Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Assim começa o esculacho urbano

172 1

Da coluna Política, no O POVO deste sábado (24), pelo jornalista Plínio Bortolotti:

Valet, palavra das línguas inglesa e francesa – não dicionarizada em português -, significa “criado” nas duas línguas, um empregado pessoal. No Brasil dos macaquitos – como diriam os argentinos – a palavra passou a ser usada como sinônimo de “manobrista”, pois os marqueteiros devem ter achado essa palavra feia ou muita “velha” para ser do agrado da seleta clientela. Nem se preocuparam em aportuguesá-la, pois um “valet” deve valer mais do que um valete.

O serviço já existe, há tempos, pelo menos pelas bandas de São Paulo e Rio. Para quem ainda não sabe, “valets” são aqueles sujeitos que ficam embaixo de um guarda-sol – mesmo que seja de noite-, em frente a um estabelecimento comercial, normalmente um restaurante, oferecendo, sob paga, a guarda do seu carro, enquanto o proprietário se diverte ou faz compras.

Pois bem, a moda dos valetes está migrando para Fortaleza, sob licenciamento da Prefeitura, como noticiou este jornal na edição de ontem. O “gancho” (jargão do jornalismo utilizado para a situação que justifica uma matéria) foi um carro, deixado com um com desses valetes – e que foi fotografado estacionado sobre a calçada, em local obviamente proibido. A foto foi parar no Facebook, para surpresa do dono do veículo.

Porém, estranho foi o esclarecimento de Vítor Ciasca, presidente da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC), sobre o funcionamento dessas empresas de manobrismo. Ele disse que as empresas de valete não precisam dispor de garagem ou estacionamento, e que os carros podem ser estacionados nas vias públicas, ressalvando, porém, para alívio geral: “Mas somente onde é permitido”.

Espere aí. Quer dizer que uma empresa, além de ganhar concessão para pôr um escritório (o guarda-sol) na calçada, de quebra, adquire o direito de usar a rua para propósitos privados? Estou entendendo bem: uma empresa ganha dinheiro vendendo espaço público, sob os auspícios da Prefeitura? Se alguma autoridade pudesse esclarecer, gostaria de ouvir os argumentos.

E, por qual razão, ocupei tanto espaço de uma coluna com o título “Política” para falar de estacionamento? Por dois motivos: 1) Porque o espaço público é uma questão política; 2) por que é assim que começa o esculacho, com autoridades autorizando um tipo de serviço que não tem estrutura nenhuma, e lhe dão o direito de explorar o já congestionado espaço urbano.

Uma cidade com lei diria o seguinte: “O senhor quer abrir um serviço de manobrista (desculpe), de valet, sem problema, caro empresário. Então, o senhor terá de arrumar um estacionamento particular para guardar os carros de seus clientes”. Porque, sem isso – acrescentaria um funcionário público zeloso – não tem negócio.

(O mau hábito de ocupar calçada deve ter começado assim, distraidamente – depois virou problema. Os valetes, escrevam, logo se transformarão em outro.)

A propósito, aqueles sempre dispostos a queixas contra os desvalidos “pastoradores” de carros, vão se opor a esses flanelinhas de luxo?

O rei está morto. Viva o Rei

180 4

Em artigo no O POVO deste sábado (24), o médico, antropólogo e professor universitário Antônio Mourão Cavalcante compara a indicação de sucessor no sistema democrático, como o rei que passa o trono ao filho. Confira:

Luiz XIV, na França, foi nominado de Rei Sol. E sua famosa frase ecoa até hoje como símbolo do absolutismo: L´État c´est moi. (O Estado sou Eu!). Ninguém mandou mais que ele. Dizem os historiadores que com Luiz XIV a Europa passou a temer a França. Mesmo a poderosa Rússia dos tzares, respeitava e a cultuava.

Os reis tinham sangue azul. Ficavam no poder até que a morte os colhesse – por morte morrida ou provocada por guerras ou envenenamento… Mas, a ideia básica é que tudo emanava dessa pessoa iluminada, até mesmo, escolhida pelos deuses… O poder era direito dos herdeiros de sangue. O primogênito substituía o soberano morto…

Na época que morei na Bélgica, eu achava curioso aquele epíteto atribuído: Balduíno, o Rei dos belgas.

