Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Ceará será sede de Encontro Nacional de Comissões de Educação

O Ceará deverá sediar o III Encontro Nacional de Comissões de Educação, no próximo ano, segundo decisão do evento realizado neste fim de semana, em Cuiabá/MT. Os deputados estaduais Queiroz Filho (PDT) e Acrísio Sena (PT) representaram o Ceará no II Encontro Nacional de Presidentes e Vice-presidentes de Comissões de Educação das Assembleias Legislativas e garantiram o próximo encontro em Fortaleza.

“Ficamos muito orgulhosos com a decisão do próximo encontro de Presidentes e Vice-presidentes de Comissões de Educação de todo o Brasil ser realizado em Fortaleza, no primeiro trimestre de 2020. Outro estado estava na disputa, mas o que decidiu a escolha foi a relevância do Ceará nos bons resultados na área, já apresentados em tantos estudos”, disse Queiroz Filho, presidente da Comissão de Educação na Assembleia Legislativa do Ceará.

Financiamento da educação

Assuntos como como a Reforma da Previdência pelo Governo Federal, o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e os Planos Nacional, Estaduais e Municipais de Educação, estiveram em pauta. O déficit no financiamento da educação em alguns estados da região Nordeste foi colocado em discussão.

“A questão do piso nacional é estipulado pelo Ministerio da Educação. Estamos com 100% do Fundeb destinado só para a folha dos profissionais da educação. É insuficiente. Às vezes, o Governo Federal impõe obrigações para os estados e municípios, mas não há o devido repasse de verbas. Esse é só um exemplo pelo qual defendemos um Fundeb permanente”, ressaltou Queiroz Filho.

As sugestões foram formalizadas numa carta que será encaminhada para o Senado Federal e a Câmara dos Deputados.

(Fotos: Divulgação)

Caixa registra 12 milhões de transações após liberação do FGTS

A Caixa Econômica Federal registrou 12 milhões de transações no primeiro sábado com agências bancárias abertas para o pagamento do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Segundo o banco, foram creditados R$ 4,97 bilhões nas contas de mais de 12 milhões de trabalhadores.

Por meio do Twitter, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou que o banco está preparado para atender os trabalhadores interessados em fazer a retirada dos valores disponíveis.

“A cada duas semanas, vamos liberar mais de R$ 5 bilhões. A Caixa está preparada para atender a população com tranquilidade nos mais de 55 mil pontos de atendimento em todas as regiões do Brasil”, disse.

De acordo com a Caixa, com os pagamentos do FGTS liberados na sexta-feira (13), o banco atingiu o maior número de transações da história no Internet Banking. Até ontem, foram mais de 33 milhões de movimentações, aumento de 97% comparado com o dia 14 de agosto.

Horário especial

A Caixa também vai trabalhar com horário estendido por duas horas nas próximas segunda (16) e terça-feira (17). Assim, as agências, que normalmente abrem às 11h, vão iniciar o atendimento às 9h. Já as que abrem às 10h iniciarão os trabalhos às 8h e as que abrem às 9h atenderão a partir das 8h e terão uma hora a mais ao final do expediente. No caso de agências que abrem às 8h, serão duas horas a mais ao final do expediente normal.

Depósito automático

A Caixa começou a fazer o depósito automático para quem tem conta poupança, seguindo calendário do mês de nascimento. Os próximos a ter acesso ao saque são os nascidos em maio, junho, julho e agosto, no dia 27 de setembro. Em seguida, no dia 9 de outubro, será a vez de os nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro. Os clientes da Caixa que têm conta corrente podem fazer o pedido de crédito por meio dos canais de atendimento.

Segundo o banco, cerca de 33 milhões de trabalhadores receberão o crédito automático na conta poupança. Os clientes do banco que não quiserem retirar o dinheiro têm até 30 de abril de 2020 para informar a decisão em um dos canais disponibilizados pela Caixa.

Além das agências bancárias, a Caixa disponibiliza os seguintes canais de atendimento: o aplicativo do FGTS, a página na internet, o Internet Banking Caixa e o telefone 0800 724 2019.

