Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

A prefeita tem razão

60 5

Em artigo no O POVO deste sábado (23), o editor adjunto do Núcleo de Conjuntura do O POVO, Luiz Henrique Campos, comenta do dilema na greve dos motoristas, quando políticos na gestão pública de forma traumática tiveram que refazer posições anteriores para se adaptar às novas situações. Confira:

A prefeita Luizianne Lins tem razão ao afirmar que a greve de trabalhadores em transporte coletivo de Fortaleza possui conotação política. Nada justifica que não se chegue a bom termo nas negociações ao verificarmos as reivindicações dos grevistas e o que oferece o sindicato patronal. A diferença é irrisória em comparação ao transtorno que a paralisação está causando ao fortalezense.

Achar, todavia, que haja alguma coisa orquestrada para beneficiar a futura candidatura de Renato Roseno (Psol) à prefeitura, pelo fato de o movimento ter como líderes pessoas ligadas ao PSTU, já é ir muito longe. Seria inflar demais as possibilidades do candidato no pleito eleitoral, principalmente ao levarmos em conta a alta rejeição que a paralisação gera na população.

O que Luizianne esquece, ou faz questão de esquecer, é que há movimentos reivindicatórios que pouco ou quase nada tem de respeito pela população. Se vangloriam de lutar por melhorias para suas categorias, mas reproduzem em escala bem maior ações as quais dizem lutar contra. São truculentos, ardilosos e nada afeitos ao jogo democrático. E o que é pior, se fazem de vítimas.

Quanto ao último ponto, não há nada mais covarde do que se fazer de vítima manipulando situações para tentar convencer pessoas que não possuem discernimento para produzir leituras críticas.

A consequência de atos do gênero é que quando essas lideranças são colocadas à prova, em postos de decisão, não conseguem se desvencilhar das teias que eles próprios ajudaram a tecer. Como consequência, viram marionetes de si mesmos, se deixando levar para o lado que a corda puxa. Quantos que estão na política hoje não forjaram suas trajetórias à base da dissimulação e do discurso fácil? Quantos, agora nas gestões públicas, não tiveram que de forma traumática refazer posições anteriores para se adaptar as novas situações?

São exemplos assim que descredenciam a política como arte da busca pelo bem comum. Uma pena.

Passagem já aumentou

73 8

Da coluna Política, no O POVO deste sábado (23), pelo jornalista Érico Firmo:

A Prefeitura de Fortaleza repete que a tarifa de ônibus não subirá em função da greve. Não que a medida esteja necessariamente errada, mas cumpre dizer que, com o desconto do ISS, o custo do transporte coletivo já ficou mais caro. A população paga essa conta. Aliás, é o que ocorre há anos – os empresários é que não vão arcar com o congelamento de preços.

Há razões plausíveis para que o Poder Público subsidie o acesso ao transporte. Os valores são impeditivos à população, sim. A despesa é cotidiana e inevitável para muita gente e afeta a renda familiar de forma decisiva em vários casos. Cabe discutir se deveria ser prioridade em relação a tantas outras demandas. Vale indagar, também, quanto do inequívoco potencial de aproveitamento eleitoral está por trás da opção. Mas a ação, indiscutivelmente, tem seu valor, para além de seu custo.

O que é fundamental é deixar claro que, se a tarifa se mantém inalterada por um lado, o conjunto da população paga essa conta por outro.

CPI quer explicações sobre afastamento de juiz da operação que prendeu Cachoeira

Depois do pedido de afastamento do juiz Paulo Augusto Moreira Lima da 11ª Vara Federal – responsável pelo processo da Operação Monte Carlo, que prendeu Carlinhos Cachoeira –, parlamentares apresentaram requerimentos para que ele dê explicações sobre esta decisão à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga as relações de Cachoeira, com agentes públicos e privados. Matérias divulgadas pela imprensa dizem que Moreira Lima e sua família teriam sofrido ameaças do grupo de Cachoeira.

A comissão fará reunião administrativa no dia 5 de julho, uma quinta-feira, às 10h15. Dias antes, haverá o depoimento de nove convocados.

