Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Decreto amplia possibilidade de terceirizações no serviço público

Presidente Michel Temer.O governo federal editou uma nova regra – o Decreto nº 9.507 – para regulamentar a terceirização no serviço público. A norma, promulgada na última sexta-feira (21), abrange órgãos da administração direta, autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista controladas pela União. Segundo o texto, que substitui um decreto que estava em vigor desde 1997, caberá ao Ministério do Planejamento a definição de quais serviços poderão ser preferencialmente contratados de forma indireta. Até então, só podiam ser objeto de terceirização, em órgãos públicos, atividades como limpeza, segurança, transportes, informática, recepção, telecomunicações e manutenção de prédios e equipamentos. As novas regras entrarão em vigor em 120 dias a partir da data da publicação.

O Ministério do Planejamento informou que o objetivo do decreto “foi adequar uma legislação de 1997 à realidade atual, considerando regras mais rigorosas de fiscalização de contratos e da mão de obra alocada na prestação de serviço, além da adequação às boas práticas administrativas”, segundo nota enviada à Agência Brasil. Ainda de acordo com o órgão, as novas regras unificam os procedimentos de contratação indireta em todo o serviço público federal.

“Nesse novo decreto, não existe mais de forma expressa quais são os serviços que poderiam ser terceirizados. Antes, isso estava especificado e abrangiam as chamadas atividades-meio, como limpeza e segurança. Nesse sentido, a nova regra abre brecha para ampliação das possibilidades de terceirização nos serviços públicos”, aponta o advogado Marcelo Scalzilli, sócio e coordenador da área trabalhista do Scalzilli Althaus Advogados.

Em agosto, o Supremo Tribunal Federal (STF) já havia validado, por maioria, a constitucionalidade da terceirização da contratação de trabalhadores para a atividade-fim de empresas e outras pessoas jurídicas, como previsto na Lei da Terceirização (13.429/2017). Perguntado se o Decreto 9.507 já seria uma primeira consequência da decisão do STF, o Planejamento informou que não há vínculo entre a norma e a Lei 13.429, que trata de trabalho temporário nas empresas urbanas, sem relação com a contratação de serviços pela administração pública.

Vedações

O novo decreto proíbe a terceirização de serviços que envolvam a tomada de decisão e nas áreas de planejamento, coordenação, supervisão e controle dos órgãos e aqueles considerados estratégicos e que possam colocar em risco o controle de processos e de conhecimentos e tecnologia. Também não podem ser contratadas de forma indireta as funções que estejam relacionadas ao poder de polícia ou que sejam inerentes às categorias inseridas no plano de cargos do órgão. No entanto, a medida permite a terceirização de serviços auxiliares a essas funções, com exceção dos serviços auxiliares de fiscalização e relacionados ao poder de polícia do Estado.

Em relação às empresas públicas e sociedades de economia mista controladas pelo governo, o decreto proíbe a terceirização de serviços inerentes aos dos cargos do plano de carreira da empresa, mas possibilita quatro tipos de exceção, como, por exemplo, a contratação indireta para demandas de caráter temporário ou se houver a impossibilidade de competir no mercado em que a empresa está inserida.

Para sindicalistas, o decreto vai concretizar a terceirização no serviço público. “Esse decreto não veio para reduzir a terceirização, mas justamente na linha de ampliar esse processo”, critica Sérgio Rolando da Silva, secretário-geral da Confederação dos Trabalhadores do Serviço Público Federal (Condsef). Ele teme que a medida afete a realização de concursos públicos, forma de contratação prevista na Constituição. “Tende a reduzir, já que alguns cargos, que hoje são preenchidos por concurso, poderão ser considerados serviços auxiliares às funções de decisão e planejamento”, argumenta.

Precarização

Segundo o Ministério do Planejamento, as novas regras previstas no decreto coíbem a prática de nepotismo nas contratações públicas e estabelece padrões de qualidade na prestação dos serviços. Além disso, para evitar a precarização trabalhista, o pagamento da fatura mensal pelos serviços, por parte do órgão público, só será autorizado após a comprovação, pela empresa terceirizada, do cumprimento das obrigações contratuais, incluindo o pagamento de férias, 13º salário e verbas rescisórias de seus funcionários.