Estou pensando estas coisas, enquanto reflito sobre as discussões suscitadas acerca da sucessão estadual no Ceará. Isto é, apesar da realidade monárquica – rei é substituído por filho do rei – seja uma realidade afastada das leis nacionais, ainda agimos e pensamos como se tivéssemos uma dinastia a nos conduzir.

Um dos grandes saltos dado pela democracia foi a alternância de poder. É a possibilidade de qualquer cidadão vir a ser escolhido, pelos pares, como mandatário maior daquele povo.

Na realidade, criada pela democracia, esse mando tem tempo para terminar e, em seguida, o substituto será escolhido pela sociedade. Pra que essa preocupação do mandatário atual apontar ou escolher seu sucessor?

Tem cabimento?

Esse arejamento – pode ser outra pessoa! – é algo de fabuloso no regime democrático. Um sistema que não tem dono. Nem está atrelado a caprichos de terceiros…

Nessa perspectiva, entra a participação dos partidos políticos. Eles representam pensamentos convergentes e conflitantes da sociedade e, candidato será aquele que melhor representa o pensamento dos seus pares. Não é nome tirado do bolso do colete. (pois hoje em dia nem mais coleta nós usamos!).

Praticar política de patota familiar é retrocesso no tempo. É regredir num absolutismo monárquico de farsa e engodo. A pluralidade de candidatos que está surgindo no horizonte eleitoral nos alegra. Teremos disputa. Teremos segundo turno. Campanha. Luta eleitoral. Democracia.

Eunício é cidadão de Iracema, Zezinho de Fortaleza; E assim caminha a sucessão

foto eunício cidadania iracema

Antes de tentar conquistar os cearenses nas urnas de outubro, o pré-candidato do PMDB ao Governo do Estado, Eunício Oliveira, vai conquistando títulos de cidadania. A última foi nessa sexta-feira (23), em Iracema, na Região Jaguaribana, a 285 quilômetros de Fortaleza, com direito a padrinho de peso, no caso o senador José Pimentel (PT).

Na segunda-feira, 2 de junho, é a vez do também pré-candidato Zezinho Albuquerque (Pros) ganhar título de cidadania. Por proposição do vereador Gelson Ferraz (PRB), o massapeense Zezinho Albuquerque será cidadão fortalezense.

Copa 2014 – Fortaleza com risco alto de dengue durante o Mundial

Em resposta à publicações estrangeiras alertando para o risco de surto de dengue no Brasil durante a Copa do Mundo, pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) fizeram estudo que aponta que a probabilidade de uma epidemia de dengue é pequena.

O estudo indica que no período do Mundial teremos uma incidência menor do que 100 casos por 100 mil habitantes em Brasília, Cuiabá, Curitiba, Porto Alegre e São Paulo, considerada baixa incidência. No Rio de Janeiro, e Belo Horizonte, em Salvador e em Manaus há um risco de média incidência de dengue, entre 100 a 300 casos.

Já as capitais Recife, Fortaleza e Natal, têm um risco alto, com probabilidade de mais de 300 casos para cada 100 mil habitantes. Apesar disso, a probabilidade de acontecer uma alta incidência nestas três capitais é considerada baixa pelos pesquisadores, 19%, 46% e 48%, respectivamente.

De acordo com um dos autores da pesquisa, Christovam Barcellos, a situação está controlada. “As previsões são muito mais baixas do que falam os jornais do mundo inteiro”, avaliou o pesquisador. Ele acrescentou ainda que com o estudo é possível agir pontualmente nos locais de maior risco.

Para a pesquisa, que foi publicada esta semana na revista científica inglesa The Lancet Infectious Deseases,  foram avaliados fatores que influenciam na proliferação do mosquito e na transmissão da doença, como o número de casos registrados nas cidades nos últimos 12 anos, volume de chuvas e temperatura no período da competição, além de questões sociais e ambientais.

Segundo Barcellos, houve uma redução de 80% no número de casos de dengue considerando o verão de 2014 com relação ao de 2013. “Tivemos este ano um verão atípico, muito quente e seco, clima pouco propício para a proliferação do mosquito”.

Os últimos números do Ministério da Saúde mostram que até o dia 3 de maio, foram notificados 394.614 casos de dengue, contra 1.218.306 em 2013 – queda de 67,6%. Os casos graves da doença também caíram 56% no período – foram confirmados 2.478 casos graves da doença, contra 5.674, em 2013.