Para aqueles que não têm conta poupança na Caixa, aberta até o dia 24 de julho de 2019, ou conta-corrente, o calendário começa no dia 18 de outubro, para os nascidos em janeiro, e vai até 6 de março de 2020, para os nascidos em dezembro.

(Agência Brasil)

Alergia a medicamento – Roberto Leal morre aos 67 anos, após insuficiência renal

402 3

Morreu na madrugada deste domingo (15) o cantor português António Joaquim Fernandes, o Roberto Leal, 67, após uma insuficiência renal. Ele estava internado há cinco dias no Hospital Samaritano, em São Paulo, após dar entrada por alergia a medicamento.

Segundo a assessoria do cantor, ele se tratava de um câncer há cerca de dois anos.

A causa da morte de Roberto Leal ainda não foi divulgada, assim como local de velório e sepultamento.

(Foto: Arquivo)

Mais de 1,8 mil brasileiros fazem hoje o Encceja Exterior

Mais de 1,8 mil brasileiros que moram fora do país farão hoje (15) o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos residentes no exterior (Encceja Exterior). A prova será realizada em 18 cidades de 12 países: Bruxelas (Bélgica); Barcelona e Madri (Espanha); Boston, Houston, Nova Iorque e Miami (Estados Unidos); Paris (França); Caiena (Guiana Francesa); Amsterdã (Holanda); Roma (Itália); Nagoia, Hamamatsu e Tóquio (Japão); Lisboa (Portugal); Londres (Reino Unido), Genebra (Suíça) e Paramaribo (Suriname).

O Cartão de Confirmação da Inscrição está disponível na Página do Participante na internet. O cartão contém informações pessoais, número de inscrição e o endereço do local do exame, além dos recursos de acessibilidade, quando for o caso. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) recomenda que os inscritos no exame imprimam e levem o cartão para a prova.

O Encceja é um exame para jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir os estudos na idade apropriada. Os interessados em tentar o certificado do ensino fundamental devem ter, no mínimo, 15 anos de idade completos na data da prova; para obter o certificado do ensino médio, a idade mínima exigida é de 18 anos.

O exame é composto por quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. Para a certificação do ensino fundamental, o participante é avaliado em ciências naturais; matemática; língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física e redação; e história e geografia.

Já para o ensino médio, as áreas avaliadas são ciências da natureza e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; linguagens e códigos e suas tecnologias e redação; e ciências humanas e suas tecnologias.

Certificação

Após a aprovação do candidato, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília e o Colégio Pedro II, do Rio de Janeiro, que firmaram Acordo de Cooperação Técnica junto ao Inep, ficam responsáveis pela emissão dos certificados.

Cabe ao Ministério das Relações Exteriores encaminhar os certificados e as declarações de proficiência às embaixadas e aos consulados de cada país, bem como avisar aos participantes que os documentos encontram disponíveis para retirada nas representações diplomáticas.

Além da modalidade regular e do exame para residentes no exterior, o Inep também aplica o Encceja para Jovens e Adultos brasileiros residentes no exterior que cumprem Pena Privativa de Liberdade (Encceja Exterior PPL). Em 2019, as provas para esse público serão aplicadas somente em Tóquio, no Japão, de 16 a 27 de setembro.

(Agência Brasil)

Mega-Sena e Quina voltam a acumular

Nenhum apostador acertou os seis números da Mega-Sena, sorteados na noite desse sábado (14), em São Paulo. De acordo com a estimativa da Caixa Econômica Federal, o prêmio da quarta-feira (18) será de R$ 120 milhões. As 154 apostas com cinco acertos receberão a quantia de R$ 47,4 mil.

Os números sorteados foram: 0217212851 e 60.

Também não houve acertador dos cinco números da Quina e o pr~emio desta segunda-feira (16) será de R$ 6,7 milhões, segundo ainda a estimativa da Caixa. Os números sorteados nesse sábado foram: 06 – 15 – 50 – 51 e 68.