Na opinião do presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Guilherme Feliciano, o decreto reforça o temor da ampliação da terceirização no serviço público, que tende a ser desfavorável aos trabalhadores. “O modelo de terceirização usualmente adotado no Brasil não é o modelo que privilegia o conhecimento técnico, mas aquele em que se ganha por meio do achatamento dos direitos sociais do trabalhador terceirizado. Isso já acontece em atividades-meio das estatais, como a Petrobras, onde os trabalhadores que mais sofrem acidentes são justamente os terceirizados”, explica. O magistrado diz que a Anamatra ainda está avaliando os impactos do decreto para melhor se posicionar.

(Agência Brasil)

Iraniano condenado por contrabando e homicídios continuará em presídio federal

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta quarta-feira:

Se depender da juíza Cinthia Brunetta, da 12ª Vara Federal de Fortaleza, o iraniano Farhad Marvizi continuará preso no presídio federal de Campo Grande (MS).

No último dia 17, ela renovou o pedido de permanência dele na penitenciária de segurança máxima. Para quem não está lembrado: Farhad foi condenado por ter mandado assassinar várias pessoas na Capital cearense, segundo os autos do processo.

A investigação apontou que ele as considerava inimigas do seu negócio de contrabandear produtos e sonegar impostos. Farhad foi sentenciado também por um atentado contra o auditor da Receita Federal José de Jesus Ferreira, ocorrido em 2008.

Ferrovia Transnordestina – Um parto da montanha

337 1

Com o título “Transnordestina: compromisso”, eis o Editorial do O POVO desta quarta-feira. Aborda a novela em torno de um projeto que dura mais de uma década e que tem importância estratégica para o Estado. Confira:

O Ceará – como de resto, boa parte do Nordeste – volta sua atenção novamente para a demora na resolução do impasse que vem impedindo a continuação das obras da Transnordestina – uma ferrovia estratégica que ligará o município de Eliseu Martins, no Piauí, aos portos do Pecém (CE) e Suape (PE). Ela permitirá, no caso específico do Ceará, que os setores produtivos cearenses, importadores e exportadores, interliguem o Estado ao restante do País, dando mais competitividade industrial em face da diminuição do preço frete, o que ajudaria o desenvolvimento regional como um todo com a consequente geração de novos empregos.

Já decorreram 12 anos desde que o projeto da obra foi retomado em 2006, dentro de parâmetros mais objetivos do que os focados inicialmente em 1998. O governo Lula retomou-a e pensou entregá-la em 2010, mas, a crise econômica internacional e a crise política interna prejudicaram essa meta. Reajustes no orçamento da obra têm levado a novos cálculos e projeções. A última paralisação já dura um ano.

A concessionária encarregada de levá-la a bom termo – a Transnordestina Logística S.A (TLSA), controlada pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) – está imersa em dificuldades para administrar a verba e obter mais recursos, após diversas revisões no orçamento. A tentativa de conseguir uma parceria com grupos econômicos externos não tem obtido êxito. A situação chegou a um ponto em que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) instaurou processo administrativo para apurar a demora e há a probabilidade de a empresa ter a concessão revista. O diagnóstico feito por técnicos tem 120 dias para conclusão, que poderão ser prorrogados por outro período de igual duração.

As estimativas orçamentárias apontam um aumento de 21,4%, passando de R$ 11,2 bi para R$ 13,6 bi. O valor é bem acima do previsto inicialmente, em 2006, de R$ 4,5 bilhões. A TLSA alega que no orçamento inicial do projeto, “o traçado era muito diferente do atual. Grande parte da ferrovia existente seria remodelada, com custos muito menores e haveria a construção de uma ferrovia nova no restante do traçado”. Resta checar as informações.

O fato é que a obra é fundamental como suporte ao desenvolvimento regional, e redundará em benefício para o País como um todo, pois tudo está integrado. O desafio de viabilizar esses 1.700 quilômetros de ferrovia (resgatando o que devia ter sido feito desde que se fez a opção preferencial pelo modal rodoviário, no Brasil, equivocadamente) tem de ser respondido, e nada melhor do que uma campanha presidencial para obter esse compromisso dos candidatos.

*Editorial do O POVO.

TSE devolve mandatos e direitos políticos de prefeito e vice de Aracoiaba

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Jorge Mussi, suspendeu decisão nesta terça-feira, 25, e garantiu o retorno ao cargo do prefeito de Aracoiaba, Antônio Cláudio Pinheiro (PSDB) e a vice, Maria Valmira Silva de Oliveira (PSDB), por sinal a mãe do cantor Wesley Safadão. Os dois foram condenados pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) por crime de abuso de poder econômico quando disputaram a Prefeitura da Cidade, em 2016.

