Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Vereador eleito tem crise de estrelismo na Câmara Municipal

387 101

O vereador eleito pelo PTC, Antonio Farias de Sousa, o “A Onde É”, teve uma crise de estrelismo na tarde desta terça-feira (16), na Câmara Municipal de Fortaleza. Com pizzas nas mãos e traje de entregador (sua atual profissão), Antonio Farias tentou entrar no plenário do Legislativo Municipal para distribuir pizzas aos vereadores.

Ao ser barrado na entrada do plenário, por não estar de paletó (o regimento interno da Câmara Municipal prevê o traje para homens), o vereador eleito pelo PTC teve uma crise de estrelismo.

Antônio Farias passou a xingar os vereadores e disse que iria disciplinar a Câmara Municipal a partir de janeiro, quando assumirá o mandato. Sobrou até para João Alfredo (Psol), que tentou em vão explicar “Como É” que a coisa funciona.

DETALHE – Segundo alguns vereadores, Antonio Farias queria distribuir as pizzas no plenário da Câmara Municipal, para gravar para um programa de televisão.

PPL anuncia apoio a Roberto Cláudio no 2º turno

155 8

O Partido Pátria Livre (PPL), que teve como candidato a prefeito de Fortaleza André Ramos, decidiu que irá apoiar Roberto Cláudio (PSB) neste 2º turno. O anúncio foi feito na tarde desta terça-feira (16), durante evento que contou com a participação do prefeiturável e de seu vice, Gaudêncio Lucena (PMDB).

Segundo Ramos, Roberto se comprometeu mais com as propostas apresentadas pelo partido no primeiro turno.

Além do PPL, já anunciaram apoio ao candidato do PSB as seguintes siglas: PDT, PPS e PCdoB.

(O POVO Online)

Juristas querem que Código de Defesa do Consumidor limite endividamento das famílias

69 1

Os débitos em conta dos brasileiros estão entre os temas que devem ser incluídos na modernização do Código de Defesa do Consumidor (CDC). Três projetos de lei foram elaborados por sugestão da comissão de juristas formada no Senado para oferecer subsídios à atualização da legislação de consumo. Uma das propostas trata da proteção ao crédito e ao superendividamento.

Com base na regulação do crédito consignado, a comissão de juristas  sugere um percentual máximo de 30% de endividamento sob a renda líquida do consumidor. Segundo o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e presidente da comissão,  Herman Benjamin, pela proposta, os débitos em conta automáticos devem respeitar o princípio do chamado mínimo existencial.

Para o ministro do STJ, nenhum consumidor pode se endividar ou ser endividado além do mínimo necessário à manutenção da família e da própria existência. “A partir daí, as necessidades básicas de uma família começam  a ser comprometidas. Isso acarreta problemas, às vezes suicídio, e custos para toda a sociedade”, disse Benjamin.

Outro ponto previsto na atualização do Código de Defesa do Consumidor diz respeito aos milhares  de processos individuais e ações civis públicas que sobrecarregam o Poder Judiciário. Para dar  prioridade e agilidade às ações coletivas na Justiça, os juristas sugerem a criação de mecanismos alternativos de conciliação e o fortalecimento dos serviços de proteção ao consumidor (Procons), minimizando a judicialização do consumo.

O Código de Defesa do Consumidor foi criado há 22 anos e pode sofrer agora sua primeira reforma. As mudanças foram discutidas nesta terça-feira (16) em uma audiência pública na Comissão Temporária de Modernização do Código de Defesa do Consumidor com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e com o presidente da comissão de juristas que ajudou a elaborar os projetos que alteram a lei, ministro do STJ Herman Benjamin.

(Agência Brasil)

Chico Lopes diz que apoio a Roberto Cláudio foi “decisão política”

88 7

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=sNOijHNbfZI&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=4&feature=plcp[/youtube]

O deputado federal Chico Lopes (PCdoB), que foi candidato a vice na chapa derrotada do postulante a prefeito de Fortaleza, Inácio Arruda (PCdoB), afirmou, nesta terça-feira: o apoio do seu partido a Roberto Cláudio foi uma “decisão política”. Ele disse que não tinha sentido apoiar o PT, levando em conta as propostas de Inácio e as críticas feitas à gestão petista.

