Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Bolsonaro e um ministério que lembra o Brasil dos anos 1980

Da Coluna Política, do O POVO desta sexta-feira, assinada pelo jornalista Érico Firmo, eis o tópico “Ministério militarizado”. Confira: 

A coluna comentou ontem a ascensão do DEM como força dominante no governo Jair Bolsonaro (PSL). Maior que ela só tem uma: os militares. De 13 ministros escolhidos até agora, nada menos que cinco têm relação com as Forças Armadas. Há dois generais: Augusto Heleno (Segurança Institucional) e Fernando Azevedo e Silva (Defesa). O astronauta Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) é tenente-coronel da reserva da Força Aérea. Mantido no Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner de Campos Rosário é graduado em Ciências Militares pela Academia das Agulhas Negras.

Ontem, para o Ministério da Educação, foi anunciado o filósofo colombiano naturalizado brasileiro Ricardo Vélez Rodríguez, professor da Escola de Comando e Estado Maior do Exército.

Estas são, até agora, as principais características da equipe de Bolsonaro: militares e gente do DEM. Parece o Brasil dos anos 1980.

As prioridades do novo ministro

No Facebook, o futuro ministro disse essa semana o que considera a primeira coisa a ser feita na educação: “Em primeiro lugar que se limpe todo o entulho marxista que tomou conta das propostas educacionais de não poucos funcionários alojados no Ministério da Educação. Isso para início de conversa”.

Discurso que parece saído da Guerra Fria. Vamos deixar uma coisa clara: escola é lugar de ideias. O marxismo é uma das correntes filosóficas mais importantes dos últimos séculos. Não pode ser varrido de sistema educacional algum. Nem ele nem o positivismo, a fenomenologia, o liberalismo, niilismo, estruturalismo, existencialismo, pós-modernismo, física quântica. Tudo isso precisa estar nas nossas escolas e universidades.

Ceará fecha outubro com 3.669 novos empregos formais

O Estado do Ceará terminou o mês de outubro com saldo positivo de 3.669 empregos formais. O dado é do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foi divulgado pela assessoria de imprensa do Ministério do Trabalho nessa quarta-feira. O número representa crescimento de 0,32%, em relação a setembro. Foram 34.025 admissões e 30.356 desligamentos durante o período.

O setor com melhor desempenho no mês foi o de Serviços, que teve geração de 1.477 novos postos de trabalho. Os segmentos de Indústria de Transformação, com 1.281 vagas, e Comércio, com 512 novos empregos, aparecem em seguida.

Desempenho nacional

Mantendo a tendência de crescimento, o mês de outubro foi de alta em número de empregos formais no Brasil, de acordo com o Caged. O país fechou o período com saldo positivo de 57.733 postos de trabalho formais, o que representa um acréscimo de +0,15%, em relação a setembro.

Foram 1.279.502 admissões e 1.221.769 desligamentos. Entre janeiro e outubro, houve crescimento de 790.579 empregos – uma variação positiva de +2,09%. O saldo acumulado deste ano é o melhor desde 2015. Nos últimos 12 meses, foram gerados mais 444.483 postos de trabalho (alta de +1,16%).

Houve aumento no número de empregos em 23 das 27 unidades federativas, em quatro das cinco regiões – com estabilidade no Centro-Oeste. O crescimento foi registrado em seis dos oito setores econômicos. O melhor desempenho foi em Comércio, com saldo de 34.133 postos de trabalho (alta de +0,38%). O segundo setor com resultado mais expressivo foi o de Serviços, com geração de 28.759 empregos formais. O segmento teve aumento de +0,17% em relação ao mês anterior.

O setor de Indústria de Transformação, com 7.048 vínculos, foi o terceiro em desempenho em outubro. O número corresponde a aumento de +0,10% em relação a setembro. Também apresentaram crescimento no número de postos de trabalho os setores de Construção Civil (560 empregos); Extrativa Mineral (377 vínculos); e Serviços Industriais de Utilidade Pública – SIUP (268). Apenas os setores de Agropecuária e Administração Pública tiveram queda (-13.059 e -353 postos, respectivamente).