Apesar disso, na capital paulista io número de casos saltou de 2.617 em 2013 para mais de 5 mil casos considerando os registros feitos até a primeira semana de maio.

(Agência Brasil)

Copa 2014 – Cidades-sede farão prevenção contra a Hepatite C

140 1

A ONG “C Tem Que Saber C Tem Que Curar”, associação de pacientes com hepatite C, lançou a campanha “Hepatite C tem cura. Seja um campeão. Vença esse jogo”, com objetivo de conscientizar turistas e brasileiros, durante a Copa do Mundo, sobre os riscos da doença, as formas de contágio e como diagnosticá-la precocemente.

Serão distribuídas 3,6 milhões de cartilhas informativas, em português e inglês, nas 12 cidades-sede da Copa, durante o campeonato mundial. O material estará disponível em hotéis, pontos de táxi, restaurantes e aeroportos.

Essa campanha tem como objetivo orientar sobre a realização do teste especifico, podendo evitar novas contaminações e levar muita gente a detecção precoce da doença. A Hepatite C é uma doença silenciosa que atinge 150 milhões de pessoas no mundo, com 500 mil óbitos ao ano, sendo cerca de 3 milhões no Brasil, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Dados da ONG “C Tem Que Saber C Tem Que Curar” mostram que a cada 50 brasileiros, um tem Hepatite C e 95% deles não sabem, pela ausência de sintomas. A disseminação da Hepatite C é cinco vezes maior do que o número dos contaminados pela AIDS, doença que atinge cerca de 630 mil brasileiros e 33,5 milhões de pessoas em todo mundo.

A Hepatite C é causada por um vírus que ataca o fígado de forma lenta, sem sintomas físicos para o portador. O vírus quase sempre destrói o fígado da pessoa contaminada, ocasionando, na maioria das vezes, cirrose e câncer hepático. A doença é transmitida pelo sangue contaminado. A contaminação sexual, apesar de rara, é possível em casos de ferimentos nos órgãos genitais.

(CDN)

Poço da esperança

Da Coluna Vertical, no O POVO deste sábado (24):

Fazendários do Estado vão homenagear os 108 anos da Comunidade Poço da Draga. Isso, a partir das 15 horas da segunda-feira (26), no Café Atlântico. O evento, organizado pelo Sindicato dos Fazendários do Ceará (Sintaf), também celebra o sucesso da parceria da entidade com a comunidade na realização de projetos como o Poço de Cultura e cursos de formação profissional.

Na ocasião, haverá apresentação do grupo de flauta, formado por crianças e adolescentes do Poço da Draga, regido pelo músico Cláudio Fontenele, além do grupo de teatro da ONG Velaumar, fundado por moradores da comunidade, e de um recital organizado pela atriz e cantora Joana Angélica. Que a Prefeitura entre nessa festa com projetos de revitalização da área.

BNB dá informações insuficientes sobre convocação, diz associação

Em nota enviada ao Blog, a Associação dos Funcionários do BNB alerta para prazo de convocação dos aprovados em concurso. Confira:

Em atenção às inquietações sobre a convocação dos aprovados de 2010 e em consequência das ações da AFBNB encampadas nesse sentido (reuniões, audiências públicas, ofícios) a Associação recebeu informações do BNB relativas aos quantitativos a partir de janeiro deste ano.

Além destas informações, o Banco cita prazos do processo para a posse e informa ainda que dadas as determinações dos órgãos governamentais não poderá empossar ninguém após o dia 9 de junho próximo, prazo final do concurso.

Contudo, a AFBNB considera as informações insuficientes, não correspondendo integralmente ao que foi solicitado pela entidade por ofício. Os dados estão incompletos por não constarem registros referentes às possíveis desistências, nem às convocações por polos, tão somente informando a totalidade por cargos, conforme quadro acima.

A AFBNB reitera a necessidade de o Banco prestar tais informações para que os aprovados tenham conhecimento pleno da sua situação, considerando inclusive a sua classificação no polo para o qual concorreu.

Assim, encaminhará nova carta ao Banco reafirmando este entendimento, haja vista já tê-lo feito em mensagem anterior. Por oportuno, chama a atenção para Banco não incorrer em passivos na justiça, o que deverá ser inevitável, por ser uma prerrogativa legal e um direto dos que se sentem prejudicados.