Juristas defendem proteção de transexuais em medidas socioeducativas

Juristas reunidos no 7º Fórum Nacional da Justiça Protetiva (Fonajup) e do 25º Fórum Nacional da Justiça Juvenil (Fonajuv) são contrários ao encaminhamento de mulheres transexuais e travestis para alas masculinas, em unidades para cumprimento de medidas socioeducativas. Aplicadas pela Justiça com finalidade pedagógica, as medidas socioeducativas são destinadas a adolescentes entre 12 e 18 anos que incidiram na prática de crime ou contravenção penal.

Participaram das discussões autoridades de tribunais de Justiça de todo o país, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), da Câmara dos Deputados, da Defensoria Pública e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Os dois eventos, sediados no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, ocorreram simultaneamente nesta semana.

“Colocar a mulher transexual em alas do sexo masculino é um desrespeito à identidade. Você tem dados de doenças sexualmente transmissíveis porque existe abuso sexual. Você tem dados de violência física. Elas precisam estar em uma ala feminina”, defendeu Maria Eduarda Aguiar da Silva, que em 2017 se tornou a primeira advogada trans a obter a carteirinha da OAB com o nome social. Ela foi responsável pela palestra de abertura, que abordou os direitos fundamentais das pessoas lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais ou transgêneros (LGBT) em unidades de internação e entidades de acolhimento.

O Fonajup e o Fonajuv se dedicam a avaliar a eficácia de normas protetivas e a propor medidas legislativas pertinentes que digam respeito à criança e ao adolescente em situação de vulnerabilidade. As entidades se debruçam sobre questões como adoção, direito de liberdade e privacidade e ensino domiciliar, entre outros.

A preocupação com a vulnerabilidade da população LGBT leva em conta pesquisas sobre a realidade do país. Em novembro do ano passado, um relatório da organização não governamental (ONG) austríaca Transgender Europe colocou o Brasil em primeiro lugar no ranking de homicídios de transexuais e travestis. Outro levantamento, realizado pelo Grupo Gay da Bahia (GGB) mostrou que, em 2017, 445 LGBTs foram mortos em crimes motivados por homofobia. Em 179 desses casos, a vítima era trans.

Para Maria Eduarda, se a unidade para cumprimento de medidas socioeducativas corrobora com uma situação que pode resultar em violência, ela não favorece a ressocialização da transexual e da travesti, que é o objetivo final. Segundo ela, o encaminhamento para a ala feminina deveria ser de imediato, tão logo se dê entrada no local. A advogada acredita que uma equipe preparada é capaz de tomar a decisão correta.

“O que preconiza o Código do Processo Civil é que não dependem de prova os fatos notórios. Então não precisamos exigir provas da transexualidade de ninguém. Precisamos é ter uma equipe capacitada para identificar e acolher uma pessoa transexual assim que ela esteja naquela unidade. Se ocorrer questionamento sobre a identidade, se forem exigidos exames e análises prolongadas de psicólogos, vai gerar mais sofrimento e mais questionamento dessa pessoa. E enquanto isso, ela ficará onde? Na ala masculina, sofrendo todo tipo de violência? Por isso, a análise tem que ser de imediato”, argumentou.

Maria Eduarda lamentou que, muitas vezes, a mulher transexual só é retirada da ala masculina após obter liminar na Justiça. Ela colocou em questão também os riscos para a ala feminina. “Não há crime sem lei anterior que o defina e não há pena sem prévia cominação legal. É o que diz o Artigo 1º do Código Penal. Então, como transexuais podem ser considerados possíveis fraudadores e estupradores antes da ocorrência do cometimento de um crime? Essa é uma mentalidade que reproduz a transfobia que precisamos combater dentro das instituições. Não conheço nenhum caso de transexuais que tenham agredido sexualmente mulheres em alojamentos nos prédios públicos ou em alas hospitalares”, disse.

A juíza Lavínia Tupy Vieira Fonseca, titular da Vara de Execução de Medidas Socioeducativas do Distrito Federal, defendeu uma ala específica para transexuais e travestis. Ela disse ter adotado essa opinião acompanhando a situação de uma adolescente de 14 anos.

