Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Paulo Paim diz que exploração sexual é nova escravidão

Ao registrar a celebração do Dia Internacional Contra a Exploração Sexual e o Tráfico de Mulheres e Crianças, o senador Paulo Paim (PT-RS) definiu esses crimes como uma nova escravidão, envolvendo grandes lucros, extermínio da liberdade e desrespeito à condição humana. Ele sublinhou que a exploração sexual atinge principalmente os mais pobres, e que, no submundo do crime, somente o tráfico de drogas movimenta mais dinheiro.

– Temos que ampliar campanhas que desencoragem esses malfeitores a aliciar nossas jovens e crianças – afirmou, o senador, em ponunciamento nessa terça-feira (24).

O parlamentar disse que a dimensão do tráfico humano tem se ampliado a ponto de ter sido tema de novela, filmes, seriados e documentários. Ele se mostrou preocupado com a situação no Brasil, de onde – conforme estatística que apresentou – mais de 70 mil pessoas foram levadas para o exterior em esquemas de exploração sexual. Paim lembrou que muitas dessas vítimas foram ouvidas pelo Senado na comissão parlamentar de inquérito (CPI) dedicada ao tema.

– Quem acompanhou a CPI ouviu relatos e depoimentos assustadores, com detalhes absolutamente sórdidos – disse.

O senador também lamentou que o Brasil continue sendo um grande destino do turismo sexual, situação que atribuiu a uma “herança maldita” da publicidade turística.

(Agência Senado)

Marina Silva espera aprovação do registro do Rede Sustentabilidade até 1º de outubro

“A ex-senadora Marina Silva disse nessa terça-feira (24) que espera aprovação do registro do partido Rede Sustentabilidade até o dia 1º de outubro. Marina reuniu-se com o ministro Dias Toffoli, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Supremo Tribunal Federal (STF). Marina é a fundadora do partido. A ex-senadora relatou que entregou ao ministro Dias Toffoli documentos para justificar que o registro deve ser concedido ao partido.  “São 95 mil assinaturas que foram invalidadas de forma injustificada. De sorte que estamos pedindo que a Justiça Eleitoral nos faça justiça. Um partido que já tem 15 diretórios registrados, que coletou 910 mil assinaturas. Apresentamos dentro do prazo, temos as assinaturas”, disse.

Na segunda-feira (23), a ministra Laurita Vaz, do TSE, determinou que seja feita a recontagem das assinaturas de apoiadores do partido. A ministra atendeu ao pedido do vice-procurador eleitoral Eugênio Aragão. Na sexta-feira (20), em parecer enviado ao TSE, Aragão disse que a legenda da ex-senadora validou na Justiça Eleitoral apenas 102 mil das 483 mil assinaturas de apoiadores necessárias para obter registro no tribunal.

Segundo a ex-senadora, a decisão do TSE foi positiva para provar que os requisitos legais foram cumpridos pelo partido. “Era o que queríamos. O Ministério Público se ateve às assinaturas da ação inicial. Depois daquela petição inicial, agregamos novas assinaturas, 140 mil foram agregadas. A ministra determinou que a própria secretaria do tribunal faça a juntada para contabilizar. Estamos aguardando [que julgue o registro] no dia 1º. Temos confiança de que atendemos a todos os requisitos legais”, argumentou.”

(Agência Brasil)

A Missa da Ressurreição de Dona Lúcia Dummar

A Missa da Ressurreição de dona Lúcia Dummar, a matriarca da Família Dummar, foi das mais concorridas. Realizada nesta noite de terça-feira, na Catedral Metropolitana de Fortaleza, juntou familiares, funcionários do Grupo de Comunicação O POVO, empresários e políticos ocupando hoje flancos diferentes como o governador Cid Gomes (PSB) e o ex-senador Tasso Jereissati (PSDB), este com dona Renata.