Pela série histórica do Caged, a Agropecuária apresenta saldo menor em outubro devido à sazonalidade. Especificamente em 2018, houve uma antecipação da safra de cana-de-açúcar, levando o setor a contratar mais nos meses de agosto e setembro. Quando somados os dados desse bimestre, o resultado deste ano é bem superior ao de 2017. No ano passado, o período entre setembro e outubro teve 110.991 contratações no setor. Em 2018, foram 195.069 empregos a mais (+75,75%).

Brasileiros acreditam em inflação de 5,6% nos próximos 12 meses

A expectativa de inflação dos consumidores brasileiros para os 12 meses seguintes ficou em 5,6%, segundo pesquisa de novembro da Fundação Getulio Vargas (FGV). A taxa é ligeiramente inferior à registrada na pesquisa de outubro (5,7%).

O indicador é calculado com base em entrevista com consumidores, a quem é feita a seguinte pergunta: na sua opinião, de quanto será a inflação brasileira nos próximos 12 meses?

De acordo com a coordenadora da Sondagem do Consumidor da FGV, Viviane Seda Bittencourt, os consumidores têm mantido projeções para a inflação cada vez mais parecidas com as de especialistas de mercado. Isso pode ser explicado, pelo menos em parte, pela desaceleração da inflação de itens importantes da cesta de consumo, como os combustíveis e a energia elétrica.

(Agência Brasil)

São fatos como este que nos incentivam a continuar apostando no Jornalismo…

Isabelle Camarão, nós e Tiago Monteiro na redação do O POVO

A Associação dos Auditores do Controle Interno do Estado do Ceará (AACI) prestou homenagem ao jornalista Eliomar de Lima, ontem, na redação do O POVO. A condecoração é um reconhecimento pela luta para implantação da Controladoria e Ouvidoria Geral do Estado.

O órgão central de controle interno no Estado completou 15 anos em 2018. O presidente da Associação, Tiago Monteiro da Silva, e a vice-presidente, Isabelle Camarão, entregaram certificado ao jornalista que há 32 anos escreve coluna no O POVO e há 11 anos mantém o Blogdoeliomar no POVO Online.

A homenagem foi feita na mesma semana em que foi comemorado o Dia Estadual do Auditor de Controle Interno.

(Foto – Tatiana Fortes)

Setor de medicamentos faturou R$ 69,5 bi ano passado

O setor de medicamentos faturou R$ 69,5 bilhões em 2017. O número corresponde a um aumento de 9,4% em relação às vendas de 2016. A informação é do jornalista Lauro Jardim, colunista do O Globo.

Para atingir o valor, o volume comercializado ultrapassou 4,4 bilhões de caixas de medicamentos. Das 214 empresas que atuam no mercado, 53 concentraram 83,8% das vendas (R$ 58,2 bilhões), com a comercialização de 78,4% das embalagens (mais de 3,4 bilhões de unidades).

Os dados fazem parte do Anuário Estatístico do Mercado Farmacêutico, que a Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), cuja secretaria executiva é desempenhada pela Anvisa, divulgará nesta sexta-feira.

Tem contribuição cearense na área do serviço público para a equipe de transição de Bolsonaro

Aldairton Júnior, secretário do PSL do Ceará, entregou à equipe de transição de Jair Bolsonaro, em Brasília, um pacote pró-melhoria da produtividade do servidor público.

Ele não entrou em muitos detalhes, mas garantiu que o plano é reduzir não só despesas ou comissionados, mas dar aos servidores públicos condições para que tenham reconhecimento por mérito de fato.

O plano foi elaborado por Aldairton, com apoio do especialista em Direito Administrativo, jurista Walmir Pontes Filho, e de Márcio Cammarosano, do Instituto Brasileiro de Direito Administrativo.

