Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Aeroporto de Aracati será inaugurado com ministro e rasantes de Waldonys

“Com direito a rasantes de aeronave sob o manche de um piloto-cantor, no caso o sanfoneiro Waldonys, e a presença do ministro Gastão Vieira (Turismo), o governador Cid Gomes inaugura amanhã, às 10 horas, o Aeroporto Regional de Aracati (Litoral Leste).

Segundo o secretário estadual do Turismo, Bismarck Maia, com um detalhe: a arquitetura do terminal configura-se no País como a única com características eminentemente voltadas para o turismo, pois se assemelha às peculiaridades da região. Até madeira e palha de carnaúba integram o cenário. O projeto custou R$ 21 milhões.

O ato terá também a presença de diretores da TAM pois, na área, está em construção hangar da empresa que oferecerá serviços de manutenção de aeronaves para os mercados do Norte e Nordeste.”

(Coluna Vertical, do O POVO)

Petrobras anuncia nova descoberta em águas profundas na Bacia do Ceará

“A Petrobras anunciou na noite de ontem que comprovou a ocorrência de petróleo em águas profundas na Bacia do Ceará. A descoberta aconteceu durante a perfuração do poço 1-BRSA-1080-CES (1-CES-158), conhecido como Pecém. O poço está localizado a cerca de 76 quilômetros do município de Paracuru, em lâmina d’água de 2.129 metros. A profundidade atual do poço, segundo a Petrobras, é de 4.410 metros e a perfuração prosseguirá até 5.500 metros.

De acordo a estatal, a descoberta ocorreu em reservatórios siliciclásticos (sedimentos de rochas formados predominantemente por silicatos – que, por sua vez, são compostos de silício e oxigênio) da formação Paracuru, “constatada por indícios de hidrocarbonetos na perfuração, análise dos perfis e resultados de testes a cabo”, diz a Petrobras, em nota.

“As amostras de fluido obtidas no poço indicaram a presença de hidrocarbonetos líquidos, que serão caracterizados via análise de laboratório. A coluna estimada de hidrocarbonetos é da ordem de 290 metros, sendo 140 metros de reservatório”, conclui.

A Petrobras é a operadora da concessão BM-CE-2, com 60% de participação, em consórcio com a BP Energy do Brasil, que detém os outros 40%. Segundo a petroleira, o grupo dará continuidade às operações para concluir o projeto de perfuração do poço até a profundidade prevista, verificar a extensão da nova descoberta e caracterizar as condições dos reservatórios encontrados. A estatal não detalhou o volume de petróleo que espera extrair do poço nem a qualidade do óleo encontrado.”

(O POVO)

Fortaleza embarca otimista para jogo contra o Cuiabá

O time do Fortaleza seguiu, no começo desta manhã de sexta-feira, para o Matro Grosso, onde enfrentará domingo, em partida válida pela Série C, do Brasileirão, a equipe do Cuiabá. Viajou com suas principais estrelas como Geraldo e Cleo e sem maiores problemas, de acordo com o técnico Vica.

O Fortaleza vai aproveitar para fazer dois treinos antes dessa partida: um ainda nesta sexta-feira e outro sábado. Apó isso, sairá a escalação para esse jogo. O clima era de otimismo.

Candidatos fazem suas considerações finais

Marcos Cals lembra que ele e seu vice Fernando Hugo nunca estiveram ao lado da atual gestão em Fortaleza, pois isso se considera o legítimo opositor. Fala sobre projetos para a cidade, como ainda as obras feitas pelo governo do PSDB, quando esteve à frente do Estado. Pede oportunidade para trabalhar.

Elmano diz que suas propostas são concretas, como gratuidade nos ônibus para desempregados. Lembra que esteve com Lula e que o ex-presidente vem a Fortaleza para a sua campanha. Elmano ganhou um minuto do tempo de Roberto Cláudio, por ofensa pessoal. Assegura que não fará ataques pessoais. Afirma que primeira obra da Copa foi o estádio Presidente Vargas e denuncia que Estado não repassou o dinheiro que prometeu para a reforma do estado.

Moroni lembra que esteve ausente por causa de uma missão religiosa e que cidade piorou. Diz que vai defender a vida das pessoas, principalmente nas especialidades médicas e guarda municipal para servir à população. “Qual desses candidatos você entregará a vida da sua família?”, pergunta.

Heitor diz que quer ser o prefeito do fortalezense, pois não possui padrinho ou madrinha. Lembra da sua coragem como parlamentar, quando acabou com o auxílio-paletó na Câmara Municipal e com a aposentadoria para governador. “Nós não vendemos ilusões”, alerta.

Inácio informa sobre descoberta de petróleo em Paracuru. Volta a falar sobre seu empenho na captação de recursos.

Roseno convida o fortalezense a negar o jeito antigo de fazer política, eu coloca o privado acima do público. Cita o mensalão.

Valdeci diz que ele e seu vice representa uma renovação na estrutura de Fortaleza. Diz que progresso na cidade não alcança os moradores de rua e crianças que pedem esmolas.

