Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Cid tem 45% de aprovação de seu governo e recebe nota média 6,3 dos eleitores de Fortaleza

O governador Cid Gomes (PSB) tem administração considerada ótima ou boa por 45% dos eleitores da Capital do Estado, segundo a pesquisa O POVO/Datafolha. A gestão é considerada ruim ou péssima por 15% da população. A avaliação regular foi citada por 37%.

A nota média atribuída pelos eleitores ao governo Cid foi de 6,3.

(O POVO Online)

Datafolha/O POVO – 39% do eleitorado reprova gestão Luizianne Lins

70 5

“O percentual dos eleitores que consideram a administração da prefeita Luizianne Lins (PT) ruim ou péssima caiu desde a última pesquisa Datafolha, realizada em novembro de 2010. Agora, há 39% de eleitores que reprovam a administração municipal, contra 50% naquela oportunidade.

No entanto, a pesquisa O POVO/Datafolha revela que Luizianne ainda tem o segundo pior desempenho entre os levantamentos realizados ao longo dos seus dois mandatos.

Os números foram divulgados com exclusividade, na noite deste domingo, na TV O POVO.

A avaliação positiva oscilou negativamente. O percentual dos que consideram o trabalho da Prefeitura ótimo ou bom caiu de 22% para 20%. Com isso, cresceu a avaliação regular, de 27% para 40%.

A nota média atribuída pela população de Fortaleza à prefeita teve ligeira melhora: passou de 4,4 para 4,7, em escala de zero a 10.

A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Foram ouvidos na pesquisa O POVO/Datafolha 831 eleitores de Fortaleza, nos dias 18 e 19 de julho. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) com o número CE-00004/2012.

Confira detalhes da pesquisa no O POVO desta segunda-feira.

(O POVO Online)

Vida de brasileiro vale menos que assédio moral de inglês

158 1

Há sete anos, o brasileiro Jean Charles foi executado a tiros pela unidade armada da Scotland Yard dentro de um trem do metrô de Londres. Ele teria sido confundido com um terrorista árabe, que havia tentado explodir o metrô londrino, dias antes.

A Polícia inglesa admitiu o erro, mas dificultou as investigações da morte do brasileiro que há três anos morava no sul de Londres. A Polícia chegou a ser multada por infringir normas de segurança na operação que resultou na execução do brasileiro.

Há cerca de três anos, a família de Jean Charles foi indenizada em 100 libras (310 mil reais). O valor é menor ao pago na mesma época a uma vítima de assédio moral em ambiente de trabalho, que recebeu 800 mil euros (1,9 milhão de reais).

Candidatos fazem bandeiraço em domingo ensolarado

Nem o forte sol desanimou os candidatos à Prefeitura de Fortaleza neste domingo (22). Enquanto Inácio Arruda (PCdoB) e Elmano de Freitas (PT) panfletaram na Praia do Futuro, Marcos Cals (PSDB) foi ao bairro Antônio Bezerra e Roberto Cláudio (PSB) acompanhou a militância na avenida Bezerra de Menezes. Os demais candidatos não enviaram agenda.

Marcos Cals e Elmano de Freitas comentaram a pesquisa Datafolha/O POVO, divulgada nesse sábado (21).

Para Marcos Cals, “os números são retrato de um momento inicial, que favorece quem já tem o recall de outras disputas na Capital”.

Já Elmano considera que a disputa está “embolada”. “Nós somos aquele candidato que ainda não foi deputado, não foi candidato a prefeito ou a governador. A campanha esta embolada. Já nos misturamos em quem se achava conhecido”, comentou.

Mulheres organizam protesto contra decisão do Cremerj de proibir partos em casa e doulas em hospitais

Movimentos sociais e de mulheres do Rio de Janeiro estão preparando um ato de repúdio às resoluções do Conselho Regional de Medicina do Estado do estado (Cremerj) que proíbem a participação de médicos obstetras em partos domiciliares e a presença das doulas (acompanhantes) em ambientes hospitalares.

A causa é apoiada pelo Grupo de Apoio à Maternidade Ativa (Gama), cuja coordenadora, Ana Cristina Duarte, receia que a medida possa se espalhar por todo o país. A manifestação está programada para o dia 5 de agosto, no Posto 9, em Ipanema.