“Quando o caso chegou ao meu conhecimento, vi logo que era impraticável manter uma transexual num bloco masculino. E, na internação provisória, eu a encaminhei para o bloco feminino. De lá pra cá, já fizemos diversos estudos de caso. É um trabalho que aprendemos todo dia. Hoje, acho que deve ser um local específico para transexuais. Porque até entre as meninas há uma intolerância. Elas aceitam mais que os meninos. Isso é fato. Mas há muita rixa e muita ocorrência disciplinar, provocações. Tem ocorrido com certa frequência todos os meses”, relatou.

(Agência Brasil)

Vozão abusa de perder gols, empata com o Botafogo e deixa grupo da Sul-Americana

Em uma partida em que o Botafogo veio para ver o Ceará jogar, as duas equipes não saíram do empate sem gols, na noite deste sábado (14), no Castelão, na última rodada do primeiro turno do Brasileirão.

Enquanto a equipe carioca não deu problema para a defesa do Vozão, o time da casa abusou de perder gols, sendo que em três oportunidades “até a vovó faria”. Mas o Vovô não fez.

Com o resultado, o Ceará deixou o grupo da Sul-Americana, ao perder a 12ª colocação na tabela para o Vasco, que derrotou a Chapecoense, mais cedo, por 2 a 1, no interior catarinense. O Vozão ainda poderá perder mais duas posições, neste domingo (15), em caso de vitórias de Fortaleza e Goiás. Mas as duas equipes jogam fora de casa, diante do Bahia e Grêmio, respectivamente, times em ascensão nas últimas rodadas. Nos outros jogos deste sábado: Flamengo 1×0 Santos e Palmeiras 1×0 Cruzeiro.

O Ceará volta a campo no domingo (22), em Maceió, diante do CSA, na rodada de estreia do segundo turno.

(Fotos: Reprodução)

Campanha Setembro Laranja alerta para a obesidade infantil

A Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP) promove, neste mês, a campanha Setembro Laranja, de combate à obesidade infantil. O intuito é conscientizar a comunidade médica e a população em geral sobre a importância de práticas alimentares saudáveis em casa e nas escolas, bem como estimular a prática de atividades físicas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que 41 milhões de crianças menores de cinco anos estejam acima do peso. Para a Sociedade de Pediatria esse dado é alarmante e a entidade está empenhada para que seja drasticamente reduzido. A conscientização é imprescindível para prevenir a obesidade infantil e outros problemas decorrentes de uma alimentação inadequada, defende a sociedade.

De acordo com o pediatra e nutrólogo Mauro Fisberg, membro do Departamento de Nutrição da SPSP, as principais implicações do excesso de peso podem ser divididas em problemas de curto, médio e longo prazo. “A curto prazo é a falta de diagnóstico, principalmente falta de conscientização, porque parte das famílias e parte dos profissionais da saúde muitas vezes não avaliam ou interpretam as curvas de crescimento adequadamente e assim deixam de fazer o diagnóstico precoce do excesso e controle de peso”.

A segunda situação, de acordo com o pediatra, são as características emocionais como o bullying, “que começa dentro da própria casa; as características que levam alterações da dinâmica familiar ou de comportamento”. Segundo Fisberg, a carência nutricional é outro fator importante. “Apesar do excesso de peso, quase sempre as crianças nessa condição são seletivas, comem pouco de alguns alimentos e muito de outros. Elas podem ter alterações de pele, de postura, podem ter aumento do colesterol, dos triglicérides, e pode ter aumento da resistência insulínica [levando ao diabetes]. Isso pode causar no futuro um obesidade mais grave, hipertensão, doenças cardiovasculares, alterações lipídicas e todas os aspectos comportamentais e emocionais ligados ao excesso de peso”, alerta.

O pediatra orienta também sobre a prevenção, que deve envolver toda a família. “É importante prevenir através de uma mudança global em todo o sistema de comportamento da família e da sociedade, modificando a alimentação, reduzindo a ingestão de alimentação inadequada e aumentando a atividade física, mas principalmente tendo um comportamento mais consciente em relação a esses aspectos: alimentação, atividade física e de uma forma geral a forma como encaramos o comportamento da alimentação dentro das famílias”.