A CPI já recebeu 258 requerimentos que aguardam análise, mas os parlamentares poderão apresentar novas propostas até as 10h15 do dia 3 de julho. Entre os já apresentados, há pedidos de convocação do dono da Delta Construções, Fernando Cavendish, e de quebra dos sigilos do empresário. Na última reunião administrativa, a CPI rejeitou sua convocação por 16 votos a 13. Também há requisições à Polícia Federal dos nomes – com número de CPF – das pessoas que receberam de Carlinhos Cachoeira aparelhos Nextel habilitados nos Estados Unidos.

(Agência Senado)

PV faz convenção e confirma apoio a Elmano

126 7

O pré-candidato do PT à Prefeitura de Fortaleza, Elmano de Freitas, participou, neste sábado, no Ginásio Aécio de Borba, da convenção do Partido Verde. Na ocasião, ele ganhou o apoio do partido e teve direito a fazer discurso.

“Há vinte anos, essa cidade não fazia casas para os mais pobres. Vamos entregar 12 mil casas populares”, disse, fazendo um balanço das ações da administração da prfeita Luizianne Lins (PT). Elmano reiterou que Lula informou para Luizianne que virá para a campanha em Fortaleza.

“Nós somos o time do companheiro Lula e da companheira Dilma”, acentuou o pré-candidato, adiantando que Fortaleza “é a capital com maior investimento público do Nordeste, pois criou mais de 200 mil empregos de carteira assinada.

Numa crítica indireta a outros candidatos, Elmano disse que não precisaria de aula de escritório para saber onde ficam os bairros de Fortaleza. Prometeu reforçar a educação. Ele foi secretário dessa área na atual administração, e concluiu: “Vamos apresentar propostas”, afirmou que não atacara ninguém na campanha.

(Foto – PV)

Roberto Cláudio diz que seu nome representa um projeto de transformação e critica a saúde, a educação e a mobilidade urbana

131 8

Roberto Cláudio discursa sob o olhar carinhoso da esposa Carol

O candidato do PSB à Prefeitura de Fortaleza, Roberto Cláudio, disse, durante convenção no Ginásio do Colégio Evolutivo, neste sábado, que a busca do partido por uma candidatura não girou em torno de um nome, mas de um projeto de transformação.

Roberto Cláudio afirmou que a sua trajetória de campanha terá três frentes: a saúde, a educação e a mobilidade urbana.

“Fortaleza vive uma das piores crises de saúde em sua história. Não dormirei uma noite, enquanto um trabalhador ou uma trabalhadora não tiver atendimento digno ao procurar cuidar do seu filho. Não se pode dizer que a cidade é humana, quando não se respeita a educação. Cem mil crianças sem creche e sem educação infantil”, disse.

O candidato afirmou que irá trabalhar nos três turnos e que terá a humildade de ouvir. Disse ainda que irá governar com aliados. “Aliado não é para ser submetido”, criticou.

Roberto Cláudio assegurou que a presidente Dilma é aliada da aliança. “Vamos bater à porta da presidente com projetos debaixo do braço, pois não se pode esperar ajuda sem projeto”, ironizou.

Na linha do discurso de Ciro Gomes, Roberto Cláudio afirmou que “não debateremos pessoas, mas problemas”, em um claro recado que a campanha não se reportará à prefeita Luizianne Lins.

Sob o olhar carinhoso da esposa Carol Bezerra, o candidato agradeceu aos pré-candidatos Salmito Filho e Ferrúccio Feitosa, além de Cid Gomes, Ciro Gomes e Eunício Oliveira.

(Foto – Paulo MOska)

* Veja trecho do discurso de Roberto Cláudio aqui.

Cid Gomes: Roberto não é candidato tirado do bolso da camisa, pois “não é esse o meu estilo”

67 6

O governador Cid Gomes afirmou que o candidato do PSB à Prefeitura de Fortaleza, Roberto Cláudio, não é um nome tirado do bolso de uma camisa. “Não é esse o meu estilo”.

Cid disse, ao discursar na convenção do partido, no ginásio do Colégio Evolutivo, neste sábado, que Fortaleza tem muitos problemas e que o voto será conquistado em caminhadas. O governador, que também é presidente regional do PSB, afirmou que a campanha terá um alto nível, diante do debate dos problemas da cidade.

(Foto – Paulo Moska)

SERVIÇO

* Confira trecho do discurso de Cid Gomes aqui.