Sobre o desempenho pífio de Inácio Arruda na disputa- cerca de 22 mil votos, Chico Lopes creditou, entre vários fatores, ao pouco tempo do partido na propaganda eleitoral gratuita.

Sintro fecha o terminal do Conjunto Ceará por uma hora

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Ceará (Sintro) paralisa as atividades no terminal do Conjunto Ceará, na tarde desta terça-feira (16), em protesto contra a onda de assaltos nos ônibus que cobrem as linhas da região.

A paralisação terá início às 15h30min e deverá durar uma hora, segundo os organizadores da manifestação.

Segundo o diretor de patrimônio do Sintro, Geraldo Lucena, hoje pela manhã um ônibus da empresa Ceará Grande foi assaltado e um trocador foi esfaqueado. O motorista do veículo escapou de um tiro que foi dado por um dos bandidos.

Ainda segundo o diretor, se nos próximos dias, nenhuma atitude for tomada por parte do poder público ou das empresas de ônibus, novas paralizações serão realizadas nos demais terminais.

Marqueteiro reprova neutralidade de Heitor Férrer

160 8

Com o título “Em Política não existe neutralidade”, eis nota que o marqueteiro Antônio Augusto Coelho manda para o Blog e que faz uma reflexão sobre a postura do candidato derrotado do PDT à Prefeitura de Fortaleza, Heitor Férrer, de ficar neutro neste segundo turno da disputa, não apoiando Roberto Cláudio (PSB/PMDB) nem Elmano de Freitas (PT). Confira:

Caro Eliomar de Lima,

Como leitor assíduo deste Blog, gostaria de lamentar a postura neutra do candidato derrotado a prefeito de Fortaleza, Heitor Férrer (PDT). Como marqueteiro, que ainda degusta vitória de vários prefeitos no interior do Estado onde trabalhei em campanhas – destaque-se o de Maranguape, Átila Câmara, e o de São Gonçalo do Amarante, com Cláudio Pinho – creio que Heitor, que saiu com 21% dos votos no primeiro turno, desperdiça o ensinamento de Tancredo Neves de que “na política não existe neutralidade.” Sempre há de optar-se pelo “menos ruim”.

Sem querer polemizar com Heitor a quem admiro como parlamentar e ex-vereador, creio que sua campanha teve alguns senões como, por exemplo, no último debate na TV Verdes Mares praticamente ele amarelar e desperdiçar tempo fazendo perguntas a candidatos que não tinha sequer um por cento de intenção de votos nas pesquisas.

Admito ainda que a militância de Heitor arrefeceu ante as pesquisas que apontavam Elmano (PT) e Roberto Claudio (PB/PMDB) no segundo turno e que ele próprio só alfinetava a administração de Luizianne Lins (PT) quanto ao Hospital da Mulher. Centrava suas críticas quase somente contra Cid Gomes num erro de estratégia, pois a eleição era para prefeito da cidade e não governador.

O voto é a única manifestação do eleitor-cidadão em procurar o gestor que pode fazer mais pela cidade e pela população, daí porque é verdadeira incoerência de um político do quilate de Heitor Ferrer pregar o voto nulo, branco ou mesmo a abstenção.

Por fim, vem a indagação que não só faço mas, creio, também fazem os mais de 200 mil eleitores que votaram nele no primeiro: Como Heitor votará no dia 27 de outubro próximo? Anulará o voto ou vota em branco? Se o fizer é uma demostração inequívoca de antidemocracia. Então, é melhor aliar-se ao Movimento da Crítica Radical, da ex-prefeita Maria Luiza Fontenelle de que nenhum candidato merece o voto do cidadão.

* Antônio Augusto Coelho,

Especialista em Marketing Político.  