(Foto – Paulo MOska)

Livraria Saraiva pede recuperação judicial

A Livraria Saraiva, rede de varejo líder em venda de livros no País, pediu recuperação judicial nesta sexta-feira, 23. A informação é do Portal Terra.

Com dívida de R$ 674 milhões, a companhia é a segunda empresa do setor em pouco mais de um mês a pedir proteção da Justiça para reestruturar débitos e tentar seguir em operação. A Cultura está em recuperação judicial desde o mês passado.

As dificuldades da Saraiva ficaram evidentes no início deste ano, quando a companhia atrasou pagamentos às editoras de livros – suas principais fornecedoras. A companhia voltou a ter dificuldades nos últimos meses, e foi iniciado um novo período de negociações. Após não conseguir fechar acordo, a companhia decidiu pela recuperação judicial.

(Foto – Reprodução do Facebook)

Tasso Jereissati: Nada de adesão automática a Bolsonaro

107 1

Em suas idas e vindas pelo eixo Fortaleza-Brasília, o senador tucano Tasso Jereissati tem dito sempre que torce pelo sucesso do futuro governo de Jair Bolsonaro (PSL). Mas ele avisa logo:

– Nada de adesão automática!

O problema no PSDB é que o governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), pensa diferente. Trabalha, inclusive, para controlar o ninho dos tucanos.

(Foto – Agência Brasil)

Bolsonaro deve fechar equipe ministerial até a próxima semana

O presidente eleito Jair Bolsonaro se prepara para fechar até a próxima semana os nomes que faltam para a equipe ministerial. Como pretende reduzir de 29 para 17 ou 15 ministérios, faltam poucas indicações. Ele confirmou já 13 nomes. A equipe econômica, comandada por Paulo Guedes, está praticamente completa.

O ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, confirmado para a Casa Civil, disse que Bolsonaro se esforça para fechar todos os nomes do primeiro escalão até dia 30. O presidente eleito afirmou que as escolhas serão feita com cautela para evitar recuos.

Até o momento, o último nome anunciado foi o do filósofo Ricardo Rodríguez para o Ministério da Educação. Na noite de ontem (22), Bolsonaro confirmou a indicação na sua conta do Twitter. Rodríguez é professor hemértito da Escola de Comando do Estado Maior do Exército.

Bolsonaro disse que na busca de redução de custos várias pastas vão ser fundidas. Porém, algumas decisões anunciadas foram modificadas. Inicialmente, ele disse que o Ministério do Trabalho seria extinto. Depois, ele negou. Não entrou em detalhes, disse apenas haveria um novo formato.

(Com Agência Brasil)

Eduardo Girão – Do Congresso do MBL a evento contra o aborto

O senador eleito Eduardo Girão (PROS) participa, nesta sexta-feira, em São Paulo, do Congresso do Movimento Brasil Livre (MBL). Mas, já neste sábado, estará em Brasília, onde se engajará a evento do Movimento Brasil Sem Aborto.

Sobre o governador Camilo Santana (PT), que disse estar se preparando “para o pior cenário”, Girão disse que povo quer que os seus representantes trabalhem para que ocorra o melhor cenário possível.

“Esse prejuízo também precisa ser melhor explicado, se é uma questão de verbas e repasses”, reforçou o senador eleito.

(Foto – Mateus Dantas)

Novo ministro da educação já chegou a dizer que o golpe militar de 64 deve ser comemorado

1449 11

Ricardo Vélez Rodrigues, o colombiano que foi escolhido por Jair Bolsonaro para comandar o Ministério da Educação, escreveu em seu blog um texto no qual diz que o dia 31 de março de 1964, que marca o golpe militar no Brasil, é “uma data para lembrar e comemorar”. É o que o conta, nesta sexta-feira, a Coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

Vélez compara a instauração da ditadura a outros eventos históricos, como do “dia do fico”, em que dom Pedro se recusa a deixar o Brasil e voltar a Lisboa. “Nos treze anos de desgoverno lulopetista os militantes e líderes do PT e coligados tentaram, por todos os meios, desmoralizar a memória dos nossos militares e do governo por eles instaurado em 64.”