Para a conselheira da Rede pela Humanização do Parto e do Nascimento (ReHuNa), Ingrid Lotfi, a decisão do Cremerj, publicada no último dia 19, foi uma “retaliação” à Marcha pelo Parto em Casa, ocorrida no dia 17 de junho em várias cidades brasileiras.

A marcha foi convocada por meio das redes sociais após o Cremerj ter solicitado ao Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) a punição do obstetra Jorge Francisco Kuhn, que defendeu, em um programa de televisão, o direito de mulheres saudáveis optarem pelo parto domiciliar, informou Ingrid.

(Agência Brasil)

As soluções do STJ para uma Justiça mais célere

Problemas cartorários, excessos recursais, formalismo na conduta dos magistrados, burocracia, prolixidade das decisões. Inúmeros fatores são apontados como entraves para que os processos não sejam julgados em um tempo razoável. Mas quais medidas vêm sendo tomadas pelos magistrados para contribuir com a resposta ágil na prestação jurisdicional? Em vários julgamentos, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) profere decisões que garantem ao cidadão uma solução mais rápida às suas demandas; passo importante para assegurar uma Justiça mais efetiva.

No julgamento de sucessivos recursos, por exemplo, o STJ vem pronunciando o entendimento de que não viola o princípio do juiz natural distribuir a um mesmo magistrado as diversas causas que discutem matérias repetitivas. Uma instituição bancária ingressou no STJ com o argumento de que a distribuição de ações individuais referentes a expurgos inflacionários concentradas em um único juízo é ilegal. A Quarta Turma, no entanto, entendeu que a medida atende aos princípios da razoável duração do processo e da instrumentalidade.

Processos que têm o mesmo assunto do repetitivo ficam “trancados”, o que às vezes é motivo de insatisfação para muitos jurisdicionados, que acabam por ingressar na Justiça para que a causa possa ter um curso independente. Para a Terceira Turma, não se admite reclamações da parte recorrente para se “destrancar” o recurso especial sobrestado na forma do art. 543-C do CPC porque isso interfere na ideia do legislador em fazer uma Justiça mais eficiente.

(STJ)

Brasileiros têm quarta maior fortuna do mundo em paraísos fiscais

220 2

Um estudo inédito chegou a valores depositados nas chamadas contas offshore sobre as quais as autoridades tributárias dos países não têm como cobrar impostos, mostra que os super-ricos brasileiros somaram até 2010 cerca de US$ 520 bilhões (ou mais de R$ 1 trilhão) em paraísos fiscais. Trata-se da quarta maior quantia do mundo depositada nesta modalidade de conta bancária.

O documento The Price of Offshore Revisited, escrito por James Henry, ex-economista-chefe da consultoria McKinsey, e encomendado pela Tax Justice Network, cruzou dados do Banco de Compensações Internacionais, do Fundo Monetário Internacional, do Banco Mundial e de governos nacionais para chegar a valores considerados pelo autor.

O relatório destaca o impacto sobre as economias dos 139 países mais desenvolvidos da movimentação de dinheiro enviado a paraísos fiscais. Henry estima que, desde os anos 1970 até 2010, os cidadãos mais ricos desses 139 países aumentaram de US$ $ 7,3 trilhões para US$ 9,3 trilhões a “riqueza offshore não registrada” para fins de tributação.

A riqueza privada offshore representa “um enorme buraco negro na economia mundial”, disse o autor do estudo. Na América Latina, chama a atenção o fato de, além do Brasil, países como o México, a Argentina e Venezuela aparecerem entre os 20 que mais enviaram recursos a paraísos fiscais.

Segundo o diretor da Tax Justice Network, John Christensen, além dos acionistas de empresas dos setores exportadores de minerais (mineração e petróleo), os segmentos farmacêutico, de comunicações e de transportes estão entre os que mais remetem recursos para paraísos fiscais. “As elites fazem muito barulho sobre os impostos cobrados delas, mas não gostam de pagar impostos”, observa Christensen. “No caso do Brasil, quando vejo os ricos brasileiros reclamando de impostos, só posso crer que estejam blefando. Porque eles remetem dinheiro para paraísos fiscais há muito tempo”.