Dedé Teixeira e Guimarães debatem sucessão estadual neste sábado

O deputado federal José Guimarães e o deputado estadual Dedé Teixeira debatem neste sábado, a partir das 9 horas, no auditório do Sindicato dos Comerciários (avenida Tristão Gonçalves, 803), no Centro, a sucessão estadual e a atual conjuntura política.

O debate ocorrerá durante a plenária de avaliação do mandato de Dedé Teixeira, quando o deputado deverá definir prioridades e apoios com suas lideranças políticas.

Leis trabalhistas e baixa produtividade são entraves para economia, diz ministro

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges, disse nessa sexta-feira (23) que algumas leis trabalhistas e a baixa produtividade têm sido entraves para a competitividade da economia do país. Segundo ele, as leis são “uma herança bastante negativa para a competitividade de uma economia que quer ser integrada no mundo”, citando, por exemplo, normas do Ministério do Trabalho.

“Considero que esse é um tema crítico para a economia brasileira hoje. Cobre várias questões como, por exemplo, a questão da terceirização”, disse o ministro, ao participar de evento na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). Ele acrescentou que a Petrobras “não sobrevive” sem terceirização, assim como a Eletrobras que, “sem terceirização, também é inviável”.

O ministro destacou que no encontro das principais lideranças do setor industrial com a presidenta Dilma Rousseff, na quinta-feira (22), foram discutidas dificuldades gerais provocadas pelas normas trabalhistas e os custos para o setor.

Borges lembrou que o Brasil está entre as cinco economias que mais cresceram desde 2008, embora a expansão não tenha sido suficiente, porém o país não entrou em recessão. Para Borges, a economia brasileira ainda é altamente indexada, processo que não foi totalmente eliminado. A questão dos salários e das relações de trabalho é parte desse processo de indexação e tem de ser enfrentada, de acordo com o ministro.

Quanto à produtividade, o ministro defende que o país deve se integrar à economia mundial para resolver os problemas de oferta. “O Brasil tem um volume de comércio de US$ 0,5 trilhão e deve ser integrado ao mundo”.  Para Borges, as oportunidades para essa integração estão nas áreas de infraestrutura, petróleo e gás, energias renováveis, incluindo hidrelétricas, logística de transporte, por exemplo. “Os problemas de oferta abrem oportunidades. E elas são monumentais”, ressaltou.

De acordo com o ministro, a pasta está em negociações com a União Europeia para um acordo comercial e busca também uma integração mais forte na América do Sul e na América Latina, considerando estratégica a proximidade com o México.

(Agência Brasil)

Aliados debaterão oito temas para plano de governo de candidato oficial

foto pros reunião

Educação, Segurança Pública, Saúde, Infraestrutura, Cultura, Esporte, Turismo e Desenvolvimento Econômico. Esses são os temas que os partidos que compõem a base aliada do governador Cid Gomes debaterão até o próximo dia 5 para compor o plano de governo da candidatura oficial ao Palácio da Abolição. Dirigentes de 22 partidos estiveram reunidos nesta sexta-feira (23), no Marina Park, para definir o calendário dos debates, que terá início na próxima quinta-feira (29), com Educação e Segurança Pública.

O debate seguirá no dia 3 de junho com os temas Saúde e Infraestrutura. E será encerrado no dia 6, com Cultura, Esporte, Turismo e Desenvolvimento Econômico. O PMDB não foi convidado para o encontro desta sexta-feira.

Copa 2014 – Servidores da Saúde decidem parar durante os jogos

foto sintsaf assembleia 140522

Por maioria absoluta, os servidores da Saúde de Fortaleza decidiram paralisar as atividades durante os jogos da Copa. Em Assembleia Geral, nessa quinta-feira (22), no Sindicato dos Trabalhadores no Serviço de Saúde de Fortaleza (Sintsaf), no Centro, a categoria se diz insatisfeita com a possibilidade da perda de direitos trabalhistas, como quinquênios, licença prêmio, produtividade, isenção de IPTU e incorporação de chefia.

PMDB deve deixar secretaria e presidência da AMC na gestão municipal

166 2

O senador e presidente do PMBD do Ceará, Eunício Oliveira, afirmou, nesta sexta-feira, 23, que dois integrantes do partido na Prefeitura de Fortaleza devem deixar os cargos para integrar a equipe de campanha do senador e assumir projetos paralelos. A informação foi dada durante café da manhã com vereadores da bancada petista do município.