“A malfadada ‘Comissão da Verdade’ que, a meu ver, consistiu mais numa encenação para ‘omissão da verdade’, foi a iniciativa mais absurda que os petralhas tentaram impor”, diz o futuro ministro no mesmo texto. Ele se refere ao colegiado que buscou elucidar crimes cometidos pela repressão militar, como torturas e assassinatos de civis.

Vélez ironiza o conceito de direitos humanos e faz laudações ao “patriótico papel” desempenhado pelos militares no período. Ele diz ainda que “houve falhas” durante o regime, e começa a listagem pelo que entende como equívocos da política econômica.

Na única e discreta menção a atos de violência praticados pelo Estado contra civis, afirma apenas que “houve excessos no que tange à repressão”.

No último parágrafo do texto, escrito em 2017, Vélez afirma que “os nossos militares prepararam os seus quadros de oficiais para se inserirem no Brasil democrático, abrindo espaço ao público feminino e com pleno respeito às lideranças civis legítimas surgidas do voto popular e às instituições do governo representativo”.

Ele ascenderá ao poder no MEC pelas mãos de Bolsonaro, capitão reformado do Exército que, ao longo de 28 anos como deputado, prestou homenagens e defendeu torturadores como Carlos Alberto Brilhante Ustra na tribuna da Câmara.

Bolsonaro chegou a dizer que a ditadura do Brasil matou pouco. Em 2014, a Comissão Nacional da Verdade divulgou relatório com os nomes de 434 pessoas que morreram ou desapareceram durante o regime. Após o golpe, os militares permaneceram por 21 anos no poder.

Bloco de 15 senadores elabora “manifesto” para receber Bolsonaro

Os senadores Randolfe Rodrigues e Reguffe vão redigir um manifesto em nome do grupo de 15 senadores que prometem uma atuação independente durante o governo de Jair Bolsonaro. A informação é da Veja Online.

Capitaneado pelas duas excelências e pelo senador eleito Cid Gomes (PDT), o bloco usará o texto para rechaçar tanto a adesão automática, prometida pela base aliada bolsonarista, quanto a oposição sistemática, que virá do PT.

O documento deverá ser assinado pelos cinco senadores da Rede, quatro do PDT, dois do PSB, outros dois do PPS, além de Jorge Kajuru, recém-eleito pelo PRP, e, claro, Reguffe, sem partido.

Bolsonaro faz exames para retirada da bolsa de colostomia

O presidente eleito Jair Bolsonaro viaja hoje (23) pela manhã de Brasília para São Paulo. Ele vai se submeter, no Hospital Albert Einstein, a exames pré-operatórios para a cirurgia de retirada da bolsa de colostomia. A previsão é que a cirurgia ocorra em 12 de dezembro, 20 dias antes da posse, marcada para 1º de janeiro de 2019. Será a terceira operação em pouco mais de três meses.

O objetivo da cirurgia é restabelecer o trânsito intestinal, abrindo a incisão, na qual o presidente eleito levou 35 pontos, e retirando a bolsa. A estimativa é que a recuperação após a operação é de uma semana a 10 dias.

Bolsonaro foi agradico com faca por Adélio Bispo Oliveira, em 6 de setembro, durante ato de campanha nas ruas de Juiz de Fora, em Minas Gerais. Um laudo psiquiátrico elaborado por um profissional particular a pedido da defesa de Adélio Bispo atestou que o acusado tem um transtorno grave. Ele está preso em Campo Grande.