(Agência Brasil)

Torcidas organizadas levam apreensão aos terminais

Centenas de torcedores do Fortaleza circularam na tarde deste domingo (22) pelos terminais da Parangaba e do Siqueira com o grito de guerra “se bater de frente, vai ficar com a cara inchada. Vila Peri, Bonsucesso e Parangaba”. O grupo se deslocava para o estádio Presidente Vargas, onde o Fortaleza enfrenta o Salgueiro, pela Série C do Campeonato Brasileiro.

A Guarda Municipal se manteve alerta para qualquer tipo de excessos. Segundo um inspetor, 20 guardas foram deslocadas para cada um dos terminais, mas o recomendável é um quadro de 50 homens.

“Atualmente, a Guarda Municipal conta com mil homens. Não há como mantermos um bom quadro nos terminais, em dias de jogos, pois a carência de efetivo é grande. Esse número tem que triplicar, muitos homens estão sobrecarregados”, comentou um inspetor.

Apesar do número reduzido, os guardas não permitiram excessos por parte dos torcedores. “Nossa ordem é não permitir depredações, nem que eles se matem. O resto é tolerável. Se tivermos que agir, agiremos com rigor. E eles (torcedores) sairão daqui (terminal do Siqueira) cantando músicas do padre Marcelo (Rossi)”, afirmou um guarda.

Maior parte dos estados e municípios não tem Plano de Gestão de Resíduos Sólidos

53 1

A maior parte dos estados e municípios brasileiros ainda não elaborou seu Plano de Gestão de Resíduos Sólidos, apesar de o prazo para concluir o projeto – que deve indicar como será feito o manejo do lixo em cada localidade – estar próximo do fim. A partir de 2 de agosto, a cidade que não tiver o planejamento fica impedida de solicitar recursos federais para limpeza urbana. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, até o momento houve apenas 47 pedidos de verba para construção dos planos, entre solicitações de administrações municipais e estaduais.

Como não é obrigatório pedir auxílio da União para elaborar os planejamentos, pode haver projetos em curso dos quais o ministério não tenha ciência. Mas a avaliação do órgão é a de que o interesse pela criação dos planos de gestão é baixo, mesmo que se leve em conta estados e municípios atuando por conta própria. “O pessoal tinha outras demandas e foi deixando de lado. Agora o prazo está se esgotando e a maioria não elaborou [o projeto]”, diz Saburo Takahashi, gerente de projetos da Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente.

As cidades e unidades da Federação tiveram dois anos para construir seus planos de manejo de resíduos, cuja criação está prevista na Lei n° 12.305/2010, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos. As consequências do pouco comprometimento com a exigência federal poderão ser sentidas cedo por estados e municípios. “De acordo com a legislação, até 2014 devem ser eliminados todos os lixões do Brasil. Para isso, será preciso implantar aterros sanitários, o que não se faz da noite para o dia. As cidades e estados que não tiverem plano de gestão não vão poder solicitar recursos para fazer isso”, destaca Takahashi.

(Agência Brasil)

Site da Época troca prefeitas e diz que Luizianne abrirá igreja

89 3

A página do sempre bem informado jornalista Felipe Patury, no site da revista Época, informa que a prefeita de Natal, Micarla de Souza, pretende abrir uma igreja quando deixar a controversa administração. No título, entretanto, foi feita confusão:no lugar de citar Natal, é informado que é a prefeita de Fortaleza – Luizianne Lins (PT), no caso – que faz planos para abrir a ibreja. Não é o caso.

Muito embora, fato que muita gente não sabe, Luizianne era Testemunha de Jeová e, até a adolescência, realizava pregações de casa em casa. Afastou-se ao ingressar no movimento estudantil.

(O POVO Online)

Vamos nós – Se a informação tivesse fundamento estaríamos em uma situação engraçada em Fortaleza: o pregador querendo ser prefeito e a prefeita querendo ser pregadora.

Justiça decide que PTC poderá ter candidatura a vereador em Fortaleza

O juiz da 114ª Zona Eleitoral, Mário Parente Teófilo Neto, decidiu neste fim de semana que o Partido Trabalhista Cristão (PTC) poderá ter candidatos a vereador nas eleições deste ano em Fortaleza.

O juiz julgou improcedente as impugnações intentadas pelo Ministério Público Eleitoral e pela Comissão Interventora Municipal do Partido Trabalhista Cristão.

