Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Nome de Bento XVI não será mencionado em missas no Brasil até a eleição do Papa

“A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) deu orientações sobre a conduta que deve ser assumida no período denominado sé vacante (quando não há papa). Até a eleição do sucessor de Bento XVI, será omitida da oração eucarística (das missas) a menção ao papa. Também não há substituição do nome dele por outro.

Nesse período, é recomendado que durante a missa sejam feitas orações para o novo papa. A orientação é que, se possível, seja feita a recitação pública do rosário pela eleição do sucessor de Bento XVI. Alguns bispos brasileiros sugerem que os fiéis façam suas orações direcionadas para o conclave (quando se elege o novo papa). Não há data definida para o começo do conclave, nem prazo determinado para a sua conclusão. Porém, pelas orientações da CNBB, assim que o papa for eleito, todos devem fazer orações em intenção dele.

Assim que o conclave for finalizado, com a escolha do sucessor de Bento XVI, as igrejas de Brasília deverão homenagear o próximo papa. O arcebispo metropolitano de Brasília, dom Sergio da Rocha, disse que devem ser tocados os sinos das igrejas: “Como manifestação de júbilo e acolhida ao novo pastor supremo”, explicou.”

(Agência Brasil)

Copa 2014 – Duplicação da Alberto Craveiro e Rotatória serão entregues até junho

50 4

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=f8Cm5SRLMp4[/youtube]

O coordenador de Infraestrutura e Mobilidade da Secretária Municipal da Copa, Daniel Lustosa, confirma: até 15 de junho, a duplicação da avenida Alberto Craveiro e a Rotatória do Castelão estarão prontinhas para Copa das Confederações.

Daniel Lustosa, que era responsável pelo Transfor na gestão petista, agora está na gestão de Roberto Cláudio e, nesta condição, viajou, nesta segunda-feira para Brasília , onde tem reunião sobre obras da Copa no Ministério da Cidades.

Rainha da Inglaterra é internada com gastroenterite

“A rainha britânica Elizabeth 2ª, de 86 anos, está internada desde ontem (3) no Hospital Edward 7º, em Londres. A rainha foi hospitalizada em decorrência de uma gastroenterite (inflamação gastrointestinal causada por uma infecção, geralmente viral). Não foi informado por quanto tempo ela ficará hospitalizada.

Elizabeth 2ª apresentou os primeiros sintomas da doença no fim da semana passada, quando cancelou todos os compromissos marcados para os próximos dias, inclusive uma visita a Roma, capital italiana. Ela e o marido, o duque de Edimburgo, de 91 anos, marcaram a viagem oficial a Roma para os próximos dias 6 e 7, a convite do presidente italiano, Giorgio Napolitano.

A rainha deve ficar internada durante dois dias. A última vez em que ela precisou ser internada foi há dez anos. Segundo assessores, a rainha tem boa saúde, pois é ativa e cumpre uma série de compromissos anualmente.”

(Agência Brasil com Lusa e BBC Brasil)

O silêncio de Luizianne Lins

119 5

luiziannelis

“A ex-prefeita de Fortaleza Luizianne Lins, também presidente estadual do PT, informa: nesta semana, seguirá para São Paulo onde terá novo encontro com o ex-presidente Lula. Indagada se seu futuro político também entraria nessa agenda, revelou que essa questão deve ser posta, assim como a possibilidade de ocupar um cargo federal.

Luizianne, no entanto, é só silêncio quando questionada sobre ações administrativas que tomou ao fim de seu mandato, como por exemplo, o TAC do Cocó e o aumento silencioso da passagem de ônibus.

Parece esquecer que prestar contas sobre seus atos não é um favor, mas uma obrigação de qualquer pessoa pública.”