(Agência Brasil)

Aliado de Bolsonaro diz que Camilo Santana precisa mesmo se preparar para o pior cenário

856 18

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta sexta-feira:

Se depender de pesos pesados da cúpula do PSL de Jair Bolsonaro no Ceará, o governador Camilo Santana (PT), que disse se preparar “para o pior cenário”, deve mesmo ficar atento. “Ele (Camilo) tem que se preparar mesmo, porque acabou essa corrupção desenfreada e institucional que o partido dele criou. Acabou esse negócio de caixa 2 e toma lá, dá cá”, disse para este colunista o presidente estadual e deputado federal eleito Heitor Freire.

E disparou mais: “Camilo tem que se preparar porque o juiz Sergio Moro, futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, vai investigar e vai prender muita gente. Essas obras faraônicas no Ceará, por exemplo, serão investigadas. Agora, o povo cearense se prepare para o melhor, porque nosso compromisso é fortalecer a economia, trazer novas empresas e indústrias, trabalhar junto com empresário que gera emprego e renda”.

Freire reiterou que Camilo e seu grupo “é que têm que estar preocupados porque a Lava Jato agora é que vai andar.” Não poupou: “Um governador, que se alia a muito partido, terá que criar cabide de empregos, pois está devendo muitos favores. Como foi uma das campanhas mais caras do Brasil, deve também muito dinheiro!”

Eita.

Black Friday – Como aproveitar as promoções

O Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon) está de plantão nesta Black Friday e aproveita para explicar que, em casos de fraude ou propaganda enganosa de lojas, deve-se denunciar para o órgão por meio do site www.consumidor.org.br, para a Central de Atendimento pelo número 151 ou na sede do Procon Fortaleza, ao qual o Decon é vinculado. Existe ainda o aplicativo Procon Fortaleza, disponível para os sistemas operacionais IOS e Android.

Confira agora dicas importantes antes de ir às compras:

Evite a “Black Fraude”

1. Ao receber um e-mail, verifique se a empresa é confiável.

2. Verifique o endereço do site.

3. Prefira sites conhecidos.

4. Use somente seu computador e aplicativos originais.

6. Guarde comprovantes.

Fonte: Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e Procon Fortaleza

Ofertas nos shoppings

Avenida Shopping e Office: Funcionamento normal.

Aldeota: 23 e 24/11 abre a partir das 7h. 25/11 abre das 13 às 19h.

Shopping Benfica: 23/11 abre a partir 7h com Lojas Americanas e Magazine Luiza, e demais lojas, das 9 às 23h. Estacionamento gratuito para clientes que comprarem R$ 100 em lojas do shopping. Descontos até 70%.

Shopping Center Um: até 24/11 abre a partir das 9 até as 21h. Em 25/11 não funciona.

Centro Fashion Fortaleza: Funcionamento normal com horário de fim de ano, novembro e dezembro, abre a partir das 9 até 22h.

Shopping Del Paseo: Funcionamento normal. Estacionamento gratuito nas compras acima de R$ 150 para os dias 23, 24 e 25/11. Descontos até 70%.

Shopping Dom Luís: 23/11 abre a partir das 7 até 22h30min. Direito a 2h30min de estacionamento por R em compras. Descontos em média de 50%.

Grand Shopping Messejana: 23, 24/11 abre a partir das 10 até 23h. 25/11 abre a partir das 13 até 22h, praça de alimentação a partir das 10 até 22h. Estacionamento gratuito nos três dias. Descontos até 70%.

Shopping Iguatemi: 23, 24/11 abre a partir das 9 até 22h. 25/11 abre a partir das 13 até 21h. Estacionamento gratuito hoje.

North Shopping Fortaleza: 23/11 abre a partir das 9 até 22h, e Lojas Americanas, das 7 às 24h. 24/11 abre a partir das 9 até 22h, e Lojas Americanas, das 8 às 23h. Em 25/11 abre a partir das 11 até 21h, e Lojas Americanas, de 9 as 22h.

