Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

PT do Rio termina aliança com o PMDB de Cabral

O Partido dos Trabalhadores do Rio (PT-RJ) decidiu deixar a aliança de sete anos com o governo Sérgio Cabral (PMDB-RJ). Em nota divulgada na noite dessa segunda-feira (27), a executiva estadual do partido deliberou pela saída do governo Cabral, definindo um processo de desligamento e um prazo para a sua execução.

Pela manhã, o governador Sérgio Cabral esteve reunido com o presidente da executiva estadual do PT, Washington Quaquá, prefeito de Maricá, quando ficou acertado o fim da aliança. O governador comunicou que fará a exoneração dos secretários filiados ao partido em 31 de janeiro e a executiva estadual do PT determinou que “todos os filiados e filiadas que ocupem cargos de confiança no governo do Estado peçam exoneração imediatamente”.

O secretário Estadual do Ambiente, Carlos Minc, e o secretário estadual de Assistência Social e Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira, vão deixar os cargos.

(Agência Brasil)

Secretário da Regional do Centro deixa cargo

162 1

A gestão do prefeito Roberto Cláudio (Pros) sofreu a primeira baixa no quadro de secretários. Através da assessoria de comunicação, a Prefeitura informou que o secretário da Executiva Regional do Centro de Fortaleza (Sercefor), Régis Dias, pediu demissão do cargo para assumir atividade na iniciativa privada. Quem assume a função é o secretário executivo, Ricardo Sales.

Segundo a assessoria, Régis Dias conversou com Roberto Cláudio na semana passada e garantiu que continuava alinhado com o projeto político da gestão.

Nesta semana, os assuntos da Sercefor já são tratados por Ricardo Sales. A mudança oficial está prevista para fevereiro.

(O POVO Online)

Projeto aumenta prazo para empresa devolver a carteira de trabalho ao contratado

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 5784/13, do deputado Carlos Bezerra (PMDB-MT), que aumenta para cinco dias o prazo para o empregador anotar na carteira de trabalho a data de admissão, a remuneração e as condições especiais do contrato de trabalho, para depois entregá-la de volta ao empregado.

Atualmente, a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT – Decreto-Lei 5.452/43) determina o prazo de dois dias para a Carteira de Trabalho e Previdência Social ser entregue com as devidas anotações para o contratado.

Para Bezerra, porém, o prazo é muito curto para as empresas que possuem inúmeros trabalhadores e, também, para empresas menores que contratam a prestação de serviços de escritórios especializados para realizarem as anotações.

O projeto também altera outro artigo da legislação trabalhista, estabelecendo que a empresa intimada para anotar a carteira de trabalho de seu empregado não comparecer ou quando suas alegações para recusa sejam julgadas improcedentes, ficará sujeita à multa de cinco salários mínimos regionais que serão recolhidos para o Estado. Atualmente o valor corresponde a um salário mínimo.

(Agência Câmara Notícias)

Vândalo picha Iracema Guerreira

foto iracema vândalos copa

Mais uma vez sobrou para a obra Iracema Guerreira a resultado de uma manifestação na Praia de Iracema, no último sábado (25), contra os gastos da Copa do Mundo.

A estátua acabou pichada por um vândalo, que não respeita a cultura de Fortaleza. Ao invés de marcar um “golaço” na manifestação, o vândalo manchou o movimento.

(Foto: Wellington Senna)

Lula defende PMDB na aliança Pros-PT no Ceará

O ex-presidente Lula defendeu nesta segunda-feira (27), em São Paulo, a manutenção da aliança Pros-PT-PMDB na sucessão do governador Cid Gomes. O ex-presidente esteve reunido com o deputado federal José Guimarães (PT-CE), que deverá coordenar a estratégia eleitoral do PT no Nordeste.

De acordo com o parlamentar cearense, Lula agendou uma visita ao Ceará na segunda quinzena de março, quando o PT já terá definido a sua estratégia para as eleições de outubro.

