Blog do Eliomar

Arquivos do autor Eliomar de Lima

Um novo inquérito-bomba?

65 1

Da Coluna Radar, da  Veja Online:

Vital do Rêgo, presidente da CPI mista do Cachoeira, recebeu do procurador-geral, Roberto Gurgel, uma informação destinada a mexer com a já nervosa Brasília das últimas semanas.

Gurgel informou que, na sexta-feira passada, enviou à Justiça um novo inquérito que investiga a jogatina (e, claro, Carlinhos Cachoeira) – não é nem a Operação Monte Carlo e nem a Las Vegas, ressalte-se.

Nele, também por meio de grampos, sairiam chamuscados quatro ministros do STF, onze do STJ e vários deputados.

(Atualização, à 0h56min. O senador Vital do Rêgo enviou o seguinte e-mail:  “Prezado jornalista Lauro Jardim, para dirimir quaisquer dúvidas, em respeito à sua prestigiada coluna e em razão do meu ofício, informo-lhe que no encontro com o Procurador Roberto Gurgel não recebi qualquer informação sobre novo inquérito ou pessoas e titularidades envolvidas”. A coluna mantém a informação publicada).

Secretário lança campanha contra a dengue com apoio das escolas

69 6

O secretário municipal da educação, Elmano Freitas, que também é pré-candidato petista à Prefeitura de Fortaleza, vai reunir, a partir das 10 horas, cerca de 300 diretores de escolas.

O objetivo, segundo sua assessoria, é acertar uma campanha preventiva contra a dengue, a partir da mobilização de professores, alunos e pais de alunos.

O encontro ocorrerá no Hotel Oásis Atlântico.

VAMOS NÓS – Bem que essa reunião poderia ocorrer numa escola. Assim já teríamos o pontapé inicial da ação.

Corregedora do TRE confere mutirão eleitoral no Ginásio Paulo Sarasate

A corregedora regional eleitoral e vice-presidente do Tribunal Regiomnal Eleitorla, desembargadora Iracema do Vale, vai ao Ginásio Paulo Sarasate nesta sexta-feira, às 10 horas. Ali, acompanhará de perto os trabalhos de alistamento eleitoral. Desde segunda-feira, que o TRE vem sendo realizado, nesse local, um mutirão para agilizar o atendimento em Fortaleza aos eleitores que ainda precisam resolver alguma pendência com a Justiça Eleitoral. O mutirão vai se estender até o próximo dia 9, quando encerra o prazo de alistamento eleitoral.

Foram montados ali para o atendimento 65 microcomputadores – 50 para atendimento normal e 15 para preferencial. Um contingente de 350 pessoas, entre juízes, servidores da Justiça Eleitoral, terceirizados e de segurança (policiais militares e guardas municipais), foi mobilizado para atender aos eleitores.

SERVIÇO

De segunda a sexta, o atendimento ocorre das 8 às 18 horas. Neste sábado e domingo, os eleitores serão atendidos das 8 às 12 horas.

Caso do consignados – Denúncia de propina é fato gravíssimo

78 3

Da Coluna Política do jornalista Érico Firmo, no O POVO desta sexta-feira, tópicos dos mais interessantes e instigantes:

Se o e-mail que Heitor Férrer (PDT) levou ontem à tribuna da Assembleia for verdadeiro, ficará evidente que a trama arquitetada em torno dos empréstimos consignados é ainda mais grave do que se pensava. Em nota, a Promus refuta essa informação. De qualquer forma, a mensagem foi aparentemente obtida por meio ilegal. Se houve falsificação, violação de caixa postal ou, ainda, pagamento de propina, em qualquer hipótese o caso é gravíssimo. Assunto para Polícia e Ministério Público.

Por falar de bancos e empréstimos consignados, o Governo do Estado fez o óbvio e o mais correto ao chegar a entendimento com os servidores para eliminar a presença de empresa para administrar a margem de endividamento. À primeira vista, não parece haver nenhuma dificuldade em a própria Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag) definir o máximo de endividamento que cada servidor pode assumir. No entanto, falta outro passo fundamental para aperfeiçoar o modelo: abrir as operações de empréstimos para o maior número possível de bancos. Hoje, a maioria das operações é feita pelo Bradesco – que tem a Promus como correspondente exclusivo. E as razões para essa concentração é cada vez mais nebulosa e questionável. Já foi necessária pressão da Seplag, no ano passado, para incluir a Caixa Econômica. Há informações do mercado de que várias outras instituições teriam interesse em participar. Quanto maior for o número, melhor para o servidor.