North Shopping Jóquei: 23/11 abre a partir das 9h até 22h, e Lojas Americanas, 7h as 24h. 24/11 abre a partir das 9h até 22h, e Lojas Americanas, 8h as 23h. 25/11 abre a partir das 11h até 21h, e Lojas Americanas, 9h as 22h.

OFF Outlet Fashion Fortaleza: 23 e 24/11 abre a partir das 8h até 21h. 25/11, abre 9h até 20h. Descontos a partir de 50%.

Shopping Parangaba: Funcionamento normal. Estacionamento com 50% de desconto por compras a partir de R na sexta, 23/11. Descontos até 70%.

Rio Mar Fortaleza: Funcionamento normal. Descontos até 70%.

Rio Mar Kennedy: Funcionamento normal. Descontos até 70%.

Salinas Casa: Funcionamento normal. Descontos de até 70% até o dia 30/11.

Shopping Via Sul: 23/11 abre a partir das 9h até 22h, e Lojas Americanas, 7h as 24h. 24/11 abre a partir das 9h até 22h, e Lojas Americanas, 8h as 23h. 25/11 abre a partir das 11h até 21h, e Lojas Americanas, 9h as 22h.

Dicas para comprar

1 Tenha planejamento financeiro

Reserve uma verba do seu orçamento para aproveitar a data e comprar aquele produto que você deseja, ou até adiantar as compras de fim de ano. Usar parte do 13º pode ser uma opção para aproveitar mais ofertas sem comprometer o orçamento.

2 Acompanhe os preços

Monitore os preços dos produtos que te interessam com antecedência, assim você terá uma base para comparação das ofertas quando se aproximar do dia e saberá o melhor momento de compra. Uma pesquisa de 2017 da Proteste, associação de consumidores, encontrou uma discrepância de 120% no preço de um mesmo produto em lojas diferentes.

3 A Black Friday não acontece só na sexta-feira.

É possível comprar produtos com desconto durante e depois da Black Friday.

4 Promoções-relâmpago

Fique atento a ofertas repentinas das suas lojas preferidas, pois elas aparecem em diversos horários e geralmente acabam em poucos minutos.

5 Smartphones, eletrônicos e eletrodomésticos são os campeões de vendas.

Esses produtos contam sempre com ótimas ofertas, então se está pensando em adquirir um produto deste segmento, a hora é agora. Uma pesquisa do Mercado Livre com o Ibope indicou que 31% dos participantes utilizarão a data para trocar de smartphones, então espere bons descontos neste e outros produtos da categoria de eletrônicos.

6 Atente-se às opções de pagamento das ofertas

Há ofertas que contam com um grande desconto para pagamento à vista e outras que podem ser parceladas em diversas vezes. Então fique de olho para aproveitar os preços sem comprometer o equilíbrio financeiro.

(Com O POVO)

Ciro Gomes recebe alta após cirurgia na próstata

Ciro Gomes (PDT), terceiro colocado na disputa presidencial, recebeu alta médica do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, nessa quinta-feira (22) depois de ter sido submetido a uma cirurgia na próstata segunda-feira (19), para tratamento do crescimento benigno da glândula. A informação é do Portal G1.

Em nota divulgada na quarta-feira em sua conta no Instagram, Ciro Gomes diz que “o procedimento, realizado pelo dr. Miguel Srourgi, transcorreu com normalidade”.

Durante a campanha eleitoral, Ciro Gomes precisou fazer um procedimento cirúrgico também no Sírio-Libanês. No dia 25 de setembro, Ciro foi “submetido a uma intervenção cirúrgica de menor porte com cauterização das áreas hemorrágicas”. O procedimento foi endoscópico, sem corte, e durou 30 minutos.

Na época, o hospital divulgou o boletim médico afirmando que “no futuro, talvez torne-se necessária novas avaliações para se evitar repetição de episódios semelhantes”.