(Coluna Vertical, do O POVO/Foto – Paulo M oska)

Eunício Oliveira diz que estará com o PT em 2014 independente do PSB

123 6

eunício oliveira

‘Se ainda permanecem incertos os rumos da aliança entre PT e PSB para 2014, o apoio do PMDB ao projeto petista está mais que garantido no partido. Foi o que afirmou, durante convenção nacional peemedebista, no último sábado, 2, o senador Eunício Oliveira (PMDB). Segundo ele, petistas e PMDB devem sair juntos no próximo pleito, “independentemente” da opção que for tomada pelo partido do governador Cid Gomes (PSB). Atualmente, o PSB cogita a possibilidade de lançar candidatura própria à Presidência da República, com o nome do presidente nacional do partido e governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

“Se o governador Eduardo Campos tentar ser candidato, tudo bem. É legítimo para o interesse dele, do partido dele. Mas o meu partido, para 2014, está satisfeito e plenamente alinhado com o projeto do Partido dos Trabalhadores. Essa é uma questão fechada dentro do PMDB”, afirma.

A opinião de Eunício foi corroborada também nos pronunciamentos das demais lideranças do partido presentes na convenção de sábado. Em sua fala, o presidente da legenda e vice-presidente da República, Michel Temer, disse que a aliança entre PT e PMDB é “inafastável”. “O PT junto com PMDB tem feito um trabalho reconhecido por todos os brasileiros. (…) Essa aliança, que deu certo para o País, significa que devemos caminhar em 2014 para o bem de todo o Brasil”, discursou.

A presidente Dilma Rousseff (PT) também reforçou a coalizão. “O convite do PMDB pra estar aqui ofereceu oportunidade extraordinária para que nós juntos possamos celebrar essa parceria sólida, produtiva e que sem dúvida alguma terá uma longa vida”, disse a presidente. Apesar do afago, a petista não aproveitou a oportunidade para lançar pré-candidatura de Temer à vice-presidência.”

(O POVO)

Ex-goleiro Bruno vai a julgamento

“A Justiça de Minas Gerais inicia hoje o julgamento do goleiro Bruno Fernandes de Souza, pela morte de Eliza Samudio, com a investigação do crime ainda incompleta. Também será julgada sua ex-mulher, Dayanne Souza.

A polícia mineira admitiu na semana passada que há uma apuração em curso para averiguar a participação de ao menos outras duas pessoas no assassinato de Eliza, em 2010. A suspeita é que o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, acusado de matar Eliza e esconder o corpo, não tenha agido sozinho. Assim, o resultado da investigação pode trazer novas informações sobre executores do crime e até mandante. Bola, que está preso, nega o homicídio.

Para advogados, é “temerário” dar continuidade a um julgamento quando há uma investigação em andamento. Há risco, dizem eles, até de anulação de todo o processo. “Acho temerário levar alguém para julgamento sabendo que a investigação ainda está em curso. Pode-se pedir o sobrestamento (paralisação) enquanto todo os elementos não vierem ao processo”, afirma o criminalista Augusto de Arruda Botelho. Esse pedido precisar ser feito pela defesa à Justiça de Contagem, na Grande Belo Horizonte onde haverá o júri.”

(Com Agências)

Renan dá como certa candidatura de Eunício para governador do Ceará em 2014

71 2

“Presidente do senado e terceiro homem na linha sucessória da presidência da República, Renan Calheiros (PMDB-AL) situa o Ceará no centro do mapa político do PMDB para as próximas eleições. Em entrevista ao O POVO, o líder peemedebista disse que a legenda tem planos para chegar ao poder no Estado e deu como certa a candidatura do senador Eunício Oliveira (PMDB) ao governo em 2014. O cearense, por outro lado, ainda evita falar sobre o assunto.

“O PMDB está trabalhando com a necessidade de escalar candidatos competitivos em todos os estados. Um dos locais onde disputaremos com mais condições é, sem dúvida, o Ceará. E o Eunício é o líder do PMDB no senado, que tem a maior bancada de senadores. Ele tem virtudes, é companheiro, tem espírito público e, por isso, será um grande governador”, diz Calheiros.