Fortaleza e Sobral entre as 30 cidades brasileiras que mais geraram empregos formais em 2013

O Ceará está com duas cidades entre os 30 municípios que mais geraram empregos formais no ano passado. Com 21,2 mil novas vagas, a capital cearense é a quarta no ranking brasileiro, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho. Já a principal cidade da Região Norte do Estado ficou na 28ª posição, com seis mil postos criados.

Atrás de São Paulo (83,6 mil empregos), Rio de Janeiro (48,9 mil) e Manaus (22,8 mil), Fortaleza ficou na primeira colocação no ranking nordestino. Salvador (16,7 mil) ficou na oitava colocação, enquanto Recife (10,6 mil) aparece na 12ª posição.

Sobral ficou à frente de cidades tradicionalmente geradoras de empregos, como São Bernardo do Campo, Barueri e Osasco, todas em São Paulo.

Mota é atração no Besouro Verde

222 2

foto mota besouro verde

O atacante Mota, ex-Ceará, foi a grande atração nesse fim de semana no Besouro Verde, na Parquelândia.

O artilheiro distribuiu simpatia e posou para fotos com vários clientes do Besouro Verde. O proprietário do estabelecimento, Nena Lima, o Besouro, também pousou ao lado do atleta.

Uerj expulsa aluno de medicina que fraudou sistema de cotas sociais

Um aluno que fraudou o vestibular de medicina da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) foi expulso da instituição e ainda pode responder na Justiça pelo crime. A fraude no sistema de cotas sociais foi identificada ao final de 2013, com base em denúncias de colegas do próprio curso.

De acordo com o reitor da universidade, Ricardo Vieiralves, o jovem de classe média alta fraudou a declaração de renda familiar. Ele falsificou documentos para comprovar filiação a uma pessoa com renda de cerca de R$ 1 mil. No entanto, foi descoberto por colegas, que desconfiaram do padrão de vida do estudante, que cursava o segundo período de medicina.

“As marcas das condições cultural e econômica, um dia, elas se revelam. Os estudantes ficam com medo [de denunciar] em um primeiro momento, porque ninguém quer ser dedo-duro, mas para preservar a lei, o sistema, é necessário [denunciar as fraudes]”, explicou o reitor da Uerj, em entrevista à TV Brasil. Segundo ele, o ex-aluno foi denunciado por uma situação de clara “injustiça” em relação aos demais.

Caso condenado, o jovem não poderá prestar vestibular para instituição pública nem assumir cargo no governo. A Uerj também fica impedida de fornecer documentos que permitam a transferência dele para outra faculdade, o que exige que ele preste novo vestibular.

A Uerj investiga mais nove denúncias semelhantes, de fraudes em cotas para o vestibular. A universidade reserva vagas com base na combinação de critérios econômicos e de raça, além de assegurar o ingresso de filhos de policiais e bombeiros mortos em serviço.

(Agência Brasil)

Empresários já contestavam momento instável na economia há 6 anos

foto honório e luiza em 2008 cdl

Para os empresários Honório Pinheiro e Luiza Trajano, o momento instável da economia não significa queda na geração de emprego e renda. Os dois sempre alegaram que preferem ver “um meio copo cheio a um meio copo vazio”.

O encontro de Honório Pinheiro e Luiza Trajano ocorreu há exatos seis anos, durante os 50 anos da CDL, quando o empresário cearense conduzia a entidade dos lojistas em Fortaleza.

“Choque de realidade” na imprensa?

176 6

Em artigo enviado ao Blog, o jornalista e sociólogo Demétrio Andrade cobra mais investigação nas publicações de matérias jornalísticas. Confira:

Dia desses recebi pelo twitter uma reprodução de uma entrevista da empresária Luiza Helena Trajano, do Magazine Luiza, no programa Manhanttan Connection, da Globo News. Em meio à sabatina, o jornalista (?) Diogo Mainardi perguntou à empresária quando ela iria vender o Magazine Luiza para a Amazon, ao criticar o desempenho do varejo nacional e os preços altos, afirmando que a taxa de inadimplência estaria crescendo no país.