Fisberg alerta que a obesidade é mais fácil de ser prevenida do que tratada nas crianças. “Hoje aproximadamente uma para cada quatro crianças apresenta excesso de peso, e provavelmente dessas, em torno de 8% a 10% tem obesidade e quase todas tem obesidade grave. Por isso ela deve ser prevenida, porque não é muito simples perder peso exatamente numa fase de crescimento e desenvolvimento, onde faz parte da vida que se ganhe peso, ganhe massa muscular e massa gordurosa, então é preciso equilibrar crescimento e desenvolvimento com restrição de energia e que não modifique o crescimento, por isso é muito mais importante prevenir do que tratar”, adverte.

(Agência Brasil)

Comissão debate aspectos concorrenciais da proposta que pune devedor contumaz

A Comissão Especial que analisa proposta com punições para o devedor contumaz (PL 1646/19) promove audiência pública na terça-feira (17) sobre os aspectos concorrenciais da proposta. O pedido para o debate é dos deputados Jorge Braz (Republicanos–RJ); Elias Vaz (PSB-GO); Tadeu Alencar (PSB-PE); e do relator do projeto, Arthur Oliveira Maia (DEM-BA).

Jorge Braz quer discutir os prejuízos da concorrência desleal por meio do não pagamento intencional de impostos e os desafios jurídicos para enfrentá-la.

Elias Vaz também destacou a necessidade de medidas para combater as condutas fraudulentas, que “permitem o oferecimento de preço artificialmente alcançado com base na sonegação contumaz”.

(Agência Câmara Notícias)

Energias Renováveis – Sindienergia debate o futuro do setor no Ceará

Em evento promovido pelo Sindienergia, em parceria com a Fiec, representantes de todas as categorias do setor de energia debateram esta semana os rumos do mercado de energias no Ceará, diante do setor ter se tornado um importante insumo para a indústria, com grande impacto nos custos de produção.

Os palestrantes e debatedores conduziram painéis com os temas: Oportunidades e desafios do setor de energias, Geração Centralizada de Energia, Geração Distribuída de Energia, O futuro da Distribuição de Energia, entre outros.

O encontro debateu ainda todas as matrizes de energias, porém, o tema Energias Renováveis dominou os painéis devido a crescente capacidade dentro do setor. O Ceará, em especial, ocupa uma posição privilegiada no âmbito nacional. De acordo com a Aneel o Estado é a 7ª potência mundial no mercado de geração distribuída fotovoltaica.

Segundo o CEO da Quadran Brasil, Armando Abreu, 45% da energia utilizada no Brasil já é renovável. A expectativa é que nos próximos 20 ou 30 anos esse percentual chegue a 94%.

(Foto: Divulgação)

Grêmio e São Paulo são favoritos na rodada; Vozão tem 52% da preferência

Na última rodada do primeiro turno do Brasileirão, neste fim de semana, o Grêmio e o São Paulo aparecem como maiores favoritos com chances de vitória, segundo sites de apostas online. As duas equipes, que respectivamente enfrentam o Goiás e o CSA, aparecem com 66.4% de chances de vitória, diante de 26.3% de empate e 7.2% de chances de vitória de seus adversários.

Entre os outros quatro favoritos com mais de 50% de chances de vitória está o Ceará, que na noite deste sábado (14) recebe o Botafogo, a partir das 21 horas, no Castelão. O Vozão é o sexto favorito na rodada, com 52.8% de chances de vitória, contra 29.8% de empate e 17.3% de chances de vitória do time carioca.

O Bahia, que neste domingo (15) recebe o Fortaleza, a partir das 16 horas, na Fonte Nova, é o quinto favorito na 19ª rodada, com 53.5% de chances de vitória, contra 32.1% de empate e 14.3% de chances de vitória do Leão.