Vale destacar que são os bancos que definem as taxas de juros. As comissões pagas aos correspondentes, como a Promus, são descontadas em cima do empréstimo retirado pelo trabalhador, antes de os juros incidirem. O percentual é de 19% na maioria das operações, de 72 meses. No entanto, o banco precisa cobrar juros o suficiente para lucrar, mesmo depois de pagar comissão equivalente a quase um quinto do empréstimo. Nesse processo, a taxa fica mais cara.

Com concorrência, os trabalhadores teriam opções e seria natural a disputa para oferecer melhores condições.

Delta pode ser vendida para a JBS

A Construtora Delta foi posta à venda para tentar salvar as operações da empresa. Alvo do escândalo envolvendo o bicheiro Carlinhos Cachoeira, estaria interessando ao grupo JBS, informa a Folha de São Paulo desta sexta-feira.

Segundo a Folha apurou junto a pessoas com acesso à operação, o grupo JBS manifestou interesse na aquisição.

Procurado, o empresário Joesley Batista, presidente da holding que controla o frigorífico JBS, disse que não poderia comentar o caso: “Vixe! Não posso falar disso, não”.

Já a Delta optou por não se pronunciar a esse respeito.

As negociações, segundo quem acompanha o caso, estão a cargo do ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, que comanda o conselho de administração da holding. Procurado, Meirelles não foi localizado.

Alô, comentaristas! Menos excessos e mais reflexões

91 7

Senhores leitores que adoram fazer comentários,

Gostariamos de pedir maior cuidado no linguajar e menos agressões . Dá para opinar sem precisar apelar.

Como o ano é eleitoral, claro que as paixões eclodem sem medida. Mas, neste Blog, e em respeito à legislação eleitoral, há regras que precisam ser respeitadas.

Jogos no PV – Encurralamento dos moradores do Benfica

523 1

Com o título “Jogos no PV – Encurralamento dos moradores do Benfica”, eis o Editorial do O POVO desta sexta-feira. Aborda o quadro traumático dos que residem no entorno do estádio Presidente Vargas em dias de jogos e que acabam, temendo violência de torcedores, sem o direito de ir e vir. Confira:

Os jogos do Clássico-Rei, no estádio Presidente Vargas (PV), tornaram-se motivos de apreensão e até de pavor para moradores do bairro do Benfica. O comportamento das torcidas organizadas é de puro vandalismo, comprometendo a segurança de quem reside por ali. O problema já provocou uma audiência pública da Câmara Municipal.

Futebol é uma paixão nacional, como se diz. Até certo ponto, se mantém como um entretenimento democrático por ser ainda acessível ao bolso popular (embora isso comece a ser questionado). Infelizmente, deixa cada vez mais de ser motivo de prazer e descontração para se tornar fator de comportamento antissocial e canal de descarrego de pulsões primitivas. Tudo, devido à falta de bom senso e de autocontrole de torcedores que não sabem conviver com a emulação sadia. As frustrações causadas por uma sociedade altamente competitiva parecem encontrar aí o desaguadouro natural. E isso é incompatível com os requisitos de uma sociedade minimamente civilizada.

A privacidade e o sossego dos moradores tornaram-se reféns da selvageria de torcedores ensandecidos. A vida da comunidade local foi traumatizada por essa interferência descabida. Não só os lares, mas as instituições comunitárias são afetadas de forma avassaladora. Até cultos e missas são esvaziados, no horário dos jogos, pelo temor à violência que desaba sobre os frequentadores – como ocorre, por exemplo, com a Igreja de Nossa Senhora dos Remédios na avenida da Universidade, que ameaça fechar suas portas nesse horário.

Não é possível aceitar tal estado de coisas. O próprio direito constitucional de ir e vir fica comprometido. Mais do que isso: dá-se a violação do direito humano fundamental à privacidade, pois o próprio recesso do lar é atingido pela ação das hordas e de elementos criminosos que tomam carona na desordem e aproveitam para assaltar, e roubar – e até matar – os incautos.

Cabe às autoridades responsáveis encontrar meios de conter essa barafunda. A prática do esporte só tem legitimidade se concorrer para o benefício da comunidade. Caso contrário, esta tem precedência sobre qualquer outro interesse. Com a palavra o Ministério Público.