Padre Clairton Alexandrino, da Catedral, concelebrou tendo ao lado o bispo emérito de Limoeiro do Norte, dom Edmilson da Cruz, e padres como Raimundo Neto e Gilson Soares.

Na Catedral, além de muitos jornalistas como Adísia Sá, Alan Neto, Waldemar Menezes, Leda Maria, Jocélio Leal, Regina Ribeiro, Plínio Borolotti, Edilmar Norões, Demitri Túlio, Fátima Sudário, Erick Guimarães e Eduardo Fontes, empresários como Ivens Dias Branco, com sua mulher, Consuelo, além de Raimundo Padilha, Cláudio Ferreira Lima, o desembargador Fernando Ximenes, o prefeito Roberto Cláudio, o presidente da Assembleia, Zezinho Albuquerque, o presidente da Câmara Municipal, Water Cavalcante e Ignez Fiúza.

Confira a galeria:

misssa

A Missa por dona Lúcia Dummar.

cidluci

Cid cumprimenta Luciana Dummar, neta de Dona Lúcia.

luciatasso

Solidariedade: Renata Jereissati, Luciana e Tasso.

luciaia

Lúcia Maria, filha, e o abraço de Yolanda Queiroz.

(Fotos – Paulo MOska)

Lula garante: Cumprirá o papel que Dilma indicar em 2014

91 1

“O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que terá na campanha eleitoral do ano que vem o “papel que a Dilma quiser que seja”. E frisou: “Estou voltando, com muita vontade, com muita disposição – para felicidade de alguns, para desgraça de outros. É o seguinte: eu estou no jogo”, disse em entrevista a veículos mantidos por trabalhadores, nesta terça-feira, 24, no Instituto Lula.

Depois de afirmar que tem adotado algum cuidado para conversar com os partidos políticos, já que esses contatos devem ter o crivo de Dilma e do próprio PT, Lula disse que uma coisa que sabe fazer, e espera estar em boas condições de fazer em 2014, é pedir voto. “Eu me considero razoável de palanque, gosto, me sinto bem, agradeço a Deus todos os dias a relação de confiança que construí com o povo brasileiro. E tudo o que eu puder fazer para convencer as pessoas que confiam em mim a votar na Dilma, eu vou fazer”, disse.

Lula afirmou que “certamente” a presidente Dilma precisa menos do seu apoio hoje do que precisou em 2010, quando foi eleita. “Ela vai ser julgada pelo que está fazendo, não é mais uma desconhecida como era em 2010, mas farei o mesmo esforço para reelegê-la, pois a vitória da Dilma é a minha vitória e a derrota dela é a minha. O sucesso dela é o sucesso do povo brasileiro, das camadas mais pobres da população.” E destacou que muita gente fica incomodada com a ascensão dos mais pobres. “Quanto mais o pobre ascender de classe social, todos vão ganhar”, frisou.

Essa foi a primeira grande entrevista que Lula concedeu desde que deixou a Presidência da República. “Ainda estou aprendendo a ser ex-presidente”, falou para o grupo de jornalistas da Rede Brasil Atual, site, rádio e revista, da TVT e do jornal ABCD Maior, em 90 minutos de conversa. Ainda com relação às eleições de 2014, Lula disse que as previsões serão mais precisas em março do ano que vem, quando todos os nomes já estarão definidos. O ex-presidente afirmou que será um grande feito se PT e PSB, partidos, que estão se separando em diversos Estados e no governo federal, conseguirem manter um clima de não hostilidade em 2014.

Protestos

Sobre as manifestações de junho e julho, Lula considerou o acontecimento do ano, por terem questionado todos os governantes do País, em todos os níveis. Para ele, a reforma mais importante que o País pede é a política, por meio do fim dos recursos privados nas campanhas eleitorais, mas o ex-presidente reconheceu que o Congresso atual não tem condições de fazer uma mudança estrutural importante. “Uma reforma para valer não vai acontecer agora, vai ter de ser feita por meio de uma Constituinte Exclusiva, com ampla participação da sociedade.”