De acordo com o processo, a Comissão Interventora reclamou da realização, na mesma data, de duas convenções municipais do PTC em Fortaleza, ambas supostamente ocorridas no último dia 10 de junho. Uma realizada na Câmara Municipal de Fortaleza, presidida pelo vereador Ciro Albuquerque, e outra realizada no Ginásio do IFCE, sob a presidência de Fernando Perdigão Bezerra.

Segundo a decisão do juiz, “não se verifica no bojo processual qualquer comprovação referente à realização dessa convenção que teria ocorrido no Ginásio do IFCE. Cabia à parte impugnante o ônus probatório de demonstrar, de forma segura e aceitável, a realização de tal convenção”.

Mulheres que fizeram redução de estômago podem ter bebês com baixo peso e problemas de saúde

O estudo feito pela Secretaria de Estado da Saúde em parceria com a Universidade Católica de Santos com 35 mulheres entre 24 anos e 39 anos, que ficaram grávidas depois de terem feito cirurgia bariátrica (redução de estômago), mostra que 88,6% delas tiveram parto por cesárea. Em relação aos bebês, 50% nasceram com baixo peso e 14% tiveram problemas respiratórios ou pulmonares, infecções e até a necessidade de reanimação na sala de parto, logo após o nascimento.

A pesquisa indica que a cirurgia bariátrica pode ter sido responsável pela maior vulnerabilidade nutricional das gestantes e que isso pode ter provocado reflexos nos fetos, afetando até a amamentação.

De acordo com os dados, 74% das mulheres engravidaram após um ano da cirurgia e 28,5% em menos de um ano. Do total de entrevistadas, 68,6% amamentaram os filhos por um período inferior a seis meses, com 43% realizando o aleitamento materno por apenas dois meses.

A pesquisadora e nutricionista da Divisão de Doenças Não Transmissíveis do Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria, África Isabel de la Cruz Perez, explicou que na cirurgia de redução de estômago, além de o paciente ter o tamanho do órgão diminuído, o que restringe a quantidade de alimento que pode ser ingerido diariamente, geralmente é feito um desvio de algumas partes do intestino, onde os nutrientes são absorvidos.

“O cirurgião desvia o trajeto normal do alimento para ele não passar pelo duodeno. Por isso há um prejuízo grande da absorção. Ela come pouco e o pouco que come não é absorvido. Assim ela vai passar a usar as reservas corporais que tem e, por isso, emagrece rápido. Isso é muito nocivo para a saúde. Agora imagine isso para uma pessoa que está em idade fértil e vai gerar uma criança.”

(Agência Brasil)

Eudes poderia ter ouvido Antônio Carlos

62 4

Da coluna Menu Político, no O POVO deste domingo (22), pelo jornalista Luiz Henrique Campos:

A trajetória do deputado federal Eudes Xavier (PT), construída exemplarmente na luta em favor dos movimentos sociais, não merecia que lhe constasse na bagagem o constrangimento de ter exposto tão a fundo companheiros de partido, no afã de defender com afinco a candidatura de Elmano de Freitas. Sim, porque ao levantar suspeitas sobre o uso de recursos oriundos dos empréstimos consignados e do dinheiro repassado ao programa dos kits sanitários na campanha do candidato do governador Cid Gomes, o parlamentar atirou para um lado, mas acabou atingindo o próprio umbigo. Ora, quem foi o principal defensor do governo estadual com relação à questão dos consignados se não o deputado estadual petista Antônio Carlos, hoje coordenador da campanha de Elmano?

Na época, se Eudes não sabe, Antônio Carlos não só rechaçou as denúncias, como fez, na Assembleia Legislativa, defesa quase kamikase diante dos fatos. É bom lembrar ainda ao parlamentar federal do PT que os demais deputados do seu partido silenciaram em relação às denúncias feitas por Heitor Férrer (PDT). Não quero crer que Antônio Carlos, até pouco tempo líder do governo Cid, tenha mudado de opinião sobre o assunto. Porque se o fez, estaria jogando toda a sua credibilidade na lama. Da mesma forma que Eudes Xavier deu um tiro errado ao questionar agora os consignados, não pega bem levantar a voz a respeito de outro escândalo do atual governo estadual, que foi o dos kits sanitários. Será que o parlamentar esqueceu que os desvios aconteceram em três gestões que tiveram à frente secretários petistas? Um deles, inclusive, afastado da direção do BNB?