Decisão de acatar ação cautelar em favor dos políticos invalida decisão do TRE-CE que já havia marcado eleição suplementar no município para o próximo dia 28 de outubro.

A decisão do ministro foi justificada por conta do TRE-CE ter desobedecido a decisão do ministro Herman Benjamin, que em fevereiro passado suspendeu a cassação do prefeito e da vice. No entanto, o Tribunal Regional apreciou pela segunda vez o processo em sessão que não contou com o voto de todo o plenário, o que é vedado pela Lei Eleitoral para casos de cassação de mandato. (Samuel Pimentel)

(O POVO/Foto – Max Weber)

Supermercado no Dionísio Torres é interditado após fiscais encontrarem ratos e baratas

A Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) autuou e interditou uma unidade da rede de supermercados Pão de Açúcar, localizado na avenida Antônio Sales, esquina com Desembargador Moreira, no bairro Dionísio Torres, na manhã dessa terça-feira, 25. O motivo alegado é o “desrespeito às normas sanitárias vigentes”, de acordo com a Agefis, que enviou fiscais ao local, os quais constataram a presença de pragas e vetores urbanos, como ratos e baratas, nas áreas de vendas, armazenamento e manipulação.

O armazenamento e acondicionamento inadequado de alimentos perecíveis como queijos, iogurtes, carnes e pescados também foram verificados pelos agentes, assim como as más condições de higiene e funcionamento dos equipamentos do açougue e da padaria.

As irregularidades encontradas são infrações sanitárias, conforme a lei federal nº 6.437/77 e a lei municipal nº 8.222/98; além disso, desrespeitam a lei municipal nº 4.950/77 e as boas práticas definidas pela Resolução RDC nº 216/2004, da Anvisa.

A empresa está sujeita a multa de até R$ 1,5 milhão, além de medidas administrativas, de acordo com a gravidade da infração e reincidência, após parecer da Junta de Análise e Julgamento de Processos da Agefis. A agência justifica que ação teve como objetivo “proteger a saúde da população”.

Ao O POVO Online a empresa informou que a ação na unidade interditada “foi uma ocorrência isolada”. “O Pão de Açúcar reforça que dedetizações são realizadas com frequência em todas as unidades e que acionou a empresa de manejo integrado de pragas para realizar ações corretivas”, disse em nota.

Quanto aos demais pontos observados na fiscalização, a rede comunica que “iniciou as adequações necessárias a fim de que seja reaberta o mais rápido possível”.

SERVIÇO

*A Agefis informa que recebe denúncias pelo telefone: 3487-8532

(O POVO Online)

Ciro Gomes deverá ter alta nesta quarta-feira para participar de debate à noite, diz assessoria

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, deverá ter alta nesta quarta-feira (26), de acordo com informações da assessoria do pedetista.

Ciro passou por um procedimento de cauterização de vasos da próstata, realizado com sucesso pelo médico urologista Miguel Srougi.

Segundo ainda a assessoria do candidato, Ciro deverá participar nesta noite de debate com presidenciáveis, no SBT.

Fortaleza vence São Bento e volta a disparar na liderança

O Fortaleza está muito próximo de garantir o acesso à Série A do próximo ano, após derrotar o São Bento, na noite desta terça-feira, no Castelão, por 2 a 1, gols de Marlon e Jussani, ambos no primeiro tempo, com Valmir descontando na segunda etapa.

Com o resultado, o Fortaleza coloca sete pontos de vantagem para o Goiás, segundo colocado, e nove pontos para o Guarani, primeiro time na boca do G4. Todos ainda jogam pela 29ª rodada da Série B.

O Fortaleza volta a campo na sexta-feira (5), no interrior gaúcho, contra o Brasil de Pelotas.

(Foto: Reprodução)

Zé Dirceu diz acreditar na vitória de Haddad contra o “retrógrado” do Bolsonaro

O ex-ministro José Dirceu afirmou, nesta terça-feira, em Fortaleza, que vê o PT praticamente no segundo turno. Ele arrisca e avalia que, nas próximas pesquisas, já seja possível ver PT e PSL empatado. O petista adiantou não ter dúvidas de que Haddad passando para o segundo turno ganhará de Jair Bolsonaro (PSL) classificado por ele de “Temer radicalizado”

Dirceu, que deu coletiva na sede estadual do PT, no bairro Benfica, classificou a postulação de Bolsonaro de “retrógrada” e que representa a ideia de uma “economia liberal, de mercado, privatizante, de corte de gastos”. O ex-ministro veio à Capital cearense lançar, nesta quarta-feira, às 19 horas,  na ACI, o seu livro Memórias – Volume I.