O ex-presidente também fez uma defesa enfática do programa Mais Médicos, mas ressaltou que o projeto é apenas parte da solução de um problema maior. “Quando rejeitaram a CPMF, tiraram R$ 40 bilhões por ano da saúde e prejudicaram o povo”, lembrou. “Se tem uma coisa que eu tenho vontade é de falar. Eu tenho cócegas na garganta para falar. E vocês ajudaram a quebrar um tabu, porque fazia tempo que eu não falava durante tanto tempo”, disse Lula durante a entrevista.”

(POVO Online com Agência Estado)

TSE aprova criação do Partido da Solidariedade

O Tribunal Superior Eleitoral aprovou, em sessão na noite desta terça-feira (24), o registro eleitoral do Partido da Solidariedade ampliando para 31 o número de siglas eleitorais no Brasil.

O TSE entendeu que o partido conseguiu coletar as 492 mil assinaturas necessárias para obter o registro nacional.

DETALHE – O Partido da Solidariedade é simpático ao nome de Aécio Neves (PSDB) para candidato a presidente da República em 2014.

Alô, Cid Gomes! TSE aprova criação do PROS

O Tribunal Superior Eleitoral aprovou, em sessão na noite desta terça-feira (24), por cinco votos a dois, o registro eleitoral do Pros (Partido Republicano da Ordem Social), ampliando para 31 o número de siglas eleitorais no Brasil. O tribunal entendeu que o partido conseguiu coletar as 492 mil assinaturas necessárias para obter o registro nacional.

Com o registro, o Pros pode disputar a eleição de 2014, na qual serão escolhidos o Presidente da República, governadores, senadores, deputados federais e estaduais –distritais no caso do Distrito Federal.

Essa informação já chegou ao conhecimento do governador Cid Gomes, que está reunido, na sede do PSB, com seu bloco para decidir novo rumo político.

Cid Gomes: Decisão de sair é com os deputados do PSB

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=0x2TsQkUddc&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O governador Cid Gomes chegou para a reunião do PSB nesta noite de terça-feira, na sede partidária. Com ele, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, e o presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque. Cid, antes da reunião, esteve na Catedral, onde assistiu à Missa da Ressurreição de Lúcia Dummar, a matriarca da Família Dummar.

Mas ele falou com o Blog. Há expectativa é de que os parlamentares sejam acomodados em partidos da base aliada e o compromisso do PSB de Eduardo Campos de não questionar essa mudança.

Fiec promove X Encontro Cearense de Estagiários

O Instituto Euvaldo Lodi ( IEL), órgão ligado ao Sistema Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), promoverá, nesta quinta-feira, o XI Encontro Cearense de Estagiários. O objetivo é discutir a importância da preparação profissional. O tema central será “Talentos para a Competitividade”.

O encontro ocorrerá na sede da Fiec, das 10 às 17h30mim, tendo como ponto de destaque a outorga do Prêmio Melhores Práticas de Estágio aos Ganhadores da Edição 2013.

 

Ipea revela dados inéditos sobre violência contra a mulher

Nesta quarta-feira (25), o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) apresentará, na Comissão de Seguridade Social da Câmara dos Deputados, dados inéditos da pesquisa Violência contra a mulher: feminicídios no Brasil – dados corrigidos sobre taxas de feminicídios e perfil das mortes de mulheres por violência no Brasil e nos estados.

O estudo será divulgado por Leila Posenato Garcia, técnica de Planejamento e Pesquisa do Ipea, às 9h30min.

A pesquisa, realizada com dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, inova em relação a estudos anteriores por incorporar duas etapas de correção, visando minimizar a subestimação dos feminicídios. Além dos números e taxas de feminicídios nos estados e regiões do Brasil, a pesquisa revela o perfil das vítimas e das ocorrências, bem como apresenta a avaliação do impacto da Lei Maria da Penha.