É, o velho PT de guerra não perde a chance de atirar para todos os lados como se o ataque fosse a principal vitamina de motivação da militância, principalmente em épocas de campanha. Assim como Eudes, coube ao coordenador de Projetos Especiais, Relações Institucionais e Internacionais da Prefeitura de Fortaleza (Cooperii), Geraldo Accioly, outra pérola recente, ao criticar Francisco Pinheiro por ter aceito convite de Cid para voltar à Secult. Segundo Accioly, Pinheiro não teria capacidade gerencial para estar à frente de nada. Talvez esquecendo que Pinheiro foi secretário no primeiro governo Luizianne, só tendo saído por indicação da própria prefeita para a vice-governadoria de Cid. De todo modo, quanto a Pinheiro, não se pode ignorar muito a opinião de Accioly.

Ceará lidera ranking nordestino com mais casos de homofobia. Estado é o quarto no país

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH) divulgou neste fim de semana os estados brasileiros com maior número de casos de homofobia. Com 476 ocorrências registradas pelo Disque 100, no ano passado, o Ceará lidera o ranking nordestino, seguido pela Bahia, com 468 casos. No país, o Ceará fica atrás somente de São Paulo (1.110), Minas Gerais (563) e Rio de Janeiro (518).

Os números foram discutidos durante a reunião do Conselho Nacional LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais), em Brasília. O encontrou também elaborou um relatório sobre os termos de cooperação técnica para enfrentamento da homofobia. Atualmente, nove estados já possuem os termos em vigor, são eles: Acre, Amapá, Goiás, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande o Sul, Roraima e Tocantins.

O projeto de lei que criminaliza a homofobia também foi debatido durante o encontro. A proposta tramita no Congresso Nacional desde 2006. O PLC 122/06 é de autoria da ex-deputada federal Iara Bernardi (PT-SP) e foi aprovado na Câmara em dezembro de 2006. Desde então, a proposta aguarda apreciação no Senado Federal.

(com a SDH)

Clodoveu Arruda inaugura comitê nesta 2ª feira

83 6

O candidato a prefeito de Sobral pelo PT, Clodoveu Arruda, vai inaugurar seu comitê central de campanha nesta segunda-feira. Vai funcionar em área do Boulevard do Arco, ponto tradicional dessa cidade da Zona Norte do Ceará. Com ele, o vice Carlos Hilton.

O ato contará com a presença de delegações dos 16 partidos aliados e de dirigentes estaduais do partido e de membros ligados ao governador Cid Gomes (PSB).

Força Nacional pode reforçar segurança durante julgamento do mensalão

A pedido do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Carlos Ayres Britto, a Força Nacional de Segurança deverá ajudar a Polícia Militar do Distrito Federal a garantir a segurança da Corte durante o julgamento do processo do chamado mensalão, agendado para começar no próximo dia 2 de agosto. Segundo a assessoria do STF, Britto manifestou preocupação com a segurança dos presentes à sessão de julgamento e das instalações durante reunião na última quarta-feira (18) com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Ayres Britto chegou a pedir, informalmente, a presença do efetivo federal na área externa do prédio.

De acordo com a assessoria do Ministério da Justiça, Cardozo colocou a Força Nacional à disposição, mas sugeriu que o STF também peça reforços à Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal. A efetivação da autorização para a atuação da tropa federal depende agora apenas do pedido oficial do STF, informou à Agência Brasil a assessoria do Ministério da Justiça. Mensalão foi o nome dado para as investigações conduzidas pela comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI), no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de um suposto esquema de compra de votos de parlamentares pelo Executivo. O STF julgará 38 réus que constam dos autos do processo, entre eles José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil no governo Lula.

Ayres Britto anunciou que os preparativos para o julgamento da ação penal estavam praticamente concluídos. Na última sexta-feira (20), o STF deu início a uma série de simulados que servirão para testar a organização logística das sessões.

