira, às 20h30min, no Theatro José de Alencar. O ato será marcada pelo lançamento do livro “Balé passo a passo”, do coreógrafo e professor Flávio Sampaio, diretor da Escola de Dança de Paracuru. A programação de abertura se estenderá com espetáculos no palco principal e festa nos jardins do TJA, com Luxo da Aldeia e DJ Guga de Castro.

Enquanto isso, a Paracuru Cia. de Dança, dirigida também por Flávio Sampaio, estará em Sobral, às 20 horas no palco da Bienal de Dança, ao lado do Theatro São João, com o espetáculo “ParaBach”. A abertura oficial em Sobral será na quinta-feira com o balé da Edisca apresentando “Paideia”.

Patrocinada pela Petrobras e Caixa Econômica Federal, a Bienal de Dança acontecerá, com toda a programação gratuita, até o dia 6 de novembro, abrangendo Fortaleza, Sobral, Paracuru, Juazeiro do Norte, Crato, Itapipoca, Tabuleiro do Norte e Juá / Irauçuba.