Além de Leila Posenato Garcia, participaram da pesquisa Lúcia Rolim Santana de Freitas, Gabriela Drummond Marques da Silva e Doroteia Aparecida Höfelmann.

(Ipea)

Adeus, PDT!

95 1

Os últimos episódios envolvendo o PDT, em especial após Carlos Lupi assumir a presidência nacional da sigla, estão causando as primeiras desfiliações da sigla. A última, de maior repercussão, foi de Vivaldo Barbosa, deputado federal e secretário de Justiça no Governo Leonel Brizola. Em artigo publicado em O Globo, na edição desta terça-feira (24), o brizolista direciona suas críticas a Lupi e ao ministro do Trabalho, Manoel Dias, ao considerar que “o PDT não tem mais jeito. Não nos resta mais esperança de ver o partido voltar ao seu leito histórico de honradez e firmeza de princípios. Permaneceremos fiéis às lições de Brizola”. Confira:

O PDT é dirigido pela dupla Lupi e Manoel Dias, que, com a morte de Brizola, colocaram o livro de atas debaixo do braço e montaram uma estrutura de domínio do partido com a permissividade dada às direções partidárias pela legislação. Têm o assentimento das bancadas na Câmara e no Senado, pois distribuem o mando nos estados com os deputados e senadores.

Em troca do apoio ao governo federal, nas votações na Câmara e no Senado e no tempo de televisão nas campanhas eleitorais, a dupla recebeu o Ministério do Trabalho, que é ocupado, ora por um, ora por outro. Nos estados e nas prefeituras, independentemente da coloração política do governador ou do prefeito, reproduzem a mesma aliança: o PDT e o ministro indicam os secretários do Trabalho. As verbas saem do Ministério, vão para as secretarias administradas por secretários indicados por eles e são direcionadas para ONGs ocupadas por gente a eles ligadas, que recebem e repartem as verbas. O mesmo grupo de deputados, secretários, seus assessores, os dirigentes amigos das ONGs, ocupam o Diretório Nacional do PDT, fonte originária de todo esse esquema de poder para aproveitamento de verbas públicas. Dos mais de trezentos integrantes que compõem o Diretório Nacional, entre 10 e 20% são de militantes trabalhistas e nacionalistas autênticos e originais.

Além do esquema das verbas do Ministério do Trabalho, há o Fundo Partidário, que deveria financiar atividades político-partidárias, hoje de valores elevados, a despertar a mesma cobiça. Mas o PDT não tem vida orgânica, é administrado por meio de comissões provisórias nos estados, que por sua vez as repetem nos municípios. Não promove estudos, nem debates, nada publica. Ainda há a cessão de legenda e tempo de televisão nas eleições, outro espaço de negociação.

O PDT é um ambiente de procura de vantagens, não mais participa das lutas do povo brasileiro, está muito distante de ser um partido trabalhista e nacionalista como caminho brasileiro para o socialismo, como era o desejo e a esperança de Brizola.

Nós, de longa data de militância partidária, fundadores do partido alguns, outros que foram colaboradores de muito tempo e muito perto de Brizola, organizamos o Movimento de Resistência Leonel Brizola para lutar pela volta do partido às suas origens e não permitir que fosse desviado de seus trilhos. Temos lutado durante os últimos anos, feito reuniões, manifestações, contatos com bancadas e outra instâncias, lançamos diversos documentos, até realizamos convenções nas ruas, fomos à Justiça. Nada adiantou.

O PDT não tem mais jeito. Não nos resta mais esperança de ver o partido voltar ao seu leito histórico de honradez e firmeza de princípios. Permaneceremos fiéis às lições de Brizola.

É com lágrimas de sangue e com dor de carne exposta que saio do PDT e tiro uma camisa que é como se retirasse a própria pele.