Ainda sobre Fernando Haddad, não poupou elogios:

“É um homem de diálogo como Lula. É um homem que escuta, sabe governar em coletivo, o que é muito importante no Brasil. Saberá escolher, inclusive, junto com os partidos que o apoiam, um ministério à altura do momento que o Brasil enfrenta. Não esse ministério do Temer, que ninguém aqui sabe o nome de dois ministros”.

(Foto -Agência Brasil)

Morre a mãe de Assis Diniz, do PT

Em comunicado à imprensa, o secretário de Desenvolivmento Agrário do Ceará, Assis Diniz, informa da morte de sua mãe Dona Nazareth. Confira:

Comunicamos a todos que o velório da Dona Nazareth Moreira Diniz, mãe do secretário De Assis Diniz, será na casa da Sra. Aldevan, irmã do Secretário, na rua Jonas Ideldonso Carneiro, n° 130, Cidade dos Funcionários, das 21h às 23h.

Em seguida o corpo será levado para o município de Cedro, onde receberá as últimas homenagens de familiares e amigos. O sepultamento acontecerá amanhã, 26/09, às 07:30h.

Silvero Pereira apresenta espetáculo no Cineteatro São Luiz

O ator Silvero Pereira vai apresentar, às 19 horas do próximo sábado (29), no Cineteatro São Luiz, o espetáculo “Silvershow”. No palco, ele reproduz, com uma banda orquestrada por Caio Castelo e bailarinos coreografados por Nádia Fabrici, os números apresentados na novela “A Força do Querer”.

Silvero, bom lembrar, ganhou destaque em suas peças de teatro e, a partir de uma delas, acabou convidado pela autora Glória Perez para participar da novela “A Força do Querer”.

Ele também se notabilizou ao participar do quadro “Show dos Famoso”, do programa global Domingão do Faustão, onde os participantes faziam uma homenagem interpretando alguns artistas. Silvero acabou vice-campeão do certame.

SERVIÇO

*Cineteatro São Luiz – Praça do Ferreira

*Ingressos à venda na bilheteria – R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia).

(Foto – Divulgação)

Ciro dará um tempo na campanha diante de problema na próstata

Em nota enviada à imprensa, a coordenação de campanha de Ciro Gomes informa o estado de saúde do candidato do PDT. Confira:

Ciro Gomes deu entrada no fim da tarde desta terça-feira (25/09) no Hospital Sírio Libanês. Após exames passou por um procedimento de cauterização de vasos da próstata.

O procedimento foi realizado com sucesso pelo médico urologista Miguel Srougi. Por ser um procedimento simples, Ciro Gomes poderá retornar às suas atividades o mais breve possível.

Caixa oferece empréstimo consignado para trabalhador do setor privado a partir desta quarta-feira

A partir de amanhã (26) os trabalhadores do setor privado poderão contar com uma nova opção de crédito, o empréstimo consignado com uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) como garantia. Por enquanto, apenas a Caixa Econômica Federal oferece a linha de crédito, segundo informou o Ministério do Trabalho. Os empréstimos poderão ser pedidos em qualquer agência do banco público.
De acordo com o ministério, a nova linha de crédito estará disponível para 36,9 milhões de trabalhadores com carteira assinada. Os juros não poderão ultrapassar 3,5% ao mês, percentual até 50% menor do que o de outras operações de crédito disponíveis no mercado, informou o ministério. O prazo de pagamento será de até 48 meses (quatro anos).

O uso do FGTS como garantia para o crédito consignado proporciona juros mais baixos para os tomadores porque os recursos da conta do trabalhador no fundo cobrirão eventuais calotes, o que reduz o risco para os bancos e permite à Caixa oferecer empréstimos com taxas menores.

Segundo o ministério, os valores emprestados dependerão do quanto os trabalhadores têm depositado na conta vinculada do FGTS. Pelas regras, eles podem dar como garantia até 10% do saldo da conta e a totalidade da multa em caso de demissão sem justa causa, valores que podem ser retidos pelo banco no momento em que o trabalhador perder o vínculo com a empresa em que estava quando fez o empréstimo consignado.