Política de privacidade do Google na mira da União Europeia

“A empresa Google tem quatro meses para mudar a forma de acumular informações pessoais de seus usuários da União Europeia (UE). O prazo foi definido hoje (16) pelas autoridades do bloco, que querem que a empresa garanta mais privacidade aos usuários. Desde março, os dados de usuários coletados pelo YouTube e Gmail – serviço gratuito de e-mails –, foram agregados para refinar os critérios de publicidade direcionada.

Apesar de a empresa informar que a política de privacidade está de acordo com as exigências da UE, os europeus dizem que a decisão não atende à legislação do bloco por não deixar claro aos usuários como seus dados serão coletados e usados e por quanto tempo serão retidos. Em março deste ano, o Google foi notificado, no Brasil, pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) do Ministério da Justiça, que pediu mais detalhes sobre as mudanças na política de privacidade do site.

O DPDC exigiu informações sobre o processo de revisão da política de privacidade e sobre a manifestação da sociedade e dos consumidores sobre a mudança. O governo brasileiro também questionou se há alternativa para aqueles que desejam utilizar os diversos produtos, como o Gmail, o Google+, o YouTube, sem que haja uma interconexão de seus dados pessoais.”

(Agência Brasil)

Secult divulga edital para produção de cinema e vídeo

A Secretaria da Cultura do Estado está divulgando o Edital de Cinema e Vídeo 2012.

O Edital de Cinema e Vídeo 2012, no valor de R$ 3.810.000,00, objetiva o desenvolvimento de projetos de audiovisual, por meio da concessão de apoio financeiro, através da assinatura de Convênio (Pessoa Jurídica) ou Termo de Cooperação Financeira (Pessoa Física), que visem fortalecer a política de audiovisual através do fomento à produção, formação e difusão de obras audiovisuais de longa-metragem, curta-metragem, produtos para televisão e novas mídias de produção cearense independente no Estado do Ceará, inserir o produto audiovisual cearense no mercado exibidor nacional e internacional, entre outros.

Segundo o secretario-executivo do Sistema Estadual de Cultura-Siec, Fabrício Vidal, podem participar do edital pessoas físicas maiores de 18 anos, residentes e domiciliados no Ceará há pelo menos 02 (dois) anos, com inscrições válidas e regulares, que tenham relação direta com o objeto do projeto a ser realizado. Assim como também. pessoas Jurídicas de Direito Privado, com ou sem fins econômicos, com sede e foro no Estado do Ceará há pelo menos 02 (dois) anos, e que apresentem, expressa em seus atos constitutivos, finalidade ou atividade de cunho artístico e/ou cultural compatível com a proposta inscrita.

“Os proponentes contemplados nas edições anteriores ao X Edital Ceará Cinema e Vídeo – 2012, só poderão concorrer neste edital, caso estejam adimplentes com a prestação de contas final” afirma, Fabrício.

Em caso de vitória, PDT espera participar da gestão de Roberto Cláudio

133 4

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=2boVXGWYiy4&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=5&feature=plcp[/youtube]

O presidente regional do PDT, deputado federal André Figueiredo, afirmou, nesta terça-feira, que o partido aceita a postura de neutralidade na campanha em Fortaleza adotada pelo candidato derrotado Heitor Férrer. O dirigente estadual pedetista não quis qualificar a postura de Heitor como de rebeldia.

O PDT também espera, em caso de vitória de Roberto Cláudio, ter participação em sua administração.

Dilma anuncia ampliação da Defensoria Pública da União

“Com a meta de ampliar o acesso da população de baixa renda à assistência jurídica gratuita, o número de Defensorias Públicas da União (DPU) deve passar das atuais 58 para 200 unidades distribuídas por todo o território nacional até 2015. O informação está na edição de hoje (16) da coluna semanal Conversa com a Presidenta. No texto da coluna, a presidenta Dilma Rousseff destaca a garantia de direitos como fundamental para o acesso à cidadania: “Um dos pilares da cidadania é a garantia do acesso aos direitos, para a qual é fundamental um sistema de justiça democrático, eficiente e transparente”.