Vivaldo Barbosa foi deputado federal, líder do PDT e secretário de Justiça do governo Leonel Brizola

Recadastramento biométrico supera 50% do eleitorado nos municípios listados

“50,18% dos eleitores das zonas eleitorais de Juazeiro do Norte, Sobral, Aquiraz e Crateús, que compreendem também os municípios de Alcântaras, Forquilha e Ipaporanga, já compareceram ao recadastramento biométrico. Desde o início dos trabalhos, no mês de março, 219.071 eleitores dos 7 municípios submetidos à biometria compareceram aos cartórios eleitorais. Aquiraz e Crateús atingiram a marca de 60%, Sobral ficou com 50% e Juazeiro do Norte teve 47% dos eleitores recadastrados.

Para facilitar o acesso dos eleitores que moram nos municípios que não são sede de cartório eleitoral, o TRE instalou postos de atendimento nas cidades de Alcântaras e Forquilha, ambas com sede em Sobral, e deve iniciar o atendimento em Ipaporanga, cuja sede fica na cidade de Crateús, no mês de outubro.

Os trabalhos de recadastramento biométricos de eleitores nos sete municípios vão até os meses de novembro/dezembro, de acordo com o calendário estabelecido pelo TRE-CE. A meta é recadastrar 436.113 eleitores, que somados aos cerca de 30 mil eleitores do município de Eusébio, que já votam pelo sistema biométrico, desde 2010, atingirão a marca de 7,04 % do eleitorado cearense.

SERVIÇO

Os eleitores que ainda não se cadastraram, devem fazer o agendamento através do número de telefone 148 ou no site www.tre-ce.jus.br. Ao solicitar o agendamento, é recomendável que o eleitor tenha em mãos o número de seu título de eleitor, que pode ser consultado no link http://www.tse.jus.br/eleitor/titulo-e-local-de-votacao/consulta-por-nome .”

(Site do TRE-CE)

Mesmo ausente de reunião, Antonio Balhmann avisa: Segue Cid onde Cid for

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=8-BAELUUKQ4[/youtube]

Mesmo ausente da reunião desta noite convocada pelo governador Cid Gomes para discutir rumos do grupo cidista dentro do PSB, o deputado federal Antônio Balhmann, que viajou para Brasília, deixou o recado: segue Cid Gomes, onde Cid for. Se o destino, por exemplo, for o Partido Republicano da Ordem Social (PROS), ele diz já estar dentro.

Base aliada na Câmara quer esperar Dilma voltar dos EUA para votar pontos polêmicos

Sem consenso, a base aliada do governo na Câmara dos Deputados quer esperar a volta da presidenta Dilma Rousseff dos Estados Unidos para avançar nas discussões sobre a pauta de votações. Várias medidas polêmicas estão na fila do plenário, como os projetos de lei que tratam da terceirização de mão de obra e da minirreforma eleitoral. A pauta, no entanto, está bloqueada por três propostas que tramitam em regime de urgência constitucional.

Nessa quinta-feira (23), foi publicada no Diário Oficial da União a solicitação de Dilma Rousseff para a retirada da urgência constitucional do Código de Mineração, outra matéria que estava dificultando a pauta já trancada da Casa. O processo de votações só será normalizado quando forem votadas as três propostas com prazo de votação vencido em razão do regime de urgência.

Estava previsto para o final da manhã encontro dos líderes com o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), para construir a pauta desta semana. A sugestão da base aliada é que não haja votações nos próximos dias, para que os textos sejam discutidos pelas bancadas e para evitar discussões no plenário. De acordo com o líder do PT na Câmara, José Guimarães (CE), depois de uma reunião de líderes na Casa, ficou acertado que as decisões deverão ficar para a semana que vem.

“Essa é uma semana de temperatura baixa. A República recomenda que, na ausência da chefe da nação, é bom que não se tenha nenhum curto-circuito no Congresso. Por isso, a temperatura será diminuída nesta semana. Esperemos a próxima”, disse o líder. A presidenta Dilma Rousseff está em Nova York participando da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU). As três propostas com urgência que têm de ser negociadas são: a anistia de dívidas das santas casas de Misericórdia (PL 3.471/12); a criação da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural – Anater (PL 5.740/13) e a que cria funções comissionadas para o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – Dnit (PL 6.053/13).