A empresária reagiu com segurança e contestou o discurso de Mainardi – que por sinal, pra variar, não apresentou dado nenhum para fundamentar sua pergunta – afirmando que, segundo levantamento do Instituto do Desenvolvimento do Varejo (IDV) a economia está melhorando e a inadimplência caindo. A empresária criticou a imprensa, que, segundo ela, tende a mostrar ‘apenas a metade vazia do copo’, sem falar da parte que vai bem na economia.

Segundo do jornal Folha de São Paulo, Luiza enviou email para Mainardi, posteriormente, com os números do IDV. De fato, o nível de inadimplência das pessoas físicas fechou o mês de novembro do ano passado em 4,5%, com queda de 1,2% em relação ao mesmo mês de 2012, quando o índice era de 5,7%. Outra pesquisa, divulgada dia 21 de janeiro pela Serasa Experian, mostra que a inadimplência do consumidor fechou 2013 com queda de 2%, o primeiro recuo em 14 anos.

Cito o exemplo para mostrar novamente minha preocupação com uma prática que vem se repetindo na imprensa brasileira e que já foi tema de crítica em outro artigo de minha autoria: jornalista não acha, jornalista tem certeza. Coloquei, aliás, uma interrogação ao qualificar Mainardi como jornalista porque nem sei se ele o é de fato – lembro que antes ele se dizia escritor. No mesmo programa, ele tocou numa questão pertinente: por que os preços praticados no país são tão gritantemente maiores que os de fora. Por que é comum comprar o mesmo produto em Miami, por exemplo, por valores 50% ou 60% menores. A pergunta, feita sem preparo e sem dados concretos, acabou não evoluindo a contento.

A discussão, que a meu ver resultou vergonhosa para ele e para o programa, ilustra um momento ruim da imprensa nacional. O debate ideológico entre esquerda e direita está mais vivo do que nunca e, ao que parece, está prejudicando a qualidade da informação e, consequentemente, o aprofundamento dos debates. Não se trata de tentar, de forma absurda e inútil, tentar retirar das pautas jornalísticas suas conexões políticas. A questão primordial é ir buscar a verdade dos acontecimentos, quer prejudiquem direita ou esquerda, governo ou oposição. Esta é a tarefa primeira da imprensa. Não é ela que tem que ser surpreendida – como foi – pela realidade. Para isso, precisa retratá-la de forma competente.

Infelizmente, a pressa cada vez maior do fluxo das informações, imposta notadamente pelas redes sociais, rebaixaram os grandes veículos jornalísticos à categoria de reféns do aqui/agora. Não quero cair aqui também no discurso raso da imparcialidade. Pelo contrário, acho importante inclusive os veículos se posicionarem politicamente de forma clara. Desde que isso não corrompa as técnicas elementares do jornalismo: investigar, cruzar dados, ouvir os diversos lados. Sem isso, é melhor os jornais virarem agências de publicidade.

Demétrio Andrade, jornalista e sociólogo

Mais médicos cubanos esta semana em Fortaleza, São Paulo e Brasília

Dois mil médicos cubanos começam a desembarcar nesta terça-feira (28) por Brasília, São Paulo e Fortaleza. Eles fazem parte deste terceiro ciclo do Programa Mais Médicos, que conta com 2.891 profissionais. O grupo também é formado por 891 médicos selecionados por meio de inscrições individuais.

Os médicos vão cursar o módulo de acolhimento e avaliação do programa que dura três semanas e deve começar na próxima segunda-feira (3). A previsão é que os cubanos e os demais estrangeiros participantes do terceiro ciclo comecem a atuar no início de março. Segundo o Ministério da Saúde, a aprovação no módulo é obrigatória para receber o registro que autoriza o trabalho no Brasil durante o programa. A pasta ainda não definiu o local de atuação dos médicos cubanos.