(Agência Brasil)

Datafolha/O POVO – Inácio diz que já estaria no 2ª turno

94 4

O candidato a prefeito de Fortaleza, Inácio Arruda, do PCdoB, avaliou “positivamente” o resultado da pesquisa Datafolha/O POVO, onde ele paarece em segundo, mas empatado tecnicamente com o postulante do PDT, Heitor Férrer. Fopi durante visita, nesta manhã de domingo, ao Mercado São Sebastião, quando fez corpo a corpo junto ao eleitorado acompanhado do seu vice, Chico Lopes (PCdoB).

Na pesquisa, Moroni obteve 27% das intenções de voto, na pesquisa estimulada (que apresenta um cartão com o nome de todos os candidatos para o eleitor escolher). Em seguida, estão os candidatos Inácio Arruda (PCdoB) e Heitor Férrer (PDT). Inácio registrou 14% das intenções de voto e Heitor, 11%. Como a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, os dois estão tecnicamente empatados. Logo abaixo, estão Renato Roseno (PSol) e Marcos Cals (PSDB), ambos com 6%, Roberto Cláudio (PSB), com 5%; e Elmano de Freitas (PT), com 3%.

“Foi ótimo o resultado pra quem começou a campanha sem panfleto. Pelos números, estaríamos no segundo turno. Começar uma campanha sem dinheiro e só no corpo a corpo não é fácil. A gente espera que as coisas agora melhorem”, disse Inácio para o Blog.

Do Mercado São Sebastião, Inácio e Chico farão campanha na Praia do Futuro.

(Foto – Divulgação)

Duelo de Titãs

43 1

Da coluna Sônia Pinheiro, no O POVO deste domingo (22):

E, na cena político-pré-eleitoral da cap -pelo menos aos olhos dos observadores- a expectativa gira bem mais em torno dos padrinhos do que dos afilhados que duelarão em 7 de outubro. É o caso dos Olimpos estadual & municipal –clã Ferreira Gomes x Luizianne Lins & sua moldura presumidamente puxada por Dilma Rousseff e Lula da Silva. Para os mais dramáticos, esta, sim será a mãe de todas as batalhas já que as próximas urnas descerrarão as cortinas para as eleições de 2014, quando estarão em disputa –no palco principal- a sucessão estadual e uma única cadeira para o Senado Federal.

E, assim –e of course- os Executivos do CE e de Fortaleza não pouparão todos os esforços, manhas & estratégias para eleger aquele que sentará na cadeira de Luizianne Lins. Isso, a despeito de outros 8 aspirantes à cobiçada posição acreditarem -muito, mais ou menos ou pouquinho- que poderão encarnar um Davi contra dois Golias, nutridos –aqueles- por uma história de inesperado em se tratando de uma caixinha de surpresa que, às vezes, aparece de quatro em quatro anos na capital, que se proclama eleitora de vontade própria. E absoluta!…

E, assim, caminha esta novela cujos capítulos delinearão o que pode acontecer daqui a menos de 3 meses. Mas, isso, só a partir da propaganda na telinha e em jornal, que terá start em agosto. Até lá, as pesquisas do momento exibem percentuais que talvez mudem bastante, já que as primeiras sondagens de opinião -em geral- revelam uma preferência por nomes já conhecidos, ficando as new faces avaliadas para o pós- debut…

Poder econômico é o segmento mais temível em eleições

45 3

Da coluna Concidadania, no O POVO deste domingo (22), pelo jornalista Valdemar Menezes:

A campanha para a prefeitura de Fortaleza vai ganhando contornos mais visíveis, à medida que as forças reais (sejam as do andar de cima, sejam os segmentos populares) se articulam, por trás dos partidos e dos candidatos, em busca de alcançar seus próprios objetivos. O segmento mais temível é o poder econômico por causa da influência que detém. É certo que os empresários não costumam pôr todos os ovos em uma única cesta, sobretudo, quando o resultado é incerto. Mas, já dá para perceber a preferência deles: é só olhar os volumosos recursos propagandísticos apresentados por certas candidaturas.

Numa hora dessas é que fica evidente o quanto o financiamento público de campanha eleitoral é uma necessidade gritante. É o modo decente e democrático de todos terem igual acesso aos eleitores. Ajudaria, também, a qualificar a disputa política: pois o que diferenciaria os candidatos seriam as propostas. E o primeiro ganho seria a saída de cena do poder econômico – um dos maiores fatores de distorção do processo eleitoral e da democracia.