De forma surpreendente, o Cruzeiro, do treinador Rogério Ceni, ex-Fortaleza, é a terceira maior zebra da rodada, quando possui apenas 10.9% de chances de vitória diante do Palmeiras, em partida na noite deste sábado, a partir das 19 horas, em São Paulo. O Verdão aparece com 57.1% de chances de vitória, diante de 31.9% de chances de empate.

O quarto favorito na rodada é o Athletico Paranaense, que recebe o lanterna Avaí, na manhã deste domingo, a partir das 11 horas, na Arena da Baixada, com 56% de chances de vitória, diante de 32% de empate e 12% de chances de vitória da equipe catarinense.

A rodada será aberta em instantes, às 17 horas, no Maracanã, com Flamengo x Santos, em partida que vale a liderança do Brasileirão.

(Foto: Arquivo)

Oposição pede CPI para investigar suposta articulação entre procuradores e Moro na Lava Jato

Líderes da oposição protocolaram pedido de criação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar “a violação dos princípios constitucionais e do Estado Democrático de Direito, em razão da suposta articulação entre os membros da Procuradoria da República no Paraná e o então juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, tornada pública pelo site The Intercept, no mês de junho deste ano” (RCP 5/19).

A série de matérias com o conteúdo do vazamento das supostas mensagens trocadas entre Moro e os procuradores ficou conhecida como “Vaza Jato”. Após a conferência de assinaturas do requerimento de criação da CPI, a Mesa Diretora da Câmara identificou 175 apoiadores, quatro a mais do que o necessário.

Encabeçam o pedido, os líderes André Figueiredo (PDT-CE), Alessandro Molon (PSB-RJ – Oposição), Ivan Valente (Psol-SP), Jandira Feghali (PCdoB-RJ – Minoria); Paulo Pimenta (PT-RS); Tadeu Alencar (PSB-PE); e Daniel Almeida (PCdoB-BA).

Para que a CPI seja criada, o requerimento deve ser lido em Plenário.

(Agência Câmara Notícias)

OMS mostra que 5 pessoas morrem a cada minuto por erro médico

Relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra que todos os anos milhões de pessoas sofrem as consequências, muitas vezes fatais, de erros médicos. As vítimas são sobretudo pessoas de camadas sociais mais pobres.

Em entrevista em Genebra, o chefe da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, informou que “morrem por minuto cinco pessoas devido a tratamento inadequado”.

Outro representante da organização, Neelam Dhingra-Kumar, comentou que se trata de “um problema global”, muitas vezes explicável por uma hierarquia demasiadamente rígida nos sistemas de saúde, em que médicos ou enfermeiros mais jovens não se atrevem a falar, ou funcionários encobrem erros cometidos por temer represálias.

Ainda segundo a OMS, quase metade (40%) dos pacientes sujeitos a tratamento ambulatório sofre os efeitos de erros médicos, percentual que baixa significativamente nos hospitais, embora permaneça, ainda assim, em preocupantes 10%.

A pesquisa mostra que anualmente 2,6 milhões de pessoas morrem nos 150 países de baixo ou médio rendimento devido a tratamentos médicos errados.

Os erros médicos abrangem desde diagnósticos errados a medicamentos errados, desde radiações inapropriadas a infecções hospitalares. A esses e outros erros possíveis são acrescentadas, por exemplo, a amputação de um membro quando a indicação era de amputar outro, ou a operação de um hemisfério cerebral quando a indicação era de operar o outro.

A ideia de que os erros médicos podem ser justificados por medidas de contenção financeira é contestada pelos peritos da OMS, mostrando que, pelo contrário, os sistemas onde os pacientes são, com frequência, vítimas desses erros acabam por gastar mais dinheiro para remediar os danos.

O exemplo inverso é o dos hospitais Medicare, nos Estados Unidos, que teriam poupado o equivalente a cerca de 25 bilhões de euros entre 2010 e 2015 devido a melhores controles de segurança, para evitar os erros. A Alemanha é também apontada como um bom exemplo na prevenção dos erros médicos.

