Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Aliados declarados da prefeita Luizianne Lins ocupam espaço na convenção do PSB

58 6

Um dos maiores aliados da prefeita Luizianne Lins (PT), na Câmara Municipal de Fortaleza, o vereador Walter Cavalcante (PMDB) chamou a atenção com uma grande faixa na convenção do PSB, na manhã desse sábado (23), no Colégio Evolutivo.

Apesar da faixa não manifestar o sentimento da campanha da chapa encabeçada por Roberto Cláudio, sugere uma cidade melhor.

Assim como Walter Cavalcante, outros vereadores peemedebistas também se encontram em uma “saia justa”, após o rompimento político do PSB e do PMDB com o PT. Carlos Mesquita e Luciram Girão já se declararam em plenário como detentores de cargos comissionados e terceirizados na Prefeitura de Fortaleza.

Enquanto Mesquita ressaltou que as indicações são comuns também no Congresso Nacional, Luciram foi mais sincero e disse que não via nada demais em “gerar emprego”.

A expectativa fica agora por conta da devolução ou não desses cargos, por parte dos vereadores e suplentes que compõem a base da aliança política de Roberto Cláudio. Caso continuem com as indicações, como se comportarão em suas bases eleitorais?

PSL confirma apoio a Roberto Cláudio.

O candidato a prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PSB/PMDB), ganhou não somente o apoio do PSL, neste domingo, durante convenção do partido, realizada no Hotel Amuarama, mas dos dois vereadores da legenda. José do Carmo e Leda Moreira prometeram trabalhar pelo candidato.

De Leda MOreira, principalmente, já que ela é irmã do deputado estadual Augustinho Moreira, que é do Partido Verde, legenda hoje respaldando o pré-candidato petista Elmano de Freitas. Mas Augustinho deixou claro que ele respalda Roberto Cláudio.

Na ocasião, Roberto Cláudio assegurou que vai fazer uma administração aberta, transparente e profissional.

(Foto – PSL)

Procon constata que juros bancários continuam muito altos

“Pesquisa da Fundação Procon de São Paulo constata que a baixa dos juros bancários foi muito pequena, em que pese a redução capitaneada pelos bancos públicos, de abril para cá. Enquanto a Caixa Econômica Federal barateou a taxa média de juros do empréstimo pessoal em 28,8% e a do cheque especial em 48,36% nos dois últimos meses, o Banco do Brasil (BB) reduziu em 20,59% o empréstimo pessoal e em 2,59% o cheque especial.

As taxas para empréstimo pessoal são 3,88% (Caixa) e 4,28% (BB) ao mês, consideradas “muito altas” pela diretora de Estudos e Pesquisas do Procon-SP, Valéria Rodrigues Garcia. São mais elevadas ainda em relação ao cheque especial, pois enquanto a Caixa cobra 4,27%, a taxa do BB é 8,27%, de acordo com levantamento feito no início deste mês nos sete maiores bancos, privados e públicos.

Quanto aos bancos privados, verifica-se que as reduções de juros dos bancos oficiais tiveram pouco efeito prático. Em relação à pesquisa que o Procon fez em janeiro deste ano, a taxa do empréstimo pessoal caiu de 6,33% para 6,27% no Bradesco, de 5,99% para 5,93% no HSBC e de 6,76% para 6,66% no Itaú. O Banco Santander manteve a taxa de 5,99% ao mês e o Banco Safra não informou suas taxas na última pesquisa, mas havia reduzido de 5,4% para 4,9% no levantamento de maio.

Os bancos evitam comentar as razões que os levam a manter taxas bancárias tão altas. Justificam-nas apenas como decorrentes da alta carga de impostos e do aumento da inadimplência, que elevam o spread (diferença entre as taxas pagas ao aplicador e as que os bancos cobram do tomador).

A taxa básica de juros, a Selic, é tida como parâmetro para determinar os juros do sistema financeiro nacional (SFN). Ao analisar um horizonte mais longo, constata-se que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) reduziu a Selic em 4 pontos percentuais de agosto de 2011 para cá. A taxa que remunera os títulos públicos depositados no Sistema Especial de Liquidação e Custódia passou de 12,5% para 8,5% ao ano nos últimos dez meses, uma queda de 32%.”

(Agência Brasil)

Elmano ganha apoio do PRP e fala do Hospital da Mulher

182 8

O PRP realizou sua convenção na manha deste domingo, no Hotel Amuarama. Na ocasião, confirmou apoio ao pré-candidato do PT à prefeitura de Fortaleza, Elmano de Freitas. Na ocasião, Elmano teve direito a discurso e informou: a partir desta segunda-feira, começam as ligações para mulheres que estão na fila de consultas para que sejam atendidas no futuro no Hospital da Mulher.