A presidenta cita também que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) liberou esse ano linha de crédito de R$ 300 milhões para modernizar e fortalecer as defensorias públicas nos estados e no Distrito Federal. Dados da Defensoria Pública da União apontam que de janeiro a setembro desse ano as defensorias fizeram 926 mil atendimentos. A assistência jurídica da DPU pode defender o cidadão em processos cíveis ou criminais no Poder Judiciário, apresentar recursos aos tribunais e ajuizar ações. Outro tipo de serviço é a assistência jurídica extrajudicial, que dá orientações e aconselhamento jurídico.

A coluna Conversa com a Presidenta é publicada semanalmente em jornais cadastrados na Secretaria de Imprensa da Presidência, com respostas da presidenta Dilma a perguntas enviadas por leitores.”

(Agência Brasil)

Plácido pede respeito à decisão de Heitor

80 6

Em pronunciamnto nesta terça-feira (16), no planário da Câmara Municipal de Fortaleza, o líder da oposição no Legislativo, vereador Plácido Filho (PDT), pediu que o PT e o candidato petista Elmano de Freitas respeitassem a decisão de Heitor Férrer em se manter neutro na disputa do segundo turno à Prefeitura de Fortaleza.

Plácido se mostrou incomodado com o uso de parte da entrevista coletiva de Heitor no programa eleitoral de Elmano de Freitas, quando o então candidato do PDT falou de suas razões por não apoiar o candidato do PSB, Roberto Cláudio. No programa político do PT foram omitidas as razões pelas quais Heitor também não apoiaria Elmano.

“Se Elmano tivesse respeito com Heitor e com os mais de 262 mil eleitores que apostaram no programa do PDT para Fortaleza, ele responderia os questionamentos que Heitor fez durante os debates no primeiro turno”, comentou Plácido, ao se referir ao deslocamento de profissionais das emergências do IJF e dos frotinhas para o Hospital da Mulher.

Prefeitura entrega mais um posto reformado

Essa informação é do site da Prefeitura de Fortaleza:

A Prefeitura de Fortaleza devolveu mais um posto de saúde totalmente reformado à população da Regional VI. Trata-se do Centro de Saúde da Família (CSF) Hélio Góes Ferreira (Avenida Engenheiro Leal Limaverde, 453), localizado no Conjunto Alvorada. As intervenções aconteceram em toda a estrutura do posto, trazendo mais conforto e qualidade na realização das atividades. O CSF recebeu nova pintura, reparos hidrossanitários e elétricos, ampliação de salas, além da instalação de uma nova caixa d’água, entre outras intervenções.

A estrutura do posto comporta consultórios médicos, consultório odontológico, sala de acolhimento, sala de vacinação, sala de aerosol, sala de curativo, sala de coleta de sangue e farmácia. A unidade é atendida por duas equipes do Programa de Saúde da Família (PSF), sendo cada uma composta por médico, dentista, enfermeira e agentes de saúde. Além de clínica geral, a população tem disponíveis atendimentos em pediatria, ginecologia e odontologia.

Ulysses Guimarães – 20 anos de ausência

Com o título “Ulysses Guimarães, 20 anos de ausência”, eis artigo que manda para o Blog o presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado e presidente estadual do PMDB, senador Eunício Oliveira. Ele homenageia a memória de Ulysses que saiu da cena política brasileira há 20 anos. Confira:

Há quem defina o “gênio” como a pessoa que mira e atira em um alvo que ninguém mais enxerga – e acerta! Ulysses Silveira Guimarães – o Senhor Diretas, Senhor Constituição e, claro, Senhor PMDB, cuja morte trágica e misteriosa, ao lado de dª Mora, companheira de amor e de vida, há exatos 20 anos, nos privou, merece como ninguém o título de gênio maior da política brasileira.
Para marcar esse tempo, nada melhor do que lembrar a história que ele construiu. Na esteira das eleições de 1970, realizadas sob repressão e censura, e que resultaram em séria derrota para o Movimento Democrático Brasileiro (MDB), Ulysses, recém-conduzido à presidência da legenda, foi capaz de ‘ler’ no grande número de abstenções, votos nulos e brancos a janela de oportunidade que, anos depois, levaria às grandes vitórias da oposição e o início da derrota final do regime militar.