(Agência Brasil)

Projeto dará apoio a 1,7 mil empresas para negócios no exterior

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Confederação Nacional da Indústria (CNI) fecharam parceria para oferecer auxílio a empresas com vistas a promover seus negócios no exterior. A ação pretende beneficiar mais de 1,7 mil firmas de todo o país.

Segundo a Apex, nos próximos dois anos serão promovidas 40 ações de apoio de inserção no comércio internacional, em frentes como a prospecção de mercados em outros países e rodadas com compradores estrangeiros para buscar ampliar a exportação das companhias selecionadas para o projeto.

Pelo menos oito ações devem ser realizadas ainda em 2019. Entre elas estão viagens a duas feiras internacionais na Alemanha, Anuga e K, e outra missão à feira CIEE, na China. Conforme os organizadores, até dezembro deverão ser organizados encontros com compradores internacionais em cidades brasileiras.

No total, deverão ser investidos R$ 13 milhões nas diversas fases da iniciativa. Como meta, os organizadores esperam que o conjunto de estratégias previstas para fomentar a internacionalização das firmas participantes gerem até R$ 350 milhões em novos negócios feitos com empresas estrangeiras.

De acordo com a Apex, desde 2013 mais de 4,5 mil empresas foram apoiadas por medidas semelhantes. Os projetos realizados resultaram em um volume de recursos de mais de US$ 2,5 bilhões (o equivalente a mais de R$ 10 bilhões).

(Agência Brasil)

Jornalista se passa por cliente de esposa de Eduardo Bolsonaro e irrita deputado

371 1

Com o título “O coaching online de Heloísa Bolsonaro: As lições que podem ajudar Eduardo a ser embaixador”, o jornalista da revista Época, João Paulo Saconi, relatou a experiência de ser cliente da psicoterapeuta Heloísa Wolf Bolsonaro, esposa do deputado federal Eduardo Bolsonaro e candidato a embaixador nos Estados Unidos. O artigo irritou o parlamentar, que reclamou que o repórter teria omitido sua profissão ao participar das sessões, além de ter dito que seria homossexual. Confira o artigo:

Durante um mês, fui aluno em sessões de coaching on-line da nora do presidente da República e, quem sabe, da futura embaixatriz brasileira em Washington, Heloísa Wolf Bolsonaro, de 27 anos. Há quatro meses, antes de se casar, ela ministrava aulas usando apenas o nome de solteira e cobrava R$ 500 pelo curso mais barato. Com o casamento e o novo sobrenome, o mínimo cobrado pelas aulas saltou para R$ 1.350. Ela se mostrou simpática, bem-humorada e disposta a longas conversas durante as cinco sessões de uma hora e meia em que recebi lições ao estilo das que têm ajudado o deputado federal Eduardo Bolsonaro a se preparar para a sabatina no Senado à qual está submetida sua ida para Washington.

Formada em psicologia, Heloísa abandonou o expediente como psicoterapeuta para atender apenas como coach pessoal, via internet, com áudio e vídeo transmitidos em tempo real diretamente do apartamento onde o casal vive, em Brasília. Comentários abstratos sobre “as pessoas” — em geral, as que se opõem ao marido — escaparam com alguma frequência. Semanas após o início das sessões, ela me diria que “as pessoas que são contra o governo” são capazes de qualquer coisa — inclusive, incendiar a Amazônia — para prejudicá-lo.

Contei que minha família, no interior de São Paulo, havia votado em Eduardo para a Câmara. Ela me agradeceu pelo apoio, mas disse que “os eleitores de São Paulo estão um pouco tristes com ele”. Questionei se a razão seria a indicação para a embaixada dos Estados Unidos. A resposta veio em forma de uma promessa. Heloísa lembrou que nada estava certo e afirmou que Eduardo poderá privilegiar São Paulo quando estiver à frente da embaixada, em “termos de negócio”.