O presidente do Senado minimiza também que a candidatura de Eunício possa criar possíveis confrontos com o atual governador do Estado, Cid Gomes (PSB). Apostando na proximidade com o PT na eleição, ele afirma que acredita em uma “convergência” de forças em torno do senador cearense. “Não vejo problema na candidatura, porque o papel das direções partidárias é compor convergências em muitos estados. Preservando o interesse nacional, isso é natural. O modelo democrático brasileiro permite”, afirma.

Calheiros diz ainda que a orientação do presidente da legenda, Michel Temer, é pelo fortalecimento do partido nos núcleos regionais. “Vamos dar todo o tempo de propaganda nacional do PMDB na TV para os diretórios regionais, para que eles se fortaleçam. Nesse sentido, um dos principais é o Ceará”. A conversa ocorreu no último sábado, 2, em intervalo de almoço da convenção nacional do PMDB, em Brasília. No evento, foram escolhidos os membros da nova Executiva Nacional da legenda. O senador Eunício Oliveira foi reconduzido ao cargo de tesoureiro.”

(O POVO)

Proposta de formação continuada de professores vence o prêmio Desafio da Educação

Felipe Michel Braga tem 29 anos e uma experiência em educação que vem desde a graduação. Na última sexta-feira (1º), ele foi o vencedor do Desafio da Educação do Centro de Liderança Pública (CLP), prêmio criado pela organização sem fins lucrativos voltada para o preparo de líderes públicos. Ele recebeu R$ 20 mil.

Braga propõe que os professores comecem a ser formados assim que deixem o ensino médio e que a carreira seja incentivada durante toda a formação superior. Já nas escolas, um sistema de pontos serviria para premiar e incentivar os docentes no exercício da profissão.

Foram 290 propostas de melhorias da educação brasileira que vieram não apenas do Brasil, mas de 20 outros países. Na etapa final, 61 projetos foram selecionados pelo júri, formado por representantes de organizações voltadas para a educação, entre elas a Fundação Lemann, o Instituto Ayrton Senna e o Parceiros da Educação. Os três primeiros lugares já receberam um total de R$ 35 mil, dividido de acordo com a classificação.

A proposta de Felipe é baseada na formação de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG) de Minas Gerais. O objetivo é que o vestibular das instituições de ensino superior funcione como um concurso, o recém graduado deixa a universidade com vaga garantida no ensino público. Assim que se forma no ensino médio, o estudante faz a opção pela licenciatura e recebe para isso uma bolsa de estudos que garanta a dedicação exclusiva à área durante a graduação. Além disso, nos últimos semestres, ele participa de estágio onde acompanha um profissional mais experiente em sala de aula.

(Agência Brasil)

Tom Cavalcante quer ser o “Jim Carrey do Brasil” quando voltar dos EUA

115 1

O humorista cearense Tom Cavalcante fará especialização em Hollywood, após decidir abandonar a carreira de apresentador de programa de televisão. O cearense está de malas prontas para morar nos Estados Unidos, onde estudará cinema por um período de um ano.

Para Tom Cavalcante, há um “vácuo” no cinema brasileiro de um “homem-show”, assim como Jim Carrey. O humorista também pretende arriscar uma carreira nos Estados Unidos.

(com agências)

PT do Ceará realiza jantar de solidariedade a José Dirceu

106 6

PT Ceará com Dirceu

O ex-ministro José Dirceu recebeu a solidariedade do PT no Ceará, na noite desse sábado (2), em um jantar de adesão, promovido pela presidente regional do partido Luizianne Lins e do vice-presidente Joaquim Cartaxo. Os discursos criticaram a condenação de José Dirceu, pelo STF, como um atentado ao estado de direito democrático, pela ausência de provas, diante de um julgamento político.

Também estiveram no evento o senador José Pimentel, o deputado federal José Guimarães, os deputados estaduais Dedé Teixeira e Antonio Carlos, os vereadores Deodato Ramalho, Guilherme Sampaio e Ronivaldo Maia, além de Ilário Marques (suplente de deputado federal), Cristiane Braga (vice-prefeita de Baturité), Roberto Smith (ex-presidente do BNB), Martônio Mont’Alverne (ex-procurador geral de Fortaleza) e Elmano de Freitas (candidato a prefeito de Fortaleza em 2012).