“Saúde pública é o grande desafio de Fortaleza, da presidenta Dilma e dos governadoreS”, disse, no ato, o pré-candidato petista

Elmano fez um balanço das obras da atual gestão.

(Foto – PRP)

Quizira das grandes

Da coluna Menu Político, no O POVO deste domingo (24), pelo jornalista Luiz Henrique Campos:

O Partido dos Trabalhadores (PT) parece ter entrado em período de inferno astral nos últimos dias.

Aqui, em Recife, São Paulo e até com Lula, os fatos parecem conspirar contra a sigla da estrela vermelha, como se fosse coisa feita. Em Fortaleza, o rompimento da aliança com o PSB tem deixado algumas lideranças indóceis e o clima é de falas fortes e revides.

Junte-se a isso, os escândalos no BNB que colocaram na berlinda indicações partidárias fragilizando a imagem da instituição. Na capital pernambucana o partido sangra abertamente, desgastando as relações entre filiados e aliados de outrora. Em São Paulo, a foto de Lula e Haddad com Paulo Maluf veiculado em todos os veículos de comunicação fala por si. O pior é que todos esses fatos foram criados pelo próprio PT, mostrando que a teia na qual se enrolam foi tecida por eles mesmos.

Igreja Católica do Paraguai cobra do novo governo reforma agrária e justiça social

A Igreja Católica do Paraguai cobrou nesse sábado (23) do novo presidente, Federico Franco, que promova a reforma agrária e garanta a inclusão social, melhorando os serviços de saúde e educação, além de empregos com qualidade. Monsenhor Edmundo Valenzuela conduziu um culto ecumênico nesse sábado, com a presença do presidente e de integrantes do novo governo, e apelou a Franco que atenda às demandas das camadas mais pobres da população.

“Os interesses mesquinhos não podem mover a política”, ressaltou o monsenhor. “As mudanças políticas no Paraguai exigiram consenso, houve um final pacífico, mas há ainda pendências, como oferecer aos camponeses a justiça social. As raízes do problema da distribuição de terra também estão na educação, saúde e no trabalho de qualidade.”

Franco acompanhou o culto ecumênico ao lado da mulher Emilia, dos três comandantes militares – mantidos no cargo mesmo após a destituição do ex-presidente Fernando Lugo do poder – e dos novos ministros e assessores. O culto foi celebrado do lado de fora da catedral de Assunção, a capital paraguaia, e muitas pessoas acompanharam a celebração.

Ao final, o presidente foi cercado por pessoas que queriam cumprimentá-lo. Simpático, Franco cumprimentou várias pessoas, abraçou e acenou. Durante o culto, ele prestou atenção ao sermão do monsenhor que pediu aos manifestantes que mantivessem seus protestos, desde que pacíficos. Também disse que a Igreja respeita o Estado e sabe que ambos devem atuar de forma independente.

“A Igreja é consciente sobre o que é do Estado e o que é da Igreja. A Igreja sabe fazer essa distinção”, disse o monsenhor. “Rezemos hoje mais do que nunca pela paz e a reconciliação”, acrescentou. “A cultura da paz se faz presente quando não há violência.”

Anteriormente, a Igreja Católica havia apoiado Lugo, ex-bispo católico. No sermão, monsenhor Valenzuela disse ter dúvidas sobre a rapidez com que ocorreu o processo de impeachment de Lugo. No entanto, de manhã, o núncio (representante do Vaticano) da Igreja Católica no Paraguai, Eliseo Antonio Ariotti, anunciou o apoio a Franco. Segundo ele, é necessário que todos contribuam para a paz e a justiça no país.

Monsenhor Valenzuela reiterou, durante o culto, a colaboração do ex-presidente durante o governo e elogiou sua decisão de acatar o impeachment, sem oferecer resistência. De acordo com ele, Lugo cooperou para manter a ordem nas manifestações que ocorrem, em sua opinião, de forma pacífica. Ontem, no entanto, houve confrontos entre policiais e manifestantes nas ruas de Assunção.

(Agência Brasil)

Heitor diz que será “um prefeito para chamar de seu”

64 8

Posto de saúde 24 horas, ônibus 100% integrado, urbanização de favelas, mobilidade urbana e escola em tempo integral com atividades esportivas. Esses são os tópicos mais importantes do plano de governo apresentado pelo candidato Heitor Férrer, durante a convenção do PDT que homologou a sua candidatura, na manhã deste domingo (24), no Náutico Atlético Cearense.