A coach também tentou me provar que a homofobia é um preconceito distante dela, de Eduardo e da família. No casamento deles, por exemplo, havia três casais gays. Até sobre as práticas dos governos petistas e sobre a “caixa-preta do BNDES” nós conversamos. “Esse final de semana agora eu estava com o presidente do BNDES, que é um amigo nosso também. Ele falou: ‘Gente, o que a gente está descobrindo, o Brasil não está preparado para saber o rombo que ficou. Nosso país é tão rico, mas sustentou coisas inimagináveis’. Para a mulher de Eduardo, o relato é “chocante”.

Antes na penúltima sessão, ela me deu dicas de como me manter antenado enquanto me esforçava para acompanhar menos notícias tristes — uma das metas que definimos juntos. Terça Livre, Senso Incomum, Renova Mídia, Allan Santos, Filipe G. Martins, Tradutores de Direita, Ideias do Caio Copolla e Brasil Paralelo. O último é utilizado por Eduardo para estudar história nos preparativos para a sabatina do Senado: “Depois de assistir, a pessoa se torna muito mais inteligente e culta, eu amo!”, recomendou.

João Paulo Saconi, jornalista da Época

Um real – Com preços atrativos, bazar no BNB Clube apoia causa do autismo

Cerca de 2,5 mil artigos de decoração, vestuários, calçados e brinquedos estão à venda neste sábado (14), até as 16 horas, no BNB Clube – sede Aldeota, no III Bazar Faz Bem, promovido pela Associação Fortaleza Azul, com renda destinada à causa do autismo. Segundo os organizadores do bazar, os preços são atrativos, com peças sendo vendidas a um real. A entrada é gratuita.

“Toda a renda será revertida para projetos e ações de inclusão de autistas na sociedade, promovidos pela Fortaleza Azul, como palestras em escolas, capacitações com familiares e educadores e eventos pedagógicos e sociais, bem como para o nosso projeto principal de construção de uma sede própria para a associação”, ressalta Daniela Botelho, presidente da FAZ.

A Associação Fortaleza Azul existe desde 2015 e tem como objetivo reunir familiares de pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) para ações de conscientização, informação e inclusão desses indivíduos na sociedade. Atualmente, a entidade conta com cerca de 270 famílias associadas.

Agências da Caixa estão abertas até as 15 horas deste sábado para saque do FGTS

As agências da Caixa Econômica Federal estarão abertas neste sábado (14), até as 15h, para liberação do saque de até R$ 500 em contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A Caixa também vai trabalhar com horário estendido por duas horas na segunda-feira (16) e na terça-feira (17).

Assim, as agências, que normalmente abrem às 11h, vão iniciar o atendimento às 9h. Já as que abrem às 10h iniciarão os trabalhos às 8h e as que abrem às 9h atenderão a partir das 8h e terão uma hora a mais ao final do expediente. No caso de agências que abrem às 8h, serão duas horas a mais ao final do expediente normal.

O pagamento dos recursos começou ontem (13). O banco fará o depósito automático para quem tem conta poupança na Caixa, seguindo calendário de mês de nascimento.

Quem nasceu em janeiro, fevereiro, março e abril recebe primeiro. Os próximos a ter acesso ao saque são os nascidos em maio, junho, julho e agosto, no dia 27 deste mês. Em seguida, no dia 9 de outubro, será a vez os nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro.

Pagamento de dívidas

Pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que quase 10 milhões de brasileiros, cerca de 38% dos que têm direito ao recurso do FGTS, vão usar o dinheiro para quitar dívidas.

Segundo a Caixa, cerca de 33 milhões de trabalhadores receberão o crédito automático na conta poupança. Os clientes do banco que não quiserem retirar o dinheiro têm até 30 de abril de 2020 para informar a decisão em um dos canais divulgados pela Caixa: site, Internet Banking ou aplicativo no celular.

Os clientes da Caixa que têm conta corrente podem fazer o pedido de crédito em conta por meio dos canais de atendimento

Para aqueles que não têm conta poupança na Caixa, aberta até o dia 24 de julho de 2019, ou conta-corrente, o calendário começa no dia 18 de outubro, para os nascidos em janeiro, e vai até 6 de março de 2020, para os nascidos em dezembro.

(Agência Brasil)