Dr. Ulysses, com a paciência dos autênticos sábios, ensinou que naquele ‘anti-voto’ escondiam-se a frustração e o descontentamento que cumpria à oposição transformar em força positiva de esperança e mudança. Daquela leitura brotaria, em 1973, sua ‘anticandidatura’ à Presidência da República. Na eleição indireta, por um colégio eleitoral de cartas marcadas, a derrota era líquida e certa. Mesmo assim, o anticandidato, seguro de que navegar é preciso, percorreu todo o país de ponta, criando fatos políticos que atraíam a atenção da imprensa e driblavam a vigilância dos censores.

Na Convenção Nacional emedebista, em setembro de 1973, declarou: “o paradoxo é o signo da presente sucessão presidencial”. E, logo adiante: “não é o candidato que vai percorrer o País. É o anticandidato, para denunciar a antieleição, imposta pela anticonstituição.” Sua estratégia de resistência democrática floresceu e frutificou no pleito de novembro de 1974, com a oposição elegendo 15 das 21 cadeiras do senado, além de 165 entre 364 deputados federais. Um plebiscito contra a ditadura.

Nos anos seguintes, sempre reeleito para a presidência do MDB, liderou seus companheiros na ocupação de todos os espaços e na utilização de todos os canais de comunicação com uma sociedade civil cansada do arbítrio. E foi no dia 13 de maio de 1978, em Salvador, em campanha pelos candidatos do PMDB, que o dr. Ulysses, orador eloquente e dotado de presença de espírito, produziu uma frase histórica. Diante do cerco policial, fulminou: “respeitem o presidente da oposição! […] soldados da minha pátria: baioneta não é voto, cachorro não é urna!”

Àquela altura, passados o período mais sombrio da repressão, da tortura, da morte e dos desaparecimentos, a cúpula militar constatou o alto preço moral que a politização da caserna e a militarização da política impuseram a uma instituição baseada na hierarquia e na disciplina. Passava o regime a falar em liberalização, em distensão “lenta, gradual e segura”. Na verdade, isso traduzia um estratagema de afastamento do governo sem abandono do poder, cujo sucesso dependia do estilhaçamento da frente oposicionista então abrigada sob o manto do MDB.

O resultado foi a reforma partidária de 1979/80. Esse remendo casuístico, a par de fomentar o surgimento de uma oposição ‘domesticada’, obrigou as agremiações a incorporar a palavra ‘partido’ às suas siglas, ao que o dr. Ulysses reagiu com astúcia, limitando-se a colocar um ‘p’, de povo, na frente das familiares ’m,d,b’.

Ulysses tinha a mais forte convicção de que nem mesmo a usina militar de casuísmos era capaz de bloquear o movimento irresistível rumo da redemocratização. Como sempre, estava certo: as eleições de 1982, marcadas pela volta da escolha dos governadores pelo voto popular, deram mais uma vitória à oposição em vários Estados, com os peemedebistas Franco Montoro, Tancredo Neves, José Richa e Íris Resende, enquanto o trabalhista histórico Leonel Brizola, de volta do longo exílio desde 1979, com a conquista da anistia, foi conduzido ao Palácio Guanabara pelo povo do Rio de Janeiro.

E ainda estava reservado a esses novos governadores um papel essencial, no fornecimento de apoio político ao próximo ato da redemocratização: a campanha pelas eleições diretas para Presidente da República, as ‘diretas já’! A proposta de emenda constitucional apresentada por um jovem e aguerrido deputado federal mato-grossense, Dante Martins de Oliveira, ensejou as maiores manifestações populares de toda a nossa história, cobrindo o Brasil de amarelo.