Eunício esteve reunido com os vereadores Guilherme Sampaio, Ronivaldo Maia, Acrísio Sena e Deodato Ramalho. Dos quatro, apenas Acrísio é favorável ao apoio do PT a candidato do governador Cid Gomes (Pros) à sucessão estadual.

De acordo com o vereador Guilherme Sampaio, a conversa girou em torno das articulações para a campanha política de 2014, principalmente em relação à reeleição de Dilma Rousseff (PT) a presidência da República e no interesse de Eunício em ser candidato ao Executivo com apoio do PT e do Pros.

O senador destacou a saída dos secretários peemedebistas da gestão de Cid e acrescentou que o partido deve tirar dois integrantes da gestão municipal para integrar outros projetos do partido. Tanto Guilherme como o vereador Ronivaldo Maia pontuou que a ação do senador não deu a entender que seria um rompimento com a gestão do prefeito Roberto Cláudio (Pros), cujo vice é o peemedebista Gaudêncio Lucena.

“Como ele ainda discute precisar de apoio do governador Cid Gomes, apenas quis estabelecer um calendário, mas, inclusive, não saiu da Prefeitura porque ele não está rompendo”, afirmou Ronivaldo se referindo à saída dos secretários do Governo Cid e à relação com a Prefeitura de Fortaleza.

Segundo Ronivaldo, os nomes citados foram da secretária de Participação Popular da Prefeitura, Jade Romero, e do presidente da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), Vítor Ciasca. O vice-prefeito Gaudêncio Lucena disse ao O POVO que não está em Fortaleza, portanto ainda não tem conhecimento das mudanças.

Câmara Municipal

Apesar de buscar apoio dos vereadores petistas que, na Câmara Municipal, fazem oposição à aliança Pros-PMDB, a relação na Casa Legislativa não foi ponderada. “Essa situação em torno de Fortaleza é muito sintomática”, pontuou Ronivaldo.

Já Guilherme Sampaio destacou que, por causa da relação de apoio para a reeleição de Dilma, PMDB e PT devem trabalhar juntos. “Na Câmara, é uma consequência que vai depender do posicionamento do PMDB em relação ao Pros durante o processo eleitoral. É uma definição que o PMDB fará”, disse Guilherme.

O POVO Online tentou entrar em contato com o senador Eunício Oliveira, mas as ligações não foram atendidas.

(O POVO Online)

Hospitais Regionais do Cariri e do Norte abrem 220 vagas para médicos especialistas

Até o próximo dia 15, estão abertas as inscrições do processo seletivo para médicos especialistas que vão complementar o quadro do corpo médico do Hospital Regional do Cariri (HRC), em Juazeiro do Norte, e do Hospital Regional do Norte (HRN), em Sobral. Ao todo, são oferecidas 220 vagas para médicos, sendo 19 vagas destinadas ao HRC e 201 para o HRN. O processo seletivo terá três fases. A primeira fase, de caráter eliminatório, constará de prova de conhecimentos específicos, a segunda, de caráter eliminatório e classificatório, onde será feita entrevista individual ou coletiva e na terceira fase será avaliado o currículo do candidato e experiência profissional.

As vagas oferecidas no Hospital Regional do Cariri (HRC) são para médicos especialista em anestesiologista, cirurgia geral, cirurgia torácica, clínica médica, cirurgião vascular, emergencista clínico, endoscopista digestivo, neurocirurgião, nutrólogo, ultrassonografista, traumato- ortopedista e terapia intensiva.

Já o HRN oferece vagas para médicos especialistas em anestesiologia, clínica médica, cirurgia geral, cirurgia vascular, endoscopia digestiva, endoscopia respiratória, emergência adulto, emergência infantil, ginecologia e obstetrícia, médico, neurocirurgia, pediatria, radiologia e diagnóstico por imagem, traumatologia, UTI adulto, UTI pediátrica, UTI Neonatal.

SERVIÇO

* As inscrições devem ser feitas exclusivamente pelo site do Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH), no endereço www.isgh.org.br, no link “Processos Seletivos”, onde constam os editais por especialidade e a ficha de Inscrição. O valor da taxa de inscrição é R$ 30,00.

* Mais informações pelos telefones (85) 3195-2700 e (85)3195-2797.