(Agência Brasil)

PTB do Ceará vai continuar apoiando Cid independente do seu rumo partidário

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=rMzJJwZDTZs&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O presidente regional do PTB, deputado federal José Arnon, afirmou, nesta terça-feira, que seu partido faz parceria com o governador Cid Gomes independente de rumo partidário. Deixou claro que a legenda quer continuar como aliado de Cid, por avaliar que sua gestão faz muito pelo Estado.

"Governo se conformou com inflação no teto da meta", diz senador paulista

Ao participar de audiência, nesta terça-feiras, com o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, o líder do PSDB no Senado, Aloysio Nunes (SP), criticou a condução da política monetária. Para Aloysio, os representantes do governo vêm dando declarações “marcadamente conformistas” em relação à inflação, aceitando que seus índices fiquem em torno do teto da meta.

– Há um conformismo, quando na verdade deveríamos nos esforçar para reduzir a inflação ao máximo. Lembro que, na política monetária, há um centro da meta, que para o governo parece algo desconhecido – disse o senador. O centro da meta é de 4,5%, com uma margem de dois pontos percentuais para mais ou para menos – por isso, o teto é de 6,5%.

Aloysio também questionou as declarações atribuídas ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, segundo as quais o Banco Central poderia diminuir sua intervenção sobre o mercado de câmbio – intervenção que visa ajustar a relação entre o real e o dólar.

– É o ministro da Fazenda colocando o chapéu do presidente do Banco Central. É o sapateiro indo além do sapato – criticou ele, citando um provérbio em latim.

O senador disse que “essa declaração estranha de Mantega deve ter dado muita dor de cabeça a Alexandre Tombini e à diretoria do Banco Central”.

– Parece que o ministro da Fazenda não entendeu quem faz o quê em matéria de política econômica – acrescentou.

(Agência Senado)

Neguinho da Beia-Flor: De puxador de samba a puxador de votos

235 1

neguinho_da_beija_flor1

“A filiação do sambista Neguinho da Beija-Flor, puxador da Beija-flor de Nilópolis, ao PR alimenta expectativas do partido para a eleição de 2014. “Ele vai ser um fenômeno de votos na Baixada Fluminense”, diz o líder do partido na Câmara e pré-candidato ao governo estadual Anthony Garotinho.

Nivaldo Souza, que dá notícia no blog Poder Online acrescenta que Neguinho se filiou ao partido em agosto e, agora, bateu martelo para ser puxador de votos do partido como deputado federal.

“Ele é um bom nome por ser muito conhecido”, diz, Garotinho.”

Tramitação do Mais Médicos está dentro do previsto, diz Padilha

Mesmo com a pressão de parlamentares de oposição, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, mostrou-se nesta terça-feira (24) confiante na aprovação da Medida Provisória (MP) 621, que cria o Programa Mais Médicos. “Estamos no prazo da discussão e votação do relatório. Estou muito confiante. Vamos concluir este processo, que é muito importante, na comissão mista e vamos para o plenário da Câmara”, ressaltou Padilha.

Segundo o ministro, as audiências públicas que ouviram a opinião do Conselho Nacional de Saúde, de entidades médicas e das secretarias de Saúde de municípios que não têm médicos ajudaram a aprimorar a MP. A MP dos Mais Médicos, entretanto, não é consenso entre os parlamentares. Os de oposição acusam o presidente da comissão mista, deputado João Alberto (PMDB-MA), de impedir a votação de requerimentos e assim ampliar a discussão do programa. Caso a discussão avance, o líder do DEM na Câmara, Ronaldo Caiado (GO), promete levar a discussão ao Supremo Tribunal Federal para a que a discussão feita até agora seja anulada.