Eunício afirma: Roberto Cláudio vai resgatar orgulho do cidadão em morar em Fortaleza

47 2

O senador Eunício Oliveira fez discurso, durante a convenção do PSB/PMDB neste sábado, no Ginásio do Colégio Evolutivo, sobre a vida política de Roberto Cláudio. Ele criticou a gestão municipal, principalmente o transporte público e a saúde.

Eunício disse que Roberto Cláudio irá resgatar “o orgulho do cidadão em morar em Fortaleza”.

O dirigente peemedebista foi o mais empolgado. Falou além do tempo definido pela organização.

SERVIÇO

* Veja trecho do discurso de Eunício Oliveira aqui.

* Veja trecho do discurso de Gaudêncio Lucena, o vice de Roberto Cláudio aqui.

Ciro Gomes: Roberto é líder dos líderes e critica transporte público

60 1

O ex-ministro Ciro Gomes foi o segundo a discursar, na convenção do PSB, neste sábado, no ginásio do Colégio Evolutivo. Ele criticou a precariedade do transporte público. Ciro afirmou que a população está sendo prejudicada, pois não há mais como o trabalhador chegar no horário de trabalho.

O ex-ministro afirmou também que Roberto Cláudio está preparado para assumir Fortaleza e seus problemas, principalmente na saúde, pois é doutor no setor.

Em nenhum momento, Ciro citou a prefeita Luizianne Lins, numa clara estratégia de que o alvo é a gestão, não a gestora.

Ou seja, nada de vitimizar a prefeita.

Cid, Eunício, Roberto Cláudio e companhia chegam à convenção

Momento de euforia na convenção do PSB com a chegada do governador Cid Gomes e do candidato Roberto Cláudio, na companhia do senador Eunício Oliveira, do ex-ministro Ciro Gomes e do vice na chapa Gaudêncio Lucena. O encontro ocorre, neste sábado, no ginásio do Colégio Evolutivo. Há muito militante e muito ônibus fretado no entorno do local.

Ou seja, a greve dos ônibus não foi problema.

(Foto – Paulo Moska)

Nem tudo é festa na homologação da candidatura do PSB

O grupo socialista ligado à deputada estadual Eliane Novais e ao ex-presidente municipal Sérgio Novais não participa da convenção que irá homologar o nome do deputado estadual como candidato do PSB à Prefeitura de Fortaleza.

A deputada reclama que nomes de relevância nas eleições de 2008 à Câmara Municipal de Fortaleza, como Almir de Sousa (mais de 5 mil votos), tiveram legenda negada. Segundo a deputada, o motivo seria o bom relacionamento desses filiados com o ex-dirigente Sérgio Novais.

Atualização (11h22min) – O PSB informa que o nome de Almir de Sousa foi incluído neste sábado na lista dos candidatos do partido à Câmara Municipal.

PCdoB assegura que Inácio Arruda não desistirá de candidatura

44 1

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=egHF_MpeQCM&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg&index=7&feature=plcp[/youtube]

O presidente estadual do PCdoB, Carlos Augusto Patinhas, se encontra na manhã deste sábado (23) na convenção do PSB, no Colégio Evolutivo. Ele assegurou ao Blog que o senador Inácio Arruda não desistirá de concorrer à Prefeitura de Fortaleza. “Não há mais volta, não adianta pressionar”, afirmou.

Patinhas disse que estava em visita de cortesia, assim como horas antes fez na convenção do Psol.

Já é grande a movimentação na convenção do PSB

118 2

Chegamos à convenção do PSB, no Colégio Evolutivo, e é grande a movimentação da militância socialista, como também de partidos aliados. A organização do evento informou que o governador Cid Gomes, o ex-ministro Ciro Gomes, o pré-candidato Roberto Cláudio e o vice Gaudêncio Lucena chegarão juntos por volta das 10 horas.

O Blog acompanha toda a movimentação.

(Foto – Paulo Moska)

PSOL vai de chapa pura

108 1

O PSOL informou na manhã deste sábado (23) que disputará a sucessão em Fortaleza com chapa pura, que será encabeçada pelo advogado Renato Roseno, tendo como vice a engenheira de pesca Soraya Tupinambá.

A convenção do Psol ocorre na manhã deste sábado, na sede do partido, na Avenida do Imperador (Centro). O partido estará coligado com o PCB.