Decreto presidencial altera regras para prestação de contas de ONGs

“A presidenta Dilma Rousseff assinou hoje (23) decreto com novas regras para prestação de contas de recursos públicos transferidos para organizações não governamentais (ONGs). As normas são mais rígidas quanto maior for o volume de dinheiro repassado para a entidade.

“Tem dois objetivos. Um é reduzir a burocracia e simplificar os processos através dos quais se relacionam os convênios do Estado com a sociedade, e, segundo, garantir que a prestação de contas se dê de forma mais exigente quando se tratar de maiores recursos”, disse a presidenta, em discurso durante o lançamento da Política Nacional de Participação Social.

De acordo com secretário executivo da Secretaria-Geral da Presidência, Diogo Santana, o decreto traz regras sobre a informatização e acompanhamento da prestação de contas de ONGs que recebam dinheiro da União.

“É um decreto que regulamenta, em primeiro lugar, a equipe de trabalho das organizações, a regra de prestações de contas escalonadas, a prestação de contas sistemática e traz uma regra bastante específica da questão da informatização e da prestação de contas no Sistema de Convênios do Governo Federal”, explicou.”

(Agência Brasil)

Eleições 2014 – Antes da disputa pelo voto, a peleja por títulos de cidadania

Na disputa pelo direito de postular o Governo do Estado vale tudo. Até mesmo a conquistar de títulos de cidadania no interior.

Nesta sexta-feira, dois governamentáveis receberão esse tipo de homenagem, durante evento que serve para juntar lideranças e mostra prestígio.

euniciool

O senado Eunício Oliveira, pré-candidato a governador pelo PMDB, receberá título em Iracema. Com ele, o líder do Governo no Congresso, o senador petista José Pimentel.

domingosfilho

Já o vice-governador Domingos Filho, um dos pré-candidatos do Pros ao Governo, ganhará o seu em Chaval (Litoral Oeste).

Luizianne estreia programa com tema Política, mas sem politicagem

144 7

foto luizianne lins tv união

A ex-prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, exerceu pela primeira vez a sua formação de jornalista e estreou nesta sexta-feira (23), na TV União, o programa Novos Olhares. O tema inaugural do programa não poderia ser outro: Política.

Mas, enganou-se quem esperou ataques à gestão do prefeito Roberto Cláudio ou ao governador Cid Gomes. A também professora do curso de Comunicação Social da UFC aplicou bem o que ensina em sala de aula.

Luizianne apresentou um programa didático, ao falar sobre Política, desde a Grécia antiga aos tempos atuais. Pelo bom conteúdo do programa e pela segurança da apresentadora, ganhou quem assistiu a estreia de Novos Olhares. Mesmo aqueles que esperavam uma política mais agressiva.

Um livro sobre uma greve de fome não divulgada

Será lançado nesta sexta-feira, às 18 horas, no Auditório Murilo Aguiar, da Assembleia Legislativa, o livro “Resistência atrás das Grades”, de Maurice Politi. A publicação traz um diário escrito por ocasião da greve de fome que um grupo de presos políticos em São Paulo realizou entre 9 de junho e 11 de julho de 1972, pouca conhecida e da qual quase que não há registro.

A greve de fome foi realizada como uma forma de resistir aos planos que tinham as autoridades da época de dividir os presos políticos em vários pequenos grupos levando-os para diversas cadeias do Estado. Após intensa pesquisa sobre o assunto, basicamente nos Arquivos de SP (Dops) e também no Arquivo Nacional (Rio e Brasília), foram encontrados vários documentos que enriquecem o diário.

O livro também revela pela primeira vez o papel que teve um grupo de religiosos denominado “O Grupo das Sextas Feiras” nas discussões internas da Igreja que caracterizaram este período. A obra traz à luz as posições existentes dentro dos presídios políticos a respeito da resistência dos presos às arbitrariedades cometidas por aquelas autoridades que comandavam a política carcerária da época.

O Autor

Maurice Politi nasceu no Egito, mas se diz brasileiro. Filho de judeus que fugiram da intolerância do Oriente Médio, militante esquerdista com claro senso de justiça e direitos, preso, torturado, mantido preso por quatro anos seguidos e expulso do país pela ditadura militar, tem em sua história a síntese de tudo o que foi nosso país durante os tempos sombrios de repressão política.