Apesar dos discursos anteriores ao seu, Heitor assegurou que não fará ataques pessoais à prefeita Luizianne Lins, mas não poupará críticas à gestão. Caso eleito disse que pedirá ao governador Cid Gomes e à presidente Dilma total apoio a Fortaleza.

Ele lembrou ainda que não é candidato de “puxadinho” (puxado por autoridades), mas, se eleito, a  população terá “um prefeito para chamar de seu”.

(Foto – Paulo MOska)

SERVIÇO

* Veja Heitro Férrer falando sobre suas propostas aqui.

* Veja o vice Alexandre Pereira falando aqui.

André Figueiredo diz que Heitor é o candidato do povo

66 3

“Não vote no candidato da prefeita, não vote no candidato do governador. Vote no candidato do povo, que é Heitor”.

O apelo é do presidente regional do PDT, André Figueiredo, durante discurso na convenção que homologa a candidatura de Heitor Férrer à Prefeitura de Fortaleza.

Apesar dos pedidos contra o “candidato do governador”, os ataques do presidente regional do PDT foram direcionados à prefeita Luizianne Lins e seu candidato, Elmano de Freitas.

“A prefeita quer inaugurar na marra o Hospital da Mulher e mais uma vez contrata Duda Mendonça (publicitário). Chega de acreditar em sonhos”, disse.

(Foto: Paulo MOska)

Lupi destaca honestidade de Heitor

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, destacou em discurso a honestidade do candidato Heitor Férrer, nas disputas à Prefeitura de Fortaleza. Ele chegou à convenção do partido, no ginásio do Náutico Atlético Cearense, na companhia do presidente estadual do PDT e deputado federal André Figueiredo.

Contrário à estratégia do PSB, que direcionará os ataques à gestão em Fortaleza, e não à gestora, o PDT deu início aos ataques contra Luizianne Lins. Carlos Lupi afirmou que “Fortaleza não é o quintal da casa da prefeita”.

(Foto: Paulo MOska)

Deputada Patrícia prestigia convenção de Heitor

69 2

Candidata à Prefeitura de Fortaleza em 2008, a ex-senadora e deputada estadual Patrícia Saboya prestigia a convenção do PDT que homologará Heitor Férrer como candidato do partido à sucessão de Luizianne Lins.

Na visão dos pedetistas e, agora também, dos pessebistas, Patrícia estava certa quanto às críticas à gestão em Fortaleza. A deputada será peça importante na caça aos votos, mas somente para Heitor.

(Foto: Paulo MOska)

Roberto Cláudio peregrina por convenções

O candidato do PSB à Prefeitura de Fortaleza, Roberto Cláudio, peregrina na manhã deste domingo (24) por convenções de partidos que compõem a sua aliança partidária.

No Centro, o candidato compareceu à convenção do PSL e, no momento, se dirige à convenção do PSDC, no ginásio poliesportivo da Parangaba.

Roberto Cláudio agradeceu o apoio e afirmou que quer uma gestão profissional e competente para Fortaleza. Isso, dentro do objetivo de dar à cidade perspectivas de futuro, o qeu exige planejamento.

(Foto – PSDC)

Lupi é aguardado na convenção do PDT

96 1

O ex-ministro e presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, é aguardado na convenção municipal do PDT, na manhã deste domingo (24), no ginásio do Náutico Atlético Cearense, quando será homologada a chapa Heitor Férrer/Alexandre Pereira para as disputas à Prefeitura de Fortaleza.

Na companhia do deputado federal André Figueiredo, Lupi se encontra na convenção em Caucaia, na reedição da chapa Washington Gois/Paulo Guerra.

(Foto: Paulo MOska)

Conselho de Ética decide nesta segunda sobre cassação de Demóstenes Torres

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado votará nesta segunda-feira (25) o relatório do processo disciplinar contra o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO). O parlamentar está sendo processado com base em denúncia do PSOL de que ele trabalhou em conjunto com a organização criminosa que segundo a Polícia Federal é comandada por Carlinhos Cachoeira, que está preso no presídio da Papuda, em Brasília.

A votação estava marcada para a última segunda-feira (18), mas o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli determinou o adiamento da deliberação após mandado de segurança impetrado pela defesa do senador. Por esse motivo, a reunião serviu apenas para a leitura da parte expositiva do relatório do senador Humberto Costa (PT-PE). O voto do relator só será conhecido nesta segunda-feira.