Crise não teve impacto nas políticas sociais do Brasil, diz diretora do Banco Mundial

Enquanto a crise econômica internacional fez a política social em diversos países regredir, o Brasil soube manter as melhorias para as camadas mais pobres da população e, ao mesmo tempo, preservar a estabilidade macroeconômica. A avaliação é da diretora do Banco Mundial (Bird) para o Brasil, Deborah Wetzel. Ela reconhece que o país ainda tem muitos desafios a superar, mas está mais avançado do que a maioria das nações emergentes e da América Latina no combate à pobreza e na redistribuição de renda.

No cargo desde abril do ano passado, Deborah Wetzel administra um orçamento de US$ 3 bilhões por ano para o país, dos quais metade está aplicada na Região Nordeste. Em entrevista à Agência Brasil, ela diz que considera o Brasil um grande exportador de políticas de proteção social, de segurança pública e de desenvolvimento sustentável. Em relação à sua gestão, a diretora destaca que pretende dar continuidade à ampliação do foco de atuação do Banco Mundial.

Em vez de se concentrar no financiamento a empreendimentos de infraestrutura, a instituição, nos últimos anos, tem passado cada vez mais a apoiar projetos sociais vinculados a metas e à gestão de resultados. A capacitação de gestores públicos, o atendimento a usuários de drogas, o aumento da produtividade agrícola e o combate à violência contra a mulher estão entre os projetos atualmente financiados no Brasil. Algumas dessas ações serão mostradas ao presidente do Bird, Jim Yong Kim, que chega nesta segunda-feira (4) ao Brasil para uma visita de três dias.

(Agência Brasil)

Cid faz visita surpresa ao Castelão e diz que falta de ingressos é coisa de "time grande"

93 5

cid ceará

“Time grande é outra coisa, né”? A observação é do governador Cid Gomes, no início da tarde deste domingo (3), durante visita surpresa ao Castelão, ao justificar a falta de ingressos das arquibancadas, para o jogo entre Ceará e ASA de Arapiraca, pela semifinal da Copa do Nordeste. O governador apareceu com um chapéu do time alvinegro na cabeça, apesar de sempre ter declarado torcedor do Guarany de Sobral.

Os ingressos das arquibancadas, ao preço de R$ 30, foram esgotados já na sexta-feira (1º), dois dias antes da partida ter início, às 18h30min deste domingo. Quem buscou ingresso, teve que encarar preços de R$ 80 e R$ 120, no setor social. Cid Gomes estava na companhia do secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento, Ricardo Leyser, que queria conhecer de perto a Arena Castelão.

(com informações do Jangadeiro Online)

Brasil lidera esforço mundial de conservação do meio ambiente, diz ONU

À frente do secretariado executivo da Convenção das Nações Unidas sobre Diversidade Biológica (CDB), há um ano, o brasileiro Bráulio Dias reuniu elementos suficientes para assegurar que o Brasil é o país que mais avançou no esforço pela conservação ambiental. Nos últimos meses, Dias tem se dedicado a promover a preservação da biodiversidade no planeta, tentando estimular autoridades de todos os continentes a adotar um novo modelo de desenvolvimento que incorpore a sustentabilidade.

O biólogo ainda não tem um cálculo preciso sobre o quanto se gasta atualmente com a conservação ambiental. Os países se comprometeram a levantar os investimentos feitos por vários setores e instâncias de governo, mas não há prazo para conclusão. Dias aposta que o orçamento ideal para garantir a sobrevivência dos ecossistemas e estancar desmatamento e perda de espécies exóticas ainda está distante de ser cumprido.

Atualmente, o Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF, na sigla em inglês) gasta US$ 2 bilhões anualmente em ações de conservação ambiental e deve concluir, até o final do ano, a nova rodada de negociação com doadores para o próximo período de 4 anos. As nações desenvolvidas também se comprometeram a dobrar seus orçamentos para a área até 2015, considerando tanto investimentos internos como acordos bilaterais e doações.