“Deputados e senadores serão guiados pelo mesmo sentimento de que o Mais Médicos tem sido um passo importante, uma solução concreta para várias cidades no nosso país e em bairros que não têm médicos”, disse Padilha, garantindo que o ministério continuará lutando para que não exista nenhum empecilho ao início dos trabalho desses médicos em comunidades tão carentes. A MP do Programa Mais Médicos perde a validade no dia 5 de novembro, antes disso, precisar ser votada pelos plenários da Câmara e do Senado.

(Agência Brasil)

Petista cobra respeito à trajetória política de Luizianne Lins

84 5

Com o título “Luiz, respeita Januário!”, eis artigo do vereador Ronivaldo Maia (PT). Ele pede espaço para responder críticas feitas neste Blog, no fim de semana, pelo candidato a presidente do PT de Fortaleza, Davi Barros. Davi qualificou de chantagem política fala da ex-prefeita Luizianne Lins ameaçando deixar o partido e ir para o PSB no caso de continuar aliado do governador Cid Gomes. Confira:

A trajetória da companheira Luizianne Lins, presidenta do PT Ceará, dirigente nacional do partido, duas vezes vereadora da capital, deputada estadual e duas vezes eleita prefeita de Fortaleza se confunde com a própria história do PT Fortaleza. Luizianne, desde a sua militância no movimento estudantil, passando pelas diversas instâncias de direção do PT (Secretaria Estadual de Juventude, secretaria Estadual de Mulheres, presidência do PT Fortaleza, presidente estadual do partido e direção nacional) sempre respeitou as deliberações do PT, mesmo, em muitas situações, discordando dos rumos do partido. Ela nunca fugiu do bom debate. Pelo contrário, Luizianne gosta do debate aberto, franco, sincero e muitas vezes duro, mas sempre leal. Como boa socialista revolucionária, ela tem a percepção dialética da história, que na maioria das vezes a coloca à frente do tempo da política. Enquanto alguns “quadros” do PT só conseguem enxergar um palmo na frente do nariz, no caso, esse palmo chama-se “real politik” (interesses imediatistas, somado ao mais sórdido pragmatismo), o principal quadro da esquerda cearense consegue vislumbrar o futuro, sem tirar os pés da realidade e sem cair no esquerdismo.

E é por estar sempre à frente do seu tempo que ela percebe que há uma lacuna na política cearense. O atual governo do Ceará é um fracasso completo. Fracasso na política de segurança, fracasso nas políticas sociais, fracasso na saúde. É um governo que nos oferece um escândalo por semana, como o gasto com buffet, o superfaturamento de shows, a queda da fachada do hospital de Sobral, a viagem da sogra do governador, a compra de helicópteros sem licitação e o show fechado de Plácido Domingo com dinheiro público. E ainda quer tirar o poder do Ministério Público, como citou o colunista Fábio Campos no último dia 22. Na história recente do nosso estado, nunca se concentrou tanto poder político nas mãos de uma mesma família. Mas como diz o ditado popular: quanto maior o tamanho, maior a queda. E isso Luizianne já percebeu.

O desgaste desse governo e do seu pupilo, o prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio, já é do conhecimento de todos. O povo cearense quer mudança. E Cid sabe que somente o PT e seus principais quadros, Dilma e Lula, devido à popularidade deles no Ceará, pode salvá-lo de uma derrota acachapante. A responsabilidade da reeleição da companheira Dilma é de todos nós e não pode ser usada como desculpa para interesses pessoais em detrimento do interesse do povo. Queremos um palanque forte para Dilma com aliados políticos e principalmente com o povo. O PT tem a chance de avançar no projeto popular no Ceará e não pode vacilar. Façamos o bom debate, com respeito às posições políticas e, principalmente, à trajetória de quem sempre construiu o PT.

* Ronivaldo Maia
Vereador – PT