Desde 2016, a Lei 13.313 previa o uso de parte do saldo do FGTS como garantia nas operações de crédito consignado. A modalidade, no entanto, não deslanchou porque a falta de regulamentação não trazia segurança para os bancos. As instituições financeiras só eram informadas do saldo do Fundo de Garantia do trabalhador no caso de um eventual desligamento da empresa. A possibilidade de que o funcionário, durante a vigência do crédito consignado, sacasse parte do FGTS para comprar um imóvel reduziria a quantia que poderia servir de garantia.

Para dar maior garantia aos bancos, no mês passado foi feita uma nova regulamentação da modalidade de crédito e a Caixa criou um sistema que permite realizar a reserva de valores da conta do FGTS como garantia ao contrato consignado.

“A Caixa informa que disponibilizou aos bancos um sistema que permite o envio e recebimento de informações sobre os créditos consignados, no intuito de realizar a reserva de valores da conta vinculada do fundo para garantia ao contrato consignado. O sistema já se encontra disponível para que toda instituição financeira que tenha interesse em operar possa encaminhar e receber informações sobre crédito consignado. Vários bancos estão se preparando para operar com o produto”, disse a Caixa, em nota, em agosto.

O valor reservado como garantia do empréstimo permanecerá na conta do FGTS do trabalhador, rendendo normalmente, até a quitação do empréstimo. A garantia será usada caso o empregado seja demitido sem justa causa e o banco não tenha mais como descontar as parcelas do crédito consignado do salário.

Segundo o ministério, além da Caixa, outros bancos também poderão disponibilizar a nova linha de crédito. “Basta seguirem as regras estabelecidas em lei”, diz o ministério.

(Agência Brasil)

Sebrae promove a Feira Integrada de Oportunidades do Maciço de Baturité

Evento foi dos mais concorridos em 2017.

O Sebrae vai promover, de quinta-feira a sábado, em Baturité, a FIO 2018. O evento tem como foco a geração de oportunidades e a realização de negócios para os empreendedores do Maciço, principalmente nas áreas do turismo, economia criativa e agronegócio. Aberto ao público em geral, contará com programação especial com seminários, palestras, oficinas de capacitação, exposição de produtos e serviços e apresentações culturais.

Nesta edição, um dos destaques é o lançamento do Programa Caminhos do Maciço, desenvolvido pelo Sebrae, juntamente com as administrações municipais e empreendedores da Serra de Baturité. O ato ocorrerá nesta quinta-feira, às 20 horas, no auditório do Paço Municipal da Prefeitura de Baturité. De acordo com a articuladora do Sebrae na rRgião do Maciço, Fabiana Gizele, o novo programa é um desdobramento do trabalho iniciado em 2015, com a Rota Verde do Café e tem como foco o desenvolvimento integrado e sustentável do território, a partir de um extenso programa de qualificação profissional e orientação técnica.

Economia Criativa

Um dos focos estratégicos da FIO 2018, a economia criativa terá um papel de destaque com a realização do Salão do Artesanato. De acordo com Fabiana, o espaço foi pensado para apresentar ao público um pouco do resultado do trabalho desenvolvido pelos grupos de artesãos do Maciço, que com o apoio do Sebrae, estão promovendo um resgate desta atividade e ainda agregando valor a cultura local, sem deixar de lado os princípios da sustentabilidade, como a utilização de matéria-prima renovável e local e o reuso de materiais. Já no palco Ritmos e Danças, durante os três dias de evento, grupos musicais e artísticos da região estarão se apresentando para o público da feira.

Agronegócio e o Selo

A produção agrícola do Maciço, que é reconhecida em todo o estado, também terá espaço na programação da FIO 2018, em especial os produtores da agricultura familiar, que são os responsáveis pela permanência do cinturão verde da Serra de Baturité, da qualidade da água e de solos ricos em nutrientes. Segundo Fabiana, o Sebrae apoia estes produtores por compreender a importância que eles desempenham para a economia e também para a manutenção do ecossistema do Maciço.

Como parte da programação do evento, será promovido, no dia 29, o lançamento do Selo Sebrae de Sustentabilidade. “O Selo é uma ferramenta de estimulo para alcançar altos níveis de práticas sustentáveis. Ele também busca reforçar os princípios do Tripé da Sustentabilidade, ou Triple Bottom Line, formado pelos pilares de People, Planet e Profit (recursos humanos, recursos naturais e lucratividade)”. De acordo com Fabiana, o Selo funcionará como um termómetro para as micro e pequenas empresas da região, podendo indicar o percentual de adoção de tais medidas.