O amarelo das diretas transformou-se na nova cor da esperança e iluminou os palanques onde as palavras e os gestos do dr. Ulysses assumiam absoluto e primeiríssimo plano. No dia 16 de abril de 1984, no último megacomício, realizado no Vale do Anhangabaú, no centro da capital paulista, 1,5 milhão de pessoas disseram ‘presente’ ao chamado da democracia na voz inconfundível do dr. Diretas.

Contudo, a ditadura, mesmo desgastada, desmoralizada e deslegitimada, ainda não estava derrotada. Na sessão do Congresso do dia 25 de abril daquele ano a Emenda Dante recebeu 298 sins e 65 nãos, portanto, menos que os 325 votos necessários. A sucessão do general-presidente João Figueiredo, tal como programado nas planilhas do regime autoritário, seria mesmo conduzida no circuito fechado do Colégio Eleitoral.

A despeito da derrota, não tardaria a ficar claro que o saldo das diretas não havia sido em vão. Rapidamente, a palavra de ordem passou a ser ‘Tancredo Já!’, e a vitória do discreto e hábil estadista mineiro na última eleição indireta só seria possível àquela mobilização. Nos momentos trágicos que caracterizaram a véspera do que seria a posse do novo presidente, a indiscutível autoridade moral de Ulysses Guimarães, àquela altura já à frente da Presidência da Câmara, foi decisiva para orientar a solução política e constitucional do impasse, com a investidura do vice na chapa entre o PMDB e a Frente Liberal, o nosso companheiro José Sarney.

O longo, complexo e rico processo de reconstitucionalização do País correspondeu ao apogeu do prestígio e do carisma do nosso velho e querido timoneiro, que então acumulava as Presidências da Assembleia Constituinte, da Câmara e do PMDB. O choque de interesses e ideologias que, longamente impedidos de se expressar durante a noite escura do arbítrio, transbordaram para o espaço democrático do Parlamento.

Hoje, é mais que consenso entre os analistas, historiadores e participantes daquele momento singular, que sérios e numerosos impasses então surgidos não teriam chegado a bom termo sem o concurso da liderança indisputável de Ulysses Guimarães. É como se as suas magníficas palavras, quando da promulgação da Constituição de 1988, que no próximo ano completa 25 anos, ainda ressoassem: a nova carta “certamente não é perfeita. Ela própria o confessa ao admitir a reforma. Mas, quanto a ela, discordar, sim; divergir, sim; descumpri-la, jamais.”

Estava, enfim, cumprida a maior missão que seu destino e, também, a sua virtude cívico-política lhe haviam reservado. Porém, o espírito inquieto daquele autodenominado “caçador de nuvens” definitivamente não fora feito para o repouso. Pouco depois, lá estava ele engajado em mais uma busca, dessa vez do que poderíamos muito bem considerar o ‘santo graal’ da política brasileira: a Presidência da República, na eleição de 1989.

Formo entre aqueles que, até hoje, consideram que os 4,43% dos votos obtidos pelo dr. Ulysses não fizeram juz, nem de longe, ao seu contributo precioso à nossa civilização democrática. Mas, sua envergadura humana, sua generosidade natural, sua paixão incondicional pelo Brasil e seu povo não permitiram que ele se curvasse ao desânimo.

Ao desaparecer para sempre no mar de Angra dos Reis, ao lado da esposa e do casal Severo Gomes (seu dileto amigo, outro honrado e indispensável guerreiro da democracia) naquele fatídico dia 12 de outubro de 1992 – motivo deste artigo para marcar seus 20 anos –, estava, como sempre, comprometido de corpo e alma com a campanha pelo parlamentarismo.

A despeito da falta provocada pela sua morte, lacuna que jamais foi preenchida, restou a certeza de que ele partiu como queria, pois já havia avisado: “Eu não quero morrer de raiva, nem de mágoa, nem de doença. Eu quero morrer na luta”. Cabe a todos nós, detentores de qualquer parcela de responsabilidade decisória na esfera pública, mas sobretudo a nós, militantes do partido que ele fundou e, como ninguém, engrandeceu, dedicar o melhor do nosso esforço, da nossa energia, da nossa capacidade a honrar seu exemplo, continuar sua obra.