(Agência Brasil)

Foto de Bento XVI é queimada durante missa neste domingo

Um padre usou as velas do candelabro para queimar a foto de Bento XVI, na manhã deste domingo (3), durante a celebração de missa em Castel Vittorio, na Itália. Segundo o próprio padre, o ato foi um protesto pelo “abandono do rebanho”, por parte do papa.

Fiéis ficaram chocados com o ato e alguns saíram em defesa de Bento XVI. O padre possui um histórico de distúrbios psicológicos. Até agora, a Igreja não se manifestou sobre o protesto do padre.

(com agências)

Economistas e empresários não acompanham otimismo de Mantega em relação ao PIB

68 1

O desempenho da economia será melhor neste ano do que em 2012, mas o Produto Interno Bruto (PIB) “não deve crescer a uma taxa alta”, de até 4%, como prevê o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Assim entende o professor de economia da Fundação Getulio Vargas de São Paulo (FGV-SP) Emerson Marçal, para quem o cenário do momento não permite  projetar uma evolução acima de 2,5% a 3% em 2013.

Coordenador do Centro de Macroeconomia Aplicada da FGV-SP, Marçal diz que o baixo patamar de investimentos, de 18,1% em 2012, não estimula a retomada da economia. Para ele, se o governo quer um crescimento mais robusto, “preciso acelerar uma agenda de reformas e de ações de longo prazo” para racionalizar o sistema tributário e melhorar a infraestrutura do país, além de investir mais em capital humano e na busca de acordos comerciais.

Essas ações, na avaliação do economista Vagner Jaime Rodrigues, da Trevisan Gestão & Consultoria (TG&C) ajudarão a reduzir o custo Brasil, que reduz em torno de 34% a competitividade dos preços de produtos brasileiros lá fora, de acordo com cálculos da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Também contribuirão para melhorar a baixa produtividade média da mão de obra nacional, segundo ele.

Rodrigues ressalta que o baixo crescimento de 0,9% do PIB em 2012 se contrapõe à pequena taxa de desemprego, e diz que há uma aparente incoerência nesses indicadores: “Felizmente, o país trabalha praticamente em pleno emprego, mas a baixa performance de parcela expressiva dos recursos humanos limita as possibilidades de crescimento da produção e de expansão do PIB”.

Além da redução dos investimentos, os analistas veem com preocupação adicional a desaceleração das atividades da construção civil. Números do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi) mostram que, depois do crescimento de 11,6% em 2010, o desempenho do setor caiu para 3,6% em 2011 e encerrou 2012 com aumento de apenas 1,4%. Como se isso não bastasse, o valor adicionado da construção registrou retração de 0,5% no último trimestre do ano passado, comparado ao trimestre anterior.

(Agência Brasil)

O PT mudou o País ou o Governo mudou o PT?

74 1

Da coluna Menu Político, no O POVO deste domingo (3), pelo jornalista Luiz Henrique Campos:

A iniciativa do Partido dos Trabalhadores (PT) em abrir a discussão sobre os dez anos à frente do Governo Federal é um importante momento para que se faça a reflexão sobre os rumos da legenda e os avanços alcançados pelo País neste último decênio. Vale destacar que, nesse aspecto, ao propor o debate, o partido amplia a possibilidade de que outros setores da sociedade possam participar de forma rica, oferecendo contribuições que extrapolem as esferas partidárias.

O debate promovido pelos petistas prova ainda que, apesar de todos os percalços vivenciados na década, o partido mostra vitalidade ao se expor para a opinião pública a partir das sínteses que surgirão de outros fóruns pelo País, para além dos pensadores que compõem o partido da estrela vermelha.