Os 891 profissionais da seleção individual serão distribuídos em 412 municípios e oito Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). São 423 participantes com registro profissional ou diploma revalidado no Brasil e 468 com registro profissional de outros países. O Nordeste vai receber 274 médicos, o Sudeste, 230, o Sul, 178, o Norte, 123, e o Centro-Oeste, 86. Os brasileiros começarão a trabalhar no dia 3 de fevereiro e os estrangeiros, no dia 5 de março.

Em todo o país, 6.658 profissionais atuam pelo Mais Médicos em 2.166 cidades e 28 distritos indígenas. A meta é preencher 13 mil postos até o fim de março.

(Agência Brasil)

Impasse entre PMDB e PT faz Lula se reunir com Eunício e Guimarães

Preocupado com a indefinição do cenário eleitoral no Ceará, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai atuar nos bastidores para tentar conduzir um acordo entre as lideranças do Estado. Esta semana, ele se reúne – provavelmente em dias diferentes – com o senador Eunício Oliveira (PMDB) e com o deputado federal e vice-presidente do PT José Guimarães. Eunício pretende concorrer ao Governo do Estado. Guimarães deve ser o nome do PT na disputa pelo Senado, em acordo que envolve apoio ao Pros do governador Cid Gomes na sucessão estadual.

Assim, a manutenção da aliança entre PT e PMDB fica cada vez mais difícil. Em entrevista a um jornal de Natal (RN) no fim de semana, o presidente nacional em exercício do PMDB, Valdir Raupp, admitiu que Ceará e Rio de Janeiro são os casos onde o entendimento entre as duas siglas é mais complicado. “São os dois Estados hoje onde entendemos que está tendo o maior gargalo, o maior problema”, disse Raupp.

Para tentar um acerto, Lula teria convidado Eunício para uma conversa ainda esta semana. Uma fonte peemedebista confirmou a informação a O POVO, mas disse que não há dia certo para o encontro. Eunício retornou ontem dos Estados Unidos e aguarda o chamado. Especulações sobre possível aliança entre ele e o ex-senador Tasso Jereissati (PSDB) teriam acelerado a entrada de Lula na articulação. Tasso é rival histórico do PT. Ele ainda não definiu se disputará a eleição para o Senado.

Guimarães também não confirmou o dia do encontro, mas garantiu que se reunirá com Lula esta semana. Segundo ele, o objetivo do ex-presidente é resolver os imbróglios nos principais estados e garantir um cenário mais tranquilo para a candidatura de Dilma. Apesar das dificuldades em manter a aliança, o deputado reafirma que o PT pretende estar junto com PMDB e Pros na eleição, por considerar que “não é correto espatifar o palanque no Estado”.

Prioridades

Na reunião de hoje, a Executiva deve ratificar candidatura própria do PT aos governos de pelo menos 11 estados. Cinco deles são tratados como prioridade, pela força política que representam e pelos votos que podem reproduzir na corrida pela presidência. São eles: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná. “Se o PT fizer a estratégia de centrar forças nesses cinco, pra mim já resolve a disputa presidencial e é esse o empenho do Lula”, explica Guimarães.

O deputado defende ainda que o partido priorize as eleições para Câmara e Senado, a fim de aumentar a bancada. A meta é dobrar de quatro para oito o número de senadores petistas no Nordeste. O PT deve ter candidatos no Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Sergipe.

(O POVO)

Ceará registra 49 homicídios somente neste fim de semana

Subiu para 16,4 a média de homicídios por dia registrados no Ceará, neste último fim de semana, de sexta-feira (24) até esse domingo (26). Foram 49 assassinatos registrados em todo o Estado, segundo informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), número superior a todos os outros fins de semana de janeiro de 2014.