Caso o relator recomende a cassação de Demóstenes Torres, o parecer do Conselho de Ética será encaminhado à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) para exame dos aspectos constitucional, legal e jurídico, o que deverá ser feito no prazo de cinco sessões ordinárias. A partir daí, o documento precisa ser votado pelo Plenário, em processo secreto de votação.

A expectativa do relator é de que a votação em plenário se dê antes do início do recesso parlamentar, previsto para o dia 17 de julho.

(Agência Senado)

As leituras da vida

Da coluna Menu Político, no O POVO deste domingo (24), pelo jornalista Luiz Henrique campos:

Sem querer fazer pré-julgamentos, até porque só estive com ele uma vez, durante entrevista na TV O POVO, mas o que dá a entender é que Jurandir Santiago não entendeu a lição que a vida procurou lhe ensinar. Nascido pobre no interior, onde vendeu dim-dim para ajudar a família, foi motorista de táxi, e chegou ao cargo máximo da CEF no Ceará, assumindo depois uma secretária de Governo e a presidência do BNB.

Trajetória brilhante, não fosse a tentação e a cobiça por alçar voos mais altos, mesmo que para isso fosse preciso queimar etapas de formas não tão recomendáveis, deixando de lado um passado de dificuldade. Nada disso, tenho certeza, aprendeu com a experiência digna do antigo vendedor ambulante.

Aliados de Lugo criarão frente de resistência ao novo governo do Paraguai

Um grupo de movimentos sociais e pequenos partidos políticos no Paraguai anunciou hoje (23) que pretende fazer oposição ao governo do novo presidente do país, Federico Franco. O grupo vai lançar nesta segunda-feira (25) a Frente para Defesa da Democracia. Os integrantes são aliados do ex-presidente Fernando Lugo, destituído na última sexta-feira (22) do poder, após a aprovação de um processo de impeachment contra ele.

O deputado Ricardo Canese (Partido Guasú) e Oscar Sostoa, ex-vice-ministro do Interior do governo Lugo, lideram o grupo para a formação da frente, cujos integrantes se reuniram hoje para definir uma assembleia na segunda-feira. Na ocasião, eles vão eleger o presidente, o vice e secretário-geral da entidade.

Na reunião, vários integrantes do grupo discursaram. Eles disseram que farão campanha para levar a sociedade a aderir ao que foi chamado de mobilização pacífica ativa. A ideia é promover manifestações com cobranças e críticas ao governo Franco, mas de forma pacífica e sem uso da violência.

Os integrantes do grupo reclamaram do que definiram como “campanha do medo”. Com receio da repressão policial e militar, muitos paraguaios ficaram em casa ontem, evitando a participação nos protestos contra a destituição de Lugo. Segundo Oscar Sostoa, houve um “clima de terror” para amedrontar os manifestantes e esvaziar as ruas.

O comando da Frente para Defesa da Democracia, que ainda não foi instituída oficialmente, disse não reconhecer o governo Franco e quer que Lugo retorne ao poder. Segundo seus integrantes, não há possibilidade de diálogo com o novo presidente. Por outro lado, Franco reiterou hoje que pretende formar um governo de coalizão com o apoio de todos os partidos políticos.

(Agência Brasil)

Brasil manda chamar de volta seu embaixador no Paraguai

Em nota divulgada na noite deste sábado, o Itamaraty, segundo o Globo.com, condenou a ação e convocou para consultas em Brasília o diplomata brasileiro Eduardo dos Santos em Assunção. Essa decisão saiu após reunião da presidente Dilma Rousseff com os ministros das relações Exteriores, Antonio Patriota, da Defesa, Celso Amorim, e de Minas e Energia, Edison Lobão.

Brasil e Argentina retiraram seus embaixadores do Paraguai.

Isso foi consequência do impeachment de Fernando Lugo.

O descanso do mototaxista

93 1

A foto não está muito boa, mas o flagrante dos mais curiosos foi captado, no começo da madrugada deste domingo, no cruzamento das avenidas Carapinima com 13 de Maio: uma rede improvisada, feita a partir de uma faixa dessas que divulgam shows de banda de forró, sendo aproveitada por um dos mototaxistas do ponto que fica em frente ao Shopping Benfica.

Pois é, enquanto não chega freguês, nada como um descanso nesta Fortaleza surpreendente.

(Foto – Ana Baratha)

n