* Senador pelo PMDB do Ceará, Tesoureiro do PMDB.

TV O POVO fará debate com prefeituráveis nesta 5ª feira

82 7

A TV O POVO vai realizar debate com os candidatos a prefeito de Fortaleza. Nesta quinta-feira, a partir das 19 horas, ocasião em que Elmano de Freitas (PT) e Roberto Cláudio) PB/PMDB) terão oportunidade de expor, com mais detalhes, suas propostas para a cidade.

A mediação ficará por conta do jornalista Rui Lima.

DETALHE – Nesta quinta-feira, o Jornal O POVO estará divulgando a primeira pesquisa Datafolha sobre a disputa em Fortaleza.

Justiça Eleitoral manda retirar da propaganda do PT trecho da entrevista de Heitor

66 4

Saiu agora há pouco decisão da Justiça Eleitoral mandando o PT retirar de sua propaganda eleitoral gratuita da televisão trecho da entrevista coletiva onde o candidato derrotado do PDT à Prefeitura, Heitor Férrer, critica Roberto Cláudio. O PSB também trabalha para estender decisão para o rádio.

Para alguns, decisão que chega depois de muitos estragos.

Roberto Cláudio tem reunião com PCdoB e ganha discurso de ex-secretário de Luizianne

60 4
Evaldo Lima discursando no encontro.
“Um governo de alianças tem que ter a cara dos aliados, por isso vamos incorporar as lutas e sugestões dos nossos aliados”, disse, nesta terça-feira, o candidato a prefeito de Fortaleza pelo PSB/PMDB, Roberto Claudio. Ele participou de encontro com militantes do PCdoB.
No encontro, o presidente estadual do PCdoB, Carlos Augusto Diógenes (Patinhas)  e o vereador eleito Evaldo Lima, ex-secretário municipal dos Esportes, que teve direito a fala de apoio a Roberto Cláudio. Evaldo, no entanto, em nenhum momento, cuspiu no prato que comeu até bem pouco tempo. Ou seja, nada de critica a gestão de Luizianne Lins (PT).
(Foto – Divulgação)

E por falar em pesquisas… não vou perder meu voto

Com o título “Não vou perder meu voto”, eis artigo do cientista político Vasco Furtado, que pode ser lido no O POVO desta terça-feira. Ele aborda a velha mania de muito eleitor de seguir pesquisas e votar em quem estiver liderando, que é pra não perder o voto, quando acaba cometendo grande equívoco. Cofira:

Escutei recentemente a frase que é título desta crônica com uma frequência que me surpreendeu. Fez-me refletir. A circunstância das eleições municipais na Capital, onde vários candidatos tinham boas intenções de voto, fez com que muitos fortalezenses decidissem seu voto por um critério que a meu ver soa, no mínimo, estranho: votar no mais provável a ganhar, pois afinal “não queriam perder o seu voto”.

Quero esclarecer primeiramente que acho que a grande vitória de todos os eleitores é a de possuir o poder do voto e de usá-lo como considerar correto. Por isso não me agrada discutir o mérito da escolha por um ou outro candidato. Não critico nem mesmo a opção pela não-escolha via voto nulo ou branco (embora particularmente nunca opte por ela).

No entanto, considerar que o voto bom é aquele dado a quem supostamente tem mais chance de ganhar parece-me equivocado. Afinal, não estamos falando de aposta em uma corrida de cavalos, não? Seria isso fruto de nossa sociedade
competitiva em que temos sempre que nos mostrar vitoriosos? Talvez, mas o cenário vivido em Fortaleza continha um agravante.

Estive com frequência rodeado por pessoas que consideravam Heitor Férrer (PDT) o melhor candidato, mas mesmo assim não declaravam que votariam nele porque achavam que ele não iria ganhar. Pois é, ele não ganhou. Não se saberá jamais se teria ido ao segundo turno se esses eleitores tivessem agido diferente. Espero que o resultado final da apuração os tenha feito refletir sobre sua postura.