Rio+20 – Documento ataca mercantilização da vida

“A declaração final da Cúpula dos Povos – sintetizada em um documento de quatro páginas e 20 parágrafos – ataca a mercantilização da vida e faz a defesa dos bens comuns e da justiça social e ambiental. A cúpula reuniu durante oito dias representantes da sociedade civil em atividades paralelas à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20.

O documento divulgado hoje (22) critica as instituições financeiras multilaterais, as coalizações a serviço do sistema financeiro, como o G8 e G20, a captura corporativa das Nações Unidas e a maioria dos governos, “por demonstrarem irresponsabilidade com o futuro da humanidade e do planeta”. A declaração ressalta que houve retrocessos na área dos direitos humanos em relação ao Fórum Global, que reuniu a sociedade civil também no Aterro do Flamengo, durante a Rio92. “A Rio+20 repete o falido roteiro de falsas soluções defendidas pelos mesmos atores que provocaram a crise global. À medida que essa crise se aprofunda, mais as corporações avançam contra os direitos dos povos, a democracia e a natureza.”

A economia verde, tão festejada na Rio+20 por líderes mundiais e empresários, foi desqualificada pelos participantes da cúpula. “A dita economia verde é uma das expressões da atual fase financeira do capitalismo que também se utiliza de velhos e novos mecanismos, tais como o aprofundamento do endividamento público-privado, o super-estímulo ao consumo, a apropriação e concentração de novas tecnologias.” O documento exige o reconhecimento do trabalho das mulheres e afirma o feminismo como instrumento da igualdade e a autonomia das mulheres sobre seus corpos.”

(Agência Brasil)

 

Na trilha de Cid, para além da gestão

Da coluna Política, no O POVO deste sábado (23), pelo jornalista Érico Firmo:

Não é apenas no modelo de gestão que Roberto Cláudio (PSB) quer reproduzir a experiência de Cid Gomes (PSB). Antes disso, ele quer – e precisa, para cumprir a meta anterior – seguir os passos eleitorais do atual governador: sair do comando da Assembleia para ser prefeito. No caso de Cid, em Sobral, em 1996.

Para se ter ideia do potencial do Poder Legislativo como trampolim eleitoral, os seis presidentes que antecederam Roberto Cláudio – salvo os que tiveram mandatos tampões – candidataram-se depois a cargos majoritários. Marcos Cals (PSDB) foi o único deles que não concorreu ainda na presidência. Deixou a cadeira em 2007 e disputou o governo em 2010. Além de Cals, o único ex-presidente da Assembleia a ser derrotado em campanha majoritária nesse intervalo foi Welington Landim, candidato a governador em 2002 também pelo PSB. Não foi coincidência o fato de que eram também os únicos que não eram apoiados pelo governador de plantão.

Cid, porém, foi o único deles a se eleger prefeito nesse período. E nenhum deles tentou com sucesso empreitada tão ambiciosa quanto a de Roberto Cláudio. Luiz Pontes (PSDB) foi eleito senador em 1998. Domingos Filho (PMDB) saiu do comando do Legislativo para o gabinete de vice-governador. Há ainda Francisco Aguiar, que saiu da presidência da Assembleia para ocupar o Governo do Estado por lucrativos 83 dias, escolhido em eleição indireta. A pensão que recebeu pela passagem meteórica rende polêmica e disputa eleitoral até hoje.

A história mostra sucessos e fracassos. Nenhuma das derrotas de alguém apoiado pelo governo. Porém, nenhum sucesso em voo tão alto. E nenhum na sempre imprevisível Capital.

Gaudêncio Lucena é o vice de Roberto Cláudio

449 29

O empresário Gaudêncio Lucena é o vice do pré-candidato do PSB à Prefeitura de Fortaleza, Roberto Cláudio. O anúncio ocorrerá na convenção conjunta do PMDB com o PSB no ginásio do Colégio Evolutivo neste sábado (23), a partir das 9 horas.

Gaudêncio é tesoureiro do PMDB estadual e sócio do empresário Eunício Oliveira. Foi do MDB e sempre se manteve no PMDB. Segundo lideranças da legenda, deverá levar a experiência de vida e de empresário para a chapa do jovem Roberto Cláudio.

Estava também na disputa para vice o deputado estadual Daniel Oliveira, sobrinho do senador Eunício Oliveira.