Funceme – Abril sem chuvas mil

“Choveu 62,1 milímetros em abril deste ano no Ceará. A média deste mês é a menor registrada para um mês de abril desde 1980, quando choveu 55,5 mm no Estado. Os dados são da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). As chuvas de abril ficaram 70,8 % abaixo do esperado para o mês, um dos mais chuvosos historicamente. No dia 29 de abril, por exemplo, a Funceme não registrou chuva em nenhum município do Estado.

No Sertão Central e Inhamuns, a situação de falta de chuvas é ainda mais grave. Choveu 32,1 mm em abril, marca que se aproxima da pior média já registrada nas duas regiões desde 1958: 29 mm. No acumulado dos quatro primeiros meses do ano, choveu 267,8 mm nas duas regiões, 50,3% abaixo da média histórica para o período.

No Vale do Jaguaribe, choveu 32,7 mm em abril deste ano, 83,4% a menos do esperado para o mês. O pior registro de chuvas na região, em um mês de abril, foi de 32 mm, também em 1958.

A meteorologista da Funceme Cláudia Rickes explica que a falta de chuvas se deve ao afastamento da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), sistema de nuvens que provoca chuvas para o norte do Nordeste e Amazônia.”

(O POVO)

Sindiônibus e motoristas discutem reajuste salarial

57 1

Nesta sexta-feira, a partir das 9 horas, empresários e motoristas de ônibus iniciam, na sede da Superintendência Regional do Trabalho, discussões sobre cláusulas monetárias. Os motoristas estão vivendo o mês de sua data-base.

A categoria está reivindicando 25% de reajuste. O empresariado, por meio do Sindiônibus vai apresentar contraproposta.

Essa fase de discussões sobre percentual de reajuste é considerada a mais importante de toda a negociação.

Vacinação contra a gripe começa neste sábado

“Cerca de 65 mil postos de saúde em todo o país abrem amanhã (5) para o início da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. O horário de funcionamento será das 8h às 17h. A dose aplicada vai proteger também contra a influenza A(H1N1) – gripe suína.

Devem procurar os locais de vacinação idosos com mais de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 2 anos, grávidas em qualquer período da gestação, indígenas e profissionais de saúde. A meta é imunizar 24,1 milhões de pessoas até o dia 25 de maio.

Crianças que serão vacinadas pela primeira vez deverão tomar duas doses, com intervalo de 30 dias. Aquelas que já receberam uma ou duas doses da vacina no ano passado deverão receber apenas uma este ano. Os demais grupos deverão tomar dose única.

Em 2011, de acordo com dados do Ministério da Saúde, 25,134 milhões de pessoas foram vacinadas – 84% do público-alvo. No mesmo período, foi registrada uma redução de 64% nas mortes provocados pelo vírusInfluenza H1N1. Ao todo, 53 óbitos foram confirmados. Também no ano passado, houve queda de 44% nos casos graves da doença, que totalizaram 5.230.!

(Agência Brasil)

Ex-prefeito de Jardim é acusado de desviar R$ 1 milhão

“A Polícia Federal investiga desvios de verbas federais destinadas à educação no município de Jardim (a 540 km de Fortaleza), durante os menos de três meses nos quais o cargo de prefeito foi exercido pelo presidente da Câmara Municipal, vereador João Cláudio Coutinho. A fraude envolveria pelo menos R$ 1 milhão.

Segundo o procurador federal Rafael Rayol, foram identificadas transferências de dinheiro do Fundeb para contas bancárias de ex-gestores municipais e de familiares. Coutinho ocupou a Prefeitura entre julho e setembro do ano passado. Todo o primeiro escalão municipal do período está sob investigação.

As irregularidades foram constatadas na operação Várzea do Éden, realizada em conjunto entre Polícia Federal e Ministério Público Federal. Foi feita auditoria que constatou movimentações financeiras consideradas atípicas.

A Justiça Federal concedeu mandados de busca e apreensão de documentos que pudessem comprovar os crimes e indicar quem foi favorecido. Foram cumpridos 19 mandados em Jardim e um em Juazeiro do Norte. Uma empresa do município de Várzea Alegre (a 446 km de Fortaleza) também é suspeita de envolvimento.

A papelada em poder dos policiais e procuradores mostra vários pagamentos com dinheiro do Fundeb feitos sem licitação e sem comprovantes, como recibos ou notas fiscais.”

(O POVO)

Iranianos vão às urnas

“Dois meses depois do primeiro turno das eleições legislativas no Irã, parte dos eleitores volta hoje (4) às urnas para escolher 65 deputados, de um total de 290 que ocupam o Parlamento (Majlis). Para analistas políticos, o segundo turno é marcado pela queda da popularidades do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad. Em decorrência do fuso horário em relação ao Brasil, as votações já começaram no Irã.