Um bom começo poderia ser até que ponto as ações empreendidas pelas gestões de Lula e Dilma ofereceram de avanços e consolidação de conquistas pelo País nos últimos anos. Não somente nos campos econômico e social. Mas cultural, mesmo. Não há dúvida de que o Brasil vive momento particularmente bom em termos de estabilidade econômica e políticas sociais. Mas não se pode apenas creditar isso ao período Lula, muito ao contrário. E, nesse debate, é forçoso que a avaliação seja feita sem ranços ou levando em conta somente a coloração partidária, sob pena de se cometer injustiça com a história. O Brasil não precisa, nem merece, perpetuar o debate no qual se excluam feitos anteriores ao petismo. A eleição de Lula, por si, já representou grande passo com vistas a pularmos a discussão rasa baseada na dualidade entre o bem e o mal alimentada pelas questões partidárias menores.

Se hoje vivemos outro patamar de desenvolvimento a partir da melhoria da renda de nossa população, ainda enfrentamos problemas sérios nas áreas da saúde, da educação e da segurança pública, dificuldades que antecedem os dois governos petistas, mas que não tiveram soluções efetivas. Além disso, o “boom” de consumo proporcionado pela melhoria na economia trouxe a reboque quadro caótico com relação a mobilidade urbana nas médias e grandes cidades. Grandes e médias cidades que estão vendo seus jovens cada vez mais envolvidos com a droga, fazendo com que dilema, até bem pouco tempo restrito ao seio das famílias, seja encarado agora como responsabilidade direta do poder público.

São dramas que não se resolvem ao estalar de dedos, é verdade, mas não podem esperar muito.

Outro aspecto indispensável no debate sobre esses últimos anos é o que se refere diretamente à nossa cultura política. E aí, ao PT, cabe reflexão sem meio termo. Lula, ao abrir a era petista no comando do governo federal, foi eleito com a promessa de transformar os costumes políticos carcomidos pelos vícios não tão nobres de outras épocas. Atualmente, de forma simbólica até, temos nas presidências do Senado e da Câmara dos Deputados dois parlamentares, apoiados pelo petismo, envolvidos com suspeitas graves de irregularidades. Nomes, ressalte-se, que há dez anos ruborizariam o mais pragmático dos petistas se qualquer governo os apoiasse. A partir do exposto, talvez o questionamento mais honesto a ser feito pelo PT na última década é sobre qual teria sido a mudança mais importante: a que o governo do PT promoveu no País ou a que o governo do País impingiu ao PT?

RC quer PM na sua segurança

93 9

Da coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (3):

Roberto Cláudio (PSB) acaba de enviar à nossa dileta Câmara Municipal um projeto de lei que retira da Guarda Municipal a prerrogativa de fazer a segurança pessoal do prefeito. E quem passará a ter essa função? Creiam: a gloriosa Polícia Militar do Ceará.

Ou seja, a segurança do prefeito, do vice-prefeito e, eventualmente, de “outras autoridades indicadas pelo chefe do Executivo municipal” passa a ser responsabilidade de policiais militares durante as 24 horas do dia. Ou seja, o Governo do Ceará vai ceder policiais (não se sabe quantos) para a segurança dessas pessoas. Como é peculiar a essas situações, serão também motoristas, vão ficar na ante-sala dos gabinetes e fazer as seguranças residenciais.

Nesse caso, além da inconveniência, revigora-se uma impropriedade. A segurança do prefeito de Fortaleza será, no fim das contas, formada por servidores públicos que respondem diretamente à autoridade do governador. Será adequado?

Mas como justificar a mudança? A Guarda Municipal não serve para exercer essa função? Afinal, Fortaleza sempre respondeu muito bem à segurança do prefeito sem precisar de policiais militares para tal.

Será que é razoável mais um amontoado de policiais distanciados de sua atividade fim numa cidade que convive com o absurdo índice de 66 assassinatos para cada grupo de 100 mil habitantes e se tornou a 13ª cidade mais homicida do planeta?

Jatinho é comprado por US$ 16 milhões no Ceará; mas foi em meio empresarial

E nos bastidores do meio empresarial, a compra de um jatinho domina as rodas de conversas. A aeronave teria sido adquirida pelo empresário Igor Queiroz, por cerca de US$ 16 milhões, que pertenceria ao industrial Ivens Dias Branco.

O industrial, apontado pela revista Forbes como um dos 300 bilionários do mundo, já teria em vista outro jatinho.