SERVIÇO

*Hora: Das 17 às 23 horas
*Praça dos Legisladores em Baturité

*Mais informações – (85) 99981-4540 ou no site: www.fiomacico.ce.sebrae.br

(Foto – Divulgação)

Inflação da construção civil sobe 0,17% em setembro

O Índice Nacional de Custo da Construção-M (INCC-M), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 0,17% em setembro deste ano, abaixo do resultado do mês anterior, que foi de 0,3%. O indicador acumula taxas de 3,23% no ano e de 3,86% em 12 meses.

Em setembro, o subíndice relativo a materiais, equipamentos e serviços teve alta de preços de 0,38%, uma inflação mais moderada do que a registrada em agosto, quando foi de 0,65%.

Já o índice referente à mão de obra não registrou variação de preços pelo segundo mês consecutivo.

(Agência Brasil)

Ex-vereador de Fortaleza é condenado a 21 anos de reclusão

O ex-vereador Francisco das Chagas Filho, conhecido Alan Terceiro, foi condenado, nesta terça-feira, a 21 anos de prisão pelo assassinato a facadas de sua ex-mulher, a pedagoga Andréa Jucá Terceiro. A decisão foi do Conselho de Sentença do 1º Tribunal do Júri da Comarca de Fortaleza. Presidido pela juíza Danielle Pontes de Arruda Pinheiro, o julgamento teve início às 10h30min e se encerrou às 17h30min.

Alan Terceiro foi condenado por homicídio duplamente qualificado, tendo na acusação o promotor de justiça Marcus Renan Palácio, tendo na assistência o advogado Deodato Ramalho. Ele não poderá recorrer em liberdade. O crime ocorreu em 2013, no bairro Rodolfo Teófilo. Foram 35 facadas contra a ex-mulher.

Pela defesa, atuaram os advogados Lamartine Azevedo, Tonny Cavalcante e Iran Parente.

Alan estava preso há quase 5 anos no Centro de Execução Penal e Integração Social Vasco Damasceno Weyne (Cepis), em Itaitinga (Região Metropolitana de Fortaleza). Ele foi vereador de Fortaleza pelo extinto PTdoB, suplente na Câmara dos Vereadores, chefe de Gabinete da Prefeitura de Madalena e presidente de uma cooperativa de topiqueiros.

(Foto – CMFor)

O Cearense – Coletânea de monografias sobre obra de Parsifal Barroso será lançada nesta quinta-feira

Será nesta quinta-feira, às 9 horas, a cerimônia de entrega da premiação e o lançamento da coletânea do concurso de monografias “O Cearense 2018”, que celebra a obra clássica do ex-governador do Ceará, Parsifal Barroso. Os eventos ocorrerão no gabinete da Reitoria da UFC.

À frente Igor Queiroz Barroso, que comanda o Instituto Myra Eliane, o reitor Henry Campos (UFC), a reitora Fátima Veras (Unfior), o presidente da Academia Cearense de Letras, Ubiratan Aguiar, o reitor da Uece, Jackson Sampaio, e o ex-governador Lúcio Alcântara.

(Foto – CDL)

Morre ex-vereador Martins Nogueira

Morreu na tarde desta terça-feira (25), em Fortaleza, o ex-vereador Francisco Antonio Martins Nogueira, 68 anos, vítima de parada cárdio-respiratória no Hospital Gastroclínica, onde esteve internado nos últimos 45 dias.

Martins Nogueira nasceu em 11/04/1950, em Fortaleza, por onde exerceu sete mandatos como vereador, 28 anos de vida pública, deixando sua contribuição no crescimento da Capital alencarina.

O parlamentar recebia apoio e atuava como forte liderança política nos bairros da Parangaba, Vila Peri e João XXIII. Na atual Legislatura, era suplente do Partido Democrático Trabalhista (PDT). Foi jornalista e redator.

O presidente da CMFor, Salmito Filho, lamentou a perda do colega e companheiro de Casa. “Lamento profundamente a morte de um vereador com trabalho relevante em sete mandatos na Câmara Municipal de Fortaleza. Que Deus conforte a família”, comentou o presidente do Legislativo de Fortaleza, Salmito Filho (PDT).

O velório será nesta quarta-feira (26), na Rua: Pau-Brasil 159, Parangaba.

(Com informações da CMFor)