Anteriormente, a maior média desses crimes por dia era de 13, número registrado no fim de semana passado, em que 39 pessoas foram mortas no Estado. Agora, foram 23 pessoas assassinadas no interior do Ceará e 26 em Fortaleza e Região Metropolitana.

O dia mais violento deste fim de semana foi sábado (24), com 22 homicídios, 12 em Fortaleza e Região Metropolitana e 10 no interior. Nesse domingo, sete pessoas foram assassinadas a bala na capital, nos bairros Barroso (duas), Parque Santa Rosa, Sapiranga, Curió, Conjunto Palmeiras e Genibaú. Na Região Metropolitana de Fortaleza, duas pessoas foram também com armas de fogo, em Caucaia e em Maracanaú (no bairro Alto Alegre).

Interior

O Comando de Policiamento do Interior (CPI) registrou, durante todo o fim de semana, 23 homicídios no interior do Ceará. Desses, sete foram registrados na sexta-feira e dez no sábado. Nesse domingo, os seis crimes foram registrados nos municípios de Juazeiro do Norte (dois), Paracuru, Pentecoste, Quixeramobim e Pedra Branca.

(O POVO Online)

O sigilo do governador Cid

239 6

Da coluna Mino Pedrosa, no Jornal de Brasília desta segunda-feira (27):

O governador Cid Gomes mantém sob o mais absoluto sigilo o assalto de que foi vítima no final do ano na Residência Oficial onde mora.

Há 9 anos, o sítio onde Cid residia tinha sido assaltado e de lá haviam levado dólares e reais em furto denunciado à polícia. Na época, Cid era prefeito de Sobral (CE), acionou a polícia e a repercussão foi negativa.

Agora, na segunda vez que levam dinheiro em espécie de sua casa, foi mais cuidadoso. Manteve a polícia distante e demitiu a empregada doméstica que o servia. Ela é acusada de ter furtado R$ 400 mil, U$ 190 mil dólares e E$ 50 mil.

Toda essa dinheirama estava no quarto do governador e foi levada aos poucos. Essa mesma empregada ainda teria desviado recursos do cartão de crédito que abastecia a cozinha da Residência Oficial em desvios que superariam mais R$ 150 mil.

A doméstica disse para um policial que trabalha na segurança do governador, que não foi ela quem pegou o dinheiro e que foi demitida injustamente.

O governador nega o fato.

ATUALIZAÇÃO (13h03min) – A assessoria de imprensa do Governo do Estado informa que as informações postadas pelo colunista do Jornal de Brasília não são verdadeiras.

Anvisa suspende comércio, uso e divulgação de alisante para cabelos

Uma resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicada nesta segunda-feira (27) no Diário Oficial da União suspendeu, em todo o território nacional, a fabricação, a distribuição, o comércio, a divulgação e o uso do produto Zene Progress Defrizagem Temporária, usado para alisamento temporário de cabelos. O alisante é fabricado pela empresa Cosmed Indústria de Cosméticos e Medicamentos S.A.

De acordo com o texto, um laudo de análise fiscal emitido pela Fundação Ezequiel Dias referente ao lote LC11D0087, apresentou resultado insatisfatório no ensaio de PH. Ainda segundo a Anvisa, o produto não possui registro.

A agência determinou que a empresa promova o recolhimento do estoque existente em mercado de todos os lotes do produto. A resolução entra em vigor na data da publicação.

(Agência Brasil)

União, Estado e Município discutem mobilidade urbana em Fortaleza

O ministro Aguinaldo Ribeiro (Cidades), o governador Cid Gomes e o prefeito Roberto Cláudio discutem nesta segunda-feira (27), no Palácio da Abolição, a partir do meio-dia, as obras de mobilidade urbana em Fortaleza para a Copa do Mundo.