Editorial do O POVO – Pleitos do Nordeste a Bolsonaro

106 3

Com o título “Pleitos do Nordeste a Bolsonaro”, eis o Editorial do O POVO desta sexta-feira:

Governadores eleitos e reeleitos dos estados nordestinos, formados basicamente por oposicionistas, tiveram nesta quarta-feira uma reunião em Brasília – o Fórum de Governadores do Nordeste – durante o qual formularam uma carta ao presidente eleito Jair Bolsonaro propondo um diálogo com base em seis temas prioritários para a região, ao mesmo tempo em que solicitaram uma audiência para um contato direto com o futuro chefe do governo. No documento, destacou-se a busca de um entendimento em favor da luta “por bons destinos” para o Brasil. Os seis temas propostos foram: 1) retomada urgente de obras federais no Nordeste; 2) sistema único de Segurança Pública; 3) reforma tributária; 4) reposição e ampliação do programa Mais Médicos; 5) prorrogação do Fundo de Desenvolvimento do Ensino Básico (Fundeb) e 6) desbloqueio das operações de créditos dos estados.

No primeiro caso (retomada urgente de obras federais no Nordeste), destacam-se a retomada das obras de segurança hídrica (sobretudo, a conclusão da Transposição do São Francisco), rodoviárias e habitacionais. São as formas imediatas de proporcionar a recuperação do crescimento econômico e a geração de empregos. Os gestores destacaram, igualmente, a necessidade de dar substância ao Pacto Nacional pela Segurança Pública, sob a coordenação do Governo Federal para implementar “ações concretas” de combate à criminalidade interestadual, incluindo atuação de facções criminosas, assaltos a bancos, tráfico de armas e explosivos. Isso seria traduzido no Sistema Único de Segurança Pública integrando Governo Federal e unidades federativas, sobretudo, os estados.

Evidentemente, tudo isso implica em investimentos públicos para os quais se necessitam de recursos financeiros. Daí os governadores proporem a discussão da reforma tributária para equilibrar a distribuição de recursos entre os entes federados. A conclusão óbvia, para eles, é a de que o pacto federativo está desequilibrado pelo aumento de obrigações para os estados e os municípios e uma constante redução dos repasses dos fundos de participação dos Estados (FPE) e dos Municípios (FPM). Uma das sugestões propostas é melhorar a arrecadação pública com “a tributação de bancos e de rendas do capital”. Sem falar, no desbloqueio das operações de créditos dos estados.

No rol das proposições sociais do Fórum dos Governadores do Nordeste estão também a reposição e ampliação do programa Mais Médicos e a prorrogação do Fundo de Desenvolvimento do Ensino Básico (Fundeb).

Ninguém pode deixar de reconhecer que são pleitos justos e plausíveis, representando uma região que tem um terço da população do País e cujos governantes foram igualmente legitimados pelos votos dos seus cidadãos.

(Editorial do O POVO)

Temer: “Não vou senti falta de nada”

Em um cair de tarde chuvoso, Michel Miguel Elias Temer Lulia, de 78 anos, o 37º presidente do Brasil, estava sentado na cabeceira de uma longa mesa de madeira em um dos salões do Palácio da Alvorada, em Brasília. Dali a 42 dias, Temer deixaria o cargo a que foi catapultado depois do impeachment da presidente Dilma Rousseff, de quem era vice.

Ele recebeu ÉPOCA no palácio em que morou por apenas uma semana – por considerá-lo grande, frio, impessoal demais, voltou ao Jaburu.

Na conversa, falou sobre o que aprendeu no poder, os palpites dados ao seu sucessor, Jair Bolsonaro (em quem disse ter votado no segundo turno), e o futuro a partir de 1º de janeiro. “Não vou sentir falta de nada”, disse sobre os anos na presidência.

SERVIÇO

*Confira na revista ÉPOCA desta semana os detalhes dessa conversa e também um poema inédito escrito por Temer.