Afinal, pensar que é possível saber o vencedor antes da eleição é dar valor demais às pesquisas e valor de menos ao candidato e ao próprio voto. Resta-me racionalizar: o exercício da democracia se aprende na prática e nós brasileiros temos ainda pouca experiência. Que o episódio dessa nossa eleição sirva-nos como aula a não ser esquecida do que deve ser um voto vitorioso.

Vasco Furtado

furtado.vasco@gmail.com
Cientista e professor universitário.

Cuba anuncia fim da permissão oficial para que cidadãos possam deixar o País

O governo do presidente de Cuba, Raúl Castro, anunciou hoje (16), por meio do jornal oficial do país,Granma, o fim da exigência de permissão para que cidadãos viajem ao exterior. Também anunciou que será eliminada exigência da carta-convite a partir de 14 de janeiro de 2013. As medidas, segundo o governo, integram uma reforma nas leis de migração de Cuba. A nova regra permite ainda a ampliação de 11 meses para até dois anos do período de permanência no exterior de cubanos que viajam a negócios particulares. Excedido o prazo, o cubano deve procurar o Consulado de Cuba no país onde está para obter a ampliação do período de permanência.No texto, publicado no Granma, o governo diz que as medidas “devem ser mantidas para preservar o capital humano, criado pela Revolução [Cubana, em 1959], do roubo de talentos por poderosos”. As novas regras estão publicadas hoje no Diário Oficial da República por meio de um decreto do Conselho de Estado, que altera a Lei de Migração.

A concessão de permissão para um cidadão deixar Cuba é uma exigência desde a instauração do governo socialista, em 1959. Porém, nos últimos anos Raúl Castro tem promovido uma série de modificações e abertura do país na economia. As medidas são uma forma de driblar as dificuldades causadas pelo forte embargo econômico, financeiro e comercial por que passa o país.”

(Com Agência Brasil)

Heitor autoriza Roberto Cláudio a usar trecho de coletiva onde critica Elmano

80 2

“Durante rápida entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (17), o deputado estadual Heitor Férrer anunciou que seu partido, o PDT, irá processar a candidatura de Elmano de Freitas (PT) por ter usado trecho de entrevista coletiva concedida ontem, em que apresenta argumentos para justificar porque não apoia Roberto Cláudio neste 2º turno. Uma postura que vai de encontro à decisão do próprio partido, que agora é pró-Roberto.

Além disso, ele também autorizou Roberto Cláudio a usar a parte de sua entrevista em que explica porque não votaria no petista, como forma de “equilibrar” a disputa. Nela, Heitor afirma que jamais apoiaria o “continuísmo”. Esse trecho foi cortado pela propaganda do PT.

O PDT, por sua vez, pedirá na Justiça a imediata retirada do trecho do programa eleitoral, além de um direito de resposta na propaganda de Elmano. Nele, Heitor afirma que apoiar Roberto Cláudio seria “negar” sua própria história como deputado. “Como é que o Heitor Férrer poderia subir no palanque do candidato do governador, tendo feito severas críticas ao seu governo, como quando levei à Justiça o escândalo dos empréstimos consignados?”, diz.

Heitor disse ter ficado surpreso com a veiculação da entrevista, excluindo a parte em que também tece críticas a candidatura de Elmano. “Induz a pensar que eu esteja dando apoio, o que não é verdade”.

NADA IRREGULAR

O coordenador político da campanha de Elmano de Freitas, deputado estadual Antônio Carlos (PT), afirma que a veiculação das imagens não representa qualquer irregularidade, por se tratar de “entrevista aberta e pública”.

Após entrevista de ontem, inclusive, Carlos esteve reunido com Heitor Férrer a portas fechadas, juntamente com outros petistas. Elmano de Freitas chegou a ir à Assembleia – local da coletiva – para cumprimentar Heitor pelo posicionamento.”

(O POVO Online/Canal Política)