Fortaleza foi destaque ao entregar o primeiro estádio da Copa, após o Governo do Estado concluir em tempo recorde as obras da Arena Castelão, mas atrasou o cronograma das obras de mobilidade e urbana e do Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Vamos nós – Esperamos que não haja “puxão de orelha”, como ocorreu na visita do ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, diante do atraso nas obras do Aeroporto Internacional Pinto Martins. O clima promete ser de colaboração mútua, mesmo porque o ministro Aguinaldo Ribeiro e o governador Cid Gomes estarão novamente juntos, na sexta-feira (31), em visita ao Cinturão das Águas do Ceará.

Um rolezinho no Cuca

Da coluna Segurança Pública, no O POVO desta segunda-feira (27), pelo jornalista Ricardo Moura:

Inaugurado em 2009, o Centro Urbano de Cultura, Arte, Ciência e Esporte (Cuca) da Barra do Ceará realiza atividades artísticas, culturais e esportivas gratuitas dirigidas à população entre 15 e 29 anos. A intenção da Prefeitura é que o centro se torne um espaço de “encontro e convivência, de sociabilidade e participação”. Para que isso aconteça, gestores e educadores sociais têm de lutar todos os dias contra as armadilhas impostas por uma disputa territorial que tem como combustível o tráfico de drogas e que contribuiu fortemente para que a Barra do Ceará registrasse 74 homicídios no ano passado.

Embora a maioria dos jovens e adolescentes que frequentam o Cuca seja da Barra do Ceará e arredores, há quem venha de mais longe: dos municípios de Caucaia ou Maracanaú. Adolescentes que cumprem medidas socioeducativas também utilizam o espaço como uma das etapas da ressocialização. Mesmo após o cumprimento da medida, muitos deles retornam de forma espontânea ao centro para se beneficiar dos serviços prestados no local. Segundo a direção do equipamento, cerca de 90 mil pessoas passaram pelo centro em um ano para participar de cursos, assistir a shows e peças teatrais ou praticar atividades esportivas.

Esse número, contudo, poderia ser ainda maior. O acesso ao Cuca é um dos pontos cruciais para que essa iniciativa seja bem-sucedida. Quem mora em áreas de livre trânsito enfrenta menos problemas para chegar ao local. Isso nem sempre é possível para quem se vê em meio à disputa de gangues rivais. Conforme relatos ouvidos pela coluna, alguns moradores que residem próximo ao Cuca são impedidos de usar o centro porque teriam de passar por ruas que “pertencem” a grupos rivais. Em períodos de maior tensão, já foi preciso transportar os jovens em um van para que eles pudessem participar das atividades. O medo afasta do equipamento aqueles que seriam seus principais usuários.

Para tentar superar essa situação, os profissionais do Cuca vão além do trabalho realizado entre os muros. O projeto “Cuca na Comunidade” busca levar ações de arte e cultura aos jovens que têm sua circulação restrita por causa do sentimento de insegurança. Escolas vizinhas estão recebendo projetos de mediação escolar. Segundo Zoraia Nunes, supervisora do Núcleo de Comunicação Popular do Cuca da Barra, a melhor maneira de tratar do tema violência com os jovens é fazer com que eles enxerguem outra realidade além do que a que costuma se apresentar no cotidiano.

“Fizemos uma oficina de fotografia na Pracinha do Abel, no Pirambu, e propusemos a eles que vissem o local para além da violência. As fotos, então, registraram o mar, as pessoas idosas, a história do lugar. É preciso que a região seja conhecida também por sua história, pelo que tem de positivo”, comenta.

As ações governamentais necessitam de continuidade. Só assim esforços como esses realizados pelo Cuca poderão criar raízes e gerar resultados. Para que isso ocorra, a sociedade tem de estar atenta a essa realidade, além de cobrar do Estado que garanta o direito de a nossa juventude fazer um “rolezinho” (para usar a expressão da moda) nos equipamentos públicos de arte, lazer e cultura da cidade quando e como bem desejar.