Roberto Cláudio tem seus dois minutos repostos e diz que não está para debater pessoas, mas problemas. Afirma que não há ódio por ninguém. Diz que cidade está precisando de cuidados, como na saúde pública, na educação e no trânsito. Assegura que haverá apoio do governador e parceria da presidente Dilma.

Roberto Cláudio lamenta o desinteresse da Prefeitura por obras da Copa

No penúltimo bloco do debate da TV Jangadeiro, candidatos continuam a perguntar para candidatos, em temas livres:

Heitor pergunta a Valdeci sobre projetos segurança. Valdeci lembra a função da Guarda Municipal e que viabilizaria um plano municipal de segurança pública. Heitor diz que plano de combate à violência passa pela educação de qualidade e projeto de prevenção de combate às drogas.

Valdeci pergunta a Roberto Cláudio sobre obras da Copa 2014. Roberto diz que, enquanto o Governo da exemplo em obras, a Prefeitura mostra descaso e desinteresse, inclusive com a contratação de construtora envolvida em escândalos. Diz que a impressão é que Fortaleza nem faz e nem deixa fazer, ao lembrar perda de empreendimento do estaleiro.

Roberto pergunta a Inácio sobre projeto em educação e lembra que Fortaleza é a penúltima no Estado na qualidade do ensino fundamental. Inácio lamenta escolha política de diretores das escolas e a perda de recursos para a construção de creches.

Inácio pergunta a Roseno sobre planejamento urbano e Plano Diretor, que carece de regulamentação. Roseno lembra que Plano Diretor estrutura o crescimento da cidade. Lamenta a falta de regulamentação e denuncia que há um “picotamento”. “Essa gestão deu um golpe nas Zeis”, diz.

Renato pergunta a Moroni sobre a perda da cobertura vegetal de Fortaleza. Moroni fala sobre lei que irá regulamentar para recuperar o verde. Lembra que há praias inadequadas para o banho.

Hospital da Mulher: Marcos Cals diz que a gestão em Fortaleza irá enganar a presidente Dilma

No penúltimo bloco do debate da TV jangadeiro, candidatos perguntam para candidatos, em temas livres:

Moroni pergunta a Marcos sobre problemas na saúde, em que muitas vezes os médicos escolhem quem vive e quem morre. Marcos fala sobre projeto para atendimento de traumas. Diz da necessidade sobre postos de saúde em funcionamento pleno. Critica que administração atual alega que “estou fazendo ou que vou fazer”, sem soluções imediatas. Lembra que ele e o vice Fernando Hugo são os verdadeiros opositores da atual gestão. Moroni concorda e diz que vai acabar com o que chama de “fila da morte”.

Marcos pergunta a Elmano sobre orçamento participativo. Diz que faltou determinação da gestão. Elmano diz que Marcos foi um dos que criticou o Hospital da Mulher e que unidade será entregue pela presidente Dilma. Afirma que andou Fortaleza por causa do orçamento participativo. Marcos alerta que presidente Dilma será enganada, pois a gestão não tem condições de colocar o Hospital da Mulher para funcionar. “Essa administração levou a população na conversa”, comenta Marcos, sobre o orçamento participativo, pois as obras já estavam definidas, antes de levá-las à população.

Elmano pergunta a Heitor sobre turismo, lembra que empregos com carteiras assinadas aumentou, assim como o número de beneficiários do Bolsa Família. Heitor diz que Fortaleza deve contentar o fortalezense, assim como as cidades de Paris e Madri contemplam a sua própria gente.

Colunista do O POVO participa de perguntas no debate da TV Jangadeiro

O titular da coluna Política, do O POVO, jornalista Érico Firmo, participou com uma pergunta no debate da TV Jangadeiro, na noite desta quinta-feira (2). A pergunta sobre investimentos, como o estaleiro, foi sorteada para o candidato Valdeci Cunha.

O candidato lamentou a perda do investimento, no Serviluz, mesmo porque a situação continua a mesma. O bairro não ganhou a urbanização prometida, além dos milhares de empregos.

Tensão entre Moroni e Elmano e também entre Roberto Cláudio e Roseno

Valdeci pergunta a Inácio sobre providências na mobilidade urbana. Inácio fala sobre transporte público e integração dos ônibus com metrô e VLT.

Inácio critica a falta de qualidade na educação e pergunta a Marcos sobre projeto. Marcos critica atual modelo, em que diretor é escolhido por conveniência política. Sugere que a escola seja aberta à comunidade nos fins de semana. Inácio lamenta que a Prefeitura tenha perdido verbas para creches.

Marcos pergunta a Roseno sobre abandono do Centro. Roseno diz que trabalhadores são discriminados no Centro e lamenta o descaso para com o patrimônio histórico.