Na disputa, estão 130 candidatos. Dos 65 eleitos, 25 representam a capital, Teerã. O segundo turno ocorre apenas em 33 zonas eleitorais, em 18 províncias. As autoridades não informaram quantos eleitores estão aptos a votar neste segundo turno. No país, o voto não é obrigatório. Em março, no primeiro turno, 67% do total de inscritos compareceram às urnas.

No primeiro turno das eleições legislativas, foram eleitos 225 deputados e 80% representam a corrente conservadora vinculada ao líder religioso do Irã, aiatolá Ali Khamenei. Os demais 20% se diluíram entre aliados de Ahmadinejad e os que se identificam como independentes.

Pelos dados oficiais, os votos de hoje serão contabilizados depois das 18h (de Teerã) . Os resultados serão divulgados em seguida, mas não há um prazo fixo. No primeiro turno, os resultados levaram dias até a divulgação.”

(Agência Brasil com agências internacionais)

Guardas Municipais fazem caminhada de protesto pro melhores salários

Todos os guardas municipais lotados nos sete terminais de integração de Fortaleza, pelotões e patrimonial (dos órgãos da prefeitura) realizarão, neste sábado, uma caminhada de protesto.
Eles sairão às 8 horas da sede da Corporação, situada no bairro Rodolfo Teófilo, e percorrerão ruas e avenidas da área reivindicando melhores condições de trabalho e de salário. A categoria não fala em greve, mas não descarta hipótese no caso de não conseguir ser ouvida.
SERVIÇO
Saúda – Rua Delmiro de Farias, 1900 – Rodolfo Teófilo.

Novo ministro do Trabalho diz ter orgulho de assumir a pasta

“O novo ministro do Trabalho, Brizola Neto, durante a cerimônia de transmissão de cargo hoje (3) no Palácio do Planalto, repetiu o discurso que fez em comemoração ao Dia do Trabalho e disse novamente estar orgulhoso de assumir a pasta.

“O Ministério do Trabalho foi criado na década de 1930 e, antes disso, as questões sociais e as ligadas às relações de trabalho, como as greves, eram vistas como caso de polícia”, falou o ministro, ao afirmar que, para ele, a história do ministério se confunde com a história do trabalhismo.

Brizola Neto tomou posse hoje pela manhã e assumiu o lugar do interino Paulo Roberto Pinto, que estava no comando da pasta desde dezembro do ano passado, quando o então ministro, Carlos Lupi, teve de deixar o cargo por causa de denúncias de irregularidades.”

(Agência Brasil)

Câmara aprova projeto que pune quem nega atendimento médico de emergência

A Câmara dos Deputados votou e aprovou nesta semana um projeto de lei que  impõe pena para instituições e profissionais que pedirem qualquer tipo de garantia financeira (cheque-caução ou nota promissória) para atendimento médico de emergência. Pelo projeto, quem condicionar o atendimento médico a qualquer tipo de garantia financeira será multado, e ainda poderá ter prisão decretada de três meses há um ano. A pena será aplicada em dobro, se da prática resultar lesão corporal grave; e será triplicada, em caso de morte.

As mudanças não param por aí, o projeto muda o Código Penal (Decreto-Lei 2.848/40) para criar um novo tipo de crime específico relacionado à omissão de socorro (artigo 135). Atualmente, não há referência expressa nesse artigo quanto ao não atendimento urgente de saúde.

Jandira Feghali e a bancada do PC do B votou a favor do projeto, e explica: ” É uma resposta a altura, aos estabelecimentos privados e públicos, que privilegiam a ganância e o lucro desprezando a vida humana.”

A deputada citou o caso do então secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Duvanier Paiva,que após ter passado por dois hospitais privados de Brasília, morreu em um terceiro estabelecimento particular. De acordo com a família, na ocasião, os hospitais teriam exigido a entrega de um cheque-caução para fazer o atendimento ao ex-secretário. A parlamentar, que também é médica, acrescenta: “A vida das pessoas não pode ir até onde o bolso pode pagar.”

Os estabelecimentos serão obrigados a afixarem, em local visível, cartaz ou equivalente com a informação de que constitui crime exigir garantias financeiras ou ainda o preenchimento prévio de formulários para o atendimento. É mais uma garantia para o cidadão que mesmo tendo seus direitos, muitas vezes têm atendimento recusado nos hospitais particulares. O projeto segue agora para votação no Senado Federal.

(Com Agência Câmara)