Roseno pergunta a Roberto Cláudio sobre transporte público na Região Metropolitana. Roberto destaca que passagem barata é fruto de redução de impostos por parte da Prefeitura e do Governo do Estado. Diz que somente 10% das linhas estão integradas por tempo. Roseno critica o candidato do PSB, que, apesar de candidato do governador, não sabe dos investimentos. Roberto diz que Roseno faz ataques gratuitos e cita projeto do Estado para a Região Metropolitana.

Roberto Cláudio pergunta sobre a segurança em Fortaleza. Heitor diz que a segurança pública é uma responsabilidade do município. Ressalta que o Estado tem a responsabilidade do combate. Diz que investimentos em saúde e em outros setores seriam uma forma de prevenção.

Heitor pergunta a Elmano sobre solução para a saúde. Heitor convida Elmano para visitar o IJF e o HGF para comprovar falta de leitos. Elmano convida Heitor para visitar o Hospital da Mulher. Diz que acabará com as filas nos hospitais, em caso de integração da rede estadual e municipal. Heitor diz que operações são feitas não mais para lesões, mas para seqüelas. Elmano diz que fará investimentos nos frotinhas para desafogar o IJF.

Elmano pergunta a Moroni sobre tratamento de dependentes químicos. Moroni lamenta falência de centros de recuperação para drogados, como o Desafio Jovem. Promete a construção de centros de tratamentos em bairros, mas também o combate ao crack. Elmano diz que Moroni passou um tempo fora de Fortaleza, por isso não sabe que os Caps atendem a 14 mil pessoas. Moroni diz que está cansado de discursos bonitos e gostaria que tudo que Elmano falou fosse verdade.

Moroni pergunta a Valdeci sobre geração de emprego. Moroni fala de experiência de Bogotá sobre empregos para jovens. Valdeci fala em plano municipal de qualificação profissional.

Juíza proíbe permanência de presos condenados em cadeia pública de Quixadá

83 1

“A juíza Patrícia Fernanda Toledo Rodrigues determinou a interdição parcial da Cadeia Pública de Quixadá, distante 158 km de Fortaleza. A decisão proíbe a entrada de novos presos condenados no prédio. Além disso, a magistrada estipulou prazo de até 90 dias para que o Estado providencie a transferência de todos os detentos condenados para outras unidades. Em caso de descumprimento, a multa diária é de R$ 1 mil.

O Ministério Público do Ceará (MP/CE) ingressou com ação civil pública (nº 14194-49.2010.8.06.0151/0) requerendo, liminarmente, a remoção dos réus condenados para outros estabelecimentos prisionais. Solicitou ainda a proibição da entrada de novos presos que já tenham sido julgados. O Estado do Ceará se manifestou pelo indeferimento dos pedidos, sustentando que as políticas públicas são realizadas de acordo com a viabilidade de condições.

Ao analisar o caso, a juíza Patrícia Fernanda Toledo Rodrigues, respondendo pela 1ª Vara da Comarca de Quixadá, afirmou que “é incontroversa a necessidade de reestruturação do sistema carcerário de Quixadá”. De acordo com a magistrada, a Cadeia Pública “expõe os detentos a risco de morte, pela superlotação, a tratamento desumano, tornando absolutamente cruel o cumprimento das penas”. Com informações do TJ do Ceará.

Promotor é condenado a 17 anos por crime de pedofilia

O promotor Ricardo Maia de Oliveira foi condenado a 17 anos e seis meses de prisão em regime fechado, nesta quinta-feira (2). A condenação foi pedida pelo desembargador relator, Fernando Luís Ximenes Rocha. Um desembargador, dos 14 membros presentes no Pleno, não acompanhou a decisão do relator e pediu a absolvição do réu. O julgamento teve início às 14 horas e terminou por voltas das 20h.

Pela primeira vez no País, um promotor de Justiça foi levado a julgamento por uma ação criminal referente a cometimento de pedofilia. O caso foi apreciado nesta quinta-feira por membros do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJ-CE), onde um promotor nunca havia sentado no banco dos réus. O acusado responde a uma ação penal pública por atentado violento ao pudor, que teria sido cometido contra crianças, em 2005, conforme denúncia do próprio Ministério Público do Estado (MPE).

(O POVO Online)

Anatel libera venda de chips da TIM, Claro e Oi

“Depois de 11 dias de proibição, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou hoje (2) a liberação da venda de novas linhas de celulares e internet das operadoras TIM, Claro e Oi a partir de amanhã (3).

As vendas foram proibidas pela Anatel no dia 23 de julho, como forma de punição pela má qualidade dos serviços prestados. Como exigência para a liberação, as operadoras tiveram que apresentar planos de investimentos na qualidade da rede e no atendimento aos clientes.

Desde o anúncio da proibição, representantes das empresas estiveram reunidos quase diariamente com dirigentes da Anatel. As operadoras tiveram que apresentar suas ações detalhadas por estado e pelos indicadores de qualidade da Anatel. A TIM foi proibida de vender em 18 estados e no Distrito Federal, a Oi, em cinco, e a Claro, em três.”

(Agência Brasil)